SlideShare uma empresa Scribd logo

fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação com empresas

ABCR
ABCR
ABCRABCR

Luana Ribeiro e Rachel Carneiro

fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação com empresas

1 de 58
Baixar para ler offline
Diálogos para
a retomada
ESG: O que isso tem a ver com
a captação com empresas
Rachel Carneiro e Luana Ribeiro
Lei 10.097/2000 altera a CLT e determina que “é proibido
qualquer trabalho a menores de 16 anos de idade, salvo na
condição de aprendiz, a partir dos 14 anos”.
Estabelecimento dos Objetivos de Desenvolvimento do
Milênio lançado com o apoio de 191 nações e revisado em
2015, sendo transformado nos Objetivos do
Desenvolvimento Sustentável.
3
1543
1970
Organizações religiosas que buscavam fazer o bem
como forma de exercer a caridade. Ações que
predominam são no campo da assistência social,
saúde e educação (asilos, santas casas e colégios
católicos)
1935* No Brasil, as organizações sociais assumem o caráter
de suporte ao Poder Público para a implementação
de políticas públicas e para a garantia dos direitos
básicos do cidadão (melhoria de sua estrutura para
receber repasses do Governo)
EVOLUÇÃO DA
AGENDA SOCIAL
Organizações de assistência social e organizações
comunitárias atuam como mobilizadoras da
sociedade para dar luz aos principais problemas
sociais da época, decorrentes do período da ditadura
militar no Brasil...
Organizações ampliam sua pauta e deixam de atuar
somente para implementação de políticas públicas.
Temas como cidadania e direitos fundamentais
passam a ser fortes na atuação do setor..
Um grupo de empresários, em parceria com a Câmara de
Comércio de São Paulo, cria um Subcomitê de Filantropia
para discutir sobre ações para diminuição das desigualdades
sociais no país. Em 1995, esse grupo veio a se tornar o GIFE,
que, após um novo direcionamento estratégico em 2014,
passou a ser chamado de Grupo de Instituto Fundações e
Empresas.
1980
** Ano da promulgação da Lei de Utilidade Pública
Federal.
1989/
1995
1990
Criação do ECA – Estatuto da Criança e da Adolescência, um
conjunto de normas de ordenamento jurídico que tem
como objetivo a proteção integral da criança e do
adolescente.
Criação da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do
Adolescente, que tem sua atuação pautada no ECA (Estatuto
da Criança e do Adolescente), responsável pelo lançamento
do Programa Empresa Amiga da Criança e Selo Empresa
Amiga da Criança, ambos com o objetivo de gerar
engajamento de empresas em uma atuação social.
Ano de promulgação da Lei Rouanet, legislação de incentivo
à cultura que permite que as empresas tributadas pelo Lucro
Real utilizem parte do seu IRPJ a pagar para patrocinar
projetos culturais pré-aprovados pelo Governo Federal.
No 3° setor, cultura de ciclos anuais de projetos.
1990
1991
Fundação do CEBEDS – Conselho Empresarial Brasileiro para
o Desenvolvimento Sustentável
1997
Fundação do Instituto Ethos, uma associação de empresas
interessadas em desenvolver suas atividades de forma
socialmente responsável, que passa a fomentar a troca de
informações, realização de conferências, debates e
encontros, articulação e mobilização.
1998
Criação de institutos e fundações ligados à empresa que
nascem para gerenciar recursos, realizar ou gerir projetos.
Ampliação crescente das exigências devido às regras de
compliance.
2000
2000 Diversificação dos modelos de trabalho e fontes de recursos
para o terceiro setor
Organizações sociais passam a ser o espaço de
experimentação de novas soluções para problemas sociais,
devido à sua capacidade de teste em pequena escala para
validação de novos modelos de atuação.
2001
* Não há como garantir a precisão dessa data. O ano
citado é o ano de fundação da Santa Casa da
Misericórdia de Santos, instituição que estima-se ser
a primeira filantrópica do país.
2012
2013
Criação da Rede Empresarial pela Inclusão Social com o
propósito de criar um ambiente de negócios mais
inclusivo para transformar positivamente a vida das
pessoas com deficiência
Criação do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ com o
propósito de articular empresas em torno do
compromisso com o respeito e a promoção aos direitos
humanos LGBT+ no ambiente empresarial e na
sociedade.
2015
2015
Criação da Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial, um
espaço de diálogo do empresariado brasileiro em torno dos
seus compromissos com a inclusão, promoção e valorização
da diversidade étnico-racial
Após 15 anos das Metas do Milênio, a ONU estabelece os
OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DUSTENTÁVEL, um
plano de ação global que reúne 17 objetivos de
desenvolvimento sustentável e 169 metas, criados para
erradicar a pobreza e promover vida digna a todos, dentro
das condições que o nosso planeta oferece e sem
comprometer a qualidade de vida das próximas gerações.
2020
Criação do Fórum Gerações e Futuro do Trabalho ara
discutir e encaminhar soluções referentes às questões
geracionais no mundo do trabalho
2011
Criação do Movimento Mulher 360°, com a missão de
contribuir para o empoderamento econômico da mulher
brasileira em uma visão 360 graus, através da difusão de
informações e engajamento.
2010
Preocupação com transparência e medição do impacto
social como forma de melhor direcionar os recursos.
Empresas buscam uma atuação social mais estratégica e
relevante também para o negócio..
Nascimento dos negócios sociais de impacto trouxeram a
inovação também para a pauta do terceiro setor
2013
**** Em maio de 2013, Mohammad Yunus,
fundador do Grameen Bank na Índia e ganhador
do Prêmio Nobel da Paz em 2006 faz sua
primeira visita ao Brasil.
Reflexões Importantes
#FestivalABCR
Obrigatoriedade x Ação Voluntária
Reflexões Importantes
#FestivalABCR
Obrigatoriedade x Ação Voluntária
Interesse Público x Interesse Privado
Reflexões Importantes
#FestivalABCR
Obrigatoriedade x Ação Voluntária
Interesse Público x Interesse Privado
Responsabilidade Pública x Responsabilidade Privada
Anúncio

Recomendados

fabcr22_apresentação_Engajamento e Conversão de Doadores: reduzindo o investi...
fabcr22_apresentação_Engajamento e Conversão de Doadores: reduzindo o investi...fabcr22_apresentação_Engajamento e Conversão de Doadores: reduzindo o investi...
fabcr22_apresentação_Engajamento e Conversão de Doadores: reduzindo o investi...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Para além das fronteiras: captação internacional indepen...
fabcr22_apresentação_Para além das fronteiras: captação internacional indepen...fabcr22_apresentação_Para além das fronteiras: captação internacional indepen...
fabcr22_apresentação_Para além das fronteiras: captação internacional indepen...ABCR
 
fabcr22_apesentação_Design e Execução de Campanhas de Marketing: uma campanha...
fabcr22_apesentação_Design e Execução de Campanhas de Marketing: uma campanha...fabcr22_apesentação_Design e Execução de Campanhas de Marketing: uma campanha...
fabcr22_apesentação_Design e Execução de Campanhas de Marketing: uma campanha...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Conhecendo o seu doador: uso de dados e nudges
fabcr22_apresentação_Conhecendo o seu doador: uso de dados e nudges fabcr22_apresentação_Conhecendo o seu doador: uso de dados e nudges
fabcr22_apresentação_Conhecendo o seu doador: uso de dados e nudges ABCR
 
fabcr22_apresentação_Plano de Ação de Sucesso para Captação com Leis de Incen...
fabcr22_apresentação_Plano de Ação de Sucesso para Captação com Leis de Incen...fabcr22_apresentação_Plano de Ação de Sucesso para Captação com Leis de Incen...
fabcr22_apresentação_Plano de Ação de Sucesso para Captação com Leis de Incen...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Descomplicando a Institucionalização da Captação de Recu...
fabcr22_apresentação_Descomplicando a Institucionalização da Captação de Recu...fabcr22_apresentação_Descomplicando a Institucionalização da Captação de Recu...
fabcr22_apresentação_Descomplicando a Institucionalização da Captação de Recu...ABCR
 
fabcr22_apresentação_7 Passos para implantar um programa de captação com indi...
fabcr22_apresentação_7 Passos para implantar um programa de captação com indi...fabcr22_apresentação_7 Passos para implantar um programa de captação com indi...
fabcr22_apresentação_7 Passos para implantar um programa de captação com indi...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Marketing de Causas no IPE: muito além de Havaianas e D...
fabcr22_apresentação_Marketing de Causas no IPE:  muito além de Havaianas e D...fabcr22_apresentação_Marketing de Causas no IPE:  muito além de Havaianas e D...
fabcr22_apresentação_Marketing de Causas no IPE: muito além de Havaianas e D...ABCR
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.
fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.
fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.ABCR
 
fabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultados
fabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultadosfabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultados
fabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para ResultadosABCR
 
fabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursos
fabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursosfabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursos
fabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursosABCR
 
fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...
fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...
fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...ABCR
 
fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã
fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã
fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã ABCR
 
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionais
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionaisfabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionais
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos InternacionaisABCR
 
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizada
fabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizadafabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizada
fabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizadaABCR
 
fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...
fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...
fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...ABCR
 
fabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captação
fabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captaçãofabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captação
fabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da CaptaçãoABCR
 
fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...
fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...
fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?
fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?
fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?ABCR
 
fabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSC
fabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSCfabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSC
fabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSCABCR
 
fabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentar
fabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentarfabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentar
fabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentarABCR
 
fabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursos
fabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursosfabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursos
fabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de RecursosABCR
 
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoção
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoçãofabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoção
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoçãoABCR
 
Top 10 Fundamentals in Fundraising
Top 10 Fundamentals in FundraisingTop 10 Fundamentals in Fundraising
Top 10 Fundamentals in FundraisingAskRIGHT
 
6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan
6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan
6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising PlanAbila
 

Mais procurados (20)

fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.
fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.
fabcr_apresentação_Filmes de captação de recursos: entre a razão e a emoção.
 
fabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultados
fabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultadosfabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultados
fabcr22_apresentação_ Captação de Recursos Orientada para Resultados
 
fabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursos
fabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursosfabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursos
fabcr22_apresentação_Clube de Benefícios: inovando na captação de recursos
 
fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...
fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...
fabcr22_apresentação_A fórmula do sucesso de quem capta milhões: o engajament...
 
fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã
fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã
fabcr22_apresentação_A Captação Institucional no Divã
 
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionais
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionaisfabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionais
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos Internacionais
 
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
 
fabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizada
fabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizadafabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizada
fabcr22_apresentação_Captação integrada, arrecadação maximizada
 
fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...
fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...
fabcr22_apresentação_Talentos em Captação - Como está o mercado e a seleção d...
 
fabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captação
fabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captaçãofabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captação
fabcr22_apresentação_A influência da gestão no sucesso da Captação
 
fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...
fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...
fabcr22_apresentação_Ferramentas que auxiliam no planejamento da captação de ...
 
fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?
fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?
fabcr22_apresentação_Captar é uma ciência?
 
fabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSC
fabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSCfabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSC
fabcr22_apresentação_Construindo o Mapa de Oportunidades da sua OSC
 
fabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentar
fabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentarfabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentar
fabcr22_apresentação_Inovações em captação com emenda parlamentar
 
fabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursos
fabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursosfabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursos
fabcr22_apresentação_Crypto, NFTs e Metaverso para Captação de Recursos
 
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoção
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoçãofabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoção
fabcr22_apresentação_Captação de Recursos com emoção
 
Creating a Fundraising Strategy
Creating a Fundraising StrategyCreating a Fundraising Strategy
Creating a Fundraising Strategy
 
Intro to Fundraising Planning
Intro to Fundraising PlanningIntro to Fundraising Planning
Intro to Fundraising Planning
 
Top 10 Fundamentals in Fundraising
Top 10 Fundamentals in FundraisingTop 10 Fundamentals in Fundraising
Top 10 Fundamentals in Fundraising
 
6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan
6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan
6 Easy Steps to Creating a Written Fundraising Plan
 

Semelhante a fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação com empresas

Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Everton742248
 
Carta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasil
Carta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasilCarta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasil
Carta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasilfellowsocialgoodbrasil
 
Responsabilidade Social (Pdf)
Responsabilidade Social (Pdf)Responsabilidade Social (Pdf)
Responsabilidade Social (Pdf)Carlos Okada
 
empreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdfempreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdfRicardo Pereira
 
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...Felippe Kopanakis
 
Responsabilidade Social 1
Responsabilidade Social 1Responsabilidade Social 1
Responsabilidade Social 1Eric Nakagawa
 
Princípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialPrincípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialEmmanoel Messias
 
Negocios com impacto social
Negocios com impacto socialNegocios com impacto social
Negocios com impacto socialRenato Antunes
 
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social EmpresarialComo Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social EmpresarialDialogus Consultoria
 
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Plano de negócios Agência Add+
Plano de negócios Agência Add+Plano de negócios Agência Add+
Plano de negócios Agência Add+Érica Alves
 
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...sewf2012
 
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...sewf2012
 
Festival 2016 - Transparência
Festival 2016 - TransparênciaFestival 2016 - Transparência
Festival 2016 - TransparênciaABCR
 

Semelhante a fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação com empresas (20)

761 nbr 16001_artigo
761 nbr 16001_artigo761 nbr 16001_artigo
761 nbr 16001_artigo
 
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
 
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto SocialCase Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
 
Carta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasil
Carta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasilCarta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasil
Carta de-principios-negócios-de-impacto-no-brasil
 
DIÁLOGOS SOBRE AVALIAÇÃO NA PRIMEIRA INFÂNCIA
DIÁLOGOS SOBRE AVALIAÇÃO NA PRIMEIRA INFÂNCIA DIÁLOGOS SOBRE AVALIAÇÃO NA PRIMEIRA INFÂNCIA
DIÁLOGOS SOBRE AVALIAÇÃO NA PRIMEIRA INFÂNCIA
 
Responsabilidade Social (Pdf)
Responsabilidade Social (Pdf)Responsabilidade Social (Pdf)
Responsabilidade Social (Pdf)
 
Negócios sociais: conceito e impacto
Negócios sociais: conceito e impactoNegócios sociais: conceito e impacto
Negócios sociais: conceito e impacto
 
Guia
Guia Guia
Guia
 
empreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdfempreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdf
 
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
 
Responsabilidade Social 1
Responsabilidade Social 1Responsabilidade Social 1
Responsabilidade Social 1
 
Princípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialPrincípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo Social
 
Negocios com impacto social
Negocios com impacto socialNegocios com impacto social
Negocios com impacto social
 
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social EmpresarialComo Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
 
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
 
Plano de negócios Agência Add+
Plano de negócios Agência Add+Plano de negócios Agência Add+
Plano de negócios Agência Add+
 
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
 
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
 
Festival 2016 - Transparência
Festival 2016 - TransparênciaFestival 2016 - Transparência
Festival 2016 - Transparência
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 

Mais de ABCR

fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...
fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...
fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...
fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...
fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambev
fabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambevfabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambev
fabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da AmbevABCR
 
fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...
fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...
fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regional
fabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regionalfabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regional
fabcr22_apresentação_Desafios da Captação RegionalABCR
 
fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...
fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...
fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...
fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...
fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...
fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...
fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...
fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...
fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captação
fabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captaçãofabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captação
fabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captaçãoABCR
 
fabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associações
fabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associaçõesfabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associações
fabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associaçõesABCR
 
fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...
fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...
fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...ABCR
 
fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...
fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...
fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...ABCR
 
fabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemia
fabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemiafabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemia
fabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemiaABCR
 
fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!
fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!
fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!ABCR
 

Mais de ABCR (15)

fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...
fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...
fabcr22_apresentação_Estratégias de cooperação nas periferias e o trabalho da...
 
fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...
fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...
fabcr22_apresentação_Conhecendo o Observatório do Terceiro Setor e Prêmio Mel...
 
fabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambev
fabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambevfabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambev
fabcr22_apresentação_Estratégias de investimento em Impacto Social da Ambev
 
fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...
fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...
fabcr 22_apresentação_Auditoria como instrumento de Marketing na captação de ...
 
fabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regional
fabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regionalfabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regional
fabcr22_apresentação_Desafios da Captação Regional
 
fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...
fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...
fabcr22_apresentação_Projeto de vida como o foco do Profissional de Captação ...
 
fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...
fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...
fabcr22_apresentação_Transformando Territórios: captando recursos junto à com...
 
fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...
fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...
fabcr22_apresentação_Ressignificando o papel da doação em tempos de soluções ...
 
fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...
fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...
fabcr22_apresentação_Plataforma Potências Periféricas: tecnologia para a mobi...
 
fabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captação
fabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captaçãofabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captação
fabcr22_apresentação_Inovação social e ambiental como ferramentas de captação
 
fabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associações
fabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associaçõesfabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associações
fabcr22_apresentação_Remuneração de dirigentes de associações
 
fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...
fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...
fabcr22_apresentação_Importância do trabalho em equipe no retorno do Face2Fac...
 
fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...
fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...
fabcr22_apresentação_OS de Saúde e Cultura: desafios e oportunidades da parce...
 
fabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemia
fabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemiafabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemia
fabcr22_apresentação_Construindo uma equipe resiliente em tempos de pandemia
 
fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!
fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!
fabcr22_ppt palestrantes_A Parada não fica Parada!
 

fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação com empresas

  • 1. Diálogos para a retomada ESG: O que isso tem a ver com a captação com empresas Rachel Carneiro e Luana Ribeiro
  • 2. Lei 10.097/2000 altera a CLT e determina que “é proibido qualquer trabalho a menores de 16 anos de idade, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos”. Estabelecimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio lançado com o apoio de 191 nações e revisado em 2015, sendo transformado nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. 3 1543 1970 Organizações religiosas que buscavam fazer o bem como forma de exercer a caridade. Ações que predominam são no campo da assistência social, saúde e educação (asilos, santas casas e colégios católicos) 1935* No Brasil, as organizações sociais assumem o caráter de suporte ao Poder Público para a implementação de políticas públicas e para a garantia dos direitos básicos do cidadão (melhoria de sua estrutura para receber repasses do Governo) EVOLUÇÃO DA AGENDA SOCIAL Organizações de assistência social e organizações comunitárias atuam como mobilizadoras da sociedade para dar luz aos principais problemas sociais da época, decorrentes do período da ditadura militar no Brasil... Organizações ampliam sua pauta e deixam de atuar somente para implementação de políticas públicas. Temas como cidadania e direitos fundamentais passam a ser fortes na atuação do setor.. Um grupo de empresários, em parceria com a Câmara de Comércio de São Paulo, cria um Subcomitê de Filantropia para discutir sobre ações para diminuição das desigualdades sociais no país. Em 1995, esse grupo veio a se tornar o GIFE, que, após um novo direcionamento estratégico em 2014, passou a ser chamado de Grupo de Instituto Fundações e Empresas. 1980 ** Ano da promulgação da Lei de Utilidade Pública Federal. 1989/ 1995 1990 Criação do ECA – Estatuto da Criança e da Adolescência, um conjunto de normas de ordenamento jurídico que tem como objetivo a proteção integral da criança e do adolescente. Criação da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, que tem sua atuação pautada no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), responsável pelo lançamento do Programa Empresa Amiga da Criança e Selo Empresa Amiga da Criança, ambos com o objetivo de gerar engajamento de empresas em uma atuação social. Ano de promulgação da Lei Rouanet, legislação de incentivo à cultura que permite que as empresas tributadas pelo Lucro Real utilizem parte do seu IRPJ a pagar para patrocinar projetos culturais pré-aprovados pelo Governo Federal. No 3° setor, cultura de ciclos anuais de projetos. 1990 1991 Fundação do CEBEDS – Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável 1997 Fundação do Instituto Ethos, uma associação de empresas interessadas em desenvolver suas atividades de forma socialmente responsável, que passa a fomentar a troca de informações, realização de conferências, debates e encontros, articulação e mobilização. 1998 Criação de institutos e fundações ligados à empresa que nascem para gerenciar recursos, realizar ou gerir projetos. Ampliação crescente das exigências devido às regras de compliance. 2000 2000 Diversificação dos modelos de trabalho e fontes de recursos para o terceiro setor Organizações sociais passam a ser o espaço de experimentação de novas soluções para problemas sociais, devido à sua capacidade de teste em pequena escala para validação de novos modelos de atuação. 2001 * Não há como garantir a precisão dessa data. O ano citado é o ano de fundação da Santa Casa da Misericórdia de Santos, instituição que estima-se ser a primeira filantrópica do país.
  • 3. 2012 2013 Criação da Rede Empresarial pela Inclusão Social com o propósito de criar um ambiente de negócios mais inclusivo para transformar positivamente a vida das pessoas com deficiência Criação do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ com o propósito de articular empresas em torno do compromisso com o respeito e a promoção aos direitos humanos LGBT+ no ambiente empresarial e na sociedade. 2015 2015 Criação da Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial, um espaço de diálogo do empresariado brasileiro em torno dos seus compromissos com a inclusão, promoção e valorização da diversidade étnico-racial Após 15 anos das Metas do Milênio, a ONU estabelece os OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DUSTENTÁVEL, um plano de ação global que reúne 17 objetivos de desenvolvimento sustentável e 169 metas, criados para erradicar a pobreza e promover vida digna a todos, dentro das condições que o nosso planeta oferece e sem comprometer a qualidade de vida das próximas gerações. 2020 Criação do Fórum Gerações e Futuro do Trabalho ara discutir e encaminhar soluções referentes às questões geracionais no mundo do trabalho 2011 Criação do Movimento Mulher 360°, com a missão de contribuir para o empoderamento econômico da mulher brasileira em uma visão 360 graus, através da difusão de informações e engajamento. 2010 Preocupação com transparência e medição do impacto social como forma de melhor direcionar os recursos. Empresas buscam uma atuação social mais estratégica e relevante também para o negócio.. Nascimento dos negócios sociais de impacto trouxeram a inovação também para a pauta do terceiro setor 2013 **** Em maio de 2013, Mohammad Yunus, fundador do Grameen Bank na Índia e ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2006 faz sua primeira visita ao Brasil.
  • 5. Reflexões Importantes #FestivalABCR Obrigatoriedade x Ação Voluntária Interesse Público x Interesse Privado
  • 6. Reflexões Importantes #FestivalABCR Obrigatoriedade x Ação Voluntária Interesse Público x Interesse Privado Responsabilidade Pública x Responsabilidade Privada
  • 9. Reflexões Importantes #FestivalABCR Quem é o responsável pela solução dos problemas sociais e ambientais? Fonte: Brasil Giving Report 2020. (Pesquisa sobre o comportamento do doador individual brasileiro)
  • 12. Do Privado ao Público #FestivalABCR Enquanto a Responsabilidade Social Empresarial foca em trabalhar problemas causados pela própria atividade empresarial ou ainda em melhorar as condições internas da empresa com relação à qualidade de vida dos seus funcionários, redução do impacto ambiental, etc, o Investimento Social Privado tem como principal objetivo o investimento do recurso privado na sociedade para desenvolver um bem público. Nesse sentido, o recurso privado pode ser proveniente não apenas de empresas, como também de indivíduos, institutos e fundações.
  • 13. A Agenda Social #FestivalABCR Agenda Social como ferramenta de respostas a pressões externas ou algo fundamental para a produtividade e crescimento contínuo da empresa?
  • 14. ESG: Fortalecendo a Pauta Social #FestivalABCR 2004 – “Who Cares Wins” (publicação com pedido do então Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, para que instituições financeiras incorporassem princípios ambientais, sociais e de governança em suas análises de investimento) 2020 – Carta anual do Diretor-Executivo da Black Rock, maior gestora de fundos do mundo (Anúncio de que a sustentabilidade se tornaria critério para as decisões de investimento da gestora, afirmando que as empresas não comprometidas com o tema estarão fadadas à ausência de investimentos e de novas entradas de capital) Não se trata de imagem. Não se trata de obter clientes. É uma questão de INVESTIMENTO!
  • 15. ESG: Fortalecendo a Pauta Social #FestivalABCR
  • 16. ESG: Fortalecendo a Pauta Social #FestivalABCR Não é mais sobre evitar ou mitigar impactos que estamos falando!
  • 17. ESG: Fortalecendo a Pauta Social #FestivalABCR Quais são os temas sociais sensíveis, diretos e indiretos?
  • 18. ESG: A Complexidade do Social #FestivalABCR Porta-voz somos TODOS NÓS!
  • 19. Análise de Risco Empresarial #FestivalABCR ✓ Faz parte da rotina do Planejamento Estratégico das empresas ✓ Evita diversos tipos de problemas, inclusive de ordem financeira ✓ Prevê medidas para reduzir as ameaças ✓ Permite instaurar um procedimento de crise para gerenciar rapidamente os efeitos negativos do risco, caso ele se torne uma realidade
  • 20. Exemplos de Risco Empresarial #FestivalABCR ✓ investir em uma ação de marketing e conseguir pouco retorno em vendas; ✓ desenvolver um novo produto e não obter uma boa recepção dos consumidores; ✓ organizar um treinamento para sua equipe e não ver impacto no desempenho; ✓ trocar o sistema informatizado e perder dados importantes; ✓ abrir IPO e não obter o retorno desejado; ✓ em caso de problemas financeiros, buscar capital novo no mercado e não obter ou obter capital a alto custo.
  • 21. Diagnóstico Social #FestivalABCR OPORTUNIDADES Há potencial para uso de incentivo fiscal para patrocinar projetos sociais, mas não há um direcionamento que faça sentido para a empresa. Possuo potencial para adesão a ações afirmativas que façam sentido para o negócio. OBRIGATORIEDADES Existe obrigações sociais para obter as documentações de funcionamento. CONDICIONANTES Exite (ou gostaria de atrair) investidores que têm preocupação social ou demandam um plano de ação social obrigatório. PESSOAS Desejo, necessidade ou obrigatoriedade de trabalhar temas sociais relacionados à gestão de pessoas (diversidade, inclusão, voluntariado, etc). PENALIDADES Penalidades assinadas com o Ministério Público que implicam a realização de ações sociais. COMUNICAÇÃO Necessidade de construir ou melhorar a reputação da empresa e/ou o relacionamento com a sociedade. Maior ou menor facilidade de trabalhar a cultura interna. MARKETING Desejo definir uma causa social para a empresa que possa ser trabalhado como diferencial competitivo. ANSEIOS E DESEJOS Desejo de estabelecer ações sociais, mas há um direcionamento interno claro.
  • 22. Licença Social para Operar (LSO) #FestivalABCR ✓ Não é um documento formal ✓ Não é concedido por autoridades públicas, privadas ou internacionais ✓ Não se resume à audiência pública e reputação ✓ Trata-se de um apoio comunitário ao negócio ✓ É o nível de ação ou aprovação de uma comunidade para uma atividade produtiva cuja operação acontece próxima a ela. ✓ É a legitimação de uma empresa pela comunidade onde está inserida ✓ A ausência da LSO pode gerar graves problemas para a operação da empresa, inclusive, gerando impacto financeiro.
  • 23. Licença Social para Operar (LSO) #FestivalABCR
  • 24. Definindo Prioridades... #FestivalABCR G U T Matriz Maiorrisco Menorrisco 1. Qual a gravidade do risco identificado? Quais impactos podem gerar para o negócio? 2. Qual a urgência de solução para o risco identificado? 3. Qual sua tendência de agravamento?
  • 29. Empresa e Sociedade #FestivalABCR GERAÇÃO DE VALOR COMPARTILHADO Toda geração de valor econômico pode gerar também valor para a sociedade! (Michael Porter e Mark Kramer, 2011)
  • 30. Olhar para a Sociedade #FestivalABCR POR QUÊ VOCÊ DOARIA RECURSOS FINANCEIROS A UMA ORGANIZAÇÃO SOCIAL?
  • 31. Olhar para a Sociedade #FestivalABCR E O QUE TE FARIA NÃO DOAR RECURSOS FINANCEIROS PARA UMA ORGANIZAÇÃO SOCIAL?
  • 32. Olhar para a Sociedade #FestivalABCR Propósito Social
  • 33. Exercitando o Propósito... #FestivalABCR ✓ A organização social tem seu propósito bem definido? ✓ Suas ações e projetos estão diretamente ligados ao exercício do seu propósito? ✓ Sua forma de gestão está alinhada ao seu propósito ou gera contradições? O propósito da organização está alinhado à política social da empresa?
  • 36. A Credibilidade #FestivalABCR ✓ Compreensão da problemática social com a qual pretende trabalhar ✓ Excelência em gestão ✓ Boa Governança ✓ Metodologia de trabalho adequada para “atacar” o problema ✓ Acompanhamento dos resultados obtidos ✓ Transparência
  • 43. 1. Faça uma listagem inicial de empresas que parecem ter potencial de patrocínio 2. Faça a leitura das principais informações sobre patrocínio no site. 3. Faça a leitura da Política de Apoio da Empresa ou Política Social, se estiver publicamente disponível. 4. Faça a leitura do último Relatório de Sustentabilidade publicado. 5. Pesquise sobre as ações afirmativas que, eventualmente, a empresa faça parte ou seja signatária. 6. Faça uma lista dos projetos ou organizações congêneres já patrocinados nos 3 últimos anos. 7. Liste os diferenciais de sua organização. Preparando a Captação #FestivalABCR
  • 45. Preparando a Captação #FestivalABCR NOME DA EMPRESA Apoio a OSC Defesa de Direitos Diversidade Mulheres Prêmio WEP's Movimento Mulher 360° Pacto Global Gênero na Agenda Social Direitos Humanos na Agenda Social Baixo % Mulheres Incentivos FIA ODS 5 ODS 10 Região Geográfica 1 Atento - - - - X X X X X - - X X Brasil 2 American Tower - - - - - X - X X - - X X Internacional 3 Magalu - - - - X - - X X X - - - Brasil 4 Grupo Boticário - - - - X X X X X - - - - Brasil 5 Banco BV - - - - X X X X X - - X X Brasil 6 Nestlé - - - - - X - X X - X X X Brasil 7 Santander - - - - X X X X X - X X X Brasil 8 Oi | Oi Futuro X - - - - X X X X X X X X Brasil 9 Via - Via Varejo - - - - - X X X X - - X X Brasil 10 Citi - - - - X X - X X - - X - Internacional GIFE 1. Monte uma matriz de análise das empresas 2. Crie quantas colunas considerar necessário 3. Priorize por ordem de aderência
  • 46. Preparando a Captação #FestivalABCR PROPOSTA DE VALOR - Exemplos - ✓ Contribuição para a construção de uma reputação social positiva ✓ Acesso a um perfil de cliente para marketing segmentado e fomento às vendas ✓ Defesa de uma causa que tem relação com atributos de marca ou de um produto ✓ Cumprimento de plano de ação social de investidores para empresas que tenham um baixo percentual de mulheres na sua força de trabalho e na liderança da empresa ✓ Estabelecimento ou cumprimento de plano para ações afirmativas de fomento à ampliação de mulheres em cargos de liderança ✓ Melhoria do clima organizacional por meio do engajamento dos funcionários com a temática da Defesa de Direitos e Diversidade ✓ Oportunidade de uso do incentivo fiscal ✓ Alinhamento com ODS relacionados à empresa para complementariedade ou fortalecimento das ações ✓ Oportunidade de engajamento de colaboradores em um programa de voluntariado estruturado ✓ Metodologia de trabalho que fortalece o relacionamento com comunidades próximas à operação da empresa
  • 49. Captação é Relacionamento #FestivalABCR Abertura de relacionamento com empresas (participação de editais e patrocínios incentivados) Ações de relacionamento pós-edital (ligações, trocas de e-mail, reuniões, convite para eventos, brindes, prestação de contas) Patrocínios diretos não-incentivados (alinhamento com ESG e agenda social corporativa) Prestação de serviços dentro da temática trabalhada (cumprimento de obrigatoriedades pontuais e ações afirmativas) Desenvolvimento Institucional (adesão de mantenedores) (atendimento de planos anuais de condicionantes e obrigatoriedades, LSO, agenda recorrente de ações afirmativas)
  • 50. Editais: Ferramenta Poderosa #FestivalABCR Recursos Incentivados Cultura - Empresas de Grande Porte - Fonte: ABCR – GT Captação com Empresas. (Palestra realizada por Wanderson Souza – Diretor de Consultoria do Prosas)
  • 51. Editais: Ferramenta Poderosa #FestivalABCR Outras razões recorrentes para desclassificação Fonte: ABCR – GT Captação com Empresas. (Palestra realizada por Wanderson Souza – Diretor de Consultoria do Prosas) ✓ Ausência de informações sobre a equipe do projeto e sua aptidão para lidar com o objeto da proposta ✓ Não menciona se o projeto ou alguma ação semelhante já foi executado anteriormente e quais são seus resultados ✓ Não demonstra conhecimento sobre o território onde pretende realizar o projeto ✓ Boas práticas de gestão: não publica seu Estatuto Social e composição dos conselhos, não divulga Balanço Social e relatórios anuais de atividades ✓ Não menciona se existem e quem são os outros patrocinadores e apoiadores ✓ Inexatidão sobre o projeto ou ação proposta: ausência de informações sobre periodicidade, quantidade de atendidos, resultados esperados, forma de monitoramento e avaliação ✓ Não há dados que demonstrem se o projeto ou ação faz sentido para a realidade local de execução ✓ Não demonstra alinhamento claro com as expectativas do investidor/edital
  • 53. Pessoas por trás das Empresas #FestivalABCR ✓ Quem é a pessoa com quem vou tratar? ✓ É possível traçar um perfil? (executivo – focado nas necessidades de negócio - ou técnico – com algum ou maior conhecimento da causa) ✓ Quanto tempo tenho de apresentação? Qual objetividade de informações devo adotar? ✓ Apresentação à distância (e-mail ou videoconferência) ou presencial?
  • 54. Construção das Personas #FestivalABCR ACOMUNICAÇÃO QUE POTENCIALIZA OU VIABILIZAACAPTAÇÃO A persona vai mais a fundo e traz informações personalizadas e, digamos, humanizadas que levam em consideração situações e fatos da vida dessas pessoas. Busca-se compreender um pouco mais do ambiente das mesmas, o que as cercam, quais as dores, desafios e problemas que enfrentam no dia a dia “ ”
  • 55. Construção das Personas #FestivalABCR Idade: 55 anos, é casado e tem dois filhos em idaed de formação, mora na região de Moema, é engenheiro de produção com um MBA internacional, tendo renda por volta de R$ 120.000,00 / mês, que chega a R$ 2.000.000,00 / ano com bônus. Seus interesses envolvem itens de luxo (relógios suíços, canetas Montblanc, lanchas), viagens internacionais, bons restaurantes (Barbacoa, Dom, Rubaiyat, Capim Santo, Mani e Octavio’s Café), e esportes como tênis e golfe. No tempo livre, gostam de comparecer ao Salão do Automóvel ou a clubes da cidade (como o Sírio, o Pinheiros e o Monte Líbano). Buscam continuamente conhecimento, sendo leitores assíduos e assinantes de revistas como Valor Econômico e Harvard Business Review. Para cursos de aprimoramento, aposta em instituições de ensino como Fundação Dom Cabral, FGV, ou IBGC. Investe também na educação dos filhos, que estudam em colégios como Dante Alighieri, Colégio Santo Américo, Vértice, Porto Seguro, Santa Cruz, American School of São Paulo, ou Móbile. Roberto
  • 56. O Papel do Captador #FestivalABCR Afinal, qual é o papel do CAPTADOR DE RECURSOS nas organizações da sociedade civil? E qual deve ser ser perfil profissional?
  • 57. O Papel do Captador #FestivalABCR ✓ Planejamento e execução de captação de recursos ✓ Estudo de viabilidade financeira dos projetos ✓ Construção de relacionamentos ✓ Colaboração para melhoria processos internos ✓ Articulador interno e externo ✓ Elaboração de apresentações e propostas de patrocínio ✓ Construção do funil de vendas para conversão de doadores ✓ Gestão de doadores ✓ Elaboração de relatórios com KPI’s da captação de recursos