JAEJIDEIU-IIÊEIQOÉIÃIÍJ  I/  U  / 

wwwommbacmnbr / /:Q/ _ pp j: /,1?É/ /

! g 7 , . J, 

»' I «f AI _I  (p)
I III AI l II...
É_

EDITORIAL

P! :l. ¡Ã, R›¡-¡ Ilít DIR -TORIJÃt

Amigo cooperado,  leitor e cdaborador Capebe.  Com muito orgulho damos ...
COMPROMISSO:  ISSO E SER CAPEBE

. ii. :G_, :_0:glliEÚl~lF cporàerairoos e peso: : rui ronca. 
DO IRt-tB, '›. I.IiO : :lvl...
RECONHECIMENTO:  ISSO É SER CAPEBE

 [

: tumorHclmlañlilor,  !IÍIIFHIÍF-“HI ! Hehlíkllgrtliltíliuwsuunlrmunxsn
cr-. Jgr-J...
TRABALHOSÉRIOJSSOÉSERCAPEBE

BOUTIQUE CÃtPEBE FlÍtZ O L. '3.¡*'. Ç.ÊI"-*iEi~'TO O13.

TCOLEÇÃtO OUTOIJO/  I ITIVERNTO

A c...
COMPROMISSO:  ISSO É SER CAPEBE

A

orA r›. ›¡ursioi. i›. L OO CAFÉ;  TRES CURIOSIÃtS irisrortiiits
suerte E303. pepino.  ...
COMPROMISSO:  ISSO ÉSER CAPEBE

. ___ e, 
/
* a“ or , 

 

4 I~ *' w'i' ” I
_LJ %)J¡_íLI* J 4_ T!  ._; _
,  , u_ IiN p ,  ...
INFORMAÇÃO :  isso É SER CAPEBE

SiÍtlBilít SOB  i3. lifiPüRífétlilCliÍt

COiliP t3. FEB itíiFTOSIIt
A doença é considerad...
INVESTIR:  ISSO É SER CAPEBE

r›. ›ier_r~rgong. ›;rs SÂO Iii-iPluliilíiiiilts ill] SlSTElvilít or: 

RECE P CAO D f;  i. O...
CONOUlSTAS:  ISSO É SER CAPEBE

PRODUZA CAFÉS COM QUALIDADE

inrieriizeiru da tíariebe,  MHIIÍÍÉÍK] tierra da dicas:  para...
COMPROMISSO:  ISSO É SER CAPEBE

É SOMENTE ATRAVÉS DE NOSSA UNIÃO
üUE SURGEM os GRANDES RESULTADOS. 

w  H H

Informativo ...
RECONHECIMENTO:  ISSO É SER CAPEBE

Liberdade
para colher
seus melhores
resuüados. 

AR melhores possabnluciarlcs na noguc...
RECONHECIMENTO:  ISSO E SER CAPEBE

lvlül/ l) SIlT:  CAPEBE JA EST/ lt l-! O ! ltR
0 site conta com notícias,  informaçoes...
INFORMAÇÃO :  ISSO É SER CAPEBE

illítlolítl/ Rlít tÍJO *COÚPÍERÂDU

Complexo de Mi ho Capebe

OSr.  Romeo Messora Vanner ...
INVESTIR:  ISSO E SER CAPEBE

DIltS Ii-*iÃOS DO PRODUTOR . ATÉ IOCÊ
Enrporio Capebe foi inaugurado e conta com diirorsos o...
RECONHECIMENTO:  ISSO ÉSER CAPEBE

JOSÉ J ONÀS IILELÀ LEITE

Estou inidando uma serie de artigos sobre a trajetória dos ho...
COMPROMISSO:  ISSO É SER CAPEBE

Ibi» ylinlillltll. , : Fil ! taum izlunlylu»
: I-. igi-Iila 'hr : illimnfirl 41W.  ih

  ...
301%» Caáuôe

.  x.  f) É¡ _ . _ .  .
PMpeul/ VL   i e PaOdOsalpcdoviiarpuilimsim! 

HT* Inapizoliznnzç

H* pftezirihos Fr...
Hilli

. a
3'»  e ~ ? W
f.  ~ F5/ - _
#VM  '-/  '  'x
Ô w_ f" “x v  
«x  '<§ 
,  7 "JWÊ/ X.;  ._ ' . 

COMPROMISSO:  ISSO ...
p l 'i , I
5 - A
"Í "ff e E -
"Í .  .. .l « I I l I
'    l - _E i I
í' A liA-Í'   7°¡ |   _  pl. 
^ U A' I I ' .  I I '
A ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Capebe - Informativo - Maio - 13.05.15

282 visualizações

Publicada em

O Informativo Capebe do mês de Maio destaca:

- Festa da Família Capebe
- Palavra do Cooperado sobre a inauguração do Complexo de Milho
- Importância da Vacinação contra a febre aftosa
- Lançamento da coleção Outono/Inverno da Boutique Capebe

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capebe - Informativo - Maio - 13.05.15

  1. 1. JAEJIDEIU-IIÊEIQOÉIÃIÍJ I/ U / wwwommbacmnbr / /:Q/ _ pp j: /,1?É/ / ! g 7 , . J, »' I «f AI _I (p) I III AI l II¡ I I r I A o _ ' r E . _ l , yl 'F! ?tl _I_ 4., - LL a l ai” _Jg Lej _. _ o ' L 513m. ÉÍIIIIIIAIIIÂ ÍÍCIVIÍ ÊIIIIIIÍIIIÊ. IIIÍÍIIIIIÊ 5 ÍÍÉlIIÍIIII-_IÍICÍÍ . r “EW "T x7. . ~. ' Êíílo-OIII ~Í; _=. ¡”- I A ' r' I ' UÊI-JÊÉIWI . :anual: !lIjItüuull'Iy1:-I3írg> ' ' r. * › mouríã 3-' ¡: “ _i . . ~~ Al ”. :l* lahoolflçlbaklsituulqcl ¡ I “
  2. 2. É_ EDITORIAL P! :l. ¡Ã, R›¡-¡ Ilít DIR -TORIJÃt Amigo cooperado, leitor e cdaborador Capebe. Com muito orgulho damos inicio à edição de Maio do nosso Infonnatiio, compartilhando com vocês. as principais informaçoes sobe a tida interna e extema da cooperativa. Graças a Deus e ao noso compromisso, estamos aqui sempre para trazer a você boas novas. através dos fatos mais relevantes e que despertam os interessantes do homem do campo. No informativo desse mês. vamos mostrar um pouco mais sobre os investimentos desenvolvidos especiatmente para facilitar a vida do modular liapetre mas também de toda a nossa comurfdade. Você vai ter sobre um importante investimento da cooperativa, que foi a inauguração do now complexo de milho Capebe, com muito mais capacidade de recebmento e processamento dos grãos. oferecendo agilidade e garantia ao produtor. Você também vai ter more a irmguraçào do Emporio Capebe, que amplia a variedade dos produtos oferecidos na nossa tradicimal Casa do Duelo e ainda oferece mais comodidade para que todos possam desfrutar da qualidade destes produtos. Por fim. maioé o mês da nossa fundação, e em 2015 celebramos 52 anos de cortquistas e de muito trabalho. Para celebrar a base de todas estas conquistas_ vamos reaüzar a titava edição da Festa da Familia Capebe este ano com muitas novidades, pois o nosso cooperado merece. Você é nosso convidado_ assim como todas as famtias cooperadas. para participar e mostrar quais são os verdadeiros sentimentos que movem a cooperativa: respeito e uniao. Sigamos trabalhando juntos sempre com fé e dedicação_ pois sabemos que os resultamos sempre vem e todos nós somos a prova disso. Nâs temos orgulho em ser Capebe. Tenha um boa leitura. Í ' Informativo Capebe - Maio 2015 › Edição 263 . .h , . tl' . lN-: Illvcit - : :insulin : t: : tututlrtLsInrsF-Itn naum. '1Il§'l. "lIt| ¡ fitaiirüillqknltulk traz. .;tilgpítruakiernlrir : ummikturi-. .ymiarttur: ! Witt lim'. ¡tillrn ¡tilliiql iiktiuikttltf: "Ílltãk IIWIIl"itlllàãlñnllltztlll flrftnnlftlikire-'ÍÍVH IHVÍÉlIIIc Ii: “ÍJll'l*›I| hIÍtullíiltittll Jrmnflaii: rtwliirrriil: : :urm-. tliiu ? mim 'mu Éiaítuui: ztliui tr›. ~:. «it: -~lI| i'i41r-. uHinn Lzillisartlizuiinline ! twin-Atz kivcrtuwitzntrzilrlii: Htllllállt* : rw: ÍÍÍLY| iluÍ(I, l|| l!| |l^-b> m¡ umImrruiiqrrwirliqr; IItfILllJtI . TtÍlllllíQetlik num. rt: lhuilutersslo intaum u: :: uurianiítm : uimuuitmtft-. i ri: :tm lêêitr-. mirim Çlli: :', leirrunitiir. . FW. kiriilunttuiirrih. :trtuiàllunuw: CH lui-amu: : #L1 Il: i.1›~'¡-tili. '*: ».›: kid zittadiclit. :: círnurrrar-. ie Iliuiiíl' : Y Wi rlllli t ¡Izllr iilIztiii¡'m@; ›:¡iiai; ;,tr¡g__ii hI-lrlutarhl-Etivftunl hn». í-Iltlltrllinivf? ! timelineattauir-nrmtrrn : HF-mu 'Iturama dll: tztttlltitdlr : turbin- 5h limit: íxiiiiirtri Iilv. . ? um lrltlk CD-. Iunulrsvdr ! Minoru-tintura lIlIr 7I. ruI. -iil›: tí: ír Int-aluna» kk! :arauto: a until¡ Illtttírlllllzllillillliltmimlrqlriiinil tinurnii Ã, a.| “[lI1H1iI| !'l¡fl| '-v›?
  3. 3. COMPROMISSO: ISSO E SER CAPEBE . ii. :G_, :_0:glliEÚl~lF cporàerairoos e peso: : rui ronca. DO IRt-tB, '›. I.IiO : :lvl EOUIPE "Cooperar é melhor do que competir" este foi o tema que norteou os trabalhos na assembleia. No dia 27 de março, toi realizado no audddrio da Capebe, a Assembleia de apre- sentaçao do Relatorio Amei do Conselho de Administraçao do ano de 281!. . Estiver- em ptíâêtlles cerca do 35H cooperados, além de drerores e autoridades. O erento teve inicio com uma palestra sobre a relação entre a cooperação e tra- balho [como uma relação de vida), ministrada pelo Sr. Marcelino Botelho. Presidente do Sintracoop. Ele destacou a importância e a qualidade do (até mineiro no cenário nacional e apresentou aos axiperados sobre a origem do movimento cooperatirista no Brasil na d dade de Ouro Preto, seus princípios tradiziorais e sua força e importância no cenario atual Foi visto também que o aioperatiiísmo tem seu loco na auda mútua, respeitan- do as diferenças e o patrirrrona de cada um e também que é um modelo srxioeco norr-ico de sucesso: "o foco da srxierlade deve ser na cooperação, no trabalho con- junto. em ajudar com o coraçao. " "Não podemos virei sem trabalho. não podemos viver sem o cooperativismo. " "A cooperativa e' uma empresa de propriedade coletiva e democracia gerida. " 'Amperaáo exige humildade; saber respeitar o trabalho do outro. " Em um segundo momento. a Assemliteia contou com um esdarecmerto sobre o Funrural - Fumo de Assistencia ao Trabalhador Rural. Apos o esclarecimento de diindas e participações dos presentes, o cooperado Paulo Roberto Toledo foi eleito presidente da assembleia e deu inicio aos trabalhos. apresentando a prestação de motas. onde os presentes puderam acompanhar os numeros que estavam igualmente impressos no livreto oñcial da Asembleia. A a lÃtBÓDORiaS “"GEi°r-°iiE. 'ltS" iilrltSCEli-*i Eivi FrIQtZEi-IIDI-ft _o E COOPERADO O fato vem atraindo a atenção de curiosos da regiao a ' 'é ; gnv “f” '^ u. .., ~ '““' -' 'í MÊECÊ' ' . n. c 'Q '¡ a i ' - ~. Hace-rm detrás meseso cooperado Israel Armnjo da Gosta, da fazenda IDG) do "L-g f( Í lobo, foi colher abóboras como de costume e te-. e teme uma surpresa: encontrou tg_ duas delas que harianr nascido grudadas. , err. i l "Náosei explicar porque nascerarnjuntas. Já ví esta anomalia em outras frutas i Í F3_ r e verduras, mas não em abóboras. " l A _i5_ Í. Ç_f›_›, ' 3 ' - 0 sr. Israelécooirerado Capebe há maisdeãllanoseesta fazendo sucesso com 1', É 7'» _ › x-. LIÊD . . : ... .-», i M, c, , - t1 _ea o curioso caso das aboboras. ; ; W _t_ '_ : - ; ea p V ; 3;», -' : gi: :a: @Q5311 - 'ranger "v, x ac. . 'w i ; a - serasa# . Informativo Capebe - Maio 2015- Edicao 263 3
  4. 4. RECONHECIMENTO: ISSO É SER CAPEBE [ : tumorHclmlañlilor, !IÍIIFHIÍF-“HI ! Hehlíkllgrtliltíliuwsuunlrmunxsn cr-. Jgr-Jfsluu ir›xsrlr-›sr_r›x~+~. i_là- em. um”ilàízlrlwivnr-: ulüaslkle u-. n~: _-++u~rru1rtauv gr-. írr-. r-. i-: ur: r $311 m. _sí-niiíyfàglf-lsq_ _I 555519ââltltbikülêíü? ;J lr ' Informativo Capebe - Mau 2015 ~ Edicao 263
  5. 5. TRABALHOSÉRIOJSSOÉSERCAPEBE BOUTIQUE CÃtPEBE FlÍtZ O L. '3.¡*'. Ç.ÊI"-*iEi~'TO O13. TCOLEÇÃtO OUTOIJO/ I ITIVERNTO A co ecào chega à boutique nas proximas semanas Inspíada no tampo_ a nora coleção Boutique Capebe Outono/ Inverno 2015 destaca as referências do universo country, U charme ! rca por conta das cores ricas em tons terrosos, indo do marrom ao caramelo. passando pelo bordO. que e um destaque absoluto desta mação jun- tamente mm tons caqur e nude. Os estampados Íimzn mais discretos e as tramas prometem compor os detalhes das peças. M botas de cano longo sào as mais requisitadas neste inverno_ porém, as de cano curto não pedem espaço quando alinhadas a vestidos ejaqoetas. Na moda masculina encontramos jaquetas em tons escuros, sem dispensar o jeans e valorizando sempre as mmisasr Vamos à melhor porte: a partir das proximas semanas todas essas novidades estarão disponiveis na Boutique Capebe. aprcreite, 3' w Co' h _. .. - i* Í' 'T3' 'I' t. .. g . A 'uu '1 J». . u. . .a. *. .- ~. kw¡ . .~. ›t,7,'.4mr; ›i Informativo Capebe - Maio 2015 A eorçaa 263 5
  6. 6. COMPROMISSO: ISSO É SER CAPEBE A orA r›. ›¡ursioi. i›. L OO CAFÉ; TRES CURIOSIÃtS irisrortiiits suerte E303. pepino. e os eAerts Entre elas, adivinha de qual pais e o cafe' que Francisco bebe no Vaticano! ll de abril é O Oia btundial do Cafe › e certamente não m¡ faltar gente risposta a celebrar muito bem essa data saboreando o proprio "homenageado". que tem tas tervcrosos em todos os lugarm. Para acompanhar a merecida pausa de ltcje para um bom cafezinho Iou váriosl. aqui vão três rasos wricsos sobre o rate e tres papas! CLEMENTE VIII 0i1 a lenda que, no século XVII. varios padres italianos partiram ao papa Clemente VIII [l 536-1605] que prcbisse o consumo de cafe, entao considerado uma "bebida projetada por Satanás para os infiéis", É que o café, de tato. era muito popular entreos turcos muçulmanos. os dervixes sufistas e as tribos africanas nao cristãs. 0 papa, muito pudente, quis conhecer melhor a situacao e pediu um café paa piorar, Con- forme o relato da escritora britânica Claudia Rodeo em seu livro "Coffe A Connoisseufs Com- panion", de 1981, o papa teria provado um cafe da melhor quabdade e, logo em seguda. de- claroo: "Pois bem. Esta 'bebida de Satanás' é tão deliciosa que seria um parado deixa-ta somente para os infiéis. Enganemos Satanás tratizarrdoa! " PAUlO V1 ! ssa e um cristao arabe de Jerusalem, Em 1963, ele trabalhava na empresa responsável pela manutenáo elétrica do Santo Sepulero. No começo do ano seguinte, o papa Paulo VI iria visi- tar a Terra Santa e Issa mnfdenciou um grande desejo ao seu pároco: "Eu gostaria de encon- trar c papai". Mas Issa não obteve nenhuma resposta. lla dia 6 de janeiro de 1964, o pároco pediu a Issa e à sua esposa leila: "Estendam um belo tapete venneliro na entrada". Os dois jovens obedeaeiam. Pouco depois, Paulo Vl em pessoa apareceu. cumprimentou o vizinho, cravo em confissão uma pessoa graterrente doente e aceitou uma xícara de cale oferecida por leila. "Foi urna surpresa! Não esperávamos que Paulo V1 entrasse mesmo na nossa conta o casal ainda ctreio de emoção, do alto dos seus 82] anos de idade e muitas historias para com partilhar. Ah, sim: sabe o que eles fizeram com a xícara em que o papa tomou seu rate? FRALCISCO lia começo de 2014, o jornalista espanhol José Manuel Vidal visitou a Casa Santa Marta e ficou surpreso com a simplicidade do almoço que e servido ao [epa Francisco e aos seus colaboradores. Ele conta que, no centro de cada mesa, havia uma fruteíra com bananas, eins e tangerinas. Ao lado, uma garrafa de água com gás e duas garrafas de vinho: um tinto e um branco, de rótulos "simples e populares". O primeiro prato loi um macarrão parafuso "normalzinhcí o segundo, esralope "apenas passarei", com guarnição de ervilhas e pimentoes fritos. 0uem quisesse salada de alface podia se levantar e servir-se. Como sobremesa. fruta, E, isto sim_ um bom café: 'espresso oo "maccbiato". Sabemos que Francisco gosta de drimarrão, mas também sabemos que. nas poucas vezes em quevizrjatra para Roma quando anda era cardeal de Buenosbfres. Bergoglio gostava de tomar um "città ristretto" Icurtcl encostado ao balcão de alguma cafeteria, enquanto dava uma caminhada. Outra curiosidade interessante para cs txasiteírcs: durante a sua estadia no Brasi: em 2013, o papa Francisco saboreou c cafe baiano "Natura Gourmet", Mas isto não foi novidade para ele [nem teria sido para Bento XV| ]: esse café, produzido em Ibicoara. na Chapada Diamantina_ e consumido em todo o Vaticano desde 2010, quando o produto foi selecionado para atender a demanda da Cidade-Estado! O papa até pode ser argentino. Mas o café que ele toma e bras-letra! Fonte: Aleteia 'TY; t* 'r'r: '*= ,; 'criem ' . * a ' " , __. - - ~ à Itatim V4 , c ° r _ v _ - _ n; _-›-_~, j Í í I , vçfu À t ? . . I , 'l - 'T ~ N' ñ ' , 'r' , '// _Ir , *s g g" l , q Í ' l I» N f' _ v'. s a A E ¡ / ' a V, j ' . - ' r. E - f, 6 ' Informativo Capebe - Maio zora - Edição 263
  7. 7. COMPROMISSO: ISSO ÉSER CAPEBE . ___ e, / * a“ or , 4 I~ *' w'i' ” I _LJ %)J¡_íLI* J 4_ T! ._; _ , , u_ IiN p , , E 'VIII' HJ IÍUvII UL¡ SUJO L' EU, ALAJI: : ¡Jíiuum «Iawsuuntw ! mm IiIIIIIUF-Fí-'Í 'um notou-JH» ÉIIJIÉI? IJLIIIIIIIIIIIOI? , . lJÍbi-T 'Jãtlãlumz : IIIIJIJ: |Jin_. '.I: iPI~ : iufhju simulam); :r um: tino-aire: +1Eiu› »uma nuuungfflqc, '-I~'1,'I'-I'ÍI'~ÍI~Í! I'-If'-J"J'Jl| I_! IÉ si», uhttaír-ll# ! r-Itw siuililàit» 'INT-JU mrfã
  8. 8. INFORMAÇÃO : isso É SER CAPEBE SiÍtlBilít SOB i3. lifiPüRífétlilCliÍt COiliP t3. FEB itíiFTOSIIt A doença é considerada a de maior impacto para a sanidade animal A febre aftosa e' uma enferrrdade que atarzi bovinos, bubalinos. caprinos e ovinos. É uma doença altamente coirtagiosa e possui as caracteristicas de uma febre, como o proprio nome induL além de causar lesões vesiailares, que formam úlceras nc casco. focinho. tetas e boca, A omnéncia de focos da doença detenrrina a interdição da propriedade, saaifrcio de animais e fechamento das exportações, sendo uma doença dassiñrada pela Organização Mundial da Saúde Animal [OIE] como transmissivel e com alto e rápido potencia'. de disseminação. Dessa maneira. grande impacto econômico e' gerado raso haja um foco de febre aftosa na propriedade. Para se prevenir. o produtor UN! obedecer ao @lendário de vacinação. sendo que no estado de Minas Gerais é feito em duas etapas, nos meses de maio onde serao vacinados todos os animas adma de um da devida e novembro onde serão vacinados os animais com idade até 24 meses. Vale ressaltar que a vacinação e' obrigatória e o produtor pode ser penalizado através de multas por não vacinar oo não comprovar a vacinação. Alguns cLdados devem ser tomados para garantir a eficácia da vacinação_ já que a vacina contra a febre aftosa é de um material olaiso e, se mal manejada. pode ocasionar um caroço nos animais. f» l 3. . JI. 8 ' informativo Capebe - Maio 2015 - Edição 263 Oiii. lffítCliiliÍt l Esse caroço nada mais é do que um processo inflamatório provocado pela reação imunológica do aoirrral e nueva¡ dinrinuindomm o passar do tempo. Para evitar tal "raroçoÍ e' importante que o aplicador vacine o animal com bastante calma, injetando-a na tábua do pescoço. entre a pele e o tecido muscular. É importante a conscientização do produtor rural quanto à importância de seu papel no combate à febre aftosa, Assim, somando os esforços de todos os segmentos e elos da radeia produtiva - goierno. produtor rural indústria e mer- cado ~ o Brasi'. tem lurb para se firmar como grande fornecedor mundial de rm teina de origem anima! de qualidade. Desta forma. atenderá à demanda dos mercados consumidores mas exigentes dos diferentes rciios, e que estao disv postos a paga: pelo padrão de qualidade que almejam à sua mesa. . _ “é
  9. 9. INVESTIR: ISSO É SER CAPEBE r›. ›ier_r~rgong. ›;rs SÂO Iii-iPluliilíiiiilts ill] SlSTElvilít or: RECE P CAO D f; i. O I ES l] E CA r- As nrcdificações servirão para agilizar os procedimentos necessários Foi implantado neste ano. de forma píoneira na Cooperativa_ o sistema de cod ; os de l ll_ ir irr_r irrr rir_ r_i r_ri_r irii barras. enr substito ; aoaosaoligos boletinsderecepçãodecafe. Esta inciaçãoiiá propi- . . ciar maor agílidade na descarga dos lotes_ uma vez oie os mesaios, que antes eram re- __, . “ i ~› Ill_ l_I | _II_| _lçll | I|_'| I | _|l_| I , ll | nnwnnrnmmmd smnsaveis pelo preenchmento dos boletins_ irao somente destacar o rxidigc de barras da "--"~ etiqueta ia' estara impressa, anerrala à NFE de deposito e enrialo ao setor responsavel «~ pcta alimentação do sistema. !tem da agilidade na recepção dos lotes, esta inovação irá a auxiliar no arquivamento das amostras_ assim como na redução do tempo de alimentação If” l¡ dos dados no sistema e na consequente formação das bgas para venda. a* ~ - ~ - 7* “- U ! IU U" M- U “U ! U l l| _. .-. ... .--- . natalia-uni COLJÍtBOPtJ-OOR CftPEElÉ É PREi-*iliítllü PELA BSCA O Certificado O Giader e recebido por profissionais de classificação e degustação de cafe Esta certificação e obtida_ apos aprovação nas ZZ provas que são aplicadas ao profissional realizadas em 5 dias e são baseadas nos métodos da SCM [Associaçao de Cafés Especiais da Ariréricai. associação internacional que foca em cafés especiais e de qualidade. Os aprcnados se certiãcam como araliadores do grão, os "O Giaders", , m» podendo diferenciar e atelier defeitose pontos sensoiiasem até 36 origens diferentes de Q ÀRÀBÍCÂ GRÀDÍR grãos_ Diversos foras oferecem não somente o treinamento necessario para as piores_ Wagner Henrique de Andrade mas também aplicam os exames para a certificação_ como e o caso por exemplo. da l_ BSCA fem inglés ~ Brazil Specialty Coffee Association] Associação Biasileita de Cafés l Especiais_ que ha' alguns anos_ vem contiibondo de fonna significativa, neste segmento l de cafés especiais. l l ' I 'r i l ' l i. ” “ 7 , B! A A . ir ~ 7 Se você trabalha com degustação, produçao ou ate compra evenda de gia-os_ ja pode ter 'f i v f. :L ' Ç ouvido o nome "DGiaderÍ contudo, caso iocê BHOB irão tenha oimdo falar_ o termo rode , Jàçg _r ser traduzido como 'Avaliador (TIO de qualidade] e se refere a uma certificação mundial s _.15 f dada a profissionais de dassifiração e degustação de cafés. Esta certificação pertence ao I 'Í ' ' 'V ' 5 "O Grader System", que compreende uma série de exames práticos desenvolvidos pelo ln 7._ . ..a Ç . ..L stituto de Dualidade do Cafe' [COI, na sgla em inglrêsl, orgão que trabalha para uma maior ACaiebe by: conta coro u 3': de 5 picracz-ies de cair? , dentre eles_ o Serro lfiagrei Hei-ii- qualidade cafeeira. qu: de ardida-r; lfoio acima] corri] m: pela 85m corro D Gecgr. Informativo Capebo a Maio 2or5 - Edi-sao 263 9
  10. 10. CONOUlSTAS: ISSO É SER CAPEBE PRODUZA CAFÉS COM QUALIDADE inrieriizeiru da tíariebe, MHIIÍÍÉÍK] tierra da dicas: para ['18 rirridurrires Dennis de Brasil te' se ternawdr: e Iriãêü' ; nrcvdra-te', exportada" e e segunda maârir airisrimdar de riiiivide, ainda desponta Cri-mu : iii: dns maia-ires fair newzeriares mundiais de estes ÊÊLXÍCiÂíS_ drfeeneandaer: por sua qraizdarie e ear- marrxariies dadas apesentadas ; eia &Stdapentam que a demanda peles eaies denamr inedes : iara cresce em teme da iíiíí-'H ae em, :entra ? ih se cafe commodity'. U ? aguenta rrerreseritzr irc/ e meu: : d: 12'** d» nermde intrari ai . ia iie. '.^. ›d. 'i D » . d" ; rara aigrns cafés ÍÍÊpLCÍBiS tem um sobre prece que 'rar a enãre , a W515 err: reíargre ari 'care CUIMIUCIQ' IJS em toda mundo ç-'ecuram Cada ie! mais e: : eafes deraminarjas SULE-HCIES e cem ea : terisums de singer? , e ainda que respeitem as pratmseun- S-EiVaCILÍYiiSÍãS e ÊDíIiHiS_ : :rende OK pzinciira reercadfrs enriagnirrierezs [i Japira, Es tados Unidas e uma Eerapera. Por ISSO he-, e em da e produtor severa fran apenas perdeu e íruie, mas tarriteii : era que a priidurir curti qualidade e reíspjrisatrirdade sticiai. Perisanria err aguiar e nessa temperado seguem aigums dicas crie de graiideveua ; erar agregar | J'›Z^Ç. U eiri sem ; irrirfritc irrui tudu tnrrieca ria 'iríirriitífifàü cris rriaqriirreiies : armados ria eeiriaitzi, iziia; termo_ banaaíes tulrias_ trnpeza ce secadees, maquinas de beneiicrawiente, dentre autres 0 LFCrXiiTiü passa a seguida derem ser a programacao da CüiriEí' ta; se esta devera ser HiC1ÍÃ^iC3rÍriJmJ7ilJ8r l] m-: ansieiarw n: : da estrutura rir rrci- pairrerite terreirri_ err: .um sao gamers 1iii5 pera 9t1Í7Lr› de cafe sereia Feitri isso a caiiieira devera in CiErrÍíJ uuairzia a utarita da -cçrreeircu apresizrrrur rriEJIiCS de 30's": de cafés verdes U cafe eetnide CEvE-'a ser remetida tem até iicras_ devendo u rnesna n33 ser aeendizsrnaca em piasriees. tentarei ad: : : Je *uteis amarelas deixaram ser cizlridzr-s serara-darreritii das Ce frutas '. r:-rriieiirns, uma rw . fire as Frida: : amarelas terirjerri a e-: rssuir rguaãitíade SUWHCT Os frutas deverão ser iavados, separada): a Lereia des demais [sualhçar ii : gare gràU a grau no iirrrierzi e wgurrrfa tira, a ÍiWi ea entar a ferrrentaçaii_ send-a irripzüarte nau rodar e driis días tag) spas dere-se debe-ar e espessura da camada e radar pela menus ÚEEVEZES per da Esse prece: men*- derera ser 'íJíriIZafÊrJ ate u rate atmqr a meia . nride pe' 'mira de ihütis divers . e enerarf-fr r: caberia : em marie. Ú : :ate deverá ser ieuede ac seâaddr cmi rrenris de umidade e sem 33m uma terrrrerettra ; ie ru rrnaxrriier : WC ria riiiissa rir; SE-CLJÕIJI Os ; eres di: terreru deverao ser unidas : em ne maxme once cias de diferenca, a fim de se evitar qraes niariciiarfrre t] foge riu sacada: devera' ser retirada rinite a 'rir d: errxircrrer a red srritiiiiçàa ea agua : tn IHÍ-? iiírl rir¡ frzita A HTLÍÍÊÍÍÊ rna: ;iara n 'rxérre-'icianientii drrserà estar em teme de ? O5 a i2"É= L U rate Denefirxiaca derera ser @mind : :tiram em "””iiEiS d. ? lina qualidade. sem : :Gir cu sereia, 03 33:03 dererae ser empiinadus sabre paletes e íerige de domains Ce : iradutes -cerii arimes eaacterisíirgtrs, tais curva eee FÍEBSPL gasiiiire_ eli; Us rz-: ntns : :rrrrmirarãms de temia resumida_ sai es ; iririrrrais : mia iirrrzr itríÍ-ÍUÇÂÊ de : ate : :em [realidade super Cri, 'vLie ressaltar que e mercado asda 'ser mais esta exgirju quaídade e devererriris zerar atentas ¡iara aparar-eita' as . irirzituriidedes rzds rtrritrercirirrrirzs neste mercado que se eneewtra ver mais aquecida Marcelo Vieira › EngAgrônomo y iiiuwiiatwxuBreak: i"; _~. ul7Di: 'Ãi ídiiuiiítrâ
  11. 11. COMPROMISSO: ISSO É SER CAPEBE É SOMENTE ATRAVÉS DE NOSSA UNIÃO üUE SURGEM os GRANDES RESULTADOS. w H H Informativo Capebe - Mato 2015 - Edicao 263 .11 '
  12. 12. RECONHECIMENTO: ISSO É SER CAPEBE Liberdade para colher seus melhores resuüados. AR melhores possabnluciarlcs na nogucaaçncv de ¡nsumrxs de alla quahdacic para a sua ! em na você escolhe a forma e o «momento air-rn: : para tomar suas demsoes Innanrzc-sras e IJQIGIIIÇIHIIZBI' seus ganhos I MUITO MAIS CAFE i: A nxelhor soluçao para você. cafeicultor. safra após safra TROCA HÍBRIDA 'tw Y. 'I I I' *I-wí' 'E ¡v/ .uawu H* ® PRODUTOS SERVIÇOS ' ~ “ @ SUSTENÍARILIDADF E BZIYOI' (IrnpSCicnCL' _ . wwwbaycrcropscvevwccmcom. br | 0800 011 5560 Se e Bayer, e bom g Infotmativu Capebe - Maio 2015 - Edicao 263
  13. 13. RECONHECIMENTO: ISSO E SER CAPEBE lvlül/ l) SIlT: CAPEBE JA EST/ lt l-! O ! ltR 0 site conta com notícias, informaçoes institucionais e contatos da cooperativa Jjzrugi. .çaqqgni. 4m. . . rg-Jus cilll_'tjui*lj, ;i_ü . tum» IIIIIlIlt-5I111tI: l:lIIIl| . ' iai. , b, _,¡, _,_ __ Tê-“IIA llllltlll Entrou no ai no último mês de AhriL o nova site da Cooperativa. Com um layout simples e moderno o espaço contém as iiãlimas mticas da Capebe_ assim como as matérias deste informativo, além dos contatos de todos os setores da cooperativa e informaçoes institucionais sobre os serviços postados Acesse: www. capebe. com. br Inloimativo Capebe ~ Mais 2oi5 « Edicao 253 .13
  14. 14. INFORMAÇÃO : ISSO É SER CAPEBE illítlolítl/ Rlít tÍJO *COÚPÍERÂDU Complexo de Mi ho Capebe OSr. Romeo Messora Vanner é Presidente do Shoot) Betcred_ produtor de café_ - E o que o Sr. achou da estnrtura. qm conta com itens como a moega e o tomhador? rrltio e cooperado desde 1984. Ele tata sobre o papel do novo Complexo de São todos itens de primeira geracao que irao contribui: para a agilidade de descarga_ ja' que os Milho Capebe na tida do produtor: produtores qoerem wlher logo para não perderem sua safra. Com isso acontece de muitos caminhoes tratem esperando para descarregar, e como 0 miltro é colhido com alta humidade. - Dual a importância dessa nova estrutura na sua opinião? égrande o risco de perder essa carga na fila_ já que com o tempo o produto começa a terroen- U importante com certeza e o recebimento do produto. Porque o periodo de tar_ e se isso acontecevat sendo desvalorirado. pois sua qualidade diminor Esse fato claro, safra do milho e' muito corto. então a recepção era um gargalo que a gente traz prejuizos para o produtor e oooperatira. Areceprxào agiL dara' vazão na descarga_ garantindo linha. Antes acontecia o seguinte: fitas de caminhoes para descarregar_ e com a qoatrtade do produto e a fidelidade do cooperado. o tempo de espera, o mimo perde qualidade e depois que perde essa qualidade_ não tem mais como recuperar, Com esse nero sistema do Complexo de Milho_ "A cooperativa fez o investimento certo: com mais agrodade na recepção da safra de milho. evr esse problema será solucionado. tamos os desperdícios e a perda na qualidade do grão_ que antes tirava esperando para ser en- tregue_ correndo o risco de fermentar dentro do caminhao. " Ê~ el# * ' lr. ' rs' §”"*"-= -~. ,___ . - 7*" "v- e w s'°°°°5RADo'r= toarzrooursssrr. gd; “Épmlümsorxveomo” “q” Hr_ : q- R _ . _»¡: t, _, 1m» Nüãt/ 'ÍJ- l “n”. i _r f »F4 v . ~ d _ 'l 3 kluluf; ~ i ^ '~ VJ ' - ”_'r. _ rf V. ; _r a t' r '? '77:= -?a ›. ->, ~.x*rr- j: ~$-'r. _r“, ' 'ÍÊ l r' t: ' r ' s ” .11. “ trrtorrrtativo Capebe - trato 2015 - rom zoa
  15. 15. INVESTIR: ISSO E SER CAPEBE DIltS Ii-*iÃOS DO PRODUTOR . ATÉ IOCÊ Enrporio Capebe foi inaugurado e conta com diirorsos opcoes Nadia 77 de maço foi inaugurado na Rua Joao Joíío de Faria, 198 no Centro de Boo Esperanca. o Emporio Capebe. Para lazer rrzn lanche rapido_ adquirir os produtos do Letrcrrio Capebe ou ingredientes pata uma deiiciosa receita, Ocerr não conheceu onda_ tele a pena lazer urna deliciosa rrsta . - É à_ Jus-f i oosirooscoenroriroarzrr; rt: ;- . ve». AÍ o a EDIÇÃO oii. rrzsrii. . ir 'Filxivi í iii. cireeoe Festa contará com sorteios, shows e concursos. N a dia ió de mao, a partir das 13o, sera realizado a oitava edicao da festa da Fem”. a Capebe_ em osmemoraçao ao aniversario de 52 anos da cccperativa, Serão raias atrai-es, dentre elas o concursos de talento mirim_ melhor bolo de fubá, rainha e princesa da festa, sorteios e ainda um show 03m "Modena" da famosa dupía "Joao Mine : o e tvtarciarzo". Ouem estara no comando da testa serao os atores Paulo Pioli e tliguetrinho_ a conhecida dupla do "Eta iumioho bao! " do programa "A Praca e' Ilrassa" do SBI. Apaga cooperado tenha participar! Festa da Famñfa Capebe: todos jcntos celebrando esta união* arrtzirririr 'liullê rrrrrtir ! till EILWãIEIE ¡tlkr: Ritdtlrttttfri e “IIII E: Itlfis: :í: _: §:t: ,›. r|ir5 l ira 7' 3:: . l; v | gv I '~ w [o, i= ! « i* r . r . .me Vrtlllllrllllll; = - at": «a r int» l til'. . IIIAIÊIWIÀEVII. / . . r SFAISIKÍÂN'1ÊÚNEENIÊbSRNRA -Íltiiílilliil --ATJSÍIIIIFY . Í v f 1 , '13 . rwW . ;f . ç s _ trifoniratuzo Capote › Ma 02015 - Edicao 263 I5
  16. 16. RECONHECIMENTO: ISSO ÉSER CAPEBE JOSÉ J ONÀS IILELÀ LEITE Estou inidando uma serie de artigos sobre a trajetória dos homens me foram os grandes baluartes da CAPEBE. Por isso optei. de inicio. de traçar o perfil de todos os di- retores presidentes. Depois iremos tratar dos diretores comerciais e dos diretores ad- ministrativos. antigamente chamados de dretores secretários. Dias atras lendo o [Dsservatore Romano, número 1D_ de quinta-feira 5 de lvlarço de 2015. na pág. 7. na alocução do Papa as coomrativas itaüanas - intitulado "Duando um mais um é igual a três", me deparei com a fala do Papa Francisco: "Cooperari". na etim- ologia latina significa fazer juntos, cooperar e por conseguinte trabalhar, ajudar, corrv tribui e alcançar a finalidade. 'Nunca vos contentes da palavra cooperado sem ter a wosciência da verdadeira substância e da alma da cooperação". E é por causa desta causa, da alma da cooperação em Boa Esperança que lemos começar a nossa série falando acerca de um presidente muito especial. Trata-se do meu querido amigo José Jonas Vilela Leite. Seu Leilinho" como era carinhosa- mente conhecido foi o grande responsável pela concretização dos espaços fisicos da CAPEBE. logo ele que foi sono fundador da CAPEBE em 1963. código 11H39_ então jovem produtor. José Jonas Alela leite nasceu em Boa Esperanca, MG, no dia D5 de fevereiro de 1928. Filtro de Senhor José Leitelhlela e de Prudenciana BenficaVilela. Casou-se em 3D deja neto de 1960 com Teresa Magalhaes Vilela. De seu casamento nasceram quatro hlhas: Maria Aogustalhlela Peluso_ ManaAirxiliadora Wela Souza e Silva_ Monza Beatrizlñlela Barbosa e Ana Valéria Vilela Portugal. Sua filha Maria Argosta ñlela Peluso casou-se com Jose' Mazia Peluso. Soa filha Maria Auxiliadora Alela Souza e Silva casou-se mm o Senhor Leonardo Wisin Souza e Silva. sendo que desta feliz união nasceram rtois filhos: Teresa Vilela Souza e Síva e Tadeu líriela Souza e Silva. Do casamento de Mônica Beatriz inicia Barbosa arm Fahnoo Morais Barbosa nasceram duas filhas: Leticia Vilela Barbosa e livia lírlela Barbosa. Ana Valéria hlela Portugal casou-se com luiz Gustavo Campos Portugal e de seu consórcio matrimonial nameram quatro frutos: José Alela PortugaL Miguel Vilela Portugal, Ana lrlela Portugal e laura Vilela Portugal. lratandovse do cooperativismo_ para ser mais exato. o Senhor José Leite foi nosso presi dente de 1978 a 1990_ Ele foi nosso presidente por doze anos. A primeira clarão do Senhor Jose leite foi em 1978 qrrando ele foi eleito presidente e foram eleitos dretor marcial o Senhor Jose Alves Vilela, conhecido como Senhor José da Amerirxrna. e o Senhor Jose' hlela de Figueiredo_ como diretor Secretário_ Neste ano a Capebe se filia à Central de laticiníos de Sao Paulo e compra um terreno de 121 mr". metros quadros. no bairro Jardim Alvorada, para a futura Sede. AAlual Sede da Eapebeé ohra pura e exdu- soa da lavra deste visionário. Ele pensou em uma llooperatira altiva e pujante. iodo o que vemos de mais significatwo em áreas mateiais da CAPEBE como o predio da Ad- ministração, os prédios que estão de frente e todos os annazéns de (até. tem como a parte do Posto de Gasolina e a area da mecânica foram construídos na sua adminisv tração. Estes espaços foram construidos entre 1979 a 1981. sendo que tudo mmeçou com a fzitnrirzr de raçoes, depois com o Posto Esso e com o passar do tempo com um complexo de nove departamentos e armazéns de estocagem de café. «16 " Informativo Capebe . Maio znrs - Edição 263 Vale ressaltar que foi na administração do Senhor Jose Leite que foram instaladas as primeiras filiais. Em 1981 foi para Coqueiral como primeiro passo para ampliar os braços da CAPEBE e atender os aroperados com mais conforto e agilidade além dos limites de Boa Esperança. Já, em 1983. abriu-se a filial de llicinea, sendo que esta é uma das filiais mais lucrativos de nosso corvglomerarb_ sendo que o povo da antiga "Congonhas" tem na CAPEBE uma grande propulsora do crescimento local e do escoamento da sua prorhiçào. Em 28 de junho de 1982 o Senhor Jose' Jonas Vilela leite foi reeleito Presidente. tendo como companheiros de chapa o Senhor Renato figueiredo de Souza. como Diretor Comer- CtâI e o Senhor Jose' frtela de Figueizedo_ como Diretor Secretário. Em 1986 foi adquírido uma área de dois mil e quatrocentos metros quadrados po: a a im- plantação do posto de combustiveis de Ilicinea. Na eleição de 26 de abril de 1987, quando o Senhor José Jonas Alela leite foi reeleito, foram, também. eleitos o Senhor Heroriiam Neto Barbosa para Diretor Administrativo e o Doutor Amon Fagundes_ para Diretor Finan- ceiro_ Ja_ em 1987_ foi reformado os estatutos para a construçao de um posto de recepção de leite em ltjcinea e a instalaçao da filial de Guapé. sendo que a politica de expansão das filiais seria rentável para a CAPEBE. O grande sonho das novas instalações foi uma vitoria de Jose Leite. com a inauguração da sede da Avenida Esmeralda. 555. no Jardim Alvorada_ Importante salientar que quando oSenhor José leite assumiu a CAPEBE eram apenas 500 os moperados. Duando ela a deixou eram mas de 31101] cooperados. Diz a ata de sua des- pedida que ele deixou a CAPEBE sem nenhuma divida e com saldo em caixa. E da pe$oa do Senhor Jose Leite? Dele podemos referir numa analoga a figura de São Jose. o pai adotivo de Jesus. que transmitiu a Jesus os ensinamentos da justica. do tra- balho honesto e da vida dgna. 0 nome Jose' significa "aquele que acrescenta". "aoréscirrm do Senhor" ou "Deus multi- plica". O nome Jose' tem origem no hebraico Yosef, que quer dizer "Ele acrescentarãf_ referindo-se a Deus_ Foi realmente isso o que o Senhor Jose Jonas tutela Leite. que fiel ao Santo rar Adotivo de Jesus_ que ele assumiu para a sua vida de presidente e de cooperado da CAPEBE. Ele "acrescentou" a nossa Cooperativa uma visão em que esta associação de pecuaristas e de agricultores grande. forte e poderosa fez a diferença no oooperatinsrno não só de nossa cidade de Boa Esperanza. mais de grande parcela do Sul de Minas. Da vida e do comportamento moral do Senhor José leite ressaltamos a retidão moral a hon- estidade, a wrcialidade. a generosidade e a sua morar caracteristica: foi um justo pai de famüa em prol de Dona Teresa e de suas quatro filhas_ de seus quatro garras. de seus netos e de todos os que eram agregados a sua vitoriosa atividade de lider cooperativo e de empresario rural Nossa cidade e a nossa CAPEBE, genuflexa, rende aún de graças pela sua ação e faz memoria ao muito que ele fez em favor de nom entidexie_ José Jonas ihlela Leite faleceu_ na cidade de Varginha_ em D2 de mao de ? D1 2 e foi sep- ultado no dia seguintejunlo de sua esposa Teresa, no jazigo da familia_ no Cemitério Mu- nicipal de Boa Esperança. Ele não será nunca uma página da CAPEBE mais um "tomo" profundo da historia da consolidação de nossa Cooperativa. L _ Wagner Augusto Portugal i4_ ; Ji x g g Cooperado71Z5. / K l ii l t_ I . ri A_
  17. 17. COMPROMISSO: ISSO É SER CAPEBE Ibi» ylinlillltll. , : Fil ! taum izlunlylu» : I-. igi-Iila 'hr : illimnfirl 41W. ih : tu 'i-. llu uh . rui-Am nl: *IF- Iizigluciíttlvit» ? HIH-: IIiL-i Iiziyhlitlillzliiil ii: CHT- nu 1P t-Ii-. p II-. uI-. lir- : Tllíllilliàtct: -ai. Í . . .1 0*. . Iriuuiiigiiuc» Cupgte - i-iíziu 2015 r Ediííiü M3
  18. 18. 301%» Caáuôe . x. f) É¡ _ . _ . . PMpeul/ VL i e PaOdOsalpcdoviiarpuilimsim! HT* Inapizoliznnzç H* pftezirihos Franceses annrfrxeciidos cortaabs em Cubos “r iaaloeres (som) de café solúvel “é xícaras (cia) de leite memo l ovo batido 1 xícara (cha) de açúcar ? CoTrer (sopa) de manta-ga derretido 7/2 xícara (atual de castanha-Limpar? ) pisada Çirosseiiraiherwte í colher (CM) de canela em pó I colher (cria) de ranz-rmscari¡ l p: tada de CJIWÉHÍCVÕOTÉÀWO moída na hora mODO DE PPEPHPO Em uma tigela_ misture muto bem os : mas de pão. o café dtssolx/ ;dcã no leite morm. o OVO ligeiramente batido. o açúcar. a rrantem, a castaritxrdo-paró. a carmem, a no2- moscaida e a pinnerita Ccíoqe em uma Fôrma de 2+ : m de diâmetro com Furo central, untada com rmrmrim. Hsse em banlro-rmrza m tbm? ) preaq 261Gb a 200°C por aproxirmidarrwente *+5 minutos. Deixe esfriar. deserifoime e sima. locà 8000100? - tililiif* , llllllllà lie ^, +r"ÍI i'll @INI Il Í'. |". - ~l| ll ? É , Hi/ JH NO LABORATÓRIO OUÍMICO DA CAPEBE. EM MÉDIA ANUAL SÃO REALIZADA 12.000 ANÁLISES DE SOLO E 3.500 ANÁLISES FOLIARES. .18 ' InlormatiiOCapL-Oc-MaiO20i5-Edicao2ó3 NA CAPEBE, ESTÃO A SERVIÇO DO COOPERADO MAIS DE 400 COLABORADORES. i --i: ::: l:, - Il Í. 'Í, l| i, ~i"Í: l, f1"Í. 'Í : z 1?: : ' “uh-ruin 'I-: Uriiiti- i "rzznilíflt : :limit : Pink | "lIi 'Inrlu n jzil! l:i'i. :ni n : :-i: :¡I f "m
  19. 19. Hilli . a 3'» e ~ ? W f. ~ F5/ - _ #VM '-/ ' 'x Ô w_ f" “x v «x '<§ , 7 "JWÊ/ X.; ._ ' . COMPROMISSO: ISSO É SER CAPEBE informativo Capebe - l-laio 2015 - Edicao 263 . T9
  20. 20. p l 'i , I 5 - A "Í "ff e E - "Í . .. .l « I I l I ' l - _E i I í' A liA-Í' 7°¡ | _ pl. ^ U A' I I ' . I I ' A (A L "v “" ' A' R l l l l I / .- i- b _rârf / I u 'Ai _ I 'Í_I __'_ *LI* A u' . r / N , “ : j 1 7 _ at? ” _ . j. r 'i r 'i p . k lu¡ I _ 'I 'T I l¡ l . _À JI I Iria A à i7' '37' I I_ (ll L_ i7* f! ! IAILiIÍiiLif-'Lli I . Ati iÊl i- i1 rar-w'. " I I l ; iii i i: i. i a; gji, iii;0iiiLii; JI ILRIIIAI" ÉÕELÀLÀ, ll iii. 7A. ,:_¡4,/ ›JI'/

×