O brasil açucareiro

3.270 visualizações

Publicada em

História - O Brasil Açucareiro

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
276
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O brasil açucareiro

  1. 1. O Brasil açucareiro
  2. 2. Economia açucareira  A produção de açúcar em terras brasileiras foi a melhor forma encontrada pelos portugueses para compensar economicamente os esforços em proteger a colônias de ameaças estrangeiras. A economia açucareira teve início no litoral e foi bastante lucrativa, pois o produto era bastante consumido nos países europeus. A cultura da cana-de-açúcar ainda deu aos colonizadores, a possibilidade de organização do cultivo permanente do solo. Com isso, houve o início do povoamento da colônia de uma maneira sistemática.
  3. 3. Os engenhos de açúcar do Brasil Os Engenhos de Açúcar do Brasil foram desenvolvidos principalmente no Nordeste Brasileiro (Pernanbuco e Bahia). Os engenhos de açúcar na época era aquilo que chamamos nos dias de hoje de indústria.
  4. 4.  O açúcar era um artigo de luxo, onde somente Reis e nobres tinham condições de comprar. Portugal percebendo a riqueza que poderia gerar com o produto, transformou o Brasil na maior indústria açucareira do Mundo. Em 1533, em São Vicente, no atual Estado de São Paulo, foi instalado o primeiro engenho de açúcar do Brasil. Com o passar dos anos outros engenhos foram instalados.
  5. 5. Escravidão nos Engenhos  Os Engenhos do Brasil, eram movidos pelo trabalho escravo. No início da colonização, os portugueses tentaram usar o índio como escravo, mas, como eles eram protegidos pelos jesuítas e por não se adaptarem ao trabalho sistemático, foram deixados de lado. Para solucionar o problema da falta de mão de obra, o Governo Português optou em usar o negro africano como escravo.
  6. 6. Na maioria das vezes, a propriedade do engenho de açúcar era composta por:  Plantação de Cana Casa Grande: Moradia do Senhor do Engenho. Senzala: Local onde os escravos ficavam aprisionados. Casa do Engenho: Local onde era produzido o açúcar
  7. 7. Casa Grande
  8. 8. Senzala
  9. 9. Casa do Engenho
  10. 10.  O Senhor do Engenho era o colono de maior prestígio dentro da sociedade colonial brasileira. Existia também os trabalhadores livres nos engenhos, padres, profissionais liberais, feitores, purgadores, agregados e os mais importantes deles - O Mestre do açúcar, responsável por garantir a qualidade do açúcar.
  11. 11. O declínio da economia açucareira  Quando os holandeses, (que eram os responsáveis pelo financiamento da instalação dos engenhos na colônia e pelo transporte, refino e comercialização do açúcar na Europa), foram expulsos do Brasil, os problemas se agravaram para a economia da colônia de Portugal, pois passaram a produzir açúcar nas Antilhas, vendendo por um preço mais barato na Europa. Mesmo com tudo isso, eles ainda tinham o domínio sobre os consumidores Europeus. A concorrência do produto acabou com o monopólio português sobre o açúcar. Sendo assim Portugal precisou procurar novas fontes de renda, devido ao declínio do açúcar no Brasil.
  12. 12. Bibliografia  http://www.coladaweb.com/  http://www.colegioweb.com.br/  Google Imagens  http://www.historiatecabrasil.com/  http://www.infoescola.com/
  13. 13. Escola Estadual de Ensino Médio Protásio Alves Alunos: Bárbara Alberici, Camila Fernandes, Daniela Nunes, Gabriel Jaureguy Turma: 201

×