Vivilia guia de redação

740 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Vivilia guia de redação

  1. 1. GUIA DE REDAÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DOS ARTIGOSPOR QUE NÓS ESCREVEMOS?Os artigos que nós escrevemos são para a internet. Ou seja, eles serão publicados no blog do site do clienteou talvez nos sites sobre o mesmo assunto, com o objetivo de: Que os usuários / clientes do site contem com informação interessante e possam ser úteis ao leitor. Que quando os clientes em potencial da empresa realizem uma busca no Google ou outro buscador, cheguem ao nosso artigo e conheçam a marca do site da empresa. Ou seja, contribuir com o posicionamento web do site. Que quando um leitor o leia, lhe pareça tão interessante que o compartilhe no Facebook e Twitter.Nota: YAMI é o nome do nosso sistema de gestão e controle de qualidade dos projetos de criação deconteúdo. Neste momento fazemos referência a este sistema.TEXTO - REGRAS BÁSICAS O texto deve ser 100% original (inclusive uma simples ou breve frase copiada será causa de reprovação do artigo) A informação que o mesmo oferece deve ser real: ou seja, extraída de fontes fiáveis, como um jornal, informe de uma consultoria especializada ou através da Wikipédia. Cada vez que você oferecer um dado (por ex: “A Argentina tem 42 milhões de habitantes”) você deverá citar a fonte de onde este dado foi obtido. Caso você não cite a fonte seu artigo será reprovado. Utilizar as palavras em negrito de forma correta (nem em excessos, nem muito poucas). Utilizar mais de um parágrafo para que o seja texto mais informativo. Procure equilibrar os parágrafos, não concentre o texto todo em poucos parágrafos e nem escreva vários parágrafos curtos demais. Reler o texto antes de enviar o artigo: atenção aos erros ortográficos e gramaticais. Em muitos casos é preferível dar a informação enumerada, separando um parágrafo para cada elemento. Cada parágrafo pode ser antecipado por um título (em negrito) para que a leitura seja facilitada. Nestes casos, após o parágrafo de introdução da estrutura em (HTML) será a seguinte: <strong>Título do primeiro parágrafo</strong><br> <p>Texto do primeiro parágrafo</p> <strong>Título do segundo parágrafo</strong><br> <p>Texto do segundo parágrafo</p> Por exemplo, em um artigo sobre os melhores voos de Madri /Barcelona: após o primeiro parágrafo de introdução poderia seguir com um parágrafo com o título "Ryanair" e com o texto descritivo sobre a oferta de Ryanair, um segundo parágrafo entitulado "Easyjet" seguido do texto descritivo das ofertas de Easyjet, etc. O mesmo procedimento pode ser utilizado para as guias (um parágrafo para cada conselho) e para as listas (um parágrafo para cada posição).Autor: EOP Página 1 de 7
  2. 2. TEXTO - LINHA EDITORIAL o O texto deve estar centrado no tema indicado. Sair do tema pode fazer com que o artigo seja reprovado. o Oferecer sempre informação útil, original, verificada e não superficial sobre o tema indicado. o Na introdução, atraia o interesse do leitor com frases claras e atraentes, que sejam capazes de apresentar o assunto com grande impacto. o Os artigos podem ser realizados como forma de guia, conselhos ou análise de um produto, não sob a forma de notícias. o Não usar frases genéricas nem superficiais como: "Tente procurar na internet, a rede oferece muitas ofertas" ou "Como todos os anos o natal chegou..." o Coloque-se no lugar do leitor que procura um determinado assunto e quer uma informação completa, sem evasões inúteis. o Não se dirigir ao leitor, use um estilo imparcial. o Sempre que for possível, você poderá enriquecer o artigo com o uso adequado (adequado e sem excessos) de brincadeiras ou comentários originais, sem perder de vista o objetivo de dar a informação necessária. o O artigo deve falar somente sobre o assunto indicado, sem rodeis ou palavras genéricas (por exemplo: se você for escrever sobre os voos Ryanair para Barcelona, não é preciso explicar sobre o que seria Ryanair e nem citar dados genéricos sobre a companhia). o O artigo deve ser de utilidade contínua em longo prazo para que o leitor possa vê-lo qualquer dia, inclusive nos próximos anos. Por isso, evite colocar datas específicas (exceto se a pauta do projeto peça para coloca-las). Por exemplo, “Dentro de poucos dias já será natal”… ou “Um dos voos mais baratos será em 14 de abril”, “durante o mês de março a Ibera oferecerá ofertas fantásticas”. o Quando se tratar de produtos, tente não usar um tom excessivamente promocional. Nós não estamos vendendo o produto e sim oferecendo informação útil ao leitor. TÍTULOO título, além de cumprir com as regras do SEO, deverá ser claro e ilustrar adequadamente o conteúdo doartigo. Por exemplo, seria correto um título como “Trabalho verão 2011 no estrangeiro: as profissões maisprocuradas”, enquanto não seria correto um título como “Trabalho verão 2011 no estrangeiro: da Grécia aLondres”.Evite os títulos muito entusiasmados (por exemplo, não é aconselhável o uso do ponto de exclamação).Um bom título deve conter como mínimo a keyword ou frase chave ao ser indicado no post. A keyworddeverá aparecer sempre no princípio do título e não no final do mesmo. Por outro lado, existem vezes queum título que contenha unicamente uma frase chave não é o suficientemente sugestivo para fazer com queo leitor continue lendo. Se o seu título não for sugestivo e se não estimula a leitura continuada do mesmo,toda a sua otimização de nada servirá. Nos casos em que a keyword não é sugestiva o bastante para o leitorpoderemos agregar uma segunda parte ao título.A segunda parte do títuloA segunda parte do título virá depois da frase chave. Ela é utilizada como gancho para despertar oineteresse do leitor e para estimulá-lo a seguir lendo o artigo. Consiste em agregar duas, três ou quatropalavras que estimulem a leitura contínua.Exemplo de títulos com 2 partes:Autor: EOP Página 2 de 7
  3. 3. Título: 10 Coisas Curiosas do Google (primeira parte) que Você não sabia (segunda parte). Frase clave: Coisas curiosas Google. Segunda parte do título: que você não sabia.Título: 6 Conselhos para ser um Bom Blogger (primeira parte) até o fim dos dias (segunda parte). Frase clave: Conselhos bom blogger. Segunda parte do título: até o fim dos dias.As ferramentas para os títulosExistem certos elementos conhecidos que possuem uma eficácia especial para fazer com que os títulos dassuas postagens sejam mais sugestivos ou interessantes. Alguns destas ferramentas são: As listas. Coloque um número na frente do título e você verá como as demais pessoas o leem e ocompartilham. Está provado que as listas ajudam uma postagem a ser lida e compartilhada. A explicação épsicológica: quando alguém vê que o artigo é uma lista de conceitos esta pessoa saberá que esse conteúdoserá fácil de digerir ( e não um conteúdo difícil de engolir). 1. Algumas palavras como: interessante, curioso, conselhos, ideias, fácil, êxito, inquietante e outras construções podem despertar a curiosidade do leitor. 2. Como X (fazer algo). Os conhecidos How to, ou seja, aqueles posts que explicam como se fazer algo para se conseguir concretizar algo. Trata-se de resolver o problema que as pessoas têm. No título você já deve mostrar uma solução para tal problema. 3. Os títulos curtos funcionam melhor que os longos. De fato, seus títulos devem conter sempre menos de 72 caracteres, já que o Google não reconhece mais que essa quantia e lhe avisará no caso de haver mais de 72 caracteres. 4. Sobre o uso de letras maiúsculas nas primeiras letras de substantivos, pronomes e verbos. Não usar maiúsculas em preposições.Faça os títulos definitivos após ter escrito o artigo. O título é a parte mais importante de todo o post, porisso, ele merece que você se dedique a elaborá-lo de forma sugestiva para o leitor e também merece ter ummelhor posicionamento no Google. Lembre-se de perguntar ao seu coordenado se você pode aplicar estestipos de recursos na hora de dar o título aos seus artigos.Autor: EOP Página 3 de 7
  4. 4. KEYWORDSUma keyword ou palavra-chave simplesmente é aquilo que escrevemos em um buscador quando nósqueremos encontrar algo específico. Por exemplo, para procurar hospedagem em um hotel em Buenos Airesa keyword poderia ser “hotel buenos aires”. Os resultados que aparecerem primeiro após a sua busca sãoaqueles mais procurados.Se uma pessoa encontra exatamente o que está procurando através da palavra-chave que ela escreveu,seguramente ela ficará disposta a comprar, a se registrar no seu boletim ou clicar em um anúncio e istorepresentará lucros para o seu negócio de internet.Uma keyword pode estar composta por uma só palavra (ex. “Hotel”), ou por 2 ou mais (“hotel baratobuenos aires”). É muito importante respeitar as keywords exatamente como estão descritas na pauta, poisa estratégia de posicionamento nos buscadores da empresa vai depender de como o artigo é redigido.E.x “voos economicos”. Esta keyword pode parecer errônea, mas como parte da estratégia de uma empresade vendas de viagens pela internet poderá decidir posicionar a sua página através desta palavra-chave jáque há muitas pessoas que as utilizam para realizar buscas.Ex. “hotel barato buenos aires”. Pode ser considerada como um erro, pois não conta com preposições enem letras maiúsculas: o correto seria “hotel barato em Buenos Aires”. Mas em geral as pessoas não asutilizam na hora de realizar a busca no Google.Também é importante você levar em consideração o uso dos acentos: as keywords em geral não sãoacentuadas. Portanto, se a keyword é “muebles cordoba”, não há um erro ortográfico.A pesar de não parecer natural o uso das “keywords” dentro de um texto, é preciso recorrer à criatividadepara que elas possam ser utilizadas. Ex: Se o artigo deve falar sobre a história de “Giorgio Armani” e aomesmo tempo houver a necessidade de incluir a Keyword “botas prova fogo”, poderia ser escrito algo como“Giorgio Armani apesar de ter desenhado calçados de todas as variedades, nunca criou um desenho debotas a prova de fogo”.FOTONo caso de que o artigo deva ir acompanhado de imagens: deverá estar no formato de .jpg e ter as medidasadequadas que estarão detalhadas na pauta do artigo. Para modificar a foto original e recorta-la com asmedidas exatas você poderá usar o editor de imagens do YAMI (clique no ícone branco e você verá a fotoque você baixou no alto do lado direito ).As únicas fotos admitidas são aquelas que forem extraídas de Flickr.com.Fotos admitidas: Fotos de Flickr exclusivamente com licença Creative Commons (CC) para uso comercial (olhe aqui para procurar somente as fotos admitidas: http://www.flickr.com/search/?l=commderiv Para as fotos de produtos você poderá utilizar as fotos das páginas oficiais de cada marca (indique somente o nome da fonte, por exemplo: Sony.com). A foto deverá representar da melhor maneira possível o conteúdo do artigo A foto deverá ser de boa qualidade (não pode estar desfocada, pixelizada ou desproporcional) A foto NÃO pode ter nenhuma marca d’água, texto ou nela mesma.Autor: EOP Página 4 de 7
  5. 5. Nota: para procurar fotos n Flickr traduza antes o que está procurando para o inglês, já que a maioria dasfotos estará etiquetada neste idioma. Ex: Em vez de procurar por casa, procure por “house”.ABSTRACT / CABEÇALHOO abstract deve ampliar a informação do título, atraindo o interesse do leitor para o assunto e induzi-lo acontinuar a leitura do artigo.O abstract deve ser claro, atrativo e capaz de apresentar o assunto de forma simples.TAGNo caso da pauta mencionar que você deve etiquetar artigos, então introduza de 1 a 5 etiquetas separadascom vírgulas.As taggs devem indicar os argumentos tratados no artigo, de forma genérica e, se possível, com palavrasdiferentes das que figuram no artigo. Por exemplo, se o assunto é um processador as tags poderiam ser:Intel, processadores, hardware.Geralmente, cada tag está composta por uma só palavra (raramente 2 ou 3).O objetivo do uso da tag é identificar os assuntos tratados no artigo de forma sintética.ESTRUTURAUtilizar a estrutura de pirâmide invertida significa começar o texto com a informação mais importante edepois ir entregando mais informações em ordem de importância decrescente.Comece o artigo dizendo aos leitores a conclusão, siga com a informação mais importante de apoio etermine dando o contexto, diga Nielsen.Os leitores desejarão conhecer a história assim que a história começa a se desenvolver. Se for interessante,prestarão atenção. De outra forma, o leitor sairá de onde se encontra o seu artigo. As pessoas andam cadavez mais ocupadas para pararem de fazer o que estão fazendo sem ganhar alguma recompensa.Os elementos da estrutura de pirâmide invertida são: A entrada ou lead (são 6 : quê, quem, como, quando, onde e por quê). O material que explica e amplia o lead. Paragráfos de contexto. Material secundário ou menos importante.Para mais informação sugerimos que você leia: http://olgacarreras.blogspot.com/2008/12/resena-como-escribir-para-la-web-de.htmlAutor: EOP Página 5 de 7
  6. 6. CALL TO ACTIONCall to Action (CTA) também é denominado de "detonador" ou "gatilho" é o texto ou imagem que influenciao leitor a realizar uma determinada ação. Uma ação pode ser: (“Ligue já”), um clique (“Descarregar”),completar um formulário ou pesquisa (“Complete o seguinte formulário”) ou para comprar um produto(“Compre agora”).Depois de proporcionar todo tipo de argumentos convincentes, a chamada de ação faz um apelo ao públicode forma exagerada e irracional, tenta gerar com poucas palavras uma sensação de urgência ouexclusividade para que o usuário reacione de imediato e assim evita que o usuário abandone a página.Alguns exemplos de Call to Action poderiam ser “registre-se ou economize”, “clique aqui”, “experimenteagora”, “compre já”, “mais informação”.Você poderá verificar que tipo de impacto tem as diferentes call to action emhttp://yonativodigital.com/2011/06/13/la-importancia-del-copy-del-call-to-action/Se você quiser saber mais sobre os call to action nos botões: http://marketing-on-line.blogspot.com/2010/03/llamadas-la-acccion-como-crearlas.htmlGUIA DE ESTILO1. É bom, se for breve, será duas vezes melhor.Tem que ter sempre em mente que o nível de atenção dos usuários tende a cair depois de poucosparágrafos, por isso, é importante saber utilizar as palavras de modo eficaz, evitando os conceitos de menorimportância e concentrar a informação mais importante nos primeiros parágrafos.Evitar frases muito longas a não ser quando elas forem sumamente necessárias.2. Direto ao ponto.Antes de começar a escrever, localize as principais palavras-chaves e secundárias que o ajudarão a dar focoao assunto do artigo.É preciso oferecer a informação que os usuários estão procurando, sem detalhes menores agregados quepossam distrair a atenção à leitura e que possam fazer com que eles se desinteressem pelo texto. Não abusedos adjetivos para poder cumprir com a quantidade mínima de um artigo: isto pode ser um motivo paraartigos reprovados.Quando você tiver terminado o artigo, releia o texto completo e comprove se o artigo está atrativo a pontode ser aquilo que o usuário está procurando.Autor: EOP Página 6 de 7
  7. 7. 3. Títulos e subtítulos atrativos.Os títulos devem conter a palavra-chave principal e ao mesmo tempo devem ser atrativospara o leitor. Os usuários têm que poder reconhecer o assunto do artigo com do artigo cmuma simples olhada.Embora nem sempre eles sejam necessários, os subtítulos podem ser úteis na hora da elaboração daestrutura no corpo do texto.4. Tenha a certeza de que o texto esteja bem estruturadoOs blocos grandes de texto são difíceis de serem lidos. Para fazer-se um texto que viabilize uma leitura maisfácil é importante dividir o texto em vários parágrafos mais curtos.Você também poderá usar listas com pontos para organizar a informação quando houver enumeraçõeslongas de tópicos.5. SimplifiqueQuando se falar de estilo, menos é mais. Use uma linguagem simples e pense sempre na perspectiva doleitor.Autor: EOP Página 7 de 7

×