O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
A importância da Medicina do
Sono na Prevenção de Acidentes!
14 anos de trabalho
Sérgio Barros Vieira
• Certificação em Medicina do Sono pela Associação
Brasileira de Sono e Associação Médica Brasileira ...
Prevenção no Homem
Aviação civil
65 a 85%
Controle tráfego
aéreo
90%
Navegação
80-85%
Usinas
Nucleares
70%
Transporte
Rodo...
Trabalho em turno inclui os efeitos
negativos no sono, sonolência excessiva,
desempenho cognitivo e riscos de
acidentes;
O...
1729
Ritmo Sono-Vigília
Sono Vigília Sono
noite dia noite
O ser humano é essencialmente diurno
Ritmo Circadiano
• “ O sono, a vigília e vários outros
ritmos biológicos, evoluem de
acordo com um ritmo circadiano
(circa...
0 4 8 12 16 20 24
máximo da
sonolência;
mínimo
temperatura
início da secreção
do cortisol
máximo da
sonolência
diurna
máxi...
Coincidem com o período de 24 horas do ciclo claro-escuro
Ritmos Circadianos
Ciclo vigília-sono:
Diferenças individuais - Cronotipos
Matutinos: 10-12%
Vespertinos: 8-10%
Indiferentes: sem
horário pre...
Cronotipo
0%
5%
10%
15%
20%
25%
30%
35%
40%
45% 41%
30%
17%
3%
9%
Causas de Privação de
Sono:
Quantidade insuficiente de
sono
Sono de má qualidade
Sabanayagam C, Shankar A. Sleep duration and cardiovascular
disease: results from the National Health Interview Survey. Sl...
Privação de sono comparado com sonolência
excessiva, estão associados a diminuição da
produção da LEPTINA (hormônio anorex...
Privação de sono
VAN DONGEN HP et al.Sleep-2003;26:117.
6 h ou menos de sono por 14 dias
favorecem ao deficit cognitivo
co...
Johnson, LC. Sleep deprivation and performance. In: Biological Rhythms, Sleep and
Performance, Webb, WB (Eds), John Wiley ...
Van Dongen HP, Baynard MD, Maislin G, Dinges DF. Sleep 2004; 27:423
King AC, Belenky G, Van Dongen HP. Curr Opin Pulm Med ...
Importância de prevenção dos
distúrbios do sono
Os distúrbios do sono favorecem a diminuição
do alerta e do desempenho cog...
Teste de Manutenção da Vigília
Teste de Latências Múltiplas de Adormecimentos
Polissonografias
Akerstedt T. et al-J.Psychosom Res.2004 Nov;57(5):427-33.
Fadiga excessiva:
“ Distúrbio do sono é importante preditor de f...
MATRIZ SALUTARIS SALVADOR
3396
810
1674
Polissonografias = 5880 exames
CPAP
Salutaris Águia Branca
69
217
Tratamento com CPAP - n = 286 (28 %)
Teste de Manutenção da Vigília
Dinâmico
Metodologia
• Teste realizado no período noturno com 5 etapas de 40
minutos de duração/cada, após período habitual de
sono...
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
80%
0% 0% 0%
40%
0%
0%
60%
20%
0% 0% 0%
Avaliação de Infrações
Simulador
Pressão Arterial
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
Normais Alterados
56%
44%
Glicemia
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
90%
100%
Normais Alterados
49%
51%
0,65
0,52
0,85
0,85
0,81
0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
21 h 23 h 01 h 03 h 05 h
TMV - Tempo de Reação (Centésimo d...
Curva de evolução do nível de
melatonina
• “Luminoterapia na supressão da liberação da
melatonina no período noturno”. C.Czeisler -2012
O papel da Luxterapia!
• “ A luz de alta intensidade (>2500 lux) permite
ressincronizar o relógio biológico nas 24 h,
quan...
Indicações da Luxterapia
Distúrbio de
Avanço e
retardo de
fase
Depressão
Jet lag
Prevenção
da Inércia do
sono
Inadaptação ...
Luxterapia - Inércia do Sono
Sala de Estimulação do Alerta - 358.889 utilizações
Fadiga e Jejum prolongado:
Randall DC et al Pharmacol Biochem Behav.2004
Mar;77(3):547-55.
A hipoglicemia piora a fadiga e...
Ótimo Boa Regular Ruim
30%
48%
14%
8%
Conceito da sala de estimulação do Alerta
Melhor Pior Igual
71%
3.0%
26%
Como se sente após o uso da Sala de
Estimulação do Alerta
Oficina do Sono!
Avaliação do tempo de reação 3.073.140 testes
Actigrafo
Avaliação de Privação de Sono,
Insônia e nível de atenção
Avaliação vigília
Cronobiologia e trabalho de turno
Rosekind Mr et all(1998) Thomas MJW; et all(2007); Gander PH et all,(1996);Moffett Field...
Escalas e Jornadas de trabalho!
Prevenção do TEPT
SUP. ES SUP. BAHIA SALUTARIS
50
50
40
ATENDIMENTOS MENSAL - Período total = 21.840
1680/ano
“ Continuar fazendo o mesmo e esperar que
as coisas mudem, é um sintoma de loucura.”
Albert Einstein
Obrigado!
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14

910 visualizações

Publicada em

O primeiro Seminário de Boas Práticas de 2014, um projeto desenvolvido pelo Instituto de Administração – IAES com o objetivo de apresentar casos de sucesso de empresas capixabas.
Nesta edição foram abordados o tema RH e o case da Viação Águia Branca sobre o “O programa de medicina do sono” que faz o monitoramento dos motoristas da empresa. A iniciativa refletiu em melhor qualidade de vida dos funcionários e redução de acidentes. Os palestrantes levaram à reflexão sobre algumas práticas e princípios que podem ajudar a obter resultados melhores e duradouros, através do investimento nas pessoas.

Publicada em: Negócios
  • Entre para ver os comentários

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Seminário Boas Práticas de RH Sérgio barros vieira medicina do sono cra-es-04-14

  1. 1. A importância da Medicina do Sono na Prevenção de Acidentes! 14 anos de trabalho
  2. 2. Sérgio Barros Vieira • Certificação em Medicina do Sono pela Associação Brasileira de Sono e Associação Médica Brasileira (AMB) por Notório Saber • Coordenador Médico do Programa de Medicina do Sono do Grupo Águia Branca e Mineração Rio do Norte-MRN • Coordenador Médico Programa de Medicina do Sono da Util S/A , Real Expresso S/A e Rápido Federal S/A • Pesquisador Estrangeiro do Serviço de Sono e Vigília do Hospital Hotel Dieu-Paris • Membro da Academia Americana de Medicina do Sono
  3. 3. Prevenção no Homem Aviação civil 65 a 85% Controle tráfego aéreo 90% Navegação 80-85% Usinas Nucleares 70% Transporte Rodoviário 85%
  4. 4. Trabalho em turno inclui os efeitos negativos no sono, sonolência excessiva, desempenho cognitivo e riscos de acidentes; O desalinhamento entre a fisiologia do ritmo circadiano e as exigências das escalas de trabalho é a causa primária dos distúrbios do sono e a indução de sonolência excessiva no trabalho em turno. A sonolência excessiva e a insônia são os distúrbios do sono mais frequentes no trabalho em turno. (ICDS)
  5. 5. 1729
  6. 6. Ritmo Sono-Vigília Sono Vigília Sono noite dia noite O ser humano é essencialmente diurno
  7. 7. Ritmo Circadiano • “ O sono, a vigília e vários outros ritmos biológicos, evoluem de acordo com um ritmo circadiano (circa=ciclo e diem=dia) em um período de 24 horas. Essa oscilação é determinada pela alternância dia e noite.”
  8. 8. 0 4 8 12 16 20 24 máximo da sonolência; mínimo temperatura início da secreção do cortisol máximo da sonolência diurna máximo do nível de alerta O relógio biológico age como um maestro! Organização temporal interna do organismo início da secreção de melatonina Pico do hormônio do crescimento
  9. 9. Coincidem com o período de 24 horas do ciclo claro-escuro Ritmos Circadianos
  10. 10. Ciclo vigília-sono: Diferenças individuais - Cronotipos Matutinos: 10-12% Vespertinos: 8-10% Indiferentes: sem horário preferencial
  11. 11. Cronotipo 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45% 41% 30% 17% 3% 9%
  12. 12. Causas de Privação de Sono: Quantidade insuficiente de sono Sono de má qualidade
  13. 13. Sabanayagam C, Shankar A. Sleep duration and cardiovascular disease: results from the National Health Interview Survey. Sleep 2010; 33:1037 Estudo com 30.397 adultos a prevalência de doenças cardiovasculares (IAM,angina e AVC) é alta, em pessoas... ...que dormem 5 h ou menos por noite, em relação as que dormem 7 h/noite.
  14. 14. Privação de sono comparado com sonolência excessiva, estão associados a diminuição da produção da LEPTINA (hormônio anorexigeno), e aumento da produção de GHRELINA (hormônio orexigeno) ; Aumento do apetite, particularmente por alimentos calóricos e ricos em carbohidratos, com consequente obesidade e suas complicações.
  15. 15. Privação de sono VAN DONGEN HP et al.Sleep-2003;26:117. 6 h ou menos de sono por 14 dias favorecem ao deficit cognitivo comportamental, equivalentes aos déficits observados após 2 noites de privação total de sono.
  16. 16. Johnson, LC. Sleep deprivation and performance. In: Biological Rhythms, Sleep and Performance, Webb, WB (Eds), John Wiley and Sons, New York 1982. p.111. Redução do desempenho Doenças Cardio- Vasculares Dificuldade de relacionamento inter-pessoal Distúrbios Psiquiátricos Aumento risco de acidentes e morte
  17. 17. Van Dongen HP, Baynard MD, Maislin G, Dinges DF. Sleep 2004; 27:423 King AC, Belenky G, Van Dongen HP. Curr Opin Pulm Med 2009; 15:559 Variável, genética Pode tornar-se estável Independente do aumento da privação Agravantes: tabaco e álcool Resposta a Privação de Sono:
  18. 18. Importância de prevenção dos distúrbios do sono Os distúrbios do sono favorecem a diminuição do alerta e do desempenho cognitivo comportamental, aumentando... ... o potencial de risco de erros e consequente instabilidade de seu desempenho.
  19. 19. Teste de Manutenção da Vigília Teste de Latências Múltiplas de Adormecimentos Polissonografias
  20. 20. Akerstedt T. et al-J.Psychosom Res.2004 Nov;57(5):427-33. Fadiga excessiva: “ Distúrbio do sono é importante preditor de fadiga excessiva aparentemente maior que a jornada de trabalho.”
  21. 21. MATRIZ SALUTARIS SALVADOR 3396 810 1674 Polissonografias = 5880 exames
  22. 22. CPAP
  23. 23. Salutaris Águia Branca 69 217 Tratamento com CPAP - n = 286 (28 %)
  24. 24. Teste de Manutenção da Vigília Dinâmico
  25. 25. Metodologia • Teste realizado no período noturno com 5 etapas de 40 minutos de duração/cada, após período habitual de sono diurno; • Dosagem de glicemia 3x/noite em diabéticos, e 2 x grupo controle; • Medidas da pressão arterial no início de cada etapa; • Aplicação de Escala de desempenho de Karolínska ao final de cada etapa; • Aplicação de teste de reação dinâmica no simulador ao final de cada etapa (centésimos de segundo); • Avaliação de erros em relatório próprio ao final de cada etapa descritas por técnica treinada; • População alvo: motoristas de escala noturna.
  26. 26. 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 80% 0% 0% 0% 40% 0% 0% 60% 20% 0% 0% 0% Avaliação de Infrações Simulador
  27. 27. Pressão Arterial 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% Normais Alterados 56% 44%
  28. 28. Glicemia 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Normais Alterados 49% 51%
  29. 29. 0,65 0,52 0,85 0,85 0,81 0 0,1 0,2 0,3 0,4 0,5 0,6 0,7 0,8 0,9 21 h 23 h 01 h 03 h 05 h TMV - Tempo de Reação (Centésimo de segundo) Cronotipo Moderadamente Matutino
  30. 30. Curva de evolução do nível de melatonina
  31. 31. • “Luminoterapia na supressão da liberação da melatonina no período noturno”. C.Czeisler -2012
  32. 32. O papel da Luxterapia! • “ A luz de alta intensidade (>2500 lux) permite ressincronizar o relógio biológico nas 24 h, quando ele é dessincronizado.”
  33. 33. Indicações da Luxterapia Distúrbio de Avanço e retardo de fase Depressão Jet lag Prevenção da Inércia do sono Inadaptação ao Trabalho em Turno: 2.Fadiga Excessiva 1. Distúrbio do sono e da vigília
  34. 34. Luxterapia - Inércia do Sono
  35. 35. Sala de Estimulação do Alerta - 358.889 utilizações
  36. 36. Fadiga e Jejum prolongado: Randall DC et al Pharmacol Biochem Behav.2004 Mar;77(3):547-55. A hipoglicemia piora a fadiga e o alerta, além de deprimir e estimular os sentimentos de raiva e confusão mental semelhante a privação do sono.
  37. 37. Ótimo Boa Regular Ruim 30% 48% 14% 8% Conceito da sala de estimulação do Alerta
  38. 38. Melhor Pior Igual 71% 3.0% 26% Como se sente após o uso da Sala de Estimulação do Alerta
  39. 39. Oficina do Sono!
  40. 40. Avaliação do tempo de reação 3.073.140 testes
  41. 41. Actigrafo Avaliação de Privação de Sono, Insônia e nível de atenção
  42. 42. Avaliação vigília
  43. 43. Cronobiologia e trabalho de turno Rosekind Mr et all(1998) Thomas MJW; et all(2007); Gander PH et all,(1996);Moffett Field, CA: NASA Ames Research center-1996). Períodos longos e/ou fixos de turno de trabalho, favorece a deterioração regular do desempenho cognitivo ... ...comportamental, devido a dificuldade da maioria das pessoas de dormir durante o dia. As últimas noites de trabalho são as mais dificeis de serem executadas.
  44. 44. Escalas e Jornadas de trabalho!
  45. 45. Prevenção do TEPT
  46. 46. SUP. ES SUP. BAHIA SALUTARIS 50 50 40 ATENDIMENTOS MENSAL - Período total = 21.840 1680/ano
  47. 47. “ Continuar fazendo o mesmo e esperar que as coisas mudem, é um sintoma de loucura.” Albert Einstein
  48. 48. Obrigado!

×