O Antigo Egipto

28.276 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
14 comentários
55 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
28.276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
961
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
14
Gostaram
55
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Antigo Egipto

  1. 1. O Antigo Egipto Um mundo fascinante a descobrir
  2. 2. <ul><li>Localização geográfica: </li></ul><ul><li>O Egipto é um território praticamente desértico, atravessado pelo rio Nilo. </li></ul><ul><li>Este desagua, através do delta, </li></ul><ul><li>no mar Mediterrâneo. </li></ul><ul><li>Está ladeado pelo deserto líbio e pelo deserto arábico. </li></ul>
  3. 3. Condições naturais <ul><li>Entre Junho e Setembro, o rio estava sujeito a cheias regulares. Em Outubro, retomava ao seu leito, depositando nas terras que o cercavam aluviões muito férteis. </li></ul>
  4. 4. A prática da agricultura
  5. 5. Economia <ul><li>Características : </li></ul><ul><li>cultivavam cereais, diversos frutos e legumes, vinha e papiro. Por isso, tinham uma economia agrária , porque a principal actividade económica era a agricultura; </li></ul><ul><li>praticavam a pesca e a criação de animais; </li></ul><ul><li>a qualidade dos seus produtos artesanais era muito apreciada (olaria, cestaria, metalurgia, produção do vidro, construção naval, mobiliário); </li></ul><ul><li>Os produtos excedentários eram utilizados no comércio com outros povos. Desta feita, tinham uma economia de excedentes , ou seja, baseada no comércio de exportação e importação (madeira, metais) de produtos. </li></ul>
  6. 6. O Egipto unificado <ul><li>Unidos pelo esforço e necessidades comuns de organização, exigidos pelos trabalhos de domínio das águas, os reinos (Baixo e Alto Egipto) vão unir-se e formar um único. Este novo reino tinha um poder forte – o poder do Faraó. </li></ul>
  7. 7. O Faraó - deus <ul><li>No Egipto existia uma monarquia teocrática (forma de governo exercida por um rei ao qual era atribuída uma natureza divina). O poder do faraó era, pois um poder sacralizado (o faraó era considerado em deus vivo, o seu poder era sagrado). </li></ul>
  8. 8. <ul><li>A sociedade egípcia era dominada pelo faraó. Este era o chefe - supremo do Egipto e era considerado um deus vivo na Terra. </li></ul><ul><li>O faraó detinha todos os poderes : </li></ul><ul><li>era o chefe da religião (sumo sacerdote); </li></ul><ul><li>administrava a justiça; </li></ul><ul><li>comandava o exército; </li></ul><ul><li>era o juiz supremo. </li></ul><ul><li>No Antigo Egipto todos obedeciam ao faraó . Este governa através de numerosos funcionários a partir do palácio : centro administrativo e político do Egipto. </li></ul>
  9. 9. Sociedade <ul><li>Estratificada (dividida em estratos ou grupos); </li></ul><ul><li>Hierarquizada (organizada do mais importante para o menos importante); </li></ul><ul><li>Esclavagista (existiam escravos) </li></ul>
  10. 10. Sociedade (continuação)
  11. 11. Manifestações culturais 1. A escrita
  12. 12. Manifestações culturais 2. Matemática e astronomia
  13. 13. Manifestações culturais 3. Medicina: conheceu progressos na área da anatomia e da cirurgia devido à prática de embalsamamento.
  14. 14. Manifestações culturais Vaso canopo
  15. 15. A religião (1) Os egípcios eram politeístas, isto é, acreditavam em vários deuses. Os seus deuses podiam ser representados de diversas formas: humana, animal e mista. O culto aos deuses efectuava-se nos templos e era aos sacerdotes que estavam reservadas estas tarefas.
  16. 16. A religião (2) Os egípcios acreditavam na imortalidade da alma e na reencarnação . No entanto, só tinha direito à vida eterna o defunto que demonstrasse, no tribunal de Osíris, ter tido uma conduta boa e honesta durante a vida. O mito de Osíris Qual o significado deste mito? Este mito pretende explicar como é que os faraós descendiam dos deuses e, ao mesmo tempo, divinizar o Nilo e ensinar sobre o ciclo da vida: nascimento, vida, morte e renascimento.
  17. 17. A religião (3) O que é que se passava no Tribunal de Osíris?
  18. 18. A arte egípcia(1) <ul><li>A arquitectura </li></ul><ul><li>Foram construídos diversos edifícios funerários , onde se sepultavam as múmias: mastabas (túmulos mais pequenos destinados a familiares, nobres e altos funcionários do faraó), pirâmides (mandadas construir pelos faraós para proteger as suas múmias), hipogeus (túmulos subterrâneos, escavados nas rochas). </li></ul><ul><li>1.1. Principais características da arquitectura: </li></ul><ul><li>monumentalidade; </li></ul><ul><li>grandiosidade; </li></ul><ul><li>durabilidade. </li></ul>
  19. 19. A arte egípcia(2)
  20. 20. Exemplo de um templo
  21. 21. A arte egípcia(3) <ul><li>2. A pintura </li></ul><ul><li>A maioria encontram-se nas paredes dos túmulos. Nelas, os seres humanos eram representados com os pés e a cabeça de perfil e o corpo de frente (lei da frontalidade) . </li></ul><ul><li>A escala (tamanho) das figuras está relacionada com a importância social de quem está representado. </li></ul><ul><li>Tinham uma função votiva , isto é, eram uma oferenda à divindade e não eram uma mera decoração. </li></ul>
  22. 22. A arte egípcia(4) <ul><li>3. A escultura </li></ul><ul><li>Era geralmente colossal (muito grande) e rígida, sem perder a expressividade. </li></ul><ul><li>Representava, sobretudo, faraós e deuses, mas existiam também pequenas estátuas de camponeses, escribas e artesãos. </li></ul>
  23. 23. A arte egípcia(5) <ul><li>4. As artes decorativas </li></ul>

×