Casos Práticos de
           Programas de RI
José Antônio de Almeida Filippo - CFO
Agenda




    Formação do Grupo


    Rumo ao IPO


    Novas Práticas Corporativas


    Programa de RI


    Resultados...
Formação do Grupo CPFL Energia
                        Privatização da CPFL Paulista
                          •   Consórc...
A CPFL Energia – Estrutura Societária



                                                                                 ...
A solidez alcançada pela CPFL Energia reflete a qualidade
                                                  dos seus ativo...
A solidez alcançada pela CPFL Energia reflete a qualidade
                                                   dos seus ativ...
A solidez alcançada pela CPFL Energia reflete a qualidade
                                                             dos...
Agenda




    Formação do Grupo


    Rumo ao IPO


    Novas Práticas Corporativas


    Programa de RI


    Resultados...
A abertura de capital da CPFL foi motivada pela estratégia
                                             de crescimento e n...
Decisão dos mercados a serem acessados



                                   Nível 1       Baixa exigência de governança

...
Decisão do tamanho da oferta depende dos mercados
                                                             a serem ace...
“Check list” necessário para a realização do IPO


                   Check List                 Descrição                ...
Além do “check list” outros pré-requisitos precisam ser obtidos



                     Pré-requisito                     ...
Realização do IPO dependia do “timing” adequado para acessar o
                                                           ...
Oferta primária e secundária e acesso aos 2 mercados
                                                                     ...
Agenda




     Formação do Grupo


     Rumo ao IPO


     Novas Práticas Corporativas


     Programa de RI


     Resul...
Busca contínua pelas melhores práticas de Governança Corporativa



                                   Ações listadas no N...
Criação de política de dividendos e de negociação de valores
                                                       mobili...
Contratação de um Market Maker, com o objetivo de aumentar a
                                                             ...
Monitoramento dos relatórios de “research”


                                               Proximidade aos analistas e am...
Agenda



     Formação do Grupo


     Rumo ao IPO


     Principais Desafios


     Novas Práticas Corporativas


     P...
Comunicação estruturada de acordo com os pilares da estratégia da
                                                        ...
Programa de RI abrangente e diversificado

                             Transparência e proximidade ao mercado
           ...
Programa de RI abrangente e diversificado

                             Transparência e proximidade ao mercado
           ...
Targeting study é pré-requisito para definição de estratégias de RI
                                                      ...
Agenda



     Formação do Grupo


     Rumo ao IPO


     Principais Desafios


     Novas Práticas Corporativas


     P...
A CPFL Energia apresenta crescimento consistente de
                                                                      ...
Política de dividendos diferenciada e pagamento máximo
                                                                   ...
Crescimento expressivo na participação do varejo



                                                                 Distr...
CPFL ampliou significativamente a participação relativa na Bovespa,
                                                      ...
Com destaque para a performance da ação, que superou os principais
                                                       ...
Reconhecimento do Mercado
                                       1º lugar em “Corporate Governance” – Latin America Electr...
Casos Práticos de
           Programas de RI
José Antônio de Almeida Filippo - CFO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário - A Importância do RI na abertura de capital

510 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
510
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
66
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário - A Importância do RI na abertura de capital

  1. 1. Casos Práticos de Programas de RI José Antônio de Almeida Filippo - CFO
  2. 2. Agenda Formação do Grupo Rumo ao IPO Novas Práticas Corporativas Programa de RI Resultados Alcançados 2
  3. 3. Formação do Grupo CPFL Energia Privatização da CPFL Paulista • Consórcio Controlador: VBC, 521 Participações e Bonaire Construção de empreendimentos de geração: 6 usinas hidrelétricas Constituições: 2 empresas Cisões e Reestruturações: 3 empresas Aquisições: 11 empresas IPO Formação do Grupo CMS ENERGY BRASIL 1997 1998 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Aquisições recentes: • Aquisição de participação de 32,69% da PSEG na RGE em mai/06 • Aquisição de participação de 11% da CEEE na UHE Foz do Chapecó em ago/06 • Aquisição de 99,99% da Cia. Luz e Força Santa Cruz em out/06 • Aquisição da CMS Energy Brasil em abr/07 3
  4. 4. A CPFL Energia – Estrutura Societária Free Float 29,2% 31,1% 12,7% 27,1% 100% 100% 99,76% 99,99% 100% 100% COMERCIALIZAÇÃO GERAÇÃO DISTRIBUIÇÃO Formação do Grupo 100% 65% 25,01% 48,72% 51% CMS ENERGY CPEE Paulista Lajeado BRASIL CSPE C. Comerc. (UHE L.E. Magalhães) 100% CJE C. Equip. Serv 9 PCHs CLFM 4
  5. 5. A solidez alcançada pela CPFL Energia reflete a qualidade dos seus ativos e dos mercados em que atua nos segmentos do setor elétrico Distribuição – 1S07 Municípios atendidos 568 Área de Concessão (km2) 208.300 Market Share (%) 13,1 Clientes (milhões) 6,1 População (milhões) 18,5 Formação do Grupo Vendas de Energia (GWh) 17.239 5 Inclui CMS
  6. 6. A solidez alcançada pela CPFL Energia reflete a qualidade dos seus ativos e dos mercados em que atua nos segmentos do setor elétrico Geração – 1S07 Em operação Potência Instalada (MW) 1.587 Energia assegurada (MWmédios) 797 UHEs (nº) 5 PCHs (nº) 33 Em construção Potência Instalada (MW) 587 Energia assegurada (MWmédios) 285 Formação do Grupo UHEs (nº) 3 Potência Instalada até 2010 (MW) 2.174 Monte Claro UHE Campos Novos UHE Castro Alves 6
  7. 7. A solidez alcançada pela CPFL Energia reflete a qualidade dos seus ativos e dos mercados em que atua nos segmentos do setor elétrico Comercialização – 1S07 Clientes livres 86 Fora da área de concessão 18 Origem das distribuidoras 68 Market Share (%) 23 Expertise comercial: atuação competitiva no Formação do Grupo mercado livre de energia e na venda de Serviços de Valor Agregado – SVA Mesa de Comercialização | Campinas | SP Sala de Comercialização | Campinas | SP Mesa de Comercialização | Campinas | SP 7 1 - Base: jul/07
  8. 8. Agenda Formação do Grupo Rumo ao IPO Novas Práticas Corporativas Programa de RI Resultados Alcançados 8
  9. 9. A abertura de capital da CPFL foi motivada pela estratégia de crescimento e necessidade de liquidez Crescimento e geração de valor através de ganho de escala Característica do Setor Atividade intensiva em capital Companhias listadas em mercados internacionais Recursos para financiar o crescimento e geração de valor para os acionistas Rumo ao IPO Racional Condições para participar da consolidação da indústria – para IPO diversos “players” internacionais manifestaram interesse em deixar o setor Geração de liquidez para os acionistas 9
  10. 10. Decisão dos mercados a serem acessados Nível 1 Baixa exigência de governança Governança Nível 2 Média exigência de governança na Bovespa Novo Mercado Elevada exigência de governança Bovespa Acesso limitado a determinados Rumo ao IPO (ON) investidores internacionais Listagem Bovespa + NYSE Acesso amplo aos investidores (ON + ADR) internacionais NYSE - ADR nível III Exigência máxima SEC 10
  11. 11. Decisão do tamanho da oferta depende dos mercados a serem acessados Oferta de US$ 150 até 250 milhões • Acesso ao mercado nacional e investidores qualificados (internacionais) Tamanho • Baixa liquidez - risco de perda de atratividade da Oferta Oferta acima de US$ 250 milhões • Acesso ao mercado nacional e internacional • Maior liquidez – ampliando a atratividade Decisão: • Oferta de US$ 300 milhões: volume adequado para acessar os dois mercados Rumo ao IPO • Primário – US$ 250 milhões • Secundário – US$ 50 milhões • Listagem na NYSE de ADR nível III e Novo Mercado da Bovespa 11
  12. 12. “Check list” necessário para a realização do IPO Check List Descrição Ação • Equipe com dedicação integral: Equipe para o 1 coordenador e 8 integrantes Formar equipe ligada ao projeto • Equipe com dedicação parcial: CEO / CFO 5 integrantes • Definição de estrutura de Estrutura de Contratar bancos e bookrunners, co-managers e bancos e advogados advogados advogados • Definição de mercados a serem Selecionar mercados com Mercados acessados liquidez e maior acessados • Bovespa vs Nyse governança corporativa • Novo Mercado Rumo ao IPO • Definição clara de “use of “Use of proceeds” da oferta primária Novos projetos de geração proceeds” • Racional para realização da oferta e futuras aquisições secundária Demonstrações • Preparação DF em US GAAP e Incluir novo processo na em US GAAP demais relatórios para atender área de contabilidade exigências SEC/NYSE 12
  13. 13. Além do “check list” outros pré-requisitos precisam ser obtidos Pré-requisito Descrição Ação Lucro Líquido(1) Resultados • Resultado positivo nos últimos 211 financeiros trimestres 99 (106) • Expectativa positiva dos resultados adequados futuros 1T04 2T04 3T04 Definição do • Redução da percepção de risco no • Aprovação do novo modelo ambiente • Reajuste de tarifas em abril de ambiente regulatório 2004 (dentro das expectativas) regulatório Rumo ao IPO • Discussão da empresa com Demanda • Análise e leitura do mercado sobre mercado (bancos e investidores) para papel demanda para papel • Pro-Marketing realizado pelos bancos 13 1) Evolução dos últimos 12 meses do lucro líquido
  14. 14. Realização do IPO dependia do “timing” adequado para acessar o mercado de capitais “Timing do IPO” - Aspectos Macroeconômicos Nacionais e Internacionais 2003 2004 2005... • Indefinição do novo modelo do setor • Definição do novo modelo Revisão tarifária (abril) • Empresas de energia apresentavam Leilão transmissão. (maio) Aspectos resultado negativo Leilão geração (previsão out.) ... Macroeconômicos Nacional • Alta de taxa de juros • Redução dos juros • Previsão de crescimento econ. • Baixo crescimento econômico • Realização de 06 IPO’s 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. Janela de Mercado Oportunidade Regulatório Rumo ao IPO • Reaquecimento da economia • Recessão nos EUA até 3º trimestre americana Internacional Aspectos ... • Redução de investimentos em • Perspectiva de retomada do Macroeconômicos países emergentes investimento em países emergentes 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. Janela de Mercado Oportunidade Desfavorável Favorável 14
  15. 15. Oferta primária e secundária e acesso aos 2 mercados (NYSE / Bovespa) Resumo da Oferta Emissor: CPFL Energia Símbolo NYSE/BOVESPA: CPL/CPFE3 Preço de lançamento: US$ 18,00 / ADR - R$ 17,22 / ON Volume: US$250 milhões primário e US$50 milhões secundário Classe das Ações: Ações ordinárias listadas no Novo Mercado ADR nível III listadas na NYSE Período de “Lock-up”(1) : 180 dias Opção de Lote Suplementar : 15% Utilização dos Recursos: Projetos de Geração, Potenciais Aquisições e Finalidades Rumo ao IPO Data de Precificação Antecipada: Semana de 27 de setembro Coordenador Global: Joint Bookrunners: 15
  16. 16. Agenda Formação do Grupo Rumo ao IPO Novas Práticas Corporativas Programa de RI Resultados Alcançados 16
  17. 17. Busca contínua pelas melhores práticas de Governança Corporativa Ações listadas no Novo Mercado Bovespa e ADR Nível III na NYSE 100% de ações ordinárias com 100% tag along Free Float acima de 25% Novas Práticas Corporativas Alinhamento dos Estatutos Sociais das controladas com o da CPFL Energia Demonstrações Financeiras de acordo com padrões US GAAP e Brasil GAAP Auto-avaliação do Conselho Fiscal Relatório anual em consenso com as diretrizes da Global Reporting Initiative – GRI 3 Comitês de assessoramento ao Conselho de Administração 17
  18. 18. Criação de política de dividendos e de negociação de valores mobiliários em linha com as melhores práticas Dividendos mínimos de 50% do lucro líquido, pagos em bases semestrais Política de Dividendos Benchmark no setor Novas Práticas Corporativas Englobando todas as pessoas vinculadas à Companhia, com acesso a informação Política de privilegiada Negociação de Valores Mobiliários Dispõe sobre autorização para negociação, vedação à negociação, responsabilidade e operacionalização 18
  19. 19. Contratação de um Market Maker, com o objetivo de aumentar a liquidez do papel Manter ofertas permanentes de compra e venda Porque de ações: contratar • Maior liquidez e melhora do Índice de Market Maker? Negociabilidade • Suporte no monitoramento de mercado Novas Práticas Corporativas A CPFL ingressou: A demanda é • IEE - set/05 maior por ações Liquidez • IBX-100 - set/05 que integram os ON • IBX-50 - jan/07 principais índices • Ibovespa - mai/07 Algumas empresas já haviam contratado os serviços de Market Maker: 19 ALL, Unibanco, Suzano Petroquímica, Suzano Papel e Celulose e CCR
  20. 20. Monitoramento dos relatórios de “research” Proximidade aos analistas e ampla cobertura da empresa - 23 instituições¹ 6 10 13 15 22 23 instituições instituições instituições instituições instituições instituições Novas Práticas Corporativas 2S04 1S05 2S05 1S06 2S06 1S07 20 (1) Considera instituições que divulgam relatório no mercado
  21. 21. Agenda Formação do Grupo Rumo ao IPO Principais Desafios Novas Práticas Corporativas Programa de RI Resultados Alcançados 21
  22. 22. Comunicação estruturada de acordo com os pilares da estratégia da empresa Crescimento Eficiência Disciplina Sustentabilidade Governança sinérgico operacional financeira e corporativa responsabilidade diferenciada corporativa Programa de RI Estratégia de negócios solidamente definida, focada em valorização, liquidez e segurança 22
  23. 23. Programa de RI abrangente e diversificado Transparência e proximidade ao mercado • 28 reuniões APIMEC’s – 12 por ano • Presença em 32 conferências (18 nacionais e 14 internacionais) • Realização de 18 non-deal roadshows e 26 group meetings • 17 Teleconferências e Webcast de APIMEC – Rio de Janeiro Resultados • 02 Investor Day • Participação em 05 Expo Money Programa de RI • 12 Chats com investidores • 01 Encontro com INI Expo Money - Curitiba 534 reuniões one-on-one ... mais de 1 reunião por dia útil 23 Eventos desde o IPO
  24. 24. Programa de RI abrangente e diversificado Transparência e proximidade ao mercado • Divulgação de fatos relevantes e press releases • Newsletter – Investidor CPFL: bimestral • Elaboração de Fact Sheet trimestral • Perfil Corporativo • Monitoramento de interações com investidores • Fomento à cultura do mercado de ações junto aos colaboradores • Site de RI abrangente: média de 7.704 acessos mensais1 Programa de RI 24 (1) 1S07. Português + Inglês.
  25. 25. Targeting study é pré-requisito para definição de estratégias de RI Definição dos investidores-alvo da empresa Principais Identificação de 11 investidores- Principais investidores em alvo para 2006 e 15 para 2007 investidores em Setor Elétrico ADR Brasil Brasil e Chile Realização de non-deal roadshows buscando abordar Principais investidores-alvo investidores em Setor Elétrico no mundo Programa de RI 65% foram visitados 35% tornaram-se acionistas¹ 25 (1) Data base: set/2007
  26. 26. Agenda Formação do Grupo Rumo ao IPO Principais Desafios Novas Práticas Corporativas Programa de RI Resultados Alcançados 26
  27. 27. A CPFL Energia apresenta crescimento consistente de EBITDA e Lucro Líquido EBITDA1 - acumulado 12 meses - R$ milhões 33,2% 3.004 3.159 2.593 2.789 2.372 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 Resultados Alcançados Lucro Líquido1 - acumulado 12 meses - R$ milhões 32,6% 1.571 1.634 1.439 1.404 1.233 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 (1) Valores sem expurgo de efeitos não-recorrentes 27 (2) Desconsidera eliminações de transações entre empresas do grupo
  28. 28. Política de dividendos diferenciada e pagamento máximo de dividendos desde o IPO Dividendos declarados1 – R$ milhões 842 Desde o IPO, CPFL 722 distribui 95% do lucro 612 líquido em dividendos 498 401 Resultados Alcançados 140 2S04 1S05 2S05 1S06 2S06 1S07 Dividend Yield anualizado (cotação média2) 3,7% 9,3% 8,9% 8,5% 10,7% 11,1% Dividend Yield anualizado (cotação final do período3) 3,5% 9,5% 7,4% 9,6% 10,0% 9,1% Desde o IPO (2S04), o dividend yield da CPFL Energia já atingiu 39,3%4 (1) Refere-se a dividendos declarados. Pagamento no semestre subseqüente (2) Média semestral de fechamento diário 28 (3) Cotação de fechamento (4) Cotação IPO de R$ 17,22/ação
  29. 29. Crescimento expressivo na participação do varejo Distribuição das ações por tipo de investidor 12% Varejo 26% Estrangeiro ADR 72,9% Resultados Alcançados 11,8% Controladores Free Float1 27% Estrangeiro ON 8,9% Outros 35% Institucional Brasil 5,2% 1,2% BNDES IFC Posição 1S07 29 1) Exclui Bradespar, BNDES e IFC
  30. 30. CPFL ampliou significativamente a participação relativa na Bovespa, em volume e nº de negócios CPFL - Volume médio diário negociado Bovespa x Nº de negócios médio diário R$ milhões 678 679 25 Vol. CPFE3 19,1 800 19,4 20 Nº negócios médio 520 600 377 15 12,4 9,8 400 10 6,8 7,7 4,8 3,5 3,2 3,2 4,2 280 200 5 162 208 112 73 70 78 0 0 IPO 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 Resultados Alcançados Part. Vol. Médio % 0,99 0,99 0,92 0,85 Part. Nº Médio Negócios % 0,55 0,43 0,43 0,45 0,28 0,24 0,65 0,25 0,58 0,54 0,54 0,40 0,22 0,23 0,23 0,33 0,35 0,27 IPO 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 IN % 0,41 0,24 0,26 0,24 0,35 0,39 0,44 0,70 0,73 0,80 0,70 Posição 56º 67º 67º 75º 65º 65º 60º 45º 42º 37º 40º (1) Ref. 4T04 30 Nota: Considera média simples dos valores diários IN: Índice de Negociabilidade – cálculo base informações Economática
  31. 31. Com destaque para a performance da ação, que superou os principais índices na Bovespa e Nyse no período Bovespa – IPO até Jun/071 Nyse – IPO até Jun/071 170,3% 168,8% 305,6% 134,1% 197,1% 33,1% CPFE3 IEE IBOVESPA CPL DJ Br20 DJ Resultados Alcançados Resultados entregues - Crescimento em Distribuição Market Cap – R$ bilhões2 Aquisição de 32,69% da RGE Aquisição da Cia. Luz e Força Santa Cruz 18,6 139% Aquisição da CMS Energy Brasil - Crescimento em Geração Aquisição de 11% da UHE. Foz do Chapecó Aquisição das PCH´s CMS e 6,93% UHE Lajeado 7,8 Crescimento de 95% na Potência Instalada Crescimento de 84% na Energia Assegurada - Crescimento em Comercialização IPO 2005 2006 jun/07 Crescimento da carteira de clientes superior a 6 vezes Crescimento de 9 p.p. em market-share (1) Com ajuste por proventos. Cotação em 29/06/07: CPFE3: R$ 38,76 e CPL: US$ 60.73 31 (2) Sem ajuste por proventos. Cotação de fechamento do último dia de negociação de cada período.
  32. 32. Reconhecimento do Mercado 1º lugar em “Corporate Governance” – Latin America Electric Utilities – 2004 2º Lugar em “Investor Relations” – LAtin America Electric Utilities – Sell Side - 2004 2º Lugar em “Investor Relations” – LAtin America Electric Utilities – Buy Side - 2004 Melhor companhia aberta de 2004 CPFL Energia – Deal of the Year na America Latina em 2004 – Categoria Equity Prêmio Qualidade - Melhor Apresentação 2005 Menção honrosa CPFL Energia – Melhor Relações com Investidores em uma Oferta Pública Premio Expo Money 2006 – Respeito ao Investidor Individual e Resultados Alcançados Menção Especial Circuito Expo Money 2006 Prêmio ABERJE 2006 São Paulo “Relacionamento com Investidores” 8ª Melhor empresa para investimento em 2006 Melhor desempenho em Relações com Investidores por um CEO/CFO e Menção honrosa – Melhor Governança Corporativa Menção honrosa Melhor Governança Corporativa, Melhor Conference Call e Melhor programa de relações com investidores (de empresas "large cap") APIMEC São Paulo APIMEC Rio APIMEC Sul APIMEC DF APIMEC MG 32 5 anos 5 anos 2 anos 1 ano 1 ano
  33. 33. Casos Práticos de Programas de RI José Antônio de Almeida Filippo - CFO

×