O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Confira estes a seguir

1 de 9 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

80450.pdf

  1. 1. HISTÓRIA DO MARANHÃO BALAIADA: CARACTERIZAÇÃO E CAUSAS DO MOVIMENTO.
  2. 2. A BALAIADA NO MARANHÃO 1838-1840
  3. 3. CONTEXTO E CAUSAS ❖ No ano de 1838 o estado do Maranhão era dominado pelos ricos aristocratas rurais que dominavam toda a região. No Maranhão havia dois partidos, os liberais (bem-te-vis) e os conservadores (cabanos). A Balaiada nasce da disputa de poder entre eles e pela alta pobreza na região ❖ A província do Maranhão vinha enfrentando uma forte crise econômica no século XIX: grande concorrência de algodão que vinha acontecendo no mercado internacional > Estados Unidos intensificavam cada vez mais na exportação do produto. ❖ Lei dos Prefeitos que dava ao Governador o privilegio de decidir quem seriam os prefeitos municipais e nomeá-los para que assumissem seus cargos, o que causou uma grande insatisfação popular e levou a fortes atritos entre o povo e as instituições do governo. ❖ Outros focos de tensão começaram a surgir por vários locais do estado, e o surgimento de três líderes viriam a tornar a balaiada como uma das maiores revoltas da história do Brasil.
  4. 4. LÍDERES DA BALAIADA RAIMUNDO GOMES NEGRO COSME MANUEL BALAIO
  5. 5. ❖ Raimundo Gomes, foi o responsável por mobilizar um grupo de artesãos, vaqueiros e escravos, logo depois de ter seguido ordens de um opositor político de um determinado fazendeiro e libertado um grupo de vaqueiros aprisionados em Vila da Manga. ❖ artesão chamado Manoel dos Anjos Ferreira, vulgarmente conhecido como Balaio, iniciou suas lutas contra as autoridades provincianas depois de acusar um dos oficiais, o senhor Antônio Raymundo Guimarães, de ter abusado sexualmente de suas filhas ❖ negro Cosme Bento de Chagas reuniu 3 mil escravos fugidos e obteve o apoio de todos eles, o que trouxe a revolta traços raciais que poderiam ser facilmente relacionados a questão de desigualdade existente no local.
  6. 6. O MOVIMENTO ❖ Detenção do irmão do vaqueiro Raimundo Gomes, da fazenda do padre Inácio Mendes (bem-te-vi), por determinação do sub-prefeito da Vila da Manga. ❖ Apoio de um contingente da Guarda Nacional, invadiu o edifício da cadeia pública da povoação e libertou-o, em dezembro de 1838. ❖ Raimundo Gomes conseguiu o apoio de Cosme Bento, ex-escravo à frente de três mil africanos evadidos, e de Manuel Francisco dos Anjos Ferreira. ❖ Incursões violentas. ❖ Nomeado Presidente e Comandante das Armas da Província o coronel Luís Alves de Lima e Silva, que venceu os revoltosos na Vila de Caxias. Barão de Caxias, e inicia aí a sua fase de O Pacificador.
  7. 7. O MOVIMENTO ❖ As elites locais se aproximaram em busca de estratégias para derrotar os revoltosos. ❖ Após uma tentativa frustrada de invasão da capital da província, São ❖ Luís, dispersou-se após repressão sofrida de um destacamento da Guarda Nacional, e alcançou a vizinha província do Piauí. ❖ governo regencial enviou tropas sob o comando do então Coronel Luís Alves de Lima e Silva, nomeado Presidente da Província. ❖ sucessão de confrontos vitoriosos obtida pela concessão de anistia aos chefes revoltosos que auxiliassem a repressão aos rebelados, ❖ pacificação da Província em 1841
  8. 8. ❖ Os líderes balaios foram mortos em batalha ou capturados. Alguns foram julgados e executados, como Cosme Bento, por enforcamento. ❖ Pela sua atuação na Província do Maranhão, Lima e Silva recebeu o título de Barão de Caxias. ❖ Pouco após o fim da revolta, também Sousa Martins recebeu um título, o de Visconde da Parnaíba
  9. 9. ❖ Após a morte de Balaio, Cosme assumiu a liderança do movimento e partiu em fuga para o sertão. Daí em diante, a força dos balaios começou a diminuir, até que, em 1840, um grande número de balaios rendeu-se diante da concessão da anistia. ❖ Pouco tempo depois, todos os outros igualmente se renderam. Com a completa queda dos balaios, Cosme foi enforcado.

×