SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Programa de Apoio às
Secretarias Estaduais de Saúde
Assessoramento técnico, apresentação de
experiências e incentivo às boas práticas na saúde
pública
OFICINAS DE ESTRUTURAÇÃO DA
ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NAS SES
ESTRATÉGIA
“PROGRAMA DE APOIO ÀS SECRETARIAS ESTADUAIS
DE SAÚDE”
PROPOSTA
Apoio técnico às SES, de acordo com suas necessidades, identificadas
no Seminário de Construção de Consensos realizado em julho 2015
OBJETIVO
Eficiência na gestão do SUS e na organização de serviços por meio de
Redes de Atenção à Saúde (RAS), coordenadas pela Atenção Primária
à Saúde (APS)
ÁREAS TEMÁTICAS
Definição de sete áreas, dentre elas a Assistência Farmacêutica
O CONASS E O PROGRAMA DE APOIO ÀS SECRETARIAS ESTADUAIS DE SAÚDE
OBJETIVO ESPECÍFICO DAS OFICINAS DE ASSISTENCIA
FARMACÊUTICA
1.SES
•Refletir sobre as atribuições da AF para além da aquisição e
distribuição de medicamentos;
•Aprimorar o entendimento acerca da estruturação das ações e
serviços de saúde no modelo de RAS e a inserção da AF;
•Planejar, executar e monitorar as ações com foco na gestão, logística
e clínica;
•Propiciar o diálogo e a troca de experiências entre os gestores
2. CONASS
•Obter avaliação acerca do estágio atual de desenvolvimento da AF
nas SES
O PROGRAMA DE APOIO ÀS SECRETARIAS ESTADUAIS DE SAÚDE - AF
ESTRUTURAÇÃO DAS OFICINAS
• Organizadas em três grandes blocos temáticos
• Período de realização das oficinas - fevereiro a maio de 2017
Modalidade de realização e participação das oficinas:
presencial: exclusivamente na 1ª Oficina com participação dos
membros titulares da Câmara Técnica de AF do CONASS
OBS: as equipes estaduais poderão acompanhar enquanto ouvintes
a transmissão da Oficina por meio de videoconferência em tempo
real. As oficinas serão gravadas e ficarão disponíveis para consultas.
•à distância: participação dos membros titulares da Câmara Técnica
de AF do CONASS e das equipes técnicas das SES que atuam na
área da AF (cerca de 5 pessoas), de modo a contemplar os diversos
setores envolvidos
METODOLOGIA
Data da realização da 1ª Oficina: 20 e 21 de fevereiro próximo
Orientações: constantes do Ofício circular da Secretaria Executiva do
CONASS aos Secretários Estaduais de Saúde disponível na pasta dos
secretários.
Caberá às SES:
• responder ao oficio indicando um participante para 1ª Oficina;
•organizar, para as datas definidas, a estrutura e conectividade
necessárias ao acompanhamento das Oficinas pelos demais
participantes da equipe, na modalidade à distância.
•Incentivar a participação da equipe durante todo o período de
realização das oficinas.
Compromisso dos participantes:
•Elaborar o trabalho de dispersão com preenchimento do formulário
eletrônico
ENCAMINHAMENTOS
PROGRAMAÇÃO
ATIVIDADE TEMAS
CARGA
HORÁRIA
OFICINA REMOTA 2
28/03/2017
Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica:Seleção
3 horas
14:00 às 17:00
OFICINA REMOTA 3
04/04/2017
Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica:Programação 3 horas
14:00 às 17:00
OFICINA REMOTA 4
11/04/2017
Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica:Aquisição 3 horas
14:00 às 17:00
OFICINA REMOTA 5
18/04/2017
Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica: Recebimento,
armazenamento, distribuição e logística reversa
3 horas
14:00 às 17:00
OFICINA REMOTA 6
25/04/2017
Prescrição e dispensação de medicamentos
3 horas
14:00 às 17:00
Trabalho em dispersão 3
26/04/2017 a 05/05/2017
OFICINA REMOTA 7
09/05/2017 Demandas judiciais na Assistência Farmacêutica
3 horas
14:00 às 17:00
OFICINA REMOTA 8
16/05/2017 Encerramento e avaliação
3 horas
14:00 às 17:00
PROGRAMAÇÃO
FACILITADORES
Cláudia Boscheco Moretoni
Deise Regina Sprada Pontarolli
Diego Medeiros Guedes
Homero Claudio Rocha Souza Filho
Mônica Holtz Cavichiolo Grochocki
COORDENAÇÃO
Lore Lamb

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

01 apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas
01  apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas01  apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas
01 apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas
Alinebrauna Brauna
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saude
Luanapqt
 
Apresentação Jalisson do conselho
Apresentação Jalisson do conselhoApresentação Jalisson do conselho
Apresentação Jalisson do conselho
Adaberto Dias
 

Mais procurados (20)

Regulamentação das Transferências de Recursos Federais para o financiamento ...
Regulamentação das Transferências de Recursos Federais  para o financiamento ...Regulamentação das Transferências de Recursos Federais  para o financiamento ...
Regulamentação das Transferências de Recursos Federais para o financiamento ...
 
Regulamentação das Transferências de Recursos Federais para o financiamento ...
Regulamentação das Transferências de Recursos Federais  para o financiamento ...Regulamentação das Transferências de Recursos Federais  para o financiamento ...
Regulamentação das Transferências de Recursos Federais para o financiamento ...
 
Blocos de financiamento Portaria GM/MS n. 3992/17
Blocos de financiamento Portaria GM/MS n. 3992/17Blocos de financiamento Portaria GM/MS n. 3992/17
Blocos de financiamento Portaria GM/MS n. 3992/17
 
Financiamento da Saúde
Financiamento da SaúdeFinanciamento da Saúde
Financiamento da Saúde
 
2ª Assembleia 2017 – ABORDAGEM SOBRE O TAC ASSINADO ENTRE CGU MPF E BB/CEF
2ª Assembleia 2017 – ABORDAGEM SOBRE O TAC ASSINADO ENTRE CGU MPF E BB/CEF2ª Assembleia 2017 – ABORDAGEM SOBRE O TAC ASSINADO ENTRE CGU MPF E BB/CEF
2ª Assembleia 2017 – ABORDAGEM SOBRE O TAC ASSINADO ENTRE CGU MPF E BB/CEF
 
Plataforma de Modernização da Saúde
Plataforma de Modernização da SaúdePlataforma de Modernização da Saúde
Plataforma de Modernização da Saúde
 
Oficina sobre a Portaria GM/MS n. 3992/17
Oficina sobre a Portaria GM/MS n. 3992/17Oficina sobre a Portaria GM/MS n. 3992/17
Oficina sobre a Portaria GM/MS n. 3992/17
 
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A importância da Gestão ...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A importância da Gestão ...CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A importância da Gestão ...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A importância da Gestão ...
 
Experiências NE – Ceará
Experiências NE – CearáExperiências NE – Ceará
Experiências NE – Ceará
 
01 apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas
01  apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas01  apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas
01 apresentação dr. odorico monteiro - decreto 7.508 e o coap 2 páginas
 
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – Propostas para a revisão...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – Propostas para a revisão...CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – Propostas para a revisão...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – Propostas para a revisão...
 
Resolução 5
Resolução 5Resolução 5
Resolução 5
 
A gestao-do-SUS
A gestao-do-SUSA gestao-do-SUS
A gestao-do-SUS
 
Regiões metropolitanas
Regiões metropolitanasRegiões metropolitanas
Regiões metropolitanas
 
Experiências NE – ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DE SAÚDE EM PERNAMBUCO
Experiências NE – ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DE SAÚDE  EM PERNAMBUCOExperiências NE – ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DE SAÚDE  EM PERNAMBUCO
Experiências NE – ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DE SAÚDE EM PERNAMBUCO
 
Decreto
DecretoDecreto
Decreto
 
Portaria 1679 de 13 08-2004
Portaria 1679 de 13 08-2004Portaria 1679 de 13 08-2004
Portaria 1679 de 13 08-2004
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saude
 
Diretrizes da organização das regiões de saúde do sus 2011
Diretrizes da organização das regiões de saúde do sus   2011Diretrizes da organização das regiões de saúde do sus   2011
Diretrizes da organização das regiões de saúde do sus 2011
 
Apresentação Jalisson do conselho
Apresentação Jalisson do conselhoApresentação Jalisson do conselho
Apresentação Jalisson do conselho
 

Destaque

Farmácia popular do brasil.pdf
Farmácia popular do brasil.pdfFarmácia popular do brasil.pdf
Farmácia popular do brasil.pdf
Giovanni Oliveira
 

Destaque (9)

Programa Farmácia Popular do Brasil
Programa Farmácia Popular do BrasilPrograma Farmácia Popular do Brasil
Programa Farmácia Popular do Brasil
 
REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS – PORTARIA Nº 10, DE 04 DE JANEIRO DE 2017
REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS – PORTARIA Nº 10, DE 04 DE JANEIRO DE 2017REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS – PORTARIA Nº 10, DE 04 DE JANEIRO DE 2017
REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS – PORTARIA Nº 10, DE 04 DE JANEIRO DE 2017
 
Desabastecimento de medicamentos no mercado: um problema para a saúde
Desabastecimento de medicamentos no mercado: um problema para a saúdeDesabastecimento de medicamentos no mercado: um problema para a saúde
Desabastecimento de medicamentos no mercado: um problema para a saúde
 
FPB
FPBFPB
FPB
 
Farmácia popular do brasil.pdf
Farmácia popular do brasil.pdfFarmácia popular do brasil.pdf
Farmácia popular do brasil.pdf
 
O SUS LEGAL
O SUS LEGALO SUS LEGAL
O SUS LEGAL
 
Farmácia popular do brasil
Farmácia popular do brasilFarmácia popular do brasil
Farmácia popular do brasil
 
Farmacia Popular
Farmacia PopularFarmacia Popular
Farmacia Popular
 
Entendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
Entendendo a Assistência Farmacêutica no BrasilEntendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
Entendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
 

Semelhante a OFICINAS DE ESTRUTURAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NAS SES – Programa de Apoio às Secretarias Estaduais de Saúde

Assistencia farmaceutica municipal diretrizes para estruturação e processos...
Assistencia farmaceutica municipal   diretrizes para estruturação e processos...Assistencia farmaceutica municipal   diretrizes para estruturação e processos...
Assistencia farmaceutica municipal diretrizes para estruturação e processos...
NETTO Santtos
 
21 portaria 1886_de_18_12_1997
21 portaria 1886_de_18_12_199721 portaria 1886_de_18_12_1997
21 portaria 1886_de_18_12_1997
Alinebrauna Brauna
 
PMAQ Oficina BA
PMAQ Oficina BAPMAQ Oficina BA
PMAQ Oficina BA
tmunicipal
 
Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012
Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012
Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012
W Fs
 

Semelhante a OFICINAS DE ESTRUTURAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NAS SES – Programa de Apoio às Secretarias Estaduais de Saúde (20)

9ª Assembleia - Proposta de apoio técnico do CONASS às SES na área de Atenção...
9ª Assembleia - Proposta de apoio técnico do CONASS às SES na área de Atenção...9ª Assembleia - Proposta de apoio técnico do CONASS às SES na área de Atenção...
9ª Assembleia - Proposta de apoio técnico do CONASS às SES na área de Atenção...
 
Assistencia farmaceutica municipal diretrizes para estruturação e processos...
Assistencia farmaceutica municipal   diretrizes para estruturação e processos...Assistencia farmaceutica municipal   diretrizes para estruturação e processos...
Assistencia farmaceutica municipal diretrizes para estruturação e processos...
 
Ofício Soepe
Ofício SoepeOfício Soepe
Ofício Soepe
 
21 portaria 1886_de_18_12_1997
21 portaria 1886_de_18_12_199721 portaria 1886_de_18_12_1997
21 portaria 1886_de_18_12_1997
 
13º Conitec em evidencia-2017 REBRATS: atuação e oportunidades para a comuni...
13º Conitec em evidencia-2017  REBRATS: atuação e oportunidades para a comuni...13º Conitec em evidencia-2017  REBRATS: atuação e oportunidades para a comuni...
13º Conitec em evidencia-2017 REBRATS: atuação e oportunidades para a comuni...
 
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdfCaderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
 
EBSERH - Apresentação Institucional
EBSERH - Apresentação InstitucionalEBSERH - Apresentação Institucional
EBSERH - Apresentação Institucional
 
academia da saude
 academia da saude academia da saude
academia da saude
 
A atencao-primaria-e-as-redes-de-atencao-a-saude
A atencao-primaria-e-as-redes-de-atencao-a-saudeA atencao-primaria-e-as-redes-de-atencao-a-saude
A atencao-primaria-e-as-redes-de-atencao-a-saude
 
CIF na graduação
CIF na graduaçãoCIF na graduação
CIF na graduação
 
APRESENTAÇÃO RITA COSTA_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO RITA COSTA_LIS CNS.pptxAPRESENTAÇÃO RITA COSTA_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO RITA COSTA_LIS CNS.pptx
 
Produzindo movimentos locais na relação com o PMAQ - Jorge Zepeda
Produzindo movimentos locais na relação com o PMAQ - Jorge ZepedaProduzindo movimentos locais na relação com o PMAQ - Jorge Zepeda
Produzindo movimentos locais na relação com o PMAQ - Jorge Zepeda
 
Seminário Projeto Escola Municipal de Saúde - Coop. Téc. Internacional
Seminário Projeto Escola Municipal de Saúde - Coop. Téc. InternacionalSeminário Projeto Escola Municipal de Saúde - Coop. Téc. Internacional
Seminário Projeto Escola Municipal de Saúde - Coop. Téc. Internacional
 
PMAQ Oficina BA
PMAQ Oficina BAPMAQ Oficina BA
PMAQ Oficina BA
 
Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012
Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012
Edital segtes-portaria-conjunta-sad.ses-nº124-de-13.12.2012
 
0701-L - Implantação do plano diretor da atenção primária à saúde - O sistema...
0701-L - Implantação do plano diretor da atenção primária à saúde - O sistema...0701-L - Implantação do plano diretor da atenção primária à saúde - O sistema...
0701-L - Implantação do plano diretor da atenção primária à saúde - O sistema...
 
Resolução residência CFMV
Resolução residência CFMV Resolução residência CFMV
Resolução residência CFMV
 
Auditoria sus contexto_sna
Auditoria sus contexto_snaAuditoria sus contexto_sna
Auditoria sus contexto_sna
 
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdfCurso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
 
PLANEJAMENTO DOCA.pptx
PLANEJAMENTO DOCA.pptxPLANEJAMENTO DOCA.pptx
PLANEJAMENTO DOCA.pptx
 

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS (20)

Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do SulModelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
 
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
 
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
 
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - ROPIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
 
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
 
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
 
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
 
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
 
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
 
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e HipertensãoJornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
 
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APSA Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
 
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DFEstratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
 
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicasCuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
 
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
 
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de DiabetesPor um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
 
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à SaúdeNotas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
 
Ministério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APSMinistério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APS
 
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
 

OFICINAS DE ESTRUTURAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NAS SES – Programa de Apoio às Secretarias Estaduais de Saúde

  • 1. Programa de Apoio às Secretarias Estaduais de Saúde Assessoramento técnico, apresentação de experiências e incentivo às boas práticas na saúde pública OFICINAS DE ESTRUTURAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NAS SES
  • 2. ESTRATÉGIA “PROGRAMA DE APOIO ÀS SECRETARIAS ESTADUAIS DE SAÚDE” PROPOSTA Apoio técnico às SES, de acordo com suas necessidades, identificadas no Seminário de Construção de Consensos realizado em julho 2015 OBJETIVO Eficiência na gestão do SUS e na organização de serviços por meio de Redes de Atenção à Saúde (RAS), coordenadas pela Atenção Primária à Saúde (APS) ÁREAS TEMÁTICAS Definição de sete áreas, dentre elas a Assistência Farmacêutica O CONASS E O PROGRAMA DE APOIO ÀS SECRETARIAS ESTADUAIS DE SAÚDE
  • 3. OBJETIVO ESPECÍFICO DAS OFICINAS DE ASSISTENCIA FARMACÊUTICA 1.SES •Refletir sobre as atribuições da AF para além da aquisição e distribuição de medicamentos; •Aprimorar o entendimento acerca da estruturação das ações e serviços de saúde no modelo de RAS e a inserção da AF; •Planejar, executar e monitorar as ações com foco na gestão, logística e clínica; •Propiciar o diálogo e a troca de experiências entre os gestores 2. CONASS •Obter avaliação acerca do estágio atual de desenvolvimento da AF nas SES O PROGRAMA DE APOIO ÀS SECRETARIAS ESTADUAIS DE SAÚDE - AF
  • 4. ESTRUTURAÇÃO DAS OFICINAS • Organizadas em três grandes blocos temáticos • Período de realização das oficinas - fevereiro a maio de 2017 Modalidade de realização e participação das oficinas: presencial: exclusivamente na 1ª Oficina com participação dos membros titulares da Câmara Técnica de AF do CONASS OBS: as equipes estaduais poderão acompanhar enquanto ouvintes a transmissão da Oficina por meio de videoconferência em tempo real. As oficinas serão gravadas e ficarão disponíveis para consultas. •à distância: participação dos membros titulares da Câmara Técnica de AF do CONASS e das equipes técnicas das SES que atuam na área da AF (cerca de 5 pessoas), de modo a contemplar os diversos setores envolvidos METODOLOGIA
  • 5. Data da realização da 1ª Oficina: 20 e 21 de fevereiro próximo Orientações: constantes do Ofício circular da Secretaria Executiva do CONASS aos Secretários Estaduais de Saúde disponível na pasta dos secretários. Caberá às SES: • responder ao oficio indicando um participante para 1ª Oficina; •organizar, para as datas definidas, a estrutura e conectividade necessárias ao acompanhamento das Oficinas pelos demais participantes da equipe, na modalidade à distância. •Incentivar a participação da equipe durante todo o período de realização das oficinas. Compromisso dos participantes: •Elaborar o trabalho de dispersão com preenchimento do formulário eletrônico ENCAMINHAMENTOS
  • 7. ATIVIDADE TEMAS CARGA HORÁRIA OFICINA REMOTA 2 28/03/2017 Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica:Seleção 3 horas 14:00 às 17:00 OFICINA REMOTA 3 04/04/2017 Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica:Programação 3 horas 14:00 às 17:00 OFICINA REMOTA 4 11/04/2017 Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica:Aquisição 3 horas 14:00 às 17:00 OFICINA REMOTA 5 18/04/2017 Ciclo logístico da Assistência Farmacêutica: Recebimento, armazenamento, distribuição e logística reversa 3 horas 14:00 às 17:00 OFICINA REMOTA 6 25/04/2017 Prescrição e dispensação de medicamentos 3 horas 14:00 às 17:00 Trabalho em dispersão 3 26/04/2017 a 05/05/2017 OFICINA REMOTA 7 09/05/2017 Demandas judiciais na Assistência Farmacêutica 3 horas 14:00 às 17:00 OFICINA REMOTA 8 16/05/2017 Encerramento e avaliação 3 horas 14:00 às 17:00 PROGRAMAÇÃO
  • 8. FACILITADORES Cláudia Boscheco Moretoni Deise Regina Sprada Pontarolli Diego Medeiros Guedes Homero Claudio Rocha Souza Filho Mônica Holtz Cavichiolo Grochocki COORDENAÇÃO Lore Lamb