O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

O papel da Gestão Estadual no processo de expansão da Planificação da Atenção à Saúde

374 visualizações

Publicada em

Apresentação de Carmem Cemires (SES/CE), no seminário "O futuro do Sistema Único de Saúde: a contribuição da Planificação da Atenção à Saúde" e a Reunião Conjunta das Câmaras Técnicas de Atenção à Saúde, Atenção Primária à Saúde e Epidemiologia

Publicada em: Saúde
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

O papel da Gestão Estadual no processo de expansão da Planificação da Atenção à Saúde

  1. 1. O PAPEL DA GESTÃO ESTADUAL NO PROCESSO DE EXPANSÃO DA PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À SAÚDE
  2. 2. CONTEXTUALIZAÇÃO Laboratório de Inovações na Atenção Primária à Saúde em Tauá – Ceará nos anos de 2014 e 2015 (3ª geração da Planificação da Atenção à Saúde)
  3. 3. Estratégia Saúde da Família (ESF)* Municípios com ESF: 184 Nº de EqSF possíveis: 4.483 Nº de EqSF credenciadas: 2.559 Nº de EqSF implantadas: 2.443 (81%) População Estimada: 9.020.460** *Fonte: SISAB/DAB, setembro de 2018. **Parâmetro de cobertura de 3.450 habitantes por equipe e como referência a população IBGE 2016. Macrorregiões* % Fortaleza 66% Sobral 98% Sertão Central 90% Litoral Leste Jaguaribe 98% Cariri 97%
  4. 4. CONTEXTUALIZAÇÃO • Nível Central da Secretaria com foco em questões normativas; • Coordenadorias Regionais de Saúde pouco qualificadas para conduzir o processo; • Impossibilidade de repasse financeiro aos municípios; • Impossibilidade de participação do CONASS em todas as regiões de saúde; • Impossibilidade de oferta em larga escala Curso de Especialização e Aperfeiçoamento; • Tempo político & Tempo técnico.
  5. 5. NECESSIDADE SENTIDAS • Decisão política de reconhecimento do papel da Atenção Primária nas Redes de Atenção à Saúde; • Reflexão acerca do papel da Secretaria da Saúde do Estado na Atenção Primária à Saúde; • Definição da missão da Coordenadoria de Políticas e Atenção à Saúde; • Reorganização dos processos de trabalho do Núcleo de Atenção Primária e das Coordenadorias Regionais de Saúde; • Definição de linhas de cuidado prioritárias; • Readequação da proposta metodológica da Planificação da Atenção Primária à Saúde.
  6. 6. ESTRATÉGIAS PARA EXPANSÃO • Proposta metodológica: cadeia de educação permanente; • Formalização da cooperação técnica entre Estado e municípios; • Estabelecimento de arranjos organizativos de gestão: grupo gestor estadual, grupo gestor regional e grupo condutor regional; • Padronização de Diretrizes Clínicas; • Estabelecimento de padrões de qualidade comuns para a Atenção Primária à Saúde: certificação de Unidades Básicas de Saúde com selos de qualidade.
  7. 7. PROJETO GUARDA-CHUVA
  8. 8. PROJETO QUALIFICAAPSUS CEARÁ ...pela garantia de acesso a uma Atenção Primária à Saúde resolutiva, efetiva e de qualidade!
  9. 9. CENÁRIO DE EXPANSÃO
  10. 10. PORTFÓLIO
  11. 11. PORTFÓLIO
  12. 12. PORTFÓLIO
  13. 13. GESTÃO DA QUALIDADE  Selo Bronze: visa garantir segurança do cidadão e da equipe;  Selo Prata: visa o gerenciamento dos processos com o propósito de agregar valor aos cidadãos;  Selo Ouro: visa os resultados para a comunidade.
  14. 14. SELO BRONZE DE QUALIDADE 2018 44 20 55 20 45 22 14 23 14 26 20 11 21 14 22 0 10 20 30 40 50 60 FORTALEZA SERTÃO CENTRAL SOBRAL LITORAL LESTE JAGUARIBE CARIRI Distribuição de municípios inscritos e certificados com o Selo Bronze de Qualidade 2018 por macrorregião de saúde do Ceará. Nº DE MUNICÍPIOS MUNICÍPIOS INSCRITOS NO SELO MUNICÍPIOS CERTIFICADOS MACRORREGIÃO Nº DE MUNICÍPIOS MUNICÍPIOS INSCRITOS NO SELO MUNICÍPIOS CERTIFICADOS Nº % Nº % FORTALEZA 44 22 50 20 45 SERTÃO CENTRAL 20 14 70 11 55 SOBRAL* 55 23 42 21 38 LITORAL LESTE JAGUARIBE* 20 14 70 14 70 CARIRI* 45 26 58 22 49 TOTAL 184 99 54 88 48
  15. 15. DESAFIOS  Reorganização da Atenção Ambulatorial Especializada integrada à Atenção Primária à Saúde;  Convergência de estratégias estaduais: QualificaSUS Ceará, Programa Nascer no Ceará, Projeto Viva Bem no Sertão, Projeto de Reforma do Sistema de Saúde e demais;  Estruturação da Política Estadual de Atenção Primária à Saúde;  Diretrizes Clínicas e instituição das linhas de cuidado;  Prontuário eletrônico em Rede;  Governança da Rede.
  16. 16. “A definição convencional de gestão é ter o trabalho feito por pessoas, mas a real definição de gestão é desenvolver as pessoas por meio do trabalho.” Agha Hasan Abedi

×