REPOSIÇÃO HORMONAL-SINDROME DE CLIMATÉRIO, PERI-MENOPAUSA, MENOPAUSA, TERAPIA HORMONAL

689 visualizações

Publicada em

COMPLEXIDADE FISIOLÓGICA DESMENTE SIMPLICIDADE TERAPÊUTICA, EM TRABALHO CIENTÍFICO QUESTIONAVEL, PROVOCOU CONFUSÃO ENTRE OS CLÍNICOS, PESQUISADORES E PÚBLICO LEIGO NO MEIO DO ESTUDO ANTECIPADO PARA FORNECER RESPOSTAS DEFINITIVAS SOBRE OS BENEFÍCIOS E RISCOS DA TERAPIA HORMONAL PÓS-MENOPAUSA.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

REPOSIÇÃO HORMONAL-SINDROME DE CLIMATÉRIO, PERI-MENOPAUSA, MENOPAUSA, TERAPIA HORMONAL

  1. 1. REPOSIÇÃO HORMONAL-SINDROME DE CLIMATÉRIO, PERI- MENOPAUSA, MENOPAUSA, TERAPIA HORMONAL: COMPLEXIDADE FISIOLÓGICA DESMENTE SIMPLICIDADE TERAPÊUTICA, EM TRABALHO CIENTÍFICO QUESTIONAVEL, PROVOCOU CONFUSÃO ENTRE OS CLÍNICOS, PESQUISADORES E PÚBLICO LEIGO NO MEIO DO ESTUDO ANTECIPADO PARA FORNECER RESPOSTAS DEFINITIVAS SOBRE OS BENEFÍCIOS E RISCOS DA TERAPIA HORMONAL PÓS-MENOPAUSA. Os resultados do Women's Health Initiative, um estudo antecipado para fornecer respostas definitivas sobre os benefícios e riscos da terapia hormonal pós-menopausa, têm gerado debate e confusão entre os clínicos, pesquisadores e público leigo. Os hormônios ovarianosestrogênio e progesterona, que diminui na menopausa, geralmente provocam complexas respostas tecido-específicas em todo o corpo. Grandes avanços estão proporcionando uma definição molecular detalhada de como a ação diferencial é alcançada. Aqui vamos examinar as ações do estrogênio e progestina, discutir a eficácia do conhecimento de endocrinologia do hormônio esteróide tem sido incorporada em estudos clínicos, e considerar o impacto sobre os protocolos de terapia hormonal moderno e desenvolvimento farmacêutico. Os hormonios esteroides ovarianos, estrogenos e progesterona mantem a função reprodutiva e modula as atividades das celulas alvo via receptores especificos estrogeno e progesterona no
  2. 2. sistema cardiovascular, sistema nervoso central, sistema imunologico, gastrointestinal e sistema musculo esquelético. Durante a gravides, a escala de niveis de estrogenos e progesterona elevados, mantendo e promovendo o ambiente uterino adequado para o feto, em pacientes gestantes, além das adaptações metabólicas e funções cardiovasculares. O ganho de beneficio, frequentemente obrigatório, e diversificada ação nos hormonios endogenos estrogenos e progesterona, permanece durante os anos reprodutivos da mulher. Quais são as consequencias de não ocorrer estes mecanismos ou seja a ausencia dos mesmos ? Embora os esteroides ovarianos fornecem uma intensa vantagem para a mulher antes da menopausa, este beneficio cessa durante o termino das funções ovariana? Esta vantagem paradoxalmente traz algum risco com a terapia de reposição dos hormonios em geral, mas em particular os hormonios sexuais produzido pelo ovário ? Bom, é claro que na vida não existe absolutamente nada, onde as vantagens não são acompanhadas de qualquer risco por menor que sejam, o que temos que avaliar é a proporção dos beneficios em comparação com os riscos. Toda esta bibliografia foi avaliada pela Science magazine. Esta revista mundial está entre as mais respeitadas do mundo. E por ser um assunto muito extenso, nós dividimos em diversos segmentos, e esta sequencia nos daremos em outro blog de nossa estrutura. Isto irá ocorrer por se tratar de assunto de extrema importancia para o ser humano do sexo feminino. Acompanhe-nos nos blogs. AUTORES PROSPECTIVOS Dr João Santos Caio Jr Endocrinologista - Neuroendocrinologia CRM:20611 Dra Henriqueta V. Caio Endocrinologia - Medicina Interna CRM:28930
  3. 3. Como Saber Mais: 1. O nosso corpo deixa de produzir hormônios quais suas consequências? http://controlandomenopausaeclimaterio.blogspot.com/ 2. Quais os sintomas mais conhecidos da menopausa? http://drcaiojr.site.med.br/index.asp?PageName=Menopausa 3. Menopausa e Climatério como saber se já chegou a hora? http://dracaio.site.med.br/index.asp?PageName=MENOPAUSA Referências Bibliográficas: J Judith L. Turgeon 2. Donald P. McDonnell , 3. Kathryn A. Martin e 4. Phyllis M. Wise 1. 1 Departamento de Medicina Interna, Divisão de Clínica, Nutrição Endocrinologia e Medicina Vascular, Universidade da Califórnia-Davis, Davis, CA 95616, EUA. 2. 2 Departamento de, Fisiologia Neurobiologia e Comportamento, Divisão de Ciências Biológicas, Universidade da Califórnia-Davis, Davis, CA 95616, EUA. 3. 3 Departamento de Farmacologia e Biologia do Câncer, Centro Médico da Universidade Duke, em Durham, NC 27710, EUA. 4. 4 Escola Médica de Harvard, Unidade endócrino reprodutivo, Massachusetts General Hospital, Boston, MA 02114, EUA. * A quem correspondência deve ser endereçada., Science magazine – vol 304 pag. 1269. Contato: Fones: 55 11 5087-4404 ou 96197-0305 Nextel: ID:111*101625 Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com
  4. 4. www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl= pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,- 46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×