DURANTE A PUBERDADE, A TAXA DE PRODUÇÃO DO
HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH) É DOBRADA E ESTÁ
ASSOCIADA COM UM AUMENTO DA VELOC...
versus terapiade altadose do GH em adolescentes comDGH
previamente tratados comrhGH–rDNA durante pelomenos 6 meses.
Novent...
3) parece ser bemtolerado por não apresentar efeitos negativos e foi
bem seguro.
EM CONCLUSÃO:otratamentocom rhGH – hormôn...
hormone (GH) administered
to childrenof short stature
longitudinal or linear is
maintainedat a constant rate
throughout pu...
Compared withconventional treatment,highdoses of rhGH-rDNAin
adolescents:
1) Increasedinindividuals near the time until re...
de funções e subgrupos de parâmetros específicos tantoparaGH-
hormônio de crescimentocomopara o IGF-I Insulin-like growthf...
Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br
www.crescimentoinfoco.com
www.obes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RELAÇÃO DO GH–HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E A PUBERDADE

622 visualizações

Publicada em

Noventa e sete crianças com evidência documentada de DGH com patologia orgânica ou idiopática. A análise de eficácia primária foi a diferença entre os grupos de dose para a altura de quase-adulta, definida como a altura alcançada em uma idade óssea de 16 anos ou mais em homens e 14 anos ou mais em meninas; todos os indivíduos que se qualificaram foram incluídos na análise. Esta diferença foi estatisticamente significativa a 4,6 cm por meio de análise de covariância

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

RELAÇÃO DO GH–HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E A PUBERDADE

  1. 1. DURANTE A PUBERDADE, A TAXA DE PRODUÇÃO DO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH) É DOBRADA E ESTÁ ASSOCIADA COM UM AUMENTO DA VELOCIDADE DE CRESCIMENTO EM INFANTIL E JUVENIL. UMA PERCENTAGEM SIGNIFICATIVA DO CRESCIMENTO FINAL É ALCANÇADA DURANTE A PUBERDADE, EM SEGUIDA, APÓS A PUBERDADE, A TAXA DE PRODUÇÃO DO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH) DIMINUI COM A IDADE Na criança, infantil e juvenil com deficiênciade hormôniodo crescimento(DGH), sabe-se que adose de reposiçãode hormônio do crescimento(GH), quandoefetuadonestafase e com uma duração do tratamento prolongada, pode influenciar significativamente na altura final do adulto. Presentemente, a dosagemde hormônio do crescimento(GH), administradaa crianças de estaturabaixalongitudinal oulinear é mantida a uma taxa constante por toda a puberdade. Assim, foi realizadoum estudopara investigar os efeitosde uma dose mais elevadade hormônio do crescimento(GH) administradaacriançadeficiente emhormôniodo crescimento(DGH), durante apuberdade. As taxas de produção de GH aumentaram acentuadamente durante apuberdade humana, principalmente comoum fenômenode amplitude modulada. No entanto, as crianças com DGH foram dosadas em um padrão de peso corporal baseado em kg (BW-body weight) por semelhançaa crianças pré-púberes. Este estudorandomizadofoi desenhadopara comparar a eficáciae a segurançado GH recombinante padrãorhGH–rDNA terapia,
  2. 2. versus terapiade altadose do GH em adolescentes comDGH previamente tratados comrhGH–rDNA durante pelomenos 6 meses. Noventae sete crianças comevidênciadocumentadade DGH com patologiaorgânica ou idiopática. A análise de eficáciaprimáriafoi a diferençaentre os grupos de dose para a alturade quase-adulta, definidacomo a alturaalcançada em uma idade ósseade 16 anos ou mais emhomens e 14 anos ou mais emmeninas; todos os indivíduos que se qualificaramforam incluídos naanálise. Esta diferençafoi estatisticamente significativaa4,6 cm por meiode análise de covariância(ANCOVA, P <0,001, n= 75). Para indivíduos que pelomenos efetuaram4 anos de tratamentocom rhGH – hormônio de crescimento por rDNA, adiferençaentre os grupos de dose emque ponto de tempo foi de 5,7 cm (por ANCOVA, P = 0,024, n= 20). Nenhumadiferençana mudança da idade ósseafoi detectadaentre os grupos emqualquer intervalo. Altas doses de rhGH–hormôniode crescimentopor rDNA foi bem tolerada, com um perfil de segurançasemelhante ao do tratamentocom dose padrão e nenhuma alteraçãonegativana hemoglobinaA1c ou concentrações de glicose entre os grupos. Em comparação com o tratamento convencional, de alta dose de rhGH – hormôniode crescimentopor rDNA emadolescentes: 1) Aumentoua alturaem indivíduos próximos àaltura até chegar a fase adulta e as pontuações de alturaapresentaramSD, 2) Nãoaumentou a velocidade de maturação do esqueleto, e
  3. 3. 3) parece ser bemtolerado por não apresentar efeitos negativos e foi bem seguro. EM CONCLUSÃO:otratamentocom rhGH – hormôniode crescimento por rDNA através de engenhariagenéticae utilizando-sedoses elevadas pode ter um efeitobenéficoempacientes comDGH na fase de adolescentes, particularmenteaqueles que apresentamumadeficiência mais significativacomretardodocrescimentonoinícioda puberdade. CHILD AND JUVENILEGROWTH: THE RELATIONSHIP GH- GROWTH HORMONEAND PUBERTY. DURING THE PUBERTY, THE RATEOF PRODUCTION OF GROWTH HORMONE(GH) IS BENTAND IS ASSOCIATED WITH AN INCREASESPEED OF GROWTH IN CHILD AND YOUTH. A SIGNIFICANTPERCENTAGE GROWTH OF FINAL IS ACHIEVED DURING PUBERTY THEN AFTER PUBERTY, THE RATEOF PRODUCTION OF GROWTH HORMONE(GH) DECREASES WITH AGE: PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY- NEUROENDOCRINOLOGY-GENETICS-ENDOCRINE-PEDIATRICS (SUBDIVISION OF ENDOCRINOLOGY):DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. In infant, childand juvenile withgrowth hormone deficiency (GHD), it is known that the dose of growth hormone (GH), when made at this stage and witha prolonged durationof GH treatment, can significantly influence the final height of the grownup. At present, the dosage of growth
  4. 4. hormone (GH) administered to childrenof short stature longitudinal or linear is maintainedat a constant rate throughout puberty. Thus, a study was conductedto investigate the effects of a high dose of growth hormone (GH) administered to children GHD during puberty. The GH production rates increased markedly during human puberty, primarily as a phenomenon of amplitude modulation. However, childrenwithGHD were measuredina standard patternbase in kg BW-body weight by similarity toprepubescent children. This randomizedstudy was designedtocompare the efficacy and safety of rhGH-rDNA therapy versushighdose therapy withGHD in adolescents previously treatedwithrhGH-rDNAfor at least 6 months. The ninety-sevenchildren documentedwithevidenceof GHD with idiopathic or organic pathology. The primary efficacy analysis was the difference betweenthe dose groups for near-adult height, definedas the height reachedina bone age of 16 years or older in boys and 14 years or older in girls;all individuals whoqualifiedwere includedinthe analysis. This difference was statistically significant at 4.6 cm by analysis of covariance (ANCOVA, P <0.001, n= 75). For subjects whoreceivedat least 4 years of rhGH-rDNA therapy, the differencebetweendose groups in whichtime point was 5.7 cm (by ANCOVA, p= 0.024, n= 20). No difference inchange in bone age was detectedbetweenthe groups at any interval. Highdoses of rhGH-rDNA was well tolerated, withasafety profile similar totreatment withstandarddose andno difference in hemoglobinA1c or glucose concentrationsbetweengroups hadsome negative changes.
  5. 5. Compared withconventional treatment,highdoses of rhGH-rDNAin adolescents: 1) Increasedinindividuals near the time until reaching adulthoodand SD scores significantly high, 2) Didnot increase the rate of maturationskeleton, and 3) Appears tobe well toleratedby not showing negative effects andit was pretty safe. IN CONCLUSION:rhGH-rDNA treatmentthroughgenetic engineering and using - if high dose may have a beneficial effect inpatients GHD - inthe phase of adolescents, particularly those withadisability most significant growthretardationwiththe onset of puberty. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como saber mais: 1. O metabolismoe a biologiade humanos desde a fase pré-natal, criança, infantil, juvenil, adolescente e adultotemsignificância poderosa em nossoorganismono que se refere acrescimentoestatural... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com 2. Se compararmos os efeitos metabólicos doGH-hormôniode crescimento e doIGF-I Insulin-like growthfactor-I, “invivo”podemos dividir emtrês grandes funções e grupos de parâmetros que são de importânciapara humanos, e esses grupos sãoseparados por subgrupos
  6. 6. de funções e subgrupos de parâmetros específicos tantoparaGH- hormônio de crescimentocomopara o IGF-I Insulin-like growthfactor-I... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Com relaçãoà função, os grupos de parâmetros metabólicos de hidratos de carbono irão encontrar o subgrupode carboidratos promovendoa captação da glicose emtecidos extra-hepáticos, entretanto, comrelaçãoao GH-hormôniode crescimentoeste fator estarádiminuídose comparado com o IGF-I, que estaráaumentado... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Ranke MB , Lindberg A. Crescimento tratamento hormonal de baixa estatura idiopática:. análise do banco de dados a partir de KIGS, o Estudo de Crescimento Internacional Kabi Pharmacia Acta Paediatr Suppl 1994 ; 406 : 18 -23; Van Vliet G , Styne DM, Kaplan SL, et al . Tratamento hormonal de crescimento para baixa estatura. N Engl J ; Wit JM , Rietveld DH, Gota SL, et al . Um estudo controlado de crescimento metionilada terapia hormonal em crianças pré-púberescom baixa estatura, velocidade de crescimento subnormal e resposta normal do hormônio do crescimento de secreção.. Growth Hormone holandês Grupo de Trabalho Acta Paediatr Scand 1989; 78 : 426-35; Lesage C , Walker J, Landier F, et al . Normalização Perto de altura adolescente com terapia de hormônio de crescimento em crianças muito curtos sem deficiência do hormônio do crescimento. J Pediatr 1991 ; 119 : 29 -34; Wit JM , Kamp GA, Rikken B. crescimento espontâneo ea resposta ao tratamento de hormônio de crescimento em crianças com deficiência de hormônio de crescimento e baixa estatura idiopática. Pediatr Res 1996 ; 39 : 295 -302; Hintz RL , Attie KM, Baptista J, et al . Efeito do tratamento com hormônio de crescimento. Contato: Fones: 55 11 5087-4404 ou96197-0305 Nextel: ID:111*101625 Rua Estela, 515 - BlocoD - 12ºandar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails:drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com
  7. 7. Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl= pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,- 46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×