Igf 1 não é infalível para o diagnóstico da deficiência de gh em criança,infantil,juvenil

388 visualizações

Publicada em

Apesar das semelhanças estruturais marcantes entre o hormônio do crescimento de diferentes espécies, apenas os hormônios do crescimento humano e de primatas têm efeitos significativos nos seres humanos. Várias formas moleculares de GH circulam. Grande parte do hormônio de crescimento-GH na circulação está ligada a uma proteína (proteína de ligação ao hormônio de crescimento, de GHBP) que é derivada do receptor do hormônio de crescimento.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Igf 1 não é infalível para o diagnóstico da deficiência de gh em criança,infantil,juvenil

  1. 1. CRIANÇA, INFANTIL, JUVENIL, ADOLESCÊNCIA COM ATRAZO CONSTITUCIONAL DA ADOLESCÊNCIA APRESENTAM VALORES BAIXOS DE IGF-1 DE ACORDO COM A IDADE CRONOLÓGICA, PORÉM VALORES NORMAIS PARA IDADE ÓSSEA, PODENDO TAMBÉM APRESENTAR UMA DIMINUIÇÃO DA RESPOSTA DO GH AOS SECRETAGOGOS. Elas devem ser interpretadas levando-se em conta a nutrição, status psicossociais e idade óssea. O IGFBP-3 é GH-dependente e caso suas concentrações também se encontrem baixas, consistem em evidências de deficiência de GH-hormônio de crescimento em comparação com a determinação isolada do IGF-1. A Growth Hormone Resarch Society estabeleceu critérios que tentam regular os diagnósticos de deficiência de GH-hormônio de crescimento na fase da criança, infância, juventude ou adolescência apesar da variabilidade dos métodos. Esses critérios usam os achados clínicos de várias condições associadas com deficiência de GH- hormônio de crescimento, a severidade da baixa estatura longitudinal ou linear, o grau e a duração da redução da velocidade de crescimento a fim de identificar indivíduos que possam possuir deficiência de GH-hormônio
  2. 2. de crescimento. Apesar das semelhanças estruturais marcantes entre o hormônio do crescimento de diferentes espécies, apenas os hormônios do crescimento humano e de primatas têm efeitos significativos nos seres humanos. Várias formas moleculares de GH circulam. Grande parte do hormônio de crescimento-GH na circulação está ligada a uma proteína (proteína de ligação ao hormônio de crescimento, de GHBP) que é derivada do receptor do hormônio de crescimento. O GH é secretado no sangue pelas células somatotróficas da glândula pituitária anterior, em quantidades maiores do que qualquer outro hormônio da pituitária. Os níveis de secreção são maiores durante a puberdade. O fator de transcrição PIT-1 estimula tanto o desenvolvimento destas células e a sua produção de GH. A falha de desenvolvimento destas células, bem como a destruição da glândula pituitária anterior, resulta em deficiência de GH. A Regulação de Peptídeos liberada por núcleos neurossecretores do hipotálamo para o sangue venoso portal em torno da hipófise são os principais controladores da secreção de GH pelos somatotrófos. No entanto, embora o balanço destes peptídeos estimulantes e inibidores determinam a liberação de GH, este equilíbrio é afetado por muitos estimuladores fisiológicos e inibidores da secreção de GH. Os estimuladores da secreção de GH incluem: * hormônio liberador de hormônio de crescimento (GHRH) a partir do núcleo arqueado * grelina *
  3. 3. sono * exercício * baixos níveis de açúcar no sangue (hipoglicemia) * proteína dietética * estradiol * arginina. Os inibidores da secreção de GH incluem: * somatostatina do núcleo periventricular * concentrações circulantes de GH e IGF-1 (feedback negativo) * carboidratos na dieta * glicocorticóides. Além do controle por processos endógenos, uma série de compostos estranhos (xenobióticos) é agora conhecida por influenciar a secreção de GH e sua função, com destaque para o fato de que o eixo GH- IGF é um alvo emergente para determinado desreguladores endócrinos. As orientações e considerações diagnósticas da declaração da Growth Hormone Research Society no caso de baixa estatura longitudinal ou linear pode ser necessário um teste terapêutico com GH-hormônio de crescimento por DNA-recombinante de 3 a 6 meses para a determinação da resposta do crescimento; caso o crescimento aumente mais de 2 cm/ano, provavelmente a criança será beneficiada com o tratamento com GH- hormônio de crescimento, não importando o que os testes originalmente demonstrem. IGF-I IS INFALLIBLE NOT FOR DIAGNOSIS OF GH DEFICIENCY, IN CHILD, INFANT AND YOUTH: CAIO JR, J. S. ET CAIO DRA. CHILDREN AND CHILD, YOUTH, ADOLESCENCE WITH PRESENTS THE CONSTITUTIONAL LAG ADOLESCENT LOW VALUES OF IGF-1 PURSUANT TO CHRONOLOGICAL AGE, BUT NORMAL VALUES FOR BONE AGE AND MAY ALSO SUBMIT A DECREASE OF RESPONSE TO GH SECRETAGOGUES. PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY-NEUROENDOCRINOLOGY-ENDOCRINE- PEDIATRICS (SUBDIVISION OF ENDOCRINOLOGY); DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. They should be interpreted taking into account nutrition, psychosocial status and bone age.
  4. 4. The IGFBP-3 is GH- dependent, and their concentrations, also if they are low, consist of evidence of growth hormone deficiency (GHD)in comparison with the separate determination of IGF-1. The Growth Hormone Resarch Society established criteria that attempt to regulate the diagnosis of growth hormone deficiency (GHD) phase child, childhood, youth or adolescence despite the variability of methods. These criteria use the findings of several clinical conditions associated with growth hormone deficiency (GHD), the severity of the longitudinal or linear low height and the degree and duration of the reduction in growth velocity in order to identify individuals who may possess growth hormone deficiency (GHD). Despite marked structural similarities between growth hormone from different species, only human growth hormones and primates have significant effects in humans. GH secretion several molecular forms of GH loop. Much of growth hormone in the circulation is bound to a protein (binding protein growth hormone, GHBP) which is derived from the growth hormone receptor. GH is secreted into the blood by the somatotroph cells of the anterior pituitary gland in larger amounts than any other pituitary hormone. Secretion levels are higher during puberty. The transcription factor PIT- 1 stimulates both the development of these cells and their production of GH. The failure of development of these cells, and the destruction of the anterior pituitary gland, resulting in GHD. Regulatory peptides released by neurosecretory nuclei of hypothalamus into the portal venous blood surrounding the pituitary are
  5. 5. the main drivers of GH secretion by somatotropes. However, although the balance of these stimulating and inhibiting peptides determines GH release, this balance is affected by many physiological stimulators and inhibitors of GH secretion. Stimulators of GH secretion include: growth hormone releasing hormone (GHRH) from the arcuate nucleus * ghrelin * Sleep * Exercise * low blood sugar (hypoglycemia) * dietary protein arginine * Estradiol *. Inhibitors of GH secretion include: somatostatin inhibits the periventricular nucleus * circulating concentrations of GH and IGF-I (negative feedback) * dietary carbohydrates * glucocorticoids. Beyond control by endogenous processes, a number of foreign compounds (xenobiotics) is now known to influence GH secretion and function, highlighting the fact that the GH-IGF axis is an emerging target for certain endocrine disrupters. The diagnostic guidelines and considerations statement Growth Hormone Research Society if longitudinal or linear low height test with a therapeutic with growth hormone GH by recombinant DNA 3 to 6 months to determine the growth response may be required; if growth increases more than 2 cm/year, likely the child will benefit from treatment with GH-growth hormone, no matter what the tests show originally. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611
  6. 6. Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como saber mais: 1. Crianças nascidas pequenas para a idade gestacional (PIG) não têm apenas risco de baixa estatura, mas também poderá ter problemas com o desenvolvimento neurológico e dificuldades comportamentais... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com 2. A terapia estabelecida com altas doses de hormônio de crescimento (GH), tem se mostrado eficaz, não só para a normalização da baixa estatura em criança, infantil, juvenil e adolescente, mas também para o aumento da circunferência da cabeça em crianças PIG... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Dada a associação com baixo peso ao nascer, a circunferência da cabeça era subnormal, pontuações mais baixas sobre as medidas em idade escolar de capacidade cognitiva e maior classificação indicativa de problemas de atenção e hiperatividade... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; "Growth Hormone Deficiency". UK Child Growth Foundation. Retrieved 2009-01-16; "Growth failure (in children) - human growth hormone (HGH)" (pdf). National Institute for Clinical Excellence. 2008-09-25. Retrieved 2009-01-16; James, William; Berger, Timothy; Elston, Dirk (2005). Andrews' Diseases of the Skin: Clinical Dermatology. (10th ed.). Saunders. ISBN 0-7216-2921-0; "The Use of Growth Hormone Replacement in Adult Patients with Severe Growth Hormone Deficiency" (pdf). The Society for Endocrinology. 2000-10-01. Retrieved 2009- 01-1; 8 "Human Growth Hormone Deficiency". HGH. Retrieved 20 January 2012; "Human growth hormone (somatropin) in adults with growth hormone deficiency". National Institute for Clinical Excellence. 2006-07-01. Retrieved 2009-01-16; Rappold GA, Fukami M, Niesler B, et al. (March 2002).
  7. 7. "Deletions of the homeobox gene SHOX (short stature homeobox) are an important cause of growth failure in children with short stature". J. Clin. Endocrinol. Metab. 87 (3): 1402–6. doi:10.1210/ jc.87.3.1402. PMID 11889216; Saborio P, Hahn S, Hisano S, Latta K, Scheinman JI, Chan JC (October 1998). "Chronic renal failure: an overview from a pediatric perspective". Nephron 80 (2): 134– 48.doi:10.1159/ 000045157. PMID 9736810; Molitch ME, Clemmons DR, Malozowski S, et al. (May 2006). "Evaluation and treatment of adult growth hormone deficiency: an Endocrine Society Clinical Practice Guideline". J. Clin. Endocrinol. Metab. 91 (5): 1621–34. doi:10.1210/ jc.2005-2227. PMID 16636129; Aimaretti G, Corneli G, Razzore P, et al. (May 1998). "Comparison between insulin-induced hypoglycemia and growth hormone (GH)-releasing hormone + arginine as provocative tests for the diagnosis of GH deficiency in adults". J. Clin. Endocrinol. Metab. 83 (5): 1615 8. doi:10.1210/jc.83.5.1615. PMID 9589665. Retrieved 2008-07-23; "Guidance on the use of human growth hormone (somatropin) in children with growth failure" (pdf). National Institute for Clinical Excellence. 2002-05-01. Retrieved 2009-01-16; "Consensus Guidelines for Adult Growth Hormone Deficiency 2007". Contato: Fones: 55 11 5087-4404 ou 96197-0305 Nextel: ID:111*101625 Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt &sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×