ESTATURA LONGITUDINAL OU LINEAR BAIXA: FATORES DE CRESCIMENTO INSULINA SÍMILE E PROTEINAS LIGADORAS.

588 visualizações

Publicada em

Nos seres humanos, o gene do IGF-2 está localizado no cromossoma 11p15. 5, uma região que contém numerosos genes impressos. Em roedores com esta região homóloga é encontrado no braço curto do cromossoma 7. Em ambos os organismos, IGF-2 é impresso, com expressão resultante favoravelmente dos alelo paternalmente herdados. No entanto, em cérebro humano uma perda de impressão ocorre resultando em ambos IGF-2 e H19 a ser transcrito a partir de ambos os alelos parentais.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ESTATURA LONGITUDINAL OU LINEAR BAIXA: FATORES DE CRESCIMENTO INSULINA SÍMILE E PROTEINAS LIGADORAS.

  1. 1. O IGF-2 NO FETO É REGULADO POR FATORES METABÓLICOS ALÉM DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO, EM CONTRASTE COM A GERAÇÃO DO IGF-1 RELACIONADO AO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO NA VIDA PÓS-NATAL Uma explicação possível é de que existam menos receptores de GH- hormônio de crescimento no feto quando comparados ao período pós- natal, no feto humano o GH sérico cai ao final da gestação devido ao controle negativo ocasionado pela maturação do sistema nervoso central (SNC), enquanto os níveis séricos do IGF-2 e posteriormente do IGF-1 e da proteína ligadora do IGF (IGFBP)-3 aumentam durante a gestação demonstrando sua independência do estímulo do GH. Portanto, o fator de crescimento semelhante à insulina- 2 (IGF-2) é uma proteína de três hormônios que partilham uma semelhança estrutural com a insulina. A definição MeSH se lê: "Um neuro peptídeo bem caracterizado supostamente e secretado pelo fígado que circula no sangue. Têm reguladores de crescimento, atividades similares à insulina e mitogênicos. O fator de crescimento tem uma grande, mas não absoluta, dependência de somatotropina ou GH. Acredita-se ser um importante fator de crescimento fetal em contraste com o fator de crescimento semelhante à insulina-1 , que é um importante fator de crescimento pós-natal em criança, infantil, juvenil, adolescente e em adulto". Nos seres humanos, o gene do IGF-2 está localizado no cromossoma 11p15. 5, uma região que contém numerosos genes impressos. Em roedores com esta região homóloga é encontrado no braço curto do cromossoma 7. Em ambos os organismos, IGF-2 é
  2. 2. impresso, com expressão resultante favoravelmente dos alelo paternalmente herdados. No entanto, em cérebro humano uma perda de impressão ocorre resultando em ambos IGF-2 e H19 a ser transcrito a partir de ambos os alelos parentais. A ligação do fator de crescimento semelhante à insulina-proteína também conhecida como insulin growth factor binding protein-IGFBP serve como uma proteína transportadora para o fator de crescimento semelhante à insulina-1 (IGF-1). Cerca de 98% do IGF-1 está sempre ligado a uma das seis proteínas de ligação (IGFBP de 1 a 6). A IGFBP-3, a proteína de ligação mais abundante, é responsável por 80% de todo o IGF vinculativo. O IGF-1 se liga à IGFBP-3, em uma proporção molar de 1:1. A IGFBP liga-se também ao IGF-1 no interior do fígado, permitindo que o hormônio de crescimento atue continuamente sobre o fígado para produzir mais IGF-1. As proteínas de ligação ao IGF (IGFBPs) são proteínas de 24 a 45 kDa. Todos os seis IGFBP partilham 50% de homologia um com o outro e têm afinidades de ligação para o IGF-1 e IGF-2 na mesma ordem de grandeza que os ligandos têm para o IGF-1R. As IGFBPs ajudam a prolongar a meia-vida do IGF circulante em todos os tecidos, incluindo a próstata. As proteínas ligadoras IGFBPs podem atuar intensificando ou atenuando a sinalização do IGF dependendo do contexto fisiológico (por ex., tipo de célula). Mesmo com essas semelhanças, algumas características são diferentes: a localização cromossômica, a heparina de domínios de ligação, o local de reconhecimento RGD, a preferência para a ligação de IGF-1 ou IGF-2, e as diferenças de glicosilação e de fosforilação. Estas diferenças estruturais podem ter um tremendo impacto sobre como as IGFBPs interagem com
  3. 3. as membranas basais celulares. A IGFBP-1: Insulin-like growth factor binding protein-1 (PAI-1), também conhecida como proteína placentária 12 (PP12) é uma proteína que, em seres humanos é codificada pelo gene da IGFBP-1; este gene é um membro de ligação ao fator de crescimento semelhante à insulina proteína de ligação (IGFBP) familiar e codifica uma proteína com um domínio de IGFBP e de um domínio tipo I tiroglobulina. A proteína se liga a ambos os fatores de crescimento semelhantes à insulina (IGFs) 1 e 2 e circula no plasma. A ligação da proteína nestes prolonga a meia-vida dos IGFs e altera a sua interação com receptores da superfície celular. Variantes de splicing alternativo, de transcrição que codificam diferentes isoformas, foram caracterizados. A IGFBP–2: Insulin-like growth factor binding protein-2 é uma proteína que, em seres humanos é codificada pelo gene da IGFBP-2. O "Isolamento a partir de soro de humano adulto de quatro fatores de crescimento semelhante à insulina (IGFs), proteínas de ligação e clonagem molecular de uma delas que é aumentada por administração de IGF-1”. A IGFBP–3: Insulin- like growth factor binding protein-3, é uma proteína que, em seres humanos, é codificada pelo gene da IGFBP-3. Este gene é um membro de ligação ao fator de crescimento da proteína semelhante à insulina (IGFBP) familiar e codifica uma proteína com um domínio de IGFBP e um domínio tiroglobulina tipo I. A proteína forma um complexo ternário com a insulin-like growth factor subunidade ácido lábil (IGFALS) e, ou fator de crescimento semelhante à insulina (IGF) 1 ou 2. Nesta forma, que circula no plasma, a meia-vida do IGF é prolongada alterando a sua interação com receptores da superfície celular. Variantes de splicing alternativo, de transcrição que codificam diferentes isoformas, foram caracterizados. O importante é a ação individual de
  4. 4. cada IGFBPs que vai de 1 a 6, sendo as mais significativas para o crescimento individual as 3 primeiras, embora todas tem papéis específicos e importantes em humanos. THE LOW STATURE LONGITUDINAL OR LINEAR: THE GROWTH FACTORS AND THE INSULIN BINDING PROTEINS. THE IGF-2 OF FETUS IS REGULATED BY METABOLIC FACTORS BEYOND GH-GROWTH HORMONE IN CONTRAST WITH THE GENERATION OF IGF-1 RELATED TO GH-GROWTH HORMONE IN LIFE AFTER NEWBORN: PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY-NEUROENDOCRINOLOGY-GENETIC ENDOCRINE--PEDIATRICS (SUBDIVISION OF ENDOCRINOLOGY): DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. One possible explanation is that there are fewer GH receptors -growth hormone in the fetus when compared to the post-natal period when in the human fetus serum GH falls at the end of gestation due to the negative control caused by maturation of the central nervous system (CNS), while serum levels of IGF-2 and subsequently IGF-1 and IGF binding protein (IGFBP)-3 increases during pregnancy demonstrating its independence of stimulus GH. Therefore, the insulin-like growth factor 2 (IGF-2) is a protein of growth hormones which share three structural similarity to insulin. The MeSH definition reads: "A well-characterized neural peptide believed to be secreted by the liver and circulate in the blood has growth regulating, insulin-like activity and mitogenic growth factor has a major, but not absolute, dependency. GH or somatotropin: believed to be an important factor for fetal growth in
  5. 5. contrast to the insulin-like growth factor-1, which is an important growth factor for post newborn in children, child, youth, teens and adult. "In humans, the IGF-2 gene is located on chromosome 11p15. 5, in a region that contains a number of imprinted genes. In rodents with this homologous region is found in the distal arm of chromosome 7. In both organisms, IGF-2 is printed, with resultant expression of paternally inherited allele favorably. However, in human brain loss resulting printing occurs in both IGF-2 and H19 to be transcribed from both parental alleles. The insulin-like growth factor binding protein, also known as IGFBP serves as a carrier protein for insulin-like growth factor- 1 (IGF-1). About 98% of the IGF-1 is always connected to one of the six binding protein (IGFBPs). The IGFBP-3, the most abundant protein, accounts for 80% of all IGF binding. IGF-1 binds IGFBP-3 in a 1:1 molar ratio. IGFBP also binds to IGF-1 in the liver, allowing growth hormone to continuously act on the liver to produce more IGF-1. IGF binding proteins (IGFBPs) are from 24 to 45 kDa. All six IGFBPs share 50% homology with each other and have binding affinities for IGF-1 and IGF-2 in the same order of magnitude as the ligands have for IGF-1R. The IGFBP help to prolong the half-life of circulating IGF in all tissues, including the prostate. Individual IGFBP can act to enhance or attenuate the physiological signaling IGF depending on the context (e.g., cell type). Despite these similarities, some characteristics are different: chromosomal localization, heparin-binding domains, RGD recognition site, the preference for binding of IGF-1 or IGF-2, and differences in glycosylation and phosphorylation. These structural differences can have a tremendous impact on the IGFBPs interact with basal cell membranes. IGFBP-1: Insulin-like growth factor binding protein-1 (PAI-1), also known as placental protein 12 (PP12) is a protein which in humans is encoded by the gene IGFBP-1; this gene is a member of binding to insulin-like growth factor binding protein (IGFBP) family and encodes a protein with an IGFBP domain and a type I thyroglobulin domain.
  6. 6. The protein binds to both the insulin-like growth factor (IGF) 1 and 2 and circulates in plasma. The binding of this protein prolongs the half-life of IGFs and alters its interaction with cell surface receptors. Variants of alternative splicing, transcription encoding different isoforms have been characterized. IGFBP-2: Insulin-like growth factor binding protein-2 is a protein which in humans is encoded by the gene IGFBP-2. "Isolation from human adult serum of four factors, insulin-like growth factor binding proteins and molecular cloning of which is enhanced by administration of IGF-1 and IGFBP-3”: Insulin-like growth factor binding protein-3, IGFBP-3 also known as is a protein which in humans is encoded by IGFBP-3 gene. this gene is a member of insulin-like the growth factor binding protein type-1(IGFBP) family and encodes a protein with a domain of IGFBP and type I thyroglobulin domain protein forms a ternary complex with insulin-like growth factor acid labile subunit (IGFALS), or insulin-like growth factor (IGF) 1 or 2. This form, which circulates in plasma prolong the half-life of IGF and altering its interaction with cell surface receptors. Alternative splice variants, transcription encoding different isoforms have been characterized. What is important is the individual action of each IGFBPs that from 1 to 6 being most significant for the first 3 individual growths, but all have specific and important roles in humans. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio
  7. 7. Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como saber mais: 1. A ação sinérgica entre a insulina, IGF-I e GH na regulação da síntese de proteínas: sem insulina, o GH perde muito se não todas suas ações anabólicas... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com 2. O GH e o IGF-I estimulam diretamente a síntese de proteínas, enquanto que a insulina é anabólica através da inibição... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Nos seres humanos saudáveis, a administração aguda de GH modestamente estimula a síntese de proteínas do músculo e de todo o corpo (Fryburg et al. 1991)... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Rosenfeld R 1987 ação Somatomedina e tecidos receptores do fator de crescimento. In: Robbins R, Melmed S (eds) Acromegalia. Plenum Press, New York, pp 45-53; Lowe L 1991 acções biológicos dos fatores de crescimento semelhantes à insulina. In: LeRoith D (ed) de insulina-like Growth Factors: aspectos moleculares e celulares. CRC Press, Boca Raton, FL, pp 49-85; Rotwein P 1991 . Estrutura, evolução, expressão e regulação dos fatores de crescimento semelhante à insulina I e II Fatores de Crescimento 5: 3 -18; Jones JI, Clemmons DR 1995 fatores de crescimento insulina-like e suas proteínas de ligação:. ações biológicas Endocr Rev 16: 3 -34; Nissley P, W Lopaczynski 1991 . receptores do fator de crescimento insulina- likeGrowth Factors 5: 29 -43 ; Kornfeld S 1992 Estrutura e função do fator de crescimento 6- phosphate/insulin-like manose receptores II. Annu Rev Biochem 61: 307 -330 ; Oh Y, Yamanaka Y, Wilson E, Kim HS, Vorwerk P, Hwa V, Spagnoli A, Wanek D, Rosenfeld RG 1.998 ações independentes de IGF de IGFBPs. In: Takano K, Hizuka N, Takahashi SI (eds) Mecanismos Moleculares de regulamentar as atividades de semelhantes à insulina Fatores de Crescimento. Elsevier, Amsterdam,
  8. 8. pp 123-133; Jones JI, Gockerman A, Busby Jr WH, Wright L, Clemmons DR 1993 factor de crescimento semelhante à insulina-1 de ligação da proteína estimula a migração celular e liga-se ao receptor de integrina α5β1 por meio de sua sequência Arg-Gli-Asp. Proc Natl Acad Sci EUA 90: 10553 -10557 ; Oh Y, Muller HL, Pham H, Rosenfeld RG 1993 . demonstração de receptores do fator de crescimento semelhante à insulina proteína-3 de ligação em células de câncer de mama humano Hs578T J Biol Chem 268: 26045 -26048; Andress D 1995 . Heparina modula a ligação do factor de crescimento semelhante à insulina (IGF), proteína-5 se ligar a uma proteína de membrana de células osteoblásticas J Biol Chem 270: 28289 -28296; Mohan S, Nakao Y, Honda Y, Landale E, L Leser, Dony C, Lang K, Baylink DJ 1995 Estudos sobre os mecanismos através dos quais o factor de crescimento semelhante à insulina (IGF), ligação de proteína-4 (IGFBP-4) e . ações IGFBP-5 modular IGF em células ósseas J Biol Chem 270: 20.424 -20.431; Oh Y, Muller HL, Lamson G, Rosenfeld RG 1993 . fator de crescimento semelhante à insulina (IGF)-independente ação do IGF-binding protein-3 em células de câncer de mama humano Hs578T J Biol Chem 268: 14964 -14971. Contato: Fones: 55 11 5087-4404 ou 96197-0305 Nextel: ID:111*101625 Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl= pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,- 46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×