DGH NO INÍCIO DA INFÂNCIA ALÉM DE LEVAR À BAIXA ESTATURA, COMPROMETE A COGNIÇÃO ATÉ A FASE ADULTA.

381 visualizações

Publicada em

O mecanismo subjacente não é totalmente compreendido, mas há indícios de que o eixo GH/IGF-I pode desempenhar um papel direto. Por exemplo, IGF-I foi observada a expressão do gene no hipotálamo, hipocampo, bulbo olfativo, cerebelo, estriado e neocórtex de cérebros adultos jovens. Além disso, os receptores de IGF-I foram localizados no cérebro, com as densidades mais elevadas em áreas do hipocampo, da amígdala e hipocampal.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

DGH NO INÍCIO DA INFÂNCIA ALÉM DE LEVAR À BAIXA ESTATURA, COMPROMETE A COGNIÇÃO ATÉ A FASE ADULTA.

  1. 1. HÁ PROVAS CONVINCENTES PARA UM PAPEL DO EIXO GH/IGF-I NO FUNCIONAMENTO COGNITIVO COM DGH NO INÍCIO DA INFÂNCIA DA CRIANÇA, INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE COM REPERCUSSÕES NA FASE ADULTA E PARA QUE ISSO NÃO ACONTEÇA DEVE SER FEITA REPOSIÇÃO COM rhGH DESDE O DIAGNÓSTICO NO INÍCIO DA INFÂNCIA A deficiênciade GH (DGH) na fase criança, infantil, juvenil e adolescente compromete o indivíduomuito além da baixa estatura longitudinal, compromete a cognição, sendo que estas alterações são carregadas até a fase adulta, comprometendoa qualidade de vida deste. O eixoGH/IGF-I pode desempenhar um papel importante na função cognitiva. Estateoriaé apoiada pelaverificaçãode que os receptores tantode GH e IGF-I estãolocalizados emvárias áreas do cérebrotais como o hipocampo, uma área do cérebroque é conhecidapor desempenhar umpapel fundamental nos processos cognitivos, especialmenteamemóriae aprendizagem. Noentanto, omecanismo exatopeloqual o eixoGH/IGF-I influenciaas funções cognitivas aindaé desconhecido. Alémdisso, poucose sabe sobre a cognição emadultos com deficiênciade GH com iníciona infância do (CO-DGH e AO-DGH). Dados recentes indicamque afunção cognitiva, particularmente a atençãoe memória, em adultos com DGH pode ser prejudicada. Até à data, apenas um número limitadode estudos foi realizadopara estudar os efeitos daterapiade substituiçãode GH sobre a função cognitivaem adultos com DGH. Neste trabalho, os resultados de estudossobre o
  2. 2. funcionamentocognitivoempacientes com DGH, emparticular os resultados dos estudos realizados emadultos comCO-DGH, e os efeitos da terapiade reposiçãode GH nestes pacientes. Emadultos com deficiênciade hormôniode crescimento(DGH), odesempenhofísicoe psicológicoficaprejudicadoquando comparado com, controles pareados por idade e saudáveis. Por exemplo, alterações dacomposiçãocorporal, ou seja, um aumentode massa gorda e diminuição da massa corporal magra, a massaósseareduzidae deficiências naqualidade de vida têm sidoobservadas. A terapiade reposiçãode GH parece ter efeitos benéficos nestespacientes. Em pacientes idosos, umacorrelaçãopositivaentre crescimentode insulin-like growthfactor-I (IGF-I), nos níveis séricose melhorada função cognitiva temsido relatadaem uma série de estudos epidemiológicos transversais. No entanto, poucose sabe sobre a função cognitivaem pacientes comDGH adultos. Nos últimos anos, apenas um pequenonúmero de estudos sobre o desempenhocognitivoemadultos com DGH foram realizados e os resultados indicamque a função cognitivapode ser prejudicada. O mecanismosubjacente nãoé totalmente compreendido, mas háindícios de que o eixoGH/IGF-I pode desempenhar um papel direto. Por exemplo, IGF-I foi observadaa expressãodogene no hipotálamo, hipocampo, bulbo olfativo, cerebelo, estriadoe neocórtex de cérebros adultos jovens. Alémdisso, os receptoresde IGF-I foram localizados no cérebro, comas densidades mais elevadas emáreas do hipocampo, da amígdala e hipocampal. Receptores de GH (GHRS) foram localizados em áreas do cérebro, como o plexocoróide, tálamo, hipotálamo, hipófise, putâmen e hipocampo. Desde altos níveis de GHRS e receptores IGF-I são
  3. 3. encontradas emregiões docérebroque são conhecidas por seremde importânciano funcionamentocognitivo, por ex., as áreas hipocampo, amígdala e hipocampal, DGH pode afetar a função cognitivae terapiade reposiçãode GH pode neutralizar essas alterações nodesempenho cognitivo. Há tambémindicações de que o GH pode passar a barreira hemato-encefálica. Poucos estudos foramrealizados emque foram analisadas as concentrações de GH e de IGF-I no líquido cefalorraquidiano(LCR). Johanssonet al. investigouos níveis de GH e de IGF-I no LCR, antes e após o tratamentocomGH DNA-recombinante humana (rhGH). Eles observaramum aumento significativonoIGF-I e um aumento de dez vezes na concentraçãode GH no (LCR) após a reposição de GH. Noutroestudo, oaumento na concentraçãode GH no LCR foi de 3,7 vezes após o tratamentocom GH, e a concentraçãode GH no LCR foi relacionadacom a dose de GH administrada. Alémdisso, o tratamento com rhGH parece alterar os níveis de neurotransmissoresno LCR. Após a terapiade reposiçãode GH, as concentrações de LCR de peptídeovasointestinal, noradrenalinae ácido homovanílico, um metabolitoda dopamina, e diminuiua concentraçãode aspartatoaumentada. O aspartatoé um aminoácido excitatórioe é um ligandopara o receptor de N-metil-D- aspartato(NMDA). O receptor de NMDA estáenvolvidoemprocessosde memóriano hipocampo do cérebrode mamíferos. Portanto, o aumento registradonoaspartatono LCR pode desempenhar um papel importante no desempenhocognitivo. Os dados sobre a concentraçãode β-
  4. 4. endorfinano líquor após a terapiade reposiçãode GH são contraditórios. Aotodo, há provas convincentes paraum papel do eixo GH/IGF-I no funcionamentocognitivo. Em crianças com DGH, uma deterioraçãodafunção cognitivafoi observada. Uma vez que alguns adultos com DGH queixam-se de perturbações damemóriae atenção, estes tambémpodemsofrer de diminuiçãodo funcionamentocognitivo. Nos últimos anos, um númerolimitadode estudos temsidorealizadoem adultos com DGH para ganhar mais conhecimentosobre as conseqüências doDGH sobre a cogniçãoe os efeitos daterapiade reposiçãode GH no desempenhocognitivoemadultos com DGH. Ambos os estudos transversaise prospectivos foramrealizados. Alguns desses estudos focados em adultos com o DGH iniciadona infância (CO) GHD, outros em idade adulta (AO) com DGH ou ambos. Neste trabalho, os resultados dos estudos sobre ofuncionamentocognitivoempacientes com DGH, em particular os resultados dos estudos realizados emadultos com CO-DGH, e os benefícios daterapiade reposiçãode GH nestes pacientes, e sempre ficar atentoparafazer o diagnósticode DGH o mais precocemente. GHD IN EARLY CHILDHOOD IN ADDITION TO LEAD TO LOWHEIGHT, NOT ADJUSTED FOR EARLY, YOUAGREETHAT REMAINS COGNITION AMENDED ADULTHOOD. THERE IS CONVINCING EVIDENCEFOR A ROLEOF SHAFTGH/IGF-I ON THE RUN WITH COGNITIVE GHD IN EARLY CHILDHOOD CHILD, CHILDREN, YOUTH AND TEEN WITH EFFECTS ON OLD STAGEAND THAT THIS DOES NOTHAPPEN TO BE MADEREPLACEMENTSINCETHEDIAGNOSIS rhGH IN EARLY CHILDHOOD;PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY- NEUROENDOCRINOLOGY-GENETIC ENDOCRINE-PEDIATRICS (SUBDIVISION OF ENDOCRINOLOGY):DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. GH deficiency (GHD) inphase child, infant, youth and adolescent
  5. 5. commits the individual far beyondthe lower longitudinal height, impairs cognition, and these changes are loadedintoadulthood, affecting the quality of life of this. The GH/IGF-I axis may play an important role incognitive function. This theory is supportedby the finding that the receptors of bothGH and IGF- I are locatedinvarious areas of the brainsuch as the hippocampus, a brain areathat is known to play a crucial role in cognitive processes, especially memory andlearning. However, the exact mechanismby which the GH/IGF-I influences cognitive functionis stillunknown. Furthermore, littleis knownabout cognitioninadults with GH deficiency beginning on children(CO-GHD andAO-GHD). Recent dataindicate that cognitive function, particularly attentionandmemory inadults with GHD may be impaired. To date, only a limitednumber of studies have been conductedto study the effects of GH replacement oncognitive function in adults withGHD therapy. In this work, the results of studies on cognitive functioning inpatients withGHD, inparticular the resultsof studies inadults withCO-GHD, and the effects of GH replacement therapy in these patients. Inadults withgrowth(GHD) hormone deficiency, physical andpsychological performance degrades when compared withcontrols matchedfor age and healthy. For example, changes in body composition, e.g., an increase infat mass and decreased
  6. 6. leanbody mass, reducedbone mass and deficienciesinquality of life have beenobserved. The GH replacement therapy appears tohave beneficial effectsinthese patients. Inelderly patients, apositive correlationbetweengrowthof insulin-like growthfactor-I (IGF-I) serum levels andimproves cognitive functionhas beenreportedinaseries of cross-sectional epidemiological studies. However, little is knownabout cognitive functioninpatients withadult GHD. In recent years, only a small number of studies oncognitive performance inadults withGHD were conductedand the results indicate that cognitive functionmay be impaired. The underlying mechanismis not fully understood, but there is evidence that the GH/IGF-I may play a direct role. For example, IGF-I gene expressioninthe hypothalamus, hippocampus, olfactory bulb, cerebellum, striatumandneocortex of young adult brains was observed. In addition, IGF-I receptors have beenlocalizedinthe brain, withthe highest densities inareas of the hippocampus, the amygdale and hippocampus. GH receptor (GHRS) are locatedinbrainareas such as the
  7. 7. choroidplexus, thalamus, hypothalamus, pituitary, hippocampus and putamen. Since GHRS and high levels of IGF-I receptors are foundin brain regions that are known to be of importance incognitive functioning, e.g. the areas hippocampus, amygdale and hippocampal, DGH can affect the cognitive functionandreplacement therapy of GH may counteract these changes incognitive performance. There are also indications that GH can pass the blood-brainbarrier. Fewstudies have beenconductedon the concentrations of GH and IGF-I incerebrospinal fluid(CSF) were analyzed. Johanssonet al. investigatedthe levels of GH and IGF-I in CSF before and after treatment withDNA-recombinant human GH (rhGH). They observedasignificant increase inIGF-I anda tenfoldincrease inthe concentrationof GH (CSF) after GH replacement. In another study, the increase inGH concentrationinCSF was 3.7 times after treatment withGH and GH concentrationinCSF was associatedthe dose of GH administered. Inaddition, treatment withrhGH appears to alter neurotransmitterlevels inthe CSF. After GH replacement therapy, the CSF concentrations of vasointestinal peptide, noradrenaline and homovanillic acid, a metabolite of dopamine, and decreasedthe increasedaspartate. Aspartate is anexcitatory aminoacidand is a ligand for the receptor N- methyl-D- aspartate (NMDA). The NMDA receptor is involvedinmemory processes inthe hippocampus of the brainof mammals. Therefore, the increase inthe aspartate registeredinCSF may play an important role in cognitive performance. Dataon the concentrationof β -endorphinin the CSF after GH replacement therapy are contradictory. Altogether, there is convincing evidence for arole of the GH/IGF-I axis in cognitive functioning. InchildrenwithGHD, a deteriorationof cognitive functionwas observed. Since some GHD adults complain of memory disorders andattention, they canalso suffer from decreasedcognitivefunction.
  8. 8. In recent years, alimitednumber of studies have beenconductedin adults withGHD to gain more knowledge about the consequences of GHD on cognitionand the effects of GH replacement therapy on cognitive performance inadults withGHD. Bothcross-sectional and prospective studies have beenperformed. Some of these studiesfocused on adults with GHD startedinchildhood(CO) GHD, others inadulthood (AO) GHD or both. In this work, the results of studies oncognitive functioning inpatients withGHD, in particular the results of studiesin adults withCO-GHD, and the benefits of GH replacement therapy in these patients, andalways be careful to make the diagnosis GHD the earliest . Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930
  9. 9. Como saber mais: 1. Sim, não tenhadúvidas que mesmo em uma faixa de normalidade, as variações do IMC índice de massa corporal afetam o pico de GH- hormônio de crescimentoapós estímulo, umavez que 10% ou mais das crianças saudáveis não apresentamuma elevaçãoadequada do GH- hormônio de crescimentonoteste ... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com 2. A secreçãode GH é regulada por hormônios hipotalâmicos e periféricos sobumainteraçãomuitocomplexa... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. A secreçãode GH-hormôniode crescimentoé reforçadana desnutriçãoe é severamente inibidonaobesidade, mas não há informação disponível paraexplicar por que a secreçãode GH-hormônio de crescimentoé severamente inibidooubloqueadoem excessode adiposidade... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Caroline van Nieuwpoort; Madeleine L Drent, Departamento de Endocrinologia e do Instituto de Clínica e Experimental Neurociências, VU University Medical Center,De Boelelaan 1117, 1081 HV Amsterdam, The Netherlands; Carroll PV; Cristo ER; Bengtsson BA; Carlsson L; Christiansen JS; Clemmons D; Hintz R; Ho K; Laron Z; Sizonenko P; Sonksen PH; Tanaka T&; Thorne M, Crescimento deficiência de hormônio na fase adulta e os efeitos da reposição do hormônio do crescimento: uma revisão. Comité Científico Hormônio do Crescimento Research Society . Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism 1998 ; 83 : 382 – 395; Aleman A; Verhaar HJ; de Haan EH; de Vries WR; Sansão MM; Drent ML; van der Veen EA & Koppeschaar HP, Insulin-like growth factor-I ea função cognitiva em homens saudáveis mais velhos . Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism 1999; 84:471–475.
  10. 10. Contato: Fones: 55 11 5087-4404 ou96197-0305 Nextel: ID:111*101625 Rua Estela, 515 - BlocoD - 12ºandar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails:drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl= pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,- 46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×