SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Sistema de Gestão de Cargos e Salários
Gestores: Brena; Cleuton; Germana; Glória e Leila
 Criado em 1998, o Crediamigo fez o Banco do Nordeste o primeiro
banco público do Brasil a ter um modelo de atuação voltado
exclusivamente para o microcrédito.
 Hoje com 15 anos, o Crediamigo é o maior Programa de Microcrédito
Produtivo Orientado da América do Sul, que facilita o acesso ao crédito
a milhares de empreendedores pertencentes aos setores informal ou
formal
da
economia
(microempresas,
enquadradas
como
Microempreendedor Individual, Empresário Individual, Autônomo ou
Sociedade Empresária).
 Faz parte do Crescer – Programa Nacional de Microcrédito do Governo
Federal – uma das estratégias do Plano Brasil Sem miséria para
estimular a inclusão produtiva da população extremamente pobre.
 O Programa atua de maneira rápida e sem burocracia na concessão
de créditos em grupo solidário ou individual
 O programa estimula a formação de grupos solidários, no qual todos
respondem pelo crédito, sendo cada empreendedor avalista do outro.
Camocim

Barroquinha

Jijoca

GRANJA

Uruoca

Martinópolis
MISSÃO
Contribuir
para
o
desenvolvimento do setor micro
empresarial mediante a oferta
de serviços financeiros e de
orientação
empresarial,
de
forma sustentável, oportuna e
de fácil acesso, assegurando as
novas
oportunidades
de
ocupação e renda do Brasil.

VISÃO
Ser referencia local e global no
mercado
de
micro
finanças,
pela
dimensão, impacto social e
qualidade no atendimento às
necessidades
do
empreendedores brasileiros.

VALORES


Confiança;



Ética;



Inovação;



Responsabilidade social;



Superação;



Transparência;



União
Assessores de
Microcrétido no
próprio local.

Atividade
produtiva, situaçã
o financeira do
empreendimento.

Orientação para
a gestão de
negócios.
Os clientes do Crediamigo são pessoas que trabalham por conta
própria, empreendedores individuais ou reunidos em grupos solidários que atuam
nos setores informal ou formal da economia. O Crediamigo também facilita o
acesso ao crédito às pessoas de perfil empreendedor que tenham interesse em
iniciar uma atividade produtiva, através dos bancos comunitários.
As iniciativas podem ser agrupadas, conforme o setor em que os clientes atuam:

INDUSTRIA
•

Marcenarias,

•

sapatarias,

•

carpintarias,

•

artesanatos,

•

alfaiatarias,

•

gráficas,

•

•

padarias,

produções de alimentos, etc.;

SERVIÇOS

COMÉRCIO
•

•Ambulantes,
•vendedores

em geral,

•

mercadinhos,

•

papelarias,

restaurantes,

•lanchonetes,
•

feirantes,

•vendedores de
•Os

•

oficinas mecânicas,

•

•farmácias,
•

Salões de beleza,

cosméticos etc.

clientes que atuam no setor de
comércio formam a maioria dentro da
carteira do Crediamigo;

borracharias, etc.
• RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E TREINAMENTO

• CARGA HORÁRIA

• RH
FAIXA SALARIAL PAGA AOS
COLABORADORES DO CREDIAMIGO
SALÁRIO FIXO
SITUACIONAL

REMUNERAÇÃO VARIÁVEL

BENEFICIOS
• RELAÇÃO EMPRESA/COLABORADORES
• INSATISFAÇÃO DOS COLABORADORES
• QUAL A DIFICULDADE QUE A EMPRESA APRESENTA
COM OS COLABORADORES
A empresa cumpre com os direitos
trabalhistas

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação1 cargos e salarios ***

Kixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano Tchoia
Kixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano TchoiaKixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano Tchoia
Kixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano TchoiaDevelopment Workshop Angola
 
Inclusao pelo credito
Inclusao pelo creditoInclusao pelo credito
Inclusao pelo creditovitadenarium
 
Microfinance India South Africa Brazil
Microfinance India   South Africa   BrazilMicrofinance India   South Africa   Brazil
Microfinance India South Africa Brazilsiqueiramt
 
Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)
Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)
Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)Edinho Silva
 
Case Banco do Empreendedor
Case Banco do EmpreendedorCase Banco do Empreendedor
Case Banco do EmpreendedorAcontecendo Aqui
 
Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...
Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...
Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...Fundação Dom Cabral - FDC
 
Criando ideias - Maria Luiza Pinto - Santander
Criando ideias - Maria Luiza Pinto - SantanderCriando ideias - Maria Luiza Pinto - Santander
Criando ideias - Maria Luiza Pinto - SantanderUnomarketing
 
Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13
Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13
Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13DenizecomZ
 
Empreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em Lucro
Empreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em LucroEmpreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em Lucro
Empreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em Lucroalexvisaog
 
Artigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / Administração
Artigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / AdministraçãoArtigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / Administração
Artigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / AdministraçãoLeidiane Oliveira
 
M I N A S I N V E S T A P R E S E N T A C A O G E R A L
M I N A S I N V E S T  A P R E S E N T A C A O  G E R A LM I N A S I N V E S T  A P R E S E N T A C A O  G E R A L
M I N A S I N V E S T A P R E S E N T A C A O G E R A Lminasinvest
 
Minasinvest Apresentacao Geral
Minasinvest Apresentacao GeralMinasinvest Apresentacao Geral
Minasinvest Apresentacao Geralminasinvest
 
Comunicação Edgar Oliveira, Microcréditp
Comunicação Edgar Oliveira, MicrocréditpComunicação Edgar Oliveira, Microcréditp
Comunicação Edgar Oliveira, MicrocréditpAna Barata
 
microcredito_edgaroliveira
microcredito_edgaroliveiramicrocredito_edgaroliveira
microcredito_edgaroliveiraCWSJM
 

Semelhante a Apresentação1 cargos e salarios *** (20)

Kixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano Tchoia
Kixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano TchoiaKixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano Tchoia
Kixi-Crédito 2015 Simpósio (microfinanças): Lauriano Tchoia
 
Inclusao pelo credito
Inclusao pelo creditoInclusao pelo credito
Inclusao pelo credito
 
Microcrédito e finanças solidárias
Microcrédito e finanças solidáriasMicrocrédito e finanças solidárias
Microcrédito e finanças solidárias
 
Microfinance India South Africa Brazil
Microfinance India   South Africa   BrazilMicrofinance India   South Africa   Brazil
Microfinance India South Africa Brazil
 
GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018
GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018
GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018
 
Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)
Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)
Balanço Final do Governo Lula - livro 1 (cap. 3)
 
Case Banco do Empreendedor
Case Banco do EmpreendedorCase Banco do Empreendedor
Case Banco do Empreendedor
 
Microcrédito social agência de fomento
Microcrédito social   agência de fomentoMicrocrédito social   agência de fomento
Microcrédito social agência de fomento
 
Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...
Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...
Microfinanças: Microcrédito e Microsseguros no Brasil - O papel das instituiç...
 
Apostila adm pm es
Apostila  adm pm esApostila  adm pm es
Apostila adm pm es
 
Criando ideias - Maria Luiza Pinto - Santander
Criando ideias - Maria Luiza Pinto - SantanderCriando ideias - Maria Luiza Pinto - Santander
Criando ideias - Maria Luiza Pinto - Santander
 
Entrevista sergio macamo pacde negocios edicao 69 new
Entrevista sergio macamo pacde negocios edicao 69 newEntrevista sergio macamo pacde negocios edicao 69 new
Entrevista sergio macamo pacde negocios edicao 69 new
 
Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13
Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13
Chamada pública 001 2013 - finanças solidárias 24 05 13
 
Empreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em Lucro
Empreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em LucroEmpreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em Lucro
Empreendedorismo em Pequenos Negócios: Transformando Paixão em Lucro
 
Artigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / Administração
Artigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / AdministraçãoArtigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / Administração
Artigo Científico / FIDC / Karla Oliveira / Administração
 
M I N A S I N V E S T A P R E S E N T A C A O G E R A L
M I N A S I N V E S T  A P R E S E N T A C A O  G E R A LM I N A S I N V E S T  A P R E S E N T A C A O  G E R A L
M I N A S I N V E S T A P R E S E N T A C A O G E R A L
 
Minasinvest Apresentacao Geral
Minasinvest Apresentacao GeralMinasinvest Apresentacao Geral
Minasinvest Apresentacao Geral
 
Comunicação Edgar Oliveira, Microcréditp
Comunicação Edgar Oliveira, MicrocréditpComunicação Edgar Oliveira, Microcréditp
Comunicação Edgar Oliveira, Microcréditp
 
microcredito_edgaroliveira
microcredito_edgaroliveiramicrocredito_edgaroliveira
microcredito_edgaroliveira
 
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto SocialCase Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
 

Apresentação1 cargos e salarios ***

  • 1. Sistema de Gestão de Cargos e Salários Gestores: Brena; Cleuton; Germana; Glória e Leila
  • 2.  Criado em 1998, o Crediamigo fez o Banco do Nordeste o primeiro banco público do Brasil a ter um modelo de atuação voltado exclusivamente para o microcrédito.  Hoje com 15 anos, o Crediamigo é o maior Programa de Microcrédito Produtivo Orientado da América do Sul, que facilita o acesso ao crédito a milhares de empreendedores pertencentes aos setores informal ou formal da economia (microempresas, enquadradas como Microempreendedor Individual, Empresário Individual, Autônomo ou Sociedade Empresária).  Faz parte do Crescer – Programa Nacional de Microcrédito do Governo Federal – uma das estratégias do Plano Brasil Sem miséria para estimular a inclusão produtiva da população extremamente pobre.  O Programa atua de maneira rápida e sem burocracia na concessão de créditos em grupo solidário ou individual  O programa estimula a formação de grupos solidários, no qual todos respondem pelo crédito, sendo cada empreendedor avalista do outro.
  • 4. MISSÃO Contribuir para o desenvolvimento do setor micro empresarial mediante a oferta de serviços financeiros e de orientação empresarial, de forma sustentável, oportuna e de fácil acesso, assegurando as novas oportunidades de ocupação e renda do Brasil. VISÃO Ser referencia local e global no mercado de micro finanças, pela dimensão, impacto social e qualidade no atendimento às necessidades do empreendedores brasileiros. VALORES  Confiança;  Ética;  Inovação;  Responsabilidade social;  Superação;  Transparência;  União
  • 5. Assessores de Microcrétido no próprio local. Atividade produtiva, situaçã o financeira do empreendimento. Orientação para a gestão de negócios.
  • 6. Os clientes do Crediamigo são pessoas que trabalham por conta própria, empreendedores individuais ou reunidos em grupos solidários que atuam nos setores informal ou formal da economia. O Crediamigo também facilita o acesso ao crédito às pessoas de perfil empreendedor que tenham interesse em iniciar uma atividade produtiva, através dos bancos comunitários. As iniciativas podem ser agrupadas, conforme o setor em que os clientes atuam: INDUSTRIA • Marcenarias, • sapatarias, • carpintarias, • artesanatos, • alfaiatarias, • gráficas, • • padarias, produções de alimentos, etc.; SERVIÇOS COMÉRCIO • •Ambulantes, •vendedores em geral, • mercadinhos, • papelarias, restaurantes, •lanchonetes, • feirantes, •vendedores de •Os • oficinas mecânicas, • •farmácias, • Salões de beleza, cosméticos etc. clientes que atuam no setor de comércio formam a maioria dentro da carteira do Crediamigo; borracharias, etc.
  • 7. • RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E TREINAMENTO • CARGA HORÁRIA • RH
  • 8. FAIXA SALARIAL PAGA AOS COLABORADORES DO CREDIAMIGO SALÁRIO FIXO SITUACIONAL REMUNERAÇÃO VARIÁVEL BENEFICIOS
  • 9. • RELAÇÃO EMPRESA/COLABORADORES • INSATISFAÇÃO DOS COLABORADORES • QUAL A DIFICULDADE QUE A EMPRESA APRESENTA COM OS COLABORADORES
  • 10. A empresa cumpre com os direitos trabalhistas