SlideShare uma empresa Scribd logo

Subsídio espiritual para o tempo da quaresma.

Subsídio espiritual para o tempo da quaresma.

1 de 20
Baixar para ler offline
Subsídio espiritual para o tempo da quaresma.
O tempo da quaresma para São João Eudes adquire um sentido formativo a nível hu-
mano e espiritual; ele contempla Jesus, que ungido pela graça do Espírito Santo, se pre-
para em uma constante experiência de oração para presentear o mundo com o rosto mi-
sericordioso de Deus. O Santo francês pensa na pessoa de Jesus que deseja aproximar-se
da realidade do ser humano, e propor-lhe um estilo de vida autêntico, profundo e coti-
diano, onde cada pessoa conheça verdadeiramente que não há nada mais original para dar
sentido a existência, como o feito de entregar o coração em favor da liberdade do mais
necessitados. Seja a vítima ou agressor, todos tem um lugar no Coração amantíssimo de
Cristo.
Na quaresma o padre Eudes se adentra em adoração para meditar, encarnar e expressar o
sentir e o silêncio de Jesus, onde mesmo que no sofrimento e na aflição, faz-se dócil ao
agir do Espírito para descobrir o propósito de Deus Pai em favor de seu povo e o cresci-
mento íntegro do mesmo. Adorando Jesus, São João Eudes faz-se a si mesmo um único
propósito: assumir a vida de Cristo como sua e dar-se a tarefa de convidar sua pequena
Congregação, nas diversas provações com quem compartilha a mensagem e a suas irmãs
religiosas, a formar Jesus em tudo e em todos, de modo que, até as respirações e bati-
mentos dos corações sejam atos de amor e louvores a Deus.
Este desejo e convite do padre Eudes, é uma verdadeira referência para quem sente-se
chamado a construir a humanidade desde a misericórdia, o amor e a justiça. Formar Je-
sus no coração é permitir que ele ocupe o primeiro lugar, tem que acender em nós o
desejo de sentir como próprias as misérias dos miseráveis, de lutar incansavelmente por
pregar as palavras que pregou e de agir em seu nome. Que a vivência nesse tempo qua-
resmal e a semana maior de nossa fé, em campainha de São João Eudes, nos ajude a lutar
por propósitos autênticos: Ser outro Cristo sobre a terra.
Subsídio espiritual para o tempo da quaresma.
“Desde quarta-feira de cinzas até o primeiro domingo,honramos o Batismo de Jesus no Jordão e a
manifestação que dele faz a voz do Pai:“E eis que uma voz dos céus dizia:Este é o meu Filho amado,
em quem me comprazo.”(Mt 3,17) e do Espírito Santo que baixa sobre ele em forma de pomba,jun-
to com o testemunho que sobre ele dá João Batista”.
(O.C.I,317)
A Escritura chama o batismo de regeneração e renascimento: é o banho batismal e da re-
generação (T t 3, 5). Aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no
Reino de Deus (Jo 3, 5). Esta geração e nascimento tem como protótipo e exemplar a
geração eterna do Filho de Deus no seio de seu Pai e sua geração e nascimento temporal
nas entranhas virginais de sua mãe.
Pois, assim, como em sua geração eterna o Pai comunica a seu Filho seu ser, sua vida e
todas suas divinas perfeições, assim, em nosso batismo, este mesmo Pai nos dá, por seu
Filho e em seu Filho, um ser e uma vida, Santos e divinos.
Ademais, como o Espírito Santo foi enviado para formar o Filho de Deus nas entranhas
da Santa Virgem, assim é também enviado para formar-lo e fazê-lo nascer pelo batismo
em nosso ser e para incorporar-nos e unirmos a ele, fazendo-nos nascer e viver nele: Há
que nascer de água e do Espírito.
Como batizados, devemos mostrar a verdade destas palavras: Porque já estais mortos, e a
vossa vida está escondida com Cristo em Deus. (Col 3, 3). Mas apresentai-vos a Deus, como
vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. (Rm 6,
13), como ressuscitados levamos sobre a terra uma vida celestial e Santa, adornada de todas
as virtudes, em exercício contínuo de amor, de adoração e de louvor a Deus e da caridade
para com o próximo.
São João Eudes
(O. C. II, 182 - 184)
Tips de amor:
O Batismo de Jesus e a manifestação do Pai: “Tu és meu elegido” (Mt 3, 17).
Unidade de Espiritualidade Eudista.
Link: https://youtu.be/RnhRSX4Kn6s
 Pela graça do Espírito Santo adquirimos a capacidade de aderir-nos a Jesus. De que ma-
neira trabalharei neste tempo da quaresma para renunciar a tudo que não pertence a
Jesus, e viver de sua vida, de seu amor e de seu Espírito?
 No Batismo, afirma São João Eudes, Deus Pai nos comunica a vida de seu Filho. Como
estou perfilando minha Espiritualidade, para que o Coração de Cristo dado pelo Pai,
seja o que mova minhas ações e construa minhas relações?
Meu Jesus, como desejo seguir amar-te e servir-te: com o amor eterno, infinito e imenso
com que teu Pai te ama e com que tu o amas a Ele desde toda a eternidade. É esse amor in-
finito de teu coração e esse coração imenso, trasbordante de amor, o que quero oferecer-te,
e de fato te ofereço como algo próprio, como meu próprio coração e amor.

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTOA NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTOibpd
 
IHOP-KC Apocalipse 19.7 "A noiva se preparando - Dwayne Roberts
IHOP-KC Apocalipse 19.7  "A noiva se preparando - Dwayne RobertsIHOP-KC Apocalipse 19.7  "A noiva se preparando - Dwayne Roberts
IHOP-KC Apocalipse 19.7 "A noiva se preparando - Dwayne Robertsadson232
 
O DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike Bickle
O DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike BickleO DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike Bickle
O DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike Bickleadson232
 
Apostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvorApostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvorleandro faistauer
 
Ihop ministração de corey russel
Ihop ministração de corey russelIhop ministração de corey russel
Ihop ministração de corey russeladson232
 
Lição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarLição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarHamilton Souza
 
A Santa Missa Liturgia Da Palavra
A Santa Missa Liturgia Da PalavraA Santa Missa Liturgia Da Palavra
A Santa Missa Liturgia Da PalavraLeone Orlando
 
Artigo a oração aos santos
Artigo   a oração aos santosArtigo   a oração aos santos
Artigo a oração aos santosWalter Oliveira
 
A Missa para não-católicos
A Missa para não-católicosA Missa para não-católicos
A Missa para não-católicosOrlando Junior
 
A Missa Explicada Por Padre Pio
A Missa Explicada Por Padre PioA Missa Explicada Por Padre Pio
A Missa Explicada Por Padre Piocarlosedvargas
 

Mais procurados (20)

A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTOA NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
 
428 maio
428 maio428 maio
428 maio
 
IHOP-KC Apocalipse 19.7 "A noiva se preparando - Dwayne Roberts
IHOP-KC Apocalipse 19.7  "A noiva se preparando - Dwayne RobertsIHOP-KC Apocalipse 19.7  "A noiva se preparando - Dwayne Roberts
IHOP-KC Apocalipse 19.7 "A noiva se preparando - Dwayne Roberts
 
O DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike Bickle
O DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike BickleO DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike Bickle
O DEUS NOIVO E O MOVIMENTO DE ORAÇÃO DO FINAL DOS TEMPOS - Mike Bickle
 
Santa Maria Eufrásia
Santa Maria EufrásiaSanta Maria Eufrásia
Santa Maria Eufrásia
 
Apostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvorApostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvor
 
III Funções e ministérios
III Funções e ministériosIII Funções e ministérios
III Funções e ministérios
 
Ihop ministração de corey russel
Ihop ministração de corey russelIhop ministração de corey russel
Ihop ministração de corey russel
 
Lição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarLição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem Cessar
 
A Santa Missa Liturgia Da Palavra
A Santa Missa Liturgia Da PalavraA Santa Missa Liturgia Da Palavra
A Santa Missa Liturgia Da Palavra
 
Santa Maria Eufrásia
Santa Maria EufrásiaSanta Maria Eufrásia
Santa Maria Eufrásia
 
40 dias para formar Jesus
40 dias para formar Jesus40 dias para formar Jesus
40 dias para formar Jesus
 
Eucaristia Ceia do Senhor
Eucaristia Ceia do SenhorEucaristia Ceia do Senhor
Eucaristia Ceia do Senhor
 
Vida Comunitária
Vida ComunitáriaVida Comunitária
Vida Comunitária
 
Beatos Mártires Eudistas
Beatos Mártires EudistasBeatos Mártires Eudistas
Beatos Mártires Eudistas
 
Artigo a oração aos santos
Artigo   a oração aos santosArtigo   a oração aos santos
Artigo a oração aos santos
 
Liturgia
LiturgiaLiturgia
Liturgia
 
A Missa para não-católicos
A Missa para não-católicosA Missa para não-católicos
A Missa para não-católicos
 
A Missa Explicada Por Padre Pio
A Missa Explicada Por Padre PioA Missa Explicada Por Padre Pio
A Missa Explicada Por Padre Pio
 
Caminho a cristo
Caminho a cristoCaminho a cristo
Caminho a cristo
 

Semelhante a Subsídio espiritual para o tempo da quaresma.

HISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉ
HISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉHISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉ
HISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉjoaquim2010_2011
 
Boletim 531 - 16/04/17
Boletim 531 - 16/04/17Boletim 531 - 16/04/17
Boletim 531 - 16/04/17stanaami
 

Semelhante a Subsídio espiritual para o tempo da quaresma. (20)

itinerario espiritual para o tempo da cuaresma 2020
 itinerario espiritual para o tempo da cuaresma 2020 itinerario espiritual para o tempo da cuaresma 2020
itinerario espiritual para o tempo da cuaresma 2020
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
Primeira semana da Páscoa
Primeira semana da PáscoaPrimeira semana da Páscoa
Primeira semana da Páscoa
 
Primeira semana da Páscoa
Primeira semana da PáscoaPrimeira semana da Páscoa
Primeira semana da Páscoa
 
Novena a São João Eudes
Novena a São João EudesNovena a São João Eudes
Novena a São João Eudes
 
HISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉ
HISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉHISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉ
HISTÓRIA DO MINISTÉRIO PENTECOSTAL ROMPENDO EM FÉ
 
Novena de sâo Joâo Eudes
Novena de sâo Joâo EudesNovena de sâo Joâo Eudes
Novena de sâo Joâo Eudes
 
Novena de São João Eudes pt
Novena de São João Eudes ptNovena de São João Eudes pt
Novena de São João Eudes pt
 
Três dias para formar Jesus
Três dias para formar JesusTrês dias para formar Jesus
Três dias para formar Jesus
 
Boletim 531 - 16/04/17
Boletim 531 - 16/04/17Boletim 531 - 16/04/17
Boletim 531 - 16/04/17
 
Três dias para formar Jesus
Três dias para formar JesusTrês dias para formar Jesus
Três dias para formar Jesus
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
TRÍDUO EUDISTA 2020 PT
TRÍDUO EUDISTA 2020 PTTRÍDUO EUDISTA 2020 PT
TRÍDUO EUDISTA 2020 PT
 
Cat06
Cat06Cat06
Cat06
 
Novena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Novena ao Espírito Santo com textos de São João EudesNovena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Novena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
 
Santíssima Trindade - Solenidade -
Santíssima Trindade - Solenidade -Santíssima Trindade - Solenidade -
Santíssima Trindade - Solenidade -
 
Solenidade de todos os santos
Solenidade de todos os santosSolenidade de todos os santos
Solenidade de todos os santos
 
O valor da oração
O valor da oraçãoO valor da oração
O valor da oração
 
1º encontro Familia e Oração
1º encontro Familia e Oração1º encontro Familia e Oração
1º encontro Familia e Oração
 

Mais de Unidad de Espiritualidad Eudista

Mais de Unidad de Espiritualidad Eudista (20)

Triduo Corazón de María con textos de san Juan Eudes
Triduo Corazón de María con textos de san Juan EudesTriduo Corazón de María con textos de san Juan Eudes
Triduo Corazón de María con textos de san Juan Eudes
 
140 años de presencia eudista en Suramérica
140 años de presencia eudista en Suramérica140 años de presencia eudista en Suramérica
140 años de presencia eudista en Suramérica
 
CORAZON DE JESUS liturgia 2023
CORAZON DE JESUS liturgia 2023CORAZON DE JESUS liturgia 2023
CORAZON DE JESUS liturgia 2023
 
Subsidio Corazón de Jesús.pdf
Subsidio Corazón de Jesús.pdfSubsidio Corazón de Jesús.pdf
Subsidio Corazón de Jesús.pdf
 
BEATA AGUSTINA RIVAS liturgia 2023.pdf
BEATA AGUSTINA RIVAS liturgia 2023.pdfBEATA AGUSTINA RIVAS liturgia 2023.pdf
BEATA AGUSTINA RIVAS liturgia 2023.pdf
 
BEATOS MARTIRES EUDISTAS liturgia 2023
BEATOS MARTIRES EUDISTAS liturgia 2023BEATOS MARTIRES EUDISTAS liturgia 2023
BEATOS MARTIRES EUDISTAS liturgia 2023
 
SANTA JUANA JUGAN liturgia 2023.pdf
SANTA JUANA JUGAN liturgia 2023.pdfSANTA JUANA JUGAN liturgia 2023.pdf
SANTA JUANA JUGAN liturgia 2023.pdf
 
SAN JUAN EUDES liturgia 2023
SAN JUAN EUDES liturgia 2023SAN JUAN EUDES liturgia 2023
SAN JUAN EUDES liturgia 2023
 
CARLOS NICOLAS ANCEL
CARLOS NICOLAS ANCEL CARLOS NICOLAS ANCEL
CARLOS NICOLAS ANCEL
 
Novena san Juan Eudes - 2023
Novena san Juan Eudes - 2023Novena san Juan Eudes - 2023
Novena san Juan Eudes - 2023
 
Novena al Corazón de Jesús y María
Novena al Corazón de Jesús y MaríaNovena al Corazón de Jesús y María
Novena al Corazón de Jesús y María
 
Le mystère del'incarnation
Le mystère del'incarnationLe mystère del'incarnation
Le mystère del'incarnation
 
Canonización de San Juan Eudes
Canonización de San Juan EudesCanonización de San Juan Eudes
Canonización de San Juan Eudes
 
Novena de Pentecostés
Novena de PentecostésNovena de Pentecostés
Novena de Pentecostés
 
Santa María Eufrasia
Santa María EufrasiaSanta María Eufrasia
Santa María Eufrasia
 
Nuestra Señora de Fátima.pdf
Nuestra Señora de Fátima.pdfNuestra Señora de Fátima.pdf
Nuestra Señora de Fátima.pdf
 
Acto de amor a la Cruz
Acto de amor a la CruzActo de amor a la Cruz
Acto de amor a la Cruz
 
Tiempo de Cuaresma con San Juan Eudes.pdf
Tiempo de Cuaresma con San Juan Eudes.pdfTiempo de Cuaresma con San Juan Eudes.pdf
Tiempo de Cuaresma con San Juan Eudes.pdf
 
Vivir la semana santa con sanjuan eudes.pdf
Vivir la semana santa con sanjuan eudes.pdfVivir la semana santa con sanjuan eudes.pdf
Vivir la semana santa con sanjuan eudes.pdf
 
Novena al Divino Niño Jesús..pdf
Novena al Divino Niño Jesús..pdfNovena al Divino Niño Jesús..pdf
Novena al Divino Niño Jesús..pdf
 

Último

Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...azulassessoriaacadem3
 
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...azulassessoriaacadem3
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 

Último (20)

Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 

Subsídio espiritual para o tempo da quaresma.

  • 2. O tempo da quaresma para São João Eudes adquire um sentido formativo a nível hu- mano e espiritual; ele contempla Jesus, que ungido pela graça do Espírito Santo, se pre- para em uma constante experiência de oração para presentear o mundo com o rosto mi- sericordioso de Deus. O Santo francês pensa na pessoa de Jesus que deseja aproximar-se da realidade do ser humano, e propor-lhe um estilo de vida autêntico, profundo e coti- diano, onde cada pessoa conheça verdadeiramente que não há nada mais original para dar sentido a existência, como o feito de entregar o coração em favor da liberdade do mais necessitados. Seja a vítima ou agressor, todos tem um lugar no Coração amantíssimo de Cristo. Na quaresma o padre Eudes se adentra em adoração para meditar, encarnar e expressar o sentir e o silêncio de Jesus, onde mesmo que no sofrimento e na aflição, faz-se dócil ao agir do Espírito para descobrir o propósito de Deus Pai em favor de seu povo e o cresci- mento íntegro do mesmo. Adorando Jesus, São João Eudes faz-se a si mesmo um único propósito: assumir a vida de Cristo como sua e dar-se a tarefa de convidar sua pequena Congregação, nas diversas provações com quem compartilha a mensagem e a suas irmãs religiosas, a formar Jesus em tudo e em todos, de modo que, até as respirações e bati- mentos dos corações sejam atos de amor e louvores a Deus. Este desejo e convite do padre Eudes, é uma verdadeira referência para quem sente-se chamado a construir a humanidade desde a misericórdia, o amor e a justiça. Formar Je- sus no coração é permitir que ele ocupe o primeiro lugar, tem que acender em nós o desejo de sentir como próprias as misérias dos miseráveis, de lutar incansavelmente por pregar as palavras que pregou e de agir em seu nome. Que a vivência nesse tempo qua- resmal e a semana maior de nossa fé, em campainha de São João Eudes, nos ajude a lutar por propósitos autênticos: Ser outro Cristo sobre a terra.
  • 4. “Desde quarta-feira de cinzas até o primeiro domingo,honramos o Batismo de Jesus no Jordão e a manifestação que dele faz a voz do Pai:“E eis que uma voz dos céus dizia:Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”(Mt 3,17) e do Espírito Santo que baixa sobre ele em forma de pomba,jun- to com o testemunho que sobre ele dá João Batista”. (O.C.I,317) A Escritura chama o batismo de regeneração e renascimento: é o banho batismal e da re- generação (T t 3, 5). Aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus (Jo 3, 5). Esta geração e nascimento tem como protótipo e exemplar a geração eterna do Filho de Deus no seio de seu Pai e sua geração e nascimento temporal nas entranhas virginais de sua mãe. Pois, assim, como em sua geração eterna o Pai comunica a seu Filho seu ser, sua vida e todas suas divinas perfeições, assim, em nosso batismo, este mesmo Pai nos dá, por seu Filho e em seu Filho, um ser e uma vida, Santos e divinos. Ademais, como o Espírito Santo foi enviado para formar o Filho de Deus nas entranhas da Santa Virgem, assim é também enviado para formar-lo e fazê-lo nascer pelo batismo em nosso ser e para incorporar-nos e unirmos a ele, fazendo-nos nascer e viver nele: Há que nascer de água e do Espírito.
  • 5. Como batizados, devemos mostrar a verdade destas palavras: Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. (Col 3, 3). Mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. (Rm 6, 13), como ressuscitados levamos sobre a terra uma vida celestial e Santa, adornada de todas as virtudes, em exercício contínuo de amor, de adoração e de louvor a Deus e da caridade para com o próximo. São João Eudes (O. C. II, 182 - 184) Tips de amor: O Batismo de Jesus e a manifestação do Pai: “Tu és meu elegido” (Mt 3, 17). Unidade de Espiritualidade Eudista. Link: https://youtu.be/RnhRSX4Kn6s  Pela graça do Espírito Santo adquirimos a capacidade de aderir-nos a Jesus. De que ma- neira trabalharei neste tempo da quaresma para renunciar a tudo que não pertence a Jesus, e viver de sua vida, de seu amor e de seu Espírito?  No Batismo, afirma São João Eudes, Deus Pai nos comunica a vida de seu Filho. Como estou perfilando minha Espiritualidade, para que o Coração de Cristo dado pelo Pai, seja o que mova minhas ações e construa minhas relações?
  • 6. Meu Jesus, como desejo seguir amar-te e servir-te: com o amor eterno, infinito e imenso com que teu Pai te ama e com que tu o amas a Ele desde toda a eternidade. É esse amor in- finito de teu coração e esse coração imenso, trasbordante de amor, o que quero oferecer-te, e de fato te ofereço como algo próprio, como meu próprio coração e amor.
  • 7. “Na primeira semana da quaresma honramos a vida solitária de Jesus não deserto”. (O.C.I,317) São Paulo nãos ensina que para realizar Santamente nossas ações devemos fazê-las em nome de Jesus Cristo. E Cristo nos assegura que o Pai nos concederá tudo quanto lhe peçamos em seu nome (...). Mas, que significa orar em nome de Jesus Cristo? (...). É continuar a oração de Jesus Cristo na terra. Porque como membros seus que formamos seu corpo, segundo nos ensina São Paulo, nos fazemos por sua vez na terra e o representamos; e, pelo mesmo, devemos fazê-lo tudo em seu nome, em seu espírito, com suas disposições e intenções, como Ele mesmo agiu quando estava no mundo e como atuaria si estivesse no nosso lugar (...). Por isso, quando te disponhas fazer oração, lembre-se de que vais continuar a oração de Je- sus Cristo, orando como oraria Ele, si estivesse em seu lugar; quer dizer, com as disposições com que tem orado e segue orando não céu e em nossos altares, onde acha-se em constante exercício de oração a seu Pai. Para este fim, une-te ao amor, a humildade, a pureza e a Santi- dade e demais disposições com as quais Ele ora.
  • 8. A oração é a felicidade perfeita e o verdadeiro paraíso na terra. Graças a ela, o cristão se une a seu Deus, seu centro, seu fim e soberano bem. Na oração, o cristão possui Deus, e Deus apodera-se dele. Pela oração, lhes damos nossas homenagens, adorações e afetos e re- cebemos suas luzes, suas bênçãos e as inumeráveis provas de seu amor infinito. São João Eudes (O. C. I, 200-201. 192) Dicas de amor: A vida solitária de Jesus no deserto. Unidade de Espiritualidade Eudista. Link: https://youtu.be/njckR-pIrQE  Para São João Eudes a oração tem que ser a primeira e mais importante ocupação de um cristão, com o objetivo de chegar a viver a mesma oração de Jesus. Como estou vi- vendo a oração, para que esta tenha as mesmas intenções e sentimentos de Cristo, e possa concretizar-se com ações e frutos concretos?  São João Eudes afirma que na oração o cristão possui Deus. Permito que minha oração se fortaleça cada vez mais através da leitura da Palavra e da participação nos sacramen- tos? Faço de minha oração um exercício cotidiano que me permita refletir em meus atos e pensamentos a vida de Jesus?
  • 9. Deus de meu amor!Tu és todo amável, todo amante, todo amor e todo amor por mim. Que eu também seja todo amor por ti. Que o céu se converta em uma pura chama de amor por ti. (O. C. I, 387)
  • 10. “Na segunda semana,honra sua vida pública e o tratamento com os homens,desde a idade de trinta anos até sua morte” (O.C.I,317) Pregar é fazer Deus falar. Pregar é fazer Deus falar, o qual, depois de dirigir-se aos homens pelos profetas no antigo Testamento, e por seu Filho na nova lei, quer falar-nos também agora pelos membros de seu Filho, para dar-nos a conhecer sua vontade e convidar-nos a cumprir-la. Pregar é distribuir aos Filhos de Deus o pão da vida eterna, para manter, fortalecer e aperfeiçoar neles a vida divina que receberam do Pai celestial pelo novo nascimento do batismo.Tu tens palavras de vida eterna (Jo 6, 69). A origem da pregação apostólica encontra-se no seio de Deus, de onde saiu oVerbo, a Pala- vra eterna e o primeiro de todos os pregadores, Jesus Cristo, nosso Senhor. Dessa fonte trouxe todas as verdades que veio pregar na terra. O fim e objeto desta função celestial é dá nascimento e formar Jesus Cristo nos corações dos homens, é fazê-lo viver e reinar neles; é dissipar dos espíritos as trevas infernais e irradiar neles as luzes celestiais; é combater e des- truir o pecado nas almas e abrir nelas a porta da graça divina; é expulsar por terra a tirania de Satanás no mundo e estabelecer o reino de Deus; é reconciliar os homens com Deus e fazê-los seus filhos.
  • 11. Há que adorar Nosso Senhor Jesus Cristo nas Santas disposições com que pregava quando estava na terra; renunciar fortemente a si mesmo; dar-se a Ele de todo coração, implorando -lhe que nos abaixe e se estabeleça Ele em nós, para que seja Ele quem pregue por nossa boca, já que só a Ele pertence o anunciar da palavra de seu Pai; aceita por seu amor as con- fissões e mortificações que nos possam ocorrer; e também dar nossa memória ao Pai, nosso entendimento ao Filho e nossa vontade ao Espírito Santo. São João Eudes (O. C. IV, 12-16. 21) Dicas de amor: A vida pública de Jesus: desde seus trinta anos até sua morte. Unidade de Espiritualidade Eudista. Link: https://youtu.be/XNa8N9zVwrs  São João Eudes afirma que a pregação não há de ter outro propósito se não que fazer viver e reinar Jesus no Coração humano. De que maneira em minha vida cristã tenho sentido o chamado para evangelizar e a ser Jesus para os demais?  Como edifico minhas relações com outras pessoas para formar Jesus no meio delas?
  • 12. Jesus, meu amor puríssimo, só busco a ti, só desejo a ti, só quero amar a ti. E quero amar-te não por meu interesse e prazer pessoal, nem para que seja prazeroso e consolador amar-te, se não porque mereces infinitamente que te amemos pelo amor de ti mesmo. (O. C. I, 396)
  • 13. “Honremos a vida penitente de Jesus em suas humilhações interiores e exteriores”. (O.C.I,318) Quando te sobrevenha uma aflição do corpo ou do espírito, ajoelha-se de imediato aos pés daquele que disse: Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nen- huma o lançarei fora. (Jo 6, 37); Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.(Mt. 11, 28).  Adora sua divina vontade.  Humilha-te ante Ele a vista de teus pecados, que são a causa de todos os males.  Oferece-lhe tua aflição.  Pede-lhe sua graça para sobre levá-la Santamente.  Reconcilia-te com Ele mediante a confissão e a comunhão. Porque si não estás em sua graça e em seu amor, todos os martírios do mundo seriam inú- teis para glória de Deus e para tua Santificação: privarias Deus de uma grande honra que po- derias tributar-lhe no momento da tribulação e tu perderias inestimáveis tesouros da graça e da glória. São João Eudes (O. C. I, 456).
  • 14. Dicas de amor: Humilhações interiores e exteriores da vida de Jesus. Unidade de Espiritualidade Eudista. Link: https://youtu.be/xErdwpBgRp4  A dificuldade para um cristão não pode converter-se em um obstáculo para sua fé, pelo contrário tem que funcionar como um potenciador, através do qual possa descobrir a ação de Deus que se apropria do coração humano e o transforma na profundidade de seu amor. Assumo minhas dificuldades como uma oportunidade para potenciar minha fé e minha oração, de modo que, possa descobrir o propósito de Deus não meio dela?  São João Eudes propõe realizar um gesto de reconciliação com Deus no momento da aflição. Quais são as coisas que me impedem de ser fiel a Jesus? Aproxima-te ao sacra- mento da reconciliação. Amabilíssimo Jesus, que és tão digno de amor e tão pouco amado! O mundo não pensa em ti nem em amar-te: só atina a ofender-te e a perseguir aqueles que te amam. Que, em troca, eu, passando pelo mundo, só pense em amar-te. Quem, me dera amar como o mundo intei- ro deveria amar-te? (O. C. I, 390)
  • 15. “Honremos a vida penitente de Jesus em suas privações exteriores e interiores”. (O.C.I,318)
  • 16. São Paulo chama a humildade, a virtude mais característica de Jesus Cristo. É por conse- guinte, a virtude própria do cristão, sem a qual é impossível chegar a sê-lo. Ela é o funda- mento da vida e Santidade cristã, a guardiã de todas as demais graças e virtudes. Ela nos traz toda classe de bênçãos, porque é nos humildes que o imenso e humildíssimo Jesus encontra seu descanso e suas delícias, segundo sua palavra: mas para esse olharei, para o pobre e aba- tido de espírito, e que treme da minha palavra. (Is. 66, 2). É a humildade, acompanhada do amor, que se faz Santos e grandes Santos. É verdade que nosso Senhor Jesus Cristo nos ensina a ajudar, a dar esmola e a orar em se- creto. Mas, São Gregório nos aclara que se trata da intenção e não da ação, quer dizer que o Senhor não proíbe que as façamos em público, já que nos disse em outra parte: Assim res- plandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. (Mt. 5, 16). Ele quer que nossa intenção mantenha-se secreta e escondida e que realizemos nossas ações exteriores não para agradar aos homens ou buscan- do vãos aplausos, se não para agradar a Deus e procurar sua glória. Finalmente, a verdadeira humildade de coração que nosso Senhor nos inculca com seu exe- mplo consiste em ser humildes como foi Cristo na terra. São João Eudes (O. C. I, 214. 224-225). Dicas de amor: As privações interiores e exteriores de Jesus. Unidade de Espiritualidade Eudista. Link: https://youtu.be/iRCpE9HLaIA
  • 17.  São João Eudes assegura que o cristão está chamado a atuar em nome de Jesus, por tal razão, é possível concluir que tudo o que façamos em benefício de nosso irmão, tem de ser em nome do Senhor. De que maneira permito que minhas ações evangeli- zadoras e cotidianas sejam luz e sal para a sociedade?  Para São João Eudes o objetivo da vida cristã é dar glória a Deus em tudo, isto se lo- gra vivendo com autenticidade a humildade a pureza de intenção em nossos atos. Em minha família, minha comunidade ou grupo de oração, o serviço que realizo está fo- cado em dar glória a Deus? Como devo seguir fortalecendo para chegar a tal objeti- vo? Meus Deus, amor imenso, tu enche o céu e a terra e estás em todas as coisas. Por onde queira és todo amável e todo amor. Por onde queira amas infinitamente a teu Pai e a teu Espírito Santo és infinitamente amado por eles. Igualmente me amas a mim como amor infinito. (O. C. I, 392)
  • 18. O amabilíssimo Coração da Mãe do Salvador tem cooperado com ele,sob diversas formas,no início e no progresso da obra de nossa salvação. (O.C.VI,155)
  • 19. Jesus, Filho único de Deus, Filho único de Maria, ao escolher, entre todas as criaturas, esta incomparável Virgem para ser sua Mãe, sua nodriza (ama) e sua governante; e pois em sua infinita bondade deu-a como Mãe e refúgio em todas as necessidades, quer que a venere- mos, a honremos e a amemos como ela a ama. A exaltou e honrou sobre todos os homens e os anjos; quer igualmente que lhe rendamos mais respeito e veneração que a todos os anjos e a todos os homens. Pois ele é nossa Cabeça e nós seus membros, animados por seu espírito, devemos seguir suas inclinações, caminhar por suas trilhas, continuar sua vida na terra e praticar as virtudes que praticou, quer que nossa devoção a sua divina Mãe seja continuação da sua. Quer dizer, que tenhamos os senti- mentos de honrar, de submissão e de amor que ele teve aqui na terra e que lhe tem eterna- mente no céu. Ela ocupou e ocupará para sempre o primeiro posto em seu coração. São João Eudes (O. C.VI, 17-18) Dicas de amor: Coração de Maria - Coração de Jesus Unidade de Espiritualidade Eudista Link: https://www.youtube.com/watch?v=BkY_SdR6t6w
  • 20.  De que maneira as virtudes, o amor e a misericórdia que contemplo no Coração de Maia me permitem fazer viver e reinar Jesus em meu coração?  Para São João Eudes, as virtudes do Coração de Maria são as mesmas virtudes do Co- ração de Jesus. Como estou perfilando minha vida espiritual, para formar em mim as virtudes deste Grande Coração e unir-me a ele plenamente?  Para São João Eudes, o Coração de Maria é fiel imagem da vida e o Reinado de Jesus: Que devo formar em minha vida cristã para ser uma imagem autêntica da vida e o Reinado de Jesus a exemplo de Maria? Madre de Jesús, ángeles y santos de Jesús, criaturas todas de Jesús, venid, ayúdenme a amar a nuestro Creador.Vengan, amemos a tan amabilísimo Señor. Consumamos nuestro ser y nuestras fuerzas en amar al que nos ha creado para que lo amemos. (O.C. I, 396) Diretor: Pe. Álvaro DuarteTorres CJM Disenho e compilação: Jorge Luis Baquero — Hermes Flórez Pérez Tradução: Geovani Ferreira Da Costa