Redes sociais e mensuração de          resultados  Programa de Aprendizagem Sobre           Redes Sociais
1º O que você deseja mensurar?
“Ah, quero medir a ‘evolução’ da               rede.  “Quero poder avaliar se estamos           ‘avançando’.“Quero mensura...
Mas se redes sociais não são asplataformas como você quer medir             então?
Se modelá-las como grafos é  uma simplificação inútil
E são dos padrões de interação, acada momento, que emergem os       fenômenos de rede
Como medir? Quais são estes  números reveladores da     quintêssencia?
Número de amigos?
Número de seguidores?
Número de tweets?
Número de pessoas que deram        um curtir?
Índice de distribuição do grafode conversas nos últimos X dias?
Mas como mensurar as conversas      entre as pessoas?
Como mensurar as conversas nocafezinho, as trocas informais, o     “clima de confiança”?
Como mensurar o subterrâneo das           Redes?
Redes Sociais = Capital Social
Isto não significa que trata-se de  uma realidade inescrutável...
Significa que não dá para “tomaremprestado rapidinho” conceitos demarketing ou medidas de portais de    conteúdo e sair de...
Perigo adicional
Impor A-PRIORI certos indicadores  derivados de ALGORITMOS em mídias sociais como “medida de               rede”
“Vamos incentivar os mais grupos ‘mais populares’
“Vamos destacar estas pessoas‘mais influentes’(X seguidores, Y       posts, Z interações)
TESE: Algum nível de competição +algoritmização = trapaça e ‘os meios           viram os fins’
Implicando em diminuição no nível          de confiança
Diminuição no nível de confiança  menor grau de distribuição nos         fluxos da rede
E ironicamente: destrói a usabilidade futura, em modelos mais sofisticados, dos própriosindicadores alçados ao pedestal.
Finalmente: e nos programas deaprendizagem sobre rede sociais?      Indicadores? Modelos?
MEU FIM. HÁ ALGUNS SLIDESDEPOIS DESTE QUE NÃO CONSEGUI          EXPLORAR.
Para que você quer medir       resultados?
Para colocar em balanços         sociais?
Para colocar em relatórios aos        investidores?
Para vender mais produtos?
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nilton Lessa - Minicurso Programas de Aprendizagem sobre redes sociais

743 visualizações

Publicada em

Minicurso Programas de Aprendizagem sobre redes sociais - Apresentação II
Palestrante: Nilton Lessa

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nilton Lessa - Minicurso Programas de Aprendizagem sobre redes sociais

  1. 1. Redes sociais e mensuração de resultados Programa de Aprendizagem Sobre Redes Sociais
  2. 2. 1º O que você deseja mensurar?
  3. 3. “Ah, quero medir a ‘evolução’ da rede. “Quero poder avaliar se estamos ‘avançando’.“Quero mensurar a correlação entreganho quantitativo de produtividade da empresa e os indicadores da rede”
  4. 4. Mas se redes sociais não são asplataformas como você quer medir então?
  5. 5. Se modelá-las como grafos é uma simplificação inútil
  6. 6. E são dos padrões de interação, acada momento, que emergem os fenômenos de rede
  7. 7. Como medir? Quais são estes números reveladores da quintêssencia?
  8. 8. Número de amigos?
  9. 9. Número de seguidores?
  10. 10. Número de tweets?
  11. 11. Número de pessoas que deram um curtir?
  12. 12. Índice de distribuição do grafode conversas nos últimos X dias?
  13. 13. Mas como mensurar as conversas entre as pessoas?
  14. 14. Como mensurar as conversas nocafezinho, as trocas informais, o “clima de confiança”?
  15. 15. Como mensurar o subterrâneo das Redes?
  16. 16. Redes Sociais = Capital Social
  17. 17. Isto não significa que trata-se de uma realidade inescrutável...
  18. 18. Significa que não dá para “tomaremprestado rapidinho” conceitos demarketing ou medidas de portais de conteúdo e sair deduzindo “avanços” ou “retrocessos”
  19. 19. Perigo adicional
  20. 20. Impor A-PRIORI certos indicadores derivados de ALGORITMOS em mídias sociais como “medida de rede”
  21. 21. “Vamos incentivar os mais grupos ‘mais populares’
  22. 22. “Vamos destacar estas pessoas‘mais influentes’(X seguidores, Y posts, Z interações)
  23. 23. TESE: Algum nível de competição +algoritmização = trapaça e ‘os meios viram os fins’
  24. 24. Implicando em diminuição no nível de confiança
  25. 25. Diminuição no nível de confiança menor grau de distribuição nos fluxos da rede
  26. 26. E ironicamente: destrói a usabilidade futura, em modelos mais sofisticados, dos própriosindicadores alçados ao pedestal.
  27. 27. Finalmente: e nos programas deaprendizagem sobre rede sociais? Indicadores? Modelos?
  28. 28. MEU FIM. HÁ ALGUNS SLIDESDEPOIS DESTE QUE NÃO CONSEGUI EXPLORAR.
  29. 29. Para que você quer medir resultados?
  30. 30. Para colocar em balanços sociais?
  31. 31. Para colocar em relatórios aos investidores?
  32. 32. Para vender mais produtos?

×