SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
ENDOMETRIOSE



Doença exclusivamente feminina, descrito somente 3 casos na literatura em homens que
estavam em uso de estrogênios para tratamento de câncer de próstata. Maior incidência
na mulher em fase reprodutiva, com pico aos 25 anos. Possui alta incidência em
população infértil chegando a 25% e na população geral 10% a 15%.

Seu conceito é a presença de glândulas endometriais fora da cavidade uterina, sendo o
sítio mais comum a pelve feminina, mas há relatos de células endometriais no cérebro,
pulmões,                             cicatrizes                            cirúrgicas.

Etiologia desconhecida, apresentando diversas teorias que tentam explicar sua origem,
sendo que vem sendo estudada desde o fim do século XIX. Dentre as teorias que
permaneceram por mais tempo há teoria de Sampson, 1922, acreditava que durante o
período da menstruação ocorreria um fluxo reverso para a cavidade abdominal,
justificando a presença comum no fundo de saco de Douglas. No entanto, com a ampla
utilização da laparoscopia, foi observado que em mulheres no período menstrual há
refluxo e no entanto, nem todas desenvolvem a doença. Teoria de Javert, que em estudo
de cadáveres observou a presença de células endometriais em linfonodos, dando uma
explicação a disseminação linfática para a doença. Modernamente temos o interesse
dentro da questão imunológica, na descoberta de fatores que estariam facilitando que
determinadas mulheres mantenham essas células fora do local e permitindo sua fixação
e         manutenção          através       de         processos         angiogênicos.

A sintomatologia caracteriza-se pela tríade clássica: dismenorréia, dispareunia e
infertilidade. No entanto, nem sempre encontramos em uma mesma paciente esses três
sintomas/sinais. È comum associar a hiperprolactinemia e aos ovários micropolicísticos,
levando a irregularidade menstrual e metrorragias. Mas o mais importante dos sintomas
se refere à dismenorréia intensa prejudicando a qualidade de vida dessas mulheres e alto
índice           de           absenteísmo           em            seu         trabalho.

Há sociedades específicas para o estudo dessa doença e que tentam classificá-la de
acordo com sua gravidade. Disso, surge uma particularidade que é a não associação da
intensidade do comprometimento anatômico com a sintomatologia apresentada.

O diagnóstico somente é feito através do estudo histopatológico da área, portanto, sendo
necessária a laparoscopia com biópsia. Laudos ultrassonográficos podem sugerir a
presença de endometrioma, que são cistos com conteúdo hipoecogênico fino, parede
levemente espessada, que se assemelha ao corpo lúteo que não muda com a fase do
ciclo, mas não nos permite afirmar o diagnóstico de endometriose.
O tratamento utilizado na atualidade visa dar conforto a paciente ou atender seus
interesses. Em ambos os casos, o tratamento cirúrgico, com a retirada de cistos acima de
2,5 cm com ablação dos focos está indicado. Em casos de falência do primeiro
tratamento e a paciente apresentando dismenorréia intensa podemos utilizar a forma
clínica através dos análogos de LHRH, Danazol, Gestrinoma, progestogênio contínuo
com a finalidade de atrofiar o endométrio e consequentemente o ectópico melhorando a
sintomatologia da paciente. Em pacientes cujo desejo é da procriação utiliza-se a
inseminação artificial e/ou fertilização "in vitro", obtendo sucesso através da gestação e
da melhora da doença.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Miomatose Uterina
Miomatose UterinaMiomatose Uterina
Miomatose Uterinabubuzinhapj
 
Saúde da Mulher - Mioma
Saúde da Mulher - MiomaSaúde da Mulher - Mioma
Saúde da Mulher - MiomaTIAGO SOUSA
 
Alterações benignas da mama
Alterações benignas da mamaAlterações benignas da mama
Alterações benignas da mamachirlei ferreira
 
Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014
Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014
Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014angelalessadeandrade
 
Dor pélvica aguda em ginecologia
Dor pélvica aguda em ginecologiaDor pélvica aguda em ginecologia
Dor pélvica aguda em ginecologiachirlei ferreira
 
Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]
Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]
Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]EDSON ALAN QUEIROZ
 
Aula de Câncer de Ovário
Aula de Câncer de OvárioAula de Câncer de Ovário
Aula de Câncer de OvárioMateus Cornélio
 

Mais procurados (19)

Apr.hiperplasia+endometrial
Apr.hiperplasia+endometrialApr.hiperplasia+endometrial
Apr.hiperplasia+endometrial
 
Endometriose
EndometrioseEndometriose
Endometriose
 
Miomatose Uterina
Miomatose UterinaMiomatose Uterina
Miomatose Uterina
 
Dor Pelvica Cronica
Dor Pelvica CronicaDor Pelvica Cronica
Dor Pelvica Cronica
 
Indicações de laparoscopia no manejo de massas anexiais
Indicações de laparoscopia no manejo de massas anexiaisIndicações de laparoscopia no manejo de massas anexiais
Indicações de laparoscopia no manejo de massas anexiais
 
Saúde da Mulher - Mioma
Saúde da Mulher - MiomaSaúde da Mulher - Mioma
Saúde da Mulher - Mioma
 
Aula dor pélvica (1)
Aula dor pélvica (1)Aula dor pélvica (1)
Aula dor pélvica (1)
 
Alterações benignas da mama
Alterações benignas da mamaAlterações benignas da mama
Alterações benignas da mama
 
Abordagem terapeutica no_leiomioma_uterino
Abordagem terapeutica no_leiomioma_uterinoAbordagem terapeutica no_leiomioma_uterino
Abordagem terapeutica no_leiomioma_uterino
 
Miomatose: quando a cirurgia é indicada?
Miomatose: quando a cirurgia é indicada?Miomatose: quando a cirurgia é indicada?
Miomatose: quando a cirurgia é indicada?
 
Prenhez tubária
Prenhez tubáriaPrenhez tubária
Prenhez tubária
 
Endo 2018 1
Endo 2018 1Endo 2018 1
Endo 2018 1
 
Tu cordao sexual e estroma
Tu cordao sexual e estromaTu cordao sexual e estroma
Tu cordao sexual e estroma
 
Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014
Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014
Aula de saúde ginecológica pronta para preparatório 2014
 
Dor pélvica aguda em ginecologia
Dor pélvica aguda em ginecologiaDor pélvica aguda em ginecologia
Dor pélvica aguda em ginecologia
 
Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]
Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]
Hemorragia genital de_causa_obstetrica_e_ginecologica[1]
 
Tumores de ovário
Tumores de ovárioTumores de ovário
Tumores de ovário
 
Tumor de Ovário
Tumor de Ovário Tumor de Ovário
Tumor de Ovário
 
Aula de Câncer de Ovário
Aula de Câncer de OvárioAula de Câncer de Ovário
Aula de Câncer de Ovário
 

Destaque

Destaque (7)

Apresentação endometriose
Apresentação endometrioseApresentação endometriose
Apresentação endometriose
 
Endometriose
EndometrioseEndometriose
Endometriose
 
DoençA InflamatóRia PéLvica Dip
DoençA InflamatóRia PéLvica   DipDoençA InflamatóRia PéLvica   Dip
DoençA InflamatóRia PéLvica Dip
 
Presentacion De Endometriosis
Presentacion De EndometriosisPresentacion De Endometriosis
Presentacion De Endometriosis
 
Endometriosis
EndometriosisEndometriosis
Endometriosis
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 

Semelhante a Endometriose (20)

Endo 2
Endo 2Endo 2
Endo 2
 
artigo legal.pdf
artigo legal.pdfartigo legal.pdf
artigo legal.pdf
 
DiagnóStico E Tratamento Das DoençAs Do Colo Uterino
DiagnóStico E Tratamento  Das DoençAs Do Colo UterinoDiagnóStico E Tratamento  Das DoençAs Do Colo Uterino
DiagnóStico E Tratamento Das DoençAs Do Colo Uterino
 
Triplo x
Triplo xTriplo x
Triplo x
 
Metrobrabc 2014 03-25-14
Metrobrabc 2014 03-25-14Metrobrabc 2014 03-25-14
Metrobrabc 2014 03-25-14
 
Brabc 2014 03-25-14
Brabc 2014 03-25-14Brabc 2014 03-25-14
Brabc 2014 03-25-14
 
Litotripsia crianças artigo
Litotripsia crianças artigoLitotripsia crianças artigo
Litotripsia crianças artigo
 
Gedr2
Gedr2Gedr2
Gedr2
 
Megacolon ufba.
Megacolon ufba.Megacolon ufba.
Megacolon ufba.
 
root,+10.+Adenocarcinoma+de+cólon+apresentando-se+como+hérnia.pdf
root,+10.+Adenocarcinoma+de+cólon+apresentando-se+como+hérnia.pdfroot,+10.+Adenocarcinoma+de+cólon+apresentando-se+como+hérnia.pdf
root,+10.+Adenocarcinoma+de+cólon+apresentando-se+como+hérnia.pdf
 
79 338-1-pb (3)
79 338-1-pb (3)79 338-1-pb (3)
79 338-1-pb (3)
 
Doenças Raras 2 parte
Doenças  Raras 2 parte Doenças  Raras 2 parte
Doenças Raras 2 parte
 
Contratura de Dupuytren
Contratura de DupuytrenContratura de Dupuytren
Contratura de Dupuytren
 
Cancer colo do utero
Cancer colo do uteroCancer colo do utero
Cancer colo do utero
 
DiagnóStico E Tratamento Das InfecçõEs Genito UrináRias
DiagnóStico E Tratamento Das InfecçõEs Genito UrináRiasDiagnóStico E Tratamento Das InfecçõEs Genito UrináRias
DiagnóStico E Tratamento Das InfecçõEs Genito UrináRias
 
Pcdt endometriose livro_2010
Pcdt endometriose livro_2010Pcdt endometriose livro_2010
Pcdt endometriose livro_2010
 
Serviço De Propedêutica Do Colo Aula1
Serviço De Propedêutica Do Colo Aula1Serviço De Propedêutica Do Colo Aula1
Serviço De Propedêutica Do Colo Aula1
 
Esclerose multipla1
Esclerose multipla1Esclerose multipla1
Esclerose multipla1
 
Dary
DaryDary
Dary
 
Doença de chagas
Doença de chagas Doença de chagas
Doença de chagas
 

Mais de chirlei ferreira

Correlacao entre achados do doppler da arteria oftalmica
Correlacao entre achados do doppler da arteria oftalmicaCorrelacao entre achados do doppler da arteria oftalmica
Correlacao entre achados do doppler da arteria oftalmicachirlei ferreira
 
Sangramento uterino anormal
Sangramento uterino anormalSangramento uterino anormal
Sangramento uterino anormalchirlei ferreira
 
Gravidez na adolescência aula
Gravidez na adolescência   aulaGravidez na adolescência   aula
Gravidez na adolescência aulachirlei ferreira
 
Gravidez após técnica de reprodução assistida
Gravidez   após  técnica de   reprodução  assistidaGravidez   após  técnica de   reprodução  assistida
Gravidez após técnica de reprodução assistidachirlei ferreira
 
Desafios atuais do ensino de go
Desafios atuais do ensino de goDesafios atuais do ensino de go
Desafios atuais do ensino de gochirlei ferreira
 
Câncer de mama rastreamento e diagnostico
Câncer de mama   rastreamento e diagnosticoCâncer de mama   rastreamento e diagnostico
Câncer de mama rastreamento e diagnosticochirlei ferreira
 
Assistencia a mulher vitima de violencia sexual
Assistencia a mulher vitima de violencia sexualAssistencia a mulher vitima de violencia sexual
Assistencia a mulher vitima de violencia sexualchirlei ferreira
 
Abordagem das infecções congênitas na gravidez
Abordagem das infecções congênitas na gravidezAbordagem das infecções congênitas na gravidez
Abordagem das infecções congênitas na gravidezchirlei ferreira
 
Corrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvica
Corrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvicaCorrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvica
Corrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvicachirlei ferreira
 
DiagnóStico E Tratamento Da Infertilidade
DiagnóStico E Tratamento Da InfertilidadeDiagnóStico E Tratamento Da Infertilidade
DiagnóStico E Tratamento Da Infertilidadechirlei ferreira
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Riscochirlei ferreira
 
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da GravidezDoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidezchirlei ferreira
 
DiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGica
DiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGicaDiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGica
DiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGicachirlei ferreira
 
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRioDiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRiochirlei ferreira
 

Mais de chirlei ferreira (20)

Spinoza slides
Spinoza slidesSpinoza slides
Spinoza slides
 
O banquete
O banqueteO banquete
O banquete
 
Correlacao entre achados do doppler da arteria oftalmica
Correlacao entre achados do doppler da arteria oftalmicaCorrelacao entre achados do doppler da arteria oftalmica
Correlacao entre achados do doppler da arteria oftalmica
 
Sangramento uterino anormal
Sangramento uterino anormalSangramento uterino anormal
Sangramento uterino anormal
 
O sus e o ensino médico
O sus e o ensino médicoO sus e o ensino médico
O sus e o ensino médico
 
Gravidez na adolescência aula
Gravidez na adolescência   aulaGravidez na adolescência   aula
Gravidez na adolescência aula
 
Gravidez após técnica de reprodução assistida
Gravidez   após  técnica de   reprodução  assistidaGravidez   após  técnica de   reprodução  assistida
Gravidez após técnica de reprodução assistida
 
Desafios atuais do ensino de go
Desafios atuais do ensino de goDesafios atuais do ensino de go
Desafios atuais do ensino de go
 
Câncer de mama rastreamento e diagnostico
Câncer de mama   rastreamento e diagnosticoCâncer de mama   rastreamento e diagnostico
Câncer de mama rastreamento e diagnostico
 
Assistencia a mulher vitima de violencia sexual
Assistencia a mulher vitima de violencia sexualAssistencia a mulher vitima de violencia sexual
Assistencia a mulher vitima de violencia sexual
 
Abordagem das infecções congênitas na gravidez
Abordagem das infecções congênitas na gravidezAbordagem das infecções congênitas na gravidez
Abordagem das infecções congênitas na gravidez
 
O Banquete
O BanqueteO Banquete
O Banquete
 
O Lago
O LagoO Lago
O Lago
 
Tumores Ovarianos
Tumores OvarianosTumores Ovarianos
Tumores Ovarianos
 
Corrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvica
Corrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvicaCorrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvica
Corrimentos E DoençA InflamatóRia PéLvica
 
DiagnóStico E Tratamento Da Infertilidade
DiagnóStico E Tratamento Da InfertilidadeDiagnóStico E Tratamento Da Infertilidade
DiagnóStico E Tratamento Da Infertilidade
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da GravidezDoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
 
DiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGica
DiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGicaDiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGica
DiagnóStico E Tratamento Da Oncologia GinecolóGica
 
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRioDiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
 

Último

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )MayaraDaSilvaAssis
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 

Último (20)

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 

Endometriose

  • 1. ENDOMETRIOSE Doença exclusivamente feminina, descrito somente 3 casos na literatura em homens que estavam em uso de estrogênios para tratamento de câncer de próstata. Maior incidência na mulher em fase reprodutiva, com pico aos 25 anos. Possui alta incidência em população infértil chegando a 25% e na população geral 10% a 15%. Seu conceito é a presença de glândulas endometriais fora da cavidade uterina, sendo o sítio mais comum a pelve feminina, mas há relatos de células endometriais no cérebro, pulmões, cicatrizes cirúrgicas. Etiologia desconhecida, apresentando diversas teorias que tentam explicar sua origem, sendo que vem sendo estudada desde o fim do século XIX. Dentre as teorias que permaneceram por mais tempo há teoria de Sampson, 1922, acreditava que durante o período da menstruação ocorreria um fluxo reverso para a cavidade abdominal, justificando a presença comum no fundo de saco de Douglas. No entanto, com a ampla utilização da laparoscopia, foi observado que em mulheres no período menstrual há refluxo e no entanto, nem todas desenvolvem a doença. Teoria de Javert, que em estudo de cadáveres observou a presença de células endometriais em linfonodos, dando uma explicação a disseminação linfática para a doença. Modernamente temos o interesse dentro da questão imunológica, na descoberta de fatores que estariam facilitando que determinadas mulheres mantenham essas células fora do local e permitindo sua fixação e manutenção através de processos angiogênicos. A sintomatologia caracteriza-se pela tríade clássica: dismenorréia, dispareunia e infertilidade. No entanto, nem sempre encontramos em uma mesma paciente esses três sintomas/sinais. È comum associar a hiperprolactinemia e aos ovários micropolicísticos, levando a irregularidade menstrual e metrorragias. Mas o mais importante dos sintomas se refere à dismenorréia intensa prejudicando a qualidade de vida dessas mulheres e alto índice de absenteísmo em seu trabalho. Há sociedades específicas para o estudo dessa doença e que tentam classificá-la de acordo com sua gravidade. Disso, surge uma particularidade que é a não associação da intensidade do comprometimento anatômico com a sintomatologia apresentada. O diagnóstico somente é feito através do estudo histopatológico da área, portanto, sendo necessária a laparoscopia com biópsia. Laudos ultrassonográficos podem sugerir a presença de endometrioma, que são cistos com conteúdo hipoecogênico fino, parede levemente espessada, que se assemelha ao corpo lúteo que não muda com a fase do ciclo, mas não nos permite afirmar o diagnóstico de endometriose.
  • 2. O tratamento utilizado na atualidade visa dar conforto a paciente ou atender seus interesses. Em ambos os casos, o tratamento cirúrgico, com a retirada de cistos acima de 2,5 cm com ablação dos focos está indicado. Em casos de falência do primeiro tratamento e a paciente apresentando dismenorréia intensa podemos utilizar a forma clínica através dos análogos de LHRH, Danazol, Gestrinoma, progestogênio contínuo com a finalidade de atrofiar o endométrio e consequentemente o ectópico melhorando a sintomatologia da paciente. Em pacientes cujo desejo é da procriação utiliza-se a inseminação artificial e/ou fertilização "in vitro", obtendo sucesso através da gestação e da melhora da doença.