SlideShare uma empresa Scribd logo

ANALISE_TEMPIETTO_pdf.pdf

O Tempietto de San Pietro foi projetado por Donato Bramante em 1502 em Roma como um templo circular abobadado dedicado a São Pedro. Ele apresenta características definidoras do Alto Renascimento italiano como planta centrada, cúpula hemisférica e proporções harmônicas. O edifício é considerado uma síntese da arquitetura renascentista e serviu como modelo para muitas construções posteriores.

1 de 4
Baixar para ler offline
TEMPIETTO DE SAN PIETRO
Arquiteto: Donato Bramante
Localização: Montorio, Roma - Itália (contexto urbano)
Data: 1502
Tipo do edifício: templo
Estilo: Renascença italiana
Donato Bramante, foi um arquiteto
e pintor italiano. Nasceu em Monte
Asdruvaldo em Urbino, em julho
de 1444. Desde cedo mostrou o
gosto pelo desenho, e embora
mais tarde tenha ganho fama
como pintor, sua atenção logo foi
tomada pela arquitetura. Quando
saiu de sua cidade passou por
algumas cidades da Lombardia,
executando trabalhos de várias
magnitudes e examinando
pacientemente todos os legados
da arte antiga. Por fim chegou em
Roma, onde seu trabalho se
consagrou. Nesse tempo,
reconstruiu o claustro do Convento
della Pace e construiu para o papa
o Palazzo della Cancelleria. Seu
primeiro grande trabalho foi a
junção dos edifícios do Palácio
Belvedere, através de duas longas
galerias ou corredores que
encerram um tribunal. O projeto foi
concluído apenas em parte antes
da morte de Júlio e do arquiteto.
Mas, a sua grande obra foi o plano
para a reconstrução da Catedral
de S. Pedro no Vaticano para onde
concebe um edifício de planta em
cruz grega com uma grande
cúpula sobre o cruzeiro. O projeto
foi alterado pois Bramante morreu
antes de se iniciar a sua
construção. Executou várias obras
menores em Roma e Bolonha,
dentre as quais é especialmente
mencionado pelo seu Tempietto
(pequeno templo), o qual foi
aclamado como síntese do Alto
Renascimento. É o primeiro
monumento que opõe a Alta
Renascença à Baixa Renascença,
e é também um monumento mais
escultural do que arquitetural.
Claustro do Convento della Pace
Palácio Belvedere
O Tempietto de San Pietro ergue-se no pátio do
Convento de São Pedro, localizado próximo ao
centro histórico de Roma, assinalando, de acordo
com a lenda, o local da crucificação de São Pedro.
É o edifício síntese da Alta Renascença que foi
usado como protótipo para muitas construções
futuras e que apresenta claramente características
desse período como a planta centrada nas figuras
geométricas mais constantes (quadrado, círculo e a
combinação de ambos), cúpula hemisférica e forte
entablamento, e também características de
Bramante como: ordem, regularidade, simplicidade
e harmonia nas proporções.
O projeto teve como base os escritos teóricos de
Vasari e os Tratados de Serlio e Palladio e nele
Bramante reinterpretou a forma circular de templo no
Tempietto, construindo um peristilo (corredor
coberto circundante, aberto lateralmente através de
um ou mais conjuntos de colunas) ao redor de um
santuário. Uma cúpula hemisférica, cobre o interior,
como no Panteão, mas aqui é sustentada por um
tambor alto, além de ter escolhido a máscula ordem
dórica, apropriada para um prédio dedicado a São
Pedro. Também inclui emblemas do papado nas
métopas do friso.
O edifício se insere timidamente na paisagem. Circundado pelos limites do convento, manifesta sua
silhueta na paisagem somente em visões privilegiadas do observador.
MARIA GABRIELLA STABILE
Palácio Belvedere
Palazzo della Cancelleria
4,6
0,8
1
3,8
2,39
2,36
12
1,24
Cúpula Hemisférica
Tambor
Colunata
Coluna Dórica
Plataforma
Entablamento
Cornija
Balaustrada
Parapeito
Pódio
Acesso
É um templo circular abobadado, assentado numa
plataforma de três degraus e circundado por uma
colunata em ordem dórica, formada por 16 colunas
reaproveitadas de um edifício anterior. A parede do
edifício cilíndrico articulada é dinamizada por nichos
profundos cobertos por conchas que alternam com
janelas retangulares, ritmadas por pilastras
embebidas. Um forte entablamento separa o nível
inferior (que contém o pórtico) do tambor que forma
o segundo piso e que contém janelas para
iluminação do espaço interior. A balaustrada
sobreposta a este entablamento absorve transição
volumétrica entre o pórtico circular e a cúpula,
constituindo um dos elementos fundamentais para
a fixação das proporções entre as várias partes da
construção. No interior, um conjunto de capelas
semicirculares cobertas por semi-cúpulas e
preenchidas por esculturas alternam com nichos
rematados por pilastras. A capela principal, que
contém um altar com uma escultura de S. Pedro
sentado no trono situa-se no eixo definido pela
entrada no templo. Sob a nave circular existe uma
cúpula de reduzido pé-direito, coberta por uma
cúpula abatida.
Vários modelos poderão ter inspirado Bramante: o teatro marítimo da Villa Adriana, os batistérios
circulares paleocristãos,o Templo de Vesta e o Panteon. Um estudo teórico feito por Albertique
determinava a forma circular como a mais indicada para os templos. As suas referências simbólicas
e religiosas são inegáveis, apontando para a afirmação de uma centralidade que traduz o caráter
autocrático da autoridade papal, de que S. Pedro constitui a referência máxima. Mais que uma
igreja, este edifício foi concebido como um objeto simbólico surgindo como um dos paradigmas da
aplicação da estrutura gramatical das ordens clássicas e da perfeição das proporções.
Teatro marítimo da Villa Adriana Templo de Hércules
Planta Panteon
Planta Tempietto
A análise comparativa entre as plantas do Panteon e
do Tempietto permite a percepção, em ambas, de
uma planta central, formada por anéis concêntricos,
sendo um deles o da colunata, e também da
presença de um pórtico de acesso principal.
TEMPIETTO DE SAN PIETRO
ELEMENTOS COMPOSITIVOS
MARIA GABRIELLA STABILE
4,6
0,8
1
3,8
2,39
2,36
12
1,24
Semiesfera
Retângulo
Retângulo
3/2 diâmetro
da cúpula
x
x
Y
Y
Y
O edifício foi projetado usando as relações geométricas simples : a altura do Templo até a base da cúpula é igual
a sua largura (x), a cúpula do edifício tem um raio igual a sua altura e a altura do tambor em que assenta (y) e o
diâmetro da circunferência externa das colunas é igual a 3/2 o diâmetro da cúpula .
TEMPIETTO DE SAN PIETRO
A) SISTEMAS DE MEDIDAS E PROPORÇÕES
Relação de proporção
estabelecida através da
repetição do círculo,
uma das formas puras
mais usadas pelos
mestres Renascentistas.
Presença de um eixo de simetria longitudinal na fachada e de simetria radial na planta.
B) RETÍCULA E GRELHA
Não há um ordenamento da planta através dos princípios de retícula e grelha, mas nota-se que existe uma
padronização de medidas na disposição dos elementos construtivos.
C) ORGANIZAÇÃO POR FORMAS GEOMÉTRICAS
D) LINHAS E EIXOS DE ORGANIZAÇÃO
E) HIERARQUIA
Claustro
Peristilo
Igreja
Convento
Interior
5
5
Cripta
A transição dos espaços ocorre de
maneira gradual. Na fachada principal
do Convento de São Pedro, existem
duas entradas, uma pela igreja e outra
pelo convento. Ambas se abrirão para
o claustro onde está o Tempietto. Este
está sobre um pódio, que dá acesso
ao peristilo, o qual faz a conexão com
o interior de onde ainda parte um
acesso para a cripta.
MARIA GABRIELLA STABILE
TEMPIETTO DE SAN PIETRO
E) REPETIÇÃO, RITMO, CHEIOS E VAZIOS
4,5
ELEMENTOS CONSTRUTIVOS E MATERIAIS
MARIA GABRIELLA STABILE

Recomendados

Tempietto di San Pietro
Tempietto di San PietroTempietto di San Pietro
Tempietto di San Pietroruadopaiol
 
Reconhecer Arte Gotica
Reconhecer Arte GoticaReconhecer Arte Gotica
Reconhecer Arte GoticaIsidro Santos
 
Arquitetura renascentista
Arquitetura renascentistaArquitetura renascentista
Arquitetura renascentistaAna Barreiros
 
Trabalho Individual
Trabalho IndividualTrabalho Individual
Trabalho Individualangeldenis21
 
A Arquitetura Renascentista
A Arquitetura RenascentistaA Arquitetura Renascentista
A Arquitetura RenascentistaSusana Simões
 
Arquitetura românica
Arquitetura românicaArquitetura românica
Arquitetura românicaAna Barreiros
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisAmadeu Wolff
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ANALISE_TEMPIETTO_pdf.pdf

Catedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame ParisCatedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame Pariscristinasousaprof
 
Arte gótica
Arte gótica Arte gótica
Arte gótica kyzinha
 
Catedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame ParisCatedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame ParisBiaEsteves
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisMarcio Bern
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisMarcio Bern
 
Catedral de Notre-Dame-Paris
Catedral de Notre-Dame-ParisCatedral de Notre-Dame-Paris
Catedral de Notre-Dame-ParisBiaEsteves
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisDenizecomZ
 
A arquitectura romnica
A arquitectura romnicaA arquitectura romnica
A arquitectura romnicagueste0bd5a
 
Arquitetura no Renascimento
Arquitetura no RenascimentoArquitetura no Renascimento
Arquitetura no RenascimentoJoão Coutinho
 
Arquiteuta românica
Arquiteuta românicaArquiteuta românica
Arquiteuta românicaAna Schebuk
 
Sant'Andrea Della Valle
Sant'Andrea Della ValleSant'Andrea Della Valle
Sant'Andrea Della ValleLucas Gomes
 
Módulo 3 a arte românica
Módulo 3   a arte românicaMódulo 3   a arte românica
Módulo 3 a arte românicacattonia
 

Semelhante a ANALISE_TEMPIETTO_pdf.pdf (20)

Catedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame ParisCatedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame Paris
 
Arte gótica
Arte gótica Arte gótica
Arte gótica
 
Arte Gótica
Arte GóticaArte Gótica
Arte Gótica
 
Gotico em Portugal
Gotico em PortugalGotico em Portugal
Gotico em Portugal
 
Catedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame ParisCatedral de Notre Dame Paris
Catedral de Notre Dame Paris
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame paris
 
Catedral de notre-dame_paris
Catedral de notre-dame_parisCatedral de notre-dame_paris
Catedral de notre-dame_paris
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame paris
 
Catedral de Notre-Dame-Paris
Catedral de Notre-Dame-ParisCatedral de Notre-Dame-Paris
Catedral de Notre-Dame-Paris
 
Catedral de notre dame paris
Catedral de notre dame parisCatedral de notre dame paris
Catedral de notre dame paris
 
Amiens
AmiensAmiens
Amiens
 
ARTE GÓTICA
ARTE GÓTICAARTE GÓTICA
ARTE GÓTICA
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
A arquitectura romnica
A arquitectura romnicaA arquitectura romnica
A arquitectura romnica
 
Arquitetura no Renascimento
Arquitetura no RenascimentoArquitetura no Renascimento
Arquitetura no Renascimento
 
Basílica de São Pedro
Basílica de São PedroBasílica de São Pedro
Basílica de São Pedro
 
Arquiteuta românica
Arquiteuta românicaArquiteuta românica
Arquiteuta românica
 
Sant'Andrea Della Valle
Sant'Andrea Della ValleSant'Andrea Della Valle
Sant'Andrea Della Valle
 
artegotica
artegoticaartegotica
artegotica
 
Módulo 3 a arte românica
Módulo 3   a arte românicaMódulo 3   a arte românica
Módulo 3 a arte românica
 

ANALISE_TEMPIETTO_pdf.pdf

  • 1. TEMPIETTO DE SAN PIETRO Arquiteto: Donato Bramante Localização: Montorio, Roma - Itália (contexto urbano) Data: 1502 Tipo do edifício: templo Estilo: Renascença italiana Donato Bramante, foi um arquiteto e pintor italiano. Nasceu em Monte Asdruvaldo em Urbino, em julho de 1444. Desde cedo mostrou o gosto pelo desenho, e embora mais tarde tenha ganho fama como pintor, sua atenção logo foi tomada pela arquitetura. Quando saiu de sua cidade passou por algumas cidades da Lombardia, executando trabalhos de várias magnitudes e examinando pacientemente todos os legados da arte antiga. Por fim chegou em Roma, onde seu trabalho se consagrou. Nesse tempo, reconstruiu o claustro do Convento della Pace e construiu para o papa o Palazzo della Cancelleria. Seu primeiro grande trabalho foi a junção dos edifícios do Palácio Belvedere, através de duas longas galerias ou corredores que encerram um tribunal. O projeto foi concluído apenas em parte antes da morte de Júlio e do arquiteto. Mas, a sua grande obra foi o plano para a reconstrução da Catedral de S. Pedro no Vaticano para onde concebe um edifício de planta em cruz grega com uma grande cúpula sobre o cruzeiro. O projeto foi alterado pois Bramante morreu antes de se iniciar a sua construção. Executou várias obras menores em Roma e Bolonha, dentre as quais é especialmente mencionado pelo seu Tempietto (pequeno templo), o qual foi aclamado como síntese do Alto Renascimento. É o primeiro monumento que opõe a Alta Renascença à Baixa Renascença, e é também um monumento mais escultural do que arquitetural. Claustro do Convento della Pace Palácio Belvedere O Tempietto de San Pietro ergue-se no pátio do Convento de São Pedro, localizado próximo ao centro histórico de Roma, assinalando, de acordo com a lenda, o local da crucificação de São Pedro. É o edifício síntese da Alta Renascença que foi usado como protótipo para muitas construções futuras e que apresenta claramente características desse período como a planta centrada nas figuras geométricas mais constantes (quadrado, círculo e a combinação de ambos), cúpula hemisférica e forte entablamento, e também características de Bramante como: ordem, regularidade, simplicidade e harmonia nas proporções. O projeto teve como base os escritos teóricos de Vasari e os Tratados de Serlio e Palladio e nele Bramante reinterpretou a forma circular de templo no Tempietto, construindo um peristilo (corredor coberto circundante, aberto lateralmente através de um ou mais conjuntos de colunas) ao redor de um santuário. Uma cúpula hemisférica, cobre o interior, como no Panteão, mas aqui é sustentada por um tambor alto, além de ter escolhido a máscula ordem dórica, apropriada para um prédio dedicado a São Pedro. Também inclui emblemas do papado nas métopas do friso. O edifício se insere timidamente na paisagem. Circundado pelos limites do convento, manifesta sua silhueta na paisagem somente em visões privilegiadas do observador. MARIA GABRIELLA STABILE Palácio Belvedere Palazzo della Cancelleria
  • 2. 4,6 0,8 1 3,8 2,39 2,36 12 1,24 Cúpula Hemisférica Tambor Colunata Coluna Dórica Plataforma Entablamento Cornija Balaustrada Parapeito Pódio Acesso É um templo circular abobadado, assentado numa plataforma de três degraus e circundado por uma colunata em ordem dórica, formada por 16 colunas reaproveitadas de um edifício anterior. A parede do edifício cilíndrico articulada é dinamizada por nichos profundos cobertos por conchas que alternam com janelas retangulares, ritmadas por pilastras embebidas. Um forte entablamento separa o nível inferior (que contém o pórtico) do tambor que forma o segundo piso e que contém janelas para iluminação do espaço interior. A balaustrada sobreposta a este entablamento absorve transição volumétrica entre o pórtico circular e a cúpula, constituindo um dos elementos fundamentais para a fixação das proporções entre as várias partes da construção. No interior, um conjunto de capelas semicirculares cobertas por semi-cúpulas e preenchidas por esculturas alternam com nichos rematados por pilastras. A capela principal, que contém um altar com uma escultura de S. Pedro sentado no trono situa-se no eixo definido pela entrada no templo. Sob a nave circular existe uma cúpula de reduzido pé-direito, coberta por uma cúpula abatida. Vários modelos poderão ter inspirado Bramante: o teatro marítimo da Villa Adriana, os batistérios circulares paleocristãos,o Templo de Vesta e o Panteon. Um estudo teórico feito por Albertique determinava a forma circular como a mais indicada para os templos. As suas referências simbólicas e religiosas são inegáveis, apontando para a afirmação de uma centralidade que traduz o caráter autocrático da autoridade papal, de que S. Pedro constitui a referência máxima. Mais que uma igreja, este edifício foi concebido como um objeto simbólico surgindo como um dos paradigmas da aplicação da estrutura gramatical das ordens clássicas e da perfeição das proporções. Teatro marítimo da Villa Adriana Templo de Hércules Planta Panteon Planta Tempietto A análise comparativa entre as plantas do Panteon e do Tempietto permite a percepção, em ambas, de uma planta central, formada por anéis concêntricos, sendo um deles o da colunata, e também da presença de um pórtico de acesso principal. TEMPIETTO DE SAN PIETRO ELEMENTOS COMPOSITIVOS MARIA GABRIELLA STABILE
  • 3. 4,6 0,8 1 3,8 2,39 2,36 12 1,24 Semiesfera Retângulo Retângulo 3/2 diâmetro da cúpula x x Y Y Y O edifício foi projetado usando as relações geométricas simples : a altura do Templo até a base da cúpula é igual a sua largura (x), a cúpula do edifício tem um raio igual a sua altura e a altura do tambor em que assenta (y) e o diâmetro da circunferência externa das colunas é igual a 3/2 o diâmetro da cúpula . TEMPIETTO DE SAN PIETRO A) SISTEMAS DE MEDIDAS E PROPORÇÕES Relação de proporção estabelecida através da repetição do círculo, uma das formas puras mais usadas pelos mestres Renascentistas. Presença de um eixo de simetria longitudinal na fachada e de simetria radial na planta. B) RETÍCULA E GRELHA Não há um ordenamento da planta através dos princípios de retícula e grelha, mas nota-se que existe uma padronização de medidas na disposição dos elementos construtivos. C) ORGANIZAÇÃO POR FORMAS GEOMÉTRICAS D) LINHAS E EIXOS DE ORGANIZAÇÃO E) HIERARQUIA Claustro Peristilo Igreja Convento Interior 5 5 Cripta A transição dos espaços ocorre de maneira gradual. Na fachada principal do Convento de São Pedro, existem duas entradas, uma pela igreja e outra pelo convento. Ambas se abrirão para o claustro onde está o Tempietto. Este está sobre um pódio, que dá acesso ao peristilo, o qual faz a conexão com o interior de onde ainda parte um acesso para a cripta. MARIA GABRIELLA STABILE
  • 4. TEMPIETTO DE SAN PIETRO E) REPETIÇÃO, RITMO, CHEIOS E VAZIOS 4,5 ELEMENTOS CONSTRUTIVOS E MATERIAIS MARIA GABRIELLA STABILE