Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Diretoria de Ensino de Miracatu
Ciências
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Equipe Gestora e Docente
 Vera Ferreira Maciel de Moraes (Diretor...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Situação de Aprendizagem 3 -vol 3
8ª Série( 9º Ano)
•A visão da co...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Palavras- chaves:
Observar;
Realizar;
Interpretar;
Experimento...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Justificativa:
 Desenvolver no aluno a competência leitora e
escr...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Objetivos:
 Estimular os alunos a realizarem investigações
atravé...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Conteúdos:
 Propagação retilínea da luz;
 Funcionamento de câmer...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Através do roteiro de experimentação os
alunos cons...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Comparação através
de imagem;
 O funcionamento do
...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Observando as lentes convergentes e
divergentes par...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Leitura compartilhada do texto: “Olhos e
máquinas" ...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Após a leitura compartilhada,
discussão sobre o que...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Seguindo a leitura e interpretação do texto,para co...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Tutorial de Marcos Campos.
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
• Construção da câmera
pinhole;
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Metodologia:
 Saída em campo para tirar as fotos:
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Expectativa de aprendizagem:
 Compreender a propagação retilínea ...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Avaliação:
 Pesquisa de campo(através de relatórios);
 Realizaçã...
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
CGEB/EFAP
Bibliografia
Currículo Oficial do Estado de São Paulo;
Caderno d...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário MGME Ciências - MIRACATU (2)

211 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
211
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário MGME Ciências - MIRACATU (2)

  1. 1. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP
  2. 2. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Diretoria de Ensino de Miracatu Ciências
  3. 3. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Equipe Gestora e Docente  Vera Ferreira Maciel de Moraes (Diretora)  Cleodete Domingues da Silva (Vice -Diretora)  Helena R. de Castro França (Profª. Coordenadora)  Marisa Fontes de Aguiar Costa (Profª. Coordenadora)  Alex Sandro Santana Martins (Profº. Ciências)
  4. 4. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Situação de Aprendizagem 3 -vol 3 8ª Série( 9º Ano) •A visão da compreensão do mundo
  5. 5. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Palavras- chaves: Observar; Realizar; Interpretar; Experimentos; Leitura e Escrita.
  6. 6. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Justificativa:  Desenvolver no aluno a competência leitora e escritora a partir de observações de experimentos;  Levar o aluno a participar das atividades e interagir nas aulas;  Mobilizar o aluno para que desenvolva a capacidade leitora e escritora tendo em vista o levantamento prévio do assunto, por meio de textos e observações de experimentos.
  7. 7. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Objetivos:  Estimular os alunos a realizarem investigações através de experimentos;  Interpretar os resultados através dos dados obtidos;  Fornecer subsídios concretos para discussão sobre as propriedades da luz e os fenômenos luminosos;  Trabalhar a alfabetização científica, a leitura e a escrita dos alunos.
  8. 8. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Conteúdos:  Propagação retilínea da luz;  Funcionamento de câmera escura;  Analogia entre câmera escura e olho humano;  Principais lentes de correção da visão (convergentes e divergentes).
  9. 9. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Através do roteiro de experimentação os alunos constroem sua própria câmera para observação das imagens.  Após a observação os alunos descrevem através de desenhos e texto o que foi observado;  Interpretando os resultados.
  10. 10. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Comparação através de imagem;  O funcionamento do olho humano e a câmera fotográfica.
  11. 11. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Observando as lentes convergentes e divergentes para correção da miopia e hipermetropia.
  12. 12. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Leitura compartilhada do texto: “Olhos e máquinas" Situação de aprendizagem 3 (8ªsérie).
  13. 13. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Após a leitura compartilhada, discussão sobre o que mais chamou atenção na leitura do texto;  Será que o olho humano pode ser comparado a uma câmera?  Análise do texto.
  14. 14. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Seguindo a leitura e interpretação do texto,para comparação entre olho e máquina os alunos montaram sua própria câmera fotográfica rudimentar.  Seguindo o tutorial de Marcos Campos "PINHOLE DE SARDINHA"  O termo Pinhole (se lê pinrrole) significa “buraco do alfinete” em inglês e se refere às câmeras fotográficas muito primitivas feitas geralmente com latas. O termo se deve justamente porque essas câmeras utilizam um furinho feito com a ponta de um alfinete ao invés de lentes de vidro.  Apesar de muito simples, essas câmeras funcionam perfeitamente porque obedecem à todas as leis da física para a formação da imagem. Por isso mesmo a imagem formada é invertida
  15. 15. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Tutorial de Marcos Campos.
  16. 16. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia: • Construção da câmera pinhole;
  17. 17. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Metodologia:  Saída em campo para tirar as fotos:
  18. 18. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Expectativa de aprendizagem:  Compreender a propagação retilínea da luz;  Explicar o funcionamento de uma câmera escura e do olho humano;  Entender os princípios do uso de lentes para correção de problemas visuais;  Realizar procedimentos experimental, coletar e registrar dados experimentais;  Propor hipóteses para explicar resultados experimentais;  Interpretar textos.
  19. 19. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Avaliação:  Pesquisa de campo(através de relatórios);  Realização de registros escritos para avaliar a capacidade de interpretar os dados experimentais ;  Análise de texto - situação de aprendizagem 3 "Olhos e máquinas".
  20. 20. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo CGEB/EFAP Bibliografia Currículo Oficial do Estado de São Paulo; Caderno do Aluno – Situação de Aprendizagem 3 “Olhos e maquinas”;8ª Série Tutorial de Marcos Campos – www.marcoscampos.com.br Vídeo Miopia e hipermetropia – “Estar Bem” www.youtube.com

×