Gravidez na adolescencia out 2004

7.214 visualizações

Publicada em

Apresentação da autoria de discentes do curso de Licenciatura em Enfermagem da EssaF, UAlg, no âmbito da disciplina de Psicologia V (Psicologia da Gravidez e Maternidade/Paternidade) - Outubro de 2004, supervisionada pela docente Celeste Duque

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.214
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
142
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gravidez na adolescencia out 2004

  1. 1. Gravidez na Adolescência 5º Curso de Licenciatura em Enfermagem 3º Ano 1º Semestre Psicologia V Faro Outubro, 2004 Docente: Celeste Duque
  2. 2. Objectivo Geral: <ul><li>Objectivos Específicos: </li></ul><ul><li>- Situar a adolescência no ciclo vital do indivíduo; </li></ul><ul><li>Sensibilizar para os factores que aumentam o risco; </li></ul><ul><li>Descrever a gravidez na adolescência por etapas; </li></ul><ul><li>- Sensibilizar para as consequências duma gravidez para a rapariga, rapaz e para o bebé. </li></ul><ul><li>- Dar a conhecer os três níveis de prevenção; </li></ul>- Conhecer a problemática da gravidez na adolescência.
  3. 3. ADOLESCÊNCIA “ periodo durante o qual sob o efeito da maturação sexual, nos seus aspectos biológicos, psicológicos e sociais o individuo reformula uma imagem de si próprio e dos outros. Assim como, dos outros e do sistema de relação do seu Eu com o meio ambiente até à organização definitiva da personalidade”. “ A sexualidade encontra-se inerente à condição de ser humano, constiuindo na adolescencia a passagem de uma sexualidade infântil para uma sexualidade adolescente”.
  4. 4. FACTORES QUE INFLUENCIAM A GRAVIDEZ Factores que influenciam a gravidez na adolescência: <ul><li>Biológicos; </li></ul><ul><li>Familiares; </li></ul><ul><li>Sociais e económicos; </li></ul><ul><li>Psicológicos; </li></ul><ul><li>Violação e abuso sexual. </li></ul>
  5. 5. FACTORES QUE INFLUENCIAM A GRAVIDEZ
  6. 6. ABORDAGEM ETÁPICA DA GRAVIDEZ NA GRAVIDEZ Comportamento Sexual: Decisão de man(ter) vs. Não man(ter) relações sexuais Prosseguimento da gravidez Prosseguir com a gravidez Vs. Interromper a gravidez Cuidar e educar o bebé Decisão de cuidar Vs. Abandonar Utilização de Contraceptivos Decisão de não utilizar Vs. Utilizar contraceptivos (utilizar incorrectamente Vs. Utilizar correctamente)
  7. 7. CONSEQUÊNCIAS PARA OS ADOLESCENTES Rapaz Rapariga Consequências negativas Problema (gravidez adolescência)
  8. 8. CONSEQUÊNCIAS PARA A RAPARIGA <ul><li>A gravidez é vista como algo que vai por: </li></ul><ul><li>um ponto final nos estudos da rapariga; </li></ul><ul><li>“ destruir” a vida da jovem; </li></ul><ul><li>algo que vai comprometer definitivamente o futuro. </li></ul>
  9. 9. CONSEQUÊNCIAS PARA A RAPARIGA Consequências: Psicológicas; orgânicas; sociais; económicas; educativas e laborais. <ul><li>Durante a gestação são frequentes: </li></ul><ul><li>as anemias; </li></ul><ul><li>alterações no peso; </li></ul><ul><li>crescimento uterino inferior ao normal; </li></ul><ul><li>abortos espontâneos. </li></ul><ul><li>Consequências psicológicas: </li></ul><ul><li>sente-se sozinha; </li></ul><ul><li>sem apoio; </li></ul><ul><li>sente medo; </li></ul><ul><li>ansiedade </li></ul><ul><li>baixa auto-estima; </li></ul><ul><li>stress; </li></ul><ul><li>depressão; </li></ul><ul><li>suicídio. </li></ul>
  10. 10. CONSEQUÊNCIAS PARA A RAPARIGA Gravidez na Adolescência ABORTO <ul><li>Tardios; </li></ul><ul><li>Clandestinos; </li></ul><ul><li>Vividos em solidão. </li></ul><ul><li>Situações de hemorragia; </li></ul><ul><li>Perfurações uterinas; </li></ul><ul><li>Infecções; </li></ul><ul><li>Infertilidade da mulher </li></ul><ul><li>Morte da adolescente. </li></ul>
  11. 11. CONSEQUÊNCIAS PARA O RAPAZ Até meados dos anos 80 o rapaz era: IGNORADO Nos Nossos Dia <ul><li>Sofre de consequências: </li></ul><ul><li>Psicológicas; </li></ul><ul><li>Sociais; </li></ul><ul><li>Económicas; </li></ul><ul><li>Educativas. </li></ul><ul><li>O Rapaz sente: </li></ul><ul><li>Baixa auto-eficacia pessoal; </li></ul><ul><li>Ansiedade; </li></ul><ul><li>Sentimento de culpa. </li></ul>
  12. 12. CONSEQUÊNCIAS PARA O CASAL DE ADOLESCENTES A gravidez pode levar a que: relação entre eles fique seriamente afectada. 76% das raparigas adolescente (14 aos 19 anos) casam antes do parto ou do aborto. O casamento geralmente acontece devido a pressões sociais ou familiares geralmente indesejado acabando por vir a fracassar mais tarde
  13. 13. CONSEQUÊNCIAS PARA O CASAL DE ADOLESCENTES Os jovens podem optar por viver independentemente ou por continuar a viver com os pais <ul><li>Independentemente: </li></ul><ul><li>problemas económicos; </li></ul><ul><li>abaixo do limiar de pobreza. </li></ul><ul><li>Viver com os pais: </li></ul><ul><li>suportam melhor todos os encargos; </li></ul><ul><li>abandono escolar é menos evidente. </li></ul>
  14. 14. CONSEQUÊNCIAS PARA O FILHO OU PARA A FILHA <ul><li>imaturidade fetal; </li></ul><ul><li>baixo peso para a idade gestacional; </li></ul><ul><li>morte da criança nos dias próximos do parto ou até ao primeiro ano de vida; </li></ul><ul><li>três vezes mais probabilidade de morrer até ao primeiro ano de idade; </li></ul><ul><li>são mais propensas a sofrer de problemas neurológicos; </li></ul><ul><li>epilepsia; </li></ul><ul><li>paralisia cerebral; </li></ul><ul><li>surdez e cegueira. </li></ul><ul><li>problemas de comportamento; </li></ul><ul><li>de insucesso escolar; </li></ul><ul><li>baixo rendimento intelectual; </li></ul><ul><li>pode vir a ter problemas com a lei </li></ul><ul><li>e alguns comportamentos anti-sociais; </li></ul><ul><li>a primeira relação coital destes indivíduos tende a ser bastante cedo; </li></ul><ul><li>podem ser envolvidos, também eles, numa gravidez na adolescência. </li></ul>
  15. 15. PREVENÇÃO DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA <ul><li>Níveis de prevenção: </li></ul><ul><ul><ul><li>Comportamento </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Contexto </li></ul></ul></ul><ul><li>Os pais devem estar na primeira linha da ajuda aos adolescentes (esclarecer dúvidas acerca da sexualidade, os seus mecanismos, a sua relação com o amor, as suas consequências e riscos. </li></ul>
  16. 16. PREVENÇÃO DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA <ul><li>A gravidez na adolescência é uma realidade extremamente complexa associada a múltiplos e variados factores: </li></ul><ul><ul><li>Biofisiologicos, </li></ul></ul><ul><ul><li>Psicologicos, </li></ul></ul><ul><ul><li>Psicossociais, </li></ul></ul><ul><ul><li>Culturais. </li></ul></ul>
  17. 17. PREVENÇÃO DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA <ul><li>Tipos de prevenção: </li></ul><ul><li>Primária – visa registar a difusão das doenças (epidemiologia) e a limitar a sua extensão; </li></ul><ul><li>Secundária – consiste em impedir ou em controlar as complicações dessa doença; </li></ul><ul><li>Terciária – é relativa às formas crónicas, os handicaps que elas criam e as respostas necessárias, em particular para manter os pacientes na vida sexual. </li></ul>
  18. 18. Conclusão: <ul><li>A adolescência constitui um período de crise, ao qual é necessário uma </li></ul><ul><li>adaptação por parte do adolescente a todas as alterações a ela </li></ul><ul><li>associada; </li></ul><ul><li>Tal como a gravidez também a adolescência constitui uma crise, que </li></ul><ul><li>obrigatoriamente necessita de uma adaptação por quem a vive; </li></ul><ul><li>Existem diversos factores que favorecem a ocorrência de uma gravidez </li></ul><ul><li>na adolescência, (biológicos, familiares, psicológicos, socio-económicos); </li></ul><ul><li>A gravidez na adolescência é considerada uma gravidez de risco, </li></ul><ul><li>acarretando diversas consequências tanto para a rapariga como para o </li></ul><ul><li>rapaz; </li></ul><ul><li>A prevenção tem um papel preponderante para combater este problema </li></ul><ul><li>bem actual actuando aos 3 diferentes da prevenção; </li></ul><ul><li>Enquanto futuros profissionais de saúde, cabe-nos estar sensibilizados </li></ul><ul><li>e ter um papel activo no que diz respeito à resolução das dificuldades </li></ul><ul><li>associadas à gravidez na adolescência. </li></ul>
  19. 19. Trabalho realizado por: <ul><li>André Santos </li></ul><ul><li>Dinis Loja </li></ul><ul><li>Michael Neto </li></ul><ul><li>Ricardo Costa </li></ul>5º CLE Muito Obrigado e Saudações académicas

×