SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
RESULTADOS 4T18
MARÇO DE 2019
Aviso
2
Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados
financeiros realizados, nem informação histórica.
Estas projeções e tendências estão sujeitas a riscos e incertezas, sendo que os
resultados futuros poderão diferir materialmente daqueles projetados. Muitos destes
riscos e incertezas relacionam-se a fatores que estão além da capacidade da CCR em
controlar ou estimar, como as condições de mercado, as flutuações de moeda, o
comportamento de outros participantes do mercado, as ações de órgãos reguladores, a
habilidade da companhia de continuar a obter financiamentos, as mudanças no contexto
político e social em que a CCR opera ou em tendências ou condições econômicas,
incluindo-se as flutuações de inflação e as alterações na confiança do consumidor, em
bases global, nacional ou regional.
Os leitores são advertidos a não confiarem plenamente nestas projeções e tendências. A
CCR não tem obrigação de publicar qualquer revisão destas projeções e tendências que
devam refletir novos eventos ou circunstâncias após a realização desta apresentação.
 TRÁFEGO:
O tráfego consolidado apresentou redução de 3,9%. Excluindo-se os efeitos
das isenções dos eixos suspensos, houve aumento de 0,4%.
 EBITDA :
O EBITDA ajustado na mesma base1 apresentou crescimento de 3,6%, com
margem ajustada de 61,7% (+0,4 p.p.). O EBITDA ajustado operacional2
apresentou crescimento de 8,6%, com margem de 60,3% (-1,0 p.p.).
 LUCRO LÍQUIDO:
O Resultado Líquido na mesma base1 atingiu R$ 356,9 milhões, decréscimo
de 21,1%. O Lucro Líquido alcançou -R$ 307,1 milhões.
Destaques do 4T18 x 4T17 IFRS
3
1 Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com
consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público
Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões no EBITDA e R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iv) provisão decorrente do Termo de
Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5 milhões no EBITDA e R$ 53,8 milhões no lucro líquido; (v) despesas e provisões não-recorrentes
relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no EBITDA e R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de
R$ 15,5 milhões no EBITDA e R$ 10,2 milhões no lucro líquido e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de
concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões no EBITDA e +R$ 60,5 milhões no lucro líquido.
2 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa: No 4T18 e em 2018: (i) não-recorrentes das provisões
de multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição supramencionados, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões,
respectivamente; (ii) não-recorrente da remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões e; (iii) provisão referente ao Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no
valor de -R$ 71,2 milhões.
Eventos Subsequentes
 Em 11 de janeiro, foi assinado o contrato de concessão das Rodovias
Integradas do Sul S.A. (ViaSul), com prazo de 30 anos. A operação
comercial teve início em 15 de fevereiro com duas praças de pedágio.
 Em 11 de março, o consórcio formado pela CCR (80%) e RuasInvest
Participações S.A. (20%) apresentou a melhor proposta para a
concessão onerosa da Linha 15-Prata da rede metroviária de São Paulo.
4
Principais Indicadores
5
¹ A receita líquida exclui a receita de construção.
² Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de
participação com consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de
Leniência com o Ministério Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões no EBITDA e R$ 644,4 milhões no lucro líquido;
(iiiv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5 milhões no EBITDA e R$ 53,8 milhões no lucro
líquido; (iv) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no EBITDA e R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi)
despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e R$ 10,2 milhões no lucro líquido e; (vii) remensuração da participação
anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões no EBITDA e +R$ 60,5
milhões no lucro líquido.
3 Calculado somando-se Receita Líquida, Receita de Construção, Custo dos Serviços Prestados e Despesas Administrativas.
4 As margens EBIT, EBITDA ajustada e a margem EBITDA ajustada operacional foram calculadas por meio da divisão do EBITDA ajustado e EBITDA ajustado operacional
pelas receitas líquidas, excluindo-se a receita de construção, dado que esta é um requerimento do IFRS, cuja contrapartida de igual valor afeta os custos totais.
5 Calculado excluindo-se as despesas não-caixa: depreciação e amortização, provisão de manutenção e apropriação de despesas antecipadas da outorga.
6 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa: (i) não-recorrentes das provisões de
multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição supramencionados, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões; (ii)
não-recorrente da remensuração de participação na Aeris , no valor de +R$ 91,6 milhões e; (iii) provisão do Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no valor de -R$ 71,2
milhões.
Indicadores Financeiros (R$ MM) 4T17 4T18 Var. % 4T17 4T18 Var. %
Receita Líquida1
2.021,1 2.233,5 10,5% 2.178,8 2.386,3 9,5%
Receita Líquida ajustada mesma base2
2.021,1 2.083,2 3,1% 2.178,8 2.236,0 2,6%
EBIT ajustado3
883,3 (24,4) n.m. 950,6 44,8 -95,3%
Mg. EBIT ajustada4
43,7% -1,1% -44,8 p.p. 43,6% 1,9% -41,7 p.p.
EBIT mesma base2
883,3 747,6 -15,4% 950,6 816,7 -14,1%
Margem EBIT mesma base2
43,7% 35,9% -7,8 p.p. 43,6% 36,5% -7,1 p.p.
EBITDA ajustado5
1.239,6 535,3 -56,8% 1.342,4 640,4 -52,3%
Mg. EBITDA ajustada4
61,3% 24,0% -37,3 p.p. 61,6% 26,8% -34,8 p.p.
EBITDA ajustado operacional6
1.239,6 1.346,5 8,6% 1.342,4 1.451,5 8,1%
Mg. EBITDA ajustada operacional4
61,3% 60,3% -1,0 p.p. 61,6% 60,8% -0,8 p.p.
EBITDA ajustado mesma base2
1.239,6 1.284,4 3,6% 1.342,4 1.389,5 3,5%
Mg. EBITDA ajustada mesma base2
61,3% 61,7% 0,4 p.p. 61,6% 62,1% 0,5 p.p.
Lucro Líquido 329,1 (307,1) n.m. 329,1 (307,1) n.m.
Lucro Líquido mesma base2
452,2 356,9 -21,1% 452,2 356,9 -21,1%
IFRS Pró-forma
274.866
263.925
246.897
259.167
249.836
4T14 4T15 4T16 4T17 4T18
Tráfego – Variação Trimestral (Pró-forma*)
6
Consolidado – VEQ milhões
Receita de pedágio e tráfego 4T18 X 4T17 (%)
* Informações incluindo a Renovias e a ViaRio.
-4,2
0,5
-8,6
-0,7
-7,3 -5,6 -5,4 -5,3
6,9
23,4
-0,3
6,5
-5,5
4,1
-7,9
-2,3
-5,3
-0,8
12,2
27,7
AutoBAn NovaDutra Rodonorte ViaLagos ViaOeste Renovias RodoAnel
Oeste
SPVias MSVia ViaRio
Tráfego Receita de Pedágio
-4,5
-1,9
-4,6
0,5
-6,1
-4,3 -3,4 -3,1
3,8
-1,1
4,3
-0,8
7,1
-6,8
-0,7
-3,5
1,0
4,5
AutoBAn NovaDutra Rodonorte ViaLagos ViaOeste Renovias RodoAnel Oeste SPVias MSVia
Tráfego Receita de Pedágio
Receita Operacional Bruta
(excluindo-se a Receita de Construção)
7
Meios de Pagamento de Pedágio
Análise da Receita e EBITDA (Pró-forma*)
* Incluindo os resultados proporcionais das investidas controladas em conjunto.
Breakdown do EBITDA
AutoBAn
21,8%
NovaDutra
14,5%
Aeroportos
10,3%
ViaOeste
9,8%
RodoNorte
7,1%
SPVias
6,6%
Metrô Bahia
5,6%
ViaQuatro
5,1%
TAS
3,5%
ViaMobilidade
3,2%
MSVia
3,0%
RodoAnel
Oeste
2,7%
Renovias
1,8% Outros
5,0%
69% 68% 67% 68%
31% 32% 33% 32%
4T15 4T16 4T17 4T18
Meios Eletrônicos À Vista
92% 93%
85% 79%
2% 1%
10% 13%
5% 5% 4% 8%
1% 1% 1%
4T15 4T16 4T17 4T18
Pedágio Mobilidade Aeroportos Serviços
2.510
2.601
1.613
115
71 48 49
59 1.035
39
840 830
158
4T17 Depreciação
e
Amortização
Serviços de
Terceiros
Custo de
Outorga
Despesas
Antecipadas
Custo com
Pessoal
Custo de
Construção
Provisão de
Manutenção
Outros
Custos
4T18 Não-recorrentes San José,
ViaMobilidade
e ViaSul
4T18
Mesma Base
8
Conclusões de Obras
na NovaDutra,
RodoNorte e Metrô
Bahia.
ViaMobilidade,
San José e Rescisões
Trabalhistas.
Evolução dos Custos IFRS
Custos Totais (R$ milhões)
1 Materiais, seguros, aluguéis, marketing, viagens, meios eletrônicos de pagamentos, combustível e outros gastos gerais.
2 Custos na mesma base excluem: :(i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com
consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público
Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões; (iv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado de
São Paulo, de R$ 81,5 milhões; (v) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao
Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na
aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões.
Custos caixa na
mesma base:
R$ 799 MM
(+2,2%)
ViaMobilidade,
San José e
Comitê
Independente.
AutoBAn e
ViaOeste
1
Custos na
mesma base:
(-35,7%)
2
65% 240% 210%36% 75%29% 20% 486% 4%
EBITDA IFRS
9
Mg. de
61,3%
1 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa: No 4T18 e em 2018: (i) não-recorrentes das provisões
de multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões, respectivamente; (ii) não-recorrente
da remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões (vide item de outros custos para mais detalhes) e; (iii) provisão referente ao Programa de Incentivo à Colaboração
(PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões.
2 Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com
consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público
Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões no EBITDA; (iiiv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério
Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5 milhões no EBITDA; (iv) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no EBITDA;
(vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento
dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões no EBITDA.
Mesma base +3,6%
Mg. de 61,7% (+0,4 p.p.)
Em R$ milhões
Mg. de
24,0%
1.240
535
1.346
1.284
811 62
EBITDA
ajustado 4T17
EBITDA
ajustado 4T18
Receitas e/ou
despesas
não-operacionais
não-caixa
EBITDA
ajustado
operacional
Novos
Negócios e outros
não-recorrentes
EBITDA
4T18
Mesma Base
Mg. de
60,3%
21
365
277
( 25 ) 3 ( 12 ) 56
5
( 91 ) (16 ) (1 ) 168
Resultado
Financeiro
Líquido 4T17
Resultado com
Operação de
Hedge
Var. Monetária s/
Empréstimos,
Financ. e
Debêntures
Variação Monetária
sobre Obrigações
com o Poder
Concedente
Variação Cambial
s/ Emprétimos,
Financtos.,
Debêntures,
Derivativos e
Fornecedores
Ajuste a Valor
Presente da Prov.
de Manut. e
Obrigações com o
Poder Concedente
Juros sobre
Empréstimos,
Financiamentos
e Debêntures
Rendimento sobre
Aplicações e
Outras Receitas
Valor Justo de
Operação com
Hedge
Outros Resultado
Financeiro Líquido
4T18
10
24%
Caixa médio 4T18 x 4T17 = - 13,9%
Var. do CDI médio 4T18 X 4T17= - 1,1 p.p.
Dívida Bruta = R$ 17,0 bi (+0,7%)
Em R$ milhões
Resultado Financeiro IFRS
4T18 4T17
Endividamento bruto hedgeado por indexador
11
Endividamento bruto por indexador
• Dívida bruta total : R$ 17,0 bi
(R$17,8 bi pró-forma)
• Dív. Líquida / EBITDA: 2,8 x
(2,7 x pró-forma)
Sem hedge
Com
hedge
4T18
Endividamento Dezembro/18 IFRS
Posição de endividamento e alavancagem
Com hedge
CDI
44,4%
IPCA
22,8%
TJLP
25,4%
USD
7,4%
CDI
56,9%
IPCA
11,9%
TJLP
24,2%
USD
3,5%
Outros
3,5%
CDI
51,7%
IPCA
15,5%
TJLP
25,4%
USD
7,4%
Estrutura e Amortização da Dívida Dez/18 IFRS
Amortizações 2019 - 2020 Cronograma de amortização sem hedge (R$ MM)
12
Amortizações (R$ MM) 2019 2020
RodoNorte 838 0
AutoBAn 720 751
Metrô Bahia 524 105
NovaDutra 229 164
SPVias 208 493
ViaOeste 198 330
ViaQuatro 73 38
Samm 57 0
TAS 32 48
ViaMobilidade 30 0
BH AIRPORT 20 25
CCR S.A. 15 770
Outras 34 592
TOTAL 2.979 3.315
1.271
2.272
1.771
872
1.424
78
112
116
120
3.931
1.584
585
330
801
594
44
346
272
191
411
3
2019 2020 2021 2022 A partir
de 2023
CDI TJLP IPCA USD Outros
6.358
2.489
3.315
2.979
1.984
13
Captações 4T18
Empresa Emissão Valor (R$ MM) Dívida Custo Vencimento
NovaDutra out-18 60,0 Debêntures 105,50% do CDI set-19
BH Airport nov-18 418,0 BNDES TJLP + 2,31% dez-35
Total 478,0
Empresa Emissão Valor (USD MM) Dívida Custo Vencimento
TAS out-18 12,2 Credit Facility LIBOR 6M + 3,20% out-20
Quito - Quiport (100%) dez-18 66,0 Credit Facility LIBOR 3M + 4,00% jan-20
Total 78,2
12.423
12.971
13.945
13.261
14.443
10.759
11.961 11.801
12.703 12.719
13.780
13.401
14.365
12.628
13.741
3,0 3,0 3,1
2,2 2,4
1,8 1,8
2,2 2,3 2,2
2,6 2,6 2,7 2,6 2,8
-5,5
-4,5
-3,5
-2,5
-1,5
-0,5
0,5
1,5
2,5
3,5
5.000
7.000
9.000
11.000
13.000
15.000
17.000
19.000
4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 4T17 1T18 2T18 3T18 4T18 3T18 4T18
Dívida Líquida (R$ MM) Dív. Líquida/EBITDA ajustado operacional* (x)
14
R$ MM
Dados pró-forma IFRS
Endividamento
Div. Líquida / EBITDA ajustado operacional LTM
* No cálculo do EBITDA Ajustado Operacional, no 4T18, são excluídos os custos não-caixa e não-operacionais: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes das
celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição descritos no seção de custos, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões; (ii) não-recorrente da remensuração de
participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões e; (iii) provisão do Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões.
329 357
-307
697 33
Lucro Líquido
4T17
Lucro Líquido
4T18
Não-recorrentes San José,
ViaMobilidade
e ViaSul
Lucro Líquido
4T18
Mesma Base*
15
Em R$ milhões
Lucro Líquido
Mesma base
(-21,1%)
* Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com
consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público
Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iiiv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério
Público do Estado São Paulo, de R$ 53,8 milhões no lucro líquido; (iv) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 49,1 milhões no lucro
líquido; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 10,2 milhões no lucro líquido e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando
aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 60,5 milhões no lucro líquido.
16
1 - Os investimentos realizados pela Companhia, que serão recebidos dos Poderes Concedentes como contraprestação pecuniária ou aporte, compõem o ativo financeiro.
2 - Inclui CCR, CPC e Eliminações.
3 - Pagamento de parcelas da compra do terreno nos municípios de Cajamar e Caieiras, conforme anunciado no Fato Relevante de 5 de fevereiro de 2016.
Investimento Total
R$ MM
4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018
NovaDutra 25,7 105,2 4,1 18,8 29,8 124,0 30,7 136,0 0,0 0,0 60,5 260,0
ViaLagos 0,7 2,3 1,3 2,9 2,0 5,2 3,8 4,1 0,0 0,0 5,8 9,3
RodoNorte 90,7 382,6 1,4 5,7 92,1 388,3 23,0 85,1 0,0 0,0 115,1 473,4
AutoBAn 10,7 70,5 2,6 10,8 13,3 81,3 1,5 5,5 0,0 0,0 14,8 86,8
ViaOeste 4,1 23,8 1,7 8,2 5,8 32,0 0,7 28,8 0,0 0,0 6,5 60,8
ViaQuatro 26,5 101,7 3,8 9,8 30,3 111,5 0,0 0,0 0,0 0,0 30,3 111,5
RodoAnel Oeste 11,0 26,1 1,8 7,1 12,8 33,2 0,0 0,0 0,0 0,0 12,8 33,2
Samm 3,0 5,0 6,0 13,5 9,0 18,5 0,0 0,0 0,0 0,0 9,0 18,5
SPVias 7,3 32,7 4,0 10,8 11,3 43,5 47,5 92,2 0,0 0,0 58,8 135,7
CAP 11,1 52,4 0,0 0,0 11,1 52,4 0,0 0,0 0,0 0,0 11,1 52,4
Barcas 0,0 0,0 0,2 0,4 0,2 0,4 0,0 0,0 0,0 0,0 0,2 0,4
Metrô Bahia (13,0) 231,3 1,2 3,6 (11,8) 234,9 0,0 0,0 46,2 180,9 34,4 415,8
BH Airport 21,9 56,3 1,9 6,0 23,8 62,3 0,0 0,0 0,0 0,0 23,8 62,3
MSVia 2,6 139,6 4,3 7,1 6,9 146,7 0,0 0,0 0,0 0,0 6,9 146,7
TAS 0,1 2,6 1,0 15,2 1,1 17,8 0,0 0,0 0,0 0,0 1,1 17,8
Renovias (40%) 0,2 0,2 0,2 1,5 0,4 1,7 0,1 3,7 0,0 0,0 0,5 5,4
ViaRio (66,66%) 0,4 0,9 0,9 2,2 1,3 3,1 0,0 0,0 0,0 0,0 1,3 3,1
VLT (24,93%) (2,8) (1,1) 0,0 0,1 (2,8) (1,0) 0,0 0,0 8,5 28,6 5,7 27,6
Quito - Quiport (50%) 12,9 43,7 0,8 3,1 13,7 46,8 0,0 0,0 0,0 0,0 13,7 46,8
San José - Aeris 75,2 75,2 1,3 1,3 76,5 76,5 0,0 0,0 0,0 0,0 76,5 76,5
ViaMobilidade 7,5 36,3 4,3 12,0 11,8 48,3 0,0 0,0 0,0 0,0 11,8 48,3
Outras2
3,5 (2,9) 36,4 47,4 39,9 44,5 (0,8) (5,1) 0,0 0,0 39,1 39,4
Consolidado 299,3 1.384,4 79,2 187,5 378,5 1.571,9 106,5 350,3 54,7 209,5 539,7 2.131,7
SPCP3
0,0 0,0 0,0 65,2 0,0 65,2 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 65,2
Obras de Melhorias
Ativo Intangível
Manutenção
Realizada
R$ MM
Total
Custo com
Manutenção
Ativo Financeiro1
Total
Equipamentos e
Outros
Apresentação de Resultado- CCR 4T18

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentacao fonac
Apresentacao fonacApresentacao fonac
Apresentacao fonac
fonacrj
 
Teleconferência 3T10
Teleconferência 3T10Teleconferência 3T10
Teleconferência 3T10
Valid S.A.
 

Mais procurados (20)

Apresentação 4T15 CCR
Apresentação 4T15 CCRApresentação 4T15 CCR
Apresentação 4T15 CCR
 
Apresentação 1T15
Apresentação 1T15Apresentação 1T15
Apresentação 1T15
 
Apresentação 1T16
Apresentação 1T16Apresentação 1T16
Apresentação 1T16
 
Apresentação 4 t16
Apresentação 4 t16  Apresentação 4 t16
Apresentação 4 t16
 
Apresentação 3T16
Apresentação 3T16Apresentação 3T16
Apresentação 3T16
 
Apresentação 2T16
Apresentação 2T16Apresentação 2T16
Apresentação 2T16
 
Apresentação 1T17
Apresentação 1T17Apresentação 1T17
Apresentação 1T17
 
019330000101011
019330000101011019330000101011
019330000101011
 
Apresentação 4 T11
Apresentação 4 T11Apresentação 4 T11
Apresentação 4 T11
 
Apresentacao fonac
Apresentacao fonacApresentacao fonac
Apresentacao fonac
 
Apresentação 1T18
Apresentação 1T18Apresentação 1T18
Apresentação 1T18
 
Apresentação 4T13 e 2013
Apresentação 4T13 e 2013Apresentação 4T13 e 2013
Apresentação 4T13 e 2013
 
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
 
Apresentação 1T14
Apresentação 1T14Apresentação 1T14
Apresentação 1T14
 
Teleconferência 4T16
Teleconferência 4T16Teleconferência 4T16
Teleconferência 4T16
 
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
 
Teleconferência 3T10
Teleconferência 3T10Teleconferência 3T10
Teleconferência 3T10
 
Apresentação Profissional - Tátia Caldeira
Apresentação Profissional - Tátia CaldeiraApresentação Profissional - Tátia Caldeira
Apresentação Profissional - Tátia Caldeira
 
Panorama Atual do Resseguro no Brasil (Paulo Botti)
Panorama Atual do Resseguro no Brasil (Paulo Botti)Panorama Atual do Resseguro no Brasil (Paulo Botti)
Panorama Atual do Resseguro no Brasil (Paulo Botti)
 
Apresentação de Resultados 1T13
Apresentação de Resultados 1T13Apresentação de Resultados 1T13
Apresentação de Resultados 1T13
 

Semelhante a Apresentação de Resultado- CCR 4T18

01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf
01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf
01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf
Renandantas16
 
Apresentação call 1 t13_port
Apresentação call 1 t13_portApresentação call 1 t13_port
Apresentação call 1 t13_port
Arteris S.A.
 
Apres Call 1 T09 V8
Apres Call 1 T09 V8Apres Call 1 T09 V8
Apres Call 1 T09 V8
Arteris S.A.
 
Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010
Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010
Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010
CCR Relações com Investidores
 
Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09
CCR Relações com Investidores
 
Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09
 	Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09 	Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09
Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09
CCR Relações com Investidores
 
Reunião pública com investidores e analistas resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas   resultados do 2 t09Reunião pública com investidores e analistas   resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas resultados do 2 t09
CCR Relações com Investidores
 
2007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 2007
2007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 20072007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 2007
2007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 2007
Embraer RI
 
Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11
Arteris S.A.
 

Semelhante a Apresentação de Resultado- CCR 4T18 (16)

Apresentação 2T17
Apresentação 2T17Apresentação 2T17
Apresentação 2T17
 
CCR | Apresentação 2T14
CCR | Apresentação 2T14CCR | Apresentação 2T14
CCR | Apresentação 2T14
 
01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf
01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf
01837600010fffffffffffffffffffffffffffff1011 (24).pdf
 
Apresentação de Resultados 2T13
Apresentação de Resultados 2T13Apresentação de Resultados 2T13
Apresentação de Resultados 2T13
 
Apresentação call 1 t13_port
Apresentação call 1 t13_portApresentação call 1 t13_port
Apresentação call 1 t13_port
 
Apres Call 1 T09 V8
Apres Call 1 T09 V8Apres Call 1 T09 V8
Apres Call 1 T09 V8
 
Apresentação de Resultados 3T13
Apresentação de Resultados 3T13Apresentação de Resultados 3T13
Apresentação de Resultados 3T13
 
Cosan apresentação de resultados, ano 2019
Cosan apresentação de resultados, ano 2019Cosan apresentação de resultados, ano 2019
Cosan apresentação de resultados, ano 2019
 
Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010
Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010
Apresentação reunião pública – resultados do 4 t09 2010
 
Apresentação 3T14
Apresentação 3T14Apresentação 3T14
Apresentação 3T14
 
Orçamento Participativo
Orçamento ParticipativoOrçamento Participativo
Orçamento Participativo
 
Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas – resultados do 2 t09
 
Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09
 	Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09 	Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09
Reunião Pública com Investidores e Analistas – Resultados do 2T09
 
Reunião pública com investidores e analistas resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas   resultados do 2 t09Reunião pública com investidores e analistas   resultados do 2 t09
Reunião pública com investidores e analistas resultados do 2 t09
 
2007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 2007
2007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 20072007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 2007
2007 - ApresentaçãO Dos Resultados Do 2º Trimestre 2007
 
Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11
 

Mais de CCR Relações com Investidores

Mais de CCR Relações com Investidores (17)

CCR PRESENTATION 4Q18
CCR PRESENTATION 4Q18CCR PRESENTATION 4Q18
CCR PRESENTATION 4Q18
 
2Q18 Presentation
2Q18 Presentation2Q18 Presentation
2Q18 Presentation
 
1Q18 Presentation
1Q18 Presentation1Q18 Presentation
1Q18 Presentation
 
4Q17 Earnings Presentation
4Q17 Earnings Presentation4Q17 Earnings Presentation
4Q17 Earnings Presentation
 
CCR Day 13 Presentation
CCR Day 13 Presentation CCR Day 13 Presentation
CCR Day 13 Presentation
 
Presentation 3Q17
Presentation 3Q17  Presentation 3Q17
Presentation 3Q17
 
Presentations 2Q17
Presentations 2Q17Presentations 2Q17
Presentations 2Q17
 
Presentation 2Q17
Presentation 2Q17Presentation 2Q17
Presentation 2Q17
 
Presentation 1Q17
Presentation 1Q17 Presentation 1Q17
Presentation 1Q17
 
Presentation 4Q16
Presentation 4Q16   Presentation 4Q16
Presentation 4Q16
 
Ccro3 apresentacao ccr_day2016_port
Ccro3 apresentacao ccr_day2016_portCcro3 apresentacao ccr_day2016_port
Ccro3 apresentacao ccr_day2016_port
 
Ccro3 apresentacao ccr_day2016_eng
Ccro3 apresentacao ccr_day2016_engCcro3 apresentacao ccr_day2016_eng
Ccro3 apresentacao ccr_day2016_eng
 
Presentation 3Q16
Presentation 3Q16Presentation 3Q16
Presentation 3Q16
 
Presentation 2Q16
Presentation 2Q16Presentation 2Q16
Presentation 2Q16
 
Presentation 1Q16
Presentation 1Q16Presentation 1Q16
Presentation 1Q16
 
Presentation 4Q15 CCR
Presentation 4Q15 CCRPresentation 4Q15 CCR
Presentation 4Q15 CCR
 
CCR DAY 11_Eng
CCR DAY 11_EngCCR DAY 11_Eng
CCR DAY 11_Eng
 

Último

018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
Renandantas16
 
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdfCRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 

Último (6)

GLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto Economico
GLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto EconomicoGLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto Economico
GLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto Economico
 
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
 
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptxProfissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
 
7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf
7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf
7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf
 
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdfCRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
 
Opções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdfOpções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdf
 

Apresentação de Resultado- CCR 4T18

  • 2. Aviso 2 Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Estas projeções e tendências estão sujeitas a riscos e incertezas, sendo que os resultados futuros poderão diferir materialmente daqueles projetados. Muitos destes riscos e incertezas relacionam-se a fatores que estão além da capacidade da CCR em controlar ou estimar, como as condições de mercado, as flutuações de moeda, o comportamento de outros participantes do mercado, as ações de órgãos reguladores, a habilidade da companhia de continuar a obter financiamentos, as mudanças no contexto político e social em que a CCR opera ou em tendências ou condições econômicas, incluindo-se as flutuações de inflação e as alterações na confiança do consumidor, em bases global, nacional ou regional. Os leitores são advertidos a não confiarem plenamente nestas projeções e tendências. A CCR não tem obrigação de publicar qualquer revisão destas projeções e tendências que devam refletir novos eventos ou circunstâncias após a realização desta apresentação.
  • 3.  TRÁFEGO: O tráfego consolidado apresentou redução de 3,9%. Excluindo-se os efeitos das isenções dos eixos suspensos, houve aumento de 0,4%.  EBITDA : O EBITDA ajustado na mesma base1 apresentou crescimento de 3,6%, com margem ajustada de 61,7% (+0,4 p.p.). O EBITDA ajustado operacional2 apresentou crescimento de 8,6%, com margem de 60,3% (-1,0 p.p.).  LUCRO LÍQUIDO: O Resultado Líquido na mesma base1 atingiu R$ 356,9 milhões, decréscimo de 21,1%. O Lucro Líquido alcançou -R$ 307,1 milhões. Destaques do 4T18 x 4T17 IFRS 3 1 Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões no EBITDA e R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5 milhões no EBITDA e R$ 53,8 milhões no lucro líquido; (v) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no EBITDA e R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e R$ 10,2 milhões no lucro líquido e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões no EBITDA e +R$ 60,5 milhões no lucro líquido. 2 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa: No 4T18 e em 2018: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição supramencionados, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões, respectivamente; (ii) não-recorrente da remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões e; (iii) provisão referente ao Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões.
  • 4. Eventos Subsequentes  Em 11 de janeiro, foi assinado o contrato de concessão das Rodovias Integradas do Sul S.A. (ViaSul), com prazo de 30 anos. A operação comercial teve início em 15 de fevereiro com duas praças de pedágio.  Em 11 de março, o consórcio formado pela CCR (80%) e RuasInvest Participações S.A. (20%) apresentou a melhor proposta para a concessão onerosa da Linha 15-Prata da rede metroviária de São Paulo. 4
  • 5. Principais Indicadores 5 ¹ A receita líquida exclui a receita de construção. ² Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões no EBITDA e R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iiiv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5 milhões no EBITDA e R$ 53,8 milhões no lucro líquido; (iv) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no EBITDA e R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e R$ 10,2 milhões no lucro líquido e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões no EBITDA e +R$ 60,5 milhões no lucro líquido. 3 Calculado somando-se Receita Líquida, Receita de Construção, Custo dos Serviços Prestados e Despesas Administrativas. 4 As margens EBIT, EBITDA ajustada e a margem EBITDA ajustada operacional foram calculadas por meio da divisão do EBITDA ajustado e EBITDA ajustado operacional pelas receitas líquidas, excluindo-se a receita de construção, dado que esta é um requerimento do IFRS, cuja contrapartida de igual valor afeta os custos totais. 5 Calculado excluindo-se as despesas não-caixa: depreciação e amortização, provisão de manutenção e apropriação de despesas antecipadas da outorga. 6 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição supramencionados, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões; (ii) não-recorrente da remensuração de participação na Aeris , no valor de +R$ 91,6 milhões e; (iii) provisão do Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões. Indicadores Financeiros (R$ MM) 4T17 4T18 Var. % 4T17 4T18 Var. % Receita Líquida1 2.021,1 2.233,5 10,5% 2.178,8 2.386,3 9,5% Receita Líquida ajustada mesma base2 2.021,1 2.083,2 3,1% 2.178,8 2.236,0 2,6% EBIT ajustado3 883,3 (24,4) n.m. 950,6 44,8 -95,3% Mg. EBIT ajustada4 43,7% -1,1% -44,8 p.p. 43,6% 1,9% -41,7 p.p. EBIT mesma base2 883,3 747,6 -15,4% 950,6 816,7 -14,1% Margem EBIT mesma base2 43,7% 35,9% -7,8 p.p. 43,6% 36,5% -7,1 p.p. EBITDA ajustado5 1.239,6 535,3 -56,8% 1.342,4 640,4 -52,3% Mg. EBITDA ajustada4 61,3% 24,0% -37,3 p.p. 61,6% 26,8% -34,8 p.p. EBITDA ajustado operacional6 1.239,6 1.346,5 8,6% 1.342,4 1.451,5 8,1% Mg. EBITDA ajustada operacional4 61,3% 60,3% -1,0 p.p. 61,6% 60,8% -0,8 p.p. EBITDA ajustado mesma base2 1.239,6 1.284,4 3,6% 1.342,4 1.389,5 3,5% Mg. EBITDA ajustada mesma base2 61,3% 61,7% 0,4 p.p. 61,6% 62,1% 0,5 p.p. Lucro Líquido 329,1 (307,1) n.m. 329,1 (307,1) n.m. Lucro Líquido mesma base2 452,2 356,9 -21,1% 452,2 356,9 -21,1% IFRS Pró-forma
  • 6. 274.866 263.925 246.897 259.167 249.836 4T14 4T15 4T16 4T17 4T18 Tráfego – Variação Trimestral (Pró-forma*) 6 Consolidado – VEQ milhões Receita de pedágio e tráfego 4T18 X 4T17 (%) * Informações incluindo a Renovias e a ViaRio. -4,2 0,5 -8,6 -0,7 -7,3 -5,6 -5,4 -5,3 6,9 23,4 -0,3 6,5 -5,5 4,1 -7,9 -2,3 -5,3 -0,8 12,2 27,7 AutoBAn NovaDutra Rodonorte ViaLagos ViaOeste Renovias RodoAnel Oeste SPVias MSVia ViaRio Tráfego Receita de Pedágio -4,5 -1,9 -4,6 0,5 -6,1 -4,3 -3,4 -3,1 3,8 -1,1 4,3 -0,8 7,1 -6,8 -0,7 -3,5 1,0 4,5 AutoBAn NovaDutra Rodonorte ViaLagos ViaOeste Renovias RodoAnel Oeste SPVias MSVia Tráfego Receita de Pedágio
  • 7. Receita Operacional Bruta (excluindo-se a Receita de Construção) 7 Meios de Pagamento de Pedágio Análise da Receita e EBITDA (Pró-forma*) * Incluindo os resultados proporcionais das investidas controladas em conjunto. Breakdown do EBITDA AutoBAn 21,8% NovaDutra 14,5% Aeroportos 10,3% ViaOeste 9,8% RodoNorte 7,1% SPVias 6,6% Metrô Bahia 5,6% ViaQuatro 5,1% TAS 3,5% ViaMobilidade 3,2% MSVia 3,0% RodoAnel Oeste 2,7% Renovias 1,8% Outros 5,0% 69% 68% 67% 68% 31% 32% 33% 32% 4T15 4T16 4T17 4T18 Meios Eletrônicos À Vista 92% 93% 85% 79% 2% 1% 10% 13% 5% 5% 4% 8% 1% 1% 1% 4T15 4T16 4T17 4T18 Pedágio Mobilidade Aeroportos Serviços
  • 8. 2.510 2.601 1.613 115 71 48 49 59 1.035 39 840 830 158 4T17 Depreciação e Amortização Serviços de Terceiros Custo de Outorga Despesas Antecipadas Custo com Pessoal Custo de Construção Provisão de Manutenção Outros Custos 4T18 Não-recorrentes San José, ViaMobilidade e ViaSul 4T18 Mesma Base 8 Conclusões de Obras na NovaDutra, RodoNorte e Metrô Bahia. ViaMobilidade, San José e Rescisões Trabalhistas. Evolução dos Custos IFRS Custos Totais (R$ milhões) 1 Materiais, seguros, aluguéis, marketing, viagens, meios eletrônicos de pagamentos, combustível e outros gastos gerais. 2 Custos na mesma base excluem: :(i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões; (iv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado de São Paulo, de R$ 81,5 milhões; (v) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões. Custos caixa na mesma base: R$ 799 MM (+2,2%) ViaMobilidade, San José e Comitê Independente. AutoBAn e ViaOeste 1 Custos na mesma base: (-35,7%) 2 65% 240% 210%36% 75%29% 20% 486% 4%
  • 9. EBITDA IFRS 9 Mg. de 61,3% 1 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa: No 4T18 e em 2018: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões, respectivamente; (ii) não-recorrente da remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões (vide item de outros custos para mais detalhes) e; (iii) provisão referente ao Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões. 2 Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0 milhões no EBITDA; (iiiv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5 milhões no EBITDA; (iv) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no EBITDA; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões no EBITDA. Mesma base +3,6% Mg. de 61,7% (+0,4 p.p.) Em R$ milhões Mg. de 24,0% 1.240 535 1.346 1.284 811 62 EBITDA ajustado 4T17 EBITDA ajustado 4T18 Receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa EBITDA ajustado operacional Novos Negócios e outros não-recorrentes EBITDA 4T18 Mesma Base Mg. de 60,3% 21
  • 10. 365 277 ( 25 ) 3 ( 12 ) 56 5 ( 91 ) (16 ) (1 ) 168 Resultado Financeiro Líquido 4T17 Resultado com Operação de Hedge Var. Monetária s/ Empréstimos, Financ. e Debêntures Variação Monetária sobre Obrigações com o Poder Concedente Variação Cambial s/ Emprétimos, Financtos., Debêntures, Derivativos e Fornecedores Ajuste a Valor Presente da Prov. de Manut. e Obrigações com o Poder Concedente Juros sobre Empréstimos, Financiamentos e Debêntures Rendimento sobre Aplicações e Outras Receitas Valor Justo de Operação com Hedge Outros Resultado Financeiro Líquido 4T18 10 24% Caixa médio 4T18 x 4T17 = - 13,9% Var. do CDI médio 4T18 X 4T17= - 1,1 p.p. Dívida Bruta = R$ 17,0 bi (+0,7%) Em R$ milhões Resultado Financeiro IFRS
  • 11. 4T18 4T17 Endividamento bruto hedgeado por indexador 11 Endividamento bruto por indexador • Dívida bruta total : R$ 17,0 bi (R$17,8 bi pró-forma) • Dív. Líquida / EBITDA: 2,8 x (2,7 x pró-forma) Sem hedge Com hedge 4T18 Endividamento Dezembro/18 IFRS Posição de endividamento e alavancagem Com hedge CDI 44,4% IPCA 22,8% TJLP 25,4% USD 7,4% CDI 56,9% IPCA 11,9% TJLP 24,2% USD 3,5% Outros 3,5% CDI 51,7% IPCA 15,5% TJLP 25,4% USD 7,4%
  • 12. Estrutura e Amortização da Dívida Dez/18 IFRS Amortizações 2019 - 2020 Cronograma de amortização sem hedge (R$ MM) 12 Amortizações (R$ MM) 2019 2020 RodoNorte 838 0 AutoBAn 720 751 Metrô Bahia 524 105 NovaDutra 229 164 SPVias 208 493 ViaOeste 198 330 ViaQuatro 73 38 Samm 57 0 TAS 32 48 ViaMobilidade 30 0 BH AIRPORT 20 25 CCR S.A. 15 770 Outras 34 592 TOTAL 2.979 3.315 1.271 2.272 1.771 872 1.424 78 112 116 120 3.931 1.584 585 330 801 594 44 346 272 191 411 3 2019 2020 2021 2022 A partir de 2023 CDI TJLP IPCA USD Outros 6.358 2.489 3.315 2.979 1.984
  • 13. 13 Captações 4T18 Empresa Emissão Valor (R$ MM) Dívida Custo Vencimento NovaDutra out-18 60,0 Debêntures 105,50% do CDI set-19 BH Airport nov-18 418,0 BNDES TJLP + 2,31% dez-35 Total 478,0 Empresa Emissão Valor (USD MM) Dívida Custo Vencimento TAS out-18 12,2 Credit Facility LIBOR 6M + 3,20% out-20 Quito - Quiport (100%) dez-18 66,0 Credit Facility LIBOR 3M + 4,00% jan-20 Total 78,2
  • 14. 12.423 12.971 13.945 13.261 14.443 10.759 11.961 11.801 12.703 12.719 13.780 13.401 14.365 12.628 13.741 3,0 3,0 3,1 2,2 2,4 1,8 1,8 2,2 2,3 2,2 2,6 2,6 2,7 2,6 2,8 -5,5 -4,5 -3,5 -2,5 -1,5 -0,5 0,5 1,5 2,5 3,5 5.000 7.000 9.000 11.000 13.000 15.000 17.000 19.000 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 2T17 3T17 4T17 1T18 2T18 3T18 4T18 3T18 4T18 Dívida Líquida (R$ MM) Dív. Líquida/EBITDA ajustado operacional* (x) 14 R$ MM Dados pró-forma IFRS Endividamento Div. Líquida / EBITDA ajustado operacional LTM * No cálculo do EBITDA Ajustado Operacional, no 4T18, são excluídos os custos não-caixa e não-operacionais: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição descritos no seção de custos, nos valores de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões; (ii) não-recorrente da remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões e; (iii) provisão do Programa de Incentivo à Colaboração (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões.
  • 15. 329 357 -307 697 33 Lucro Líquido 4T17 Lucro Líquido 4T18 Não-recorrentes San José, ViaMobilidade e ViaSul Lucro Líquido 4T18 Mesma Base* 15 Em R$ milhões Lucro Líquido Mesma base (-21,1%) * Valores na mesma base excluem: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iiiv) provisão decorrente do Termo de Autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 53,8 milhões no lucro líquido; (iv) despesas e provisões não-recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 10,2 milhões no lucro líquido e; (vii) remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 60,5 milhões no lucro líquido.
  • 16. 16 1 - Os investimentos realizados pela Companhia, que serão recebidos dos Poderes Concedentes como contraprestação pecuniária ou aporte, compõem o ativo financeiro. 2 - Inclui CCR, CPC e Eliminações. 3 - Pagamento de parcelas da compra do terreno nos municípios de Cajamar e Caieiras, conforme anunciado no Fato Relevante de 5 de fevereiro de 2016. Investimento Total R$ MM 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 4T18 2018 NovaDutra 25,7 105,2 4,1 18,8 29,8 124,0 30,7 136,0 0,0 0,0 60,5 260,0 ViaLagos 0,7 2,3 1,3 2,9 2,0 5,2 3,8 4,1 0,0 0,0 5,8 9,3 RodoNorte 90,7 382,6 1,4 5,7 92,1 388,3 23,0 85,1 0,0 0,0 115,1 473,4 AutoBAn 10,7 70,5 2,6 10,8 13,3 81,3 1,5 5,5 0,0 0,0 14,8 86,8 ViaOeste 4,1 23,8 1,7 8,2 5,8 32,0 0,7 28,8 0,0 0,0 6,5 60,8 ViaQuatro 26,5 101,7 3,8 9,8 30,3 111,5 0,0 0,0 0,0 0,0 30,3 111,5 RodoAnel Oeste 11,0 26,1 1,8 7,1 12,8 33,2 0,0 0,0 0,0 0,0 12,8 33,2 Samm 3,0 5,0 6,0 13,5 9,0 18,5 0,0 0,0 0,0 0,0 9,0 18,5 SPVias 7,3 32,7 4,0 10,8 11,3 43,5 47,5 92,2 0,0 0,0 58,8 135,7 CAP 11,1 52,4 0,0 0,0 11,1 52,4 0,0 0,0 0,0 0,0 11,1 52,4 Barcas 0,0 0,0 0,2 0,4 0,2 0,4 0,0 0,0 0,0 0,0 0,2 0,4 Metrô Bahia (13,0) 231,3 1,2 3,6 (11,8) 234,9 0,0 0,0 46,2 180,9 34,4 415,8 BH Airport 21,9 56,3 1,9 6,0 23,8 62,3 0,0 0,0 0,0 0,0 23,8 62,3 MSVia 2,6 139,6 4,3 7,1 6,9 146,7 0,0 0,0 0,0 0,0 6,9 146,7 TAS 0,1 2,6 1,0 15,2 1,1 17,8 0,0 0,0 0,0 0,0 1,1 17,8 Renovias (40%) 0,2 0,2 0,2 1,5 0,4 1,7 0,1 3,7 0,0 0,0 0,5 5,4 ViaRio (66,66%) 0,4 0,9 0,9 2,2 1,3 3,1 0,0 0,0 0,0 0,0 1,3 3,1 VLT (24,93%) (2,8) (1,1) 0,0 0,1 (2,8) (1,0) 0,0 0,0 8,5 28,6 5,7 27,6 Quito - Quiport (50%) 12,9 43,7 0,8 3,1 13,7 46,8 0,0 0,0 0,0 0,0 13,7 46,8 San José - Aeris 75,2 75,2 1,3 1,3 76,5 76,5 0,0 0,0 0,0 0,0 76,5 76,5 ViaMobilidade 7,5 36,3 4,3 12,0 11,8 48,3 0,0 0,0 0,0 0,0 11,8 48,3 Outras2 3,5 (2,9) 36,4 47,4 39,9 44,5 (0,8) (5,1) 0,0 0,0 39,1 39,4 Consolidado 299,3 1.384,4 79,2 187,5 378,5 1.571,9 106,5 350,3 54,7 209,5 539,7 2.131,7 SPCP3 0,0 0,0 0,0 65,2 0,0 65,2 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 65,2 Obras de Melhorias Ativo Intangível Manutenção Realizada R$ MM Total Custo com Manutenção Ativo Financeiro1 Total Equipamentos e Outros