SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
CLIMATOLOGIA - PARTE 1
Prof. Cadu
AULA SOBRE ELEMENTOS
CLIMÁTICOS
O QUE É CLIMATOLOGIA?
Estudo do clima a partir da análise de dados
atmosféricos. Tais estudos permitem a aplicação de
dados climáticos na solução de problemas de áreas
específicas.
CUIDADO: Não confunda climatologia com
meteorologia. O meteorologista estuda o
tempo e climatólogo estuda o clima.
• Tempo: estado físico da atmosfera num dado instante em
determinado lugar.
• Clima: conjunto dos fenômenos meteorológicos que
caracterizam o estado médio da atmosfera de um lugar, ao
longo dos anos.
15
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS CAMADAS DA ATMOSFERA
Troposfera - As condições climáticas acontecem na camada inferior da atmosfera,
chamada troposfera. Essa camada se estende até 20 km do solo, no equador, e a
aproximadamente 10 km nos polos.
Estratosfera - A estratosfera chega a 50 km do solo. A temperatura vai de 60ºC
negativos na base ao ponte de congelamento na parte de cima. A estratosfera
contém ozônio, um gás que absorve os prejudiciais raios ultravioleta do Sol. Hoje, a
poluição está ocasionando "buracos" na camada de ozônio.
Mesosfera - O topo da mesosfera fica a 80 km do solo. É muito fria, com
temperaturas que pode ficar abaixo de 100ºC negativos. A parte inferior é mais
quente porque absorve calor da estratosfera.
Termosfera - O topo da termosfera fica a cerca de 500 km acima da Terra. É a
camada mais quente, pois possui oxigênio atômico que absorve muita energia solar.
As temperaturas no topo chegam a 1.200ºC.
Exosfera - A camada superior da atmosfera fica a mais ou menos 900 km acima da
Terra. O ar é muito rarefeito e as moléculas de gás "escapam" constantemente para
o espaço. Por isso é chamada de exosfera (parte externa da atmosfera).
• Variáveis meteorológicas
que caracterizam o clima:
 Temperatura e Radiação solar;
 Pressão;
 Umidade;
 Precipitação;
 Ventos.
• Características físicas que
determinam o estado
climático:
 Latitude;
 Altitude e relevo;
 Cobertura vegetal e solos;
 Massas de ar;
 Continentes e mares;
 Correntes oceânicas;
TEMPERATURA E RADIAÇÃO SOLAR
Temperatura - é a quantidade de calor na
atmosfera. A energia do Sol aquece a
superfície da Terra e esta irradia calor para
o ar - a temperatura do ar é um calor
indireto.
Os condicionantes de mudança da temperatura
são a altitude, a latitude, a proximidade do mar
e as correntes marítimas.
CONCEITO IMPORTANTE - O ALBEDO
Corresponde a reflexão dos raios solares em função da cor da
superfície de contato.
Nas regiões polares, onde o branco predomina, a reflexão é em
torno de 75%. Na região Amazônica, por ter predomínio do
verde, reflete cerca de 15%.
Quanto menor o albedo maior a absorção dos raios solares e
maior o aquecimento do ambiente.
PRESSÃO ATMOSFÉRICA
Pressão atmosférica é a força causada pelo ar sobre a superfície
terrestre. Ela depende da latitude, altitude e temperatura.
• Quanto maior a altitude, menor a pressão e vice-versa;
ATENÇÃO
• Quanto menor a latitude, menor a pressão. Nas regiões mais
quentes, região equatorial, o ar se dilata ficando leve, por isso
tem uma baixa pressão. Próximo aos pólos, o frio contrai o ar,
deixando mais denso, tendo uma maior pressão.
Corresponde a quantidade de vapor de água na atmosfera.
A umidade é relativa ao ponto de saturação de vapor de
água na atmosfera (4%). Quando a atmosfera atinge essa
porcentagem ocorrem as chuvas.
Em um deserto a umidade relativa do ar pode chegar a 15%,
sendo que a média mundial é de 60%.
- LÍQUIDAS: Chuva, orvalho e neblina (as duas últimas são
precipitações superficiais).
- SÓLIDAS:
- Granizo: Gotas d´água que se solidificam em grandes
altitudes;
- Neve: Cristalização do vapor d´água;
IMPORTANTE: Quando o orvalho congela (contato da umidade
do ar com o solo) sobre a superfície é chamado de Geada.
A principal modalidade de precipitação é a das chuvas,
que acontecem sob uma condição fundamental: o
arrefecimento do vapor de água contido no interior das
nuvens.
Tal arrefecimento dá-se em 3 situações diferentes:
orográficas (ou de relevo), convectivas e as frontais.
NESSAS PRECIPITAÇÕES O AR ÚMIDO, DE REGIÕES QUENTES (E ÚMIDAS)
ASCENDE AO LONGO DO DIA. AO SUBIR O AR ARREFECE, (AUMENTA A UMIDADE)
E SATURA. APÓS A CONDENSÇÃO DO VAPOR D´ÁGUA OCORRE A CHUVA.
SÃO COMUNS NA AMAZÔNIA
NAS PRECIPAÇÕES DE RELEVO OU OROGRÁFICAS, O AR ASCENDE PELAS
VERTENTES DAS MONTANHAS E AO ARREFECER SATURA, EM SEGUIDA O
VAPOR CONDENSA E PRECIPITA.
OCORRE EM ÁREAS COMO O PLANALTO DA BORBOREMA (NE) E
PLANALTO ATLÂNTICO
ESSAS PRECIPITAÇÕES SE FORMAM QUANDO DUAS MASSAS DE AR COM TEMPERATURAS
DIFERENTES SE ENCONTRAM. O AR QUENTE (MAIS LEVE) ASCENDE SOBRE A MASSA DE AR
FRIA (QUE SERVE DE RAMPA). AO ASCENDER O AR SE ARREFECE, AUMENTA A UMIDADE E
SATURA, CONDENSANDO-SE E EM SEGUIDA OCORRE A PRECIPITAÇÃO.
OCORRE SOB A FORMA DE CHUVAS TORRENCIAIS ENTRE AS
MUDANÇAS DE ESTAÇÕES DO ANO.
Correspondem ao deslocamento do ar, que se processa dentro de
duas leis:
• Quanto à direção, eles se deslocam de áreas anticiclonais para
as ciclonais;
• Quanto à velocidade, o seu deslocamento será tanto mais veloz
quanto maior for a diferença de pressão entre as duas áreas.
Usem os links abaixo para assistir uma aula especial sobre ventos dividido
em duas partes:
 AULA 1: https://www.youtube.com/watch?v=iBgQl4ENNtI
 AULA 2: https://www.youtube.com/watch?v=6sp-hzVLpxY

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Professor
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
Professor
 
Clima ,hidrografia e vegetação
Clima ,hidrografia e vegetaçãoClima ,hidrografia e vegetação
Clima ,hidrografia e vegetação
Débora Sales
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
moajr2
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Professor
 
Teorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da populaçãoTeorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da população
robertobraz
 

Mais procurados (20)

Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
Clima
ClimaClima
Clima
 
Cartografia 1º ano
Cartografia 1º anoCartografia 1º ano
Cartografia 1º ano
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
 
Clima ,hidrografia e vegetação
Clima ,hidrografia e vegetaçãoClima ,hidrografia e vegetação
Clima ,hidrografia e vegetação
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
TERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura GeologicaTERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura Geologica
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
 
8º Ano - Módulo 01 - Região e Regionalização
8º Ano - Módulo 01 - Região e Regionalização8º Ano - Módulo 01 - Região e Regionalização
8º Ano - Módulo 01 - Região e Regionalização
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
O continente americano completo
O continente americano  completoO continente americano  completo
O continente americano completo
 
Classificação do Relevo Brasileiro
Classificação do Relevo BrasileiroClassificação do Relevo Brasileiro
Classificação do Relevo Brasileiro
 
Teorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da populaçãoTeorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da população
 
Tipos de solos
Tipos de solosTipos de solos
Tipos de solos
 
Oriente Médio
Oriente MédioOriente Médio
Oriente Médio
 

Semelhante a Parte 1 - Climatolgia: elementos do Clima

Aula 1 climatologia_parte_1_enviar
Aula 1 climatologia_parte_1_enviarAula 1 climatologia_parte_1_enviar
Aula 1 climatologia_parte_1_enviar
caduisolada
 
Atmosfera clima (parte 1)
Atmosfera   clima (parte 1)Atmosfera   clima (parte 1)
Atmosfera clima (parte 1)
flaviocosac
 
Material Complementar Atmosfera Parte 1
Material Complementar Atmosfera Parte 1Material Complementar Atmosfera Parte 1
Material Complementar Atmosfera Parte 1
flaviocosac
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticos
karolpoa
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticos
karolpoa
 
Atmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores ClimaticosAtmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores Climaticos
Vania Leão
 

Semelhante a Parte 1 - Climatolgia: elementos do Clima (20)

Aula 1 climatologia_parte_1_enviar
Aula 1 climatologia_parte_1_enviarAula 1 climatologia_parte_1_enviar
Aula 1 climatologia_parte_1_enviar
 
Atmosfera clima (parte 1)
Atmosfera   clima (parte 1)Atmosfera   clima (parte 1)
Atmosfera clima (parte 1)
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
 
Material Complementar Atmosfera Parte 1
Material Complementar Atmosfera Parte 1Material Complementar Atmosfera Parte 1
Material Complementar Atmosfera Parte 1
 
Atmosfera e climas
Atmosfera e climasAtmosfera e climas
Atmosfera e climas
 
Clima e estados de tempo em Portugal.1
Clima e estados de tempo em Portugal.1Clima e estados de tempo em Portugal.1
Clima e estados de tempo em Portugal.1
 
CLIMATOLOGIA.ppt
CLIMATOLOGIA.pptCLIMATOLOGIA.ppt
CLIMATOLOGIA.ppt
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticos
 
EM-1ª-SERIE-Aula-de-GEOGRAFIA-A-Atmosfera-e-sua-Dinamica-07-05-2020.ppt
EM-1ª-SERIE-Aula-de-GEOGRAFIA-A-Atmosfera-e-sua-Dinamica-07-05-2020.pptEM-1ª-SERIE-Aula-de-GEOGRAFIA-A-Atmosfera-e-sua-Dinamica-07-05-2020.ppt
EM-1ª-SERIE-Aula-de-GEOGRAFIA-A-Atmosfera-e-sua-Dinamica-07-05-2020.ppt
 
Climatologia geográfica
Climatologia geográficaClimatologia geográfica
Climatologia geográfica
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticos
 
Clima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetaisClima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetais
 
Descrição do tempo atmosférico
 Descrição do tempo atmosférico Descrição do tempo atmosférico
Descrição do tempo atmosférico
 
Dinâmica climática
Dinâmica climáticaDinâmica climática
Dinâmica climática
 
Cap 8 clima geografia
Cap 8 clima geografiaCap 8 clima geografia
Cap 8 clima geografia
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
 
Clima e meteorologia
Clima e meteorologiaClima e meteorologia
Clima e meteorologia
 
Atmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores ClimaticosAtmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores Climaticos
 
Fundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologiaFundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologia
 

Mais de CADUCOCFRENTE2 (8)

PEDOLOGIA - COMPLEMENTO RELEVO DO BRASIL
PEDOLOGIA - COMPLEMENTO RELEVO DO BRASILPEDOLOGIA - COMPLEMENTO RELEVO DO BRASIL
PEDOLOGIA - COMPLEMENTO RELEVO DO BRASIL
 
AULA 2 - RELEVO DO BRASIL
AULA 2 - RELEVO DO BRASILAULA 2 - RELEVO DO BRASIL
AULA 2 - RELEVO DO BRASIL
 
Lista revisão I_unidade_2020_frente_2
Lista revisão I_unidade_2020_frente_2Lista revisão I_unidade_2020_frente_2
Lista revisão I_unidade_2020_frente_2
 
Texto Intemperismo e Erosão
Texto Intemperismo e ErosãoTexto Intemperismo e Erosão
Texto Intemperismo e Erosão
 
Leitura complementer introducao de relevo
Leitura complementer introducao de relevoLeitura complementer introducao de relevo
Leitura complementer introducao de relevo
 
Aula clima biomas brasil sartre frente2
Aula clima  biomas brasil sartre frente2Aula clima  biomas brasil sartre frente2
Aula clima biomas brasil sartre frente2
 
Lista 1 (I unidade Fente 2) Cadu
Lista 1 (I unidade  Fente 2) CaduLista 1 (I unidade  Fente 2) Cadu
Lista 1 (I unidade Fente 2) Cadu
 
Aula 1 Frente 2
Aula 1 Frente 2 Aula 1 Frente 2
Aula 1 Frente 2
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 

Parte 1 - Climatolgia: elementos do Clima

  • 1. CLIMATOLOGIA - PARTE 1 Prof. Cadu AULA SOBRE ELEMENTOS CLIMÁTICOS
  • 2. O QUE É CLIMATOLOGIA? Estudo do clima a partir da análise de dados atmosféricos. Tais estudos permitem a aplicação de dados climáticos na solução de problemas de áreas específicas. CUIDADO: Não confunda climatologia com meteorologia. O meteorologista estuda o tempo e climatólogo estuda o clima.
  • 3.
  • 4. • Tempo: estado físico da atmosfera num dado instante em determinado lugar. • Clima: conjunto dos fenômenos meteorológicos que caracterizam o estado médio da atmosfera de um lugar, ao longo dos anos.
  • 5. 15
  • 6. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS CAMADAS DA ATMOSFERA Troposfera - As condições climáticas acontecem na camada inferior da atmosfera, chamada troposfera. Essa camada se estende até 20 km do solo, no equador, e a aproximadamente 10 km nos polos. Estratosfera - A estratosfera chega a 50 km do solo. A temperatura vai de 60ºC negativos na base ao ponte de congelamento na parte de cima. A estratosfera contém ozônio, um gás que absorve os prejudiciais raios ultravioleta do Sol. Hoje, a poluição está ocasionando "buracos" na camada de ozônio. Mesosfera - O topo da mesosfera fica a 80 km do solo. É muito fria, com temperaturas que pode ficar abaixo de 100ºC negativos. A parte inferior é mais quente porque absorve calor da estratosfera. Termosfera - O topo da termosfera fica a cerca de 500 km acima da Terra. É a camada mais quente, pois possui oxigênio atômico que absorve muita energia solar. As temperaturas no topo chegam a 1.200ºC. Exosfera - A camada superior da atmosfera fica a mais ou menos 900 km acima da Terra. O ar é muito rarefeito e as moléculas de gás "escapam" constantemente para o espaço. Por isso é chamada de exosfera (parte externa da atmosfera).
  • 7. • Variáveis meteorológicas que caracterizam o clima:  Temperatura e Radiação solar;  Pressão;  Umidade;  Precipitação;  Ventos. • Características físicas que determinam o estado climático:  Latitude;  Altitude e relevo;  Cobertura vegetal e solos;  Massas de ar;  Continentes e mares;  Correntes oceânicas;
  • 8. TEMPERATURA E RADIAÇÃO SOLAR Temperatura - é a quantidade de calor na atmosfera. A energia do Sol aquece a superfície da Terra e esta irradia calor para o ar - a temperatura do ar é um calor indireto. Os condicionantes de mudança da temperatura são a altitude, a latitude, a proximidade do mar e as correntes marítimas.
  • 9. CONCEITO IMPORTANTE - O ALBEDO Corresponde a reflexão dos raios solares em função da cor da superfície de contato. Nas regiões polares, onde o branco predomina, a reflexão é em torno de 75%. Na região Amazônica, por ter predomínio do verde, reflete cerca de 15%. Quanto menor o albedo maior a absorção dos raios solares e maior o aquecimento do ambiente.
  • 10. PRESSÃO ATMOSFÉRICA Pressão atmosférica é a força causada pelo ar sobre a superfície terrestre. Ela depende da latitude, altitude e temperatura. • Quanto maior a altitude, menor a pressão e vice-versa; ATENÇÃO • Quanto menor a latitude, menor a pressão. Nas regiões mais quentes, região equatorial, o ar se dilata ficando leve, por isso tem uma baixa pressão. Próximo aos pólos, o frio contrai o ar, deixando mais denso, tendo uma maior pressão.
  • 11.
  • 12. Corresponde a quantidade de vapor de água na atmosfera. A umidade é relativa ao ponto de saturação de vapor de água na atmosfera (4%). Quando a atmosfera atinge essa porcentagem ocorrem as chuvas. Em um deserto a umidade relativa do ar pode chegar a 15%, sendo que a média mundial é de 60%.
  • 13. - LÍQUIDAS: Chuva, orvalho e neblina (as duas últimas são precipitações superficiais). - SÓLIDAS: - Granizo: Gotas d´água que se solidificam em grandes altitudes; - Neve: Cristalização do vapor d´água; IMPORTANTE: Quando o orvalho congela (contato da umidade do ar com o solo) sobre a superfície é chamado de Geada.
  • 14. A principal modalidade de precipitação é a das chuvas, que acontecem sob uma condição fundamental: o arrefecimento do vapor de água contido no interior das nuvens. Tal arrefecimento dá-se em 3 situações diferentes: orográficas (ou de relevo), convectivas e as frontais.
  • 15. NESSAS PRECIPITAÇÕES O AR ÚMIDO, DE REGIÕES QUENTES (E ÚMIDAS) ASCENDE AO LONGO DO DIA. AO SUBIR O AR ARREFECE, (AUMENTA A UMIDADE) E SATURA. APÓS A CONDENSÇÃO DO VAPOR D´ÁGUA OCORRE A CHUVA. SÃO COMUNS NA AMAZÔNIA
  • 16. NAS PRECIPAÇÕES DE RELEVO OU OROGRÁFICAS, O AR ASCENDE PELAS VERTENTES DAS MONTANHAS E AO ARREFECER SATURA, EM SEGUIDA O VAPOR CONDENSA E PRECIPITA. OCORRE EM ÁREAS COMO O PLANALTO DA BORBOREMA (NE) E PLANALTO ATLÂNTICO
  • 17. ESSAS PRECIPITAÇÕES SE FORMAM QUANDO DUAS MASSAS DE AR COM TEMPERATURAS DIFERENTES SE ENCONTRAM. O AR QUENTE (MAIS LEVE) ASCENDE SOBRE A MASSA DE AR FRIA (QUE SERVE DE RAMPA). AO ASCENDER O AR SE ARREFECE, AUMENTA A UMIDADE E SATURA, CONDENSANDO-SE E EM SEGUIDA OCORRE A PRECIPITAÇÃO. OCORRE SOB A FORMA DE CHUVAS TORRENCIAIS ENTRE AS MUDANÇAS DE ESTAÇÕES DO ANO.
  • 18. Correspondem ao deslocamento do ar, que se processa dentro de duas leis: • Quanto à direção, eles se deslocam de áreas anticiclonais para as ciclonais; • Quanto à velocidade, o seu deslocamento será tanto mais veloz quanto maior for a diferença de pressão entre as duas áreas. Usem os links abaixo para assistir uma aula especial sobre ventos dividido em duas partes:  AULA 1: https://www.youtube.com/watch?v=iBgQl4ENNtI  AULA 2: https://www.youtube.com/watch?v=6sp-hzVLpxY