A Inspiração do Desestimulo

1.842 visualizações

Publicada em

Baixe a Folha Guia: http://www.4shared.com/photo/WVtem1_e...

Você leu certo... Como o desestimulo pode ser uma grande inspiração para você?

Muitas vezes você fica cansado, exausto, não quer fazer nada diferente, apenas ficar quietinho no seu canto sem se mexer. E isso apesar de normal, quando acontece as vezes, pode ser uma "energia" extra para mudanças.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.842
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Inspiração do Desestimulo

  1. 1. A Inspiração do Desestimulo
  2. 2. Ok, é normal você ficar as vezes para baixo e ficar com aquela vontade de não fazer nada. Mas, sabia que essa é uma forte arma para você fazer grandes mudanças e absorver uma energia única em busca de resultados incríveis?
  3. 3. Os estímulos que o seu cérebro dispara para sair de uma situação adversa, como estar muito bravo, é muito maior do que quando ele simplesmente quer algo. Ele primeiro resolve problemas, depois busca os prazeres.
  4. 4. Se você estiver para baixo, fique mais ainda, sinta uma irritação gigante pela situação em que se encontra, infle sua chama a ponto de dizer – CHEGA!
  5. 5. Lembre-se bem de como está se sentindo, para quando começar a se movimentar e sentir as dificuldades ou pequenas recaídas, pensar naquela sensação que não quer voltar a sentir.
  6. 6. A maioria dos grandes negócios e inovações vieram dessa sensação de estar .
  7. 7. Porém a decisão é toda sua, entre ficar aborrecido na inercia de um corpo parado... Ou usufruir dessa energia super hiper máster poderosa e fazer acontecer.
  8. 8. “Se sentir para baixo é algo natural a todas as pessoas, a diferença é que uns ficam na inercia e outros usam como força para mudanças e atitudes que jamais teriam em seu estado normal.”

×