Marcos Acayaba - Residência Milan

8.617 visualizações

Publicada em

Marcos Acayaba - Residência Milan

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
171
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marcos Acayaba - Residência Milan

  1. 1. Marcos Acayaba Residência Marcos Acayaba (Casa Milan) 17 º Seminário de HAAUB2 2012.1 Francisca Bruna Santiago Viana Cavalcante – mat. 0319809 Jefferson Bruno Lima Roque – mat. 0319812 Profa. Margarida Andrade
  2. 2. Biografia • Marcos de Azevedo Acayaba (São Paulo, 1944). • Arquiteto, Urbanista e Professor formado na FAU/USP. • Grande admirador de Oscar Niemeyer. • Deslancha a carreira com o projeto da Casa Milan, 1972. • Mora na Casa Milan até hoje com sua família. Marcos Acayaba – fonte: bnpress.wordpress.com
  3. 3. “Nos meus projetos, ao mesmo tempo em que interpreto o programa do cliente, procuro analisar as características do local onde vai ser realizada a obra, a topografia, o solo, a paisagem, o clima, a acessibildade para o fornecimento de materiais, e a qualidade da mão de obra disponível. A partir dessa análise, procuro identificar a melhor estratégia para a realização da obra. Assumo então a estratégia de obra, onde o processo de produção é fundamental, como uma referência, uma bússola, que vai orientar a concepção e o desenvolvimento do projeto. (...) Dentro dessa filosofia de trabalho, tenho desenvolvido projetos onde a preocupação com a construção, seus processos de produção, e sua manutenção são determinantes, como também a geografia específica do local da obra. Assim, livres de questões de estilo, as formas das minhas construções, quase sempre novas, resultam de processos de análise rigorosos de condições específicas. (...) Com o mínimo de meios, procuro sempre atingir a maior eficiência, conforto e, como consequência, a beleza. Onde nada sobra, onde nada falta.” Marcos Acayaba. MARCOS ACAYABA, Baeta House, 1993 – fonte: skyscrapercity.com Biografia
  4. 4. • Formação acadêmica racionalista. • Mestre - Vilanova Artigas: o Busca da arquitetura econômica, sem esquecer por completo a forma final que o projeto deve atingir. o Rejeita o supérfluo. o Material puro. o Organização racional. o Contrastes – pesado x leve. Vilanova Artigas na rodoviária de Londrina. – fonte: cdeassis.wordpress.com Influências
  5. 5. MARCOS ACAYABA, Grupo Residencial alto da boa vista, 1973 – fonte: www.marcosacayaba.arq.br •Brutalismo Paulista: oPré-moldado e lógica industrial. Influências
  6. 6. MARCOS ACAYABA, Protótipo, 1993 – fonte: www.marcosacayaba.arq.br •Brutalismo Paulista: oA estrutura é uma dimensão significativa na arquitetura. Influências
  7. 7. MARCOS ACAYABA, Pindorama Pavilion, 1985 – fonte: www.marcosacayaba.arq.br •Brutalismo Paulista: oFormas Puras, cores primárias. oO Arquiteto é o primeiro operário de uma obra – Considera as atividades dos operários. oEconomia de materiais. Influências
  8. 8. MARCOS ACAYABA, Sede da Fazenda Pindorama, 1984 – fonte : http://arquitetura.eesc.usp.br/revista_risco/Risco9- pdf/02_art03_risco9.pdf •Brutalismo Paulista: oProfessores Sérgio Ferro, Rodrigo Lefrève e Flávio Império. oGrandes Abóbodas, cascas, arcos... Influências
  9. 9. MARCOS ACAYABA, Olga House, 1990 Fonte: arqurbmaismais.wordpress.com Madeira industrializada. Com o tempo ele abandona o uso exclusivo do concreto armado e começa a trabalhar com outros sistemas construtivos variados (estrutura metálica, madeira e alvenaria armada). Influências
  10. 10. MARCOS ACAYABA, Acayaba House, 1997 Fonte - wallpaper.comEvolução da Obra: aproxima-se do traço de Frank Lloyd Wright. Construções leves com grande balanço integradas com o entorno. Influências
  11. 11. FRANK LLOYD WRIGHT, Casa da Cascata, 1934 Fonte: mundoparamorar.com.brEvolução da Obra: aproxima-se do traço de Frank Lloyd Wright. Construções leves com grande balanço integradas com o entorno. Influências
  12. 12. Fonte: mulher.uol.com.br Residência Marcos Acayaba (1972 – 1975)
  13. 13. • Localização: Cidade Jardim, São Paulo – SP; • Ano do projeto: 1972; • Período de construção: 1972 – 1975; • Proprietários: Marcos Acayaba e Marlene Milan Acayaba; • Composição familiar: 1 casal e 2 filhos; • Estrutura: Ugo Tedeschi e Yukio Ogata; • Instalações: Antônio Garcia Marques e Olavo Motta Campos; • Paisagismo: Marlene Milan Acayaba; Fonte: mulher.uol.com.br Dados gerais
  14. 14. Área do terreno: 2150 m² Área ocupada: 467 m² Taxa de ocupação: 21% Área construída: 791,49m² Área útil: 391,69 m² Situação Implantação Fonte: www.marcosacayaba.arq.br Dados gerais
  15. 15. • Desnível original trabalhado em três níveis: Corte Fonte: www.marcosacayaba.arq.br Melhor distribuição dos espaços sem isolá-los. Terreno
  16. 16. Sala de jantar Lavabo Jardim interno Escada Estar Estar/Estúdio Vestiário Laboratório fotográfico Social Copa Cozinha Despensa Lavanderia 3 Dormitórios empregada 2 banheiros empregada Serviço 4 dormitórios 2 banheiros Closet Íntimo Abrigo de autos Terraço coberto Projeções Piscina Externo Programa Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  17. 17. Planta do Térreo Fonte: www.marcosacayaba.arq.br Programa
  18. 18. Planta Superior Fonte: www.marcosacayaba.arq.br Programa
  19. 19. Fonte: www.marcosacayaba.arq.br O interior
  20. 20. Luxo, conforto e riqueza espacial Fonte: www.marcosacayaba.arq.br O interior
  21. 21. Fonte: www.marcosacayaba.arq.br O interior
  22. 22. Fonte: www.flickr.com.br Perfeita integração entre o interior e o exterior - vidro O interior
  23. 23. Maior parte da casa coberta por uma casca Concreto Armado produzido in loco. Volumetria Fonte: http://arquitetura.eesc.usp.br/revista_risco/Risco9-pdf/02_art03_risco9.pdf
  24. 24. Se inspirou no que no fundo ele realmente gostava – as curvas de Oscar Niemeyer. MARCOS ACAYABA – Residência Milan, 1972 Fonte: http://arquitetura.eesc.usp.br/revista_risco/Risco9- pdf/02_art03_risco9.pdf OSCAR NIEMEYER– Clube em Diamantina, 1950 – fonte: www.arquitextos.com.br Uso da Casca Volumetria
  25. 25. Vão entre as sapatas (atirantadas e protendidas): 33m Volumetria Fonte:www.marcosacayaba.arq.br
  26. 26. Fôrmas de madeira desperdiçadas: Alto custo e complexidade, ele próprio admite que não vale a pena fazer essa estrutura para uma casa Volumetria Fonte: ACAYABA, 2004
  27. 27. • Refletem a ideologia por trás do projeto. Brutalismo •Pouca variedade de materiais. •Uso abundante do concreto. •Estrutura aparente sem revestimentos e apliques decorativos. Materiais
  28. 28. Principal Material Concreto armado: • Estrutura. • Escada. • Laje Nervurada tipo “caixão perdido” de isopor. • Alvenaria (ou Concreto celular-pumex) • Cobertura (Casca com com isolamento de poliuretano). Materiais Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  29. 29. Precisa de reforço estrutural, pois as forças atuantes na estrutura não foram bem calculadas. Desafio: união da estrutura com a casca – sistema de montantes nas fundações. Materiais Fonte: http://arquitetura.eesc.usp.br/revista_risco/Risco9-pdf/02_art03_risco9.pdf
  30. 30. • Vidro e Aço galvanizado pintado: Janelas. • Ferro : Portas basculantes. Materiais Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  31. 31. • Madeira: Divisórias. Materiais Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  32. 32. • Tratamento das paredes: Principalmente paredes de concreto aparente sem revestimento. Algumas poucas são pintadas com tinta branca e outras (presentes em áreas molhadas) são impermeabilizadas. • Pisos: Externo – Paralelepípedos. Interno – Ladrilhos hidráulicos e carpete. Materiais
  33. 33. • Por Marlene Acayaba. • Área ampla de jardim (1700m²). • Piscina, estacionamento, jardins, áreas de convivência. • Jardim aos poucos construído ao longo de 35 anos, não foi feito um projeto específico de paisagismo. Paisagismo Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  34. 34. Variedade de Espécies Paisagismo Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  35. 35. Interação entre o exterior e o interior Paisagismo Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  36. 36. Interação entre o exterior e o interior Paisagismo Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  37. 37. Grande desnível do terreno trabalhado em 3 níveis. Níveis variados não isolam os espaços internos da casa, mas isolam a construção do entorno. Arrimo de pedra. Paisagismo
  38. 38. Arborização abundante: Positivo (mais privacidade para o morador) ou Negativo (isola a construção do entorno)? Paisagismo Fonte: www.marcosacayaba.arq.br
  39. 39. Grama (taludes) e paralelepípedos. Paisagismo Fonte: ACAYABA, 2004.
  40. 40. Piscina Fonte: ACAYABA, 2004 Paisagismo
  41. 41. Livros • ACAYABA, Marcos. Marcos Acayaba. 2004. • NAKANISH, Tatiana Midori ; FABRÍCIO, Márcio Minto. Arquitetura e domínio técnico nas obras de Marcos Acayaba. Disponível em: <http://arquitetura.eesc.usp.br/revista_risco/Risco9-pdf/02_art03_risco9.pdf> • BRUAND, Yves. Arquitetura Contemporânea no Brasil. 1981. • ACAYABA, Marlene Milan. Residências em São Paulo:1947-1975. 2011. Sites • Itau Cultural. Disponível em <http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=ar tistas_biografia&cd_item=1&cd_idioma=28555&cd_verbete=5382> Acesso em: 30 jul. 2012. • Marcos Acayaba Arquitetos. • Disponível em <http://www.marcosacayaba.arq.br/lista.projeto.chain?id=2Acesso em: 30 jul. 2012. • Flickr. Disponível em <http://www.flickr.com/photos/fadb/sets/72157627356699766/?page-3. Acesso em 29.jul.2012; Bibliografia

×