A biblioteca 2.0 e a revolução       das mídias sociais nas      unidades de informaçãoBruno Felipe de Melo SilvaEspeciali...
Índice• Introdução a Web Social;• Unidades de Informação 2.0;• Serviços da web social para U.I.;• Em resumo...
IntroduçãoA web social: O que é isso? De onde veio?
antes                               Idade MédiaPeríodo das cavernas      depois
antes                             Ano: 2009Século II até hoje              hoje
antesAno: 1941            hoje       Ano: 2009
antesAno: 1991                    Ano: 1998
hoje
As Etiquetas na web representama participação dos usuários e uma            maior possibilidade de          comunicação en...
A web social: O que é isso? De onde veio?# Segundo Primo (2007, p.2) “na primeira geração da Web os siteseram trabalhados ...
Evolução: o que mudou?              Fonte: Adaptado de COZI, 2007          Ilustração: Guilherme Galdo Ruchaud
Evolução: o que ainda vai mudar?
Sendo assim...   Para os autores Blattmann e Silva (2007, p.197) a Web 2.0 perpassa    pela “construção de espaços para c...
Suas características são:Adaptado de O’Reilly (2005)   A Web como plataforma;   Informação controlada pelo usuário;   F...
E para que compartilhar? O usuário passar a ser produtor de conteúdo deixando de ser  expectador; Colaboração para a con...
Serviços de Web SocialSegundo Galdo, Alessandra (2010) são ferramentas:• Blogs• Wiki• Redes sociais• Folksonomia• Comparti...
Serviços de Web Social: aspectos Formação de redes; Cooperação/Participação; Usabilidade; Personalização; Confiabilid...
Web Social: Vantagens | Desvantagens Inteligência Coletiva – “É uma inteligência distribuída por toda  parte,   incessant...
Unidades deInformação 2.0       Trocando experiências
Unidades de InformaçãoTarapanoff (1996) considera que os tipos mais conhecidos de unidadesde informação são as bibliotecas...
Com o surgimento de novas tecnologiasde informação e comunicação, se tornacada vez mais necessária a utilização denovos re...
E fica a pergunta:Tais recursos podem ser aplicados aocontexto das Unidades de Informação?
Vale ressaltar que a idéia de ter umabiblioteca centrada no usuário não é   nova. É preciso entender que asUnidades de Inf...
Características das U.I. 2.0 Utilização dos serviços de web social; Participação dos usuários; e Estar sempre em estado...
ServiçosWeb social nas Unidades de Informação
Como aproveitar-se nas Unidades deInformação da Web Social:  Ações de marketing.  Ferramenta de promoção;  Notícias da ...
O Flickr é um serviço destinado ao  gerenciamento e compartilhamento deimagens digitais, nele os usuários armazenam  suas ...
43% dos vídeos existentes na rede estão   disponibilizados no Youtube. (El País)Permite a publicação de vídeos em blogs ep...
Uma característica notável das ferramentas     Wiki é a facilidade de edição e apossibilidade de criação de textos de form...
Segundo Primo e Recuero (2003, p. 3) osucesso dessa ferramenta acontece “graças  à facilidade de publicação, uma vez quepr...
A objetividade na disponibilização de                 conteúdos.Até 2009 foram rastreados a existência de 11    milhões e ...
Figura 1– interação/colaboração com os seguidoresFonte: TWITTER. Disponível em: <http://twitter.com/#!/BCUFAL>.           ...
É sociedade virtual que une pessoas de todos os    perfis, mas que têm interesses comuns no convívio, na troca de idéias, ...
1 milhão de utilizadores em 2004 (quando a  plataforma estava apenas disponível nasredes universitárias); 12 milhões de ut...
Rede social é uma comunidade ou rede de pessoas que não está limitada a uma estrutura ou meio (ou mídia). É um grupo de pe...
Em resumo...      É válido? Ou não?
...Aspectos positivos             Aspectos negativos• Maior visibilidade para as   • Necessidade de estar  Unidades de Inf...
Enfim, é válido?  Tudo o que há dentro de uma biblioteca (ou unidades de   informação) pode ser enquadrado em estratégias...
Referências PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E- Compôs, Brasília, v. 9, p. 1-21, 2007.      Di...
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Rumo à biblioteconomia 2.0
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rumo à biblioteconomia 2.0

596 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
596
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rumo à biblioteconomia 2.0

  1. 1. A biblioteca 2.0 e a revolução das mídias sociais nas unidades de informaçãoBruno Felipe de Melo SilvaEspecialista em Tecnologias Web para NegóciosBibliotecário da Universidade Federal de Alagoas
  2. 2. Índice• Introdução a Web Social;• Unidades de Informação 2.0;• Serviços da web social para U.I.;• Em resumo...
  3. 3. IntroduçãoA web social: O que é isso? De onde veio?
  4. 4. antes Idade MédiaPeríodo das cavernas depois
  5. 5. antes Ano: 2009Século II até hoje hoje
  6. 6. antesAno: 1941 hoje Ano: 2009
  7. 7. antesAno: 1991 Ano: 1998
  8. 8. hoje
  9. 9. As Etiquetas na web representama participação dos usuários e uma maior possibilidade de comunicação entre eles.
  10. 10. A web social: O que é isso? De onde veio?# Segundo Primo (2007, p.2) “na primeira geração da Web os siteseram trabalhados como unidades isoladas”.# Baseado na falta de “interatividade” entre usuários e internet, abusca por uma evolução passa a ser algo imprescindível para a ofuturo desse ambiente. É quando surge a Web 2.0. Frente aisso, extingue-se a figura do internauta e entra em cena a figura dousuário como produtor de conteúdo.Obs.: Vale ressaltar que Web 2.0 e Web Social se equivalem.
  11. 11. Evolução: o que mudou? Fonte: Adaptado de COZI, 2007 Ilustração: Guilherme Galdo Ruchaud
  12. 12. Evolução: o que ainda vai mudar?
  13. 13. Sendo assim... Para os autores Blattmann e Silva (2007, p.197) a Web 2.0 perpassa pela “construção de espaços para colaboração, interação e participação comunitária”. Os usuários se tornam muito além de “expectadores”, passam a ser geradores e difusores de informações. Interfaces rápidas e muito fáceis de usar; Os usuários podem ajudar a torná-lo melhor; Os softwares funcionam pela Internet ; Os programas são corrigidos, alterados e melhorados o tempo todo, e o usuário participa deste processo dando sugestões, reportando erros e aproveitando as melhorias constantes;
  14. 14. Suas características são:Adaptado de O’Reilly (2005) A Web como plataforma; Informação controlada pelo usuário; Ferramentas no formato de serviços Web ao invés de softwares proprietário; Arquitetura participativa; Rentabilidade de escala, o que significa nenhum custo para o usuário, Informações e dados (textos, imagens, vídeos) com permissões de livre distribuição ou modificação, segundo critérios definidos pelo autor; Aplicações não limitadas a um determinado sistema operacional ou hardware; Aproveitamento da inteligência coletiva.
  15. 15. E para que compartilhar? O usuário passar a ser produtor de conteúdo deixando de ser expectador; Colaboração para a construção conjunta de conteúdo; Suprir a necessidade de expor suas idéias;
  16. 16. Serviços de Web SocialSegundo Galdo, Alessandra (2010) são ferramentas:• Blogs• Wiki• Redes sociais• Folksonomia• Compartilhamento de vídeo• Compartilhamento de slides• Leitor de RSS• Microblogs
  17. 17. Serviços de Web Social: aspectos Formação de redes; Cooperação/Participação; Usabilidade; Personalização; Confiabilidade;
  18. 18. Web Social: Vantagens | Desvantagens Inteligência Coletiva – “É uma inteligência distribuída por toda parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências.” (LEVY, Pierre, p.28, 2007) Memória Coletiva – “é sempre uma construção feita no presente a partir de vivências/experiências ocorridas” (KESEL, Zilda. p. 2) Exposição – Você precisa estar preparado para qualquer coisa a partir do momento que se está inserido nesses ambientes. Monitoramento – Acompanhar o que esta sendo falado sobre você, sobre sua marca ou o que lhe for de interesse.
  19. 19. Unidades deInformação 2.0 Trocando experiências
  20. 20. Unidades de InformaçãoTarapanoff (1996) considera que os tipos mais conhecidos de unidadesde informação são as bibliotecas, os arquivos públicos e osmuseus, estando inseridos neles os serviços dereferência, documentação e informação.UI e a InternetSegundo Serafim, Cunha e Silva (2010) “No âmbito das unidades deinformação, a internet intensificou a preocupação de oferecer serviçosque supram efetivamente as necessidades dos usuários ao mesmotempo em que possibilitou o surgimento de ferramentas que auxiliamno alcance desse objetivo.”
  21. 21. Com o surgimento de novas tecnologiasde informação e comunicação, se tornacada vez mais necessária a utilização denovos recursos para o melhoramento na forma de comunicação e muitas vezes, difusão de serviços.
  22. 22. E fica a pergunta:Tais recursos podem ser aplicados aocontexto das Unidades de Informação?
  23. 23. Vale ressaltar que a idéia de ter umabiblioteca centrada no usuário não é nova. É preciso entender que asUnidades de Informação vão além daestrutura física e que todo recurso que possibilite estreitar essa relação (UI/Usuário) precisa ser utilizado.
  24. 24. Características das U.I. 2.0 Utilização dos serviços de web social; Participação dos usuários; e Estar sempre em estado beta (sem medo de experimentar)
  25. 25. ServiçosWeb social nas Unidades de Informação
  26. 26. Como aproveitar-se nas Unidades deInformação da Web Social:  Ações de marketing.  Ferramenta de promoção;  Notícias da unidade (novas aquisições);  Estabelecer e manter contactos;  Estreita relação com os usuários;  Maior visibilidade na web;  Serviço de referência;  Sugestão de leitura;  Criar novas relações com usuários Caso: http://www.espm.br/Unidades/RioDeJaneiro/Biblioteca/Servicos/Pages/ biblioteca20.aspx
  27. 27. O Flickr é um serviço destinado ao gerenciamento e compartilhamento deimagens digitais, nele os usuários armazenam suas fotografias indexando-as através de uma etiqueta. Até julho de 2009 eram 80361190 itens georreferenciados. (Araya, 2009, p. 34)
  28. 28. 43% dos vídeos existentes na rede estão disponibilizados no Youtube. (El País)Permite a publicação de vídeos em blogs epáginas pessoais em redes sociais, como o hi5 ou o facebook (integração).
  29. 29. Uma característica notável das ferramentas Wiki é a facilidade de edição e apossibilidade de criação de textos de forma coletiva e livre, assim como se faz naWikipédia e em outros projetos que utilizam Wiki.
  30. 30. Segundo Primo e Recuero (2003, p. 3) osucesso dessa ferramenta acontece “graças à facilidade de publicação, uma vez queproporciona que qualquer um, mesmo sem conhecer a linguagem HTML, possa publicar seu blog”.
  31. 31. A objetividade na disponibilização de conteúdos.Até 2009 foram rastreados a existência de 11 milhões e meio de contas de usuários. Outro ponto importante é a facilidade de acessar o twitter de qualquer lugar, e o que faz com que a maioria dos acontecimentos seja anunciada primeira nele.
  32. 32. Figura 1– interação/colaboração com os seguidoresFonte: TWITTER. Disponível em: <http://twitter.com/#!/BCUFAL>. Figura 2 – Informações para a comunidade Acesso em: 08 abr. 2012. Fonte: TWITTER. Disponível em: <http://twitter.com/#!/BCUFAL>. Acesso em: 08 abr. 2012. Figura 3 – Horário e dias de funcionamento Fonte: TWITTER. Disponível em: <http://twitter.com/#!/BCUFAL>. Acesso em: 08 abr. 2012.
  33. 33. É sociedade virtual que une pessoas de todos os perfis, mas que têm interesses comuns no convívio, na troca de idéias, no estar junto, no expor fatos (pessoais, ideológicos ou profissionais) que são recebidos e reconhecidos pelos outros nas suas comunidades. (Pithan e Timm, 2007)
  34. 34. 1 milhão de utilizadores em 2004 (quando a plataforma estava apenas disponível nasredes universitárias); 12 milhões de utilizadores em 2006 (altura em que a rede se abriu atodos os utilizadores); em 2011 são já mais de 800 milhões de utilizadores
  35. 35. Rede social é uma comunidade ou rede de pessoas que não está limitada a uma estrutura ou meio (ou mídia). É um grupo de pessoas que compartilham um único interesse (Pode ser um produto, gosto, famoso, amigo e outros.
  36. 36. Em resumo... É válido? Ou não?
  37. 37. ...Aspectos positivos Aspectos negativos• Maior visibilidade para as • Necessidade de estar Unidades de Informação sempre acompanhando o• Possibilidade de novos que acontece; serviços; • Problemas em distinguir o• Criar uma imagem de que vem a ser útil; transparência e modernidade;
  38. 38. Enfim, é válido?  Tudo o que há dentro de uma biblioteca (ou unidades de informação) pode ser enquadrado em estratégias;  “Não estamos numa época de mudanças e sim numa mudança de época.  É preciso se adaptar a realidade: “O consumidor está muito mais rápido do que as organizações” Don Schultz  Construir o conhecimento depende apenas de si, e evoluir é apenas uma das vantagens que se pode tirar a partir da absorção de conteúdos disponibilizados nesses ambientes.
  39. 39. Referências PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E- Compôs, Brasília, v. 9, p. 1-21, 2007. Disponível em: <http://www6.ufrgs.br/limc/PDFs/web2.pdf>. Acesso em: 20 mar. 2009. LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva. 2. ed. São Paulo: Ed. Loyola, 1999. BLATTMANN, U.; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. Colaboração e interação na Web 2.0 e Biblioteca 2.0. Revista ACB, Florianópolis, v. 12, p. 191-215, 2007. Disponível em: http://revista.acbsc.org.br/index.php/racb/article/viewArticle/530 O’REILLY, Timothy. What is Web 2.0: design patterns and business models for the next generation of software. 2005. Disponível em: <http://www.oreillynet.com/pub/a/oreilly/tim/news/2005/09/30/what-is- web -20.html>. SERAFIM, Andreza Nadja Freitas; CUNHA, Caio César Delfino da; SILVA, Mailza Paulino de Brito. Redes Sociais e Microblogs em Unidades de Informação: explorando o potencial do twitter, do ning e do foursquare como ferramentas para promoção de serviços de informação. Paraíba, 2010. Galdo, Alessandra. Web 2.0 e colaboração científica: análise do uso científico-acadêmico por docentes de pós-graduação stricto sensu em Ciência da Informação no Brasil. 2010. 154 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)-Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação, Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010. Piris, Rodrigo Gabriel. A Diferença Entre Mídia Social E Rede Social. 2010. Disponível em: http://rodrigopiris.wordpress.com/2010/01/10/a-diferenca-entre-midia-social-e-rede-social/ Pithan e Timm Disponível vem: <http://www.revistas.univerciencia.org/index.php/versoereverso/article/viewArticle/5763/5221>

×