“Panorama Político”: os efeitos de sentido da aspectualização e da modalização

635 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
635
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

“Panorama Político”: os efeitos de sentido da aspectualização e da modalização

  1. 1. “ Panorama Político”: os efeitos de sentido da aspectualização e da modalização <ul><ul><li>Bruno da Cruz Faber (bolsista PIBIC fev/10 a dez/10) </li></ul></ul><ul><ul><li>Orientadora: Regina Souza Gomes </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto : Modalização e Aspectualização no Discurso Jornalístico </li></ul></ul><ul><ul><li>Departamento de Letras Vernáculas </li></ul></ul><ul><ul><li>UFRJ / Faculdade de Letras </li></ul></ul>
  2. 2. Introdução <ul><li>Análise de crítica política presente em jornais </li></ul><ul><li>Corpus : “Panorama Político” do primeiro caderno do jornal O Globo , abrangendo os meses de março a maio de 2010. </li></ul><ul><li>Base metodológica: semiótica de linha francesa </li></ul>
  3. 3. Objetivos <ul><ul><li>Analisar os recursos modais e aspectuais utilizados pelo enunciador </li></ul></ul><ul><ul><li>Apontar estratégias argumentativas provenientes da relação entre aspectualização e modalização </li></ul></ul><ul><ul><li>Averiguar as relações modais e aspectuais tanto na instância do enunciado quanto na da enunciação </li></ul></ul>
  4. 4. Fundamentos teórico-metodológicos: <ul><ul><li>A s emiótica de linha francesa p rocura &quot;explicitar, sob a forma de construção conceitual, as condições de apreensão e de produção de sentido.&quot; (GREIMAS; COURTÉS, 2008, 455); </li></ul></ul><ul><ul><li>As modalidades, para a teoria, dizem respeito ao discurso como um todo, e devem ser apreendidas em um nível mais geral e abstrato (BERTRAND, 2003, p. 311-312); </li></ul></ul>
  5. 5. Fundamentos teórico-metodológicos: <ul><ul><li>As modalidades podem ser estudadas em diferentes níveis de abstração: </li></ul></ul><ul><ul><li>no nível narrativo – explica as pré-condições lógicas para a ocorrência das ações narrativas; </li></ul></ul><ul><ul><li>no nível discursivo – um enunciado modal modifica outro enunciado; pode recair sobre o enunciado propriamente dito ou sobre a enunciação. </li></ul></ul>
  6. 6. Quadro base das Modalidades (Fontanille e Zilberberg, 2001, p. 256) Efetuações Aptidões Motivações Crenças Fazer Poder Dever Aderir Ser Saber Querer Assumir Realizantes Atualizantes Virtualizantes Potencializantes
  7. 7. Nível Narrativo <ul><ul><li>É organizado em percursos narrativos </li></ul></ul><ul><ul><li>Percurso canônico: </li></ul></ul><ul><ul><li>manipulação > competência > realização > sanção </li></ul></ul><ul><ul><li>No nível narrativo, estas categorias são simplesmente lógicas, isto é, atemporais </li></ul></ul>
  8. 8. Projeções enunciativas: <ul><ul><li>Ao converter-se em estruturas discursivas, as etapas da sequência narrativa se temporalizam, por ação de um enunciador: </li></ul></ul><ul><ul><li>Temporalização </li></ul></ul><ul><ul><li>Anterioridade concomitância posterioridade </li></ul></ul><ul><ul><li>ao ME </li></ul></ul>
  9. 9. Discursivizando as etapas narrativas… <ul><ul><li>Podem estar manifestadas no texto a partir de: </li></ul></ul><ul><ul><li>Manipulação Competência Realização Sanção </li></ul></ul><ul><ul><li>prospectiva aspectualidade </li></ul></ul><ul><ul><li>retrospectiva </li></ul></ul>
  10. 10. Exemplos <ul><ul><li>Garotinho quer apoiar Cesar Maia </li></ul></ul><ul><ul><li>Em conversa com Dilma Rousseff, candidata do PT a presidente, semana passada, Anthony Garotinho (PR) pediu apoio para puxar o PDT para a sua chapa no Rio (…) </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo, 13 de abril de 2010 ) </li></ul></ul>
  11. 11. Exemplos <ul><ul><li>Gabeira com Cesar, mas sem Sirkis </li></ul></ul><ul><ul><li>O pré-candidato do PV ao governo do Rio, Fernando Gabeira, participa de ato com o ex-prefeito Cesar Maia, pré-candidato ao Senado pelo DEM, e líderes do PSDB e PPS para mostrar a união da coligação. </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo, O País - 18 de maio de 2010 ) </li></ul></ul>
  12. 12. Quadro das aspectualidades abordadas no corpus (SILVA, 2010, p. 558) Aspectualização duratividade pontualidade continuidade descontinuidade incoatividade terminatividade (cursivo) (iterativo) (incoativo) (terminativo)
  13. 13. Aspectualização no discurso: “governo” <ul><ul><li>Nos textos, as ações governamentais são aspectualizadas segundo as categorias: </li></ul></ul><ul><ul><li>Duratividade (cursivo) – quando se refere a instituição política </li></ul></ul><ul><ul><li>Terminatividade (terminativo) – quando se refere ao sujeito Lula </li></ul></ul>
  14. 14. Exemplos: <ul><ul><li>“ Achamos inclusive que, no governo Lula , o Estado foi pequeno em alguns setores (…)” </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo , 04 de abril de 2010) </li></ul></ul><ul><ul><li>“ O PT termina o governo Lula propondo criar a Pré-Sal S.A. e ressuscitar a Telebras (...). O governo Lula estimulou o comércio com a China” </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo, 20 de abril de 2010) </li></ul></ul><ul><ul><li>“ O governo promove uma aproximação com o Departamento de Comércio de Barack Obama. ” </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo, 04 de maio de 2010) </li></ul></ul>
  15. 15. Aspectualização no discurso: “candidatos” <ul><ul><li>No corpus , as ações e propostas dos presidenciáveis são aspectualizadas segundo as categorias: </li></ul></ul><ul><ul><li>Continuidade (cursivo) – quando se refere a Dilma Rousseff </li></ul></ul><ul><ul><li>Ruptura (descontinuidade) – Ao se referir a </li></ul></ul><ul><ul><li>José Serra </li></ul></ul><ul><ul><li>Incoatividade – a partir </li></ul></ul><ul><ul><li>da temporalidade futura </li></ul></ul>
  16. 16. Exemplos: <ul><ul><li>“ O Serra não faz uma posição demolidora como o PT. Mas ele está propondo mudanças no câmbio, nos juros, no Mercosul, e nas políticas econômica e externa”” </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo , 19 de maio de 2010) </li></ul></ul><ul><ul><li>“ [ PSDB ] Pretendem reforçar as críticas ao governo Lula e fortalecer a imagem de seu candidato, José Serra. (…) Já o PT , em 13 de maio, quer reforçar a imagem de sua candidata, Dilma Rousseff, e ligação dela com o presidente Lula” </li></ul></ul><ul><ul><li>( O Globo, 22 de abril de 2010) </li></ul></ul>
  17. 17. Conclusões <ul><li>Os recursos de aspectualização imprimem um julgamento do enunciador quanto aos conteúdos expressos no texto, modalizando-os. </li></ul><ul><li>Os procedimentos de aspectualização e modalização, especialmente quando estão combinados, constroem uma orientação argumentativa no texto. </li></ul>
  18. 18. Bibliografia <ul><li>BERTRAND, D. Caminhos da semiótica literária. Bauru, SP: EDUSC, 2003. </li></ul><ul><li>FONTANILLE, J.; ZILBERBERG, C. Tensão e significação. São Paulo: Discurso Editorial: Humanitas/FFLCH/USP, 2001. </li></ul><ul><li>GREIMAS, A. J.; COURTÉS, J. Dicionário de semiótica. São Paulo: Contexto, 2008. </li></ul><ul><li>SILVA, Odair José M. O observador no desenrolar etc. Alfa : Revista de Linguística, nº 53 (2), São Paulo, UNESP, 2009, p. 557-573. </li></ul>

×