EDUCAÇÃO INCLUSIVA
COMPONENTES
 Adeilton Nascimento Silva;
 Bruno César Severiano da Silva;
 Magnos Gonçalves;
 Paulo César;

 Ricardo d...
O QUE É DEFICIÊNCIA FÍSICA?
 São

complicações que levam à
limitação da mobilidade e da
coordenação geral, podendo também...
CAUSAS
 Desde lesões neurológicas e neuromusculares até má-

formação congênita - ou condições adquiridas, como
hidrocefa...
COMO LIDAR COM A DEFICIÊNCIA FÍSICA
NA ESCOLA?
 Adequar a estrutura do prédio da escola é primordial

para receber alunos...
INSTITUIÇÃO DE ENSINO
 ESCOLA: ESTADUAL JOÃO FERREIRA DA ROCHA.
 LOCALIZAÇÃO: MUNICÍPIO DE SÃO BENTO DO

NORTE/RN.
 ATE...
CARACTERIZAÇÃO DO ALUNO
 Idade: 9 anos. Sexo: feminino.
 Diagnóstico: deficiência física. Má formação da mão

esquerda.
...
REGISTRO DE OBSERVAÇÕES
 Horário da observação: 7:00h as 11:00h.
 Pessoas presentes: professor e alunos.
 Descrição do ...
REFERÊNCIAS
 http://gestaoescolar.abril.com.br/espaco/seguranc
a-autonomia-429874.shtml
 http://revistaescola.abril.com....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação educação inclusiva

466 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
466
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação educação inclusiva

  1. 1. EDUCAÇÃO INCLUSIVA
  2. 2. COMPONENTES  Adeilton Nascimento Silva;  Bruno César Severiano da Silva;  Magnos Gonçalves;  Paulo César;  Ricardo de Oliveira Gomes;  Ricardo Alexandre de Melo Oliveira.
  3. 3. O QUE É DEFICIÊNCIA FÍSICA?  São complicações que levam à limitação da mobilidade e da coordenação geral, podendo também afetar a fala em diferentes graus.
  4. 4. CAUSAS  Desde lesões neurológicas e neuromusculares até má- formação congênita - ou condições adquiridas, como hidrocefalia (acúmulo de líquido na caixa craniana) ou paralisia cerebral.
  5. 5. COMO LIDAR COM A DEFICIÊNCIA FÍSICA NA ESCOLA?  Adequar a estrutura do prédio da escola é primordial para receber alunos com deficiência física. Rampas, elevadores (quando necessário), corrimões e banheiros adaptados atendem às crianças com diferentes dificuldades de locomoção;  Vínculo afetivo;  Atividades pedagógicas e estratégias de ensino;
  6. 6. INSTITUIÇÃO DE ENSINO  ESCOLA: ESTADUAL JOÃO FERREIRA DA ROCHA.  LOCALIZAÇÃO: MUNICÍPIO DE SÃO BENTO DO NORTE/RN.  ATENDIMENTO: ENSINO FUNDAMENTAL DE 1º AO 5º ANO. ENSINO REGULAR.  QUANTIDADE DE ALUNOS ATENDIDOS: 148.
  7. 7. CARACTERIZAÇÃO DO ALUNO  Idade: 9 anos. Sexo: feminino.  Diagnóstico: deficiência física. Má formação da mão esquerda.  Breve histórico: aluno proveniente de uma família composta por 5 membros (pai, mãe e três filhos). Descendentes dos “mendonças do amarelão”, tribo indígena instalada no município de João Câmara/RN (Reconhecida pela FUNAI). Desde da década de 1980 os pais residem em São Bento do Norte/RN.  Características gerais: escreve normalmente com a mão direita; apresenta dificuldades para ler e escrever; dificuldade de relacionamento social com outros alunos; não respeita muito o professor; não apresenta distúrbios cognitivos visíveis.
  8. 8. REGISTRO DE OBSERVAÇÕES  Horário da observação: 7:00h as 11:00h.  Pessoas presentes: professor e alunos.  Descrição do ambiente: sala de aula e escola sem estrutura física para recebe alunos com deficiência física. Turma com aproximadamente 20 alunos. Metade fora da faixa etária para a série (4º ano).  Atividade realizada: observação da prática do professor durante as aulas. Observação do relacionamento familiar in loco.  Análise comparativa entre as competências do indivíduo e as demandas ambientais: nenhuma atividade diferenciada para o aluno; o professor procura integrar o aluno observado com os demais; o aluno acha que pode fazer o que quiser (talvez seja pela superproteção familiar); a mãe sempre vai à escola, pois o aluno sempre se mete em confusões, algumas pelo fato de os outros alunos o apelidarem de “mãozinha” devido sua deficiência (o professor tenta impedir os apelidos em turma).  Relação aluno e família: pais e irmãos superprotetores com o aluno (coitadinho!). Não há muito respeito entre os membros da família.
  9. 9. REFERÊNCIAS  http://gestaoescolar.abril.com.br/espaco/seguranc a-autonomia-429874.shtml  http://revistaescola.abril.com.br/inclusao/educaca o-especial/obstaculos-saber-424567.shtml  http://revistaescola.abril.com.br/politicaspublicas/deficiencia-fisica-inclusao-636413.shtml  NBR 9050 - Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos.

×