SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NOVO TEXTO DANOVO TEXTO DA
NR 10NR 10
IMPACTO NOSIMPACTO NOS
SERVIÇOS ESERVIÇOS E
INSTALAÇÕESINSTALAÇÕES
ELÉTRICASELÉTRICAS
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NormalizaçãoNormalização
Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho
Capítulo V da CLT-
Lei 6.514/77 - Portaria 3.214/78:
30 Normas Regulamentadoras (NRs),
3 NR’s em elaboração
NR10NR10 – Segurança em instalações e serviços com
eletricidade;
Atualização da NR 10Atualização da NR 10
* Portaria MTE nº 06 de 28/03/2002 – DOU 01/04/02 Texto
base da atualização de “Segurança em Instalações e
Serviços com Eletricidade”.
* Portaria MTE nº 598 de 07/12/2004- DOU 08/12/04 Nova
Redação e Prazos.
NormalizaçãoNormalização
Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho
Capítulo V da CLT-
Lei 6.514/77 - Portaria 3.214/78:
30 Normas Regulamentadoras (NRs),
3 NR’s em elaboração
NR10NR10 – Segurança em instalações e serviços com
eletricidade;
Atualização da NR 10Atualização da NR 10
* Portaria MTE nº 06 de 28/03/2002 – DOU 01/04/02 Texto
base da atualização de “Segurança em Instalações e
Serviços com Eletricidade”.
* Portaria MTE nº 598 de 07/12/2004- DOU 08/12/04 Nova
Redação e Prazos.
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
TRANSFORMAÇÃO
ORGANIZACIONAL
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONALTRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL
 Terceirização / cooperativação... dos serviços
(Precarização de segurança e saúde no trabalho)
 Atualização de processos e equipamentos
(Automatização / Informatização /
Telesupervisão / Telecontrole);
Novos materiais e equipamentos
 Redução de mão de obra................
(Reengenharia, downsizing, PDV)
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
AcidentesAcidentes no trabalhono trabalhoAcidentesAcidentes no trabalhono trabalho
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
Acidentes no trabalho
(Fonte INSS / 2003 - 39% da população economicamente
ativa e empregados segurados na Previdência Social)
390 mil acidentes de trabalho390 mil acidentes de trabalho
2.582 acidentes fatais2.582 acidentes fatais
13,5 óbitos para cada 100 mil trabalhadores
segurados, houve redução de 32% em relação a
1998, mas ainda estamos cerca de 2,7 vezes acima
da média mundial (dos paises desenvolvidos)
Acidentes no trabalhoAcidentes no trabalho
ComparativoComparativo
Acidentes no trabalhoAcidentes no trabalho
ComparativoComparativo
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
Panorama nacional de óbitos no trabalho
Levantamento sobre a massa registrada - informações INSS
Panorama nacional de óbitos no trabalho
Levantamento sobre a massa registrada - informações INSS
Ano
2000
Ano
2001
Ano
2002
Ano
2003
Massa trabalhadora registrada 20
milhões
19
milhões
19
milhões
19
milhões
Mortes no trabalho 3.091
óbitos
2.753
óbitos
2.898
óbitos
2.582
óbitos
% morte x massa trabalhadora 0,015 % 0,014 % 0,015 % 0,013 %
Panorama de óbitos no trabalho com trabalhadores do
setor elétrico.
Informações Fundação COGEFundação COGE.
Panorama de óbitos no trabalho com trabalhadores do
setor elétrico.
Informações Fundação COGEFundação COGE.
ANO
2000
ANO
2001
ANO
2002
ANO
2003
Massa trabalhadora
Mortes no trabalho
% mortes x massa trabalohadora
101 mil 97 mil 9 6 mil 96 mil
6464 óbitos 7777 óbitos 8585 óbitosi 8888 óbitos
0,063 % 0,080 % 0,088 % 0,091 %
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
COMPARAÇÃO
ÓBITOS NO SETOR ELÉTRICO
X
INDICE GERAL ( NACIONAL)
2000 2001 2002 2003
4,2
VEZES MAIOR
5,7
VEZES MAIOR
5,9
VEZES MAIOR
7,0
VEZES MAIOR
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
ATUALIZAÇÃO DA NR 10ATUALIZAÇÃO DA NR 10
ELABORAÇÃOELABORAÇÃO
Grupo de Profissionais Engenheiros Eletricistas e de
Segurança no Trabalho do Ministério do Trabalho e outras
Instituições Governamentais de diversas unidades do País,
dotados do notável conhecimento técnico sobre o assunto,
“SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS COM
ELETRICIDADE“.
DISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃODISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃO
CTPP- Comissão Tripartite Paritária Permanente
GTT-10- Grupo Técnico Tripartite.
APROVAÇÃOAPROVAÇÃO
MTE - Ministério do Trabalho e Emprego
ATUALIZAÇÃO DA NR 10ATUALIZAÇÃO DA NR 10
ELABORAÇÃOELABORAÇÃO
Grupo de Profissionais Engenheiros Eletricistas e de
Segurança no Trabalho do Ministério do Trabalho e outras
Instituições Governamentais de diversas unidades do País,
dotados do notável conhecimento técnico sobre o assunto,
“SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS COM
ELETRICIDADE“.
DISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃODISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃO
CTPP- Comissão Tripartite Paritária Permanente
GTT-10- Grupo Técnico Tripartite.
APROVAÇÃOAPROVAÇÃO
MTE - Ministério do Trabalho e Emprego
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
• 10.1. Objetivo e Campo de aplicação
• 10.2. Medidas de Controle
• 10.3. Segurança no Projeto
• 10.4. Segurança na Construção, Montagem, Operação e Manutenção
• 10.5. Segurança em Instalações Desenergizadas
• 10.6. Segurança em Instalações Energizadas
• 10.7. Trabalho envolvendo alta tensão
• 10.8. Habilitação e Autorização dos Profissionais.
• 10.9. Proteção contra incêndio e Explosão
• 10.10. Sinalização de Segurança
• 10.11. Procedimentos de Trabalho
• 10.12. Situações de emergência.
• 10.13. Responsabilidades
• 10.14. Disposições finais
 Glossário.
 Anexo I - Distanciamento de Segurança
 Anexo II - Treinamento
14 itens - 99 subitens – 2 anexos e 1 glossário
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
Requisitos e condições mínimas para implementação de
medidas de controle do risco elétrico (projeto, construção,
montagem, operação e manutenção e quaisquer serviços
realizados em suas proximidades)
ABAIXO OS DESTAQUES DA NOVA REDAÇÃO DA NR10
Estabelece as diretrizes de segurança para
construção, montagem, operação e manutenção.
NR10 - ATUALIZADA
Medidas de controle coletivo ( Priorização)
– Desenergização das instalações elétricas.
– Aterramento elétrico.
– Tensão de segurança/seccionamento automático/......
Medidas de controle Individual:
Equipamento de Proteção Individual EPI – Testes de isolação
elétrica – CA.
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
Estabelece critérios para proteção em trabalhos com
instalações elétricas energizadas;
Estabelece o distanciamento seguro ,cria as zonas de
“risco” e “controlada” no entorno de pontos ou conjuntos
energizados;
Diferencia níveis e estabelece condições para atividades
realizadas envolvendo alta tensão.
Cria a obrigatoriedade de certificação de equipamentos,
dispositivos e materiais destinados à aplicação em áreas
classificadas.
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
Medidas de controle - “prontuário das instalações elétricas” –
relatório técnico das inspeções realizadas nas instalações
elétricas;
Obriga a introdução de conceitos de segurança no projeto das
instalações elétricas;
Torna obrigatória a elaboração de procedimentos
operacionais contendo as instruções de segurança; 
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
Estabelece responsabilidades dos contratantes,
contratados e trabalhadores;
Define o entendimento quanto a “profissional qualificado e
habilitado”, “ pessoa capacitada” e “autorização”;
Torna obrigatório o treinamento para profissionais
autorizados a intervir em instalações elétricas - básico (min.
40 hs) e complementar (min. 40 hs)”;
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
PROCESSO DE ALTERAÇÃOPROCESSO DE ALTERAÇÃO
 Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10
(Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).(Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).
 Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10
(Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).(Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).
 MTE/SIT - Assinatura da AtualizaçãoMTE/SIT - Assinatura da Atualização MTE/SIT - Assinatura da AtualizaçãoMTE/SIT - Assinatura da Atualização
Governo
MTE ( DSST);
FUNDACENTRO;
MME – ANEEL;
SERT;
CONFEA.
Governo
MTE ( DSST);
FUNDACENTRO;
MME – ANEEL;
SERT;
CONFEA.
Empregadores
ABRADEE;
CNI – ABIQUIM;
ABRAGE
ABRAT
IBS.
Empregadores
ABRADEE;
CNI – ABIQUIM;
ABRAGE
ABRAT
IBS.
Trabalhadores
CUT
CGT
FS
SDS
Trabalhadores
CUT
CGT
FS
SDS
PORTARIA 598 ( 07/12/2004)PORTARIA 598 ( 07/12/2004)
 Publicação no DOU DE 08/12/2004.Publicação no DOU DE 08/12/2004.
PORTARIA 598 ( 07/12/2004)PORTARIA 598 ( 07/12/2004)
 Publicação no DOU DE 08/12/2004.Publicação no DOU DE 08/12/2004.
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
CONSULTA
Site: www.mte.gov.br
........Inspeção do Trabalho
........ Segurança e Saúde....
......Legislação ...................
......Normas Regulamentadoras
..................... - NR.10..........
CONSULTA
Site: www.mte.gov.br
........Inspeção do Trabalho
........ Segurança e Saúde....
......Legislação ...................
......Normas Regulamentadoras
..................... - NR.10..........
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
TRANSITORIEDADETRANSITORIEDADE
ANEXO IVANEXO IV
10.3.1 – Segurança em projetos – recursos de bloqueio;
sinalização e condição operativa.
10.3.6 – Segurança em projetos – previsão de aterramento
temporário
10.9.2 – Proteção contra incêndio e explosão -materiais em
áreas classificadas – avaliação pelo S. B. C.
6 meses
10.2.3 – Medidas de controle - manter esquemas unifilares,
aterramento, dispositivos de proteção.
10.7.3 – Trabalhos envolvendo alta tensão - trabalhador
isolado (desacompanhado) em AT e no SEP.
10.7.8 – Trabalhos envolvendo alta tensão - testes e ensaios
periódicos de ferramentas e equipamentos usados em AT.
10.12.3 – Situação de emergência - metodos de resgate
apropriados..
 9 meses
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
TRANSITORIEDADETRANSITORIEDADE
ANEXO IVANEXO IV
10.2.9.2 - Medidas de proteção individual – vestimentas de
trabalho – condutibilidade/ inflamabilidade/influências
eletromagnéticas
10.3.9 – Segurança em Projetos – referências de segurança
no memorial descritivo.
 12 meses
10.2.4 – Medidas de controle – prontuário para
estabelecimentos com potência instalada > 75 kW.
10.2.5 - Medidas de controle – prontuário para empresas
que operam no SEP.
10.2.5 - Medidas de controle – prontuário para empresas
que operam nas proximidades do SEP.
10.2.6 – Medidas de controle – indicação de responsável e
disponibilização do prontuário.
 18 meses
ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
NR10 - ATUALIZADA
TRANSITORIEDADETRANSITORIEDADE
ANEXO IVANEXO IV
10.6.1.1- Segurança em instalações energizadas –
trabalhadores devem receber treinamento de acordo com o
anexo II ( básico).
 10.7.2 – Trabalhos envolvendo alta tensão - trabalhadores
devem receber treinamento de acordo com o anexo II.
(complementar).
10.8.8 – Habilitação; qualificação;capacitação;
autorização, exigência de treinamento em segurança, para
autorização pela empresa.
10.11.1 – Procedimentos de trabalho
planejamento, detalhamento e indicação de responsável
autorizado.
 24 meses

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCU
Mato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCUMato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCU
Mato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCUcidadesnaweb
 
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...Klezio Portes Reis Portes
 
Laudo insalub pericul inst cefet go
Laudo insalub pericul inst cefet goLaudo insalub pericul inst cefet go
Laudo insalub pericul inst cefet goPaulo H Bueno
 

Mais procurados (12)

ltcat-esocial-2018
 ltcat-esocial-2018 ltcat-esocial-2018
ltcat-esocial-2018
 
Laudo nr 12 conformidade
Laudo nr 12  conformidadeLaudo nr 12  conformidade
Laudo nr 12 conformidade
 
Responsaveis contasjulgadasirregulareseleicoes2012 uf
Responsaveis contasjulgadasirregulareseleicoes2012 ufResponsaveis contasjulgadasirregulareseleicoes2012 uf
Responsaveis contasjulgadasirregulareseleicoes2012 uf
 
NR - 10 Comentada
NR - 10 ComentadaNR - 10 Comentada
NR - 10 Comentada
 
Mato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCU
Mato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCUMato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCU
Mato Grosso do Sul tem 98 inelegíveis por contas rejeitadas pelo TCU
 
NR 10 Comentada
NR 10 ComentadaNR 10 Comentada
NR 10 Comentada
 
Nr10 apostila
Nr10 apostilaNr10 apostila
Nr10 apostila
 
Manual nr 10
Manual nr 10Manual nr 10
Manual nr 10
 
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
 
Laudo insalub pericul inst cefet go
Laudo insalub pericul inst cefet goLaudo insalub pericul inst cefet go
Laudo insalub pericul inst cefet go
 
Nr 10.2
Nr 10.2Nr 10.2
Nr 10.2
 
Normas
NormasNormas
Normas
 

Semelhante a Mesa barrico apresentacao

bizzo-vestimentas-ideal-works.pdf
bizzo-vestimentas-ideal-works.pdfbizzo-vestimentas-ideal-works.pdf
bizzo-vestimentas-ideal-works.pdfssuser202167
 
NR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potência
NR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potênciaNR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potência
NR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potênciaIuryLudeMeloPereira
 
Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...
Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...
Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...Robson Peixoto
 
Apostila NR 10_CENTEC.pdf
Apostila NR 10_CENTEC.pdfApostila NR 10_CENTEC.pdf
Apostila NR 10_CENTEC.pdfssuser22319e
 
03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf
03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf
03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdfESTACIO
 
Normas Regulamentadoras de SST.pptx
Normas Regulamentadoras de SST.pptxNormas Regulamentadoras de SST.pptx
Normas Regulamentadoras de SST.pptxRonaldoLopes48
 
Modulo II legislação
Modulo II  legislaçãoModulo II  legislação
Modulo II legislaçãoLucy Jesus
 
Entendendo a norma regulamentadora 10 do mte
Entendendo a norma regulamentadora 10 do mteEntendendo a norma regulamentadora 10 do mte
Entendendo a norma regulamentadora 10 do mteAnderson Santamarina
 
Riscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de Eletrecidade
Riscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de EletrecidadeRiscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de Eletrecidade
Riscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de EletrecidadeAdrianoFreitas56759
 
Nr 10 comentada
Nr 10 comentadaNr 10 comentada
Nr 10 comentadaluisim_11
 
Apresentação Clóvis - NR12
Apresentação Clóvis - NR12Apresentação Clóvis - NR12
Apresentação Clóvis - NR12CIESP Oeste
 

Semelhante a Mesa barrico apresentacao (20)

bizzo-vestimentas-ideal-works.pdf
bizzo-vestimentas-ideal-works.pdfbizzo-vestimentas-ideal-works.pdf
bizzo-vestimentas-ideal-works.pdf
 
Nr10
Nr10Nr10
Nr10
 
Nr 10
Nr 10Nr 10
Nr 10
 
Curso nr10
Curso nr10Curso nr10
Curso nr10
 
NR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potência
NR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potênciaNR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potência
NR10-curso_para_atuar_no_sistema_elétrico_de_potência
 
Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...
Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...
Análises e organização para a elaboração do prontuário técnico sobre sistemas...
 
Apostila NR 10_CENTEC.pdf
Apostila NR 10_CENTEC.pdfApostila NR 10_CENTEC.pdf
Apostila NR 10_CENTEC.pdf
 
Normas nr-10
Normas nr-10Normas nr-10
Normas nr-10
 
Normas NR-10
Normas NR-10Normas NR-10
Normas NR-10
 
Nr 10
Nr 10Nr 10
Nr 10
 
SINAIT.pdf
SINAIT.pdfSINAIT.pdf
SINAIT.pdf
 
03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf
03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf
03-norma-nr-10-150516160702-lva1-app6892.pdf
 
Normas Regulamentadoras de SST.pptx
Normas Regulamentadoras de SST.pptxNormas Regulamentadoras de SST.pptx
Normas Regulamentadoras de SST.pptx
 
Modulo II legislação
Modulo II  legislaçãoModulo II  legislação
Modulo II legislação
 
norma - nr-10
norma - nr-10norma - nr-10
norma - nr-10
 
Entendendo a norma regulamentadora 10 do mte
Entendendo a norma regulamentadora 10 do mteEntendendo a norma regulamentadora 10 do mte
Entendendo a norma regulamentadora 10 do mte
 
110 eletrica582
110 eletrica582110 eletrica582
110 eletrica582
 
Riscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de Eletrecidade
Riscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de EletrecidadeRiscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de Eletrecidade
Riscos_Elétricos Segunrança em instalações e serviços de Eletrecidade
 
Nr 10 comentada
Nr 10 comentadaNr 10 comentada
Nr 10 comentada
 
Apresentação Clóvis - NR12
Apresentação Clóvis - NR12Apresentação Clóvis - NR12
Apresentação Clóvis - NR12
 

Mais de JORGE BADAUE BADAUE (11)

Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
 
Nr 13
Nr 13Nr 13
Nr 13
 
sxdsaasTreinamento lixadeira
sxdsaasTreinamento lixadeirasxdsaasTreinamento lixadeira
sxdsaasTreinamento lixadeira
 
TREINAMENTO Empilhadeira
TREINAMENTO Empilhadeira TREINAMENTO Empilhadeira
TREINAMENTO Empilhadeira
 
Betoneiras
BetoneirasBetoneiras
Betoneiras
 
O que e apt
O que e aptO que e apt
O que e apt
 
Modelo bi..
Modelo bi..Modelo bi..
Modelo bi..
 
Cipa apresentação
Cipa apresentaçãoCipa apresentação
Cipa apresentação
 
Treinamento sobre o uso do respirador semifaciais
Treinamento  sobre o uso do respirador semifaciaisTreinamento  sobre o uso do respirador semifaciais
Treinamento sobre o uso do respirador semifaciais
 
Atos inseguros
Atos insegurosAtos inseguros
Atos inseguros
 
Acidente de trabalho
Acidente de trabalhoAcidente de trabalho
Acidente de trabalho
 

Mesa barrico apresentacao

  • 1. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NOVO TEXTO DANOVO TEXTO DA NR 10NR 10 IMPACTO NOSIMPACTO NOS SERVIÇOS ESERVIÇOS E INSTALAÇÕESINSTALAÇÕES ELÉTRICASELÉTRICAS ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO
  • 2. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NormalizaçãoNormalização Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho Capítulo V da CLT- Lei 6.514/77 - Portaria 3.214/78: 30 Normas Regulamentadoras (NRs), 3 NR’s em elaboração NR10NR10 – Segurança em instalações e serviços com eletricidade; Atualização da NR 10Atualização da NR 10 * Portaria MTE nº 06 de 28/03/2002 – DOU 01/04/02 Texto base da atualização de “Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade”. * Portaria MTE nº 598 de 07/12/2004- DOU 08/12/04 Nova Redação e Prazos. NormalizaçãoNormalização Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho Capítulo V da CLT- Lei 6.514/77 - Portaria 3.214/78: 30 Normas Regulamentadoras (NRs), 3 NR’s em elaboração NR10NR10 – Segurança em instalações e serviços com eletricidade; Atualização da NR 10Atualização da NR 10 * Portaria MTE nº 06 de 28/03/2002 – DOU 01/04/02 Texto base da atualização de “Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade”. * Portaria MTE nº 598 de 07/12/2004- DOU 08/12/04 Nova Redação e Prazos.
  • 3. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL
  • 4. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONALTRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL  Terceirização / cooperativação... dos serviços (Precarização de segurança e saúde no trabalho)  Atualização de processos e equipamentos (Automatização / Informatização / Telesupervisão / Telecontrole); Novos materiais e equipamentos  Redução de mão de obra................ (Reengenharia, downsizing, PDV)
  • 5. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO AcidentesAcidentes no trabalhono trabalhoAcidentesAcidentes no trabalhono trabalho
  • 6. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO Acidentes no trabalho (Fonte INSS / 2003 - 39% da população economicamente ativa e empregados segurados na Previdência Social) 390 mil acidentes de trabalho390 mil acidentes de trabalho 2.582 acidentes fatais2.582 acidentes fatais 13,5 óbitos para cada 100 mil trabalhadores segurados, houve redução de 32% em relação a 1998, mas ainda estamos cerca de 2,7 vezes acima da média mundial (dos paises desenvolvidos) Acidentes no trabalhoAcidentes no trabalho ComparativoComparativo Acidentes no trabalhoAcidentes no trabalho ComparativoComparativo
  • 7. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO Panorama nacional de óbitos no trabalho Levantamento sobre a massa registrada - informações INSS Panorama nacional de óbitos no trabalho Levantamento sobre a massa registrada - informações INSS Ano 2000 Ano 2001 Ano 2002 Ano 2003 Massa trabalhadora registrada 20 milhões 19 milhões 19 milhões 19 milhões Mortes no trabalho 3.091 óbitos 2.753 óbitos 2.898 óbitos 2.582 óbitos % morte x massa trabalhadora 0,015 % 0,014 % 0,015 % 0,013 % Panorama de óbitos no trabalho com trabalhadores do setor elétrico. Informações Fundação COGEFundação COGE. Panorama de óbitos no trabalho com trabalhadores do setor elétrico. Informações Fundação COGEFundação COGE. ANO 2000 ANO 2001 ANO 2002 ANO 2003 Massa trabalhadora Mortes no trabalho % mortes x massa trabalohadora 101 mil 97 mil 9 6 mil 96 mil 6464 óbitos 7777 óbitos 8585 óbitosi 8888 óbitos 0,063 % 0,080 % 0,088 % 0,091 %
  • 8. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO COMPARAÇÃO ÓBITOS NO SETOR ELÉTRICO X INDICE GERAL ( NACIONAL) 2000 2001 2002 2003 4,2 VEZES MAIOR 5,7 VEZES MAIOR 5,9 VEZES MAIOR 7,0 VEZES MAIOR
  • 9. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO ATUALIZAÇÃO DA NR 10ATUALIZAÇÃO DA NR 10 ELABORAÇÃOELABORAÇÃO Grupo de Profissionais Engenheiros Eletricistas e de Segurança no Trabalho do Ministério do Trabalho e outras Instituições Governamentais de diversas unidades do País, dotados do notável conhecimento técnico sobre o assunto, “SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS COM ELETRICIDADE“. DISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃODISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃO CTPP- Comissão Tripartite Paritária Permanente GTT-10- Grupo Técnico Tripartite. APROVAÇÃOAPROVAÇÃO MTE - Ministério do Trabalho e Emprego ATUALIZAÇÃO DA NR 10ATUALIZAÇÃO DA NR 10 ELABORAÇÃOELABORAÇÃO Grupo de Profissionais Engenheiros Eletricistas e de Segurança no Trabalho do Ministério do Trabalho e outras Instituições Governamentais de diversas unidades do País, dotados do notável conhecimento técnico sobre o assunto, “SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS COM ELETRICIDADE“. DISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃODISCUSSÃO E NEGOCIAÇÃO CTPP- Comissão Tripartite Paritária Permanente GTT-10- Grupo Técnico Tripartite. APROVAÇÃOAPROVAÇÃO MTE - Ministério do Trabalho e Emprego
  • 10. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA • 10.1. Objetivo e Campo de aplicação • 10.2. Medidas de Controle • 10.3. Segurança no Projeto • 10.4. Segurança na Construção, Montagem, Operação e Manutenção • 10.5. Segurança em Instalações Desenergizadas • 10.6. Segurança em Instalações Energizadas • 10.7. Trabalho envolvendo alta tensão • 10.8. Habilitação e Autorização dos Profissionais. • 10.9. Proteção contra incêndio e Explosão • 10.10. Sinalização de Segurança • 10.11. Procedimentos de Trabalho • 10.12. Situações de emergência. • 10.13. Responsabilidades • 10.14. Disposições finais  Glossário.  Anexo I - Distanciamento de Segurança  Anexo II - Treinamento 14 itens - 99 subitens – 2 anexos e 1 glossário
  • 11. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO Requisitos e condições mínimas para implementação de medidas de controle do risco elétrico (projeto, construção, montagem, operação e manutenção e quaisquer serviços realizados em suas proximidades) ABAIXO OS DESTAQUES DA NOVA REDAÇÃO DA NR10 Estabelece as diretrizes de segurança para construção, montagem, operação e manutenção. NR10 - ATUALIZADA Medidas de controle coletivo ( Priorização) – Desenergização das instalações elétricas. – Aterramento elétrico. – Tensão de segurança/seccionamento automático/...... Medidas de controle Individual: Equipamento de Proteção Individual EPI – Testes de isolação elétrica – CA.
  • 12. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA Estabelece critérios para proteção em trabalhos com instalações elétricas energizadas; Estabelece o distanciamento seguro ,cria as zonas de “risco” e “controlada” no entorno de pontos ou conjuntos energizados; Diferencia níveis e estabelece condições para atividades realizadas envolvendo alta tensão. Cria a obrigatoriedade de certificação de equipamentos, dispositivos e materiais destinados à aplicação em áreas classificadas.
  • 13. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA Medidas de controle - “prontuário das instalações elétricas” – relatório técnico das inspeções realizadas nas instalações elétricas; Obriga a introdução de conceitos de segurança no projeto das instalações elétricas; Torna obrigatória a elaboração de procedimentos operacionais contendo as instruções de segurança; 
  • 14. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA Estabelece responsabilidades dos contratantes, contratados e trabalhadores; Define o entendimento quanto a “profissional qualificado e habilitado”, “ pessoa capacitada” e “autorização”; Torna obrigatório o treinamento para profissionais autorizados a intervir em instalações elétricas - básico (min. 40 hs) e complementar (min. 40 hs)”;
  • 15. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO PROCESSO DE ALTERAÇÃOPROCESSO DE ALTERAÇÃO  Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10 (Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).(Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).  Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10Encerrada a etapa de análise e aprovação no GTT-10 (Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).(Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP).  MTE/SIT - Assinatura da AtualizaçãoMTE/SIT - Assinatura da Atualização MTE/SIT - Assinatura da AtualizaçãoMTE/SIT - Assinatura da Atualização Governo MTE ( DSST); FUNDACENTRO; MME – ANEEL; SERT; CONFEA. Governo MTE ( DSST); FUNDACENTRO; MME – ANEEL; SERT; CONFEA. Empregadores ABRADEE; CNI – ABIQUIM; ABRAGE ABRAT IBS. Empregadores ABRADEE; CNI – ABIQUIM; ABRAGE ABRAT IBS. Trabalhadores CUT CGT FS SDS Trabalhadores CUT CGT FS SDS PORTARIA 598 ( 07/12/2004)PORTARIA 598 ( 07/12/2004)  Publicação no DOU DE 08/12/2004.Publicação no DOU DE 08/12/2004. PORTARIA 598 ( 07/12/2004)PORTARIA 598 ( 07/12/2004)  Publicação no DOU DE 08/12/2004.Publicação no DOU DE 08/12/2004.
  • 16. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO CONSULTA Site: www.mte.gov.br ........Inspeção do Trabalho ........ Segurança e Saúde.... ......Legislação ................... ......Normas Regulamentadoras ..................... - NR.10.......... CONSULTA Site: www.mte.gov.br ........Inspeção do Trabalho ........ Segurança e Saúde.... ......Legislação ................... ......Normas Regulamentadoras ..................... - NR.10..........
  • 17. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA TRANSITORIEDADETRANSITORIEDADE ANEXO IVANEXO IV 10.3.1 – Segurança em projetos – recursos de bloqueio; sinalização e condição operativa. 10.3.6 – Segurança em projetos – previsão de aterramento temporário 10.9.2 – Proteção contra incêndio e explosão -materiais em áreas classificadas – avaliação pelo S. B. C. 6 meses 10.2.3 – Medidas de controle - manter esquemas unifilares, aterramento, dispositivos de proteção. 10.7.3 – Trabalhos envolvendo alta tensão - trabalhador isolado (desacompanhado) em AT e no SEP. 10.7.8 – Trabalhos envolvendo alta tensão - testes e ensaios periódicos de ferramentas e equipamentos usados em AT. 10.12.3 – Situação de emergência - metodos de resgate apropriados..  9 meses
  • 18. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA TRANSITORIEDADETRANSITORIEDADE ANEXO IVANEXO IV 10.2.9.2 - Medidas de proteção individual – vestimentas de trabalho – condutibilidade/ inflamabilidade/influências eletromagnéticas 10.3.9 – Segurança em Projetos – referências de segurança no memorial descritivo.  12 meses 10.2.4 – Medidas de controle – prontuário para estabelecimentos com potência instalada > 75 kW. 10.2.5 - Medidas de controle – prontuário para empresas que operam no SEP. 10.2.5 - Medidas de controle – prontuário para empresas que operam nas proximidades do SEP. 10.2.6 – Medidas de controle – indicação de responsável e disponibilização do prontuário.  18 meses
  • 19. ABEE-IE-08/12/2004 – JOAQUIM / BARRICO NR10 - ATUALIZADA TRANSITORIEDADETRANSITORIEDADE ANEXO IVANEXO IV 10.6.1.1- Segurança em instalações energizadas – trabalhadores devem receber treinamento de acordo com o anexo II ( básico).  10.7.2 – Trabalhos envolvendo alta tensão - trabalhadores devem receber treinamento de acordo com o anexo II. (complementar). 10.8.8 – Habilitação; qualificação;capacitação; autorização, exigência de treinamento em segurança, para autorização pela empresa. 10.11.1 – Procedimentos de trabalho planejamento, detalhamento e indicação de responsável autorizado.  24 meses