Manejo florestal

157 visualizações

Publicada em

Referente ao 1º Dia de Conhecimento Cientifico Interdisciplinar realizado na Escola Jovem Gonçalves Vilela.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Manejo florestal

  1. 1. I DIA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO INTERDISCIPLINAR - MANEJO FLORESTAL Nome: Bruna Thaís; Série: 2ªB; Professora Orientadora da sala: Jhennifer Ribeiro; Professora orientadora desse projeto: Norma Coelho; Escola: Jovem Gonçalves Vilela
  2. 2. O QUE É MANEJO FLORESTAL? Manejo florestal é a utilização racional e ambientalmente adequada dos recursos da floresta. Manejo é uma atividade econômica oposta ao desmatamento, pois não há remoção total da floresta e mesmo após o uso o local manterá sua estrutura florestal. O manejo bem feito segue três princípios fundamentais: deve ser ecologicamente correto, economicamente viável e socialmente justo. O princípio da técnica de exploração de impacto reduzido - principal ferramenta do manejo florestal - é extrair produtos da floresta de maneira que os impactos gerados sejam mínimos, possibilitando a manutenção da estrutura florestal e sua recuperação, por meio do estoque de plantas remanescentes. Diversificar a produção é um dos princípios mais importantes para o uso sustentável dos recursos florestais.
  3. 3. I DIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO E INTERDISCIPLINAR RISCOS DA EXPLORAÇÃO TRADICIONAL DA MADEIRA Na exploração tradicional, que ocorre há muitos anos na Amazônia, não existe o envolvimento de engenheiros ou técnicos florestais. O comprador interessado na madeira faz contato com o dono da área de floresta, que geralmente é morador local e conhece bem a sua mata. O comprador faz o pedido do tipo da madeira e quantidade que precisa, e negocia o preço com o dono da floresta. Se for preciso, o comprador faz um adiantamento do dinheiro para que o dono da floresta comece o trabalho, comprando materiais e contratando a equipe que irá ajudá-lo. Em alguns casos, o dono da floresta não é serrador, então contrata a equipe de exploração, mas não vai para a floresta. Explorada a madeira na floresta, o dono do manejo leva o material até a cidade e o apresenta ao comprador, que avalia as dimensões, qualidade, “brancal”, etc. Como não há controle e planejamento da exploração, a derrubada da madeira pode fazer grandes estragos na floresta, diminuindo a quantidade de madeira para os próximos anos e causando prejuízos a natureza. Além disso, a falta de equipamentos e preparo dos serradores pode causar graves acidentes durante a exploração. Referencias KOURY, Carlos Gabriel; VIANNA, André Luiz Menezes. Guia prático do Manejo Florestal Sustentável em Pequena Escala. Manaus: IDESAM, 2014.1. Alunos da Escola Estadual Jovem Gonçalves Vilela EXPLORAÇÃO TRADICIONAL RISCOS
  4. 4. MONTAGEM DO TRABALHO
  5. 5. MONTAGEM DO TRABALHO
  6. 6. MONTAGEM DO TRABALHO
  7. 7. MONTAGEM DO TRABALHO
  8. 8. MONTAGEM DO TRABALHO
  9. 9. MONTAGEM DO TRABALHO
  10. 10. APRESENTAÇÃO DO TRABALHO

×