Animais em Extinção - Biologia

1.340 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre os Animais em Extinção para a disciplina de Biologia.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.340
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Animais em Extinção - Biologia

  1. 1. A extinção de espécies causa vários distúrbios ao equilíbrio de um ecossistema. Em decorrência a expansão da população humana, há um grande número de espécies em extinção nos últimos anos.
  2. 2. Principais fatores: • A produção agrícola; • Desmatamento; • A caça e a pesca excessivas (predatórias); • Urbanização; • Fragmentação do ambiente; • Poluição química e biológica.
  3. 3. Animais que perdem seu habitat natural, como as florestas e a selva, em decorrência das queimadas, por exemplo, procuram abrigo nas cidades e acabam se tornando um grande risco para a população.
  4. 4. Muitas pragas também podem migrar para os centros urbanos – como, por exemplo, o inseto conhecido como barbeiro, que pode transmitir a doença de Chagas.
  5. 5. A cadeia alimentar, por exemplo, é um fator que tem sofrido grandes consequências por conta da perda de algumas espécies, no qual colabora para o desaparecimento dos predadores.
  6. 6. Asno-selvagem-africano: natural do continente africano, sofreu muitos anos com a destruição de seus habitats e a caça predatória. É considerado o ancestral do burro doméstico.
  7. 7. Pinguim-africano: habitantes da costa sudoeste da África, o pinguim africano foi aos poucos desaparecendo, sendo que o grande problema enfrentado decorre dos derramamentos de óleo no oceano.
  8. 8. Foca-monge-do-Havaí: espécie em perigo de extinção, habitam o arquipélago havaiano e sofrem com a poluição dos mares, caça predatória, comércio ilegal, dentre outras. Estima-se que atualmente existem aproximadamente 1000 animais.
  9. 9. Lobo-vermelho: nativo da América do Norte, foi quase extinta na década de 80 devido à destruição de seu habitat e a política e caça predatórias da época. Considerado um animal em perigo crítico de extinção, atualmente encontram-se em cativeiro aproximadamente 200 da espécie.
  10. 10. Elefante-asiático: espécie considerada em perigo de extinção, esse animal sofre muito com a destruição de seu habitat e a caça ilegal destinada ao comércio de marfim. A espécie é explorada para fins turísticos e como meio de transporte.
  11. 11. Tigre-de-bengala: nativo do sul asiático, essa espécie considerada em perigo de extinção, diminuiu consideravelmente decorrente do comércio de peles, destruição de seu habitat e a caça ilegal. Segundo pesquisas, atualmente existem menos de 2000 no mundo.
  12. 12. Diabo-da-tasmânia: nativo da ilha da Tasmânia, na Austrália, esse marsupial é considerado em perigo de extinção. Os fatores que causaram sua diminuição são a caça ilegal, atropelamento, destruição de seu habitat e doenças.
  13. 13. Arara-azul: encontrada no norte do país, essa ave enfrenta problemas como o tráfico de animais, caça ilegal e desmatamento de seu habitat. Suas penas possuem grande valor no mercado internacional.
  14. 14. Cervo-do-Pantanal: considerado o maior cervídeo da América da Sul, esse animal além de ser encontrado no Pantanal, sua espécie vive também nos biomas da Amazônia e do Cerrado. O desmatamento e a caça ilegal são alguns dos problemas enfrentados pela espécie.
  15. 15. Onça-pintada: considerado o maior felino das Américas, esse animal vive na região do Pantanal e sofre com a caça dos fazendeiros que os matam para proteger seus rebanhos. Além disso, a pele da onça tem grande valor no mercado mundial.
  16. 16. Lobo-guará: encontrado no Cerrado, no Pantanal e nos Pampas, esse animal é considerado o maior mamífero canídeo nativo da América do Sul. A espécie enfrenta grandes problemas devido ao desmatamento de seu habitat.
  17. 17. Pica-pau-de-cara-amarela: os poucos sobreviventes vivem nas matas gaúchas. Com o desmatamento, perde sua principal fonte de alimentação, as sementes das árvores.
  18. 18. Mutum-do-nordeste: os últimos exemplares desta ave vivem hoje no litoral de Alagoas. Alguns biólogos estão tentando reproduzir essa ave em cativeiro, para garantir a sobrevivência da espécie.
  19. 19. Tamanduá-bandeira: encontrado nos biomas da Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal, esse animal vem sofrendo com o desmatamento e as queimadas das regiões destinadas às plantações ou criação de gado.
  20. 20. Mico-leão-dourado: com a redução da Mata Atlântica, perdeu seu hábitat natural, sofrendo durante décadas com o desmatamento e o tráfico de animais, o que resultou na diminuição da espécie. Atualmente, devido aos projetos de reprodução em cativeiro, restam algumas centenas na reserva de Poço das Antas, no estado do Rio de Janeiro.
  21. 21. Animais em perigo de extinção Tigre [1], Urso Polar [2], Morsa [3], Pinguim de Magalhães [4], Tartaruga-Gigante [5], Gorila das montanhas [6].
  22. 22. Atum-Azul [7], Borboleta monarca [8], Rinoceronte de Java [9] e Panda [10].

×