SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
I N S T R U Ç Õ E S
• Para a realização desta prova, você receberá um CARTÃO PARA MARCAÇÃO DAS RESPOSTAS e este CADERNO contendo 80 questões
(10 Matemática, 20 Geografia, 10 Física, 10 Química, 10 Biologia, 20 História);
• Não será permitida a saída da sala antes de decorridos 60 minutos do início da prova, ressalvados os casos de emergência médica;
• É proibido o uso de aparelhos de comunicação ou de registro de dados;
• Não será permitida qualquer consulta, comunicação ou empréstimo de material entre os candidatos;
• Marque as respostas com CANETA ESFEROGRÁFICA DE TINTA AZUL ou PRETA;
• Marque apenas uma alternativa em cada questão.
Rua Des. Pires de Castro, 149 - Centro/N •••• FONE: 3215-0300 •••• Site: www.colegiocpi.com.br •••• E-mail: escolacpi@gmail.com
SÉRIE: 3ª Série • Ens. Médio TURNO: DATA: 17/11/10BIMESTRE: 4º
Prof.: Bezerra
01. (PUCSP) Em uma urna há 10 cartões, cada qual marcado
com apenas um dos números: 2, 5, 6, 7, 9, 13, 14, 19, 21 e
24. Para compor uma potência, devem ser sorteados
sucessivamente e sem reposição dois cartões: no primeiro o
número assinalado deverá corresponder à base da potência e
no segundo, ao expoente. Assim, a probabilidade de que a
potência obtida seja equivalente a um número par é de:
a) 45%
b) 40%
c) 35%
d) 30%
e) 25%
02. (UFMG) Em uma mesa, estão espalhados 50 pares de cartas.
As duas cartas de cada par são iguais e cartas de pares
distintos são diferentes. Suponha que duas dessas cartas são
retiradas da mesa ao acaso. Então é correto, afirmar que a
probabilidade de essas duas cartas serem iguais é:
a) 1/100
b) 1/99
c) 1/50
d) 1/49
e) 1/150
03. (PUCSP) Um casal planeja ter 4 filhos; admitindo
probabilidades iguais para ambos os sexos, a probabilidade
de esse casal ter 2 meninos e 2 meninas, em qualquer ordem,
é:
a) 3/8
b) 3/4
c) 1/2
d) 1/16
e) 3/16
04. (UFJF-MG) Uma empresa fornece a seus funcionários um
cartão de acesso ao seu escritório e um senha, que é um
número com 4 algarismos, escolhidos dentre os elementos do
conjunto {1, 2, 3, 4}. Não são admitidas senhas em que um
mesmo algarismo apareça 3 vezes ou mais. Qual é o número
máximo de senhas desse tipo que poderão ser oferecidas
pela empresa?
a) 204
b) 208
c) 240
d) 252
e) 256
05. (FEI-SP) A soma de todos os coeficientes do
desenvolvimento de (14x – 13y)237
é:
a) 0
b) 1
c) – 1
d) 331 237
e) 1 973 747
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
2
SIMULADO GERAL II
06. (UNIVALI-SC) Desenvolvendo o binômio (x2
– 2)5
, temos
(x2
– 2)5
= x10
+ mx8
+ 40x6
– 80x4
+ 80x2
+ n, portanto, m + n
é:
a) + 48
b) 42
c) – 9
d) – 42
e) – 48
07. (UFMT) No desenvolvimento de
11
1






−−−−
x
x verificamos que o
termo independente de x:
a) é o 5º
b) é o 6º
c) é o 7º
d) é o 8º
e) não existe
08. (CESGRANRIO-RJ) No desenvolvimento de (x + y)n
a
diferença entre os coeficientes do 3º e 2º termos é igual a 54.
Podemos afirmar que o termo médio é o:
a) 3º
b) 4º
c) 5º
d) 6º
e) 7º
09. (PUC-RS) O termo independente de x no desenvolvimento do
binômio
12
2
2





 −−−−
x
x
é:
a) 232
b) 326
c) 924
d) 1 102
e) 1 214
10. (UFOR-MG) Para que se tenha um dos termos do
desenvolvimento de (x + a)11
igual a 1 386x5
, o valor de a
deve ser:
a)
6
3
b)
3
62
c) 10
d) 3
e)
3
10
Prof.: Franklin
11. A bateria é o coração de uma agremiação e sustenta com
vigor a cadência indispensável para o desenvolvimento do
desfile de Carnaval. O canto e a dança se apóiam no ritmo da
bateria que reúne diversos tipos de instrumentos - surdo,
caixa de guerra, repique, chocalho, tamborim, cuíca, agogô,
reco-reco, pandeiro e prato - de sons graves e agudos, que
dão estrutura ao ritmo.
As qualidades fisiológicas do som estão relacionadas com as
sensações produzidas em nossos ouvidos. Essas qualidades
são:
a) a altura, a velocidade e o meio de propagação.
b) a intensidade, a altura e o timbre.
c) a velocidade, o timbre e a amplitude.
d) o timbre, a freqüência e o eco.
e) o eco, a velocidade e a intensidade.
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
3
SIMULADO GERAL II
12. Em recente espetáculo em São Paulo, diversos artistas
reclamaram do eco refletido pela arquitetura da sala de
concertos que os incomodava e, em tese, atrapalharia o
público que apreciava o espetáculo.
Considerando a natureza das ondas sonoras e o fato de o
espetáculo se dar em um recinto fechado, indique a opção
que apresenta uma possível explicação para o acontecido.
a) Os materiais usados na construção da sala de
espetáculos não são suficientemente absorvedores de
ondas sonoras para evitar o eco.
b) Os materiais são adequados, mas devido à superposição
das ondas sonoras sempre haverá eco.
c) Os materiais são adequados, mas as ondas
estacionárias formadas na sala não podem ser
eliminadas, e assim, não podemos eliminar o eco.
d) A reclamação dos artistas é infundada porque não existe
eco em ambientes fechados.
e) A reclamação dos artistas é infundada porque o que eles
ouvem é o retorno do som que eles mesmo produzem e
que lhes permite avaliar o que estão tocando.
13. Em alguns filmes de ficção científica a explosão de uma nave
espacial é ouvida em outra nave, mesmo estando ambas no
vácuo do espaço sideral. Em relação a este fato é correto
afirmar que:
a) isto não ocorre na realidade, pois não é possível a
propagação do som no vácuo.
b) isto ocorre na realidade, pois, sendo a nave tripulada,
possui seu interior preenchido por gases.
c) isto ocorre na realidade, uma vez que o som se
propagará junto com a imagem da mesma.
d) isto ocorre na realidade, pois as condições de
propagação do som no espaço sideral são diferentes
daquelas daqui da Terra.
e) isto ocorre na realidade e o som será ouvido inclusive
com maior nitidez, por não haver meio material no
espaço sideral.
14. Os esquemas a seguir são normalmente usados para
representar a propagação de ondas na superfície da água em
uma cuba de ondas. O esquema que representa a difração de
ondas é o
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
4
SIMULADO GERAL II
15. Uma onda eletromagnética propaga-se no ar com velocidade
praticamente igual à da luz no vácuo (c = 3 x 108
m/s),
enquanto o som propaga-se no ar com velocidade
aproximada de 330 m/s. Deseja-se produzir uma onda audível
que se propague no ar com o mesmo comprimento de onda
daquelas utilizadas para transmissões de rádio em freqüência
modulada (FM) de 100 Mhz (100 x 106
Hz). A freqüência da
onda audível deverá ser aproximadamente de:
a) 110 Hz
b) 1033 Hz
c) 11.000 Hz
d) 108
Hz
e) 9 x 1013
Hz
16. Laboratório de Física Acústica da UnP, em uma aula
experimental do Curso de Fonoaudiologia, são apresentadas
as seguintes observações com relação aos fenômenos
acústicos:
I. O eco é um fenômeno causado pela reflexão do som num
anteparo.
II. O som grave é um som de baixa freqüência.
III. Timbre é a qualidade que permite distinguir dois sons de
mesma altura e intensidade emitidos por fontes diferentes.
São corretas as afirmações:
a) apenas a I;
b) apenas a I e a II;
c) apenas a I e a III;
d) I, II e III
e) nenhuma
17. Uma onda sonora de freqüência 960 Hz é emitida no ar, onde
sua velocidade é de 340 m/s. Quando essa onda passa para
a água, onde sua velocidade é de 1450 m/s, o valor do
comprimento de onda  será, aproximadamente,
a) 0,35 m.
b) 0,66 m.
c) 1,51 m.
d) 1,86 m.
e) 2,82 m.
18. A tabela abaixo apresenta as freqüências, em hertz, dos sons
fundamentais de notas musicais produzidas por diapasões
que vibram no ar, num mesmo ambiente.
Dó ré mi fá sol lá si
264 297 330 352 396 440 495
A partir das informações fornecidas, podemos afirmar que:
a) o comprimento de onda do som lá é menor do que o do
som ré, mas ambos propagasse com a mesma
velocidade.
b) o som si é mais grave do que o som mi, mas ambos têm
o mesmo comprimento de onda.
c) o som sol é mais alto do que o som dó e se propagam
com maior velocidade.
d) o som fá é mais agudo do que o som ré, mas sua
velocidade de propagação é menor.
e) o som lá tem maior velocidade de propagação do que o
som dó, embora seus comprimentos de onda sejam
iguais.
19. Não é apenas o CO2 que causa estragos na atmosfera. Entre
outros, os clorofluorcarbonos, CFC, são duplamente
prejudiciais. Quando atingem a baixa atmosfera, eles
contribuem para o efeito estufa e, acima de 15000 m de
altitude, destroem a camada de ozônio que protege a Terra
dos raios ultravioleta do Sol.
(Paraná, Djalma N. do S. Física v. 2. 6. ed.,
São Paulo: Ática, 1998, p. 121)
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
5
SIMULADO GERAL II
A radiação ultravioleta que atinge a Terra como conseqüência
da destruição da camada de ozônio e a radiação
infravermelha, aprisionada pela atmosfera terrestre, gerando
o efeito estufa, fazem parte do espectro eletromagnético.
Tais radiações propagam-se, no vácuo, com:
a) velocidades distintas.
b) o mesmo comprimento de onda.
c) a mesma freqüência da luz visível.
d) a mesma velocidade e a mesma freqüência.
e) freqüência e comprimento de onda diferentes.
20. As cores de luz exibidas na queima de fogos de artifício
dependem de certas substâncias utilizadas na sua fabricação.
Sabe-se que a freqüência da luz emitida pela combustão do
níquel é 6,0 x 1014
Hz e que a velocidade da luz é
3 x 108
m • s–1
.
Com base nesses dados e no espectro visível fornecido pela
figura abaixo, assinale a opção correspondente à cor da luz
dos fogos de artifício que contêm compostos de níquel.
a) vermelha
b) violeta
c) laranja
d) verde
e) azul
Prof.: Cláudio Carvalho / Prof. Daniel Rufino
21. Segundo projeções da indústria sucroalcooleira, a produção
de açúcar e álcool deverá crescer 50% até 2010, tendo em
vista as demandas internacionais e o crescimento da
tecnologia de fabricação de motores que funcionam com
combustíveis flexíveis. Com isso a cultura de cana-de-açúcar
está se expandido bem como o uso de adubos e defensivos
agrícolas. Aliados a isto, está o problema da devastação das
matas ciliares que tem acarretado impactos sobre os recursos
hídricos das áreas adjacentes através do processo de
lixiviação do solo. Além disso, no Brasil cerca de 80 % da
cana de açúcar plantada é cortada a mão, sendo que o corte
é precedido da queima da palha da planta.
A quantificação de metais nos sedimentos de córregos
adjacentes às áreas de cultivo, bem como na atmosfera, é
importante para reunir informações a respeito das
consequências ambientais do cultivo da cana de açúcar.
(UEL 2008) Para extrair o cobre e o zinco do sedimento de
córregos adjacentes à área de cultivo de cana-de-açúcar,
utiliza-se uma mistura dos ácidos HCl, HNO3 e HF.
Dado: Ka(HF) = 6, 80 × 10–4
mol/L a 25 °C
Com base nos conhecimentos sobre o tema, é correto
afirmar:
I. As substâncias cloreto de hidrogênio, ácido nítrico e
ácido fluorídrico, quando dissolvidas em água,
comportam-se como ácidos de Lewis.
II. O ácido nítrico, quando dissolvido em água, torna a
concentração do íon H+
maior que 1 × 10–7
mol/L a 25 °C.
III. Uma solução de HCl de concentração 0, 1 mol/L possui
pH maior que 7.
IV. Ao adicionar HF em água, a reação de ionização não
ocorre totalmente.
Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas
corretas.
a) I e II.
b) I e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) II, III e IV.
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
6
SIMULADO GERAL II
22. (FUVEST 2008) Certas quantidades de água comum (H2O) e
de água deuterada (D2O) - água que contém átomos de
deutério em lugar de átomos de hidrogênio - foram
misturadas. Ocorreu a troca de átomos de hidrogênio e de
deutério, formando-se moléculas de HDO e estabelecendo-se
o equilíbrio (estado I)
H2O + D2O Ï 2HDO
As quantidades, em mols, de cada composto no estado I
estão indicadas pelos patamares, à ESQUERDA, no
diagrama.
Depois de certo tempo, mantendo-se a temperatura
constante, acrescentou-se mais água deuterada, de modo
que a quantidade de D2O, no novo estado de equilíbrio
(estado II), fosse o triplo daquela antes da adição. As
quantidades, em mols, de cada composto envolvido no estado
II estão indicadas pelos patamares, à DIREITA, no diagrama.
A constante de equilíbrio, nos estados I e II, tem,
respectivamente, os valores
a) 0,080 e 0,25
b) 4,0 e 4,0
c) 6,6 e 4,0
d) 4,0 e 12
e) 6,6 e 6,6
23. (UECE 2008) Na atmosfera, uma das reações que inicia a
produção da chuva ácida, objeto de preocupação de
ambientalistas, é
2SO‚(g) + O‚(g) Ï 2SOƒ(g), ÐH < 0
Podemos afirmar, corretamente, que:
a) Se as pressões parciais de SO2(g) e SO3(g) forem iguais
em um determinado estado de equilíbrio, o valor
numérico da pressão parcial de O2(g) é igual ao valor
numérico de Kp.
b) Diminuindo a temperatura do sistema em equilíbrio, sem
alteração de volume, a concentração de SO3(g) aumenta
até ser atingido um novo estado de equilíbrio.
c) Aumentando a pressão sobre o sistema, sem variação de
temperatura, a quantidade de SO3(g) diminui até ser
atingido um novo estado de equilíbrio.
d) Adicionando-se um catalisador ao sistema em equilíbrio,
sem alteração de temperatura, a concentração de SO3(g)
diminui até ser atingido um novo estado de equilíbrio.
24. (G1 – CFTCE 2008) O ácido fórmico (HCHO2) é monoprótico
fraco. Quando em solução, numa concentração de 0,2 M, ele
se encontra 3,2 % ionizado. A constante de ionização do
ácido e a concentração molar do íon H+
são, respectivamente:
a) Ka = 2,05 × 10–4
e [H+
] = 6,4 × 10–3
M
b) Ka = 6,4 × 10–3
e [H+
] = 5,0 × 10–5
M
c) Ka = 1,8 × 10–5
e [H+
] =3,2 ×10–3
M
d) Ka = 1,8 ×10–5
e [H+
] = 6,4 ×10–3
M
e) Ka = 2,05 × 10–3
e [H+
] = 6,4 × 10–4
M
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
7
SIMULADO GERAL II
25. (G1 – CFTSC 2007) O pH do suco de laranja varia, em média,
de 3,0 a 4,0. O pH do suco de tomate varia de 4,0 a 4,4.
Considerando os extremos dessas faixas de valores de pH
que significam maior acidez, pode-se afirmar que a
concentração de [H+
] do suco de laranja, em relação à do
suco de tomate é
a) igual.
b) dez vezes menor.
c) dez vezes maior.
d) cento e quarenta vezes menor.
e) cento e quarenta vezes maior.
26. (G1 – CPS 2008) O hábito de tomar café está ligado a
atividades sociais e de interação entre as pessoas. O
"cafezinho" é uma bebida capaz de unir pessoas num bate
papo, de propiciar momentos de descontração durante o
período de trabalho ou de encerrar uma reunião de amigos.
Esse consumo tem levado os produtores de café a melhorar o
processo e aprimorar o grão, o que resulta em tipos diversos
de café, que são classificados, dentre outros critérios, pela
acidez, amargor, aroma, defeitos dos grãos, doçura, processo
de beneficiamento, torrefação, infusão e filtragem. Considere
as afirmações a seguir relacionadas às características
citadas.
I. A acidez é uma propriedade que está relacionada com o
pH, o qual apresenta uma escala que varia de 0 a 14.
II. O amargor, o aroma e a doçura são propriedades
organolépticas do café que podem ser sentidas pelo
consumidor.
III. A torrefação e a filtragem são processos para separação
de misturas, entre os grãos e a terra e entre o pó e o
líquido, respectivamente.
IV. O beneficiamento (retirada da casca dos grãos) e a
moagem (trituração dos grãos) são processos químicos.
É válido o que se afirma em
a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) I, II e III, apenas.
d) II, III e IV, apenas.
e) I, II, III e IV.
27. (PUC-RIO 2008) O estômago produz suco gástrico
constituído de ácido clorídrico, muco, enzimas e sais. O valor
de pH no interior do estômago deriva, principalmente, do
ácido clorídrico presente. Sendo o ácido clorídrico um ácido
forte, a sua ionização é total em meio aquoso, e a
concentração de H+
em quantidade de matéria nesse meio
será a mesma do ácido de origem. Assim, uma solução
aquosa de ácido clorídrico em concentração 0,01 mol L–1
terá
pH igual a:
a) 2 d) 7
b) 4 e) 9
c) 5
28. (PUCRS 2008) A água da chuva em uma região poluída tem
pH igual a 3,0. O volume, em litros, de uma solução de
hidróxido de sódio de concentração 0,01 mol/L necessário
para neutralizar completamente 100 mL de água da chuva é
a) 0,1
b) 0,01
c) 0,001
d) 0,002
e) 0,003
29. (UFPR 2008) Considere a dissolução de 0,10 mol de cada um
dos ácidos relacionados na tabela a seguir, separadamente,
em 1,0 litro de água.
Ácido Fórmula Ka
Acético H3CCOOH 1,8 x 10–5
Fluorídrico HF 7,0 x 10–4
Fórmico HCOOH 1,8 x 10–4
CÁLCULOS
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
8
SIMULADO GERAL II
De acordo com as informações da tabela e com base nos
conhecimentos sobre ácidos fracos e pH, compare os três
ácidos entre si e considere as seguintes afirmativas:
1. O ácido acético pode ser considerado o ácido mais forte,
pois apresenta o menor valor de Ka.
2. O ácido fluorídrico é um ácido inorgânico, que possui o
maior valor de Ka; portanto, é o ácido mais forte.
3. A solução de ácido fórmico exibirá o menor valor de pH.
4. A solução de ácido acético apresentará o maior valor de
pH.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa 4 é verdadeira.
b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
30. (UNESP 2008) Quando o pH da água da chuva fica abaixo de
5,0 ocorre o fenômeno denominado chuva ácida. Assinale a
alternativa na qual a concentração de HNO3 (massa molar =
63 g.mol–1
), isoladamente, seria suficiente para que se
considerasse a chuva como ácida.
a) 7.10–2
mg.L–1
.
b) 10–3
mM.
c) 7.10–3
g.L–1
.
d) 7.10–6
% (m/m).
e) 2.10–7
M.
Prof.: Neto
31. (Fatec) As grandes metrópoles, como São Paulo, apresentam
uma grande densificação de construções urbanas de
concreto, tijolo, cimento e asfalto que se concentram
especialmente na sua área central e tornam-se mais
esparsas, de modo geral, na sua periferia. Tal distribuição do
equipamento urbano reflete-se na distribuição das
temperaturas, que são maiores na parte central e
sucessivamente menores em direção à periferia,
correspondendo ao fenômeno denominado
a) ilha-de-calor.
b) efeito-estufa.
c) inversão térmica.
d) frente fria.
e) destruição da camada de ozônio.
32. (Cesgranrio) Produz uma paisagem monótona, quase
sempre em extensas chapadas planálticas, sobre solos
lateríticos. As árvores e os arbustos são raquíticos e com
folhas decíduas, só se adensando quando há um pouco mais
de umidade. As estiagens são longas no teoricamente
chamado inverno e, por vezes, violentas. Com a seca,
chegam as queimadas, e o verde, inclusive das gramíneas, só
retorna com as chuvas de verão.
Esse texto reflete:
a) Caatinga. d) Campinarana.
b) Palmeirais. e) Mata dos Cocais
c) Estepe.
33. As florestas tropicais úmidas contribuem muito para a
manutenção da vida no planeta, por meio do chamado
sequestro de carbono atmosférico. Resultados de
observações sucessivas, nas ultimas décadas, indicam que a
floresta amazônica e capaz de absorver ate 300 milhões de
toneladas de carbono por ano. Conclui-se, portanto, que as
florestas exercem importante papel no controle
a) das chuvas acidas, que decorrem da liberação, na
atmosfera, do dióxido de carbono resultante dos
desmatamentos por queimadas.
b) das inversões térmicas, causadas pelo acumulo de
dióxido de carbono resultante da não dispersão dos
poluentes para as regiões mais altas da atmosfera.
c) da destruição da camada de ozônio, causada pela
liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono contido
nos gases do grupo dos clorofluorcarbonos.
d) do efeito estufa provocado pelo acumulo de carbono na
atmosfera, resultante da queima de combustíveis fosseis,
como carvão mineral e petroleo.
e) da eutrofizacao das águas, decorrente da dissolução, nos
rios, do excesso de dióxido de carbono presente na
atmosfera.
34. O rio Parnaíba é considerado o segundo em ordem de
importância no Nordeste quanto à área drenada, à extensão e
à perenidade do rio principal. Sua desembocadura forma um
dos maiores deltas localizados na América do Sul. Sobre esse
tema é correto afirmar que o rio Parnaíba:
a) drena somente terras do território piauiense.
b) tem a maior parte do seu curso intermitente e um
pequeno trecho perene.
c) drena parte do território piauiense e parte do território
maranhense.
d) nasce na Serra da Ibiapaba próximo ao rio Poti.
e) nasce na chapada da Tabatinga e drena parte do
território cearense.
35. A Conferência das Nações Unidas sobre Mu-danças
Climáticas, realizada em 1997, produziu o Protocolo de Kyoto,
que estabelece a diminuição das emissões de gases de
"efeito estufa", no período de 2008 a 2012 os países
industrializados deveriam reduzir em pelo menos 5% em
relação aos níveis de 1990. Acerca desse termo é correto
afirmar que os Estados Unidos:
a) emitem poucos gases de efeito estufa e por isso não
assinam o Protocolo de Kyoto.
b) são o país que mais emite gases de efeito estufa e não
assinam o Protocolo de Kyoto.
c) são o país que mais emite gases de efeito estufa e já
assinaram o Protocolo de Kyoto.
d) emitem poucos gases de efeito estufa e já assinaram em
2002 o Protocolo de Kyoto.
e) cessaram a emissão de gases de efeito estufa depois
que assinaram o Protocolo de Kyoto.
36. Dentre as características, termos e processos abaixo,
assinale a alternativa que contém aqueles que podem ser
associados apenas ao geren-ciamento científico-técnico do
trabalho conhecido como fordismo.
a) Ilhas de produção, banco de horas, just-in-time.
b) Círculos de Controle de Qualidade, polifunciona-lidade,
Kanban.
c) Produção flexível, terceirização, desconcentração
espacial.
d) Especialização, linha de produção, rigidez.
e) Terceirização, polifuncionalidade, ilhas de produ-ção.
37. Considerando as relações homem x natureza no Nordeste
brasileiro, assinale a afirmação verdadeira.
a) a pecuária extensiva é a atividade praticada no agreste e
nas encostas dos relevos serranos.
b) a policultura de subsistência é a atividade típica da Zona
da Mata e do Sul da Bahia.
c) a pecuária bovina intensiva e a caprinocultura são
praticadas nos cerrados e nos chapadões do Meio Norte.
d) as culturas canavieira e cacaueira se localizam em
ambientes úmidos e de solos férteis.
e) o extrativismo salineiro é a atividade que predomina nas
embocaduras fluviais do Nordeste oriental onde o clima é
mais úmido.
38. Sobre as formações vegetais encontradas no Piauí é correto
que:
a) a floresta equatorial domina a porção ocidental do
Estado, apresentando um alto grau de preservação.
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
9
SIMULADO GERAL II
b) a caatinga é uma formação arbustiva esparsa com
presença de cactos que predomina na porção sudoeste
do Piauí.
c) O cerrado é constituído por uma formação arbustiva-
herbácea que predomina na porção sul e sudoeste do
estado.
d) no Piauí inexiste qualquer tipo de floresta, encontramos
apenas formações arbustivas e herbáceas.
e) a mata dos cocais é uma floresta de transição constituída
predominantemente por pinheiros que dominam a porção
leste do Piauí.
39. A maior parte do território piauiense encontra-se sobre
terrenos do(a):
a) Era Cenozóica.
b) Período Quaternário.
c) Período carbonífero.
d) Paleo-mesozóico.
e) Pré-cambriano.
40. O Piauí é um Estado que possui grandes reservas de água
subterrânea. Indique, o fator natural que influência
diretamente nessa ocorrência.
a) O regime pluvial atual.
b) A bacia hidrográfica do rio Parnaíba.
c) A dinâmica tectônica da região.
d) O predomínio da litologia sedimentar.
e) A presença de uma vegetação abundante.
Prof.: Hands
41. (Fuvest 1993) A área destacada pelo traço forte no mapa a
seguir refere-se:
a) ao projeto Jari para a produção de celulose em várias
fábricas para, através do Porto de São Luís, alcançar os
mercados externos.
b) ao projeto hidrelétrico de Tucuruí-Balbina como apoio para
a criação de um polo industrial em Marabá.
c) ao programa grande Carajás (exploração de minérios,
agropecuária e madeiras) com corredor de exportação
para o porto de São Luís.
d) ao programa agropecuário do Bico do Papagaio, que visa
à colonização regional em pequenas propriedades.
e) ao programa Araguaia-Tocantins para as áreas indígenas
na Amazônia.
42. (Udesc 1996) Segundo o IBGE, o Brasil é dividido em cinco
microrregiões. Essa divisão foi feita a partir de critérios
específicos.
Assinale a ÚNlCA alternativa que aponta os critérios
adotados.
a) O IBGE baseou-se unicamente em critérios físicos e de
localização.
b) A divisão corresponde exatamente à regionalização do
espaço, pois dentro de cada região há áreas que
apresentam características físicas, humanas e
econômicas semelhantes, que as individualizam.
c) Essa divisão está muito ligada à organização político-
administrativa do país, que, apesar de deficiente, acaba
sendo largamente utilizada.
d) A divisão do IBGE levou em consideração apenas os
critérios humanos, agrupando populações com traços
culturais semelhantes.
e) E uma divisão que seguiu a ordem de surgimento dos
estados, agrupando-os segundo as datas de suas
fundações.
43. (Pucsp 1996) Leia o texto a seguir e assinale a alternativa
incorreta sobre o Nordeste semiárido brasileiro:
"Existem na América do Sul três grandes áreas semi-áridas -
a região Guajira, na Venezuela e Colômbia; a diagonal seca
do Cone Sul que envolve muitas nuances de aridez ao longo
da Argentina, Chile e Equador; e, por fim, o Nordeste Seco do
Brasil. Das velhas e repetitivas noções do ensino médio
herdadas um pouco por todos nós restaram observações
pontuais e desconexas sobre o universo físico e ecológico do
Nordeste Seco."
(Aziz Nacib Ab'Saber, "Ciência Hoje",
Volume Especial - Eco Brasil, mai. 1992.)
a) O semiárido nordestino caracteriza-se por baixos níveis
de umidade, escassez de chuvas anuais e
irregularidades no ritmo das precipitações ao longo dos
anos.
b) Um dos fatores marcantes da região é a inexistência de
rios perenes e caudalosos. Essa drenagem intermitente
inviabiliza projetos de irrigação na área.
c) O Nordeste seco possui um revestimento baixo de
vegetação, arbustivo-arbóreo e raramente arbóreo, de
folhas miúdas e hastes espinhentas, exuberantemente
verde nos períodos de chuvas.
d) Apesar de predominantemente seco, no semiárido
encontram-se algumas áreas de mata úmida,
alimentadas por chuvas orográficas. Estas áreas são
conhecidas, regionalmente, como "brejos".
e) Ao contrário do que se imagina, o Nordeste seco não é o
"império" das chapadas. Em 85% do seu território
predominam depressões interplanálticas, situadas entre
maciços antigos e chapadas localizadas.
44. (Ufmg 1994) Em relação ao Sudeste do Brasil, todas as
afirmativas estão corretas, EXCETO
a) Apresenta um pequeno crescimento urbano, quer nas
regiões agrícolas, quer nas de predomínio de atividades
mercantis ou industriais.
b) É a porção do país mais integrada no sistema econômico
mundial e a mais dinâmica em termos de relações
externas e internas.
c) É palco de lutas e reivindicações urbanas em torno de
moradia, saúde, transporte, educação e outros bens de
consumo coletivo.
d) Desenvolve uma atividade agrícola importante e, em
grande parte, moderna, associada aos setores
secundário e terciário de sua economia.
e) Possui uma grande área industrial que, a partir da capital
de São Paulo, ultrapassa os limites desse Estado,
adentrando por Minas Gerais e Rio de Janeiro.
45. (Ufg 2010) Segundo uma reportagem do jornal O Globo (nov.
2009), entre os meses de agosto de 2008 a julho de 2009
foram desmatados, na Amazônia, 7.008 km2
de floresta, de
acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas
Espaciais. Apesar de esse número significar uma redução de
45% em relação ao ano anterior, o desmatamento ainda
origina diversos prejuízos socioambientais à Floresta
Amazônica, causando
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
10
SIMULADO GERAL II
a) diminuição da fertilidade dos solos, comprometendo a
potencialidade agrícola.
b) aumento da poluição do ar, provocando chuvas ácidas
que impedem o desenvolvimento da agricultura.
c) diminuição da fauna, prejudicando as atividades
turísticas.
d) aumento da erosão eólica, comprometendo o calendário
agrícola tradicional das populações.
e) diminuição dos níveis fluviais, alterando os usos e as
apropriações econômicas dos rios.
46. (Ufg 2010) Leia o texto a seguir.
No fundo do vale o lençol freático aflora para formar os rios.
Estes têm seus ciclos regulados pelos períodos de cheia e
vazante, e pelos espaços representados pelas planícies de
inundação. Este termo encerra em si sua função: abrigar as
águas do rio quando do seu natural extravasamento nas
épocas de cheias.
LOPES, Luciana Maria. Tragédia ou descaso. Disponível em:
<www.opopular.com.br/anteriores/03out2009/opiniao>.
Acesso em: 3 out. 2009.
Este texto analisa as recorrentes tragédias na região Sul do
Brasil, com desmoronamentos, desabamentos de casas,
mortes e centenas de pessoas desabrigadas.
A explicação geográfica para essas tragédias pode ser
encontrada no seguinte fato:
a) desvios dos leitos dos rios que direcionam o fluxo das
águas em um mesmo sentido, tornando as enchentes
inevitáveis.
b) ausência de planejamento do uso do solo causando
especulação imobiliária e possibilitando a ocupação de
novos espaços sem fiscalização.
c) encostas íngremes que impedem a absorção de
quantidade volumosa de água vertida em direção aos
vales.
d) altas precipitações pluviométricas anuais que dificilmente
são previstas devido ao uso de equipamentos
meteorológicos obsoletos.
e) presença de solos profundos porosos que retêm água,
provocando desabamentos de construções.
47. (Enem cancelado 2009) Desde o início da colonização, a
Amazônia brasileira tem sido alvo de ação sistemática de
extração de riquezas, que se configurou em diferentes modos
de produção e de organização social e política [...]. Se a
Amazônia dos rios foi o padrão que marcou mais de quatro
séculos de ocupação europeia, a coisa começa a mudar de
figura nas três últimas décadas do século XX.
SAYAGO, D.; TOURRAND, J. F.; BURSZTYN, M. (Org.).
Amazônia: cenas e cenários. Brasília: UnB, 2004.
Entre as transformações ocorridas na Amazônia brasileira,
nas três últimas décadas, destaca-se
a) a estatização das empresas privadas como garantia do
monopólio da exploração dos recursos minerais pelo
poder público.
b) o interesse geopolítico de controle da fronteira, o que
representou maior integração da região com o restante
do país, por meio da presença militar.
c) a reorganização do espaço agrário em minifúndios,
valorizando-se o desenvolvimento da agricultura familiar
e o desenvolvimento das cidades.
d) a modernização tecnológica do modo de produção
agrícola para o aumento da produção da borracha e
escoamento da produção pelas estradas.
e) a implantação de zona franca nas fronteiras
internacionais, a exemplo da Guiana Francesa e
Venezuela.
48. (Enem Simulado 2009) Em fevereiro de 1999, o Seminário
Internacional sobre Direito Ambiental, ocorrido em Bilbao, na
Espanha, propôs, na Declaração de Viscaia, a extensão dos
direitos humanos ao meio ambiente, como instrumento de
alcance universal. No parágrafo 3º do artigo 1º da referida
declaração, fica estabelecido: “O direito ao meio ambiente
deverá ser exercido de forma compatível com os demais
direitos humanos, entre os quais o direito ao
desenvolvimento”. No Brasil, o cumprimento desse direito
configura um grande desafio. Na Região Amazônica, por
exemplo, tem havido uma coincidência entre as linhas de
desmatamento e as novas fronteiras de desenvolvimento do
agronegócio, marcadas por focos de injustiça ambiental, com
frequentes casos de escravização de trabalhadores, além de
conflitos e crimes pela posse de terras, muitas vezes,
impunes.
Disponível em: <http://www.unicen.com.br/universoverde>.
Acesso em: 9 maio 2009. (com adaptações).
Promover justiça ambiental, no caso da Região Amazônica
brasileira, implica
a) fortalecer a ação fiscalizadora do Estado e viabilizar
políticas de desenvolvimento sustentável.
b) ampliar o mercado informal de trabalho para a população
com baixa qualificação profissional.
c) incentivar a ocupação das terras pelo Estado brasileiro,
em face dos interesses internacionais.
d) promover alternativas de desenvolvimento sustentável,
em razão da precariedade tecnológica local.
e) ampliar a importância do agronegócio nas áreas de
conflito pela posse de terras e combater a violência no
campo.
49. (Unemat 2010) Por regionalização entende-se a divisão de
um espaço ou território em unidades que apresentam
características que as individualizam (Terra e Coelho, 2005).
A respeito da divisão regional brasileira, proceda a
correspondência.
I – Natural
II – Homogêneas
III – Geoeconômicas
IV – Quatro Brasis
( ) Nessa divisão, os limites das regiões não coincidem
com a dos Estados. Isso significa que um estado,
dependendo de suas características, pode ter parte de
seu território numa região e parte em outra, como o
caso de Mato Grosso.
( ) Essa divisão propõe a regionalização do Brasil em
quatro regiões. O critério principal definido nessa nova
regionalização foi do meio técnico-científico-
informacional, isto é, a informação e as finanças estão
irradiadas de maneiras desiguais e distintas pelo
território brasileiro. Nela, Mato Grosso apresenta uma
agricultura globalizada (moderna, mecanizada e
produtiva).
( ) Nesta divisão, uma determinada área geográfica passa
a ser caracterizada segundo um ou mais aspectos
naturais. Nesta, Mato Grosso juntamente com Mato
Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais compunham a
região Centro-Oeste.
( ) Define-se pela combinação e predominância de
aspectos naturais, sociais e econômicos da região.
Apesar de não haver uma delimitação precisa dos
elementos físicos e humanos entre uma região e outra,
o IBGE utilizou a delimitação político-administrativa.
Nesta existem dois níveis hierárquicos básicos: as
micro e macrorregiões. Na classificação de
macrorregião, o estado de Mato Grosso integra a
região Centro-Oeste.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.
a) III, I, IV, II
b) II, I, IV, III
c) I, II, III, IV
d) IV, III, II, I
e) III, IV, I, II
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
11
SIMULADO GERAL II
O sistema de alerta baseado em satélites do Instituto
Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) detectou 498 Km2
de
desmatamentos na Amazônia Legal por corte raso ou
degradação progressiva, em agosto de 2009. Desse total, 301
Km2
foram registrados no Pará.
A cada quinzena, os dados são enviados ao IBAMA,
responsável pela fiscalização das áreas. O sistema indica
tanto áreas de corte raso – quando os satélites detectam a
completa retirada da floresta nativa – quanto áreas
classificadas como degradação progressiva, que revelam o
processo de desmatamento na região.
Adaptado de: www.inpe.br.
50. (Ufrgs 2010) O texto faz referência a uma região em que
predomina o clima
a) tropical úmido.
b) tropical semiárido.
c) tropical semiúmido.
d) subtropical úmido.
e) equatorial.
Prof.: Washington
51. (Fund. CARLOS CHAGAS) A função das válvulas existentes
nas veias é:
a) retardar o fluxo sangüíneo;
b) impedir o refluxo de sangue;
c) acelerar os batimentos cardíacos;
d) retardar as pulsações;
e) reforçar as paredes dos vasos.
52. (FUVEST) A figura abaixo representa vários padrões de
coração de vertebrados. Qual seqüência indica a ordem
crescente da eficiência circulatória, com relação ao transporte
de gases, conferida pelos três corações?
a) 1, 2, 3
b) 1, 3, 2
c) 3, 2, 1
d) 2, 1, 3
e) 3, 1, 2
53. Em caso de hemorragia, o sangue, para se coagular,
depende da presença de:
a) protrombina e fibrinogênio;
b) profibrinolisina e heparina;
c) heparina e histamina;
d) fibrina e linfostenina;
e) heparina, fibrina e cálcio.
54. (UFPB) A válvula, localizada no orifício átrio ventricular
direito, para impedir o refluxo de sangue no coração dos
mamíferos, chama-se:
a) bicúspide
b) aórtica
c) mitral
d) pulmonar
e) tricúspide
55. O fato de que os neurônios não se reproduzem pode ser
generalizado para outras células, explicando-se corretamente,
neste caso, porque:
a) as células eucarióticas não se reproduzem;
b) quanto mais diferenciada for uma célula, menor será sua
capacidade reprodutiva;
c) somente as células gâmicas são capazes de reprodução;
d) as células lábeis são dotadas de alta capacidade de
reprodução;
e) células alongadas nunca se reproduzem.
Prof.: Emir
56. Sobre a evolução dos anfíbios, assinale o correto.
a) Estes animais foram os primeiros vertebrados a
sobreviver em ambiente terrestre e, para tanto,
desenvolveram uma pele áspera e rígida, capaz de
suportar a dessecação imposta pelo meio terrestre.
b) A presença de uma língua musculosa, rápida, pegajosa e
protrátil, possibilitou a captura de presas, facilitando a
sobrevivência desses animais no ambiente terrestre.
c) Os anfíbios são animais bem adaptados ao ambiente
terrestre, uma vez que produzem ovos com casca,
resistentes à dessecação.
d) Embora sejam animais adaptados ao ambiente terrestre,
os anfíbios não possuem pálpebras, essenciais à
proteção ocular, e, somente por isso, precisam estar
sempre próximos de ambientes aquáticos para realizar a
lubrificação dos olhos.
57. É comum vermos aves de ambientes aquáticos como patos,
marrecões, marrecos, biguás e cisnes ficarem algum tempo
pressionando com o bico a região caudal do uropígio. Assim,
com a extremidade do bico extraem e distribuem sobre as
penas uma substância oleosa produzida por um par de
glândulas denominadas uropigianas. A secreção proveniente
dessas glândulas exerce diversas funções no mecanismo de
vida das aves.
Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto
afirmar que são funções dos óleos produzidos pelas glândulas
uropigianas
a) impermeabilizar as penas, dificultar o acesso de
ectoparasitos e propiciar melhor deslocamento durante o
vôo.
b) evitar o encharcamento das penas, aumentar a perda de
calor quando em atividade de vôo e facilitar a
transpiração.
c) estabelecer maior união entre as penas evitando a
passagem de ar, facilitar a flutuação durante o nado e
impedir a penetração de ectoparasitos.
d) fornecer flexibilidade e impermeabilidade às penas, por
armazenar ar entre elas e diminuir o peso corpóreo.
e) facilitar a flutuação, impermeabilizar as penas e diminuir
as perdas de calor corpóreo.
58. Certas lagoas temporárias da caatinga são formadas nos
períodos das chuvas. Nelas há os "peixes das nuvens", nome
dado porque seus ovos, resistentes à seca, eclodem no
período das chuvas. Esses peixes anuais são pequenos e
estão ajustados às alterações ambientais entre os períodos
seco, quando morrem, e chuvoso.
A hipótese científica plausível para explicar a presença dos
peixes nas lagoas é: eles têm
a) a aquisição dos pulmões como adaptação para vencer o
período da seca.
b) um ciclo vital curto e adquiriram características para viver
nas lagoas.
c) o lodo como alimento e um ciclo vital longo.
d) as aves como meio de transporte, pois se escondem em
suas penas, onde podem fazer respiração branquial.
e) um ciclo vital muito curto e foram selecionados nestas
lagoas.
59. Os vertebrados aquáticos podem ser divididos em três
grupos, que apresentam particularidades biológicas. As
informações a seguir referem-se a características de cada um
desses grupos.
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
12
SIMULADO GERAL II
I. Esqueleto ósseo; brânquias protegidas por opérculos;
fecundação geralmente externa e desenvolvimento com
fase larvar.
II. Corpo alongado, cilíndrico, desprovido de escamas; pele
recoberta por muco; boca que funciona como uma
ventosa.
III. Esqueleto cartilaginoso; presença de espiráculos;
fecundação interna e desenvolvimento sem fase larvar.
Escolha a alternativa que apresenta exemplos de animais
com as características das afirmativas I, II e III,
RESPECTIVAMENTE.
a) Tubarão, Bagre e Lampréia.
b) Sardinha, Raia e Lampréia.
c) Atum, Lambari e Raia.
d) Raia, Lampréia e Lambari.
e) Bacalhau, Lampréia e Tubarão.
60. Os Primeiros Socorros protegem a vítima contra maiores
danos, até a chegada de um profissional de saúde
especializado. No caso de picadas de cobras peçonhentas,
devemos socorrer a vítima até 30 minutos após a mordida,
com as seguintes medidas:
a) manter a vítima em repouso, fazer a assepsia e aplicar
compressas frias ou gelo.
b) manter a vítima em movimento, fazer garroteamento e
oferecer um pouco de álcool.
c) manter a vítima em movimento, fazer a assepsia e
oferecer um pouco de querosene.
d) manter a vítima em repouso, fornecer um pouco de álcool
e aplicar a respiração de socorro.
e) manter a vítima em pé, fazer garroteamento e cortar a
pele para extrair sangue.
Prof.: Daniel Martins
61. (UFPI-PSIU) “A mídia, ao simular o cotidiano brasileiro –
principalmente através das radionovelas e, pouco depois, com
as telenovelas – promoverá um crescente apagamento da
diferença entre real e imaginário, instaurando aquela que é a
marca distintiva da __________: entre as pessoas e os
objetos estão os meios tecnológicos de comunicação, os
quais hiper-realizam o mundo, apreendendo-o num
espetáculo. As pessoas no Brasil, a partir da __________, se
sentirão submetidas a um bombardeio de informações
parcelares e aleatórias – viagens espaciais, pílulas
anticoncepcionais, transplantes, etc. –, o que contribuirá para
uma desreferencialização do real e, bem como, para a
geração de uma crise no âmbito das identidades culturais,
uma vez que o real referente se complexifica, também os
sujeitos se dessubstancializam”. (CASTELO BRANCO, Edwar
de A. Todos os dias de paupéria: Torquato Neto e a invenção
da tropicália. São Paulo: Annablume, 2005. p. 95).
Os espaços em branco, no texto acima, poderiam ser,
respectivamente, preenchidos com uma das seguintes
alternativas:
a) Pós-Modernidade e década de sessenta.
b) Modernidade e Semana de 22.
c) Modernização e década de vinte.
d) Era Vargas e década de trinta.
e) República Velha e década de quarenta.
62. (UFPI-PSIU) Com relação ao segundo governo de Getúlio
Vargas (1951-1954), é correto afirmar que:
a) equipou regularmente as Forças Armadas e transformou
o Exército Brasileiro na maior potência bélica da América
Latina.
b) reuniu entre os apoiadores de seu governo nacionalista a
União Democrática Nacional (UDN) e o Partido
Trabalhista Brasileiro (PTB).
c) ampliou a industrialização com investimentos na
Companhia Siderúrgica Nacional e nacionalizou a
exploração do petróleo com a criação da PETROBRÁS.
d) expressou, através de sua política externa, apoio
incondicional aos Estados Unidos, por ser um governo
defensor do projeto liberal e contrário ao nacionalismo.
e) caracterizou-se por adotar uma política econômica
recessiva para os trabalhadores, pois congelou o salário
mínimo e impediu os investimentos na previdência social.
63. (UFPI-PSIU-2006) Sobre as eleições presidenciais de 1989,
no Brasil, é correto afirmar que:
a) o candidato Mário Covas (PSDB) recebeu apoio da
Central Única dos Trabalhadores (CUT), no segundo
turno da eleição.
b) o candidato Fernando Collor de Mello (PRN) ganhou a
eleição, ao vencer, no segundo turno, o candidato Leonel
Brizola (PDT).
c) o candidato Luís Inácio Lula da Silva (PT) disputou com o
candidato Fernando Collor de Mello (PRN) o segundo
turno da eleição.
d) o candidato Paulo Maluf (PDS) e o candidato Aureliano
Chaves (PFL) apoiaram, no primeiro turno, o candidato
Leonel Brizola (PDT).
e) o candidato Ulysses Guimarães (PMDB) renunciou, no
primeiro turno da eleição, para manifestar apoio ao
candidato Luís Inácio Lula da Silva (PT).
64. A partir do governo Sarney, foram adotados vários planos
econômicos que tentaram controlar o aumento desenfreado
da inflação brasileira. Alguns desses planos apresentavam
características heterodoxas tais como congelamento de
preços, confisco da poupança, tentativa de regulação do
mercado através de medidas provisórias do Executivo.
A alternativa que apresenta o plano econômico adotado no
Brasil, pós 1985, de características heterodoxas é
a) Plano Cruzado.
b) Plano de Ação Econômica (PAEG).
c) Plano de Metas.
d) Plano SALTE.
e) Plano Verão.
65. "Nesses 25 anos, acompanhei com entusiasmo cada fase da
vida política nacional. Depositei fé no país em momentos
como as Diretas Já, em 1984. Vibrei com a eleição, mesmo
indireta, de Tancredo Neves e chorei com sua morte. No
Plano Cruzado, fui fiscal do Sarney e fiquei nas filas do leite e
da carne. Meu maior momento de descrença e pessimismo foi
o confisco da poupança, promovido pelo assaltante que se
instalou no Planalto. No ano passado fui para as ruas pedir
sua saída."
Sobre o período relatado no texto (1968-1993) é correto
afirmar que
a) a campanha das Diretas Já foi desencadeada após a
morte de Tancredo Neves como reação à posse de José
Sarney.
b) a Emenda Dante de Oliveira foi votada e rejeitada pelo
Congresso em Brasília, com a capital sob estado
decretado de emergência.
c) o confisco da poupança como parte do plano de
estabilização da moeda pelo governo Collor foi a causa
imediata do movimento pelo seu impeachment.
d) o voto direto para Presidente da República, retirado do
cidadão brasileiro pelo Estado Novo, só lhe foi restituído
pela Constituição de 1988.
e) o período da Ditadura Militar, tal como o da Ditadura
Vargas, foi resultante de um golpe de Estado articulado
pelo imperialismo norte-americano.
66. A Constituição de 1988 reflete, dentro do processo de
modernização do Brasil, conflitos sociais ainda fortes, bem
como o nível de organização dos grupos sociais.
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
13
SIMULADO GERAL II
Quanto a essa Constituição é correto dizer que
a) avançou em relação aos direitos civis e às questões
sociais, como a reforma agrária nas pequenas e médias
propriedades improdutivas.
b) manteve os privilégios de uma minoria que defende a
reforma agrária em etapas; mas avançou na defesa dos
monopólios dos setores estratégicos.
c) avançou em relação às questões econômicas e sociais,
como a reforma agrária; mas restringiu direitos civis,
como o aborto para menores de 21 anos.
d) avançou em relação à defesa do regime democrático e
aos direitos civis; mas não em questões econômicas e
sociais, como a reforma agrária.
e) manteve os privilégios de uma minoria que defende as
empresas estatais, mas avançou nas questões
econômicas e sociais, como a reforma agrária.
67. Em um de seus discursos, o presidente Juscelino Kubitschek
afirmou: "O puro, o nobre e inteligente nacionalismo não se
confunde com xenofobia. Da mesma maneira que a
independência política de uma nação não significa
animosidade contra os estrangeiros, nem a recusa aos
intercâmbios econômicos ou relações financeiras com os
países mais ricos ou mais favorecidos em valores
econômicos".
(In: CARDOSO, Miriam Limoeiro. "Ideologia do Desenvolvimento".
Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. p. 158.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o período JK,
é correto afirmar:
a) O discurso nacionalista sob a ótica desenvolvimentista de
JK possuía conteúdo semelhante àquele estabelecido na
Era Vargas: ambos minimizaram a importância do capital
externo.
b) A ideologia do "desenvolvimentismo" no período JK
assumiu a entrada de capitais estrangeiros no país como
um recurso legítimo que expressava o verdadeiro
patriotismo.
c) O "desenvolvimentismo" do período JK objetivou a
consolidação da vocação agrícola da economia
brasileira, promovendo a "Marcha para Oeste", política
que alavancou a agricultura de exportação.
d) Para a indústria brasileira, que passava por uma fase de
retração, o "desenvolvimentismo" de JK foi pernicioso,
pois propunha um nacionalismo xenófobo.
e) O "Plano de Metas", programa de governo do então
candidato JK, colocado em prática logo após sua eleição,
visava primordialmente ao desenvolvimento da
agricultura de exportação, instituindo, para esse fim, o
"confisco cambial".
68. De Juscelino Kubitschek, como presidente, em mensagem ao
Congresso Nacional (15.03.1956):
... dificilmente se consolidará a revolução industrial, sem uma
sólida base agrícola e sem um mercado interno em
expansão...; e, como ex-presidente, no jornal Correio da
Manhã (21.04.1963):
Todo país que fez a Reforma Agrária despreparado
industrialmente fracassou (...) Estamos preparados para pôr
em prática um programa de tal natureza, pois já existe no
Brasil uma indústria de base...
As duas citações permitem sustentar que Kubitschek
a) sugere, numa espécie de autocrítica, que sua política de
industrialização poderia ter sido realizada em
combinação com a reforma agrária.
b) reconhece ter falhado na implementação da reforma
agrária, ao contrário do que ocorreu com a
industrialização.
c) passa a defender, depois de ter deixado o poder, a
necessidade da reforma agrária, para poder se justificar
perante a história.
d) critica, depois de ter deixado o poder, os políticos que
continuam defendendo a tese da prioridade da reforma
agrária sobre a industrialização.
e) inverte sua argumentação sobre a prioridade de uma
com relação à outra, por ter acelerado a industrialização,
deixando de lado a reforma agrária.
69. Ao chegar à Oban, fui conduzido à sala de interrogatórios. A
equipe do capitão Maurício passou a acarear-me com duas
pessoas. O assunto era o congresso da UNE em Ibiúna, em
outubro de 1968. Queriam que eu esclarecesse fatos
ocorridos naquela época. Apesar de declarar nada saber,
insistiam para que eu "confessasse". Pouco depois levaram-
me para o pau-de-arara. Dependurado, nu, com mãos e pés
amarrados, recebi choques elétricos, de pilha seca, nos
tendões dos pés e na cabeça. Eram seis os torturadores,
comandados pelo capitão Maurício. Davam-se "telefones"
(tapas nos ouvidos) e berravam impropérios. Isso durou cerca
de uma hora.
Frei Betto. "Batismo de sangue: os dominicanos e a morte de
Carlos Marighella". Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
1983.
O texto acima discorre sobre os procedimentos dos militares e
demais grupos responsáveis pela repressão contra aqueles
que lutavam contra a ditadura instaurada no Brasil em 1964.
Sobre a ação do regime ditatorial, podemos afirmar que
a) a suspensão dos direitos e garantias individuais serviu ao
propósito de debelar a oposição com violência.
b) a tolerância política dos generais-presidentes conteve os
excessos dos simpatizantes da ditadura.
c) a sociedade brasileira estava indiferente às questões da
democracia e da justiça social.
d) os tenentes foram os responsáveis pelo questionamento
da ordem e exigiram medidas modernizadoras.
e) o estabelecimento do Estado Novo garantiu a entrada do
país na etapa da redemocratização política.
70.
A partir da análise da charge acima e dos conhecimentos que
você possui a respeito da política republicana entre 1945 e
1964, em especial durante o segundo governo Vargas (1951-
1954), é correto afirmar que:
I. A oposição da UDN contra Vargas acentuou-se, de forma
dramática, após o atentado da Rua Tonelero, do qual teria
saído ferido o jornalista e deputado Carlos Lacerda,
principal porta-voz das denúncias contra o "mar de lama"
que assolava o Palácio do Catete.
II. Os militares constituíram-se, ao longo do período
compreendido entre 1945 e 1964, em árbitros da vida
política brasileira, tanto que o posicionamento adotado
por vários de seus expoentes possivelmente contribuiu
para que Vargas optasse pelo suicídio em 1954.
III. A presença das setas, apontando em sentidos contrários -
para "golpe" e "ditadura", de um lado, e para "31/1/1956",
data de posse do novo presidente eleito, de outro, -
evidenciava o dilema que perpassou a vida política
brasileira ao longo do período, ou seja, a tensão entre as
soluções golpistas e legalistas.
Assinale:
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
14
SIMULADO GERAL II
a) Se somente a afirmativa II está correta.
b) Se somente a afirmativa III está correta.
c) Se somente as afirmativas I e II estão corretas
d) Se somente as afirmativas I e III estão corretas.
e) Se todas as afirmativas estão corretas.
Prof.: Cláudio Nunes
71. O movimento de rebelião, em meados do século XIX,
reconhecido historicamente como a Balaiada.
a) foi um levante contra o poder central que, como tantos
outros, não teve participação popular, sendo liderado por
membros da burguesia.
b) fez parte do rol dos conflitos liderados pelo governo e
que, no Piauí, exterminou a população nativa.
c) foi um movimento de grande participação popular, de
cunho republicano, ocorrido no Maranhão durante o
Segundo Reinado.
d) contou com grande participação da população piauiense,
inserindo o Piauí no quadro das chamadas rebeliões
contra o poder central no período da Regência.
e) foi um movimento de caráter antiescravista, promovido
por negros escravos de origem Ioruba.
72. Imigrantes suíços, alemães, italianos integraram o sistema de
imigração que ficou conhecido como Sistema de Parceria,
sobre o qual se pode afirmar que:
1) foi instituído inicialmente nas terras da fazenda Ibicaba,
no Oeste paulista, e propiciou convivência entre
trabalhadores livres e trabalhadores escravos.
2) através dele, o imigrante se obrigava a cultivar os
cafezais de forma que a safra trouxesse lucros para si e
para o fazendeiro.
3) iniciado em fins da década de 1840 e já na segunda
metade da década de 1850, dava sinais de declínio,
motivado por insatisfações tanto do imigrante como do
fazendeiro.
4) constituiu-se na associação entre fazendeiros paulistas
com o governo central para custear a vinda de imigrantes
para trabalhar nos cafezais.
5) promoveu a distribuição pelo governo de terras no Oeste
paulista para produção de café por trabalhadores livres.
Estão corretas apenas:
a) 1, 3 e 4.
b) 2, 3 e 5.
c) 1, 2 e 3
d) 1, 4 e 5.
e) 2, 4 e 5
73. Houve mudanças na economia brasileira, no século XIX, que
indicavam crescimento das cidades e sinais de modernização.
A cidade do Rio de Janeiro, capital do Império:
a) tornou-se o centro político e cultural do Brasil, influenciada
por hábitos franceses.
b) teve um surto de industrialização bastante significativo
para a época.
c) comandou o movimento abolicionista, liderado por
intelectuais socialistas.
d) dinamizou seu comércio, embora não tenham sido feitas
reformas urbanas.
e) cresceu com a chegada de imigrantes, mas perdeu sua
importância política.
74. Analise as afirmativas abaixo relacionadas com a Revolução
Praieira de 1848.
1) Não faltaram manifestações populares em apoio ao
Partido da Praia.
2) As idéias dos praieiros eram socialistas, contra o
capitalismo liberal.
3) A praieira foi belicamente frágil.
4) A derrota dos praieiros significou uma vitória para os
grupos mais conservadores.
5) A Revolução Praieira foi favorável ao fim do poder
moderador e ao voto livre para homens livres.
Estão corretas apenas:
a) 1, 3 e 4
b) 2, 3 e 4
c) 2, 4 e 5
d) 1, 3 e 5
e) 1, 4 e 5
75. O Ato Adicional, decretado no período das regências no Brasil
pela Lei nº 16, de 12 de agosto de 1834, estabeleceu
algumas modificações na Constituição de 1824. Acerca
dessas alterações, assinale a alternativa correta.
a) O Conselho de Estado foi reorganizado para que fosse
possível conter os conflitos provinciais.
b) Os presidentes provinciais passaram a ser eleitos e a ter o
poder de aprovar leis e resoluções referentes ao controle
dos impostos.
c) O estabelecimento da Regência Una, ao invés da
Regência Trina, significou a eleição de um único regente,
com mandato até a maioridade de D. Pedro II.
d) As assembléias legislativas provinciais foram criadas para
proporcionar autonomia política e administrativa às
províncias no intuito de atender às demandas locais.
e) A Corte, com sede no Rio de Janeiro, por meio da aliança
entre progressistas e regressistas, continuou
centralizando as ações em defesa da Constituição de
1824.
76. Com relação à imigração europeia durante o século XIX, é
CORRETO afirmar:
a) Foi nesse período que teve início a imigração japonesa
para o Brasil, em especial para São Paulo e Paraná.
Nessas regiões, os japoneses passaram a ser a mão de
obra utilizada na indústria ervateira.
b) A imigração de italianos praticamente resolveu os
problemas de mão de obra na zona cafeeira. O colono
italiano aclimatou-se facilmente e se adaptou sem
dificuldades ao trabalho agrícola no Brasil.
c) O exemplo de maior sucesso no projeto de imigração
europeia para o Brasil foi o sistema de parceria do
senador Nicolau Vergueiro, que instalou, no período de
1847 e 1857, dezenas de famílias de colonos alemães,
suíços, portugueses e belgas, em sua fazenda de Ibicaba,
no município de Limeira.
d) No sistema de parceria, o colono tinha direito à metade do
valor da produção dos lotes que cultivava, devendo pagar
ao fazendeiro as despesas feitas com sua viagem e
instalação. Esse fator permitiu que os colonos
rapidamente pagassem suas dívidas ao fazendeiro e
comprassem pequenas e médias propriedades rurais e se
tornassem, também eles, fazendeiros.
e) Muitos colonos europeus foram assentados em terras
devolutas. Isso significa que tiveram de fazer todo o
trabalho de desmatamento e preparo da terra. Para isso
puderam contar com a ajuda de populações locais, em
especial sertanejos e indígenas, com as quais logo
estabeleceram bons contatos.
77. “O Rio Grande do Sul era um caso especial entre as regiões
brasileiras desde os tempos da Colônia. Por sua posição
geográfica, formação econômica e vínculos sociais, os
gaúchos tinham muitas ligações com o mundo platino, em
especial com o Uruguai. Os chefes de grupos militarizados da
fronteira – os caudilhos -, que eram também criadores de
gado, mantinham extensas relações naquele país. Aí
possuíam terra e se ligavam, pelo casamento, a muitas
famílias da elite.”
FAUSTO, Boris. História Concisa do Brasil.
São Paulo: EDUSP,
2008, p. 91.
COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE
15
SIMULADO GERAL II
Com base no exposto, é CORRETO afirmar em relação à
Revolução Farroupilha:
a) Foi uma guerra civil que levou ao confronto dois grupos
políticos rivais no Rio Grande do Sul: os maragatos e os
farroupilhas. Estes últimos exigiam mudanças profundas
no governo, acusando-o de não atender às necessidades
da província.
b) Os farroupilhas exigiam maior autonomia da província em
relação ao governo central, o que, no decorrer da luta,
resultou na proclamação de uma República Federal na
região Sul do Brasil, que englobava também Santa
Catarina e partes do Paraná.
c) Foi causada essencialmente pelo descontentamento dos
estancieiros gaúchos com os altos impostos que eram
obrigados a pagar e com os baixos preços estabelecidos
pelo governo para a venda de gado, charque, couros e
peles ao restante do país.
d) A Guerra dos Farrapos, que durou dez anos, iniciou-se
em 1893, quando os farroupilhas exigiram a destituição
do novo presidente da província, Antônio Rodrigues
Fernandes Braga. Em setembro daquele ano, as tropas
do chefe farroupilha Bento Gonçalves ocuparam Porto
Alegre e proclamaram a independência do Rio Grande
do Sul.
e) A Guerra dos Farrapos terminou em negociações com o
governo, que acabaram favorecendo os interesses da
burguesia urbana de Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande.
Os estancieiros, que mais se dedicaram ao processo
revolucionário, pouco foram beneficiados.
78. (Mackenzie-SP) A política externa brasileira foi marcada por
constantes conflitos na região do Prata ao longo do século
XIX porque:
a) o Brasil temia a ascensão dos colorados no Uruguai,
partido que fazia constante oposição ao Império
brasileiro.
b) eram pontos fundamentais para o interesse brasileiro na
região a livre navegação e o equilíbrio do poder na bacia
platina.
c) o Império Brasileiro apoiava o caudilho argentino Juan
Manuel Rosas, defensor intransigente dos interesses
federalistas de Corrientes e Entre-Rios.
d) velhas questões de fronteira e apoio aos interesses
ingleses e franceses eram sustentados pelos paraguaios
contra a hegemonia brasileira.
e) o Brasil incentivava a reconstituição do Vice-Reinado do
Prata para manter o equilíbrio político na região.
79. (Mackenzie-SP)
“Na década de 1870, as relações entre o Estado e a Igreja se
tornaram tensas. A união entre trono e o altar, prevista na
Constituição de 1824, representava, em si mesma, fonte
potencial de conflito.”
Boris Fausto.
Identifique a causa fundamental do conflito mencionado pelo
texto acima.
a) O Estado, durante o império, reconhecia a religião
católica como oficial mas não interferia nas questões
eclesiásticas.
b) Na década de 1870, o clero não passou a exigir maior
autonomia frente ao Estado.
c) Em virtude do beneplácito, a proibição do papa do
ingresso de maçons nas irmandades desencadeou um
atrito entre Estado e Igreja, resultando na prisão de dois
bispos pelo governo.
d) Pelo fato de a maçonaria não ter nenhuma expressão na
política interna do império, a proibição papal não trouxe
repercussões.
e) O Estado laico foi implantado logo após o conflito com a
Igreja, para contornar oposição do clero do Imperador.
80. (UFRS) Leia as afirmativas a seguir, referentes à Guerra do
Paraguai (1864-1870).
I. A forte retração demográfica verificada no Paraguai
durante o confronto bélico ocorreu devido às mortes em
combate, às epidemias e à fome.
II. Um dos elementos deflagradores dessa Guerra foi a
intervenção brasileira no Uruguai, que culminou com a
deposição do presidente Atanásio Aguirre.
III. O conflito envolvendo o Paraguai versus a Tríplice
Aliança foi decorrência exclusiva dos interesses
econômicos do imperialismo britânico na América do Sul.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) I, II e III.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

raciocinio_logico_edgarabreu_
raciocinio_logico_edgarabreu_raciocinio_logico_edgarabreu_
raciocinio_logico_edgarabreu_Aline Nantes
 
Prova 47 técnico de segurança do trabalho júnior
Prova 47   técnico de segurança do trabalho júniorProva 47   técnico de segurança do trabalho júnior
Prova 47 técnico de segurança do trabalho júniorMarcelo Vieira
 
Enfermeiro (2 ivin prova
Enfermeiro (2 ivin provaEnfermeiro (2 ivin prova
Enfermeiro (2 ivin provaEdson Carvalho
 
Jogo ambiental
Jogo ambientalJogo ambiental
Jogo ambientalMaaaaaD
 
Prova 08 técnico de administração e controle júnior
Prova 08   técnico de administração e controle júniorProva 08   técnico de administração e controle júnior
Prova 08 técnico de administração e controle júniorenvlopes
 

Mais procurados (8)

T1 17 10_2014_v1
T1 17 10_2014_v1T1 17 10_2014_v1
T1 17 10_2014_v1
 
raciocinio_logico_edgarabreu_
raciocinio_logico_edgarabreu_raciocinio_logico_edgarabreu_
raciocinio_logico_edgarabreu_
 
Prova 47 técnico de segurança do trabalho júnior
Prova 47   técnico de segurança do trabalho júniorProva 47   técnico de segurança do trabalho júnior
Prova 47 técnico de segurança do trabalho júnior
 
Enfermeiro (2 ivin prova
Enfermeiro (2 ivin provaEnfermeiro (2 ivin prova
Enfermeiro (2 ivin prova
 
Jogo ambiental
Jogo ambientalJogo ambiental
Jogo ambiental
 
2012 teoria musical
2012 teoria musical2012 teoria musical
2012 teoria musical
 
Prova 08 técnico de administração e controle júnior
Prova 08   técnico de administração e controle júniorProva 08   técnico de administração e controle júnior
Prova 08 técnico de administração e controle júnior
 
Av concomitante - incêndio
Av   concomitante - incêndioAv   concomitante - incêndio
Av concomitante - incêndio
 

Destaque

Lista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondasLista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondasrodrigoateneu
 
Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...
Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...
Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...Justiniano Fonseca
 
Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)
Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)
Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)Edenilson Morais
 
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º AnoGabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º AnoEdson Marcos Silva
 

Destaque (6)

Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
 
Lista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondasLista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondas
 
Prova de história geral 3 ano setembro
Prova de história  geral   3 ano  setembroProva de história  geral   3 ano  setembro
Prova de história geral 3 ano setembro
 
Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...
Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...
Orientação para os professores acerca da formatação e estruturação da avaliaç...
 
Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)
Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)
Conflitos militares na América do Sul (Século XIX)
 
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º AnoGabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
 

Semelhante a Instruções prova múltipla escolha

Fisica13 vol1[1]
Fisica13 vol1[1]Fisica13 vol1[1]
Fisica13 vol1[1]Paulo Souto
 
Apostila do 2º aulão - Esquadrão do Conhecimento - 2013
Apostila do 2º aulão -  Esquadrão do Conhecimento - 2013Apostila do 2º aulão -  Esquadrão do Conhecimento - 2013
Apostila do 2º aulão - Esquadrão do Conhecimento - 2013Esquadrão Do Conhecimento
 
2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondasEmerson Assis
 
2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondasFabio Lima
 
02 exercicios 2 ano-ondas
02 exercicios 2 ano-ondas02 exercicios 2 ano-ondas
02 exercicios 2 ano-ondasPedro Mateus
 
01 exercicios 2 ano-ondas
01 exercicios 2 ano-ondas01 exercicios 2 ano-ondas
01 exercicios 2 ano-ondasPedro Mateus
 
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iiiMat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iiitrigono_metrico
 
3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...
3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...
3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...Leonardo Menezes
 
Raio x 2016 aula 01 (versão degustação)
Raio x 2016   aula 01 (versão degustação)Raio x 2016   aula 01 (versão degustação)
Raio x 2016 aula 01 (versão degustação)Ivys Urquiza
 
Caderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologias
Caderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologiasCaderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologias
Caderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Lista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acusticaLista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acusticarodrigoateneu
 
Lista ondas ciclo2
Lista ondas ciclo2Lista ondas ciclo2
Lista ondas ciclo2fisicadu
 

Semelhante a Instruções prova múltipla escolha (20)

Fisica13 vol1[1]
Fisica13 vol1[1]Fisica13 vol1[1]
Fisica13 vol1[1]
 
Aula revisao 2º serie
Aula revisao   2º serieAula revisao   2º serie
Aula revisao 2º serie
 
Apostila do 2º aulão - Esquadrão do Conhecimento - 2013
Apostila do 2º aulão -  Esquadrão do Conhecimento - 2013Apostila do 2º aulão -  Esquadrão do Conhecimento - 2013
Apostila do 2º aulão - Esquadrão do Conhecimento - 2013
 
Cap18 ONDAS ELETROMAGNETICAS
Cap18 ONDAS ELETROMAGNETICASCap18 ONDAS ELETROMAGNETICAS
Cap18 ONDAS ELETROMAGNETICAS
 
Lista comite
Lista comiteLista comite
Lista comite
 
2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas
 
2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas
 
2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas
 
2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas2 em exercicios-ondas
2 em exercicios-ondas
 
02 exercicios 2 ano-ondas
02 exercicios 2 ano-ondas02 exercicios 2 ano-ondas
02 exercicios 2 ano-ondas
 
ondulatoria.docx
ondulatoria.docxondulatoria.docx
ondulatoria.docx
 
01 exercicios 2 ano-ondas
01 exercicios 2 ano-ondas01 exercicios 2 ano-ondas
01 exercicios 2 ano-ondas
 
Ondulatória
OndulatóriaOndulatória
Ondulatória
 
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iiiMat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
 
3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...
3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...
3o lista de_exercicio_-_fisica_geral_ii_ondas_2_acustica_efeito_doppler_veloc...
 
Raio x 2016 aula 01 (versão degustação)
Raio x 2016   aula 01 (versão degustação)Raio x 2016   aula 01 (versão degustação)
Raio x 2016 aula 01 (versão degustação)
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Caderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologias
Caderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologiasCaderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologias
Caderno de exercícios de ciências da natureza e suas tecnologias
 
Lista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acusticaLista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acustica
 
Lista ondas ciclo2
Lista ondas ciclo2Lista ondas ciclo2
Lista ondas ciclo2
 

Mais de BriefCase

White Fang Jack London
White Fang  Jack LondonWhite Fang  Jack London
White Fang Jack LondonBriefCase
 
República brasileira
República brasileiraRepública brasileira
República brasileiraBriefCase
 
Nazismo na Alemanha 2010
Nazismo na Alemanha   2010Nazismo na Alemanha   2010
Nazismo na Alemanha 2010BriefCase
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
TotalitarismoBriefCase
 
Resumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoResumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoBriefCase
 
Questão Palestina
Questão PalestinaQuestão Palestina
Questão PalestinaBriefCase
 
Grandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais ExercíciosGrandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais ExercíciosBriefCase
 
Funções quimica organica
Funções quimica organicaFunções quimica organica
Funções quimica organicaBriefCase
 
Enzimas aspectos gerais
Enzimas aspectos geraisEnzimas aspectos gerais
Enzimas aspectos geraisBriefCase
 
Resumão Dom Casmurro
Resumão Dom CasmurroResumão Dom Casmurro
Resumão Dom CasmurroBriefCase
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República OligárquicaBriefCase
 
Egito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaEgito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaBriefCase
 
Baixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesa
Baixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesaBaixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesa
Baixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesaBriefCase
 
As reformas religiosas
As reformas religiosasAs reformas religiosas
As reformas religiosasBriefCase
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade MédiaBriefCase
 
A economia mineradora
A economia mineradoraA economia mineradora
A economia mineradoraBriefCase
 
A Baixa Idade Média
A Baixa Idade MédiaA Baixa Idade Média
A Baixa Idade MédiaBriefCase
 

Mais de BriefCase (20)

Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Biomas
Biomas Biomas
Biomas
 
White Fang Jack London
White Fang  Jack LondonWhite Fang  Jack London
White Fang Jack London
 
República brasileira
República brasileiraRepública brasileira
República brasileira
 
Nazismo na Alemanha 2010
Nazismo na Alemanha   2010Nazismo na Alemanha   2010
Nazismo na Alemanha 2010
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Resumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoResumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema Nervoso
 
Questão Palestina
Questão PalestinaQuestão Palestina
Questão Palestina
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Grandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais ExercíciosGrandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais Exercícios
 
Funções quimica organica
Funções quimica organicaFunções quimica organica
Funções quimica organica
 
Enzimas aspectos gerais
Enzimas aspectos geraisEnzimas aspectos gerais
Enzimas aspectos gerais
 
Resumão Dom Casmurro
Resumão Dom CasmurroResumão Dom Casmurro
Resumão Dom Casmurro
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Egito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaEgito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e Grécia
 
Baixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesa
Baixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesaBaixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesa
Baixa Idade Média, Idade Moderna e Colônia portuguesa
 
As reformas religiosas
As reformas religiosasAs reformas religiosas
As reformas religiosas
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
A economia mineradora
A economia mineradoraA economia mineradora
A economia mineradora
 
A Baixa Idade Média
A Baixa Idade MédiaA Baixa Idade Média
A Baixa Idade Média
 

Último

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 

Último (20)

MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 

Instruções prova múltipla escolha

  • 1. I N S T R U Ç Õ E S • Para a realização desta prova, você receberá um CARTÃO PARA MARCAÇÃO DAS RESPOSTAS e este CADERNO contendo 80 questões (10 Matemática, 20 Geografia, 10 Física, 10 Química, 10 Biologia, 20 História); • Não será permitida a saída da sala antes de decorridos 60 minutos do início da prova, ressalvados os casos de emergência médica; • É proibido o uso de aparelhos de comunicação ou de registro de dados; • Não será permitida qualquer consulta, comunicação ou empréstimo de material entre os candidatos; • Marque as respostas com CANETA ESFEROGRÁFICA DE TINTA AZUL ou PRETA; • Marque apenas uma alternativa em cada questão. Rua Des. Pires de Castro, 149 - Centro/N •••• FONE: 3215-0300 •••• Site: www.colegiocpi.com.br •••• E-mail: escolacpi@gmail.com SÉRIE: 3ª Série • Ens. Médio TURNO: DATA: 17/11/10BIMESTRE: 4º Prof.: Bezerra 01. (PUCSP) Em uma urna há 10 cartões, cada qual marcado com apenas um dos números: 2, 5, 6, 7, 9, 13, 14, 19, 21 e 24. Para compor uma potência, devem ser sorteados sucessivamente e sem reposição dois cartões: no primeiro o número assinalado deverá corresponder à base da potência e no segundo, ao expoente. Assim, a probabilidade de que a potência obtida seja equivalente a um número par é de: a) 45% b) 40% c) 35% d) 30% e) 25% 02. (UFMG) Em uma mesa, estão espalhados 50 pares de cartas. As duas cartas de cada par são iguais e cartas de pares distintos são diferentes. Suponha que duas dessas cartas são retiradas da mesa ao acaso. Então é correto, afirmar que a probabilidade de essas duas cartas serem iguais é: a) 1/100 b) 1/99 c) 1/50 d) 1/49 e) 1/150 03. (PUCSP) Um casal planeja ter 4 filhos; admitindo probabilidades iguais para ambos os sexos, a probabilidade de esse casal ter 2 meninos e 2 meninas, em qualquer ordem, é: a) 3/8 b) 3/4 c) 1/2 d) 1/16 e) 3/16 04. (UFJF-MG) Uma empresa fornece a seus funcionários um cartão de acesso ao seu escritório e um senha, que é um número com 4 algarismos, escolhidos dentre os elementos do conjunto {1, 2, 3, 4}. Não são admitidas senhas em que um mesmo algarismo apareça 3 vezes ou mais. Qual é o número máximo de senhas desse tipo que poderão ser oferecidas pela empresa? a) 204 b) 208 c) 240 d) 252 e) 256 05. (FEI-SP) A soma de todos os coeficientes do desenvolvimento de (14x – 13y)237 é: a) 0 b) 1 c) – 1 d) 331 237 e) 1 973 747 CÁLCULOS
  • 2. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 2 SIMULADO GERAL II 06. (UNIVALI-SC) Desenvolvendo o binômio (x2 – 2)5 , temos (x2 – 2)5 = x10 + mx8 + 40x6 – 80x4 + 80x2 + n, portanto, m + n é: a) + 48 b) 42 c) – 9 d) – 42 e) – 48 07. (UFMT) No desenvolvimento de 11 1       −−−− x x verificamos que o termo independente de x: a) é o 5º b) é o 6º c) é o 7º d) é o 8º e) não existe 08. (CESGRANRIO-RJ) No desenvolvimento de (x + y)n a diferença entre os coeficientes do 3º e 2º termos é igual a 54. Podemos afirmar que o termo médio é o: a) 3º b) 4º c) 5º d) 6º e) 7º 09. (PUC-RS) O termo independente de x no desenvolvimento do binômio 12 2 2       −−−− x x é: a) 232 b) 326 c) 924 d) 1 102 e) 1 214 10. (UFOR-MG) Para que se tenha um dos termos do desenvolvimento de (x + a)11 igual a 1 386x5 , o valor de a deve ser: a) 6 3 b) 3 62 c) 10 d) 3 e) 3 10 Prof.: Franklin 11. A bateria é o coração de uma agremiação e sustenta com vigor a cadência indispensável para o desenvolvimento do desfile de Carnaval. O canto e a dança se apóiam no ritmo da bateria que reúne diversos tipos de instrumentos - surdo, caixa de guerra, repique, chocalho, tamborim, cuíca, agogô, reco-reco, pandeiro e prato - de sons graves e agudos, que dão estrutura ao ritmo. As qualidades fisiológicas do som estão relacionadas com as sensações produzidas em nossos ouvidos. Essas qualidades são: a) a altura, a velocidade e o meio de propagação. b) a intensidade, a altura e o timbre. c) a velocidade, o timbre e a amplitude. d) o timbre, a freqüência e o eco. e) o eco, a velocidade e a intensidade. CÁLCULOS
  • 3. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 3 SIMULADO GERAL II 12. Em recente espetáculo em São Paulo, diversos artistas reclamaram do eco refletido pela arquitetura da sala de concertos que os incomodava e, em tese, atrapalharia o público que apreciava o espetáculo. Considerando a natureza das ondas sonoras e o fato de o espetáculo se dar em um recinto fechado, indique a opção que apresenta uma possível explicação para o acontecido. a) Os materiais usados na construção da sala de espetáculos não são suficientemente absorvedores de ondas sonoras para evitar o eco. b) Os materiais são adequados, mas devido à superposição das ondas sonoras sempre haverá eco. c) Os materiais são adequados, mas as ondas estacionárias formadas na sala não podem ser eliminadas, e assim, não podemos eliminar o eco. d) A reclamação dos artistas é infundada porque não existe eco em ambientes fechados. e) A reclamação dos artistas é infundada porque o que eles ouvem é o retorno do som que eles mesmo produzem e que lhes permite avaliar o que estão tocando. 13. Em alguns filmes de ficção científica a explosão de uma nave espacial é ouvida em outra nave, mesmo estando ambas no vácuo do espaço sideral. Em relação a este fato é correto afirmar que: a) isto não ocorre na realidade, pois não é possível a propagação do som no vácuo. b) isto ocorre na realidade, pois, sendo a nave tripulada, possui seu interior preenchido por gases. c) isto ocorre na realidade, uma vez que o som se propagará junto com a imagem da mesma. d) isto ocorre na realidade, pois as condições de propagação do som no espaço sideral são diferentes daquelas daqui da Terra. e) isto ocorre na realidade e o som será ouvido inclusive com maior nitidez, por não haver meio material no espaço sideral. 14. Os esquemas a seguir são normalmente usados para representar a propagação de ondas na superfície da água em uma cuba de ondas. O esquema que representa a difração de ondas é o CÁLCULOS
  • 4. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 4 SIMULADO GERAL II 15. Uma onda eletromagnética propaga-se no ar com velocidade praticamente igual à da luz no vácuo (c = 3 x 108 m/s), enquanto o som propaga-se no ar com velocidade aproximada de 330 m/s. Deseja-se produzir uma onda audível que se propague no ar com o mesmo comprimento de onda daquelas utilizadas para transmissões de rádio em freqüência modulada (FM) de 100 Mhz (100 x 106 Hz). A freqüência da onda audível deverá ser aproximadamente de: a) 110 Hz b) 1033 Hz c) 11.000 Hz d) 108 Hz e) 9 x 1013 Hz 16. Laboratório de Física Acústica da UnP, em uma aula experimental do Curso de Fonoaudiologia, são apresentadas as seguintes observações com relação aos fenômenos acústicos: I. O eco é um fenômeno causado pela reflexão do som num anteparo. II. O som grave é um som de baixa freqüência. III. Timbre é a qualidade que permite distinguir dois sons de mesma altura e intensidade emitidos por fontes diferentes. São corretas as afirmações: a) apenas a I; b) apenas a I e a II; c) apenas a I e a III; d) I, II e III e) nenhuma 17. Uma onda sonora de freqüência 960 Hz é emitida no ar, onde sua velocidade é de 340 m/s. Quando essa onda passa para a água, onde sua velocidade é de 1450 m/s, o valor do comprimento de onda  será, aproximadamente, a) 0,35 m. b) 0,66 m. c) 1,51 m. d) 1,86 m. e) 2,82 m. 18. A tabela abaixo apresenta as freqüências, em hertz, dos sons fundamentais de notas musicais produzidas por diapasões que vibram no ar, num mesmo ambiente. Dó ré mi fá sol lá si 264 297 330 352 396 440 495 A partir das informações fornecidas, podemos afirmar que: a) o comprimento de onda do som lá é menor do que o do som ré, mas ambos propagasse com a mesma velocidade. b) o som si é mais grave do que o som mi, mas ambos têm o mesmo comprimento de onda. c) o som sol é mais alto do que o som dó e se propagam com maior velocidade. d) o som fá é mais agudo do que o som ré, mas sua velocidade de propagação é menor. e) o som lá tem maior velocidade de propagação do que o som dó, embora seus comprimentos de onda sejam iguais. 19. Não é apenas o CO2 que causa estragos na atmosfera. Entre outros, os clorofluorcarbonos, CFC, são duplamente prejudiciais. Quando atingem a baixa atmosfera, eles contribuem para o efeito estufa e, acima de 15000 m de altitude, destroem a camada de ozônio que protege a Terra dos raios ultravioleta do Sol. (Paraná, Djalma N. do S. Física v. 2. 6. ed., São Paulo: Ática, 1998, p. 121) CÁLCULOS
  • 5. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 5 SIMULADO GERAL II A radiação ultravioleta que atinge a Terra como conseqüência da destruição da camada de ozônio e a radiação infravermelha, aprisionada pela atmosfera terrestre, gerando o efeito estufa, fazem parte do espectro eletromagnético. Tais radiações propagam-se, no vácuo, com: a) velocidades distintas. b) o mesmo comprimento de onda. c) a mesma freqüência da luz visível. d) a mesma velocidade e a mesma freqüência. e) freqüência e comprimento de onda diferentes. 20. As cores de luz exibidas na queima de fogos de artifício dependem de certas substâncias utilizadas na sua fabricação. Sabe-se que a freqüência da luz emitida pela combustão do níquel é 6,0 x 1014 Hz e que a velocidade da luz é 3 x 108 m • s–1 . Com base nesses dados e no espectro visível fornecido pela figura abaixo, assinale a opção correspondente à cor da luz dos fogos de artifício que contêm compostos de níquel. a) vermelha b) violeta c) laranja d) verde e) azul Prof.: Cláudio Carvalho / Prof. Daniel Rufino 21. Segundo projeções da indústria sucroalcooleira, a produção de açúcar e álcool deverá crescer 50% até 2010, tendo em vista as demandas internacionais e o crescimento da tecnologia de fabricação de motores que funcionam com combustíveis flexíveis. Com isso a cultura de cana-de-açúcar está se expandido bem como o uso de adubos e defensivos agrícolas. Aliados a isto, está o problema da devastação das matas ciliares que tem acarretado impactos sobre os recursos hídricos das áreas adjacentes através do processo de lixiviação do solo. Além disso, no Brasil cerca de 80 % da cana de açúcar plantada é cortada a mão, sendo que o corte é precedido da queima da palha da planta. A quantificação de metais nos sedimentos de córregos adjacentes às áreas de cultivo, bem como na atmosfera, é importante para reunir informações a respeito das consequências ambientais do cultivo da cana de açúcar. (UEL 2008) Para extrair o cobre e o zinco do sedimento de córregos adjacentes à área de cultivo de cana-de-açúcar, utiliza-se uma mistura dos ácidos HCl, HNO3 e HF. Dado: Ka(HF) = 6, 80 × 10–4 mol/L a 25 °C Com base nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar: I. As substâncias cloreto de hidrogênio, ácido nítrico e ácido fluorídrico, quando dissolvidas em água, comportam-se como ácidos de Lewis. II. O ácido nítrico, quando dissolvido em água, torna a concentração do íon H+ maior que 1 × 10–7 mol/L a 25 °C. III. Uma solução de HCl de concentração 0, 1 mol/L possui pH maior que 7. IV. Ao adicionar HF em água, a reação de ionização não ocorre totalmente. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas. a) I e II. b) I e III. c) III e IV. d) I, II e IV. e) II, III e IV. CÁLCULOS
  • 6. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 6 SIMULADO GERAL II 22. (FUVEST 2008) Certas quantidades de água comum (H2O) e de água deuterada (D2O) - água que contém átomos de deutério em lugar de átomos de hidrogênio - foram misturadas. Ocorreu a troca de átomos de hidrogênio e de deutério, formando-se moléculas de HDO e estabelecendo-se o equilíbrio (estado I) H2O + D2O Ï 2HDO As quantidades, em mols, de cada composto no estado I estão indicadas pelos patamares, à ESQUERDA, no diagrama. Depois de certo tempo, mantendo-se a temperatura constante, acrescentou-se mais água deuterada, de modo que a quantidade de D2O, no novo estado de equilíbrio (estado II), fosse o triplo daquela antes da adição. As quantidades, em mols, de cada composto envolvido no estado II estão indicadas pelos patamares, à DIREITA, no diagrama. A constante de equilíbrio, nos estados I e II, tem, respectivamente, os valores a) 0,080 e 0,25 b) 4,0 e 4,0 c) 6,6 e 4,0 d) 4,0 e 12 e) 6,6 e 6,6 23. (UECE 2008) Na atmosfera, uma das reações que inicia a produção da chuva ácida, objeto de preocupação de ambientalistas, é 2SO‚(g) + O‚(g) Ï 2SOƒ(g), ÐH < 0 Podemos afirmar, corretamente, que: a) Se as pressões parciais de SO2(g) e SO3(g) forem iguais em um determinado estado de equilíbrio, o valor numérico da pressão parcial de O2(g) é igual ao valor numérico de Kp. b) Diminuindo a temperatura do sistema em equilíbrio, sem alteração de volume, a concentração de SO3(g) aumenta até ser atingido um novo estado de equilíbrio. c) Aumentando a pressão sobre o sistema, sem variação de temperatura, a quantidade de SO3(g) diminui até ser atingido um novo estado de equilíbrio. d) Adicionando-se um catalisador ao sistema em equilíbrio, sem alteração de temperatura, a concentração de SO3(g) diminui até ser atingido um novo estado de equilíbrio. 24. (G1 – CFTCE 2008) O ácido fórmico (HCHO2) é monoprótico fraco. Quando em solução, numa concentração de 0,2 M, ele se encontra 3,2 % ionizado. A constante de ionização do ácido e a concentração molar do íon H+ são, respectivamente: a) Ka = 2,05 × 10–4 e [H+ ] = 6,4 × 10–3 M b) Ka = 6,4 × 10–3 e [H+ ] = 5,0 × 10–5 M c) Ka = 1,8 × 10–5 e [H+ ] =3,2 ×10–3 M d) Ka = 1,8 ×10–5 e [H+ ] = 6,4 ×10–3 M e) Ka = 2,05 × 10–3 e [H+ ] = 6,4 × 10–4 M CÁLCULOS
  • 7. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 7 SIMULADO GERAL II 25. (G1 – CFTSC 2007) O pH do suco de laranja varia, em média, de 3,0 a 4,0. O pH do suco de tomate varia de 4,0 a 4,4. Considerando os extremos dessas faixas de valores de pH que significam maior acidez, pode-se afirmar que a concentração de [H+ ] do suco de laranja, em relação à do suco de tomate é a) igual. b) dez vezes menor. c) dez vezes maior. d) cento e quarenta vezes menor. e) cento e quarenta vezes maior. 26. (G1 – CPS 2008) O hábito de tomar café está ligado a atividades sociais e de interação entre as pessoas. O "cafezinho" é uma bebida capaz de unir pessoas num bate papo, de propiciar momentos de descontração durante o período de trabalho ou de encerrar uma reunião de amigos. Esse consumo tem levado os produtores de café a melhorar o processo e aprimorar o grão, o que resulta em tipos diversos de café, que são classificados, dentre outros critérios, pela acidez, amargor, aroma, defeitos dos grãos, doçura, processo de beneficiamento, torrefação, infusão e filtragem. Considere as afirmações a seguir relacionadas às características citadas. I. A acidez é uma propriedade que está relacionada com o pH, o qual apresenta uma escala que varia de 0 a 14. II. O amargor, o aroma e a doçura são propriedades organolépticas do café que podem ser sentidas pelo consumidor. III. A torrefação e a filtragem são processos para separação de misturas, entre os grãos e a terra e entre o pó e o líquido, respectivamente. IV. O beneficiamento (retirada da casca dos grãos) e a moagem (trituração dos grãos) são processos químicos. É válido o que se afirma em a) I e II, apenas. b) I e III, apenas. c) I, II e III, apenas. d) II, III e IV, apenas. e) I, II, III e IV. 27. (PUC-RIO 2008) O estômago produz suco gástrico constituído de ácido clorídrico, muco, enzimas e sais. O valor de pH no interior do estômago deriva, principalmente, do ácido clorídrico presente. Sendo o ácido clorídrico um ácido forte, a sua ionização é total em meio aquoso, e a concentração de H+ em quantidade de matéria nesse meio será a mesma do ácido de origem. Assim, uma solução aquosa de ácido clorídrico em concentração 0,01 mol L–1 terá pH igual a: a) 2 d) 7 b) 4 e) 9 c) 5 28. (PUCRS 2008) A água da chuva em uma região poluída tem pH igual a 3,0. O volume, em litros, de uma solução de hidróxido de sódio de concentração 0,01 mol/L necessário para neutralizar completamente 100 mL de água da chuva é a) 0,1 b) 0,01 c) 0,001 d) 0,002 e) 0,003 29. (UFPR 2008) Considere a dissolução de 0,10 mol de cada um dos ácidos relacionados na tabela a seguir, separadamente, em 1,0 litro de água. Ácido Fórmula Ka Acético H3CCOOH 1,8 x 10–5 Fluorídrico HF 7,0 x 10–4 Fórmico HCOOH 1,8 x 10–4 CÁLCULOS
  • 8. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 8 SIMULADO GERAL II De acordo com as informações da tabela e com base nos conhecimentos sobre ácidos fracos e pH, compare os três ácidos entre si e considere as seguintes afirmativas: 1. O ácido acético pode ser considerado o ácido mais forte, pois apresenta o menor valor de Ka. 2. O ácido fluorídrico é um ácido inorgânico, que possui o maior valor de Ka; portanto, é o ácido mais forte. 3. A solução de ácido fórmico exibirá o menor valor de pH. 4. A solução de ácido acético apresentará o maior valor de pH. Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa 4 é verdadeira. b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras. c) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras. d) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. e) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras. 30. (UNESP 2008) Quando o pH da água da chuva fica abaixo de 5,0 ocorre o fenômeno denominado chuva ácida. Assinale a alternativa na qual a concentração de HNO3 (massa molar = 63 g.mol–1 ), isoladamente, seria suficiente para que se considerasse a chuva como ácida. a) 7.10–2 mg.L–1 . b) 10–3 mM. c) 7.10–3 g.L–1 . d) 7.10–6 % (m/m). e) 2.10–7 M. Prof.: Neto 31. (Fatec) As grandes metrópoles, como São Paulo, apresentam uma grande densificação de construções urbanas de concreto, tijolo, cimento e asfalto que se concentram especialmente na sua área central e tornam-se mais esparsas, de modo geral, na sua periferia. Tal distribuição do equipamento urbano reflete-se na distribuição das temperaturas, que são maiores na parte central e sucessivamente menores em direção à periferia, correspondendo ao fenômeno denominado a) ilha-de-calor. b) efeito-estufa. c) inversão térmica. d) frente fria. e) destruição da camada de ozônio. 32. (Cesgranrio) Produz uma paisagem monótona, quase sempre em extensas chapadas planálticas, sobre solos lateríticos. As árvores e os arbustos são raquíticos e com folhas decíduas, só se adensando quando há um pouco mais de umidade. As estiagens são longas no teoricamente chamado inverno e, por vezes, violentas. Com a seca, chegam as queimadas, e o verde, inclusive das gramíneas, só retorna com as chuvas de verão. Esse texto reflete: a) Caatinga. d) Campinarana. b) Palmeirais. e) Mata dos Cocais c) Estepe. 33. As florestas tropicais úmidas contribuem muito para a manutenção da vida no planeta, por meio do chamado sequestro de carbono atmosférico. Resultados de observações sucessivas, nas ultimas décadas, indicam que a floresta amazônica e capaz de absorver ate 300 milhões de toneladas de carbono por ano. Conclui-se, portanto, que as florestas exercem importante papel no controle a) das chuvas acidas, que decorrem da liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono resultante dos desmatamentos por queimadas. b) das inversões térmicas, causadas pelo acumulo de dióxido de carbono resultante da não dispersão dos poluentes para as regiões mais altas da atmosfera. c) da destruição da camada de ozônio, causada pela liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono contido nos gases do grupo dos clorofluorcarbonos. d) do efeito estufa provocado pelo acumulo de carbono na atmosfera, resultante da queima de combustíveis fosseis, como carvão mineral e petroleo. e) da eutrofizacao das águas, decorrente da dissolução, nos rios, do excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera. 34. O rio Parnaíba é considerado o segundo em ordem de importância no Nordeste quanto à área drenada, à extensão e à perenidade do rio principal. Sua desembocadura forma um dos maiores deltas localizados na América do Sul. Sobre esse tema é correto afirmar que o rio Parnaíba: a) drena somente terras do território piauiense. b) tem a maior parte do seu curso intermitente e um pequeno trecho perene. c) drena parte do território piauiense e parte do território maranhense. d) nasce na Serra da Ibiapaba próximo ao rio Poti. e) nasce na chapada da Tabatinga e drena parte do território cearense. 35. A Conferência das Nações Unidas sobre Mu-danças Climáticas, realizada em 1997, produziu o Protocolo de Kyoto, que estabelece a diminuição das emissões de gases de "efeito estufa", no período de 2008 a 2012 os países industrializados deveriam reduzir em pelo menos 5% em relação aos níveis de 1990. Acerca desse termo é correto afirmar que os Estados Unidos: a) emitem poucos gases de efeito estufa e por isso não assinam o Protocolo de Kyoto. b) são o país que mais emite gases de efeito estufa e não assinam o Protocolo de Kyoto. c) são o país que mais emite gases de efeito estufa e já assinaram o Protocolo de Kyoto. d) emitem poucos gases de efeito estufa e já assinaram em 2002 o Protocolo de Kyoto. e) cessaram a emissão de gases de efeito estufa depois que assinaram o Protocolo de Kyoto. 36. Dentre as características, termos e processos abaixo, assinale a alternativa que contém aqueles que podem ser associados apenas ao geren-ciamento científico-técnico do trabalho conhecido como fordismo. a) Ilhas de produção, banco de horas, just-in-time. b) Círculos de Controle de Qualidade, polifunciona-lidade, Kanban. c) Produção flexível, terceirização, desconcentração espacial. d) Especialização, linha de produção, rigidez. e) Terceirização, polifuncionalidade, ilhas de produ-ção. 37. Considerando as relações homem x natureza no Nordeste brasileiro, assinale a afirmação verdadeira. a) a pecuária extensiva é a atividade praticada no agreste e nas encostas dos relevos serranos. b) a policultura de subsistência é a atividade típica da Zona da Mata e do Sul da Bahia. c) a pecuária bovina intensiva e a caprinocultura são praticadas nos cerrados e nos chapadões do Meio Norte. d) as culturas canavieira e cacaueira se localizam em ambientes úmidos e de solos férteis. e) o extrativismo salineiro é a atividade que predomina nas embocaduras fluviais do Nordeste oriental onde o clima é mais úmido. 38. Sobre as formações vegetais encontradas no Piauí é correto que: a) a floresta equatorial domina a porção ocidental do Estado, apresentando um alto grau de preservação.
  • 9. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 9 SIMULADO GERAL II b) a caatinga é uma formação arbustiva esparsa com presença de cactos que predomina na porção sudoeste do Piauí. c) O cerrado é constituído por uma formação arbustiva- herbácea que predomina na porção sul e sudoeste do estado. d) no Piauí inexiste qualquer tipo de floresta, encontramos apenas formações arbustivas e herbáceas. e) a mata dos cocais é uma floresta de transição constituída predominantemente por pinheiros que dominam a porção leste do Piauí. 39. A maior parte do território piauiense encontra-se sobre terrenos do(a): a) Era Cenozóica. b) Período Quaternário. c) Período carbonífero. d) Paleo-mesozóico. e) Pré-cambriano. 40. O Piauí é um Estado que possui grandes reservas de água subterrânea. Indique, o fator natural que influência diretamente nessa ocorrência. a) O regime pluvial atual. b) A bacia hidrográfica do rio Parnaíba. c) A dinâmica tectônica da região. d) O predomínio da litologia sedimentar. e) A presença de uma vegetação abundante. Prof.: Hands 41. (Fuvest 1993) A área destacada pelo traço forte no mapa a seguir refere-se: a) ao projeto Jari para a produção de celulose em várias fábricas para, através do Porto de São Luís, alcançar os mercados externos. b) ao projeto hidrelétrico de Tucuruí-Balbina como apoio para a criação de um polo industrial em Marabá. c) ao programa grande Carajás (exploração de minérios, agropecuária e madeiras) com corredor de exportação para o porto de São Luís. d) ao programa agropecuário do Bico do Papagaio, que visa à colonização regional em pequenas propriedades. e) ao programa Araguaia-Tocantins para as áreas indígenas na Amazônia. 42. (Udesc 1996) Segundo o IBGE, o Brasil é dividido em cinco microrregiões. Essa divisão foi feita a partir de critérios específicos. Assinale a ÚNlCA alternativa que aponta os critérios adotados. a) O IBGE baseou-se unicamente em critérios físicos e de localização. b) A divisão corresponde exatamente à regionalização do espaço, pois dentro de cada região há áreas que apresentam características físicas, humanas e econômicas semelhantes, que as individualizam. c) Essa divisão está muito ligada à organização político- administrativa do país, que, apesar de deficiente, acaba sendo largamente utilizada. d) A divisão do IBGE levou em consideração apenas os critérios humanos, agrupando populações com traços culturais semelhantes. e) E uma divisão que seguiu a ordem de surgimento dos estados, agrupando-os segundo as datas de suas fundações. 43. (Pucsp 1996) Leia o texto a seguir e assinale a alternativa incorreta sobre o Nordeste semiárido brasileiro: "Existem na América do Sul três grandes áreas semi-áridas - a região Guajira, na Venezuela e Colômbia; a diagonal seca do Cone Sul que envolve muitas nuances de aridez ao longo da Argentina, Chile e Equador; e, por fim, o Nordeste Seco do Brasil. Das velhas e repetitivas noções do ensino médio herdadas um pouco por todos nós restaram observações pontuais e desconexas sobre o universo físico e ecológico do Nordeste Seco." (Aziz Nacib Ab'Saber, "Ciência Hoje", Volume Especial - Eco Brasil, mai. 1992.) a) O semiárido nordestino caracteriza-se por baixos níveis de umidade, escassez de chuvas anuais e irregularidades no ritmo das precipitações ao longo dos anos. b) Um dos fatores marcantes da região é a inexistência de rios perenes e caudalosos. Essa drenagem intermitente inviabiliza projetos de irrigação na área. c) O Nordeste seco possui um revestimento baixo de vegetação, arbustivo-arbóreo e raramente arbóreo, de folhas miúdas e hastes espinhentas, exuberantemente verde nos períodos de chuvas. d) Apesar de predominantemente seco, no semiárido encontram-se algumas áreas de mata úmida, alimentadas por chuvas orográficas. Estas áreas são conhecidas, regionalmente, como "brejos". e) Ao contrário do que se imagina, o Nordeste seco não é o "império" das chapadas. Em 85% do seu território predominam depressões interplanálticas, situadas entre maciços antigos e chapadas localizadas. 44. (Ufmg 1994) Em relação ao Sudeste do Brasil, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO a) Apresenta um pequeno crescimento urbano, quer nas regiões agrícolas, quer nas de predomínio de atividades mercantis ou industriais. b) É a porção do país mais integrada no sistema econômico mundial e a mais dinâmica em termos de relações externas e internas. c) É palco de lutas e reivindicações urbanas em torno de moradia, saúde, transporte, educação e outros bens de consumo coletivo. d) Desenvolve uma atividade agrícola importante e, em grande parte, moderna, associada aos setores secundário e terciário de sua economia. e) Possui uma grande área industrial que, a partir da capital de São Paulo, ultrapassa os limites desse Estado, adentrando por Minas Gerais e Rio de Janeiro. 45. (Ufg 2010) Segundo uma reportagem do jornal O Globo (nov. 2009), entre os meses de agosto de 2008 a julho de 2009 foram desmatados, na Amazônia, 7.008 km2 de floresta, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Apesar de esse número significar uma redução de 45% em relação ao ano anterior, o desmatamento ainda origina diversos prejuízos socioambientais à Floresta Amazônica, causando
  • 10. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 10 SIMULADO GERAL II a) diminuição da fertilidade dos solos, comprometendo a potencialidade agrícola. b) aumento da poluição do ar, provocando chuvas ácidas que impedem o desenvolvimento da agricultura. c) diminuição da fauna, prejudicando as atividades turísticas. d) aumento da erosão eólica, comprometendo o calendário agrícola tradicional das populações. e) diminuição dos níveis fluviais, alterando os usos e as apropriações econômicas dos rios. 46. (Ufg 2010) Leia o texto a seguir. No fundo do vale o lençol freático aflora para formar os rios. Estes têm seus ciclos regulados pelos períodos de cheia e vazante, e pelos espaços representados pelas planícies de inundação. Este termo encerra em si sua função: abrigar as águas do rio quando do seu natural extravasamento nas épocas de cheias. LOPES, Luciana Maria. Tragédia ou descaso. Disponível em: <www.opopular.com.br/anteriores/03out2009/opiniao>. Acesso em: 3 out. 2009. Este texto analisa as recorrentes tragédias na região Sul do Brasil, com desmoronamentos, desabamentos de casas, mortes e centenas de pessoas desabrigadas. A explicação geográfica para essas tragédias pode ser encontrada no seguinte fato: a) desvios dos leitos dos rios que direcionam o fluxo das águas em um mesmo sentido, tornando as enchentes inevitáveis. b) ausência de planejamento do uso do solo causando especulação imobiliária e possibilitando a ocupação de novos espaços sem fiscalização. c) encostas íngremes que impedem a absorção de quantidade volumosa de água vertida em direção aos vales. d) altas precipitações pluviométricas anuais que dificilmente são previstas devido ao uso de equipamentos meteorológicos obsoletos. e) presença de solos profundos porosos que retêm água, provocando desabamentos de construções. 47. (Enem cancelado 2009) Desde o início da colonização, a Amazônia brasileira tem sido alvo de ação sistemática de extração de riquezas, que se configurou em diferentes modos de produção e de organização social e política [...]. Se a Amazônia dos rios foi o padrão que marcou mais de quatro séculos de ocupação europeia, a coisa começa a mudar de figura nas três últimas décadas do século XX. SAYAGO, D.; TOURRAND, J. F.; BURSZTYN, M. (Org.). Amazônia: cenas e cenários. Brasília: UnB, 2004. Entre as transformações ocorridas na Amazônia brasileira, nas três últimas décadas, destaca-se a) a estatização das empresas privadas como garantia do monopólio da exploração dos recursos minerais pelo poder público. b) o interesse geopolítico de controle da fronteira, o que representou maior integração da região com o restante do país, por meio da presença militar. c) a reorganização do espaço agrário em minifúndios, valorizando-se o desenvolvimento da agricultura familiar e o desenvolvimento das cidades. d) a modernização tecnológica do modo de produção agrícola para o aumento da produção da borracha e escoamento da produção pelas estradas. e) a implantação de zona franca nas fronteiras internacionais, a exemplo da Guiana Francesa e Venezuela. 48. (Enem Simulado 2009) Em fevereiro de 1999, o Seminário Internacional sobre Direito Ambiental, ocorrido em Bilbao, na Espanha, propôs, na Declaração de Viscaia, a extensão dos direitos humanos ao meio ambiente, como instrumento de alcance universal. No parágrafo 3º do artigo 1º da referida declaração, fica estabelecido: “O direito ao meio ambiente deverá ser exercido de forma compatível com os demais direitos humanos, entre os quais o direito ao desenvolvimento”. No Brasil, o cumprimento desse direito configura um grande desafio. Na Região Amazônica, por exemplo, tem havido uma coincidência entre as linhas de desmatamento e as novas fronteiras de desenvolvimento do agronegócio, marcadas por focos de injustiça ambiental, com frequentes casos de escravização de trabalhadores, além de conflitos e crimes pela posse de terras, muitas vezes, impunes. Disponível em: <http://www.unicen.com.br/universoverde>. Acesso em: 9 maio 2009. (com adaptações). Promover justiça ambiental, no caso da Região Amazônica brasileira, implica a) fortalecer a ação fiscalizadora do Estado e viabilizar políticas de desenvolvimento sustentável. b) ampliar o mercado informal de trabalho para a população com baixa qualificação profissional. c) incentivar a ocupação das terras pelo Estado brasileiro, em face dos interesses internacionais. d) promover alternativas de desenvolvimento sustentável, em razão da precariedade tecnológica local. e) ampliar a importância do agronegócio nas áreas de conflito pela posse de terras e combater a violência no campo. 49. (Unemat 2010) Por regionalização entende-se a divisão de um espaço ou território em unidades que apresentam características que as individualizam (Terra e Coelho, 2005). A respeito da divisão regional brasileira, proceda a correspondência. I – Natural II – Homogêneas III – Geoeconômicas IV – Quatro Brasis ( ) Nessa divisão, os limites das regiões não coincidem com a dos Estados. Isso significa que um estado, dependendo de suas características, pode ter parte de seu território numa região e parte em outra, como o caso de Mato Grosso. ( ) Essa divisão propõe a regionalização do Brasil em quatro regiões. O critério principal definido nessa nova regionalização foi do meio técnico-científico- informacional, isto é, a informação e as finanças estão irradiadas de maneiras desiguais e distintas pelo território brasileiro. Nela, Mato Grosso apresenta uma agricultura globalizada (moderna, mecanizada e produtiva). ( ) Nesta divisão, uma determinada área geográfica passa a ser caracterizada segundo um ou mais aspectos naturais. Nesta, Mato Grosso juntamente com Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais compunham a região Centro-Oeste. ( ) Define-se pela combinação e predominância de aspectos naturais, sociais e econômicos da região. Apesar de não haver uma delimitação precisa dos elementos físicos e humanos entre uma região e outra, o IBGE utilizou a delimitação político-administrativa. Nesta existem dois níveis hierárquicos básicos: as micro e macrorregiões. Na classificação de macrorregião, o estado de Mato Grosso integra a região Centro-Oeste. Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta. a) III, I, IV, II b) II, I, IV, III c) I, II, III, IV d) IV, III, II, I e) III, IV, I, II
  • 11. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 11 SIMULADO GERAL II O sistema de alerta baseado em satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) detectou 498 Km2 de desmatamentos na Amazônia Legal por corte raso ou degradação progressiva, em agosto de 2009. Desse total, 301 Km2 foram registrados no Pará. A cada quinzena, os dados são enviados ao IBAMA, responsável pela fiscalização das áreas. O sistema indica tanto áreas de corte raso – quando os satélites detectam a completa retirada da floresta nativa – quanto áreas classificadas como degradação progressiva, que revelam o processo de desmatamento na região. Adaptado de: www.inpe.br. 50. (Ufrgs 2010) O texto faz referência a uma região em que predomina o clima a) tropical úmido. b) tropical semiárido. c) tropical semiúmido. d) subtropical úmido. e) equatorial. Prof.: Washington 51. (Fund. CARLOS CHAGAS) A função das válvulas existentes nas veias é: a) retardar o fluxo sangüíneo; b) impedir o refluxo de sangue; c) acelerar os batimentos cardíacos; d) retardar as pulsações; e) reforçar as paredes dos vasos. 52. (FUVEST) A figura abaixo representa vários padrões de coração de vertebrados. Qual seqüência indica a ordem crescente da eficiência circulatória, com relação ao transporte de gases, conferida pelos três corações? a) 1, 2, 3 b) 1, 3, 2 c) 3, 2, 1 d) 2, 1, 3 e) 3, 1, 2 53. Em caso de hemorragia, o sangue, para se coagular, depende da presença de: a) protrombina e fibrinogênio; b) profibrinolisina e heparina; c) heparina e histamina; d) fibrina e linfostenina; e) heparina, fibrina e cálcio. 54. (UFPB) A válvula, localizada no orifício átrio ventricular direito, para impedir o refluxo de sangue no coração dos mamíferos, chama-se: a) bicúspide b) aórtica c) mitral d) pulmonar e) tricúspide 55. O fato de que os neurônios não se reproduzem pode ser generalizado para outras células, explicando-se corretamente, neste caso, porque: a) as células eucarióticas não se reproduzem; b) quanto mais diferenciada for uma célula, menor será sua capacidade reprodutiva; c) somente as células gâmicas são capazes de reprodução; d) as células lábeis são dotadas de alta capacidade de reprodução; e) células alongadas nunca se reproduzem. Prof.: Emir 56. Sobre a evolução dos anfíbios, assinale o correto. a) Estes animais foram os primeiros vertebrados a sobreviver em ambiente terrestre e, para tanto, desenvolveram uma pele áspera e rígida, capaz de suportar a dessecação imposta pelo meio terrestre. b) A presença de uma língua musculosa, rápida, pegajosa e protrátil, possibilitou a captura de presas, facilitando a sobrevivência desses animais no ambiente terrestre. c) Os anfíbios são animais bem adaptados ao ambiente terrestre, uma vez que produzem ovos com casca, resistentes à dessecação. d) Embora sejam animais adaptados ao ambiente terrestre, os anfíbios não possuem pálpebras, essenciais à proteção ocular, e, somente por isso, precisam estar sempre próximos de ambientes aquáticos para realizar a lubrificação dos olhos. 57. É comum vermos aves de ambientes aquáticos como patos, marrecões, marrecos, biguás e cisnes ficarem algum tempo pressionando com o bico a região caudal do uropígio. Assim, com a extremidade do bico extraem e distribuem sobre as penas uma substância oleosa produzida por um par de glândulas denominadas uropigianas. A secreção proveniente dessas glândulas exerce diversas funções no mecanismo de vida das aves. Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar que são funções dos óleos produzidos pelas glândulas uropigianas a) impermeabilizar as penas, dificultar o acesso de ectoparasitos e propiciar melhor deslocamento durante o vôo. b) evitar o encharcamento das penas, aumentar a perda de calor quando em atividade de vôo e facilitar a transpiração. c) estabelecer maior união entre as penas evitando a passagem de ar, facilitar a flutuação durante o nado e impedir a penetração de ectoparasitos. d) fornecer flexibilidade e impermeabilidade às penas, por armazenar ar entre elas e diminuir o peso corpóreo. e) facilitar a flutuação, impermeabilizar as penas e diminuir as perdas de calor corpóreo. 58. Certas lagoas temporárias da caatinga são formadas nos períodos das chuvas. Nelas há os "peixes das nuvens", nome dado porque seus ovos, resistentes à seca, eclodem no período das chuvas. Esses peixes anuais são pequenos e estão ajustados às alterações ambientais entre os períodos seco, quando morrem, e chuvoso. A hipótese científica plausível para explicar a presença dos peixes nas lagoas é: eles têm a) a aquisição dos pulmões como adaptação para vencer o período da seca. b) um ciclo vital curto e adquiriram características para viver nas lagoas. c) o lodo como alimento e um ciclo vital longo. d) as aves como meio de transporte, pois se escondem em suas penas, onde podem fazer respiração branquial. e) um ciclo vital muito curto e foram selecionados nestas lagoas. 59. Os vertebrados aquáticos podem ser divididos em três grupos, que apresentam particularidades biológicas. As informações a seguir referem-se a características de cada um desses grupos.
  • 12. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 12 SIMULADO GERAL II I. Esqueleto ósseo; brânquias protegidas por opérculos; fecundação geralmente externa e desenvolvimento com fase larvar. II. Corpo alongado, cilíndrico, desprovido de escamas; pele recoberta por muco; boca que funciona como uma ventosa. III. Esqueleto cartilaginoso; presença de espiráculos; fecundação interna e desenvolvimento sem fase larvar. Escolha a alternativa que apresenta exemplos de animais com as características das afirmativas I, II e III, RESPECTIVAMENTE. a) Tubarão, Bagre e Lampréia. b) Sardinha, Raia e Lampréia. c) Atum, Lambari e Raia. d) Raia, Lampréia e Lambari. e) Bacalhau, Lampréia e Tubarão. 60. Os Primeiros Socorros protegem a vítima contra maiores danos, até a chegada de um profissional de saúde especializado. No caso de picadas de cobras peçonhentas, devemos socorrer a vítima até 30 minutos após a mordida, com as seguintes medidas: a) manter a vítima em repouso, fazer a assepsia e aplicar compressas frias ou gelo. b) manter a vítima em movimento, fazer garroteamento e oferecer um pouco de álcool. c) manter a vítima em movimento, fazer a assepsia e oferecer um pouco de querosene. d) manter a vítima em repouso, fornecer um pouco de álcool e aplicar a respiração de socorro. e) manter a vítima em pé, fazer garroteamento e cortar a pele para extrair sangue. Prof.: Daniel Martins 61. (UFPI-PSIU) “A mídia, ao simular o cotidiano brasileiro – principalmente através das radionovelas e, pouco depois, com as telenovelas – promoverá um crescente apagamento da diferença entre real e imaginário, instaurando aquela que é a marca distintiva da __________: entre as pessoas e os objetos estão os meios tecnológicos de comunicação, os quais hiper-realizam o mundo, apreendendo-o num espetáculo. As pessoas no Brasil, a partir da __________, se sentirão submetidas a um bombardeio de informações parcelares e aleatórias – viagens espaciais, pílulas anticoncepcionais, transplantes, etc. –, o que contribuirá para uma desreferencialização do real e, bem como, para a geração de uma crise no âmbito das identidades culturais, uma vez que o real referente se complexifica, também os sujeitos se dessubstancializam”. (CASTELO BRANCO, Edwar de A. Todos os dias de paupéria: Torquato Neto e a invenção da tropicália. São Paulo: Annablume, 2005. p. 95). Os espaços em branco, no texto acima, poderiam ser, respectivamente, preenchidos com uma das seguintes alternativas: a) Pós-Modernidade e década de sessenta. b) Modernidade e Semana de 22. c) Modernização e década de vinte. d) Era Vargas e década de trinta. e) República Velha e década de quarenta. 62. (UFPI-PSIU) Com relação ao segundo governo de Getúlio Vargas (1951-1954), é correto afirmar que: a) equipou regularmente as Forças Armadas e transformou o Exército Brasileiro na maior potência bélica da América Latina. b) reuniu entre os apoiadores de seu governo nacionalista a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). c) ampliou a industrialização com investimentos na Companhia Siderúrgica Nacional e nacionalizou a exploração do petróleo com a criação da PETROBRÁS. d) expressou, através de sua política externa, apoio incondicional aos Estados Unidos, por ser um governo defensor do projeto liberal e contrário ao nacionalismo. e) caracterizou-se por adotar uma política econômica recessiva para os trabalhadores, pois congelou o salário mínimo e impediu os investimentos na previdência social. 63. (UFPI-PSIU-2006) Sobre as eleições presidenciais de 1989, no Brasil, é correto afirmar que: a) o candidato Mário Covas (PSDB) recebeu apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no segundo turno da eleição. b) o candidato Fernando Collor de Mello (PRN) ganhou a eleição, ao vencer, no segundo turno, o candidato Leonel Brizola (PDT). c) o candidato Luís Inácio Lula da Silva (PT) disputou com o candidato Fernando Collor de Mello (PRN) o segundo turno da eleição. d) o candidato Paulo Maluf (PDS) e o candidato Aureliano Chaves (PFL) apoiaram, no primeiro turno, o candidato Leonel Brizola (PDT). e) o candidato Ulysses Guimarães (PMDB) renunciou, no primeiro turno da eleição, para manifestar apoio ao candidato Luís Inácio Lula da Silva (PT). 64. A partir do governo Sarney, foram adotados vários planos econômicos que tentaram controlar o aumento desenfreado da inflação brasileira. Alguns desses planos apresentavam características heterodoxas tais como congelamento de preços, confisco da poupança, tentativa de regulação do mercado através de medidas provisórias do Executivo. A alternativa que apresenta o plano econômico adotado no Brasil, pós 1985, de características heterodoxas é a) Plano Cruzado. b) Plano de Ação Econômica (PAEG). c) Plano de Metas. d) Plano SALTE. e) Plano Verão. 65. "Nesses 25 anos, acompanhei com entusiasmo cada fase da vida política nacional. Depositei fé no país em momentos como as Diretas Já, em 1984. Vibrei com a eleição, mesmo indireta, de Tancredo Neves e chorei com sua morte. No Plano Cruzado, fui fiscal do Sarney e fiquei nas filas do leite e da carne. Meu maior momento de descrença e pessimismo foi o confisco da poupança, promovido pelo assaltante que se instalou no Planalto. No ano passado fui para as ruas pedir sua saída." Sobre o período relatado no texto (1968-1993) é correto afirmar que a) a campanha das Diretas Já foi desencadeada após a morte de Tancredo Neves como reação à posse de José Sarney. b) a Emenda Dante de Oliveira foi votada e rejeitada pelo Congresso em Brasília, com a capital sob estado decretado de emergência. c) o confisco da poupança como parte do plano de estabilização da moeda pelo governo Collor foi a causa imediata do movimento pelo seu impeachment. d) o voto direto para Presidente da República, retirado do cidadão brasileiro pelo Estado Novo, só lhe foi restituído pela Constituição de 1988. e) o período da Ditadura Militar, tal como o da Ditadura Vargas, foi resultante de um golpe de Estado articulado pelo imperialismo norte-americano. 66. A Constituição de 1988 reflete, dentro do processo de modernização do Brasil, conflitos sociais ainda fortes, bem como o nível de organização dos grupos sociais.
  • 13. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 13 SIMULADO GERAL II Quanto a essa Constituição é correto dizer que a) avançou em relação aos direitos civis e às questões sociais, como a reforma agrária nas pequenas e médias propriedades improdutivas. b) manteve os privilégios de uma minoria que defende a reforma agrária em etapas; mas avançou na defesa dos monopólios dos setores estratégicos. c) avançou em relação às questões econômicas e sociais, como a reforma agrária; mas restringiu direitos civis, como o aborto para menores de 21 anos. d) avançou em relação à defesa do regime democrático e aos direitos civis; mas não em questões econômicas e sociais, como a reforma agrária. e) manteve os privilégios de uma minoria que defende as empresas estatais, mas avançou nas questões econômicas e sociais, como a reforma agrária. 67. Em um de seus discursos, o presidente Juscelino Kubitschek afirmou: "O puro, o nobre e inteligente nacionalismo não se confunde com xenofobia. Da mesma maneira que a independência política de uma nação não significa animosidade contra os estrangeiros, nem a recusa aos intercâmbios econômicos ou relações financeiras com os países mais ricos ou mais favorecidos em valores econômicos". (In: CARDOSO, Miriam Limoeiro. "Ideologia do Desenvolvimento". Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. p. 158.) Com base no texto e nos conhecimentos sobre o período JK, é correto afirmar: a) O discurso nacionalista sob a ótica desenvolvimentista de JK possuía conteúdo semelhante àquele estabelecido na Era Vargas: ambos minimizaram a importância do capital externo. b) A ideologia do "desenvolvimentismo" no período JK assumiu a entrada de capitais estrangeiros no país como um recurso legítimo que expressava o verdadeiro patriotismo. c) O "desenvolvimentismo" do período JK objetivou a consolidação da vocação agrícola da economia brasileira, promovendo a "Marcha para Oeste", política que alavancou a agricultura de exportação. d) Para a indústria brasileira, que passava por uma fase de retração, o "desenvolvimentismo" de JK foi pernicioso, pois propunha um nacionalismo xenófobo. e) O "Plano de Metas", programa de governo do então candidato JK, colocado em prática logo após sua eleição, visava primordialmente ao desenvolvimento da agricultura de exportação, instituindo, para esse fim, o "confisco cambial". 68. De Juscelino Kubitschek, como presidente, em mensagem ao Congresso Nacional (15.03.1956): ... dificilmente se consolidará a revolução industrial, sem uma sólida base agrícola e sem um mercado interno em expansão...; e, como ex-presidente, no jornal Correio da Manhã (21.04.1963): Todo país que fez a Reforma Agrária despreparado industrialmente fracassou (...) Estamos preparados para pôr em prática um programa de tal natureza, pois já existe no Brasil uma indústria de base... As duas citações permitem sustentar que Kubitschek a) sugere, numa espécie de autocrítica, que sua política de industrialização poderia ter sido realizada em combinação com a reforma agrária. b) reconhece ter falhado na implementação da reforma agrária, ao contrário do que ocorreu com a industrialização. c) passa a defender, depois de ter deixado o poder, a necessidade da reforma agrária, para poder se justificar perante a história. d) critica, depois de ter deixado o poder, os políticos que continuam defendendo a tese da prioridade da reforma agrária sobre a industrialização. e) inverte sua argumentação sobre a prioridade de uma com relação à outra, por ter acelerado a industrialização, deixando de lado a reforma agrária. 69. Ao chegar à Oban, fui conduzido à sala de interrogatórios. A equipe do capitão Maurício passou a acarear-me com duas pessoas. O assunto era o congresso da UNE em Ibiúna, em outubro de 1968. Queriam que eu esclarecesse fatos ocorridos naquela época. Apesar de declarar nada saber, insistiam para que eu "confessasse". Pouco depois levaram- me para o pau-de-arara. Dependurado, nu, com mãos e pés amarrados, recebi choques elétricos, de pilha seca, nos tendões dos pés e na cabeça. Eram seis os torturadores, comandados pelo capitão Maurício. Davam-se "telefones" (tapas nos ouvidos) e berravam impropérios. Isso durou cerca de uma hora. Frei Betto. "Batismo de sangue: os dominicanos e a morte de Carlos Marighella". Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1983. O texto acima discorre sobre os procedimentos dos militares e demais grupos responsáveis pela repressão contra aqueles que lutavam contra a ditadura instaurada no Brasil em 1964. Sobre a ação do regime ditatorial, podemos afirmar que a) a suspensão dos direitos e garantias individuais serviu ao propósito de debelar a oposição com violência. b) a tolerância política dos generais-presidentes conteve os excessos dos simpatizantes da ditadura. c) a sociedade brasileira estava indiferente às questões da democracia e da justiça social. d) os tenentes foram os responsáveis pelo questionamento da ordem e exigiram medidas modernizadoras. e) o estabelecimento do Estado Novo garantiu a entrada do país na etapa da redemocratização política. 70. A partir da análise da charge acima e dos conhecimentos que você possui a respeito da política republicana entre 1945 e 1964, em especial durante o segundo governo Vargas (1951- 1954), é correto afirmar que: I. A oposição da UDN contra Vargas acentuou-se, de forma dramática, após o atentado da Rua Tonelero, do qual teria saído ferido o jornalista e deputado Carlos Lacerda, principal porta-voz das denúncias contra o "mar de lama" que assolava o Palácio do Catete. II. Os militares constituíram-se, ao longo do período compreendido entre 1945 e 1964, em árbitros da vida política brasileira, tanto que o posicionamento adotado por vários de seus expoentes possivelmente contribuiu para que Vargas optasse pelo suicídio em 1954. III. A presença das setas, apontando em sentidos contrários - para "golpe" e "ditadura", de um lado, e para "31/1/1956", data de posse do novo presidente eleito, de outro, - evidenciava o dilema que perpassou a vida política brasileira ao longo do período, ou seja, a tensão entre as soluções golpistas e legalistas. Assinale:
  • 14. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 14 SIMULADO GERAL II a) Se somente a afirmativa II está correta. b) Se somente a afirmativa III está correta. c) Se somente as afirmativas I e II estão corretas d) Se somente as afirmativas I e III estão corretas. e) Se todas as afirmativas estão corretas. Prof.: Cláudio Nunes 71. O movimento de rebelião, em meados do século XIX, reconhecido historicamente como a Balaiada. a) foi um levante contra o poder central que, como tantos outros, não teve participação popular, sendo liderado por membros da burguesia. b) fez parte do rol dos conflitos liderados pelo governo e que, no Piauí, exterminou a população nativa. c) foi um movimento de grande participação popular, de cunho republicano, ocorrido no Maranhão durante o Segundo Reinado. d) contou com grande participação da população piauiense, inserindo o Piauí no quadro das chamadas rebeliões contra o poder central no período da Regência. e) foi um movimento de caráter antiescravista, promovido por negros escravos de origem Ioruba. 72. Imigrantes suíços, alemães, italianos integraram o sistema de imigração que ficou conhecido como Sistema de Parceria, sobre o qual se pode afirmar que: 1) foi instituído inicialmente nas terras da fazenda Ibicaba, no Oeste paulista, e propiciou convivência entre trabalhadores livres e trabalhadores escravos. 2) através dele, o imigrante se obrigava a cultivar os cafezais de forma que a safra trouxesse lucros para si e para o fazendeiro. 3) iniciado em fins da década de 1840 e já na segunda metade da década de 1850, dava sinais de declínio, motivado por insatisfações tanto do imigrante como do fazendeiro. 4) constituiu-se na associação entre fazendeiros paulistas com o governo central para custear a vinda de imigrantes para trabalhar nos cafezais. 5) promoveu a distribuição pelo governo de terras no Oeste paulista para produção de café por trabalhadores livres. Estão corretas apenas: a) 1, 3 e 4. b) 2, 3 e 5. c) 1, 2 e 3 d) 1, 4 e 5. e) 2, 4 e 5 73. Houve mudanças na economia brasileira, no século XIX, que indicavam crescimento das cidades e sinais de modernização. A cidade do Rio de Janeiro, capital do Império: a) tornou-se o centro político e cultural do Brasil, influenciada por hábitos franceses. b) teve um surto de industrialização bastante significativo para a época. c) comandou o movimento abolicionista, liderado por intelectuais socialistas. d) dinamizou seu comércio, embora não tenham sido feitas reformas urbanas. e) cresceu com a chegada de imigrantes, mas perdeu sua importância política. 74. Analise as afirmativas abaixo relacionadas com a Revolução Praieira de 1848. 1) Não faltaram manifestações populares em apoio ao Partido da Praia. 2) As idéias dos praieiros eram socialistas, contra o capitalismo liberal. 3) A praieira foi belicamente frágil. 4) A derrota dos praieiros significou uma vitória para os grupos mais conservadores. 5) A Revolução Praieira foi favorável ao fim do poder moderador e ao voto livre para homens livres. Estão corretas apenas: a) 1, 3 e 4 b) 2, 3 e 4 c) 2, 4 e 5 d) 1, 3 e 5 e) 1, 4 e 5 75. O Ato Adicional, decretado no período das regências no Brasil pela Lei nº 16, de 12 de agosto de 1834, estabeleceu algumas modificações na Constituição de 1824. Acerca dessas alterações, assinale a alternativa correta. a) O Conselho de Estado foi reorganizado para que fosse possível conter os conflitos provinciais. b) Os presidentes provinciais passaram a ser eleitos e a ter o poder de aprovar leis e resoluções referentes ao controle dos impostos. c) O estabelecimento da Regência Una, ao invés da Regência Trina, significou a eleição de um único regente, com mandato até a maioridade de D. Pedro II. d) As assembléias legislativas provinciais foram criadas para proporcionar autonomia política e administrativa às províncias no intuito de atender às demandas locais. e) A Corte, com sede no Rio de Janeiro, por meio da aliança entre progressistas e regressistas, continuou centralizando as ações em defesa da Constituição de 1824. 76. Com relação à imigração europeia durante o século XIX, é CORRETO afirmar: a) Foi nesse período que teve início a imigração japonesa para o Brasil, em especial para São Paulo e Paraná. Nessas regiões, os japoneses passaram a ser a mão de obra utilizada na indústria ervateira. b) A imigração de italianos praticamente resolveu os problemas de mão de obra na zona cafeeira. O colono italiano aclimatou-se facilmente e se adaptou sem dificuldades ao trabalho agrícola no Brasil. c) O exemplo de maior sucesso no projeto de imigração europeia para o Brasil foi o sistema de parceria do senador Nicolau Vergueiro, que instalou, no período de 1847 e 1857, dezenas de famílias de colonos alemães, suíços, portugueses e belgas, em sua fazenda de Ibicaba, no município de Limeira. d) No sistema de parceria, o colono tinha direito à metade do valor da produção dos lotes que cultivava, devendo pagar ao fazendeiro as despesas feitas com sua viagem e instalação. Esse fator permitiu que os colonos rapidamente pagassem suas dívidas ao fazendeiro e comprassem pequenas e médias propriedades rurais e se tornassem, também eles, fazendeiros. e) Muitos colonos europeus foram assentados em terras devolutas. Isso significa que tiveram de fazer todo o trabalho de desmatamento e preparo da terra. Para isso puderam contar com a ajuda de populações locais, em especial sertanejos e indígenas, com as quais logo estabeleceram bons contatos. 77. “O Rio Grande do Sul era um caso especial entre as regiões brasileiras desde os tempos da Colônia. Por sua posição geográfica, formação econômica e vínculos sociais, os gaúchos tinham muitas ligações com o mundo platino, em especial com o Uruguai. Os chefes de grupos militarizados da fronteira – os caudilhos -, que eram também criadores de gado, mantinham extensas relações naquele país. Aí possuíam terra e se ligavam, pelo casamento, a muitas famílias da elite.” FAUSTO, Boris. História Concisa do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2008, p. 91.
  • 15. COLÉGIO CPI 3ª SÉRIE 15 SIMULADO GERAL II Com base no exposto, é CORRETO afirmar em relação à Revolução Farroupilha: a) Foi uma guerra civil que levou ao confronto dois grupos políticos rivais no Rio Grande do Sul: os maragatos e os farroupilhas. Estes últimos exigiam mudanças profundas no governo, acusando-o de não atender às necessidades da província. b) Os farroupilhas exigiam maior autonomia da província em relação ao governo central, o que, no decorrer da luta, resultou na proclamação de uma República Federal na região Sul do Brasil, que englobava também Santa Catarina e partes do Paraná. c) Foi causada essencialmente pelo descontentamento dos estancieiros gaúchos com os altos impostos que eram obrigados a pagar e com os baixos preços estabelecidos pelo governo para a venda de gado, charque, couros e peles ao restante do país. d) A Guerra dos Farrapos, que durou dez anos, iniciou-se em 1893, quando os farroupilhas exigiram a destituição do novo presidente da província, Antônio Rodrigues Fernandes Braga. Em setembro daquele ano, as tropas do chefe farroupilha Bento Gonçalves ocuparam Porto Alegre e proclamaram a independência do Rio Grande do Sul. e) A Guerra dos Farrapos terminou em negociações com o governo, que acabaram favorecendo os interesses da burguesia urbana de Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande. Os estancieiros, que mais se dedicaram ao processo revolucionário, pouco foram beneficiados. 78. (Mackenzie-SP) A política externa brasileira foi marcada por constantes conflitos na região do Prata ao longo do século XIX porque: a) o Brasil temia a ascensão dos colorados no Uruguai, partido que fazia constante oposição ao Império brasileiro. b) eram pontos fundamentais para o interesse brasileiro na região a livre navegação e o equilíbrio do poder na bacia platina. c) o Império Brasileiro apoiava o caudilho argentino Juan Manuel Rosas, defensor intransigente dos interesses federalistas de Corrientes e Entre-Rios. d) velhas questões de fronteira e apoio aos interesses ingleses e franceses eram sustentados pelos paraguaios contra a hegemonia brasileira. e) o Brasil incentivava a reconstituição do Vice-Reinado do Prata para manter o equilíbrio político na região. 79. (Mackenzie-SP) “Na década de 1870, as relações entre o Estado e a Igreja se tornaram tensas. A união entre trono e o altar, prevista na Constituição de 1824, representava, em si mesma, fonte potencial de conflito.” Boris Fausto. Identifique a causa fundamental do conflito mencionado pelo texto acima. a) O Estado, durante o império, reconhecia a religião católica como oficial mas não interferia nas questões eclesiásticas. b) Na década de 1870, o clero não passou a exigir maior autonomia frente ao Estado. c) Em virtude do beneplácito, a proibição do papa do ingresso de maçons nas irmandades desencadeou um atrito entre Estado e Igreja, resultando na prisão de dois bispos pelo governo. d) Pelo fato de a maçonaria não ter nenhuma expressão na política interna do império, a proibição papal não trouxe repercussões. e) O Estado laico foi implantado logo após o conflito com a Igreja, para contornar oposição do clero do Imperador. 80. (UFRS) Leia as afirmativas a seguir, referentes à Guerra do Paraguai (1864-1870). I. A forte retração demográfica verificada no Paraguai durante o confronto bélico ocorreu devido às mortes em combate, às epidemias e à fome. II. Um dos elementos deflagradores dessa Guerra foi a intervenção brasileira no Uruguai, que culminou com a deposição do presidente Atanásio Aguirre. III. O conflito envolvendo o Paraguai versus a Tríplice Aliança foi decorrência exclusiva dos interesses econômicos do imperialismo britânico na América do Sul. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas I e II. e) I, II e III.