doenças

2.477 visualizações

Publicada em

Apostila de biologia sobre doenças que a prof lacy me passou por email eu so to escrevendo pra completar tudo que coisa chata meu deus pra que isso ein me explica pf nunca de pedi nada e essa porra que nao vai

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

doenças

  1. 1. PRINCIPAIS DOENÇAS
  2. 2. DOENÇAS • Distinguir, entre as principais doenças, as infectocontagiosas e parasitárias, as degenerativas, as ocupacionais, as carenciais, as sexualmente transmissíveis (DST) e as provocadas por toxinas ambientais; • Reconhecer, através de análise de dados, as principais doenças que ati ngem a população brasileira, correlacionando-as ao ambiente e a qualidade de vida, indicando suas medidas profiláticas; • Elaborar propostas com vistas à melhoria das condições sociais, diferenciando as de responsabilidade individual das de cunho coletivo, destacando a importância do desenvolvimento de hábitos saudáveis e de segurança, numa perspectiva biológica e social.
  3. 3. CARACTERÍSTICAS DOS REINOS
  4. 4. Parasitismo As populações de diversas espécies vivem a relação de interdependência direta ou indireta. Estas relações podem estar ligadas à alimentação, à reprodução, à proteção, ao território e podem implicar benefício ou prejuízo para os indivíduos associados. Esta associação são chamadas de SIMBIOSES e incluem o parasitismo . Parasitas • Através da Microbiologia- vírus, bactérias, protozoários e fungos – há também muitos vermes e artrópodes parasitas. • Termos relacionados ao parasitismo
  5. 5. • Agentes etiológicos – é o agente causador da doença, o parasita. • Vetor- é o agente transmissor da doença, aquele que faz parte do ciclo e que carrega o parasita de um organismo para o outro. • São exemplos de vetores o Aedes sp. e o barbeiro, entre outros. • Hospedeiro intermediário- é aquele que abriga a fase assexuada/juvenil do parasita. • Hospedeiro definitivo- é aquele que abriga a fase sexuada/adulta do parasita. • Ectoparasita – aquele que se fixa externamente ao corpo do hospedeiro. • Endoparasita – aquele que se aloja em órgãos internos do hospedeiro, como no caso do esquistossomo. • Profilaxia – medidas que previnem o parasitismo. • Contaminação- contato com o parasita
  6. 6. DOENÇAS PARASITÁRIAS As doenças parasitárias humanas, entre outras, aquelas provocadas por vírus, bactérias, protozoários e vermes. A epidemia acontece quando ocorre o aumento súbito de uma doença em uma população, se espalhando. A endemia – ocorre quando uma doença se mantém praticamente constante numa determinada região. (não se espalha) A pandemia acontece quando uma doença atinge mais de um continente, em uma onda epidêmica que pode se prolongar por vários anos. (epidemias em grandes proporções) O surto é um caso particular de epidemia, em quase todos os casos estão relacionados entre si.
  7. 7. DOENÇAS EMERGENTE E RESSURGENTES • Doenças emergentes – doenças que se espalharam recentemente ou doenças que apareceram recentemente(novas) numa área geográfica na qual provocaram problemas de saúde pública realmente alarmantes em local , regional ou global escala como a cólera na América do Sul e a febre amarela no Kênia. • Doenças ressurgentes - as que retornaram com força após muito tempo de controle. Essas doenças podem ser causadas por vírus ou bactérias de casos de parasitose em uma região
  8. 8. DOENÇA EMERGENTE POR VIRUS AIDS e a febre hemorrágica ( causada pelo vírus Ebola)letal para até 90% dos casos sendo capaz de matar uma pessoa em 10 dias, após ferimentos. Em 2002 –pneumonia asiática ou síndrome respiratória aguda grave (SARS) surgiu na Ásia que logo atingiu a América do NORTE e a Europa. Em 2003 – gripe aviária ou gripe do frango, na Ásia , atingindo a Europa pouco depois.Causada pelo vírus H5N1. A gripe espanhola – surgiu no séc. 20 que foi considerada a maior pandemia , matando 50 milhões de pessoas no mundo. Esse vírus surgiu através da recombinação genética do vírus causador da gripe aviária com o da gripe humana. INFLUENZA A –a mais recente causada pelo vírus H1N1: a gripe A ou influenza A , ou gripe suína. O vírus foi identificado em abril de 2009 no México.
  9. 9. Doenças ressurgentes por virus A DENGUE - introdução do Aedes aegypti no país, em 1967, foi considerada erradicada, atualmente é uma das doenças que mais preocupa a saúde humana. Febre amarela – embora seja considerada erradicada desde 1942´- POSSUI REGISTROS DUAS FORMAS DE TRANSMISSÃO DE FEBRE AMAREAL A URBANA PELAS FÊMEAS DO Aedes aegypti, e a silvestre , transmitidas por fêmeas de mosquitos de várias espécies do gênero Haemagogus.
  10. 10. Atividades Desafiadoras Perguntas: 1) Para você, o que é saúde? 2) Você sabia que a saúde é um direito de todos os brasileiros e está previsto na Constituição 1988? 3) O ambiente interfere em nosso bem-estar? E o trabalho, ele pode influenciar em nossa saúde? 4) O que seria mais importante para manter a saúde do organismo? 5) Até que ponto a herança genética é responsável pela nossa saúde? 6) Os hábitos diários podem comprometer o funcionamento do organismo? 7) Os aspectos psicossociais influenciam no processo saúde-doença? 8) A saúde sempre foi tratada da mesma forma nas diferentes épocas da humanidade? 9) A melhoria das condições sanitárias nas cidades e o desenvolvimento de novas tecnologias médicas elevaram a expectativa de vida da população. Mas de que forma isso influenciou no panorama das doenças/agravos? 10) Quais são as doenças mais frequentes no mundo? E nos brasileiros? Há diferenças no perfil de doenças/agravos entre as várias partes do planeta?
  11. 11. DOENÇAS POR VIRUS
  12. 12. DOENÇAS CAUSADAS POR BACTÉRIAS Bactérias oportunistas- são aquelas que só conseguem causar doença quando o sistema de defesa do hospedeiro está debilitado. O tratamento das infecções bacterianas diferente das viroses é feito com antibióticos. A prevenção de muitas doenças causadas por bactérias também pode ser feita pela vacinação.
  13. 13. Características -são unicelulares, como as leveduras, a pluricelulares como os cogumelos. São aclorofilados, heterotróficos, se fixam sobre substratos orgânicos com auxílio de micélio formados por hifas, filamentos que secretam enzimas digestivas e absorvem o material digerido. Nos fungos pluricelulares, algumas hifas se organizam para formar a porção aérea, o corpo de frutificação, encarregando de produzir esporos utilizados na reprodução assexuada. Os fungos possuem parede celular quitinosa e armazenam glicogênio como reserva energética. FUNGOS
  14. 14. Importância – assim como as bactérias, os fungos participam da decomposição da matéria orgânica, medicamentos e alimentos. Diversos fungos são usados na alimentação humana ( trufas, champignons) e na indústria farmacêutica. Alguns produzem substâncias alucinógenas, como a ergotamina do LSD. Diversas doenças em plantas ( ferrugem, carvão, esporão) e em animais como as micoses
  15. 15. Doenças causadas por fungos
  16. 16. PROTOZOÁRIOS São seres unicelulares, encontrados em ambientes aquáticos e no interior de outros organismos. Alguns são binucleados, contendo macronúcleo, que controla o metabolismo celular, e micronúcleo, relacionado com a conjugação, uma formada de reprodução sexuada. Sua classificação, bastante controversa, é baseada no tipo de estrutura locomotora. Muitos são parasitas, causando doenças como disenteria amebiana, doença de Chagas, Leshimaniose, malária e toxoplasmose. Há mutualísticas como protozoários ciliados que habitam no estômago dos ruminantes (bovinos e ovinos) e produzem uma enzima que digere celulose, sendo os produtos da digestão compartilhados com os ruminantes.
  17. 17. PROTOZOÁRIOS Importância- Apesar de minúsculos, os protozoários têm grande importância para os seres humanos e demais animais. Milhões deles são encontrados nos oceanos e mares, onde servem de alimento para animais marinhos. Certos protozoários, como os foraminíferos, são revestidos por conchas pétreas. Quando esses animais morrem, seus corpos se acumulam no fundo dos oceanos e contribuem para a formação das rochas calcárias. Por esse motivo os geólogos que estudam a formação do petróleo analisam os foraminíferos obtidos em perfurações de poços pioneiros, com o objetivo de identificar estratos petrolíferos.
  18. 18. Protozoários
  19. 19. Protozoários
  20. 20. Doenças sexualmente transmissíveis- DSTs • As DSTs representam um sério problema de saúde pública em todo o mundo e sua disseminação continua apesar dos avanços da medicina. • Principais causas: migrações associadas a facilidade proporcionada pelos meios de transportes; • Liberação dos costumes sexuais e falta de informação das DSTs e consumo de drogas. • As DSTs podem ser causadas por: vírus, bactérias, protozoários e fungos.
  21. 21. Doenças sexualmente transmissíveis- DSTs
  22. 22. Doenças sexualmente transmissíveis-DSTs DOENÇAS PARASITA SINTOMAS AIDS HIV Febre, manchas na pele,tosse, etc VIRUS HERPES GENITAL HSV-2- virus herpes simples -2 Bolhas e ulcerações no pênis e na vulva, ínguas, febre. CONDILOMA- verrugas HPV- papiloma virus humano Verrugas genitais simples ou massas irregulares no ânus ou pênis, ou vagina. CITOMEGALOVIROS CMV -citomegalovirus Assintomáticos. Pode causar defeitos congênitos, como surdez e retardo mental
  23. 23. Doenças sexualmente transmissíveis-DSTs DOENÇAS PARASITA SINTOMAS Protozoá rio TRICOMONÍASE Trichomonas vaginalis Mulher- inflamação pélvica, dor abdominal, corrimento. Homem- uretrite, comcoceias FUNGO Candidíase Candida albicans Lesóes no ap. genital e sitema digestporio e corrigemnto vaginal.
  24. 24. Doenças sexualmente transmissíveis-DSTs DOENÇAS PARASITA SINTOMAS Sifilis Treponema pallidum Ulceração dura e pode surgir comprometimento SNC. BACTÉRI AS Gonorreia Neisseria gonorrhoeae Ardência na urina e corrimentos, etc. Clamidiase Chlamydia trachomatis Sintomas ao da gonorreia Cancro mole Haemophhilus Ulcerações dolorosas e ínguas.
  25. 25. Doenças causadas por vermes vermes - através da ingestão de água, alimentos ou carnes contaminadas com os mesmos. Quando acontece essa ingestão de vermes, é necessário fazer tratamento imediato para evitar a disseminação pelo organismo. A contaminação por vermes também pode ser feita através de forma cutânea, ou seja, pela pele. Dentre as doenças causadas por vermes mais famosas estão: Ancilostomose – Também chamada de amarelão; Bicho Geográfico – Verme que faz desenhos por dentro da pele que lembram mapas; Cisticercose – Causada pela Tenia Solium que pode ser ingerida através de carne de porco infectada.
  26. 26. Doenças causadas por vermes
  27. 27. DOENÇAS OCUPACIONAIS Doenças ocupacionais são enfermidades relacionadas diretamente ao desempenho da atividade profissional do indivíduo que, por conta delas, tem, do ponto de vista legal, os mesmos direitos que uma pessoa que passou por um acidente de trabalho. LER/DORT (Lesão por Esforços Repetitivos/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho): seu diagnóstico demanda atenção e cuidado especiais do trabalhador, já que costuma ser confundida com uma simples torção ou mau posicionamento. É causada por movimentos repetitivos ou por posturas inadequadas (anti- ergonômicas).
  28. 28. DOENÇAS OCUPACIONAIS Antracose: a lesão pulmonar. É comum em trabalhadores que têm contato direto com a fumaça do carvão, por inalarem diferentes agentes prejudiciais à saúde. Dermatose ocupacional: trata-se de reações alérgicas cutâneas crônicas, recorrentes em trabalhadores que manuseiam graxa ou óleo mecânico. Câncer de pele: uma doença ocupacional quando estiver relacionado à exposição excessiva ao sol por conta da atividade profissional exercida pelo trabalhador.
  29. 29. DOENÇAS OCUPACIONAIS Catarata: doença comum no Brasil, pode ser considerada ocupacional se a perda do cristalino (lente natural do olho) tiver relação direta com a exposição constante a altas temperaturas por conta do ambiente de trabalho. A catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo. Doenças psicossociais: alguns problemas de ordem emocional, como a depressão, por exemplo, podem estar relacionados a dificuldades encontradas no ambiente de trabalho, como pressão, carga horária excessiva ou até mesmo desentendimento com colegas ou chefes. Neste caso, configuram-se doenças ocupacionais.
  30. 30. USO DE DROGAS TABACO E ÁLCOOL Dependência de nicotina – grupo de transtornos mentais e comportamentais. Consumo de álcool disfunções orgânicas – alterações circulatórias, distúrbios neurológicos, câncer de esôfago, cirrose hepática e pancreatite.
  31. 31. DOENÇAS DEGENERATIVAS Causas- avanço da idade, cancer, disfunções cardiovasculares, disfunção glandulares.
  32. 32. SAÚDE NO MUNDO
  33. 33. SAÚDE NO MUNDO As maiores causas de mortes mundiais - 50 milhões de pessoas morrem anualmente no planeta – número maior que a população inteira do estado de São Paulo. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA ÁÚDE - OMS, saber quantas pessoas morrem a cada ano e a causa destas fatalidades é fundamental para identificar problemas e implementar políticas públicas de saúde eficazes. Campanhas contra o cigarro parecem ser prioridade: segundo um relatório da OMS, publicado em 2011 e baseado em dados de 2008, o cigarro está ligado a três das doenças mais fatais e é responsável pela morte de 1 em cada 10 adultos mundo afora. De que mais as pessoas têm morrido?
  34. 34. SAÚDE NO MUNDO 1. Cardiopatia isquêmica Número de mortes: 7,25 milhões (12,8%) Uma doença, normalmente causada por uma aterosclerose coronariana, em que se verifica isquemia do miocárdio 2-Derrame e outras doenças vasculares cerebrais Número de mortes: 6,15 milhões (10,8%) O derrame – nome popular do acidente vascular cerebral (AVC) ou acidente vascular encefálico (AVE) 3- Doenças inflamatórias do trato respiratório inferior Número de mortes: 3,46 milhões (10,8%) 4- Doenças pulmonares obstrutivas crônicas Número de mortes: 3,28 milhões (6,1%) 5. Diarreia Número de mortes: 2,46 milhões (4,3%) 6- HIV/AIDS Número de mortes: 1,78 milhões (3,1%)
  35. 35. SAÚDE NO MUNDO 7. Câncer de pulmão, traqueia e brônquios Número de mortes: 1,39 milhões (2,4%) 8. Tuberculose Número de mortes: 1,34 milhões (2,4%) 9. Diabetes mellitus Número de mortes: 1,26 milhões (2,2%) 10. Acidentes Os acidentes rodoviários ocupam o décimo lugar no ranking das principais causas de morte no mundo. Anualmente, são registradas cerca de 1,21 milhões de mortes no trânsito, o que representa 2,1% do total de óbitos. Além disso, a cada ano, cerca de 50 milhões de pessoas sofrem acidentes não-fatais nas estradas. Fonte: Organização Mundial da Saúde (7 de dezembro de 2012).
  36. 36. SAÚDE NO MUNDO
  37. 37. SAÚDE NO BRASIL CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988- artigo 196 -direito à saúde no Brasil. ÌNDICE DE SAÚDE NO BRASIL E NO MUNDO Apresentação de alguns dados obtidos do Relatório mundial de saúde de 2008, publicados pela organização Mundial da Sáude (OMS). SANEAMENTO BÁSICO – Conjunto de procedimentos que visam garantir o controle e a prevenção de doenças transmissíveis para garantir a qualidade de vida da população. EX.: abastecimento de água tratada (potável), coletas das águas , tratamento de esgoto, coleta de lixo, limpeza urbana, controle de proliferação de insetos e outros animais transmissores de doenças. Verificação das condições sanitárias de escolas, hospitais e indústrias.
  38. 38. SAÚDE NO BRASIL A SAÚDE E A VIDA MODERNA Saúde Humana- Enfermidades ocupacionais, o uso d e o abuso de drogas, violência, doenças degenerativas ou decorrentes da senilidade e a saúde psíquica. ENFERMIDADES OCUPACIONAIS São patologias adquiridas ou desenvolvidas no exercício diário do trabalho: •Doenças do Estresse – se manifesta por estafa, alta irritabilidade ou crises de choro, indisposição ou apatia pelo trabalho , síndrome do Pañico e depressão. •Lesões por esforços repetitivos (LER) – conhecidos por osteo-musculares relacionados ao trabalho ou lesões por traumas cumulativos (LTC)
  39. 39. SAÚDE NO BRASIL Lesões por agentes físicos e químicos Ruídos, temperaturas altas, pressões extremas, vibrações e radiações. Ex.: queimaduras provocadas pelo frio, surdez (ruído), labirintite , cegueira (radiações).
  40. 40. SAÚDE NO BRASIL Lesões por agentes físicos Ruídos, temperaturas altas, pressões extremas, vibrações e radiações. Ex.: queimaduras provocadas pelo frio, surdez (ruído), labirintite , cegueira (radiações). Lesões por agentes químicos – pele, vias respiratórias, via digestiva. Metais pesados _ mercúrio, chumbo, arsênio e cádmio , benzeno, parafina. EX.: dermatites de contato,moléstias pulmonares(asma, bronquite)
  41. 41. SAÚDE NO BRASIL Lesões por agentes físicos Ruídos, temperaturas altas, pressões extremas, vibrações e radiações. Ex.: queimaduras provocadas pelo frio, surdez (ruído), labirintite , cegueira (radiações). Lesões por agentes químicos – pele, vias respiratórias, via digestiva. Metais pesados _ mercúrio, chumbo, arsênio e cádmio , benzeno, parafina. EX.: dermatites de contato,moléstias pulmonares(asma, bronquite)
  42. 42. USO DE DROGAS

×