Presentazione allan borges pt

344 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
119
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Presentazione allan borges pt

  1. 1. JUVENTUDE NO RIO DE JANEIRODesafios e Legado:Centro de Referência da Juventude – CRJPrograma de Inclusão Social e Oportunidades para Jovens -SEASDH/BID
  2. 2. ANÁLISE A Juventude é a fase marcada por ambivalências, pela convivência contraditória dos elementos de: NEGOCIAÇÃO CHOQUE EMANCIPAÇÃO SUBORDINAÇÃO
  3. 3. DESAFIOS RESTAURAR A ESPERANÇA DA JUVENTUDE EM ROMPER O CICLO RELAÇÃO AO FUTURO DE REPRODUÇÃO DA DESIGUADADE
  4. 4. EXECUÇÃO FOCAL TERRITORIAL UNIVERSAL
  5. 5. O projeto está ancorado, fundamentalmente, em dois eixos: o desenvolvimento científico e tecnológico e o desenvolviemnto da cidadania plena.Objetivos Ampliação de repertórios e desenvolvimento de competências.• Para os jovens de 15 a 18 anos prioritáriamente o aprimoramento de repertórios.Despertar a consciência social e política, a prática cidadã da juventude.
  6. 6. ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS ESPORTE C U LT U R A Esportivas – Estimular a prática Culturais – Estimular o jovem desportiva no tempo livre e dar a produzir cultura e se opotunidade a jovens “medalhistas” reconhecer no território. em potencial. Oportunidades de mudanças na juventude são decisivas: Comportamentos de menor risco Condutas adquiridas
  7. 7. POLÍTICA DE JUVENTUDE 2.0 PROGRAMA DE INCLUSÃO SOCIAL E OPORTUNIDADES PARA JOVENS NO RIO DE JANEIRO
  8. 8. OBJETIVO DO PROGRAMA Contribuir para a inclusão social e produtiva e para a autonomia dos jovens de que vivem em áreas com as Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). Acompanhar a trajetória formativa do jovem Articular demandas e oferta de oportunidades.
  9. 9. PÚBLICO DO PROGRAMAJOVENS DE 15 A 29 ANOS• Todo jovem nessa faixa etária morador das comunidades podem participar do Programa.• Há, entretanto, um grupo de jovens considerado prioritário: • Jovens dos sistemas prisional e socioeducativo e egressos. • Jovens desvinculados ou ainda vinculados às redes do tráfico. • Jovens grávidas e jovens mães. • Jovens que não estudam e não trabalham. • Jovens dependentes químicos.
  10. 10. TERRITÓRIOSComunidades com Unidades de Policia Pacificadora*1- Escondidinho / Prazeres2- Fallet-Fogueteiro / Coroa3- Providência4- Cidade de Deus5- Borel6- Macacos7- Chapéu Mangueira / Babilônia8- Turano9- São Carlos10- Cantagalo / Pavão-Pavãozinho11- Salgueiro12- Batan 1113- Cabritos / Tabajara14- Andaraí15- São João16- Santa Marta17- Formiga18- Complexo do Alemão19- Complexo da Penha20 – Mangueira* O mapa será atualizado parainclusão das novas áreaspacificadas
  11. 11. INVESTIMENTO INCLUSÃO SOCIAL E OPORTUNIDADES PARA JOVENS NO RIO DE JANEIRO US$ 84,50 MILHÕES (BID: US$ 60 MI / GOVERNO DO ESTADO: US$ 24,50 MI)Componente 1 Componente 2 Componente 3 Componente 4Sistema de Atenção Sistema de Expansão Integral ao Jovem Monitoramento e Administração do e Aprimoramento da Avaliação Projeto Oferta US$ 38,37 mi US$ 2,60 mi US$ 4,78 mi US$ 36,25 mi
  12. 12. Acompanhar a trajetória do jovem: ▫ Sistema especializado no jovem de atenção, orientação, apoio para construção de um plano individual do jovem e um contrato de autonomia. ▫ Substituição de trajetórias de risco para aqueles que interromperam o vínculo devido à sua relação com situações de tráfico, violência, reestruturando suas trajetórias de inclusãoArticular demandas e oferta de oportunidades - Parcerias comoutras secretarias de Estado e iniciativa privada. ▫ Articular informações com as Ofertas de Serviços Públicos destinados a jovens, em função da sua demanda. ▫ Articular oferta e oportunidades de Parceiros Não Governamentais; ▫ Adequação da oferta à demanda e necessidades dos jovens;
  13. 13. SISTEMA DE ATENÇÃO INTEGRAL AO JOVEMAs atividades de acompanhamento do jovem pretendem:  Motivar o interesse dos jovens a participar e permanecer nos programas e serviços com os quais se conecta.  Facilitar o encontro entre a oferta de vários serviços com a demanda dos jovens.  Identificar os jovens que se encontram em situação de maior vulnerabilidade e/ ou requerem apoio para melhorar suas condições de vida. Serão desenvolvidas por um conjunto de profissionais preparados para oferecer orientação social, apoio psicológico, ou assumir um processo de acompanhamento mais sistemático e prolongado, que deve aplicar uma metodologia diferente de trabalho
  14. 14. EXPANSÃO E MELHORIA DA OFERTA PARA JOVENSReformulação, adequação ou criação deprogramas, ofertados por provedores estaduais oumunicipais, com padrões de qualidade e esquemaságeis de execução
  15. 15. EXPANSÃO E MELHORIA DA OFERTA PARA JOVENS Fortalecimento da Oferta Sistema educacional Sistema de inserção Saúde juvenil laboral Oportunidades de Oportunidades de Fortalecimento das Cultura Esporte e Lazer oportunidades em Ciência e TecnologiaApoio a jovens egressos Equipamentos para Reinserção Social do sistema prisional Juventude
  16. 16. ALUNOS DO CRJ EM VISITA A CAIXA CULTURAL
  17. 17. CAMPEONATOS
  18. 18. INTERVENÇÃO ARTISTICA E CULTURAL
  19. 19. INTERVENÇÃO ARTISTICA E CULTURAL
  20. 20. PRESIDENTE OBAMA VISITA CRJ DA CIDADE DE DEUS
  21. 21. PARCERIA CRJ E ROCK IN RIO
  22. 22. AÇÃO SOCIAL E O CRJ
  23. 23. MODELO DOS NOVOS CRJs
  24. 24. CONTATOSAllan Borges – Superintendente de Juventude - SEASDHTel: (21) 2332-7175/ 8111-2938allanborgesrj@yahoo.com.brFacebook.com/allanborgesrjTwitter.com/Allanborgesrj

×