CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Identidade dos territóriose complexidadeComunicar a identidade de um territórionão está relacionado simplesmentecom a afir...
Da comunicação sedutora ànarração.Esta mudança é em primeiro lugar uma mudançadas linguagens. Não se fala mais de "promess...
Comunicar por meio defatos reais.A crise dos grandes investimentos emcomunicação mudou profundamente asestratégias possíve...
O território comoinstrumento de relações.Na Ivrea da grande Olivetti, todoscostumavam chamar a fábrica usando otermo "casa...
Comunicação, documentação, monitoramento.O plano e os instrumentos que estamos imaginandopara comunicar o programa Brasil ...
Comunicarpor acumulaçãoSempre se falou de comunicação como umamatéria efêmera, com um curto prazo devencimento.Um plano de...
Materiais sempre àdisposiçãoOs próprios materiaisproduzidos, catalogados por meio de chavesdiversas (cronologia, tema, val...
Monitorar a mudançaintangível.Em seu recente livro sobre a Economia daFelicidade, Luca De Biase explica como, paramonitora...
Brasil PróximoOs níveis de comunicaçãoenvolvidos.Um plano articulado para um Programa complexo earticulado, no qual coexis...
Interna, InstitucionalMesmo a comunicação entre e para asInstituições envolvidas num projeto como oBrasil Próximo precisa,...
Interna, operacionalTodos os atores envolvidos a um níveloperacional necessitam de tempestividade edisponibilidade de info...
Externa, funcionalFalar ao próprio público significa, nas nossasintenções, falar a um possível co-autor da"narração".Os in...
Externa, indiretaOs valores envolvidos pelo Brasil Próximosão importantes não somente para nós epara os territórios envolv...
Fazer a releitura do mapa daspartes envolvidas comomapa de atividades.
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Novo fluxo informativoPara baixo, na direção dos territóriosPara o alto, para o nível institucionalPara o exterior, na dir...
O métodoReconhecimentoCompartilhamento de conhecimentosPreparação das ferramentasDifusão do planoEnvolvimento dos atores e...
As ferramentasUma plataforma webUm manual/guia para descrever as componentespor meio de testemunhos qualificados.Jornais e...
Marca        CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Logomarca            CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Cor da logomarca                   CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Mapa das cores                 CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Web      CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Web      CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
ManualA narração do projetopor meio de umacoleção de entrevistasàs testemunhasque tenham sidoprotagonistasdo seu nasciment...
Boletins           CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Boletins           CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Micro-mostrasUma instalação leve, destinada a colocar àmostra, para o público, o que está sendorealizado no território, pa...
PainéisPequenoformato,de fácilrealizaçãoe com economia.                  CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Instalação             CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
Obrigadomtr@comodosociale.itskype: mtr64pg
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bpr 12-piano di comunicazione pt-br

504 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
504
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
144
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bpr 12-piano di comunicazione pt-br

  1. 1. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  2. 2. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  3. 3. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  4. 4. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  5. 5. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  6. 6. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  7. 7. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  8. 8. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  9. 9. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  10. 10. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  11. 11. Identidade dos territóriose complexidadeComunicar a identidade de um territórionão está relacionado simplesmentecom a afirmação de uma marca ou de um nome.É um projeto e um processoque deve levar em consideração a complexidade deum mundo,aprender a conhecê-la e valorizá-la.
  12. 12. Da comunicação sedutora ànarração.Esta mudança é em primeiro lugar uma mudançadas linguagens. Não se fala mais de "promessas"de experiências fantásticas, mas da suadescrição, narradas por quem, preferivelmente, astenha realmente vivido.
  13. 13. Comunicar por meio defatos reais.A crise dos grandes investimentos emcomunicação mudou profundamente asestratégias possíveis de serem adotadas.Em lugar de grandes investimentos nasmídias tradicionais, hoje se programamações no mundo real.A comunicação nasce do cuidado com queos documentamos e da disponibilidade deinstrumentos para difundi-los. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  14. 14. O território comoinstrumento de relações.Na Ivrea da grande Olivetti, todoscostumavam chamar a fábrica usando otermo "casa". Uma mudança de uso dalinguagem, compartilhada por toda umapopulação.O valor de uma experiência compartilhadaé, na estratégia de afirmação de umaidentidasde territorial, o resultado maisimportante a ser atingido. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  15. 15. Comunicação, documentação, monitoramento.O plano e os instrumentos que estamos imaginandopara comunicar o programa Brasil Próximo levamem consideração a importância de um processo noqual sefundam, simultaneamente, comunicação, documentação e monitoramento.
  16. 16. Comunicarpor acumulaçãoSempre se falou de comunicação como umamatéria efêmera, com um curto prazo devencimento.Um plano de comunicação aberto eparticipativo, ao contrário, considera que aacumulação de sedimentos de informaçõesseja um grande recurso para narrar oprocesso. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  17. 17. Materiais sempre àdisposiçãoOs próprios materiaisproduzidos, catalogados por meio de chavesdiversas (cronologia, tema, valores-chave, etc.), tornam-se uma base possívelpara a geração de novos instrumentos decomunicação. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  18. 18. Monitorar a mudançaintangível.Em seu recente livro sobre a Economia daFelicidade, Luca De Biase explica como, paramonitorar o real índice de bem-estar de umterritório, seja necessário poder reconhecere fazer o censo dos bens "intangíveis", alémdaqueles materiais.O "quanto posso comprar" deve sersubstituído pelo "quanto posso conhecer". CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  19. 19. Brasil PróximoOs níveis de comunicaçãoenvolvidos.Um plano articulado para um Programa complexo earticulado, no qual coexistem e agem atores emvários níveis. O primeiro objetivo a ser atingido éfavorecer a comunicação interna do Brasil Próximo.
  20. 20. Interna, InstitucionalMesmo a comunicação entre e para asInstituições envolvidas num projeto como oBrasil Próximo precisa, junto aosinstrumentos técnicos, utilizar acomunicação dos valores envolvidos e ascaracterísticas "macro" do andamento doprograma. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  21. 21. Interna, operacionalTodos os atores envolvidos a um níveloperacional necessitam de tempestividade edisponibilidade de informação. Acorrespondência e a troca de informaçõesnão podem mais basear-se exclusivamenteem instrumentos como o e-mail.As informações devem ser imediatamentedisponibilizadas para todos, no mesmoinstante. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  22. 22. Externa, funcionalFalar ao próprio público significa, nas nossasintenções, falar a um possível co-autor da"narração".Os instrumentos nos quais pensamos, comotambém a sua gestão, representam objetosabertos, que na fase de uso realizam naprática um processo de educação para ouso e de experiência comum. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  23. 23. Externa, indiretaOs valores envolvidos pelo Brasil Próximosão importantes não somente para nós epara os territórios envolvidos, mas sereferem a públicos mais amplos e grupos decidadãos de qualquer parte do mundo.Devemos deixar circular as informações efavorecer a troca e a interação com redes jáexistentes capazes de amplificar a nossamensagem. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  24. 24. Fazer a releitura do mapa daspartes envolvidas comomapa de atividades.
  25. 25. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  26. 26. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  27. 27. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  28. 28. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  29. 29. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  30. 30. Novo fluxo informativoPara baixo, na direção dos territóriosPara o alto, para o nível institucionalPara o exterior, na direção de um públicoque não podemos definir mas que porafinidades metodológicas e temáticas, podereencontrar as nossas atividades. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  31. 31. O métodoReconhecimentoCompartilhamento de conhecimentosPreparação das ferramentasDifusão do planoEnvolvimento dos atores em campoGestão: Quem faz o quê. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  32. 32. As ferramentasUma plataforma webUm manual/guia para descrever as componentespor meio de testemunhos qualificados.Jornais em papel, publicações ágeis para narrar edifundir a situação real do projeto nos territórios.Micro-mostras. Narrar à comunidade por meio daconstrução de micro-espaços.
  33. 33. Marca CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  34. 34. Logomarca CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  35. 35. Cor da logomarca CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  36. 36. Mapa das cores CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  37. 37. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  38. 38. Web CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  39. 39. Web CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  40. 40. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  41. 41. ManualA narração do projetopor meio de umacoleção de entrevistasàs testemunhasque tenham sidoprotagonistasdo seu nascimento eresponsáveispela sua animação. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  42. 42. Boletins CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  43. 43. Boletins CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  44. 44. Micro-mostrasUma instalação leve, destinada a colocar àmostra, para o público, o que está sendorealizado no território, para que as pessoascomuns possam participar do processo emcurso e, ao senti-lo como próprio, tornarem-se, futuramente, sujeitos ativos e novos"redatores". CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  45. 45. PainéisPequenoformato,de fácilrealizaçãoe com economia. CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  46. 46. Instalação CoMuDe COMUNICAR MULTIPLICA DEVERES - 2012
  47. 47. Obrigadomtr@comodosociale.itskype: mtr64pg

×