Produção de texto
texto
Tipologia Textual <ul><li>NARRAÇÃO </li></ul><ul><li>DESCRIÇÃO </li></ul><ul><li>DISSERTAÇÃO </li></ul>
Narração <ul><li>É o tipo de texto no qual contamos um ou mais fatos reais ou ficcionais que ocorreram em determinado temp...
Pontifícia universidade Católica do Paraná <ul><li>REDAÇÃO </li></ul><ul><li>TEXTO I </li></ul><ul><li>ALIMENTOS QUE PASSA...
texto  II <ul><li>OS RISCOS DOS LANCHINHOS RÁPIDOS FORA DE CASA </li></ul><ul><li>Quando estamos com fome, andar pelas rua...
Proposta <ul><li>PROPOSTA DE REDAÇÃO </li></ul><ul><li>Com a leitura dos dois TEXTOS, redija a sua redação (um texto narra...
Descrição <ul><li>É o tipo de texto em que apontamos as características que compõem um determinado objeto, pessoa, ambient...
Dissertação <ul><li>Exposição de ideias, seguidas da apresentação de argumentos que comprovem essas idéias. É uma forma de...
UFPR <ul><li>RESUMO </li></ul><ul><li>CHARGE </li></ul><ul><li>ENTREVISTA ( discurso direto e discurso indireto) </li></ul...
UFPR 2008
<ul><li>Escreva um comentário sobre o uso da expressão “reequilíbrio de forças” que dá título ao infográfico que ilustra a...
UFPR 2008 Toninho,  chargeonline.com.br , acessado  em 05/10/2008. Lila,  chargeonline.com.br , acessado  em 05/10/2008.
UFPR 2008 <ul><li>As duas charges foram publicadas no dia do primeiro turno das eleições de 2008.  Compare os pontos de vi...
CRITÉRIOS DE CORREÇÃO <ul><li>Estética  </li></ul><ul><li>letra legível  </li></ul><ul><li>ausência de rasuras   </li></ul...
CRITÉRIOS DE CORREÇÃO <ul><li>Correção Gramatical   </li></ul><ul><li>ortografia * </li></ul><ul><li>acentuação  </li></ul...
CRITÉRIOS DE CORREÇÃO <ul><li>Organização de texto   </li></ul><ul><li>frases curtas, claras e concisas  </li></ul><ul><li...
UFPR - charge
PROPOSTA <ul><li>A charge acima foi publicada no jornal Folha de S. Paulo no dia 26/11/2005. Faça uma interpretação dessa ...
Texto bom <ul><li>O governo do presidente Lula vem se mostrando um dos mais desastrosos que já existiu no Brasil, Milhões ...
Texto regular <ul><li>A charge publicada no jornal Folha de São Paulo no dia 26/10/2005 critica o modo como os políticos c...
Texto insuficiente <ul><li>A charge publicada na “Folha de São Paulo” do dia 26/11/2005, mostra a contradição que o povo b...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Descrição

4.339 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Descrição

  1. 1. Produção de texto
  2. 2. texto
  3. 3. Tipologia Textual <ul><li>NARRAÇÃO </li></ul><ul><li>DESCRIÇÃO </li></ul><ul><li>DISSERTAÇÃO </li></ul>
  4. 4. Narração <ul><li>É o tipo de texto no qual contamos um ou mais fatos reais ou ficcionais que ocorreram em determinado tempo e espaço, envolvendo personagens( conto, crônica, piada...). </li></ul><ul><li>Elementos básicos: enredo ( conflito), tempo, espaço, personagens, foco narrativo ( discurso direto, discurso indireto, discurso indireto livre) </li></ul>
  5. 5. Pontifícia universidade Católica do Paraná <ul><li>REDAÇÃO </li></ul><ul><li>TEXTO I </li></ul><ul><li>ALIMENTOS QUE PASSARAM DE VILÕES A MOCINHOS </li></ul><ul><li>Enquanto a ciência tentava comprovar a parcela de culpa da alimentação nos problemas de saúde, uma lista crescente de alimentos ia para o &quot;banco dos réus&quot; e para fora dos pratos de muita gente. Foi dessa forma, por exemplo, que o ovo virou inimigo número 1 de quem precisava reduzir o colesterol e o café, um veneno para quem sofria de gastrite. </li></ul><ul><li>Felizmente, os avanços nos estudos, nos últimos anos, mostraram que certos &quot;vilões&quot;, além de saborosos, são, na verdade, mais mocinhos do que aparentam. Não apenas porque se descobriu que esses alimentos também apresentam nutrientes que fazem maravilhas ao organismo. Mas, especialmente, pela comprovação de que o verdadeiro perigo está na forma como se come - e não necessariamente no alimento que é consumido. </li></ul><ul><li>Fonte: http://saude.terra.com.br . Acesso 24.out.2008 </li></ul>
  6. 6. texto II <ul><li>OS RISCOS DOS LANCHINHOS RÁPIDOS FORA DE CASA </li></ul><ul><li>Quando estamos com fome, andar pelas ruas pode ser um perigo. Isso porque há várias opções de comida, para todos os gostos. É carrinho de pipoca de um lado, de milho verde do outro. Sem falar em trailers de cachorro-quente e churrasquinho na chapa. Nas praias e nos ônibus, as ofertas vêm diretamente até nós pelas mãos de vendedores ambulantes. </li></ul><ul><li>Quando a tentação é grande, é preciso resistir e não se deixar levar apenas pela aparência dos alimentos. &quot;Ao optar por comprar comida na rua, corremos o risco de ingerir alimentos sem qualidades nutricionais, e, pior, que podem estar contaminados&quot;, alerta a endocrinologista Ellen Simone Paiva. </li></ul>
  7. 7. Proposta <ul><li>PROPOSTA DE REDAÇÃO </li></ul><ul><li>Com a leitura dos dois TEXTOS, redija a sua redação (um texto narrativo) sobre como é geralmente a alimentação do brasileiro. </li></ul><ul><li>SOBRE A REDAÇÃO </li></ul><ul><li>1. Estruture o texto da sua redação com um mínimo de 15 e um máximo de 20 linhas . </li></ul><ul><li>2. Faça o rascunho no espaço reservado. </li></ul><ul><li>3. Transcreva o texto do rascunho para a FOLHA DE REDAÇÃO que lhe foi entregue em separado. </li></ul><ul><li>4. Não há necessidade de colocar título. </li></ul><ul><li>5. Não coloque o seu nome, nem a sua assinatura na FOLHA DE REDAÇÃO, nem faça marcas nela. A FOLHA DE REDAÇÃO já se encontra devidamente identificada </li></ul>
  8. 8. Descrição <ul><li>É o tipo de texto em que apontamos as características que compõem um determinado objeto, pessoa, ambiente ou paisagem. </li></ul>
  9. 9. Dissertação <ul><li>Exposição de ideias, seguidas da apresentação de argumentos que comprovem essas idéias. É uma forma de interpretar, analisar a realidade, expor opiniões, dar sugestões ou defender uma tese. </li></ul>
  10. 10. UFPR <ul><li>RESUMO </li></ul><ul><li>CHARGE </li></ul><ul><li>ENTREVISTA ( discurso direto e discurso indireto) </li></ul><ul><li>GRÁFICO </li></ul><ul><li>POEMA ( análise / comparação) </li></ul><ul><li>LIVROS INDICADOS </li></ul><ul><li>PARÁGRAFO DISSERTATIVO </li></ul>
  11. 11. UFPR 2008
  12. 12. <ul><li>Escreva um comentário sobre o uso da expressão “reequilíbrio de forças” que dá título ao infográfico que ilustra a distribuição da riqueza no mundo de hoje. Seu texto deverá atender os seguintes requisitos: </li></ul><ul><li>? ter no mínimo 8 e no máximo 10 linhas; </li></ul><ul><li>? mencionar o tipo e a fonte do texto de referência; </li></ul><ul><li>? explicitar as inferências possíveis a partir do cruzamento dos dados; </li></ul><ul><li>? explicitar o sentido da expressão “reequilíbrio de forças” que dá título ao gráfico. </li></ul>
  13. 13. UFPR 2008 Toninho, chargeonline.com.br , acessado em 05/10/2008. Lila, chargeonline.com.br , acessado em 05/10/2008.
  14. 14. UFPR 2008 <ul><li>As duas charges foram publicadas no dia do primeiro turno das eleições de 2008. Compare os pontos de vista veiculados </li></ul><ul><li>pelos personagens. Seu texto deverá atender os seguintes requisitos: </li></ul><ul><li>? ter no mínimo 10 e no máximo 12 linhas; </li></ul><ul><li>? mencionar os autores das charges; </li></ul><ul><li>? discriminar os elementos simbólicos em que você se baseou para fazer sua interpretação. </li></ul>
  15. 15. CRITÉRIOS DE CORREÇÃO <ul><li>Estética </li></ul><ul><li>letra legível </li></ul><ul><li>ausência de rasuras </li></ul><ul><li>margens regulares </li></ul><ul><li>indicação de parágrafos </li></ul>
  16. 16. CRITÉRIOS DE CORREÇÃO <ul><li>Correção Gramatical </li></ul><ul><li>ortografia * </li></ul><ul><li>acentuação </li></ul><ul><li>pontuação </li></ul><ul><li>concordância </li></ul>
  17. 17. CRITÉRIOS DE CORREÇÃO <ul><li>Organização de texto </li></ul><ul><li>frases curtas, claras e concisas </li></ul><ul><li>sequência de fatos </li></ul><ul><li>presença de uma idéia central </li></ul><ul><li>ADEQUAÇÃO À PROPOSTA </li></ul><ul><li>criatividade </li></ul>
  18. 18. UFPR - charge
  19. 19. PROPOSTA <ul><li>A charge acima foi publicada no jornal Folha de S. Paulo no dia 26/11/2005. Faça uma interpretação dessa charge em um texto de 15 (quinze) a 20 (vinte) linhas. Seu texto deve contemplar, não necessariamente nesta ordem: </li></ul><ul><li> uma apresentação do contexto político-social em que a charge foi divulgada; </li></ul><ul><li> a identificação das pessoas ou grupos que poderiam ser os autores das mensagens veiculadas pelo outdoor (“Mais de 3 milhões de empregos”) e pelo cartaz (“Você está demitido”); </li></ul><ul><li> a identificação dos destinatários de cada uma dessas mensagens; </li></ul><ul><li> comentário sobre as estratégias textuais do autor da charge para cumprir suas intenções. </li></ul>
  20. 20. Texto bom <ul><li>O governo do presidente Lula vem se mostrando um dos mais desastrosos que já existiu no Brasil, Milhões de pessoas vagam à procura de emprego pelas ruas ao mesmo tempo em que escândalos de corrupção explodem em CPIs. Assim, como não poderia deixar de ser, essa confusão política transformou-se no principal assunto das charges que aparecem em jornais e revistas. </li></ul><ul><li>A charge publicada na Folha de S. Paulo, no dia 26/11/2005, trata exatamente do referido assunto, sendo que se foca no desemprego. A charge mostra uma pessoa colando um outdoor que possui a seguinte frase: “Mais de 3 milhões de empregos”, e do lado da frase, há uma imagem do presidente Lula. Essa frase, provavelmente feita pelo governo, é destinada à população desempregada brasileira. Porém, enquanto o trabalhador está colando a primeira mensagem, um outro cartaz é fixado sobre o outdoor, e nele lê-se: “você está demitido”, mensagem esta vinda provavelmente do dono da empresa de outdoors e destinada ao trabalhador que está colando a mensagem do governo. </li></ul><ul><li>O autor da charge, querendo criticar o governo e o desemprego no Brasil, usa a contradição e a ironia, pois o trabalhador é demitido ao mesmo tempo em que cola um outdoor onde aparece a imagem do Lula e a promessa de mais empregos. </li></ul>
  21. 21. Texto regular <ul><li>A charge publicada no jornal Folha de São Paulo no dia 26/10/2005 critica o modo como os políticos colocam em prática suas promessas. Há muito tempo sabemos que é difícil encontrar governantes verdadeiros e com propostas coerentes, principalmente no Brasil, onde os escândalos de corrupção são freqüentes. </li></ul><ul><li>Nosso país apresenta uma polarização social enorme, em que o maior contingente é o dos pobres, que são também os que sentem os problemas da nação pois tem pouco ou nenhum amparo governamental. </li></ul><ul><li>A promessa de criação de empregos para o povo tornou-se um “slogan” freqüente nas campanhas políticas. Só que a realização disso é duvidosa ou problemática: muitas dessas vagas ofertadas antes estavam preenchidas, criando assim, uma falsa imagem de que a situação vai melhorar. Além disso, muitas das verbas que seriam empregadas para melhora do país, são utilizadas para o interesse individual de quem as administra. </li></ul><ul><li>Desse modo, a falta de informação e de efetivação do seus direitos prejudica inteiramente a população que torna-se frágil e facilmente manipulável </li></ul>
  22. 22. Texto insuficiente <ul><li>A charge publicada na “Folha de São Paulo” do dia 26/11/2005, mostra a contradição que o povo brasileiro está vivendo atualmente. De um lado estão os políticos que veiculam propagandas mostrando que milhões de empregos foram gerados, do outro está o povo que vê familiares e amigos a procura de um emprego. </li></ul><ul><li>Podemos observar, também, a quantidade de parentes de políticos que estão trabalhando no setor público, mas isso já é algo normal, afinal escandalos políticos são rotineiros no Brasil. </li></ul><ul><li>... </li></ul>

×