Aprendizagem em Arte
por
focos de interesse
Para educandos do 6º ao 9º ano
Rodrigo Fagundes de Cristo
Introdução
• Aprendizagem significativa (conhecimento prévio
+ conhecimento específico da área ) não
arbitrária;
• Conheci...
Como assim?
• Percepção do interesse dos estudantes por
diferentes linguagens artísticas;
• Focos de interesse são linguag...
• Trabalho poético: conhecimento
técnico, prático, processo criativo;
• Trabalho estético: pesquisa, busca
de informações ...
• Algumas linguagens-foco (sugeridos pelo professor):
Desenho de observação, Desenho de
imaginação, Pintura de observação,...
• A avaliação implica na conclusão de um
processo criativo e na entrega de sua respectiva
pesquisa. Ao concluir processo c...
Processos criativos
Fotografia:
1) Definir um tema que estimule a criação;
2) Conhecimento técnico básico: planos (médio, ...
Música (canção):
1) Define-se o tema;
2) Cria-se uma letra;
3) Cria-se um ritmo;
4) Melodia no violão elaborada pelo profe...
Graffiti:
1) Define-se o tema;
2) Estudo da letra 3D;
3) Criação de uma frase;
4) Esboço da frase em letra 3D;
5) Transfer...
Estudo da letra 3D, 2009.
Guache s/papel pardo.
8º ano.
Etapa de transferência ao suporte de
grandes proporções, 2009.
Resultado.
Guache s/papel.
Tema: Para mim nada, para nós tu...
Estampagem estêncil:
1) Define-se o tema;
2) Cria-se um desenho e/ou frase;
3) Selecionar material para fazer o molde vaza...
Processo de criação
Tinta de tecido s/tecido.
Estampagem, 2009.
Resultado.
Estampagem, 2009.
Guache s/ tecido.
Tema: iniciais do nome, 8º ano.
Dança:
1) Formação de um grupo;
2) Escolha de tema;
3) Escolha de uma música;
3) Criação coletiva;
4) Ensaios;
5) Apresent...
Ensaio, 2009.
Dança.
6º ano
Apresentação, 2008.
Dança.
6º ano
Considerações finais
Na aprendizagem em Arte por focos de
interesse, cada aluno tem o direito a exercitar a
liberdade de e...
Anexo
ANEXO
Pesquisa sobre desenho, 2009.
Desenho de observação, 2009.
Grafite s/ papel pardo.
Pintura, 2009.
Guache s/ papel pardo.
8º ano.
Pintura, 2009.
Guache s/ papel pardo.
8º ano
Processo de criação.
Pintura, 2009.
7º ano.
Trabalhos para exposição.
Pintura, 2009.
7º, 8º e 9º anos.
Exposição de pinturas, desenhos e
graffitis.
2009
Cerâmica, 2009.
8º ano.
Tapeçaria.
T
A
T
U
A
G
E
m
Pesquisa.
Os alunos não só
fazem o que querem
mas também querem
fazer o que fazem.
Aprendizagem em arte por focos de interesse
Aprendizagem em arte por focos de interesse
Aprendizagem em arte por focos de interesse
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aprendizagem em arte por focos de interesse

318 visualizações

Publicada em

Estratégia educativa com finalidade de o estudante escolher o que aprender de modo não arbitrário.
O foco é o fazer, experimentar e o pesquisar através da Arte.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
318
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aprendizagem em arte por focos de interesse

  1. 1. Aprendizagem em Arte por focos de interesse Para educandos do 6º ao 9º ano Rodrigo Fagundes de Cristo
  2. 2. Introdução • Aprendizagem significativa (conhecimento prévio + conhecimento específico da área ) não arbitrária; • Conhecimento prévio = interesses epistêmicos, cultura do jovem, curiosidades; • Conhecimento específico da área = técnica e informações sobre a história e conceitos de cada linguagem artística.
  3. 3. Como assim? • Percepção do interesse dos estudantes por diferentes linguagens artísticas; • Focos de interesse são linguagens artísticas que os estudantes tem vontade de conhecer- experienciar; • No trimestre são realizados dois tipos de trabalho: trabalho poético e o trabalho estético;
  4. 4. • Trabalho poético: conhecimento técnico, prático, processo criativo; • Trabalho estético: pesquisa, busca de informações teóricas sobre a linguagem artística estudada, organização das informações, descrição do processo criativo;
  5. 5. • Algumas linguagens-foco (sugeridos pelo professor): Desenho de observação, Desenho de imaginação, Pintura de observação, Pintura de imaginação, Cerâmica, Escultura, Fotografia, Cinema, Dança, Estampagem estêncil, Graffiti, Canção, Percussão, Moda estilo, Poesia, Conto, Radio Conto, Animação; • Exemplos de linguagens-foco sugeridas pelo estudantes: Videoclip, malabarismo, origami, tapeçaria, roupa para bonecas e tatuagem.
  6. 6. • A avaliação implica na conclusão de um processo criativo e na entrega de sua respectiva pesquisa. Ao concluir processo criativo no trimestre, teve o estímulo de habilidades como criar, observar, transferir, improvisar, associar, interagir. Nas pesquisas teve oportunidade de conhecer a introdução a história da arte de seu interesse, aprofundando a interpretação, a síntese e descrição coerente de processos e informações de diferentes fontes.
  7. 7. Processos criativos Fotografia: 1) Definir um tema que estimule a criação; 2) Conhecimento técnico básico: planos (médio, geral, close) e ângulos (superior, inferior); 3) Uso da máquina fotográfica; 4) Registro fotográfico; 5) Seleção de fotos; 6) Manipulação no Photoshop; 7) Impressão.
  8. 8. Música (canção): 1) Define-se o tema; 2) Cria-se uma letra; 3) Cria-se um ritmo; 4) Melodia no violão elaborada pelo professor e/ou alunos; 5) Gravação do áudio violão/voz; 6) Edição de áudio e gravação em cd.
  9. 9. Graffiti: 1) Define-se o tema; 2) Estudo da letra 3D; 3) Criação de uma frase; 4) Esboço da frase em letra 3D; 5) Transferência para um suporte de grandes dimensões; 6) Pintura da letra e do fundo; 7) Contorno.
  10. 10. Estudo da letra 3D, 2009. Guache s/papel pardo. 8º ano.
  11. 11. Etapa de transferência ao suporte de grandes proporções, 2009. Resultado. Guache s/papel. Tema: Para mim nada, para nós tudo, 2009.
  12. 12. Estampagem estêncil: 1) Define-se o tema; 2) Cria-se um desenho e/ou frase; 3) Selecionar material para fazer o molde vazado: tinta para tecido, chapa plástica, alfinetes, isopor e tecido (camiseta) ; 4) Transferência do desenho/frase para a chapa plástica e montagem da camisa no isopor; 5) Fixação do molde vazado; 6) Pintura; 7) Contorno.
  13. 13. Processo de criação Tinta de tecido s/tecido. Estampagem, 2009.
  14. 14. Resultado. Estampagem, 2009. Guache s/ tecido. Tema: iniciais do nome, 8º ano.
  15. 15. Dança: 1) Formação de um grupo; 2) Escolha de tema; 3) Escolha de uma música; 3) Criação coletiva; 4) Ensaios; 5) Apresentação; .
  16. 16. Ensaio, 2009. Dança. 6º ano
  17. 17. Apresentação, 2008. Dança. 6º ano
  18. 18. Considerações finais Na aprendizagem em Arte por focos de interesse, cada aluno tem o direito a exercitar a liberdade de escolha e é responsável por isso. O estudante não só faz o que quer, mas também é levado a pensar naquilo que deseja fazer. Todos têm seu compromisso que nada mais é que um compromisso pessoal. Cada aula é um encontro que atualiza os acordos de confiança, liberdade e responsabilidade. Dessa forma a Arte contribui para a formação de pessoas autônomas, conscientes de suas escolhas, mediante uma aprendizagem realmente significativa. Prazer em saber, já que saber é sabor.
  19. 19. Anexo ANEXO
  20. 20. Pesquisa sobre desenho, 2009. Desenho de observação, 2009. Grafite s/ papel pardo.
  21. 21. Pintura, 2009. Guache s/ papel pardo. 8º ano. Pintura, 2009. Guache s/ papel pardo. 8º ano
  22. 22. Processo de criação. Pintura, 2009. 7º ano. Trabalhos para exposição. Pintura, 2009. 7º, 8º e 9º anos.
  23. 23. Exposição de pinturas, desenhos e graffitis. 2009
  24. 24. Cerâmica, 2009. 8º ano.
  25. 25. Tapeçaria.
  26. 26. T A T U A G E m
  27. 27. Pesquisa.
  28. 28. Os alunos não só fazem o que querem mas também querem fazer o que fazem.

×