Ser empreendedor é-PowerPoint PAP

2.097 visualizações

Publicada em

Este é o power point que utilizei na apresentação da minha PAP!

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.097
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ser empreendedor é-PowerPoint PAP

  1. 1. Escola Secundária de Albufeira Ano Letivo 2012/2013 Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial Prova de Aptidão Profissional Aluna: Andreia Nogueira Orientadora: Professora Emília Oliveira
  2. 2. Para esta prova escolhi o tema EMPREENDEDORISMO • A razão desta escolha tem a ver com o facto de ter feito uma pesquisa aprofundada sobre este e ter verificado que é bastante importante. • Vou abordar principalmente o empreendedorismo nas crianças, visto que durante a minha pesquisa eu notei que o mesmo é necessário ser estimulado desde a infância. • Com base numa entrevista que fiz a uma educadora da Creche Infantário Quinta dos Pardais verifiquei que muitas crianças não estão a ser educadas pelas famílias a serem empreendedoras. • Penso, por isso criar uma ideia de intervenção, para crianças dos 4 aos 6 anos.
  3. 3. O trabalho encontra-se dividido em 3 partes: Fundamentação teórica Diagnóstico Projeto de intervenção
  4. 4. Na 1ª fase – Fundamentação teórica - considerei importante recolher informação sobre: 5 Atitudes recomendadas ao empreendedor 6 Ser empreendedor: uma herança genética? 3 Caraterísticas de um empreendedor de sucesso 7 Promover o empreendedorismo nas crianças: o papel da Escola e da Família 4 Competências a desenvolver pelo empreendedor 8 Caraterísticas das crianças dos 4 aos 6 anos 1 Conceito de empreendedorismo 2 O perfil do empreendedor
  5. 5. 2ª fase - Diagnóstico Com vista a tentar perceber a problemática em questão construi um inquérito por questionário de resposta fechada e uma entrevista. O respetivo inquérito foi aplicado a um universo de crianças (dos 4 aos 6 anos) da Creche Infantário Quinta dos Pardais. O referido questionário é constituído por 11 questões. Optei por esta técnica por considerar que ela me permitia identificar se a problemática existia ou não.
  6. 6. 1 - Gostas de brincar com os teus amigos? 25 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que todas as crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais gostam de brincar com os amigos, ou sejam, são sociáveis.
  7. 7. 2 - Quando queres alguma coisa, fazes tudo para tê-la? 25 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir a maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais quando querem alguma coisa, fazem tudo para a ter, ou seja, são persistentes.
  8. 8. 3 - O que costumas fazer para conseguires o que queres? 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0 a)faço birras b)converso com os meus pais e explico que é importante c)recorro á ajuda dos meus avós d)outro,qual? Com este gráfico pode-se concluir que a maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais, para conseguirem o que querem geralmente conversam com os pais e explicam-lhes que é importante e também o que alguns fazem muito são birras.
  9. 9. 4 - Sentes-te bem junto de adultos que não conheces? 16 14 12 10 8 6 4 2 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais, sentem-se bem perto de adultos que não conhecem e alguns têm vergonha.
  10. 10. 5 - Quando te mandam fazer alguma coisa fazes? 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais é obediente, pois fazem o que lhes mandam. Apesar de algumas por vezes, não o fazerem ou o fazerem contrariados, mas acabam sempre por fazer.
  11. 11. 6 - Costumas ter as tuas coisas bem arrumadas? 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais são organizadas, costumam ter as suas coisas bem arrumadas.
  12. 12. 7 - E és tu que as arrumas? 25 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais arrumam as suas coisas, mas muitos não o fazem por vontade própria, são os pais/educadores que o mandam, mas arrumam sem “discutir”.
  13. 13. 8 - Quando perdes em algum jogo ficas triste? 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais não ficam tristes quando perdem nos jogos, podem talvez ficar um pouco mas não ficam a “pensar” muito no assunto, segundo a educadora.
  14. 14. 9 - Quando perdes jogas outra vez até ganhares? 25 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais quando perdem em algum jogo, jogam outra e outra vez até ganharem, ou seja, maior parte delas não são desistentes.
  15. 15. 10 - Tomas decisões sozinho(a)? 20 15 10 5 0 a)Sim b)Ás vezes c)Não Com este gráfico pode-se concluir que maior parte das crianças da sala 4/5/6 anos da Creche Infantário Quinta dos Pardais tomam as suas decisões sozinhas.
  16. 16. 11 - Que tipo de decisões? 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0 a)Os b)A minha c)O que vou d)Como brinquedos roupa comer vou passar que vou o meu comprar tempo livre e)Outro f)Todos Com este gráfico pode-se concluir que o que as crianças mais decidem sozinhas é como vão passar o tempo livre.
  17. 17. • Com base nos questionários que apliquei às crianças, conclui que a maioria delas apresenta competências empreendedoras, mas como são crianças, penso que muitas das respostas ou parte não correspondem à/ao “verdade/real”. • A educadora, durante a realização da entrevista e enquanto ia fazendo os questionários às crianças, disse-me que na instituição as crianças são estimuladas a desenvolverem características empreendedoras, mas que, por outro lado, em casa, passa-se o contrário, pois as famílias não estimulam a autonomia (ao fazerem-lhes tudo, por exemplo tomarem decisões por elas, …), característica essencial de um empreendedor.
  18. 18. • Conclui que na Creche Infantário Quinta dos Pardais as crianças são motivadas a serem empreendedoras, pois são criadas atividades que desenvolvem umas ou mais caraterísticas de um empreendedor. Porém, em casa, as crianças são pouco ou nada estimuladas a serem empreendedores. Concluindo, segundo a educação que os pais lhes dão, vão-se tornar jovens gastadores e consumistas, sem pensar em poupar!
  19. 19. 3ª fase – Planificação do projeto: “Empreender com materiais reutilizáveis” Recursos: Imagem ilustrativa de um projeto parecido Materiais • Materiais reutilizáveis ; • Tesouras; • Cartolinas; • Cola / fita-cola; •… Humanos • Educadora; • Auxiliar • Crianças dos 4 aos 6 anos
  20. 20. • Descrição: A reutilização de materiais recicláveis pode e faz parte do empreendedorismo. O projeto consiste em reutilizar materiais recicláveis para construir e criar brinquedos, os quais seriam, posteriormente, vendidos pelas crianças, à comunidade escolar. O produto da venda será utilizado para uma finalidade social a decidir pelas crianças, após proposta das mesmas e discussão em grupo. • Gerais: Desenvolver um conjunto de aprendizagens ativas e criativas que contribuam para a promoção da autonomia, da iniciativa, do risco, da inovação, da criatividade, do trabalho em equipa, da responsabilidade e do sentido cívico. OBJETIVOS • Específicos: - levar as crianças a atingir objetivos - levá-las a refletir sobre problemas que afetem a sociedade e/ou as pessoas - ensiná-las a partilhar opiniões e a saber ouvir.
  21. 21. A avaliação A avaliação seria feita pela educadora, que preencheria os quadrados abaixo de acordo com aquilo que veria e sentiria durante a atividade, e pelas crianças, que no fim, teriam que dizer uma frase sobre a atividade (por exemplo: “Eu gostei da atividade porque me diverti com os meus amigos”). Modelo de avaliação para a educadora de infância: Avalie a atividade e a aluna que a desenvolveu (assinale com uma cruz, de acordo com aquilo que viu e sentiu durante a atividade). 1. Caraterísticas da atividade 1. Duração da atividade 1. Organização/Estrutura 1. Importância das aprendizagens Sugestões: NS S SM EX 1. Da aluna: Andreia Nogueira 1. Com conhecimento adequado 1. Informação clara 1. Disponível para perguntas 1. Linguagem adequada á faixa etária das crianças Sugestões: NS S SM EX
  22. 22. Reflexão • Em termos pessoais, este trabalho possibilitou-me a compreensão e importância deste tema no desenvolvimento das crianças e na sua integração com a sociedade. Bem como na minha própria atitude face ao meu futuro. • Não senti dificuldades significativas na realização do trabalho. • Assim que o comecei a desenvolver fiquei de imediato com interesse sobre este tema, pois não conhecia muito bem o conceito “empreendedorismo” e também foi desenvolvido com base na minha faixa etária de preferência, as crianças! • Espero que os pais que não educam os filhos para serem empreendedores, ganhem consciência da importância do empreendedorismo nos dias de hoje e que ao em vez de lhes darem tudo de “mão beijada”, façam com que elas criem algo para obter o que querem.

×