SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade
Crescimento anual médio da renda per capita 
Todas as fontes por quintil 
6.20% 6.09% 
5.44% 
4.30% 
2.63% 
20% mais pobres 20 a 40 40 a 60 60 a 80 20% mais ricos 
2002-2013 
Fonte: PNAD, sem norte rural. Deflator: INPC (R$ set/out. 2013)
200 
240 260 
Evolução do Salário Mínimo 
300 
350 
(R$ - % real) 
380 
415 
465 
510 
545 
622 
671 
724 
788 
abr/02 abr/03 mai/04 mai/05 abr/06 abr/07 mai/08 feb/2009 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 jan/14 jan/15* 
* LDO 2015. Fonte: BCB. Nota: Desenvolvido pelo MF. Deflacionada pelo INPC.
28.70 29.50 
31.40 
Evolução de postos de 
trabalho formais (milhões) 
33.20 
35.20 
37.60 
39.40 
41.20 
44.10 
46.30 47.40 
48.90 49.49 
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 (j-jun) 
Fonte: RAIS/MTE. Note: balanceado pelos finais de período.
Fortalecimento da Agricultura Familiar 
A renda da agricultura familiar cresceu 
52% de 2003 a 2011 (PNAD/IBGE) 
• Crédito PRONAF: 290% de aumento, R$ 21 
bilhões 
• Luz Para Todos: 3,17 milhões de ligações 
• Políticas de compras públicas
PROGRAMA 
BOLSA FAMILIA
Programa Bolsa Família 
• Transferência de renda condicionada para famílias pobres e 
extremamente pobres 
• Famílias devem cumprir as condicionalidades nas áreas de 
saúde e educação 
• Cobertura do Bolsa Família em 2014: 14 milhões de famílias 
• Beneficio é enviado diretamente para as famílias via cartão 
• O titular do cartão é preferencialmente a mulher 
• Cadastro Único para Programas Sociais
2011/2014
Perfil da Extrema Pobreza 
Núcleo duro da pobreza 
 71% de negros e negras 
 60% na região Nordeste 
 40% de crianças e adolescentes (0 a 14 anos)
Cadastro Único = Mapa da Pobreza 
Porta de entrada para mais de 20 programas federais
Eixos do Plano Brasil Sem Miséria 
MAPA DA 
POBREZA 
Melhoria da renda 
Aumento do bem-estar 
Garantia de renda 
Inclusão Produtiva 
Urbana e Rural 
Acesso a serviços 
Aumento de capacidades e 
oportunidades
Bolsa Família - Benefício médio mensal
Bolsa Família mantêm 
36 milhões de pessoas fora 
da extrema pobreza
Busca Ativa 
 Mais de 1,35 milhão de famílias localizadas e incluídas 
 150 mil famílias ainda precisam ser localizadas (estimativa)
Busca Ativa
Inclusão Produtiva 
Pronatec: 
594 tipos de cursos gratuitos oferecidos à 
população de baixa renda 
1,5 milhões de matrículas (set/2014) 
Microcrédito: 
3,6 milhões de operações com beneficiários 
do Bolsa Família
Inclusão Produtiva 
Micro empreendedores: 
406 mil empresas geridas por beneficiários 
do Bolsa Família 
Assistência Técnica e Extensão Rural: 
 apoio intensivo com assistência técnica, 
recursos financeiros e insumos 
 286 mil famílias
Cisternas: 
Inclusão Produtiva 
 750 mil cisternas instaladas desde o início do 
Plano Brasil Sem Miséria 
 1,1 milhão de cisternas nos Governos Lula e 
Dilma 
88,1 mil cisternas de produção e outras 
tecnologias sociais entregues 
Capacidade total de 27 bilhões de litros de água
Acesso a Serviços 
Desenvolvimento da Primeira Infância: 
702 mil crianças do Bolsa Familia matriculadas 
em creches 
66% de aumento de recursos destinados à 
alimentação escolar 
9,1 milhões de crianças beneficiadas com a 
distribuição de Sulfato Ferroso e vitamina A
Saúde: 
Acesso a Serviços 
Expansão de serviços médicos por meio da 
construção de Unidades Básicas de Saúde e 
colocação de médicos em áreas pobres 
Minha Casa Minha Vida: novas unidades 
habitacionais para famílias de baixa renda 
Mais de 725 mil casas para famílias de baixa 
renda (53% são beneficiários do Bolsa Familia)
Evolução da Taxa de Extrema Pobreza, Brasil, 
7.9% 7.8% 
2001/2013 - Série original 
7.6% 
7.0% 
5.7% 5.7% 
4.8% 4.6% 
4.4% 
3.6% 
4.0% 
7.5% 7.5% 
7.2% 
6.7% 
5.4% 5.3% 
4.5% 4.3% 4.2% 
3.4% 
3.8% 
8.2% 8.2% 
8.0% 
7.4% 
6.0% 6.1% 
5.1% 4.9% 
4.6% 
3.8% 
4.2% 
9.0% 
8.0% 
7.0% 
6.0% 
5.0% 
4.0% 
3.0% 
2.0% 
1.0% 
0.0% 
Erro amostral de +/-0,22 
Erro amostral de +/-0,4 
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 
Taxa de extrema pobreza Limite Inferior Limite Superior 
Elaborado a partir da PNAD.
Resultado: Comparação das Taxas de Extrema 
Pobreza Original e Aprimorada 
7.0% 
6.5% 
5.4% 
5.0% 
4.1% 3.9% 3.8% 
2.9% 3.1% 
7.6% 
7.0% 
5.7% 5.7% 
4.8% 4.6% 
4.4% 
3.6% 
4.0% 
8.0% 
7.0% 
6.0% 
5.0% 
4.0% 
3.0% 
2.0% 
1.0% 
0.0% 
2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 
Série Aprimorada Série Original 
Elaborado a partir da PNAD.
Analise multidimensional 
da pobreza
Evolução da Pobreza Crônica - PNUD 
6.6% 
6.0% 5.9% 
5.3% 
4.8% 4.7% 
4.0% 
3.7% 
3.1% 
2.9% 2.8% 
8.0% 
7.0% 
6.0% 
5.0% 
4.0% 
3.0% 
2.0% 
1.0% 
0.0% 
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 
Pobreza crônica, OPHI/PNUD
Terceira maior redução do número de pessoas 
subalimentadas no mundo – 2002/2014 
BRASIL - POPULAÇÃO EM SUBALIMENTAÇÃO (%) 
% População 
15 
10 
5 
0 
Fonte: FAO, 2014 – elaboração SAGI/MDS. 
1,7 
82% de 
redução 
Brasil deixou o Mapa Mundial da Fome em 2014
Indicadores e critérios de privação (Banco Mundial) 
Pobreza crônica: Renda domiciliar per capita abaixo de 
R$ 140 e simultânea privação em 3 ou mais dimensões 
Indicador 
Considera-se que o domicílio sofre privação 
nas seguintes situações 
Frequência escolar 
das crianças 
Se alguma criança em idade escolar (7-17 anos) não está 
matriculada na escola 
Anos de escolaridade Se nenhum dos membros da família tem 8 anos de estudo ou mais 
Saneamento básico Se o domicílio não tem acesso à rede de esgoto ou fossa séptica 
Acesso à agua 
Se o domicílio não tem acesso a água encanada fornecida pela 
rede geral de abastecimento, poço ou nascente 
Eletricidade Se o domicílio não tem acesso à eletricidade 
Habitação 
Se o domicílio não foi construído com material de alvenaria (como 
tijolos e pedras) 
Ativos 
Se a família não possuir pelo menos dois dos seguintes bens: 
i) refrigerador/freezer; ii) telefone fixo/celular; iii) fogão que 
utiliza combustível “limpo” (elétrico ou a gás)
Cai em 24% a taxa dos chefes de domicílios sem instrução em 
todo o Brasil. A queda entre os 5% mais pobres chega em 36% 
Pessoas de referência dos domicílios sem instrução (%) 
17.5 
13.3 
34.3 
21.9 
40 
35 
30 
25 
20 
15 
10 
5 
0 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
36% 
24%
Entre os mais pobres cresceu em 138% o número de 
pessoas com ensino fundamental completo 
Pessoas de referência dos domicílios com nível fundamental completo (%) 
37.2 
52.7 
14.5 
34.4 
60 
50 
40 
30 
20 
10 
0 
42% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
138% pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
A frequência à escola das crianças entre 6 e 14 anos foi 
quase o dobro entre os 5% mais pobres 
População de 6 a 14 anos que frequênta escola (%) 
95.8 
98.4 
92.5 
97.5 
99.0 
98.0 
97.0 
96.0 
95.0 
94.0 
93.0 
92.0 
91.0 
90.0 
2,8% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
5,5% 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
Sendo quase 5 vezes mais rápido o avanço no acesso 
da população 5% mais pobre à Rede Geral de água 
Domicílios com acesso à água por rede geral com canalização interna (%) 
79.1 
84.0 
51.4 
67.7 
90 
80 
70 
60 
50 
40 
30 
6,3% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
31,6%
O avanço no acesso à água em geral foi 5 vezes mais 
rápido entre os mais 5% mais pobres 
Domicílios com acesso à água por rede geral, cisterna, poço ou nascente 
88.6 
94.6 
59.7 
79.9 
100.0 
90.0 
80.0 
70.0 
60.0 
50.0 
40.0 
30.0 
6,8% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
com canalização (%) 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
33,8%
Foi 3 vezes mais rápido o avanço no acesso ao 
escoamento sanitário entre os 5% mais pobres 
Domicílios com escoamento sanitário adequado (%) 
67.9 
76.0 
35.2 
54.0 
80.0 
70.0 
60.0 
50.0 
40.0 
30.0 
20.0 
10.0 
0.0 
11,9% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
53,4%
O acesso à energia elétrica avançou 5 vezes mais rápido 
entre os 5% mais pobres 
Domicílios com energia elétrica (%) 
96.5 
99.3 
84.0 
97.6 
105.0 
100.0 
95.0 
90.0 
85.0 
80.0 
75.0 
3,0% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
16,1%
Condições de vida da População Brasileira e dos 5% mais 
pobres 
Domicílios com geladeira ou freezer (%) 
87.3 
97.6 
52.8 
88.7 
100.0 
80.0 
60.0 
40.0 
20.0 
0.0 
11,9% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
68,0%
O avanço no acesso ao telefone celular de quase 700% 
no período para a população 5% mais pobre 
Pessoas de referência dos domicílios com posse de telefone celular (%) 
34.6 
89.8 
9.4 
75.7 
100.0 
90.0 
80.0 
70.0 
60.0 
50.0 
40.0 
30.0 
20.0 
10.0 
0.0 
159% 
2002 2004 2008 2013 
Total 
5% mais 
pobres 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
709%
7.3% 
7.1% 
Evolução da Pobreza Crônica 
6.7% 
6.0% 
4.8% 
4.1% 
3.2% 
2.7% 
2.0% 
1.6% 
1.4% 
8.3% 8.1% 
7.8% 
7.0% 
5.4% 
4.4% 
3.4% 
2.9% 
1.8% 
1.5% 
1.1% 
9.0% 
8.0% 
7.0% 
6.0% 
5.0% 
4.0% 
3.0% 
2.0% 
1.0% 
0.0% 
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 
Pobreza crônica, Banco Mundial Pobreza crônica, SAGI/MDS 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS e Banco Mundial
Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 
por Região 
18.1 
17.3 
13.4 
12.1 
9.6 
9.1 
7.2 
6.2 
5.2 
17.9 17.8 
15.3 
14.5 
11.3 
9.1 
7.2 
5.8 
3.5 
2.3 
1.9 
2.3 2.1 1.8 1.6 
20 
18 
16 
14 
12 
10 
8 
6 
4 
2 
1.0 0.8 0.6 0 0.4 0.2 0.2 0.1 
2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 
Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 
4.5 
4.1 
3.8 
3.4 
2.6 
2.2 
1.8 
1.4 
0.9 0.6 0.5 
12.6 12.5 
11.6 
10.8 
8.1 
6.7 
5.2 
4.3 
2.9 
2.1 
1.7 
14.0 
12.0 
10.0 
8.0 
6.0 
4.0 
2.0 
0.0 
2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 
Branco e Amarelo Preto, pardo e índigenas 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 
por Raça/Cor
Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 
13.4 13.3 
por tipo de família 
12.8 
12.3 
9.8 
8.0 
6.5 
5.4 
3.6 
2.6 
2.1 
2.0 2.0 1.7 1.6 
1.1 1.0 0.7 0.6 0.4 0.3 0.3 
15.0 
13.0 
11.0 
9.0 
7.0 
5.0 
3.0 
1.0 
2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 
-1.0 
Pelo menos 1 filho com 6 anos ou menos Pelo menos 1 filho com idade entre 7 e 14 anos 
Todos os filhos com 6 anos ou menos Todos os filhos com idade entre 7 e 14 anos 
Todos os filhos com idade entre 15 e 24 anos 
Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Novas regras Programas Mais Médicos 2015
Novas regras Programas Mais Médicos 2015Novas regras Programas Mais Médicos 2015
Novas regras Programas Mais Médicos 2015Ministério da Saúde
 
Programa Mais Médicos
Programa Mais MédicosPrograma Mais Médicos
Programa Mais MédicosNeinha M Carmo
 
Brasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última década
Brasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última décadaBrasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última década
Brasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última décadaMinistério da Saúde
 
Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015
Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015 Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015
Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015 Ministério da Saúde
 
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...Claudio Figueiredo
 
Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...
Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...
Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...Ministério da Saúde
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha OliveiraO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha OliveiraFundação Fernando Henrique Cardoso
 
Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...
Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...
Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...Ministério da Saúde
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio LottenbergO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio LottenbergFundação Fernando Henrique Cardoso
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia AraujoO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia AraujoFundação Fernando Henrique Cardoso
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Mais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais Médicos
Mais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais MédicosMais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais Médicos
Mais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais MédicosMinistério da Saúde
 

Mais procurados (20)

Novas regras Programas Mais Médicos 2015
Novas regras Programas Mais Médicos 2015Novas regras Programas Mais Médicos 2015
Novas regras Programas Mais Médicos 2015
 
Programa mais médicos
Programa mais médicosPrograma mais médicos
Programa mais médicos
 
Programa Mais Médicos
Programa Mais MédicosPrograma Mais Médicos
Programa Mais Médicos
 
Coletiva Provab
Coletiva ProvabColetiva Provab
Coletiva Provab
 
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
 
Brasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última década
Brasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última décadaBrasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última década
Brasil tem déficit de 54 mil médicos para vagas criadas na última década
 
Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015
Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015 Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015
Mais Médicos atende 100% da meta de expansão em 2015
 
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
 
Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...
Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...
Audiência Pública Reunião Ordinária na Comissão de Constituição e Justiça e d...
 
A evolução da Atenção Primária no Nordeste
A evolução da Atenção Primária no NordesteA evolução da Atenção Primária no Nordeste
A evolução da Atenção Primária no Nordeste
 
Apresentação do ministro Osmar Terra
Apresentação do ministro Osmar TerraApresentação do ministro Osmar Terra
Apresentação do ministro Osmar Terra
 
Como ficam o país e o Nordeste caso a EC 95 não seja derrubada?
Como ficam o país e o Nordeste caso a EC 95 não seja derrubada?Como ficam o país e o Nordeste caso a EC 95 não seja derrubada?
Como ficam o país e o Nordeste caso a EC 95 não seja derrubada?
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha OliveiraO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
 
O Brasil com mais saúde
O Brasil com mais saúdeO Brasil com mais saúde
O Brasil com mais saúde
 
Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...
Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...
Ministério da Saúde abre nova oportunidade para municípios receberem profissi...
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio LottenbergO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia AraujoO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Erno Harzheim
 
O Financiamento da Saúde: o caso da Atenção Primária à Saúde
O Financiamento da Saúde: o caso da Atenção Primária à SaúdeO Financiamento da Saúde: o caso da Atenção Primária à Saúde
O Financiamento da Saúde: o caso da Atenção Primária à Saúde
 
Mais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais Médicos
Mais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais MédicosMais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais Médicos
Mais e melhores hospitais e unidades de saúde - Mais Médicos
 

Destaque

Apresentação1 pobreza ii(1)(1)
Apresentação1 pobreza ii(1)(1)Apresentação1 pobreza ii(1)(1)
Apresentação1 pobreza ii(1)(1)guestbdb4ab6
 
Reflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobreza
Reflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobrezaReflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobreza
Reflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobrezaiicabrasil
 
Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)
Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)
Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)Janísio Salomao
 
Incluir - Programa Capixaba de Redução da Pobreza
Incluir - Programa Capixaba de Redução da PobrezaIncluir - Programa Capixaba de Redução da Pobreza
Incluir - Programa Capixaba de Redução da PobrezaPrograma Incluir ES
 
Consequências da 2ª Guerra Mundial
Consequências da 2ª Guerra MundialConsequências da 2ª Guerra Mundial
Consequências da 2ª Guerra MundialSusana Simões
 

Destaque (20)

Caderno de resultados da inclusão produtiva rural do Brasil Sem Miséria
Caderno de resultados da inclusão produtiva rural do Brasil Sem MisériaCaderno de resultados da inclusão produtiva rural do Brasil Sem Miséria
Caderno de resultados da inclusão produtiva rural do Brasil Sem Miséria
 
Apresentação1 pobreza ii(1)(1)
Apresentação1 pobreza ii(1)(1)Apresentação1 pobreza ii(1)(1)
Apresentação1 pobreza ii(1)(1)
 
Reflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobreza
Reflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobrezaReflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobreza
Reflexões e recomendações sobre estratégias de combate à pobreza
 
Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)
Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)
Estratégia Combate a Pobreza em Angola (ECP)
 
Incluir - Programa Capixaba de Redução da Pobreza
Incluir - Programa Capixaba de Redução da PobrezaIncluir - Programa Capixaba de Redução da Pobreza
Incluir - Programa Capixaba de Redução da Pobreza
 
Apresentação da ministra - seminário internacional Desenvolvimento Social: um...
Apresentação da ministra - seminário internacional Desenvolvimento Social: um...Apresentação da ministra - seminário internacional Desenvolvimento Social: um...
Apresentação da ministra - seminário internacional Desenvolvimento Social: um...
 
Christine lagarde
Christine lagardeChristine lagarde
Christine lagarde
 
Caderno de Resultados Mulheres
Caderno de Resultados MulheresCaderno de Resultados Mulheres
Caderno de Resultados Mulheres
 
Caderno de Resultados (2011/2014)
Caderno de Resultados (2011/2014)Caderno de Resultados (2011/2014)
Caderno de Resultados (2011/2014)
 
Redução da pobreza e das desigualdades – primeira infância
Redução da pobreza e das desigualdades –  primeira infânciaRedução da pobreza e das desigualdades –  primeira infância
Redução da pobreza e das desigualdades – primeira infância
 
Caderno Brasil Sem Miséria - Resultados 3 anos
Caderno Brasil Sem  Miséria  - Resultados 3 anos Caderno Brasil Sem  Miséria  - Resultados 3 anos
Caderno Brasil Sem Miséria - Resultados 3 anos
 
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
 
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
 
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
 
PAA 10 Anos de Aquisição de Alimentos
PAA 10 Anos de Aquisição de AlimentosPAA 10 Anos de Aquisição de Alimentos
PAA 10 Anos de Aquisição de Alimentos
 
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
 
Food and Nutrition Security in Brazil
Food and Nutrition Security in BrazilFood and Nutrition Security in Brazil
Food and Nutrition Security in Brazil
 
Pib
PibPib
Pib
 
A economia e a sociedade
A economia e a sociedadeA economia e a sociedade
A economia e a sociedade
 
Consequências da 2ª Guerra Mundial
Consequências da 2ª Guerra MundialConsequências da 2ª Guerra Mundial
Consequências da 2ª Guerra Mundial
 

Semelhante a Reduzindo a Pobreza Multidimensional

Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Apresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RS
Apresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RSApresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RS
Apresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RSVítor André Duarte
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Fernando Cembranelli
 
Escassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdf
Escassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdfEscassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdf
Escassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdfDaviCarvalho66
 
Apresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social
Apresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e SocialApresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social
Apresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e SocialPalácio do Planalto
 
A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...
A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...
A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...Fundação de Economia e Estatística
 
Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...
Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...
Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...Palácio do Planalto
 
Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...
Objetivos de Desenvolvimento  do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...Objetivos de Desenvolvimento  do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...
Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...Governo de Santa Catarina
 
Apresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográficaApresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográficaZeca B.
 

Semelhante a Reduzindo a Pobreza Multidimensional (20)

Diálogos Governo-Sociedade Civil 6ª edição
Diálogos Governo-Sociedade Civil 6ª ediçãoDiálogos Governo-Sociedade Civil 6ª edição
Diálogos Governo-Sociedade Civil 6ª edição
 
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
 
Apresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RS
Apresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RSApresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RS
Apresentação Ministra Tereza Campello na FACCAT - Taquara - RS
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
 
Superação da pobreza da população negra
Superação da pobreza da população negraSuperação da pobreza da população negra
Superação da pobreza da população negra
 
Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do MilênioRelatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
 
Escassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdf
Escassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdfEscassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdf
Escassez de Médicos em Atenção Primária em Saúde no Brasil – 2010 - 2021_.pdf
 
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
 
Apresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social
Apresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e SocialApresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social
Apresentação Tereza Campello - Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social
 
Efeito Copabana
Efeito CopabanaEfeito Copabana
Efeito Copabana
 
Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...
Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...
Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...
 
A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...
A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...
A importância da avaliação ex ante para identificação e desenho de programas ...
 
125 anos da Abolição da Escravidão no Brasil: O que Mudou na Vida dos Negros ...
125 anos da Abolição da Escravidão no Brasil: O que Mudou na Vida dos Negros ...125 anos da Abolição da Escravidão no Brasil: O que Mudou na Vida dos Negros ...
125 anos da Abolição da Escravidão no Brasil: O que Mudou na Vida dos Negros ...
 
Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...
Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...
Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdênci...
 
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
 
Os novos trabalhadores imigrantes: "o sonho brasileiro"
Os novos trabalhadores imigrantes: "o sonho brasileiro"Os novos trabalhadores imigrantes: "o sonho brasileiro"
Os novos trabalhadores imigrantes: "o sonho brasileiro"
 
Brasil fora do Mapa da Fome
Brasil fora do Mapa da Fome Brasil fora do Mapa da Fome
Brasil fora do Mapa da Fome
 
Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...
Objetivos de Desenvolvimento  do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...Objetivos de Desenvolvimento  do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...
Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - Relatório Nacional de Acompanhamen...
 
Relatorio Nacional de Acompanhamento dos ODM
Relatorio Nacional de Acompanhamento dos ODMRelatorio Nacional de Acompanhamento dos ODM
Relatorio Nacional de Acompanhamento dos ODM
 
Apresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográficaApresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográfica
 

Mais de Palácio do Planalto

Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo IntegralProposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo IntegralPalácio do Planalto
 
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio -  Escolas em Tempo IntegralNovo Ensino Médio -  Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo IntegralPalácio do Planalto
 
Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17
Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17
Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17Palácio do Planalto
 
Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...
Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...
Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...Palácio do Planalto
 
Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...
Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...
Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...Palácio do Planalto
 
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela DemocraciaManifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela DemocraciaPalácio do Planalto
 
Manifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela Democracia
Manifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela DemocraciaManifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela Democracia
Manifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela DemocraciaPalácio do Planalto
 
Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...
Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...
Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...Palácio do Planalto
 
Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...
Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...
Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...Palácio do Planalto
 
Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)
Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)
Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)Palácio do Planalto
 
Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...
Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...
Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...Palácio do Planalto
 
Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...
Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...
Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...Palácio do Planalto
 
Manifesto em defesa da ordem jurídica e da democracia
Manifesto em defesa da ordem jurídica e da democraciaManifesto em defesa da ordem jurídica e da democracia
Manifesto em defesa da ordem jurídica e da democraciaPalácio do Planalto
 
Nota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a Constituição
Nota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a ConstituiçãoNota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a Constituição
Nota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a ConstituiçãoPalácio do Planalto
 
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela DemocraciaManifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela DemocraciaPalácio do Planalto
 

Mais de Palácio do Planalto (20)

Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo IntegralProposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
 
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio -  Escolas em Tempo IntegralNovo Ensino Médio -  Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
 
30 dias de governo Temer
30 dias de governo Temer30 dias de governo Temer
30 dias de governo Temer
 
Meta Fiscal
Meta FiscalMeta Fiscal
Meta Fiscal
 
Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17
Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17
Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/17
 
Hora do Enem
Hora do EnemHora do Enem
Hora do Enem
 
Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...
Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...
Defesa da presidenta Dilma Rousseff apresentada por José Eduardo Cardozo na C...
 
Minha Casa Minha Vida 3
Minha Casa Minha Vida 3Minha Casa Minha Vida 3
Minha Casa Minha Vida 3
 
Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...
Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...
Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos Brasileiros em Defesa do Estad...
 
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela DemocraciaManifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
 
Manifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela Democracia
Manifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela DemocraciaManifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela Democracia
Manifesto das Advogadas e Advogados Capizabas pela Democracia
 
Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...
Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...
Manifesto das Professoras e Professores, Técnicas e Técnicos e Alunas e Aluno...
 
Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...
Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...
Nota pública da Associação | Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia...
 
Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)
Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)
Manifesto dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC)
 
Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...
Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...
Nota de repúdio a decisão do Conselho Federal da OAB em favor do impeachment ...
 
Manifesto da OAB Federal
Manifesto da OAB FederalManifesto da OAB Federal
Manifesto da OAB Federal
 
Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...
Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...
Manifesto da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares-RENAP e a Artic...
 
Manifesto em defesa da ordem jurídica e da democracia
Manifesto em defesa da ordem jurídica e da democraciaManifesto em defesa da ordem jurídica e da democracia
Manifesto em defesa da ordem jurídica e da democracia
 
Nota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a Constituição
Nota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a ConstituiçãoNota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a Constituição
Nota Pública: Não se combate corrupção corrompendo a Constituição
 
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela DemocraciaManifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
Manifesto da Advocacia Pernambucana pela Democracia
 

Último

655444444444444444444444444444444265.pdf
655444444444444444444444444444444265.pdf655444444444444444444444444444444265.pdf
655444444444444444444444444444444265.pdfLEANDROSPANHOL1
 
Resolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdf
Resolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdfResolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdf
Resolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdfRevista Sociedade Militar
 
Normas planejamento familiar exercito 2024.pdf
Normas planejamento familiar exercito 2024.pdfNormas planejamento familiar exercito 2024.pdf
Normas planejamento familiar exercito 2024.pdfRevista Sociedade Militar
 
O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...
O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...
O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...ignaciosilva517
 
10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito
10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito
10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a PrefeitoRogério Augusto Ayres de Araujo
 

Último (6)

655444444444444444444444444444444265.pdf
655444444444444444444444444444444265.pdf655444444444444444444444444444444265.pdf
655444444444444444444444444444444265.pdf
 
Resolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdf
Resolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdfResolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdf
Resolução Forças Armadas - direitos Humanos e 1964.pdf
 
Normas planejamento familiar exercito 2024.pdf
Normas planejamento familiar exercito 2024.pdfNormas planejamento familiar exercito 2024.pdf
Normas planejamento familiar exercito 2024.pdf
 
O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...
O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...
O OCIDENTAL E O ABSOLUTISMO OS INDIGENAS E OS DEUSES DA POLINESIA E DA FILIPI...
 
10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito
10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito
10 Ideias de Propostas de plano de governo para Candidatos a Prefeito
 
CALDAS Marinha DEFESA apresentada ao STF
CALDAS Marinha DEFESA apresentada ao STFCALDAS Marinha DEFESA apresentada ao STF
CALDAS Marinha DEFESA apresentada ao STF
 

Reduzindo a Pobreza Multidimensional

  • 1. Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade
  • 2. Crescimento anual médio da renda per capita Todas as fontes por quintil 6.20% 6.09% 5.44% 4.30% 2.63% 20% mais pobres 20 a 40 40 a 60 60 a 80 20% mais ricos 2002-2013 Fonte: PNAD, sem norte rural. Deflator: INPC (R$ set/out. 2013)
  • 3. 200 240 260 Evolução do Salário Mínimo 300 350 (R$ - % real) 380 415 465 510 545 622 671 724 788 abr/02 abr/03 mai/04 mai/05 abr/06 abr/07 mai/08 feb/2009 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 jan/14 jan/15* * LDO 2015. Fonte: BCB. Nota: Desenvolvido pelo MF. Deflacionada pelo INPC.
  • 4. 28.70 29.50 31.40 Evolução de postos de trabalho formais (milhões) 33.20 35.20 37.60 39.40 41.20 44.10 46.30 47.40 48.90 49.49 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 (j-jun) Fonte: RAIS/MTE. Note: balanceado pelos finais de período.
  • 5. Fortalecimento da Agricultura Familiar A renda da agricultura familiar cresceu 52% de 2003 a 2011 (PNAD/IBGE) • Crédito PRONAF: 290% de aumento, R$ 21 bilhões • Luz Para Todos: 3,17 milhões de ligações • Políticas de compras públicas
  • 7. Programa Bolsa Família • Transferência de renda condicionada para famílias pobres e extremamente pobres • Famílias devem cumprir as condicionalidades nas áreas de saúde e educação • Cobertura do Bolsa Família em 2014: 14 milhões de famílias • Beneficio é enviado diretamente para as famílias via cartão • O titular do cartão é preferencialmente a mulher • Cadastro Único para Programas Sociais
  • 9. Perfil da Extrema Pobreza Núcleo duro da pobreza  71% de negros e negras  60% na região Nordeste  40% de crianças e adolescentes (0 a 14 anos)
  • 10. Cadastro Único = Mapa da Pobreza Porta de entrada para mais de 20 programas federais
  • 11. Eixos do Plano Brasil Sem Miséria MAPA DA POBREZA Melhoria da renda Aumento do bem-estar Garantia de renda Inclusão Produtiva Urbana e Rural Acesso a serviços Aumento de capacidades e oportunidades
  • 12. Bolsa Família - Benefício médio mensal
  • 13. Bolsa Família mantêm 36 milhões de pessoas fora da extrema pobreza
  • 14. Busca Ativa  Mais de 1,35 milhão de famílias localizadas e incluídas  150 mil famílias ainda precisam ser localizadas (estimativa)
  • 16.
  • 17. Inclusão Produtiva Pronatec: 594 tipos de cursos gratuitos oferecidos à população de baixa renda 1,5 milhões de matrículas (set/2014) Microcrédito: 3,6 milhões de operações com beneficiários do Bolsa Família
  • 18. Inclusão Produtiva Micro empreendedores: 406 mil empresas geridas por beneficiários do Bolsa Família Assistência Técnica e Extensão Rural:  apoio intensivo com assistência técnica, recursos financeiros e insumos  286 mil famílias
  • 19. Cisternas: Inclusão Produtiva  750 mil cisternas instaladas desde o início do Plano Brasil Sem Miséria  1,1 milhão de cisternas nos Governos Lula e Dilma 88,1 mil cisternas de produção e outras tecnologias sociais entregues Capacidade total de 27 bilhões de litros de água
  • 20. Acesso a Serviços Desenvolvimento da Primeira Infância: 702 mil crianças do Bolsa Familia matriculadas em creches 66% de aumento de recursos destinados à alimentação escolar 9,1 milhões de crianças beneficiadas com a distribuição de Sulfato Ferroso e vitamina A
  • 21. Saúde: Acesso a Serviços Expansão de serviços médicos por meio da construção de Unidades Básicas de Saúde e colocação de médicos em áreas pobres Minha Casa Minha Vida: novas unidades habitacionais para famílias de baixa renda Mais de 725 mil casas para famílias de baixa renda (53% são beneficiários do Bolsa Familia)
  • 22. Evolução da Taxa de Extrema Pobreza, Brasil, 7.9% 7.8% 2001/2013 - Série original 7.6% 7.0% 5.7% 5.7% 4.8% 4.6% 4.4% 3.6% 4.0% 7.5% 7.5% 7.2% 6.7% 5.4% 5.3% 4.5% 4.3% 4.2% 3.4% 3.8% 8.2% 8.2% 8.0% 7.4% 6.0% 6.1% 5.1% 4.9% 4.6% 3.8% 4.2% 9.0% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% Erro amostral de +/-0,22 Erro amostral de +/-0,4 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Taxa de extrema pobreza Limite Inferior Limite Superior Elaborado a partir da PNAD.
  • 23. Resultado: Comparação das Taxas de Extrema Pobreza Original e Aprimorada 7.0% 6.5% 5.4% 5.0% 4.1% 3.9% 3.8% 2.9% 3.1% 7.6% 7.0% 5.7% 5.7% 4.8% 4.6% 4.4% 3.6% 4.0% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Série Aprimorada Série Original Elaborado a partir da PNAD.
  • 25. Evolução da Pobreza Crônica - PNUD 6.6% 6.0% 5.9% 5.3% 4.8% 4.7% 4.0% 3.7% 3.1% 2.9% 2.8% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Pobreza crônica, OPHI/PNUD
  • 26. Terceira maior redução do número de pessoas subalimentadas no mundo – 2002/2014 BRASIL - POPULAÇÃO EM SUBALIMENTAÇÃO (%) % População 15 10 5 0 Fonte: FAO, 2014 – elaboração SAGI/MDS. 1,7 82% de redução Brasil deixou o Mapa Mundial da Fome em 2014
  • 27. Indicadores e critérios de privação (Banco Mundial) Pobreza crônica: Renda domiciliar per capita abaixo de R$ 140 e simultânea privação em 3 ou mais dimensões Indicador Considera-se que o domicílio sofre privação nas seguintes situações Frequência escolar das crianças Se alguma criança em idade escolar (7-17 anos) não está matriculada na escola Anos de escolaridade Se nenhum dos membros da família tem 8 anos de estudo ou mais Saneamento básico Se o domicílio não tem acesso à rede de esgoto ou fossa séptica Acesso à agua Se o domicílio não tem acesso a água encanada fornecida pela rede geral de abastecimento, poço ou nascente Eletricidade Se o domicílio não tem acesso à eletricidade Habitação Se o domicílio não foi construído com material de alvenaria (como tijolos e pedras) Ativos Se a família não possuir pelo menos dois dos seguintes bens: i) refrigerador/freezer; ii) telefone fixo/celular; iii) fogão que utiliza combustível “limpo” (elétrico ou a gás)
  • 28. Cai em 24% a taxa dos chefes de domicílios sem instrução em todo o Brasil. A queda entre os 5% mais pobres chega em 36% Pessoas de referência dos domicílios sem instrução (%) 17.5 13.3 34.3 21.9 40 35 30 25 20 15 10 5 0 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 36% 24%
  • 29. Entre os mais pobres cresceu em 138% o número de pessoas com ensino fundamental completo Pessoas de referência dos domicílios com nível fundamental completo (%) 37.2 52.7 14.5 34.4 60 50 40 30 20 10 0 42% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais 138% pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  • 30. A frequência à escola das crianças entre 6 e 14 anos foi quase o dobro entre os 5% mais pobres População de 6 a 14 anos que frequênta escola (%) 95.8 98.4 92.5 97.5 99.0 98.0 97.0 96.0 95.0 94.0 93.0 92.0 91.0 90.0 2,8% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres 5,5% Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  • 31. Sendo quase 5 vezes mais rápido o avanço no acesso da população 5% mais pobre à Rede Geral de água Domicílios com acesso à água por rede geral com canalização interna (%) 79.1 84.0 51.4 67.7 90 80 70 60 50 40 30 6,3% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 31,6%
  • 32. O avanço no acesso à água em geral foi 5 vezes mais rápido entre os mais 5% mais pobres Domicílios com acesso à água por rede geral, cisterna, poço ou nascente 88.6 94.6 59.7 79.9 100.0 90.0 80.0 70.0 60.0 50.0 40.0 30.0 6,8% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres com canalização (%) Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 33,8%
  • 33. Foi 3 vezes mais rápido o avanço no acesso ao escoamento sanitário entre os 5% mais pobres Domicílios com escoamento sanitário adequado (%) 67.9 76.0 35.2 54.0 80.0 70.0 60.0 50.0 40.0 30.0 20.0 10.0 0.0 11,9% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 53,4%
  • 34. O acesso à energia elétrica avançou 5 vezes mais rápido entre os 5% mais pobres Domicílios com energia elétrica (%) 96.5 99.3 84.0 97.6 105.0 100.0 95.0 90.0 85.0 80.0 75.0 3,0% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 16,1%
  • 35. Condições de vida da População Brasileira e dos 5% mais pobres Domicílios com geladeira ou freezer (%) 87.3 97.6 52.8 88.7 100.0 80.0 60.0 40.0 20.0 0.0 11,9% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 68,0%
  • 36. O avanço no acesso ao telefone celular de quase 700% no período para a população 5% mais pobre Pessoas de referência dos domicílios com posse de telefone celular (%) 34.6 89.8 9.4 75.7 100.0 90.0 80.0 70.0 60.0 50.0 40.0 30.0 20.0 10.0 0.0 159% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 709%
  • 37. 7.3% 7.1% Evolução da Pobreza Crônica 6.7% 6.0% 4.8% 4.1% 3.2% 2.7% 2.0% 1.6% 1.4% 8.3% 8.1% 7.8% 7.0% 5.4% 4.4% 3.4% 2.9% 1.8% 1.5% 1.1% 9.0% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Pobreza crônica, Banco Mundial Pobreza crônica, SAGI/MDS Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS e Banco Mundial
  • 38. Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica por Região 18.1 17.3 13.4 12.1 9.6 9.1 7.2 6.2 5.2 17.9 17.8 15.3 14.5 11.3 9.1 7.2 5.8 3.5 2.3 1.9 2.3 2.1 1.8 1.6 20 18 16 14 12 10 8 6 4 2 1.0 0.8 0.6 0 0.4 0.2 0.2 0.1 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  • 39. Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 4.5 4.1 3.8 3.4 2.6 2.2 1.8 1.4 0.9 0.6 0.5 12.6 12.5 11.6 10.8 8.1 6.7 5.2 4.3 2.9 2.1 1.7 14.0 12.0 10.0 8.0 6.0 4.0 2.0 0.0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Branco e Amarelo Preto, pardo e índigenas Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS por Raça/Cor
  • 40. Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 13.4 13.3 por tipo de família 12.8 12.3 9.8 8.0 6.5 5.4 3.6 2.6 2.1 2.0 2.0 1.7 1.6 1.1 1.0 0.7 0.6 0.4 0.3 0.3 15.0 13.0 11.0 9.0 7.0 5.0 3.0 1.0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 -1.0 Pelo menos 1 filho com 6 anos ou menos Pelo menos 1 filho com idade entre 7 e 14 anos Todos os filhos com 6 anos ou menos Todos os filhos com idade entre 7 e 14 anos Todos os filhos com idade entre 15 e 24 anos Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  • 41. Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade

Notas do Editor

  1. Programa Bolsa Família