Estrutura sintática

5.851 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.851
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura sintática

  1. 1. Estrutura básica da linguagem 1957
  2. 2. Noam Chomsky <ul><li>Avram Noam Chomsky (Filadélfia, 7 de dezembro de 1928) é um linguista, filósofo e ativista político estadunidense. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Ao suspeitar que o cérebro humano era dotado de um “órgão da linguagem”, Chomsky inicia uma série de estudos, sendo a conclusão deste, o livro Estruturas Sintáticas, publicado em 1957. O livro deu uma nova orientação aos estudos linguísticos modernos, revelando o que era a “Estrutura básica da linguagem”, ou seja, as regras que são a base para se formar qualquer frase. </li></ul>
  4. 4. Estruturas Sintáticas (livro) <ul><li>“ Estruturas Sintáticas”, que basicamente trata sobre a gramática gerativo-transformacional, expunha o que deveria ser, na opinião de Noam, o objetivo da linguística: a formulação de uma gramática que, por meio de um número finito de regras, fosse capaz de gerar todas as frases de um idioma. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Tais regras, afirmou Chomsky, não são leis da natureza. Foram &quot;construídas pela mente durante a aquisição do conhecimento&quot; e podem ser consideradas &quot;princípios universais da linguagem&quot;.  </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Em suas formulações sobre a gramática gerativo-transformacional , Chomsky distinguiu três componentes: o sintático, com função geradora; o fonológico, a imagem acústica da estrutura elaborada pelo componente sintático; e o semântico, que interpreta essa imagem. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Chomsky analisou as estruturas das orações em dois níveis, o profundo e o superficial, para indicar as transformações produzidas ao se passar de um nível para outro e as regras que regem as transformações. Esses conceitos explicam a razão do termo gramática gerativo-transformacional e fundamentaram grande parte dos estudos linguísticos. </li></ul>
  8. 8. Gramática gerativo-transformacional <ul><li>Na gramática transformacional, postula-se uma série de regras pelas quais as sentenças podem ser relacionadas umas às outras e onde uma sentença pode ser convertida ou transformada em outra. Uma transformação permite que se converta uma sentença ativa em uma sentença passiva, uma expressão afirmativa em uma negativa ou interrogativa. </li></ul>
  9. 9. CONCLUSÃO <ul><li>Concluímos que, segundo os estudos de Noam Chomsky, nosso cérebro é dotado de um “órgão de linguagem”, ou seja, para ele, os seres humanos já nascem com a competência da linguagem. E que baseados nesses estudos ele publicou o livro “Estruturas Sintáticas”, que explicava isso e a “Estrutura básica da linguagem”, que seria as regras que servem de base para se formar qualquer frase. </li></ul>
  10. 10. Noam Chomsky
  11. 11. <ul><li>Larissa Alves dos Santos </li></ul><ul><li>Letícia Garcia de Jesus </li></ul><ul><li>Raquel Barbosa da Silva </li></ul><ul><li>9º ano B </li></ul>

×