Pílula

4.792 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre a pílula contraceptiva.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.792
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
59
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pílula

  1. 1. Disciplina de Biologia ESSA 2011/2012 12ºano Trabalho realizado por: Catarina Martinho, nº2 Ana Maria Alves, nº3 Mafalda Pereira, nº2
  2. 2. Introdução
  3. 3. o Surgiu na década de 60 o Contemporâneo ao aparecimento dos Movimentos Feministas o Visava oferecer à mulher liberdade sexual sem medo de uma gravidez indesejada
  4. 4. Conferia ainda liberdade para controlar o seu futuro em termos familiares e profissionais (que apenas surge nesta época)
  5. 5. Métodos Contraceptivos Naturais Não Naturais DIU Preservativo Anel Vaginal Espermicida Diafragma Pílula Contraceptiva
  6. 6. A pílula
  7. 7. O que é a pílula?’ o Método de contracepção hormonal de via oral feminino o Possui hormonas ováricas o Desencadeia um mecanismo de feedback negativo que impede a ovulação o 95-99,9% de eficácia
  8. 8. Quais são os diferentes tipos de pílulas?
  9. 9. o Existem dois tipos de pílula: - Combinada: estrogénio e progestagéneo (semelhante à progestrona) - Progestativas: progestagéneo
  10. 10. o Contêm estrogénios sintéticos e progestagéneo o Inibem a ovulação o Alteram o muco cervical Pílula Combinada
  11. 11. o Podem ser: -Monofásicas (dose de hormonas igual durante todo o ciclo) - Bifásicas (dose de hormonas varia duas vezes ao longo do ciclo) - Trifásica (dose varia três vezes ao longo do ciclo)
  12. 12. Pílula Progestativa o Apenas contêm prostagéneo o Não inibe a ovulação o Altera o muco cervical o Possui menos contra-indicações o Podem ser usadas durante a amamentação o Menos eficazes
  13. 13. Como se aplica? o Pílulas Combinadas - A maioria das pílulas toma-se uma vez por dia, durante 21 dias , à mesma hora . Após os 21 dias faz-se uma pausa de 7 dias , para que a mulher possa ter uma hemorragia não-menstrual. - Nas pílulas de 22 dias , o intervalo é de 6 dias. - Nas pílulas de 28 dias não há descanço.
  14. 14. o Pílula Progestativas - São tomadas diariamente , de modo contínuo e ininterrupto
  15. 15. Como actuam as pílulas no ciclo sexual?
  16. 16. Os folículos necessitam de hormonas hipofisárias para se desenvolverem (FSH e LH) Os folículos ,ao longo do seu desenvolvimento , segregam cada vez maiores quantidades de estrogénio Feedback Negativo Redução progressiva da libertação de LH e FSH Apenas o folículo com mais receptores dessas hormonas consegue completar o seu desenvolvimento O folículo maduro produz elevado nível de estrogénio Feedback Positivo Grande libertação de FSH e LH Ocorre a Ovulação
  17. 17. Ingestão da pílula Doses baixas e constantes de estrogénio e progestrona Feedback Negativo Inibição da produção de FSH e LH Não ocorre o desenvolvimento dos folículos Não ocorre a Ovulação O progestagéneo confere uma maior espessura ao muco cervical O muco fica mais impermeável aos espermatozóides O progestagéneo actua também ao nível das trompas de falópio, diminuindo a secreção e o peristaltismo das trompas de falópio Dificulta a progressão do ovo
  18. 18. Aspectos Positivos
  19. 19. o Altamente eficaz como método contraceptivo o O risco de gravidez, quando adequadamente utilizada, é de cerca de 0,1% o Reduz as dores menstruais, até mesmo as resultantes da endometriose o Reduz o fluxo menstrual o Reduz anemias, por carência de ferro, resultantes de grandes fluxos o Regulariza o ciclo menstrual
  20. 20. o Controlo e tratamento do síndrome dos ovários policísticos o Reduz a probabilidade de apresentar quistos nos ovários o Reduz o número de gestações ectópicas o Reduz as probabilidades de cancro do útero e dos ovários o Melhora a pele: o Reduz a quantidade de pêlos; a oleosidade e o acne o Existem pílulas com efeito diurético
  21. 21. Aspectos Negativos
  22. 22. Mulheres que sofram ou tenham sofrido de: o Doenças tromboembólicos, como trombose, enfarte do miocárdio e embolia pulmonar; o Doenças hepáticas (insuficiência hepática), pois as hormonas são metabolizadas no fígado o Hipertensão arterial (normalmente estas mulheres tendem a sofrer de hipertensão durante a gravidez) não podem tomar a pílula!
  23. 23. o Riscos associados à toma da pílula: o Sintomas de gastrite o Aumento de varizes o Alteração do peso o Interferência na libido de algumas mulheres oInchaço devido à retenção de líquidos o Manchas faciais oSangramento genital irregular
  24. 24. o Enxaquecas oAumenta o risco de colelitíase (cálculos na vesícula biliar) oAlguns antibióticos podem reduzir a eficácia da pílula o Medicamentos utilizados no tratamento da epilepsia interferem com o uso da pílula e têm a sua acção prejudicada pela pílula
  25. 25. ATENÇÃO: oA pílula não previne DST (doenças sexualmente transmissíveis) o É sempre necessário a utilização de preservativo (masculino ou feminino) em todas as relações sexuais o Antes de tomar qualquer tipo de pílula é necessário a mulher aconselhar-se junto do genecologista
  26. 26. Dúvidas Comuns
  27. 27. o Deve-se fazer descansos da pílula? Não . A paragem da toma da pílula apenas dificulta a regulação hormonal . o O que é que se pode fazer em caso de esquecimento? A pílula deve ser tomada sempre à mesma hora. Porém em caso de esquecimento ( inferior a 12h) deve-se tomar a pílula em falta e nesse mesmo dia tomar a outra pílula à hora usual.
  28. 28. o O que é que se pode fazer em caso de esquecimento?(continuação) Se já tiverem passado 12 horas , deve-se tomar a pílula em falta, assim como a outra à hora habitual. No entanto, já não existe protecção contra uma gravidez indejesada. Deve-se continuar a tomar a embalagem até ao fim , de modo a evitar a desregulação do ciclo e perdas menstruais.
  29. 29. o O que fazer em caso de se vomitar? A pílula, assim como os outros alimentos, demora cerca de 3-4h a ser digerida. Se se vomitar num período até 4h após a ingestão da pílula , deve-se repetir a toma da pílula. Se se vomitou num período superior a 4 h após a ingestão da pílula , não é necessaria qualquer preocupação.
  30. 30. o O que fazer em caso de se ter diarreia? A diarreia causa a aceleração do trânsito intestinal e como tal não permite a absorção da pílula. É necessário utilizar outro método contraceptivo até que a diarreia pare. o Os medicamentos interferem com a pílula? A maioria não, porém os antibióticos podem reduzir a eficácia da pílula e como tal é sempre melhor discutir a situação com um médico.
  31. 31. o Quanto tempo depois de se iniciar a toma da pílula pela primeira vez se está protegida? Se a toma começar no primeiro dia da menstruação , a mulher encontra-se protegida durante todo aquele ciclo e no período de descanço. Se a toma começar numa outra altura do ciclo é recomendável usar outro método contraceptivo durante a primeira embalagem. Ao iniciar-se a segunda embalagem , passada a pausa , a mulher já está protegida.
  32. 32. Conclusão
  33. 33. o A pílula constituiu uma enorme revolução na vida das mulheres o Conferindo-lhes independência e poder de escolha o Tal como qualquer outra medicação apresenta prós e contras o É fundamental que antes de iniciar a toma da pílula a mulher se diriga ao seu genecologista para discutir qual o melhor método contraceptivo tendo em conta o seu historial cliníco
  34. 34. o É ainda importante frisar que a a pílula não protege contra DST, para tal é necessário a utilização de um preservativo (feminino ou masculino) o A pílula impede a ovulação, logo, impede também a existência de uma gravidez indesejada o Apesar dos benefícios que a pílula pode trazer, a toma desta contínua a representar um tema polémico já que, como todos os outros métodos contraceptivos, visa impedir uma gravidez que, possivelmente, daria origem a um ser humano, constituindo-se assim como anti-natura
  35. 35. Bibliografia
  36. 36. •http://revista.lsf.com.br/ser/pilulas-anticoncepcionais-pros-e-contras/ •http://www.brevesdesaude.com.br/ed02/pilulas.htm •http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-01882003000100010&script=sci_arttext •http://populacaosustentavel.wordpress.com/2011/09/21/por-que-o-tema-populacao-e- meio-ambiente/ •http://cienciahoje.uol.com.br/colunas/por-dentro-das-celulas/a-segunda-revolucao-das- pilulas •http://www.clearblue.com/pt/contracepcao.php?utm_source=google&utm_medium=cpc &utm_content=contracepcao&utm_campaign=clearblue%20%20ago11%20geral&gclid=CLf 79Mav-asCFTQhtAodLTNLkg •http://www.juventudeinteractiva.org/espacocontigo/index.php?option=com_content&tas k=view&id=19&Itemid=71 •http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%ADlula_contraceptiva_oral_combinada (acedido a 14 e 21 de Outubro)

×