Tecnologia e Educação Lanara Guimarães de Souza Lanara G. de Souza
Inicialmente é valioso distinguirmos a  Informação  de  Dados , que são conceitos muito discutidos –e até mal compreendido...
Muito embora ininteligível, o que se apresenta no quadro são dados. Assim, pode-se entende-los como um conjunto de caracte...
A partir do que se esboçou anteriormente sobre o significado de informação, conhecimento pode ser entendido como a “capaci...
Já com base na origem latina do termo,  conhecimento  vem do  cognocère  que significa conhecer pelos sentidos. Dessa gêne...
O  conhecimento popular , também chamado de empírico/sensível ou vulgar, é aquele derivado das experiências cotidianas sem...
Outra modalidade não menos importante que a popular é o  conhecimento teológico , caracterizado por ser predominantemente ...
Conjunto de informações que relacionadas entre si (re) constróem o  conhecimento Mecanismos automáticos (electrónicos) que...
Passou a trabalhar a Terra Utilizou a  Terra  como Recurso Passou a trabalhar com Máquinas  Utilizou as  Matérias Primas  ...
Sociedade da Informação  O homem desde que vive em sociedade tem necessidade de  partilhar conhecimento. O ser humano reco...
Sociedade da Informação  Troca de Informação entre as pessoas Fraca velocidade de processamento do cérebro humano Incapaci...
<ul><li>Televisão por Cabo </li></ul><ul><li>Internet com acesso de Banda Larga </li></ul><ul><li>Sistemas de GPS </li></u...
INFORMÁTICA Ciência do Tratamento Automático da Informação, utilizando para tal máquinas automáticas INFOR mação auto MÁTICA
Somente no século XX foram gerados mais conhecimentos científicos e tecnológicos que em todo o período anterior da históri...
Sociedade da Informação  O homem desde que vive em sociedade tem necessidade de  partilhar conhecimento. O ser humano reco...
Sociedade da Informação  Troca de Informação entre as pessoas Fraca velocidade de processamento do cérebro humano Incapaci...
©  Lanara mas.. pode copiar tudo
Influência da tecnologia <ul><li>Na sociedade: </li></ul><ul><li>Mudanças aceleradas; </li></ul><ul><li>Eliminação de barr...
Influência da tecnologia <ul><li>No trabalho: </li></ul><ul><li>Muda o perfil do trabalhador: </li></ul><ul><li>“ raciocín...
Influência da tecnologia <ul><li>Na educação: </li></ul><ul><li>Desmistificar a linguagem tecnológica; </li></ul><ul><li>R...
A estrutura de aprendizagem é mais adaptável às rápidas mudanças no mundo O professor como guia O professor como especiali...
Desenvolvimento de habilidades para a era da informação  Aprender a aprender   Aprendizado pré-determinado   Os recursos d...
Processo de aprendizagem <ul><li>Aprender é construir o saber em interação com outrem; </li></ul><ul><li>Suscitar a expres...
Perfil do futuro professor <ul><li>Arquiteto cognitivo; </li></ul><ul><li>Dinamizador da inteligência coletiva; </li></ul>...
trabalho coletivo  e coolaborativo aprendizagem  recíproca de todos reconhecimento e  enriquecimento  mútuo das pessoas in...
conhecimento científico “ escutar adequadamente  a voz da natureza” trasmissão   sala de aula “ ideologia do ver” – observ...
educação bancária?! (com novas tecnologias…) ©  nelson pretto mas.. pode copiar tudo conceito de pesquisa
Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Disciplinas separadas e estanques  </li></ul><ul><li>Sala de au...
Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Informática  como ferramenta </li></ul><ul><li>Conhecimentos “c...
Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Informática  como ferramenta </li></ul><ul><li>Conhecimentos “c...
Laboratório rotinas  pré-programadas requer dos alunos o seguimento de instruções manipulação  de equipamentos preparação ...
©  bonilla  mas.. pode copiar tudo pesquisa  =  cópia da rede &quot;Internet é para fazer pesquisa!&quot;
Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Ênfase no raciocínio analítico-linear </li></ul><ul><li>Educaçã...
capacitação operativa dos profissionais  recurso didático-pedagógico evolução dos livros didáticos e dos retroprojetores a...
grandezas físicas contínuas grandezas  análogas  a um outro conjunto  de variáveis contínuas ou discretas. dispositivos an...
softwares educativos movimento cor animações representação som &quot;pedagogização&quot; ©  bonilla  mas.. pode copiar tud...
Educação DE MASSA a distância produção centralizada de conteúdos assimilação-transmissão nenhuma relação com o local conte...
experiências   científicas formulação  de hipóteses pensamento interpretações do mundo
NOVAS redes de ensino-aprendizagem NOVA Sala de aula... Na sala de aula interativa a aprendizagem se faz com a dialógica q...
. fortalecimento do tecido social . formação de cidadãos ativos e autônomos . produção de cultura e conhecimento universid...
<ul><li>SANTOS, Boaventura S. de.  Um discurso sobre as ciências . Ed. 10. Coimbra:  Afrontamentos, 1987. Coleção História...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

TIC

1.060 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.060
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Em muitas práticas pedagógicas que utilizam as tecnologias o coneceito de educação continua sendo o mesmo, só que bem mais potencializado. De um lado os que sabem (transmitindo informação) de outro lado os que não sabem, consumindo as informações que vem de longe...
  • TIC

    1. 1. Tecnologia e Educação Lanara Guimarães de Souza Lanara G. de Souza
    2. 2. Inicialmente é valioso distinguirmos a Informação de Dados , que são conceitos muito discutidos –e até mal compreendidos- quando se tem na pauta este assunto. Observe o conteúdo do quadro: Introdução ww...//_______<<***>> &.../////~~Iiddb_____()
    3. 3. Muito embora ininteligível, o que se apresenta no quadro são dados. Assim, pode-se entende-los como um conjunto de caracteres (sinais, símbolos etc.) que, inserido num determinado sistema alfabético, permite a representação de certa informação sobre a realidade. O dado, portanto, pode ser definido como um encadeamento de símbolos quantificados ou quantificáveis. Dado e Informação: considerações preliminares
    4. 4. A partir do que se esboçou anteriormente sobre o significado de informação, conhecimento pode ser entendido como a “capacidade de interpretar e operar sobre um conjunto de Informações”. Tal capacidade é criada a partir das relações tecidas sobre o esse conjunto que, combinados a outros pertinentes (incluindo experiências, impressões, valores, crenças, etc.), possibilita compreender o conhecimento e produzir inferências sobre este. Dado e Informação: considerações preliminares
    5. 5. Já com base na origem latina do termo, conhecimento vem do cognocère que significa conhecer pelos sentidos. Dessa gênese semântica, depreende-se que o conhecimento surge a partir da relação de alguém (sujeito) -que sensorialmente desvela um fato/fenômeno- com a realidade (objeto) a ser conhecida/explorada em suas características fundamentais. Conhecimento: concepções e modalidades
    6. 6. O conhecimento popular , também chamado de empírico/sensível ou vulgar, é aquele derivado das experiências cotidianas sem que haja a intenção sistemática de analisar uma realidade na forma de pesquisa; é o conhecimento obtido das investigações pessoais feitas ao sabor das circunstâncias da vida, ou seja, o conhecimento construído a partir da relação do indivíduo ou grupo deles com o mundo, em contato direto com coisas e/ou pessoas. Esta categoria tem assumido importância axial como fonte de todo o conhecimento humano. Conhecimento: concepções e modalidades
    7. 7. Outra modalidade não menos importante que a popular é o conhecimento teológico , caracterizado por ser predominantemente valorativo e inspiracional. Um conhecimento que tem como alicerce os princípios, normas, crenças, valores, leis etc. Conhecimento: concepções e modalidades
    8. 8. Conjunto de informações que relacionadas entre si (re) constróem o conhecimento Mecanismos automáticos (electrónicos) que fazem o Tratamento , Armazenamento e Comunicação da Informação Tecnologias de Informação
    9. 9. Passou a trabalhar a Terra Utilizou a Terra como Recurso Passou a trabalhar com Máquinas Utilizou as Matérias Primas como Recurso Passou a trabalhar os Dados e a Informação Utilizou o Conhecimento como Recurso A História da evolução da Sociedade Humana... Revolução Agricula Revolução Industrial Revolução Tecnológica
    10. 10. Sociedade da Informação O homem desde que vive em sociedade tem necessidade de partilhar conhecimento. O ser humano recolhe os dados que necessita e processa-os no cérebro para armazenar na memória ou transmitir os resultados. No entanto somos um ser limitado em termos de memória e processamento e não conseguimos transmitir a informação a grandes distancias em velocidades desejadas. O aparecimento e a disseminação de novas tecnologias capazes de Processar , Armazenar e Comunicar grandes volumes de informação, teve um efeito na evolução das sociedades a tal ponto de vários historiadores se referirem ao século XX como a Sociedade de Informação.
    11. 11. Sociedade da Informação Troca de Informação entre as pessoas Fraca velocidade de processamento do cérebro humano Incapacidade Humana de reter toda a informação Organização e Selecção da Informação Execução de cálculos e tarefas complexas em curto espaço de tempo Comunicar a longa distancia em tempo real TIC Computador e sistemas Informáticos Suportes de Armazenamento, Base de Dados. Telecomunicações
    12. 12. <ul><li>Televisão por Cabo </li></ul><ul><li>Internet com acesso de Banda Larga </li></ul><ul><li>Sistemas de GPS </li></ul><ul><li>Telemóveis da 3º Geração (Norma UMTS) </li></ul><ul><li>PDA, Notbooks, Terminais POS e ATM </li></ul><ul><li>Sistemas de armazenamento digitais </li></ul><ul><li>Leitores de musica de vários formatos </li></ul><ul><li>Redes de computadores </li></ul><ul><li>Computadores Servidores (MainFrames) </li></ul><ul><li>Bases de Dados ( Civis, Genéticos, Veículos ) </li></ul><ul><li>Computadores pessoais (PC ) </li></ul>TIC
    13. 13. INFORMÁTICA Ciência do Tratamento Automático da Informação, utilizando para tal máquinas automáticas INFOR mação auto MÁTICA
    14. 14. Somente no século XX foram gerados mais conhecimentos científicos e tecnológicos que em todo o período anterior da história da humanidade. De Santos Dumont em 1906 à Lou Armstrong em 1969 e às telecomunicações de 1999, isto é 93 anos, tivemos as maiores transformações de todos os tempos. O avanço científico tem aumentado as indagações sobre o Universo, e a cada inovação tecnológica significativa, muda a visão que o homem tem de si mesmo.
    15. 15. Sociedade da Informação O homem desde que vive em sociedade tem necessidade de partilhar conhecimento. O ser humano recolhe os dados que necessita e processa-os no cérebro para armazenar na memória ou transmitir os resultados. No entanto somos um ser limitado em termos de memória e processamento e não conseguimos transmitir a informação a grandes distancias em velocidades desejadas. O aparecimento e a disseminação de novas tecnologias capazes de Processar , Armazenar e Comunicar grandes volumes de informação, teve um efeito na evolução das sociedades a tal ponto de vários historiadores se referirem ao século XX como a Sociedade de Informação.
    16. 16. Sociedade da Informação Troca de Informação entre as pessoas Fraca velocidade de processamento do cérebro humano Incapacidade Humana de reter toda a informação Organização e Selecção da Informação Execução de cálculos e tarefas complexas em curto espaço de tempo Comunicar a longa distancia em tempo real TIC Computador e sistemas Informáticos Suportes de Armazenamento, Base de Dados. Telecomunicações
    17. 17. © Lanara mas.. pode copiar tudo
    18. 18. Influência da tecnologia <ul><li>Na sociedade: </li></ul><ul><li>Mudanças aceleradas; </li></ul><ul><li>Eliminação de barreiras físicas e temporais; </li></ul><ul><li>Troca de informações, idéias e negócios fazendo emergir o fenômeno da globalização. </li></ul>
    19. 19. Influência da tecnologia <ul><li>No trabalho: </li></ul><ul><li>Muda o perfil do trabalhador: </li></ul><ul><li>“ raciocínio lógico, habilidade para aprender novas qualificações; conhecimento técnico geral; responsabilidade com o processo de produção; iniciativa de resolução de problemas”. </li></ul>
    20. 20. Influência da tecnologia <ul><li>Na educação: </li></ul><ul><li>Desmistificar a linguagem tecnológica; </li></ul><ul><li>Reorganização curricular; </li></ul><ul><li>Formar cidadãos com visão crítica e sólida formação geral, domínio das tecnologias e capacidade de atuação consciente; </li></ul><ul><li>Promover o acesso. </li></ul><ul><li>“ Sem estar bem informado é impossível participar; portanto, é impossível ser cidadão”. </li></ul>
    21. 21. A estrutura de aprendizagem é mais adaptável às rápidas mudanças no mundo O professor como guia O professor como especialista A equipe constrói habilidades que são desenvolvidas; o aprendizado é aprimorado pelo compartilhamento Equipe de aprendizagem Trabalho individual . A motivação do aluno é aprimorada Participação do aluno Absorção passiva Os alunos são investidos no poder de aprendizes ativos Centrado no aluno Centrado no professor Implicações para os alunos Modelo novo Modelo antigo
    22. 22. Desenvolvimento de habilidades para a era da informação Aprender a aprender Aprendizado pré-determinado Os recursos de aprendizagem (livros-texto, base de conhecimentos existentes) são substituídos por links on-line no mundo real. Os recursos podem ser adaptados às necessidades imediatas da aprendizagem Dinâmico Estático Implicações para os alunos Modelo novo Modelo antigo
    23. 23. Processo de aprendizagem <ul><li>Aprender é construir o saber em interação com outrem; </li></ul><ul><li>Suscitar a expressão e a confrontação; </li></ul><ul><li>Interpretar as atitudes dos estudantes; </li></ul><ul><li>O trabalho em pequenos grupos interativos; </li></ul><ul><li>O trabalho no coletivo. </li></ul>
    24. 24. Perfil do futuro professor <ul><li>Arquiteto cognitivo; </li></ul><ul><li>Dinamizador da inteligência coletiva; </li></ul><ul><li>Transgressor da linearidade; </li></ul><ul><li>Professor-pesquisador. </li></ul>
    25. 25. trabalho coletivo e coolaborativo aprendizagem recíproca de todos reconhecimento e enriquecimento mútuo das pessoas inteligência distribuída por toda parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências cada integrante (ou nó) contribui para o enriquecimento de todo o grupo, o que potencializa processos horizontais, possibilita a construção de lugares e territórios onde aprende-se, coletivamente, a conviver com outras culturas (Lévy, 1998) LINC - PUCSP inteligência coletiva
    26. 26. conhecimento científico “ escutar adequadamente a voz da natureza” trasmissão sala de aula “ ideologia do ver” – observação e experimentação © bonilla mas.. pode copiar tudo
    27. 27. educação bancária?! (com novas tecnologias…) © nelson pretto mas.. pode copiar tudo conceito de pesquisa
    28. 28. Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Disciplinas separadas e estanques </li></ul><ul><li>Sala de aula tipo linha de montagem </li></ul><ul><li>Aprendizagem como produto </li></ul><ul><li>Professor dono único do conhecimento </li></ul><ul><li>Professor só ensina </li></ul><ul><li>Para </li></ul><ul><li>Integração e interdependência dos assuntos </li></ul><ul><li>Domínio do processo e não só do conteúdo </li></ul><ul><li>Aprendizagem como processo </li></ul><ul><li>Professor como facilitador na procura do conhecimento </li></ul><ul><li>Professor ensina e aprende </li></ul>
    29. 29. Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Informática como ferramenta </li></ul><ul><li>Conhecimentos “certos” e definidos </li></ul><ul><li>Autoritarismo de quem sabe </li></ul><ul><li>Para </li></ul><ul><li>Informática como agente de transformação </li></ul><ul><li>Aprender a aprender, Importância do contexto, Conhecimento sujeito a mudanças </li></ul><ul><li>Encorajamento da discordância - autonomia de quem aprende </li></ul>
    30. 30. Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Informática como ferramenta </li></ul><ul><li>Conhecimentos “certos” e definidos </li></ul><ul><li>Autoritarismo </li></ul><ul><li>de quem sabe </li></ul><ul><li>Para </li></ul><ul><li>Informática como agente de transformação </li></ul><ul><li>Aprender a aprender, Importância do contexto, Conhecimento sujeito a mudanças </li></ul><ul><li>Encorajamento da discordância - autonomia de quem aprende </li></ul>
    31. 31. Laboratório rotinas pré-programadas requer dos alunos o seguimento de instruções manipulação de equipamentos preparação de montagens realização de medidas percepção da criança como pensador concreto, dependente da observação direta e da experiência real para raciocinar Santos, 1999:61 tendência escolar © lanara mas.. pode copiar tudo
    32. 32. © bonilla mas.. pode copiar tudo pesquisa = cópia da rede &quot;Internet é para fazer pesquisa!&quot;
    33. 33. Novos Paradigmas Educacionais <ul><li>De </li></ul><ul><li>Ênfase no raciocínio analítico-linear </li></ul><ul><li>Educação, necessidade temporária </li></ul><ul><li>Aluno como objeto de ensino </li></ul><ul><li>Para </li></ul><ul><li>Busca do todo, razão – intuição </li></ul><ul><li>Educação como processo permanente </li></ul><ul><li>Aluno como sujeito estudando </li></ul>
    34. 34. capacitação operativa dos profissionais recurso didático-pedagógico evolução dos livros didáticos e dos retroprojetores animadoras da velha educação auxiliares Instrumento de ensino... educação continua como está currículo
    35. 35. grandezas físicas contínuas grandezas análogas a um outro conjunto de variáveis contínuas ou discretas. dispositivos analógicos © Lanara mas.. pode copiar tudo
    36. 36. softwares educativos movimento cor animações representação som &quot;pedagogização&quot; © bonilla mas.. pode copiar tudo Laboratório
    37. 37. Educação DE MASSA a distância produção centralizada de conteúdos assimilação-transmissão nenhuma relação com o local conteúdos padronizados e universais © Lanara mas.. pode copiar tudo
    38. 38. experiências científicas formulação de hipóteses pensamento interpretações do mundo
    39. 39. NOVAS redes de ensino-aprendizagem NOVA Sala de aula... Na sala de aula interativa a aprendizagem se faz com a dialógica que associa emissão e recepção como pólos antagônicos e complementares na co-criação da comunicação e da aprendizagem. Silva, 2000
    40. 40. . fortalecimento do tecido social . formação de cidadãos ativos e autônomos . produção de cultura e conhecimento universidades faculdades governo federal governos estaduais governos municipais iniciativa privada escolas ONGs . inclusão digital ativa e contextualizada
    41. 41. <ul><li>SANTOS, Boaventura S. de. Um discurso sobre as ciências . Ed. 10. Coimbra: Afrontamentos, 1987. Coleção Histórias e Idéias. </li></ul><ul><li>CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia . Ed. 12. São Paulo: Ática, 2001. </li></ul><ul><li>CURY, Augusto J. Inteligência Multifocal: análise da construção dos pensamentos e da formação de pensadores . Ed. 3. São Paulo: Cutrix, 1998. </li></ul><ul><li>FILHO, P. D. e SANTOS, A. S. Metodologia Científica . Ed. 4. São Paulo: Futura, 2001. </li></ul><ul><li>LIMA JR., Arnaud Soares. Por uma abordagem ecológica da epistemologia, da pesquisa e do currículo . Salvador: 2001. Tese de Doutorado. </li></ul><ul><li>LUCKESI, C. C. e PASSOS, E. S. Introdução à filosofia : aprendendo a pensar. São Paulo: Cortez, 1996. </li></ul><ul><li>NONAKA, I., TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa . Rio de Janeiro: Campus, 1997. </li></ul><ul><li>POLANY, M. The tacit dimension . Gloucest: Peter Smith, 1966. </li></ul><ul><li>SILVA, S. L. da. Gestão do conhecimento: uma revisão crítica orientada pela abordagem da criação do conhecimento . Ci. Inf., Brasília, v. 33, n. 2, p. 143-151, mai./ago. 2004. </li></ul>Referências

    ×