Fotografia Editorial – 2016/2
Nomes: Anderson Bastos; Anderson Paz; Andressa Garcia; Bianca Ritter;
Fabiano Martins; Jaque...
1892 – Lançamento Revista VOGUE
A revista foi lançada em 1892 na cidade de Nova York,
idealizada por Arthur Baldwin Turnur...
Primeira edição publicada da revista Vogue, 17 dezembro 1892.
1909 – Transformação em revista mensal
Condé Montrose Nast,comprou Vogue e a transformou de uma
revista semanal de 24 pági...
Capa da Vogue, Junho 1909
1913 – Em Nova York, Condé Nast compra a
revista de moda masculina Dress, mudando
seu nome para Dress and Vanity Fair.
Con...
Vanity Fair muda para Dress & Vanity Fair - Outubro de 1913
1913 – William Randolph Hearst relança a
Harper’s Bazar como uma publicação rival da
Vogue. Em 1929 seu nome muda para
Har...
Harpers Bazar - 1913
1913 – Condé Nast contrata Adolph de Meyer
como o primeiro fotógrafo em tempo integral
da Vogue e Edna Woolman Chase como
...
Fotografado por Adolph de Meyer, Vogue, setembro de 1920
Edna Woolman
1914 – Em junho a Condé Nast Publications
relança Dress and Vanity Fair como Vanity
Fair.
A revista americana Dress & Vani...
A ilustração ricamente detalhada de Frank X.
Capa de fevereiro de 1914 da revista Vanity Fair.
1916 – A edição britânica da Vogue é lançada,
seguida pela edição francesa em 1921.
A edição britânica da revista foi lanç...
Primeira edição da VOGUE britãnica - 1916
Primeira edição da VOGUE francesa - 1921
1925 – A Feira Mundial de Paris de artes decorativas
modernas recebe mais de 16 milhões de visitantes.
Promove o que vem a...
1925 – A Feira Mundial de Paris de artes decorativas modernas
1932- Steichen produz a primeira capa
fotográfica para a Vogue, mostrando uma
modelo em maiô vermelho e branco e touca
bra...
Primeira capa fotográfica – 1932
1933 – Carmel Snow, na Harper’s Bazaar,
contrata Martin Munkácsi, cuja experiência
como fotógrafo esportivo ajuda a transf...
Fotografia de Martin Munkácsi / Harper’s Bazaar - 1933
1934 – Alexey Brodovitch torna-se diretor de
arte de Harper’s Bazaar. Seus layouts de
páginas ousadas complementam a geome...
Composição por Alexey Brodovitch : fotografia, texto e espaços vazios.
1935 – Norman Parkinson é recrutado pela
Harper’s Bazaar e sua Graflex portátil para
fotografar modelos passeando no Hyde ...
Foto por Norman Parkinson
1939 – Estoura a Segunda Guerra Mundial.
Muitos artistas, designers e fotógrafos
europeus fogem para Nova York. A indústri...
Roupas femininas na época da guerra.
Fontes:
http://www.maxinebryan.co.uk/blog.php?item=1
http://www.fanpop.com/clubs/fashion-photography/articles/190/title/ba...
Primeiras Fotografias de Moda
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Primeiras Fotografias de Moda

209 visualizações

Publicada em

Principais Acontecimentos.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
110
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Primeiras Fotografias de Moda

  1. 1. Fotografia Editorial – 2016/2 Nomes: Anderson Bastos; Anderson Paz; Andressa Garcia; Bianca Ritter; Fabiano Martins; Jaqueline Althaus; Omar Nunes; Primeiras Fotografias de Moda (Principais acontecimentos)
  2. 2. 1892 – Lançamento Revista VOGUE A revista foi lançada em 1892 na cidade de Nova York, idealizada por Arthur Baldwin Turnure e Harry McVickar, como um pequeno folhetim de moda, com aproximadamente 30 páginas. Destinado às mulheres da alta sociedade nova- iorquina no final do século 19. A popularização da moda aconteceu com o seu lançamento, tendo em seus primeiros números personalidades como Gertrude Vanderbilt Whitney vestindo suas próprias roupas.
  3. 3. Primeira edição publicada da revista Vogue, 17 dezembro 1892.
  4. 4. 1909 – Transformação em revista mensal Condé Montrose Nast,comprou Vogue e a transformou de uma revista semanal de 24 páginas para uma revista mensal. A primeira edição sob seu comando foi lançada no dia 24 de junho, e mostrava, entre outras coisas, os vestidos usados pelas mulheres mais ricas dos Estados Unidos. Condé Nast fez da revista, que até então era um pequeno semanário, em uma das revistas de moda mais influentes do século 20.
  5. 5. Capa da Vogue, Junho 1909
  6. 6. 1913 – Em Nova York, Condé Nast compra a revista de moda masculina Dress, mudando seu nome para Dress and Vanity Fair. Condé Neast comprou a revista de moda masculina Dress em 1913 e mudou o nome para Dress and Vanity Fair. A revista alcançou grande popularidade com o editor Frank Crowninshiseld e em 1919, Robert Benchley foi nomeado editor- chefe juntou-se a Dorothy Parker, que trabalhou para a revista Vogue. Atualmente, existem três edições internacionais da revista Vanity Fair, publicadas no Reino Unido, Espanha e Itália, que é publicado semanalmente. A edição alemã foi fechada em 2009.
  7. 7. Vanity Fair muda para Dress & Vanity Fair - Outubro de 1913
  8. 8. 1913 – William Randolph Hearst relança a Harper’s Bazar como uma publicação rival da Vogue. Em 1929 seu nome muda para Harper’s Bazaar. Harper’s Bazaar é uma conceituada revista feminina de moda norte- americana, publicada pela Hearst Corporation desde 1867. Em 1913, foi comprada pelo império Hearst de publicações, comandado por William Herast. Sob novo comando a revista foi revitalizada, principalmente com a utilização de fotografias elaboradas e específicas sobre o tema principal (moda). Somente em 1929 a revista passou a se chamar Harper’s Bazaar (agora escrito com duas letras A). Neste mesmo ano a revista ganhou sua edição britânica.
  9. 9. Harpers Bazar - 1913
  10. 10. 1913 – Condé Nast contrata Adolph de Meyer como o primeiro fotógrafo em tempo integral da Vogue e Edna Woolman Chase como editora-chefe. Adolf de Meyer foi o primeiro fotógrafo da Vogue norte- americana, em 1913. Foi contratado para fazer novos brotos de moda, com atrizes e modelos prontas para brincar com a câmera. 7. Edna Woolman foi a editora-chefe da Vogue entre 1914 e 1952. Ela trabalhava na sala de correspondências da Vogue, e chamou atenção do editor na época, Sr Turner, que deu à Edna o controle dos layouts da revista. Quando Turner morreu, a revista estava em perigo de fechamento, então Edna foi para as ruas para convencer as pessoas a manter a leitura da revista. Em 1914, Condé Montrose Nast, novo dono da revista desde 1909, nomeou Edna com editora-chefe. Uma importante contribuição feita por Edna foi com o primeiro desfile de moda.
  11. 11. Fotografado por Adolph de Meyer, Vogue, setembro de 1920
  12. 12. Edna Woolman
  13. 13. 1914 – Em junho a Condé Nast Publications relança Dress and Vanity Fair como Vanity Fair. A revista americana Dress & Vanity Fair, lançada pela Condé Nast, foi publicada pela primeira vez em 1913, e teve quatro edições publicadas neste ano. Depois de um curto período de inatividade, a revista foi relançada em 1914 como Vanity Fair. A nova versão da revista promoveu o trabalho de artistas modernos, ilustradores e popularizou o gênero de retrato de celebridades, através do trabalho de fotógrafos como Edward Steichen, Man Ray, Cecil Beaton e Baron de Meyer. A revista continuou a crescer na década de 1920. Porém, tornou-se uma vítima da Grande Depressão e suspendeu sua publicação, por ser considerado um periódico muito simplista e urbano para um período que era cada vez mais tempestuoso. Após deixar de ser publicada, a Condé Nast anunciou em dezembro de 1935 que a Vanity Fair iria ser fundida com a Vogue a partir da edição de março de 1936. Em 1983, a atual Vanity Fair foi reavivada pela Condé Nast Publications como uma revista de cultura pop, moda e acontecimentos atuais.
  14. 14. A ilustração ricamente detalhada de Frank X. Capa de fevereiro de 1914 da revista Vanity Fair.
  15. 15. 1916 – A edição britânica da Vogue é lançada, seguida pela edição francesa em 1921. A edição britânica da revista foi lançada em 15 de setembro de 1916, sendo a primeira fora dos Estados Unidos. A versão britânica da Vogue surgiu como uma solução para um problema de restrições de entrega no exterior e de escassez de papel na América. A revista era essencialmente a mesma que a edição americana, exceto pela ortografia do inglês britânico. Pouco depois, foi lançada a edição francesa, no dia 15 de junho de 1920, sendo considerada uma das mais importantes pelo sucesso internacional. As novas edições da Vogue foram bem recebidas e o número de publicações e o lucro da revista aumentaram drasticamente.
  16. 16. Primeira edição da VOGUE britãnica - 1916
  17. 17. Primeira edição da VOGUE francesa - 1921
  18. 18. 1925 – A Feira Mundial de Paris de artes decorativas modernas recebe mais de 16 milhões de visitantes. Promove o que vem a ser reconhecido como o estilo art déco A Exposição de Artes Decorativas e Industriais Modernas ocorreu em Paris, de Abril a Outubro no ano de 1925, e propiciou ao movimento nome e notoriedade, pois seus primeiros passos datam do início do século XX, em torno do ano de 1909. A denominação "Art Deco" deriva do nome por extenso da Exposição. A inauguração em Abril de 1925 foi um verdadeiro "tour de force", contando com 150 pavilhões no centro de Paris entre a Praça da Concordia e a Torre Eiffel, onde se davam shows de moda, mostras fotográficas, além de exibições de filmes, música e dança. Estavam aí representados a maioria dos países do oeste europeu somados a União Soviética e Japão.
  19. 19. 1925 – A Feira Mundial de Paris de artes decorativas modernas
  20. 20. 1932- Steichen produz a primeira capa fotográfica para a Vogue, mostrando uma modelo em maiô vermelho e branco e touca branca. Na edição de Julho, uma mudança: aparece a primeira fotografia, retratando uma mulher sentada, de fato de banho e touca, segurando uma bola de praia acima da cabeça. Os editores talvez não se tenham apercebido imediatamente do potencial desta foto, uma vez que continuou a predominar a ilustração. Só a partir de 1940 é que a utilização de fotografias se generalizou e passou a predominar. Para trás ficaram mais de vinte anos de desenhos plenos de charme e nostalgia, imagens de um tempo e modo de vida glamouroso.
  21. 21. Primeira capa fotográfica – 1932
  22. 22. 1933 – Carmel Snow, na Harper’s Bazaar, contrata Martin Munkácsi, cuja experiência como fotógrafo esportivo ajuda a transformar a imagística da moda. Em 1933, a editora-chefe Carmel Snow (que tinha sido uma editora de moda na Vogue) trouxe o fotojornalista Martin Munkacsi a uma praia varrida pelo vento para disparar um spread swimwear. Como o modelo correu em direção à câmera, Munkacsi tirou a foto que fez história fashion-magazine. Até aquele momento, quase todos de moda foi cuidadosamente encenado em modelos manequim-like em um estúdio. Espírito dinâmico da neve e senso de aventura trouxe vida para as páginas da Bazaar.
  23. 23. Fotografia de Martin Munkácsi / Harper’s Bazaar - 1933
  24. 24. 1934 – Alexey Brodovitch torna-se diretor de arte de Harper’s Bazaar. Seus layouts de páginas ousadas complementam a geometria das fotografias de moda. Alexey foi um dos primeiros designers a ser considerado um diretor de arte, sendo responsável pelo projeto editorial da Harper’s Bazaar. Seu trabalho, entre os anos 40 e 50, foi revolucionário por ter trazido o trabalho dos artistas europeus para dentro da magazine. Como “assinatura” de seus trabalhos tinha o uso de espaços brancos (vazios), layouts em páginas abertas. O seu design tinha como premissa a simplicidade, o frescor e a clareza. Em uma revista de moda, as roupas não eram apresentadas apenas como peças de fábrica, mas como signo de personalização das pessoas. E na composição das páginas, três elementos eram considerados essenciais: fotografia, texto e espaços vazios.
  25. 25. Composição por Alexey Brodovitch : fotografia, texto e espaços vazios.
  26. 26. 1935 – Norman Parkinson é recrutado pela Harper’s Bazaar e sua Graflex portátil para fotografar modelos passeando no Hyde Park de Londres. Em 1934, Norman Parkinson abre o seu próprio estúdio, especializada em retratos de debutantes. Em 1935 encena a sua primeira exposição de um homem só em seu estúdio, que inclui retratos de Noel Coward e Vivien Leigh. Como resultado, ele é recrutado como fotógrafo e fotojornalista para Harper Bazaar e as revistas Espectador. Parkinson (nome de nascimento de Ronald William Parkinson Smith) nasceu em Londres e foi educado na escola de Westminster. Ele começou sua carreira em 1931 como aprendiz dos fotógrafos judiciais, Speaight and Sons. Em 1934 ele abriu seu próprio estúdio junto com Norman Kibblewhite, em Piccadilly, Londres. de 1935 a 1940, ele trabalhou para revistas Bazar e Espectador de Harper. Durante a Segunda Guerra Mundial, ele serviu como um fotógrafo de reconhecimento sobre a França para a Força Aérea Real.
  27. 27. Foto por Norman Parkinson
  28. 28. 1939 – Estoura a Segunda Guerra Mundial. Muitos artistas, designers e fotógrafos europeus fogem para Nova York. A indústria da moda sofre um duro golpe durante os anos da guerra. As roupas femininas, neste ano (1939), vieram com um aspecto de guerra, com casacos e coletes com emblemas militares, quepes de feltro e até mesmo tricórnios da guarda francesa. Segundo Mendes e Haye, "As cores da moda assumiram tons sinistros: azuis ameaçadores, cinzas brumosos, verdes e roxos tempestuosos". a surpresa e a irritação do público ao destaque militar dado pelos estilistas, foram acalmados nos desfiles dos vestidos de noite, aonde brocados, bordados, lamês, sedas e rendas, desenhavam vestidos que valorizavam as formas femininas. Os aplausos garantiram mais uma vez a soberania francesa na passarela mundial. As roupas femininas, de fato, masculinizaram-se.
  29. 29. Roupas femininas na época da guerra.
  30. 30. Fontes: http://www.maxinebryan.co.uk/blog.php?item=1 http://www.fanpop.com/clubs/fashion-photography/articles/190/title/baron-adolph-de-meyer-vogues-first- fashion-photographer http://www.vogue.com https://translate.google.com.br/translate?hl=pt- BR&sl=en&u=http://www.condenastinternational.com/heritage/history/&prev=search http://alchetron.com/Norman-Parkinson-1378015-W https://prezi.com/koyxxyftlxnu/fotografia-de-moda/ http://garotavodu.blogspot.com.br/2013/06/especial-revista-vogue.html

×