Cfq catarina e bruno-7ºb

805 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
805
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cfq catarina e bruno-7ºb

  1. 1. Trabalho Realizado por Bruno Gomes 7ºB nº6 eCatarina Silva 7ºB nº7.Escola Básica de Rio Tinto nº2.Disciplina de CiênciasFísico-químicasProfessora Malvina Costa.Data de entrega: 2 de maio de 2012.
  2. 2. INÍCIOA química começa, segundo a descoberta do fogo pois esta teve uma grandeimportância. O ser humano possuía características para preparar os seus alimentos,obtendo também fontes de luz para se aquecerem e se protegerem…Com tudo isto, acozinha ficou com o título do primeiro laboratório desta ciência visto que já que nelaeram conservados alimentos. O povo chinês descobriu a pólvora negra, durante oséculo X.ALQUIMIA - DO INÍCIO DA ERA CRISTÃ À METADE DO SÉCULO XVIINesta era, os alquimistas acreditavam que os metais podiam ser transformados em ouro,numa pedra chamada de “Pedra Filosofal”, pedra esta que até hoje ninguém aencontrou…De acordo com os especialistas, a alquimia é o nome da química praticadana idade media, que se baseava na reflexão de que todos os metais ficam ouro algumtempo depois.A partir do século XVI foram descobertos a platina, o zinco,o níquel, o nitrogénio,o flúor etambém o hidrogénio. No ano de 1771 Priestley retirou do ar os constituintes para só ficarcom o oxigénio, tendo sido elaborado pela primeira vez. Ainda na mesma época foramdescobertos o cloro, manganês, molibdênio, telúrio e também o tungsténio; entre outrosmateriais.No começo do século XIII alquimistas como Roger, Albertus ou até Raymondacreditavam que para servirem melhor o mundo tinham de contribuir para a saúdepública tendo assim elaborando produtos e métodos inovadores. Na altura, isto iniciouuma busca novamente para a descoberta da tal Pedra e como tal foi TheophrastusBombastus o líder deste grande movimento para que a Alquimia deveria ser tambémpara o bem da saúde pública; acreditava também que o sal, enxofre e mercúriopoderiamenxofre e mercúrios poderiam ser aproveitados por fins medicinais adicionadoscom as porções certas.A QÚIMICA MODERNARobert Boyle foi considerado por muita gente o iniciador da química moderna, uma vezque entre o século XVII, ele conseguiu obter um fósforo branco além de que este objetojá tinha sido criado por um alquimista que o descrevia o seu brilho como umacapacidade para se inflamar. A partir de grandes experiencias Boyle conseguiu de novoelaborar que o fósforo como um elemento.Com o decorrer e os procedimentos utilizados na ciência procura-se umaperfeiçoamento contínuo a química mesmo sendo uma ciência moderna procuraexplicações para a construção de modelos para justificar factos experimentais; hojecientistas consideram que Lavoier, viveu durante o século XVIII tendo este sido umgrande pioneiro sobre a Química experimental. Trabalho Realizado por Bruno Gomes, 7ºB, nº6 e Catarina Silva,7ºB,nº7
  3. 3. A evolução dos Laboratórios Químicos ao longo dostempos Laboratório de Alquimistas. Laboratório deLavoisier –Fundador da Química Moderna. Laboratório de Química atual.Bibliografiahttp://www.soq.com.br/conteudos/hisoriadaquimica/http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/historia-da-quimica/historia-da-quimica-1.phphttp://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/index-pt.htmlhttp://www.agracadaquimica.com.br/index.php?acao=quimica/ms2&i=23&id=2497http://www.google.pt/imgres?q=laborat%C3%B3rio+da+quimica+moderna&um=1&hl=pt-PT&biw=1517&bih=752&tbm=isch&tbnid=vHoa9sATXh45gM:&imgrefurl=http://www.colegioweb.com.br/quimica/lavoisier--o-fundador-da-quimica-moderna.html&docid=7m4eJ3UNDGmILM&imgurl=http://www.iped.com.br/sie/uploads/18434.jpg&w=485&h=422&ei=UcSfT4WSLM2p8APsq5hv&zoom=1&iact=hc&vpx=182&vpy=273&dur=2007&hovh=208&hovw=240&tx=104&ty=123&sig=116124477784447808581&page=1&tbnh=132&tbnw=168&start=0&ndsp=32&ved=1t:429,r:8,s:0,i:82Trabalho Realizado por Bruno Gomes, 7ºB, nº6 e Catarina Silva,7ºB,nº7
  4. 4. A professora Lorretta Jones ganhou um prémio a nível do grau de Bacharel reconhecimentoeste que lhe deu a honra química na Loyola University, esta sediada em Chicago; tirou o seumestrado em química na universidade de Chicago também. Trabalhou em alguns laboratórioum dos quais o Laboratório Nacional Argonne e na industria durante cerca de nove anos. Estaquímica também estudou na universidade de IIIinois em Chicago para ganhar o seu Ph.D. oequivalente em português a um doutoramento em ciências físico-químicas; simultaneamenteganhou o seu D.A. nesta área (química), que lhe deu uma preparação para o ensino, pesquisa,desenvolvimento educacional a nível superior.Dr. Jones foi também presidente no ano de 2006da divisão da Sociedade química americana de educação química. Presidiu também aconferência no ano de 2011 com o tema de Gordon Research; esta química adora a natureza ede realizar caminhadas, mas seus tempos livres, passa o seu tempo a ler mistérios e tambémficção científica.Dr.Jones nas suas aulas foca principalmente a participação ativa dos seus alunos na suaaprendizagem uma vez que ela também estuda novas a aplicação de tecnologias avançadasno estudo desta ciência e representa também factos bastante complicados. Ultimamente tem-se dedicado à escrita de vários livros de Química.Loretta, escreveu o livro "Princípios de Química",editado no ano de 2001 juntamente com PeterAtkins, sendo este também um químico e antigo Professor de Química da Universidade deOxford. Factos Importantes Kelly, RM, e Jones, LL –ano de 2007-Exploraram as diferentes animações de cloreto de Sódio dissolvendo para afetar explicações dos alunos. Loretta Jones,LL,e Iona,S- ano de 2006. Como primeira física pode auxiliar a melhorar o ensino desta ciência. Criou-se Coerencia em Ciência High School. Jones, LL, Stillings, NA, e Jordan, KD –ano de 2005- Visualizaram o mecular dentro do ensino da Química: O papel da colaboração multidisciplinar.(2005). Kuo, MT., Jones, LL, Pulos, SM, e Hyslop, RM -2004. Representou o papel das representações moleculares e complexidade e orientação na solução de problema estereoquímica. http://www.unco.edu/nhs/chemistry/faculty/jones/ http://serc.carleton.edu/research_on_learning/researchers.html Trabalho Realizado por Bruno Gomes, 7ºB, nº6 e Catarina Silva,7ºB,nº7

×