Utilização dos recursos linguísticos na publicidade

18.180 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.180
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
119
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Utilização dos recursos linguísticos na publicidade

  1. 1. A importância da utilização dos recursos lingüísticos dos slogans das marcas: Brahma, C&A e Havaianas.
  2. 2. <ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Alcançar a perfeição de um slogan é algo imprescindível para uma boa campanha promocional, os recursos lingüísticos se fazem essenciais na elaboração do discurso publicitário visto que tais elementos contêm todas as ferramentas necessárias para a composição de um texto suasório. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Este estudo tem como objetivo apresentar campanhas publicitárias das marcas: Brahma, C&A e Havaianas. A escolha das referidas marcas dá-se pelo fato das mesmas serem ícones no mercado, cada uma no seu segmento são absolutamente representativas e ocupam lugar de destaque tanto no meio mercadológico, quanto na mente dos brasileiros. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Embasamento Teórico </li></ul><ul><li>Citelli nos afirma que o discurso persuasivo se dota de signos, que colocados como expressões de “uma verdade”, quer fazer-se passar por sinônimo de “toda a verdade”. </li></ul><ul><li>E Carrascoza apresenta o slogan como um elemento pragmático de comunicação suasória, e resulta obviamente de um trabalho esmerado do emissor com a linguagem. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Metodologia </li></ul><ul><li>Foram analisados slogans de campanhas publicitárias das referidas marcas, observando-se a predominância dos recursos lingüísticos e estratégias discursivas utilizadas nos mesmos. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Análise, discussão e apresentação de dados </li></ul><ul><li>Funções de linguagem: dentre os recursos lingüísticos usados nas mensagens publicitárias estão às funções de linguagem, as quais se apresentam com sendo: referencial, fática, conativa, metalingüística e poética. </li></ul>
  7. 7. Figuras de linguagem: As figuras de linguagem exercem um importante papel nas mensagens publicitárias. “As figuras ou translações, como definem certos autores, cumprem a função de redefinir um determinado campo de informação, criando efeitos novos e que sejam capazes de atrair a atenção do receptor”, afirma Citelli (1994 p. 19-20)
  8. 8. Brahma “Refresca até pensamento” A utilização da Hipérbole está evidente no slogan. O exagero é claro: a cerveja é tão refrescante, que refresca até pensamento “ Refresca com Brahma, Brasil” O slogan traz a Metonímia como figura de linguagem. Eles não utilizam o termo cerveja ou chope Brahma, mas apenas Brahma.
  9. 11. C&A - Abuse e Use O slogan apresenta a função de linguagem apelativa, pois se exprime no imperativo: Abuse; use, convencendo o receptor a aderir um comportamento, neste caso, a aquisição do produto. Tá na moda, Tá na mão, Tá na C&A O slogan tem uma seqüência de idéias em sentido crescente, característica da figura de linguagem gradação. Utiliza também a figura de construção anáfora, que consiste na repetição de uma mesma palavra no começo de frases ou versos para intensificar o sentido da expressão.
  10. 14. Havaianas Legítimas Só Havaianas Neste slogan a metonímia se apresenta ao ser usada a marca “Havaianas” no lugar do produto que é a sandália, a afirmação “Legítimas, só Havaianas” traz a figura de linguagem hipérbole, pois cada sandália concorrente tem sua legitimidade, contudo as Havaianas, por ser a primeira sandália de borracha no Brasil usa a hipérbole para afirmar que “só Havaianas são legítimas”, e desse modo, frear o crescimento da concorrência. Todo Mundo Usa A marca explora a figura de linguagem hipérbole, dando ao consumidor a idéia que se ele não adquirir a sandália, será o único a não fazê-lo, ficando assim quase que excluído de um todo. De forma subentendida, a função apelativa é explorada neste slogan, a frase “Todo mundo usa” tenta influenciar o comportamento do receptor, quando sugere um uso generalizado do produto, o consumidor sente-se induzido à compra para não ter a sensação de estar de fora, de não ser incluído na totalidade.
  11. 17. Conclusão Ao ser apresentado ao longo do trabalho as marcas e o sucesso alcançado pelas mesmas devido a slogans bem estruturados, criados por profissionais que souberam se dedicar ao estudo dos recursos lingüísticos fazendo uso dos mesmos, comprova-se a importância de tais recursos no discurso publicitário, visto que são ferramentas indispensáveis para que a mensagem suasória alcance êxito.

×