COLÉGIO PEDRO II
PROGRAMA DE RESIDÊNCIA DOCENTE
APOSTILA DA OFICINA:
Profª Espec. Beatriz Lorena Ramos
Profª Espec. Elizab...
Sumário
1. Introdução........................................................................................................
3
1. Introdução
A utilização das novas TICs e Web 2.0 no âmbito educacional traz uma nova reflexão, muda nossa
relação com...
4
2. O que é WebQuest?
Definimos como uma metodologia que cria condições para que a aprendizagem ocorra, utilizando os
rec...
5
3. Os elementos de umaWebQuest
Dentro da proposta metodológica de DODGE (1995), alguns elementos básicos devem estar
pre...
6
3.1. Introdução
A introdução tem o papel fundamental de motivar e propor desafios aos alunos, possibilitando
desde o iní...
7
3.5. Avaliação
Essa etapa consiste em assinalar como o desempenho dos alunos será qualificado ao longo da atividade,
sem...
8
4. Onde criar uma Webquest?
Apesar da facilidade de encontrarmos WebQuests de todos assuntos e de todos níveis de
escola...
9
2. Agora você deve selecionar se deseja trabalhar com o modelo em branco ou utilizar uma layout da
galeria do Google Sit...
10
4. Após clicar em criar, será gerada uma página como esta abaixo, você deve clicar em Editar para
começar a dar vida a ...
11
6. Na caixa logo abaixo do título você deve descrever sua introdução, ou pode voltar em outro
momento para digitar a de...
12
Vá modificando o nome e clicando em Criar, depois Salvar, até ter as 6 páginas que precisamos para
nossa WebQuest. Deix...
13
9. Precisamos organizar a navegação no nosso site. Para configurar os links de navegação, clique em
Mais Ações.
Depois ...
14
11. Para que você edite a navegação horizontal, deslize o mouse sobre a primeira opção, que nesse caso
é a introdução, ...
15
Clique em Adicionar página. Você verá todas as páginas que criou e poderá escolher a ordem em
que elas irão aparecer no...
16
Verifique se a ordem das páginas está como deseja, caso não estejam utilize as setas laterais para
modificar a ordem. T...
17
15. Ao clicar em Editar página você perceberá um ambiente de edição de textos com muitos recursos,
na barra de formataç...
18
Inserir
Formatar
Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.”
Profª Beatriz Lorena Ra...
19
Tabela
Layout
Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.”
Profª Beatriz Lorena Ramos...
20
Ajuda
17. Você pode modificar o tema do seu site de acordo com suas preferências. Para isso clique em Mais
opções e dep...
21
Depois clique em Temas, cores e fontes
Irão aparecer os temas disponíveis para utilização.
Apostila da Oficina “Webques...
22
Escolha o tema que mais lhe agrada e clique em Salvar.
18. O menu Mais opções possui uma riqueza de funcionalidades, po...
23
19. Agora é com você! Escolha um conteúdo de sua disciplina e comece a montar sua Webquest.
Lembre-se que para editar a...
24
REFERÊNCIAS
1. BARROS, Gílian Cristina. Webquest: metodologia que ultrapassa os limites do ciberespaço.
Disponivel em: ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila Webquest

331 visualizações

Publicada em

Apresentamos como proposta de utilização das novas tecnologias e Web 2.0 na educação a metodologia de Webquest. Pretendemos que com a oficina: “Webquest: estimulando a pesquisa e o pensamento crítico”, novas possibilidades de proporcionar a construção do conhecimento mediada por meios digitais se amplie. A presente apostila foi preparada como recurso educacional para auxilia-los em suas futuras aulas com o uso desta metodologia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
331
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila Webquest

  1. 1. COLÉGIO PEDRO II PROGRAMA DE RESIDÊNCIA DOCENTE APOSTILA DA OFICINA: Profª Espec. Beatriz Lorena Ramos Profª Espec. Elizabeth Domiciano Paes WEBQUEST: ESTIMULANDO A PESQUISA E O PENSAMENTO CRÍTICO
  2. 2. Sumário 1. Introdução........................................................................................................................................3 2. O que é WebQuest?.........................................................................................................................4 3. Os elementos de umaWebQuest......................................................................................................5 3.1. Introdução................................................................................................................................6 3.2. Tarefa.......................................................................................................................................6 3.3. Processo...................................................................................................................................6 3.4. Recursos...................................................................................................................................6 3.5. Avaliação..................................................................................................................................7 3.6. Conclusão.................................................................................................................................7 4. Onde criar uma Webquest?..............................................................................................................8 4.1. Como criar uma Webquest usando o Google Sites..................................................................8
  3. 3. 3 1. Introdução A utilização das novas TICs e Web 2.0 no âmbito educacional traz uma nova reflexão, muda nossa relação com os alunos, a informatização estabelece um novo regime das representações de conhecimentos. Nossos alunos são nativos do ciberespaço. A ação docente deve incluir e promover um conjunto de exigências necessárias para ser inserida nesse ciberespaço e usar estes recursos e serviços a seu favor, a fim de organizar as atividades dos alunos. Apresentamos como proposta de utilização das novas tecnologias e Web 2.0 na educação a metodologia de Webquest. Pretendemos que com a oficina: “Webquest: estimulando a pesquisa e o pensamento crítico”, novas possibilidades de proporcionar a construção do conhecimento mediada por meios digitais se amplie. A presente apostila foi preparada como recurso educacional para auxilia-los em suas futuras aulas com o uso desta metodologia. Temos a imensa satisfação em contribuirmos em sua formação profissional complementar em consonância com as propostas do Programa de Residência Docente do Colégio Pedro II. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  4. 4. 4 2. O que é WebQuest? Definimos como uma metodologia que cria condições para que a aprendizagem ocorra, utilizando os recursos de interação e pesquisa disponíveis ou não na Internet de forma colaborativa. É uma oportunidade de realizarmos algo diferente para obtermos resultados diferentes em relação à aprendizagem de nossos alunos. Além de que, as WebQuests oportunizam a produção de materiais de apoio ao ensino de todas as disciplinas de acordo com as necessidades do professor e seus alunos. Estudada, desenvolvida e disponibilizada por Bernie Dodge, Educational Technology, San Diego State Universit em 1995, a proposta de WebQuest, de acordo com DODGE (1995), deve fornecer ao aluno uma tarefa de obtenção de informações que serão transformadas em conhecimento. Segundo o autor, as informações não se transformam em conhecimento até que alguém projete um sistema, uma metodologia, pois “o acúmulo de informação não garante o aprendizado, é somente um conjunto de informações e não de conhecimento. Só será conhecimento se tudo estiver relacionado entre si de forma consistente e que agregue um novo sentido”. (DODGE, 1995, p. 8) No site Projeto WebQuest – Escola do Futuro - USP, ela é definida como: [...] modelo extremamente simples e rico para dimensionar usos educacionais da Web, com fundamento em aprendizagem cooperativa e processos investigativos na construção do saber. [...] Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa Bernie Dodge
  5. 5. 5 3. Os elementos de umaWebQuest Dentro da proposta metodológica de DODGE (1995), alguns elementos básicos devem estar presentes em toda WebQuest e são ordenados a fim de conferir uma seqüência coerente do trabalho a ser desenvolvido. A WebQuest deve ser concebida e construída segundo uma estrutura lógica que contém os seguintes elementos estruturantes: introdução, tarefa, processo, recursos, avaliação e conclusão. Veja um exemplo de Webquest, com todos os elementos necessários, criada pela equipe de Informática Educativa do Campus São Cristóvão II do Colégio Pedro II: Disponível em: https://sites.google.com/site/webquestfinalbullying/home Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  6. 6. 6 3.1. Introdução A introdução tem o papel fundamental de motivar e propor desafios aos alunos, possibilitando desde o início um envolvimento com a WebQuest. Essa motivação deve ser gerada por dois aspectos, temática e cognição, a temática como aspecto que estimula os alunos para o assunto abordado, já a motivação cognitiva considerará os conhecimentos prévios dos alunos em relação a atividade. 3.2. Tarefa A tarefa corresponde a fase de orientação e definição da atividade proposta para os alunos. Cabe aqui atentar especialmente para os objetivos, pois quanto mais exatos forem em relação a tarefa mais enriquecida serão as descobertas, aprendizagens e principalmente a participação dos alunos enquanto protagonistas desse processo pedagógico. 3.3. Processo É no processo que estabelecemos as fases ou etapas a serem seguidas . As orientações são realizadas minuciosamente, ou seja, passo a passo de como os alunos cumprirão a tarefa. No processo é importante termos as etapas detalhadamente descritas, apresentando as estratégias e ferramentas com intuito de contribuir para geração de conhecimentos através da realização das tarefas. Oportunizar diversos papéis para os alunos é a chave para que eles possam experienciar múltiplas perspectivas e saberes através da tarefa tornando a atividade significativa para seu aprendizado. 3.4. Recursos Nesta fase o professor deve orientar a pesquisa Web, sugerindo os sites que serão pesquisados. Os recursos ou fontes a consultar devem estar disponíveis na Web. Também podem ser dadas referências não disponíveis online, sempre que a temática o justifique, como por exemplo o livro didático. Porém acreditamos que um dos elementos que realmente motiva os alunos é o fato da informação estar disponível na Web. É preciso atentar na quantidade e na qualidade dos recursos. Não sugerir sites do tipo Wikis. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  7. 7. 7 3.5. Avaliação Essa etapa consiste em assinalar como o desempenho dos alunos será qualificado ao longo da atividade, sempre esclarecendo se avaliação é em grupo ou individual. É interessante também incluir indicadores qualitativos e quantitativos de avaliação. Ex: O grau de participação nas atividades será avaliado com base nos seguintes critérios: 5 Participou ativamente das atividades, cooperando com o grupo. Discutiu de forma séria e profunda com os/as colegas sobre os temas propostos. Trouxe informações importantes para a discussão. O resultado de sua atividade foi relevante e criativo. 4 Participou nas atividades, cooperando com o grupo. Discutiu com os/as colegas sobre os temas propostos. O resultado de sua atividade foi bom. 3 Participou pouco nas atividades. A sua contribuição para a discussão e o trabalho foi regular. 2 Esteve presente mas não há registo da sua contribuição para a discussão e trabalho. 1 Não participou da atividade. 3.6. Conclusão Essa é a fase final da atividade na qual devemos atribuir um resumo referente a experiência com a WebQuest, ressaltando as contribuições de desenvolver esse trabalho. Aproveitando para mais uma vez motivar os alunos para novas descobertas, podendo instiga-los com perguntas, a proporem alternativas para solucionar um problema e tantas outras possibilidades guiadas pela curiosidade. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  8. 8. 8 4. Onde criar uma Webquest? Apesar da facilidade de encontrarmos WebQuests de todos assuntos e de todos níveis de escolaridade numa rápida pesquisa no Google, muitas vezes elas não atendem exatamente àquilo que desejamos propor aos nossos alunos e daí surge a necessidade de criar nossa própria WebQuest. Existem servidores próprios para a criação das mesmas, como por exemplo o PHP WEBQUEST, disponível em:http://www.projectos.esffl.pt/phpwebquest/. Neste site também há um grande repositório de WebQuests. Em nossa oficina, iremos propor o uso do Google Sites como ferramenta de criação de nossas WebQuests. A seguir mostraremos passo a passo desta criação. 4.1. Como criar uma Webquest usando o Google Sites Para iniciar é necessário que você possua uma conta de e-mail do Google. Faça o login, em seguida abra uma nova aba no seu navegador e digite: https://sites.google.com/ Vamos lá! Siga as etapas: 1. Esta é a tela inicial do Google Sites. Para começar a criar sua WebQuest clique em CRIAR. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  9. 9. 9 2. Agora você deve selecionar se deseja trabalhar com o modelo em branco ou utilizar uma layout da galeria do Google Sites. Para esta oficina, escolha o modelo em branco, em outra etapa mostraremos como modificar o tema. Dê um nome para sua WebQuest. 3. Digite o código que o site solicita e em seguida clique em Criar. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  10. 10. 10 4. Após clicar em criar, será gerada uma página como esta abaixo, você deve clicar em Editar para começar a dar vida a sua Webquest. 5. Onde está escrito página inicial, você deve deletar e digitar INTRODUÇÃO. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  11. 11. 11 6. Na caixa logo abaixo do título você deve descrever sua introdução, ou pode voltar em outro momento para digitar a descrição, feito isso clique em Salvar. 7. Como sabemos que uma Webquest é composta por outras páginas além da introdução, precisamos criar estas novas páginas e dar a elas seus respectivos nomes, que serão: tarefa, processo, recurso, avaliação e conclusão. Para isso clique em Criar nova página. 8. Agora uma por uma, iremos criar novas páginas. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  12. 12. 12 Vá modificando o nome e clicando em Criar, depois Salvar, até ter as 6 páginas que precisamos para nossa WebQuest. Deixe para inserir conteúdo em outra etapa quando o site já estiver estruturado. Ao incluir as páginas, já teremos a estrutura de 6 páginas que precisamos. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa Importante: Mantenha a primeira opção: Colocar página no nível superior.
  13. 13. 13 9. Precisamos organizar a navegação no nosso site. Para configurar os links de navegação, clique em Mais Ações. Depois escolha Editar o layout do site; 10. Para que nossa Webquest tenha o mesmo layout do exemplo que demos no início da oficina, ou seja, que tenha a navegação horizontal, iremos agora desativar a barra lateral e ativar a navegação horizontal. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  14. 14. 14 11. Para que você edite a navegação horizontal, deslize o mouse sobre a primeira opção, que nesse caso é a introdução, verifique que a barra ficará azul clara, clique nesta barra para iniciar as edições. 12. Após clicar na barra azul clara, irá aparecer o menu Configurar navegação. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  15. 15. 15 Clique em Adicionar página. Você verá todas as páginas que criou e poderá escolher a ordem em que elas irão aparecer no site. Organize as páginas respeitando a ordem de criação da WebQuest, não precisa clicar na página Introdução, pois por padrão ela já será a primeira. Então vamos ordenar as outras páginas na seguinte sequência: tarefa, processo, recursos, avaliação e conclusão. Para isto basta clicar sob o nome da página, para continuar clique novamente em adicionar página e escolha a próxima página. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  16. 16. 16 Verifique se a ordem das páginas está como deseja, caso não estejam utilize as setas laterais para modificar a ordem. Também é possível alterar o estilo do menu em Caixas, Guias ou Links, você pode testar para ver qual te agrada mais, em seguida clique em Ok. 13. Após concluir o passo anterior, clique em Fechar. 14. Seu site estará estruturado e pronto para receber o conteúdo da WebQuest. Agora você pode inserir o conteúdo de cada etapa, para isso é só clicar na aba desejada e depois clicar em Editar página. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  17. 17. 17 15. Ao clicar em Editar página você perceberá um ambiente de edição de textos com muitos recursos, na barra de formatação você pode explorar e utilizar todos os recursos de que achar necessário na digitação dos conteúdos. 16. Você também irá dispor de cinco barras de ferramentas, fique à vontade para explorar todas elas. São as seguintes: Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  18. 18. 18 Inserir Formatar Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  19. 19. 19 Tabela Layout Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  20. 20. 20 Ajuda 17. Você pode modificar o tema do seu site de acordo com suas preferências. Para isso clique em Mais opções e depois em Administrar site. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  21. 21. 21 Depois clique em Temas, cores e fontes Irão aparecer os temas disponíveis para utilização. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  22. 22. 22 Escolha o tema que mais lhe agrada e clique em Salvar. 18. O menu Mais opções possui uma riqueza de funcionalidades, porém iremos focar apenas nessas que explicamos acima por questão de otimizar o tempo disponível de nossa oficina. Nada impede que você explore o ambiente em outra oportunidade. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  23. 23. 23 19. Agora é com você! Escolha um conteúdo de sua disciplina e comece a montar sua Webquest. Lembre-se que para editar as páginas basta clicar no ícone Editar página e começar a digitar. Não esqueça de salvar as alterações. Bom trabalho! Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa
  24. 24. 24 REFERÊNCIAS 1. BARROS, Gílian Cristina. Webquest: metodologia que ultrapassa os limites do ciberespaço. Disponivel em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000012622.pdf> Acesso: 15 abr. 2015. 2. DODGE, B. WebQuests: A Technique for Internet - Based Learning. The Distance Educator. v. 1, nº 2, 1995. Disponível em: <http://eric.ed.gov/sitemap/html_0900000b80021dae.html> Acesso em: 02 abr. 2015. 3. IED, Colégio Pedro II, Blog de Informática Educativa do Campus São Cristóvão II. Disponível em: <http://labinfosc2.url.ph/Webquests/> Acesso em 18 abr. 2015. 4. MARQUES, Carla. Como criar uma Webquest usando o Google Sites. Vídeo. Disponivel em: <https://www.youtube.com/watch?v=LyOhGsoBFng> Acesso em: 21 abr. 2015. 5. ROCHA, Luciano Roberto. A concepção de pesquisa no cotidiano escolar: possibilidades de utilização da metodologia webquest na educação pela pesquisa. Curitiba, 2007. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Paraná. Disponível em: <http://dspace.c3sl.ufpr.br:8080/dspace/bitstream/handle/1884/10182/LUCIANO_ROBERT O_ROCHA_Dissertacao_.pdf?sequence=1&isAllowed=y> Acesso em: 07 abr. 2015. 6. USP, Escola do Futuro. Webquest: Aprendendo na internet. Disponivel em: <http://web.archive.org/web/20070912194158/http://webquest.futuro.usp.br/index.html> Acesso em: 21 abr. 2015. Apostila da Oficina “Webquest: Estimulando a pesquisa e o pensamento crítico.” Profª Beatriz Lorena Ramos e Profª Elizabeth D. Paes Colégio Pedro II- Informática Educativa

×