Briefing 26/10

271 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Briefing 26/10

  1. 1. Quarta-feira, 26 de outubro de 2011 Briefing de NotíciasFonte: Folha de SPhttp://www.folha.uol.com.br/Governo vai reter verbas para ONGs por um mêsO governo Dilma Rousseff prepara decreto para suspender por um mês todos os repasses derecursos federais para convênios com organizações não governamentais.Nesses 30 dias os ministros terão de rever todos os atos assinados pelas pastas e ratificar osconvênios em curso.No inquérito aberto no Supremo para investigar irregularidades na pasta, a ministra CármenLúcia abriu um prazo de 10 dias para que o TCU (Tribunal de Contas da União) e a CGU(Controladoria-Geral da União) enviem ao tribunal todos os convênios do Ministério do Esportesob investigação que foram assinados na gestão de Orlando Silva.Flórida quer desburocratizar visto para turistas brasileirosO governador da Flórida, Rick Scott, disse nesta terça-feira, em São Paulo, que vai debatercom o governo federal americano meios para desburocratizar a concessão de vistos de turismopara brasileiros. Segundo ele, sem a necessidade de vistos, as viagens de brasileiros aoEstado duplicariam."Esse é um grande entrave às nossas relações. Mas também se trata de segurança interna",disse Scott.Em 2010, estima-se que 500 mil brasileiros tenham visitado Miami. O gasto total dessesturistas na principal cidade turística da Flórida atingiu US$ 1 bilhão. De acordo com ogovernador republicano, 300 mil brasileiros vivem hoje no Estado e têm contribuído com aretomada do crescimento do preço dos imóveis."Espero que a Flórida seja a porta de entrada para investimentos estrangeiros", disse ele. "Nãohá nenhum país mais importante que o Brasil para a Flórida."BC decreta liquidação do Banco MoradaO BC (Banco Central) anunciou nesta terça-feira que decretou a liquidação extrajudicial doBanco Morada, com sede no Rio de Janeiro. Em comunicado, o BC informou que sua decisãobaseou-se no relatório do interventor, que confirmou a "situação de insolvência do banco e aprática de violação das normas legais disciplinadoras da atividade da empresa".O Banco Morada, instituição com apenas uma agência no Rio de Janeiro, estava desde abrilsob intervenção do Banco Central, sob justificativa de comprometimento patrimonial, dodescumprimento de normas do CNM (Conselho Monetário Nacional) e do próprio BC, além dofato de os controladores não terem apresentado um plano de recuperação viável para ainstituição.No comunicado, o BC fala na "existência de passivo a descoberto e a inviabilidade danormalização dos negócios da empresa".
  2. 2. Fonte: Zero Horahttp://zerohora.clicrbs.com.br/zerohoraPresidente do CNT quer Otan na Líbia até o fim do anoO presidente do Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia, Mustafa Abdel Jalil, pediunesta quarta-feira em Doha que a OTAN mantenha a operação no país até o fim do ano.— Agora que conquistamos a vitória, o povo líbio aspira que a Otan mantenha suas operaçõesaté o fim do ano pelo menos — declarou Abdel Jalil no início de uma reunião com oscomandantes de Estado-Maior dos países ativos militarmente na Líbia.Abdel Jalil destacou que o pedido tem como objetivo "garantir a proteção das fronteiras,impedir a chegada de armas de países vizinhos e proteger os líbios dos seguidores de MuamarKadafi que conseguiram fugir para os países vizinhos".Fitch reitera nota do Brasil e vê futuro estável para o paísA agência de classificação de risco Fitch reiterou hoje a nota (rating) BBB do Brasil, comperspectiva estável. A agência afirmou que a nota do país tem o suporte de um sistemabancário saudável. A Fitch afirma em comunicado que o rating brasileiro é apoiado por um fortecolchão de liquidez externa, com reservas internacionais em US$ 350,6 bilhões. Ainda segundoa agência, o Brasil também é sustentado por seu status de credor externo líquido. A agênciaadvertiu, porém, que a economia do Brasil desacelerou "notavelmente" em 2011, graças aoaperto das políticas monetária e fiscal. Segundo a agência, o crescimento econômico do Paísno próximo ano também será afetado pela instabilidade externa. — Ainda que o Brasil devacrescer abaixo de sua taxa potencial em 2011 e 2012, suas métricas fiscais e de créditoexterno não devem ser materialmente afetadas pela desaceleração econômica — afirmouShelly Shetty, chefe de ratings soberanos para América Latina da Fitch.Rede hoteleira gaúcha deverá adequar tarifas a valores recomendados pela Fifa durantea CopaA rede hoteleira gaúcha deverá adequar suas tarifas a valores recomendados para a Copa doMundo de 2014. Até o final do ano, os cerca de 2,8 mil apartamentos reservados previamentena Capital e na Serra terão os valores definidos. Em reunião na segunda-feira com o setorhoteleiro gaúcho, em Porto Alegre, o gerente Renato Rolim, da Match Services, empresacontratada pela Fifa para organizar o sistema de hospedagem, ingressos e camarotes, alertouque os tarifários para o período devem estar em linha com hotéis de padrão e localizaçãosimilares no país.— A tarifa precisa ser justa, dentro da realidade — disse Rolim.A recomendação da entidade é de que as tarifas médias sejam as mesmas cobradas hoje,acrescidas de 25%, referente à inflação prevista para 2011 a 2014.Fonte: Diário Catarinensehttp://www.clicrbs.com.br/diariocatarinenseAssembleia Legislativa cria o seu Itamaraty em Santa CatarinaOs deputados derrubaram nesta terça-feira o veto do governador à chamada Lei daTransparência, que determina que todos os órgãos públicos dos três poderes publiquem seusatos oficiais no Diário Oficial do Estado e na internet. Na mesma sessão, os parlamentaresaprovaram a criação da Secretaria Executiva de Relações Institucionais.Apelidada de Itamaraty da Assembleia, a nova secretaria terá a missão de "profissionalizar" osetor de relações internacionais da Assembleia Legislativa.
  3. 3. A nova estrutura terá cinco cargos, e a estimativa é que tenha um custo anual de R$ 700 mil. Oprojeto foi aprovado com uma emenda do PT incluindo a exigência de que os contratadosdominem três idiomas.Supermercados de Santa Catarina aderem à reciclagemOs supermercados catarinenses se comprometeram a não enviar lixo para aterros sanitários ouincineradores até 2020. A meta será alcançada com a implantação do programa Lixo Zero, queconsiste em encaminhar todo o material para a reciclagem ou compostagem. Até o final de2012, será feito um levantamento da quantidade de resíduos produzidos nos estabelecimentos.Hoje, o processo está mais adiantado no Hippo Supermercados, de Florianópolis, que temcertificado internacional de que recupera 97% do lixo.Coreia do Sul deve apresentar até dia 10 decisão sobre sanidade da carne de SCA Agência Sanitária da Coreia do Sul deve apresentar ao governo catarinense, no dia 10 denovembro, sua avaliação sobre a análise de risco sanitário de comprar carne suína do Estado.A informação foi dada nesta terça-feira pelo diretor da agência Lee Kuen-Seong, em reuniãocom o governador Raimundo Colombo em Seul.Os sul-coreanos receberam no dia 4 um documento do Ministério da Agricultura do Brasilrespondendo aos questionamentos sobre a qualidade sanitária de Santa Catarina.Caso a resposta seja positiva, o próximo passo será formalizar um acordo sanitário entre Brasile Coreia do Sul.O diretor-executivo da Associação Brasileira de Produtores de Carnes, Abipecs/SC, JurandiSoares Machado, ressalta a importância da presença dos catarinenses no país.— O governo assumiu a responsabilidade pela nossa qualidade sanitária. E isso tem valor paraos sul-coreanos.Fonte: Gazeta do Povo Curitibahttp://www.gazetadopovo.com.brKlabin planeja investir R$ 5,8 bilhões no ParanáA Klabin vem negociando com o governo do estado e municípios da Região dos Campos Ge-rais o investimento em uma nova fábrica de celulose que começaria a produzir no Paraná apartir de 2015. Segundo fontes que acompanham as conversas, o investimento pode chegar aR$ 5,8 bilhões, mas ainda não se sabe quantos novos empregos seriam gerados.Os recursos devem incluir, além da instalação da fábrica, os ativos florestais necessários parao fornecimento de madeira para a produção, segundo fontes do mercado. Se confirmado, oinvestimento deve ser o segundo maior do estado nos últimos anos, atrás apenas da ampliaçãoda Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária (região metropolitana de Curi-tiba), orçada em cerca de R$ 10 bilhões.PR estuda cobrar pedágio por kmDentro de três a quatro anos, o Paraná poderá contar com um sistema de cobrança eletrônicade pedágio por quilômetro rodado que já funciona em mais de 20 países. Chamado de “freeflow” (fluxo livre, em inglês), o modelo combina uso de radiofrequência e gravação de imagempara registrar a passagem de veículos pela estrada. As atuais praças de pedágio seriamsubstituídas por pórticos, de passagem livre, instalados a poucos quilômetros um do outro.A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) considera esse sistema maisjusto porque o pagamento é proporcional ao uso da rodovia e também ocorreria a inclusão demotoristas que hoje não passam por nenhuma praça. “Quem usa dois quilômetros e quem usa50 vai pagar valores bem diferentes”, argumenta o diretor regional da ABCR, João ChiminazzoNeto.
  4. 4. Falta de projetos emperra verba para casa popularEm 2005, o governo federal planejava investir R$ 1 bilhão a cada ano em novas moradias parafamílias com renda familiar de até três salários mínimos (R$ 1.635), mas, passados seis anos,o investimento real não chegou nem perto disso. Em 2010, por exemplo, apenas R$ 19,3milhões (o equivalente a 2%) foram liberados. Esse dinheiro foi destinado a 299 municípios (ou5% das cidades brasileiras), que tiveram seus projetos habitacionais aprovados - de um totalde 1.090 cidades que apresentaram planos de habitação. Os dados fazem parte de um estudodo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).Das 5.565 prefeituras do país, 96,7% aderiram ao sistema desde 2005, quando foi criado. Noentanto, nem todos os municípios inscritos estão regulares, devido à não apresentação de leisde criação dos fundos e dos conselhos municipais de habitação. No Paraná, a taxa deregularização cresceu do ano passado para o primeiro semestre deste ano, conforme olevantamento do Ipea. O estado passou da taxa de 50% de municípios regulares no fundo para70%.Fonte dos índices desta página: SAFRASBolsasIbovespa Variação(%) Pontos 18h17min -1,07 56.285,00Bolsas do Mundo Variação(%) Pontos DAX 0,28 6064,2 FTSE 100 0,10 5531,55 Merval -0,39 2850,53 Nasdaq Composite -2,26 2638,42MoedasDolar americano - Qua, 26/10/2011Comercial Hora Compra Venda (%)17h03min 1,7600 1,7620 0,57
  5. 5. Turismo Hora Compra Venda (%)16h06min 1,7000 1,8800 0,53Euro - Qua, 26/10/2011Comercial Hora Compra Venda (%)16h32min 2,4571 2,4596 0,31Turismo Hora Compra Venda (%)16h30min 2,3700 2,6200 0,38PetróleoBarril U$WTI(Nova York) 93,45Brent(Londres) 110,46Juros às Empresas %TJLP - Taxa de juros a longo prazo 6%

×