Sistema de Recria Intensiva e Terminação             em Confinamento ‐ Fazenda Brasil                                    J...
Índice   1       Grupo Agropecuária Fazenda Brasil   2      Sistema de Produção   3       Sistema de Produção – Confinamen...
1       Agropecuária Fazenda BrasilOrganização:
O Grupo                                       Cana Brava do NorteFazendas                               • Fazenda Raça:   ...
Pecuária de Corte                         Fazendas                                                  Quantidade de  Área de...
2      Sistema de ProduçãoOrganização:
Fases do Sistema     1 – Cria                Da Inseminação da vaca até a desmama do bezerro     2 – Recria             Da...
Sistema de Produção – Recria                   Cria                  Recria   EngordaOrganização:
Organização:
Análise de Raças    Análise da desmama                  Raça            Maio        Junho        Julho      Agosto        ...
RecriaOrganização:
Sistema de Produção – Ciclo Anual                                 Gerar fonte anual de Renda,                            ...
Programa de Recria Período Favorável     ÁGUAS      Duração de 07 meses – 210 dias – Nov. à Maio       Ganho de 0,600 g ...
Classificação do Rebanho ‐ Recria                                              OBJETIVO                  PESO    FINAL    ...
Esteira de Produção                Pasto x CategoriaOrganização:
Pasto A     Pasto B               Categoria   Categoria               s 2 e 3     s 3 e 4                Pasto C      Past...
Lotações                           Produtividade    Taxa Lotação     Taxa Lotação      Produtividade   Nível de Tecnologia...
Desempenho                                             LOT.           TIPO PASTO      ÁREA    N*CAB            GMD     @ha...
Sistema de Produção – Recria                        Ganho de peso por área – Fazenda Brasil 11/12                         ...
Sistema de Produção – Recria                                                                                              ...
3       Sistema de Produção - ConfinamentoOrganização:
Confinamento Brasil   Início das Operações: 2010   Capacidade estática: 8.507 animais   3 giros   Habilitado na Lista ...
Resultados 2011Organização:
Peso vivo médio inicial                                  400                                  350                         ...
Peso vivo médio finalOrganização:
Rendimento de carcaça                          60%                                                                        ...
Resultados preliminares 2012Organização:
Resultados preliminares 2012  Peso Vivo Médio Inicial = 345,22 kg  Peso Vivo Médio Final = 488,48 kg  DDC = 88 dias  G...
Resultados Confinamento – Safra 2011‐2012Organização:
Cenários – Influências sobre os Resultados                2011                                  2012Organização:
Cenários – Influências sobre os ResultadosOrganização:
Cenários – Influências sobre os Resultados    A crise está para todo mundo...Organização:
Cenários – Influências sobre os ResultadosOrganização:
Cenários – Influências sobre os Resultados    Safra total Menor RC para Machos Menor RC para Fêmeas    Diluição dos cus...
Produto FinalObrigadorogerio@fazendabrasil.com.brOrganização:
Avaliação Abates AFB (Realizada pelo JBS)Organização:
Para quem vender?Organização:
SWOT - Reconhecer o ambiente do negócioOrganização:
4      Considerações FinaisOrganização:
Considerações FinaisPessoas Envolvidas                Infra-Estrutura        Controle                Condições de trabalho...
Considerações Finais   Busca por redução de custos e eficiência no sistema de    produção   Competição da atividade com ...
Considerações Finais   Agregar valor – Novos projetos pecuária   Menor ciclo de produção         Precocidade   INTENSIF...
Para Pensar!           “As organizações empresariais fracassam           por um desses motivos               Sistema sem p...
Agradecimentos     Equipe AFB     Phibro A. H.        Danilo        PedroOrganização:
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

[Palestra] Phibro - João Paulo Bastos: Sistema de produção recria intensiva a pasto e terminação em confinamento

1.086 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.086
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[Palestra] Phibro - João Paulo Bastos: Sistema de produção recria intensiva a pasto e terminação em confinamento

  1. 1. Sistema de Recria Intensiva e Terminação em Confinamento ‐ Fazenda Brasil João Paulo Teixeira Sigolo Bastos Organização:
  2. 2. Índice 1 Grupo Agropecuária Fazenda Brasil 2 Sistema de Produção 3 Sistema de Produção – Confinamento 4 Considerações FinaisOrganização:
  3. 3. 1 Agropecuária Fazenda BrasilOrganização:
  4. 4. O Grupo Cana Brava do NorteFazendas • Fazenda Raça: 17.400 ha ‐ PecuáriaQuerência / Canarana• Fazenda Candeia5.013 ha ‐ Soja• Fazenda Canaã5.951 ha ‐ Soja Bom Jesus do Araguaia • Fazenda Rancho 60: 22.275 ha ‐ Soja /  PecuáriaNova Xavantina• Fazenda Santa  Barra do Garças / Terezinha: 4.862 ha ‐ AraguaianaSoja • Fazenda Brasil: 8.903 ha ‐ Soja / Pecuária • Fazenda Vitória: 3.300 ha  – Genética  • Fazenda Santa Mariana:  8.613 ha – Pecuária 76.316 hectares de terra, sendo 75% próprio
  5. 5. Pecuária de Corte Fazendas Quantidade de  Área destinada a  Fazenda Atividade cabeças pecuária (ha) Brasil Recria / Engorda 11.829 3.645  Raça Cria 10.158 9.082  Rancho 60 Cria 7.391  4.600 Santa Mariana Cria 7.282 5.400 Vitória Genética 2.177 2.100 Santa Terezinha Agricultura/Safrinha 2.829 600 Candeia Agricultra 26 Canaã Agricultra 40 TOTAL 41.732 25.427 A AFB possui fazendas de cria, recria eengorda, atuando assim em todo o ciclo dacriação de bovinos.A Fazenda Brasil está habilitada para exportaranimais para a União Européia (Lista Trace).
  6. 6. 2 Sistema de ProduçãoOrganização:
  7. 7. Fases do Sistema 1 – Cria Da Inseminação da vaca até a desmama do bezerro 2 – Recria Da desmama até a entrada no confinamento ou até aproximadamente 12 @ 3 – Engorda Período de confinamento 4 – Genética Produzir touros melhoradores para nosso próprio rebanho e para o mercadoOrganização:
  8. 8. Sistema de Produção – Recria  Cria Recria EngordaOrganização:
  9. 9. Organização:
  10. 10. Análise de Raças Análise da desmama Raça Maio Junho Julho Agosto Aberdeen 251 240 243 218 Nelore 231 223 216 187 Variação no peso a desmama de 8 a 17 % para o cruzado (1/2 sangue Aberdeen x Nelore) em  relação Nelore  18 a 31 kg de diferença Maior diferença para os últimos meses de desmamaOrganização:
  11. 11. RecriaOrganização:
  12. 12. Sistema de Produção – Ciclo Anual   Gerar fonte anual de Renda,  Produzir a pasto‐ baixo custo,  Aumento taxa lotação,  Elevação da taxa de desfrute.Organização:
  13. 13. Programa de Recria Período Favorável     ÁGUAS  Duração de 07 meses – 210 dias – Nov. à Maio   Ganho de 0,600 g / cabeça / dia  (Objetivo) Período Desfavorável   SECA  Duração de 05 meses – 155 dias ‐ Junho à Outubro  Manter ou Não perder pesoOrganização:
  14. 14. Classificação do Rebanho ‐ Recria OBJETIVO  PESO    FINAL   ANIMAIS PESO (Ganho = 150 kg) (10 a 14 @) Categoria 9* 390   ‐ 420 Abate a pasto 530 kg Categoria 8 350   ‐ 390 1ª Etapa Conf. Fev.  500 kg             Categoria 7 320   – 350  1ª Etapa Conf. Mar/Abr 470 kg             Categoria 6 290 – 320 1ª e 2ª Etapa Abr/Mai e Jul/Ago 440 kg Categoria 5 250   ‐ 290 2ª Etapa Conf. Ago 400 kg Categoria 4     220   ‐ 250  2ª e 3ª Etapa Ago/Set 370 kg Categoria 3 190   ‐ 220  3ª Etapa Conf. Set 340 kg Categoria 2 160   ‐ 190 3ª Etapa Conf. Set  310 kgOrganização:
  15. 15. Esteira de Produção Pasto x CategoriaOrganização:
  16. 16. Pasto A Pasto B Categoria Categoria s 2 e 3 s 3 e 4 Pasto C Pasto D Categoria Categori s 5 e 6 as 7 e 8Organização:
  17. 17. Lotações Produtividade  Taxa Lotação  Taxa Lotação      Produtividade   Nível de Tecnologia Referencial  kg/M.S/ha/dia u.a/ha Cab/ ha @/haNível de Tecnologia – D 30 ‐ 80 0,8  ‐ 1,2 1,0  ‐ 2,0 5,0  ‐ 10Nível de Tecnologia – C 60 ‐ 120 1,5  ‐ 3,0 2,0  ‐ 4,0 10  ‐ 20Nível de Tecnologia – B  70 ‐ 200 4,0  ‐ 6,0   5,0  ‐ 8,0 25 ‐ 50Nível de Tecnologia – A  70 ‐ 250 6,0  ‐ 10 8,0  ‐ 20 60 ‐ 160Organização:
  18. 18. Desempenho LOT. TIPO PASTO ÁREA N*CAB GMD @ha CAB 865 7.008 PASTO – B 8,10 0,668 19,98 (25%) (52,4%) PASTO – C 509 2.126 4,18 0,668 10,09 2.078 4.240 PASTO – D 2,03 0,615 4,43 (60,2%) (31,7%)Organização:
  19. 19. Sistema de Produção – Recria  Ganho de peso por área – Fazenda Brasil 11/12 Distribuição da Produção e Produtividade %; 100% 98% 94% 100%  20 19,2 19,2 89% 17,9 85%  18 17,5 81% 16,0 76% 80%  16 72% 14,3 67%  14 13,3 61% 54% 60% 11,9@ / ha  12 11,0 46%  10 9,6 9,2 25% da  35% 8,7 40% 8,1 7,9 7,7  8 área 26% 6,8 6,6  6 19% 5,5 5,5 5,1 5,1 4,9 4,9 20% 12% 4,6 4,6 4,5 4,4 4,4 8% 3,9 3,8 3,6  4 46% da  4,5% Área Produção  2 0% BRE CUF CUB BRA BRC SPH SPD BRD MOH CUG CUH MOA CUD SPA MOG MOD SPJ SPG SPK CUA BRB MOB SPB MOF BRF SPI SPF SPC MOE SPE MOCOrganização:
  20. 20. Sistema de Produção – Recria  Quantida Ganho no GMD Idade Dias em Critérios Avaliados de (nº Período (g/animal/di 100% 100% (meses) Pastejo 420.740,81  animais) (kg) a) Total animais já existentes na fazenda no  inicio da avaliação + animais comprados no  9.567 25,1 157 87,57 0,625 período de novembro/10 a Fevereiro/11 BASE DADOS GRÁFICOS % categoria  Quantida Ganho no GMD Total  Repres. %  Idade Dias em abertura  Categorias/Novembro de (nº Período (kg/animal/d GMD produzido  Total  (meses) Pastejo programa nov.  animais) (kg) ia) (kg) Produzido 2010 Bezerro Comercial (< 160) 569 19,9 167 79,3 0,420 0,420 19.911,85  4,73% 5,95% Bezerro Especial (160 – 190) 1.223 21,7 162 96,3 0,583 0,583 57.847,36  13,75% 12,78% Bezerro Prioritario (191 – 220) 1.800 21,6 172 98,0 0,567 0,567 87.862,55  20,88% 18,81% Bezerro Intermediario (221 – 250) 2.094 24,0 176 85,8 0,505 0,505 92.942,50  22,09% 21,89% Recria Especial (251 – 290) 2.538 28,0 153 87,6 0,578 0,578 112.608,27  26,76% 26,53% Recria Prioritaria (291 – 320) 988 31,1 107 67,5 0,653 0,653 34.444,72  8,19% 10,33%Não é possív el exibir esta imagem no momento. Recria Intermediaria (321 – 360) 262 31,8 97 82,8 0,872 0,872 11.093,10  2,64% 2,74% Engorda Especial (361 – 390) 60 33,3 100 90,4 0,894 0,894 2.682,69  0,64% 0,63% Engorda Prioritaria (391 – 420) 19 39,5 109 87,2 0,795 0,795 823,91  0,20% 0,20% Engorda Intermediaria (421 – 460) 9 35,6 111 76,7 0,645 0,645 322,26  0,08% 0,09% Organização: Engorda Inferior (> 460) 5 37,1 97 100,8 0,833 0,833 201,60  0,05% 0,05% C ó F i /11 2 606 15 1 43 3 20 0 0 408 0 408
  21. 21. 3 Sistema de Produção - ConfinamentoOrganização:
  22. 22. Confinamento Brasil Início das Operações: 2010 Capacidade estática: 8.507 animais 3 giros Habilitado na Lista Traces Dieta de alto concentrado  Objetivo: Máxima Eficiência Biológica com o menor custo da @ engordadaOrganização:
  23. 23. Resultados 2011Organização:
  24. 24. Peso vivo médio inicial 400 350 300 300 300 300 300 300 300 250 Peso Médio Entrada 200 362,1 370,0 337,6 326,7 150 316,2 306,6 100 50 0 mai/11 jun/11 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 Melhor que a Meta Pior que a Meta (dentro da tolerância) Pior que a Meta MetaOrganização:
  25. 25. Peso vivo médio finalOrganização:
  26. 26. Rendimento de carcaça 60% 59% 60% 59% 58% 59% 58% 58% 58% Rendimento Carcaça (%) 57% 58% 57% 57% 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 57% 56% 56% 56,4% 55% 55% mai/11 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 Consolidado Melhor que a Meta Pior que a Meta (dentro da tolerância) Pior que a Meta MetaOrganização:
  27. 27. Resultados preliminares 2012Organização:
  28. 28. Resultados preliminares 2012  Peso Vivo Médio Inicial = 345,22 kg  Peso Vivo Médio Final = 488,48 kg  DDC = 88 dias  GPD = 1,636 kg/an/dia  RC = 56,12 %  @ Prod = 6,76  Cobertura = 80% ‐ 3 mm / 20% ‐ 4 mm  EfBio = 132,31 kgMS/@ Prod * Dados de 9.652 machos abatidosOrganização:
  29. 29. Resultados Confinamento – Safra 2011‐2012Organização:
  30. 30. Cenários – Influências sobre os Resultados 2011 2012Organização:
  31. 31. Cenários – Influências sobre os ResultadosOrganização:
  32. 32. Cenários – Influências sobre os Resultados  A crise está para todo mundo...Organização:
  33. 33. Cenários – Influências sobre os ResultadosOrganização:
  34. 34. Cenários – Influências sobre os Resultados Safra total Menor RC para Machos Menor RC para Fêmeas  Diluição dos custos em menos quantidade de @’s produzidas  Elevação do Custo de @ produzidaOrganização:
  35. 35. Produto FinalObrigadorogerio@fazendabrasil.com.brOrganização:
  36. 36. Avaliação Abates AFB (Realizada pelo JBS)Organização:
  37. 37. Para quem vender?Organização:
  38. 38. SWOT - Reconhecer o ambiente do negócioOrganização:
  39. 39. 4 Considerações FinaisOrganização:
  40. 40. Considerações FinaisPessoas Envolvidas Infra-Estrutura Controle Condições de trabalhoOrganização:
  41. 41. Considerações Finais  Busca por redução de custos e eficiência no sistema de produção  Competição da atividade com outras culturas (soja e milho)  Recebimento por qualidade  Provável aumento do preço da carne no médio prazo – “Alimento de luxo”Organização:
  42. 42. Considerações Finais  Agregar valor – Novos projetos pecuária  Menor ciclo de produção Precocidade  INTENSIFICAÇÃO é o único caminho da pecuária no futuro  FERRAMENTAS:  Genética  Nutrição  ManejoOrganização:
  43. 43. Para Pensar! “As organizações empresariais fracassam por um desses motivos Sistema sem paixão; Paixão sem sistema. É necessário ter ambos!”. Tom PetersOrganização:
  44. 44. Agradecimentos  Equipe AFB  Phibro A. H.  Danilo  PedroOrganização:

×