Produzindo Certo desde 2004Relatório Anual – 2012
CONSELHO DIRETORJosé Rubens de CarvalhoMarcos Carvalho dos ReisMichael JenkinsRobert Carlos BergerWilson Mancebo Gonçalves...
ü 107 propriedades cadastradas, em torno de 400 mil ha;ü Mais de 600 horas de combate a incêndios florestais e 60 brigadis...
O Prêmio Produzindo Certo foi criado para reconhecer os melhores produtores dentro do Cadastro deCompromisso Socioambienta...
CADASTRO DE COMPROMISSO SOCIOAMBIENTALO Cadastro de Compromisso Socioambiental (CCS) é uma ferramenta para osprodutores me...
Pelo fato do CCS ser voluntário, os custos e investimentos da correta administração da propriedade sãogeralmente pagos pel...
A Aliança da Terra, em parceria com a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), a APEPASA(Associação dos Pequeno...
A Brigada de Incêndio da Aliança da Terra conta com o suporte técnico do Corpo de Bombeiros do Estadodo Mato Grosso e do P...
Projetos EspeciaisApoio aos Xavantes -400cabeças de gado,A terra indígena Marãiwatsédé está localizadanos municípios de Al...
FINANCIADORESAcima de R$ 100.000,00United States Agency for International DevelopmentFundação André Maggi*Gordon & Betty M...
PARCEIROSInstitucionaisCientíficosFilantrópicosComerciaisEQUIPEGerentesAline Maldonado LocksGerente OperacionalCharton Jah...
GoiâniaAv. das Indústrias, 601Qd 151 - lt 47 - Salas 301 e 302Setor Santa Genoveva -Goiânia-GOCEP: 74670-600+55 (62) 3945-...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório anual 2012 versão em português

568 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
568
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
207
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório anual 2012 versão em português

  1. 1. Produzindo Certo desde 2004Relatório Anual – 2012
  2. 2. CONSELHO DIRETORJosé Rubens de CarvalhoMarcos Carvalho dos ReisMichael JenkinsRobert Carlos BergerWilson Mancebo GonçalvesCONSULTORES SÊNIORDr. Britaldo SoaresDr. José Manuel V. FragosoVasco M. van RoosmalenParque Indígena do XinguNa busca da Aliança da Terra por melhoria contínua, sejam muito bem-vindos ao nosso primeiro Relatório Anual!Nestes nove anos de vida, a AT evoluiu a partir de uma incipiente operação de um homem só em Mato Grosso para umgrupo de conservação liderado pelos próprios produtores, identificado pelo mercado como um modelo e elogiado pelamídia internacional.Com cerca de 3 milhões de hectares de terras bem gerenciadas que fazem parte do Cadastro de CompromissoSocioambiental, nossas 500 propriedades representam a ponta da lança na produção de commodities do Século XXI.Com 50% da nossa área cadastrada em vegetação nativa, a AT abrange mais terras preservadas do que o maior parquenacional dos Estados Unidos. Combatemos mais de 130 incêndios, protegendo milhares de hectares de florestas dofogo. E nosso maior orgulho é trabalhar lado a lado a todos os povos espalhados pela paisagem agrícola brasileira, defamílias de pequenos produtores de Assentamentos aos grandes proprietários e comunidades indígenas carentes.O sucesso da Aliança se deve aos compromissos dos nossos produtores e ao apoio financeiro de várias organizaçõesque acreditam em nossa missão. Todos os dias eu penso como tenho sorte de fazer parte de algo que está gerando umimpacto tão grande. É uma reflexão sobre o sentimento de orgulho destes produtores em cuidar da terra. E estesentimento positivo tem gerado a sua própria energia.Os agricultores e pecuaristas que se juntaram de forma proativa à Aliança da Terra estão liderando o mundo naprodução responsável. Eles tomaram para si riscos financeiros que os cidadãos das cidades não reconhecem, e têmfeito mais para o meio ambiente do que quase qualquer outro setor da sociedade. Os produtores do nosso sistemagastaram milhões de dólares em melhoria ambiental e social, restaurando milhares de hectares de mata ciliar emelhorando as condições de vida de inúmeras pessoas. Mas o mais importante, eles são a vanguarda de um novohomem da fronteira agrícola no Brasil; aquele que se vê como parte da solução, e não do problema.Quando olhamos à frente, para 2013 - com recursos financeiros garantidos pelos governos da Noruega e Holanda -percebemos que temos de continuar a inovar e avançar. Nós sempre dissemos que os proprietários devem assumir suaresponsabilidade na melhor gestão das terras, mas devemos criar incentivos financeiros para complementar tais atos.Para este efeito, em 2013, estamos incorporando o Cadastro em um sistema de ferramentas técnicas e mercadológicasintegradas, no qual denominamos “Produzindo Certo”, que vai ajudar agricultores e pecuaristas a captar os benefíciosde seus investimentos em meio ambiente e nas pessoas. Também vamos expandir nossa Brigada de Incêndio,aprofundar o apoio à pesquisa científica independente, e dar continuidade aos projetos especiais. Há muito trabalhopela frente, mas nossa dedicada equipe esta à altura desta missão!John Cain CarterDiretor GeralManoel Campinha Garcia CidPresidente do ConselhoAlexander DavisDr. Daniel NepstadFrank MerryJoão Gilberto BentoJohn Cain CarterFoto da Capa: Araceae spp.A LUTAsegura protegida no BrasilNÃO PARApor uma paisagem rural produtiva,eA Aliança da Terra é uma Organização de Sociedade Civil deInteresse Público (OSCIP), formada por produtores rurais,pesquisadores e empresários do agronegócio comprometidos como conceito “Produzindo Certo”.Nossa missão é fornecer um caminho de desenvolvimentoalternativo na fronteira agrícola brasileira, equilibrando a dignidadehumana, a produção de alimentos e a conservação do meioambiente.
  3. 3. ü 107 propriedades cadastradas, em torno de 400 mil ha;ü Mais de 600 horas de combate a incêndios florestais e 60 brigadistas treinadospara combate;ü Lançamento de dois livros da série Boas Práticas ("Identificando mamíferos dafloresta de transição Amazônia-Cerrado" e "Defensivos agrícolas");ü Aliança da Terra assumiu a vice-presidência do Global Roundtable for SustainableBeef;ü Início do Projeto de Pecuária Responsável no Assentamento Mata Azul, em MatoGrosso;ü Lançamento de mapa interativo das propriedades cadastradas (parceria com aGoogle.org);ü Realizado o inventário de aves de propriedades do CCS;ü Apoio à certificação RTRS (Round Table on Responsible Soy) de 15 propriedadesem parceria com a Biobrasil em Goiás;ü Auxílio na reconstrução da Aldeia Mawutsini, dos índios Kamayurás, após incêndioacidental ocorrido;DESTAQUES 2012deü Cadastrar 200 propriedades (totalizando 1 milhão de hectares);ü Apoiar a estruturação de Brigadas de incêndio indígenas no Xingu.ü Inseminar mais de 2 mil matrizes de pequenos produtores;ü Estruturar a Primeira Cadeia Limpa e Transparente de Produção de Carne;ü Apoiar 110 propriedades para alcançar certificação internacional;ü Fomentar e lançar no mercado o sistema Produzindo Certo;ü Alteração da identidade visual da Aliança da Terra e da Brigada de Incêndio;ü Lançamento do novo site (http://www.aliancadaterra.org.br), resultando em 75.620visitas e 85.668 visualizações às propriedades do CCS no Panoramio – Google.ü A Organização foi mencionada em 115 matérias em mídia espontânea;DESAFIOS para 2013ü 2.011 compromissos de adequação socioambiental verificados;ü 56 propriedades apoiadas para alcançarem certificação internacional;ü 108 fazendas excluídas do Cadastro por falta de adequação;
  4. 4. O Prêmio Produzindo Certo foi criado para reconhecer os melhores produtores dentro do Cadastro deCompromisso Socioambiental (CCS) da Aliança da Terra. É a valorização do trabalho dos produtoresrurais durante o ano, que investem e melhoram as suas propriedades. Para tanto, uma criteriosaavaliação é realizada pelos especialistas do Corpo de Jurados, por pesquisadores e técnicos ambientais.As fazendas são avaliadas nos seguintes critérios:A terceira edição do Prêmio foi realizada juntamente ao IV Simpósio Alianças Socioambientais. AFazenda Macaré, de propriedade de José Marcolini Júnior, foi a grande campeã do III PrêmioProduzindo Certo. Membro do CCS desde 2007, a Fazenda Macaré está localizada em Querência – MT.III PRÊMIO PRODUZINDO CERTOFazenda Macaré é a campeã do Prêmio Produzindo Certo 2012III PRÊMIOPRODUZINDOCERTOSOCIOAMBIENTAISIV SIMPÓSIOALIANÇASAlguns destaques da Fazenda Macaré:de vegetação nativa remanescente; das APPs preservadas;Nenhum ponto de erosão identificado na propriedade; Participa do Projeto Carbono no Xingu desde 2008.92% 100%AS 20 FAZENDAS FINALISTASCampeã: Macaré - Querência-MTFinalistas: 2º lugar: San Martin - Bom Jesus do Araguaia-MT; 3º lugar: Campo Aberto- Barreiras-BA; 4º lugar: São Francisco - Feliz Natal-MT; 5º lugar: Santa Anastácia eLagoa Vermelha - Sorriso-MTSemi-Finalistas: Bartira - Rancharia-SP; Boca da Mata - Gaúcha do Norte-MT;Califórnia - Água Boa-MT; Formosa - Martinópolis-SP; GCM Cambri - Rondonópolis-MT;Monte Fusco - Figueirópolis D’oeste-MT; Recanto Azul - Nova Mutum-MT; Rio do Meio -Correntina-BA; San Francisco - Canarana-MT; San Jorge - Costa Rica-MS; Santa Maria -Campo Novo do Parecis-MT; Santa Rosa V - Campo Verde-MT; Santo Antônio - Tangaráda Serra-MT; Tozzo - Campo Novo do Parecis-MT; Uirapuru - Feliz Natal-MTSilo - Fazenda MacaréFazenda MacaréTroféu do III Prêmio Produzindo Certo, realizadono dia 06 de dezembro, em Sorriso-MTJosé Marcolini (à esquerda) com o campeão da edição 2011 do Prêmio,Romeu CiochettaüüüüüüüCobertura vegetal nativaConservação do SoloFocos de calorControle de poluiçãoRegularização ambiental e fundiáriaConformidade SocialSegurança do Trabalho
  5. 5. CADASTRO DE COMPROMISSO SOCIOAMBIENTALO Cadastro de Compromisso Socioambiental (CCS) é uma ferramenta para osprodutores melhorarem a gestão socioambiental de suas terras. O CCS foi criadopara identificar, reconhecer e recompensar produtores responsáveis, queimplementam boas práticas de administração e manejo da terra.A meta da Aliança da Terra é fomentar nosso sistema Produzindo Certo commais de 20 milhões de hectares bem gerenciados até 2017.463Fazendas cadastradas, totalizando312MILHÕES de hectares emEstados mais o Distrito FederalNossos parceiros estão espalhados por todo o Brasil:PORTEIRA ADENTROA abordagem da Aliança da Terra e o incrível empenho dosprodutores do CCS estão mudando a cara da produçãoagropecuária no Brasil.Através do CCS, é produzido o Diagnóstico Socioambiental, documento que representaum verdadeiro raio-x das condições sociais e ambientais da propriedade. Odesempenho de cada propriedade é analisado usando um conjunto de indicadores-chave, tais como a existência e condição da vegetação nativa; erosão e requisitos deconservação do solo; as condições sociais e de segurança do trabalho; a gestão deresíduos e controle da poluição; gestão do fogo; e a regularização ambiental e fundiária.Concluído o diagnóstico, o dono da fazenda voluntariamente compromete-se a umplano de adequação, com base em sua capacidade financeira e de gestão.Dentro do Cadastro de Compromisso Socioambiental:1,51,4133milmilhão de hectares de Vegetação Nativahectares destes de APPspreservadasde hectares de Área ProdutivaUma redução de 98%na área desmatadamilhão(APPs - 9%)VegetaçãoNativa51%ÁreaProdutiva49%
  6. 6. Pelo fato do CCS ser voluntário, os custos e investimentos da correta administração da propriedade sãogeralmente pagos pelos próprios produtores.Ou seja, um investimento de mais de 7,5 reais por hectare.Os membros do Cadastro destinaram mais de 22 milhõesentre 2007 e 2012.dereais em adequação ambiental e socialIsso significa um passo inicial na busca peloequilíbrio entre conservação e a produção de alimentos. O próximo passo é dar retorno aoinvestimento feito por estes produtores.INVESTIMENTOS DOS PRODUTORES1.823hectares de VEGETAÇÃO NATIVA foram RECUPERADOS até 2012INVESTIMENTOS voluntários nas áreas SOCIAL e AMBIENTALRio das Mortes - Novo Santo Antônio-MTRTRS do MUNDO vem de propriedades do CCSMais de 35% de TODA soja certificadaA sociedade e as companhias internacionais exigem, cada vez mais, uma maior transparência em suasredes de suprimentos. Essas mudanças levaram a muitos requisitos diferentes de certificação, que são,na verdade, o resultado de extensivos processos multi-stakeholder, desenvolvidos longe do campo.Através de um serviço de preparação de proprietários rurais para adotar qualquer tipo de certificação, aAliança da Terra, com apoio da Fundação Solidaridad, tem ajudado a elevar o produtor ao nível de 75 a90% do caminho para se obter a certificação, em especial, a de soja RTRS (Round Table on ResponsibleSoy). 25% dos custos do processo podem ser reduzidos com o nosso serviço de Pré-Certificação.Até 2012, apoiamos a certificação RTRS de que fazem parte do CCS.46 fazendas2011 -2012 -toneladasde sojaRTRS cultivadas em ,representando 31% de toda a soja RTRScertificada no mundo.de sojaRTRS cultivadas em 105.881 hectares,ou seja, 36% de toda a soja certificada RTRSdo planeta.130.15736.090hectares349.888 toneladas2011 20112012 2012130 mil105 mil36 mil349 milToneladas Area haAno Ano
  7. 7. A Aliança da Terra, em parceria com a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), a APEPASA(Associação dos Pequenos Produtores Agrícolas de Santo Antônio do Rio das Mortes) e a FundaçãoSolidaridad, promoveu em 2012 reuniões para levar o Programa de Incentivo ao MelhoramentoGenético (Pró-Genética) a pequenos produtores dos Assentamentos Mata Azul, Roncador, Dom Pedro,Mãe Maria e Bandeirantes. Esta parceria oferece um pacote onde atende à demanda ambiental, sociale genética para os assentados. A ABCZ, através do Pró-Genética, irá agregar valor ao rebanhocomercial, promovendo a oferta de touros de alto valor genético. Os agentes financeiros participarãocom o cadastro e a liberação de linhas de crédito. Além disso, iniciou-se um projeto de inseminaçãocom sêmen de animais registrados para o rebanho dos pequenos produtores do Assentamento daMata Azul.doadas por pecuaristas do CCS para os pequenos produtores.Mais de 3.000 doses de sêmen no valor de 100 mil reais foram15035.100Dobrar a renda dos produtores, aumentar a taxa de prenhez de 50%para 80%,O Projeto almeja:umentar o peso do bezerro na venda em aproximadamente 30%, esubstituir o sistema de venda ‘’por cabeça’’ para ‘’por peso’’.Produtores atendidosRebanho da região estimado em cabeças de gadoaO olhar para os pequenos BRIGADA DE INCÊNDIO2.000 horas de calorO fogo é o inimigo comum do produtor, do ambientalista e dos povos indígenas. É possível observara cada ano o agravamento das estiagens à medida que as florestas desaparecem e as mudançasclimáticas se tornam ainda mais profundas no Brasil. Fortalecida pelo conhecimento e pelo apoiode cientistas e dos homens da fronteira, a Aliança da Terra está levando a luta para o campo. Nestecontexto nasceu, em 2009, a nossa Brigada de Incêndio florestal, estabelecendo a base para aprimeira Brigada de Incêndio voluntária na região da Amazônia, criando um senso de controle egovernança sobre a fronteira onde anteriormente o sentido primordial era “cada homem por simesmo”.16/200931/201032/201135/2012CombatesanoHoras deCombate271670486660Sucesso comprovado através dos números:2.087horas114combates, totalizandoA parceria entre proprietários do CCS junto aBrigada reduziu os focos de incêndio em 55%**Pesquisa realizada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)
  8. 8. A Brigada de Incêndio da Aliança da Terra conta com o suporte técnico do Corpo de Bombeiros do Estadodo Mato Grosso e do Programa Internacional do Serviço Florestal dos Estados Unidos (USFS) -"Smoke-jumpers". Também conta com o apoio fundamental dos proprietários de terras locais e dos povosindígenas.Em 2012, a Brigada expandiu os seus objetivos e estabeleceu como meta crescer sua capacidadeoperacional para mais 4 brigadas na região do Xingu oriental até 2015. Isto deve permitir à AT combatermais de 200 incêndios por ano, como também criar uma base para pesquisadores avaliarem o impactoda nossa Brigada. Esta estratégia deve incorporar centenas de voluntários que foram treinados na regiãoe permitir uma identificação e controle mais efetivo dos focos de fogo.BRIGADA DE INCÊNDIOCerca de através dos cursos anuais deBrigada de Incêndio Florestal da Aliança da Terra, sendo destes400 Brigadistas formados74 indígenas.2,740300 milhõesmilhões de hectares de FLORESTAS protegidas,representando de toneladas (MgC) de CO2.Atuação principalmente em que corresponde a5 municípios,
  9. 9. Projetos EspeciaisApoio aos Xavantes -400cabeças de gado,A terra indígena Marãiwatsédé está localizadanos municípios de Alto Boa Vista, São Félix do Araguaia e Bom Jesus doAraguaia (MT), totalizando 165.241 ha. A AT fornece assistência técnica einvestimento direto a esta comunidade, ajudando a criar um sistema deprodução de carne, que inclui a dea construção de curral e cercas, bebedouros, gestão dorebanho, treinamento, etc. A AT também treinou e equipou 24 bombeirosindígenas e realizou a perfuração de poço tubular profundo para fornecer águapotável para mais de 1.000 pessoas. Galpão de ferramentas, computadores,manutenção de equipamentos, etc. são outras atividades de apoio fornecidaspela AT.criação de um rebanho comercialCarbono no Xingu -14.100toneladasFruto da parceria entre produtores do CCS,pesquisadores do IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) e oBanco Rabobank, este projeto gera créditos de carbono através darecuperação de matas ciliares. Duas propriedades cadastradas participamdo projeto, onde mais de 50 hectares de matas ciliares estão sendorestaurados, sequestrando uma quantidade de CO2 estimada em(tCO2e) até 2040.Quelônios da Amazônia -5 milhõesEm parceria com o Centro Nacional dePesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios, esta ação de conservaçãodireta envolve a proteção de áreas de reprodução de duas espécies detartarugas da Amazônia no Rio das Mortes, em MT. Mais de detartarugas Tracajá e Tartaruga-da-Amazônia foram devolvidas com êxito aorio, contribuindo para o repovoamento e recuperação destas espéciesameaçadas de extinção. Este monitoramento constante das praias dedesova permite reduzir a pressão antrópica sobre as tartarugas.‘’O lugar mais DIFÍCIL para ser um Brigadista’’BBC,Toughest Place tobe a...trabalhar por quatro dias seguidos,batalha "interminável".Definitivamente, o lugar mais difícil para se fazer parte de uma Brigada de Incêndio é na FlorestaAmazônica brasileira, especialmente no nordeste de Mato Grosso. Pelo menos foi o que concluiu aequipe da rede de TV do Reino Unido, que foi a Mato Grosso em setembro de 2012 para filmar aBrigada de Incêndio da AT. Em sua quarta edição da série de documentários(O lugar mais difícil de ser um...), o foco da atenção da BBC foi o movimentado, cansativo eheroico dia-a-dia dos brigadistas que fazem parte da Brigada de Incêndio florestal da Aliança da Terra.Durante a estação seca no Estado de Mato Grosso, a Brigada de Incêndio da Aliança daTerra chega a tentando salvar a florestado fogo, em uma descrita pela BBC como
  10. 10. FINANCIADORESAcima de R$ 100.000,00United States Agency for International DevelopmentFundação André Maggi*Gordon & Betty Moore FoundationFundación Solidaridad Latinoamericana - Farmer Support ProgramFundación Solidaridad Latinoamericana - Soy Fast Track FundGrupo +UnidosWorld Bank - Programa Biodiversity and Agricultural CommoditiesR$ 1.000,00 até R$ 99.999,00Agripar Participações S.A*BBC - Gravação de Documentário*Recursos ConsultoriaWorld Bank - International Finance CorporationArcher Daniels Midlands*Gary MagnessFazenda São Jorge - Leonardo Ribeiro*Henrique Gonzatti*Saulo Roberto dos Santos*Fazenda Santa Francisca*Fazenda Brasil - Armando Braga*Até R$ 1.000,00Pedro Danielli*Aldir A Danielli*Virginia Boss Simao*Valdir Ivo Witt*Alecio Marostica*Doação - Recuperação Aldeia KamayurásBackcountry TravelRecursos ConsultoriaSanta Clara A. BGerard e Margi MossConstance CampbellSara BrodnaxMika MakelainenClasse da Catarina CarterJay KlebergAidan LeornadWill HoustonCharles KentEllen BassoWilbraham and Manson AcademyAndrew GuntherAndrew MeleDavid LeonardBrian GatzkeJuan de OnisJohn CarterClaire VaughanManoel Campinha Garcia CidMiguel Carvalho DiasAssociação Brasileira dos Criadores de ZebuPrestação de Serviço*SUMÁRIO FINANCEIROSalários, Encargos e BenefíciosDespesas OperacionaisServiços de TerceirosComunicação e MarketingProjetos EspeciaisCustos IndiretosTotal713.814,00300.260,00141.347,00166.247,00401.882,003.002.600,00Saldo Residual do Ano AnteriorFundos com RestriçõesServiços PrestadosFundos sem RestriçõesTotal R$1.657.684,19711.825,00109.985,533.840.752,71R$R$R$R$1.424.685,63499.536,55163.492,992.925.867,88R$R$R$R$R$Receitas 2011 2012R$R$R$R$R$R$R$705.606,00283.363,0089.757,00145.650,00408.482,00R$R$R$R$R$R$R$Despesas 2011 2012SUMÁRIO FINANCEIRO2.939.742,00Fundos com RestriçõesServiços PrestadosFundos sem RestriçõesCadastroBrigadaAdministrativasProjetos EspeciaisReceitas Despesas1.361.257,99 838.152,711.306.884,001.279.050,00
  11. 11. PARCEIROSInstitucionaisCientíficosFilantrópicosComerciaisEQUIPEGerentesAline Maldonado LocksGerente OperacionalCharton Jahn LocksGerente de ProjetosMagally OliveiraGerente Financeira AdministrativaAnalistas AmbientaisAnmyna Soraia de OliveiraCristhiane Mendes SimioliEduardo dos Santos PacíficoFábio Almeida CoelhoFabrício de FreitasJefferson Francisco da CostaMaria Zelma Gomes da SilvaMurillo Alves MoreiraPatrick DanielliRafael ViníciosTassiane Rebelato MarascaVitor Palhari LinsBrigadistasEdimar dos Santos AbreuChefe da Brigada de IncêndioArnaldo AlmeidaEusimar de Sousa AraújoLourivan TavaresLuis Júnior da SilvaLuzival FariasOsmano MelquiadesWeldre Tavares PereiraComunicaçãoBárbara Mazocante MajadasCoordenadora de ComunicaçãoEryka Karla da SilvaAdministrativoEliciena de SouzaTatiely VieiraEXPEDIENTEEdição / ProduçãoBárbara MajadasDesign de Arte / Edição deFotografiaEryka KarlaColaboradoresCharton Jahn LocksEduardo dos Santos PacíficoMagally OliveiraFotografiaArquivo PessoalDiretoresJohn Cain CarterDiretor GeralFrank MerryDiretor FinanceiroMarcos Carvalho dos ReisDiretor Administrativo** Equipe da Aliança da Terra - Maio de 2013
  12. 12. GoiâniaAv. das Indústrias, 601Qd 151 - lt 47 - Salas 301 e 302Setor Santa Genoveva -Goiânia-GOCEP: 74670-600+55 (62) 3945-6300CuiabáAv. Miguel Sutil, 8000Sala 1805Jardim Mariana -Cuiabá-MTCEP: 78040-400+55 (65) 3025-6399www.aliancadaterra.org.brFacebook / aliancadaterra - Twitter @aliancadaterraBase da Brigada em NovoSanto AntônioRua M, S/N - Extensão RuralBacaba - Centro -Fazenda Rancho JatobáNovo Santo Antônio-MTCEP: 78674-000+55 (66) 3548-1026+55 (66) 8436-1552+55 (66) 8434-1152Base da Brigada em BomJesus do AraguaiaAssentamento Bordolândia+55 (66) 8434-1153

×